Um conselho de S. Francisco de Assis.



MORRER NÃO É O FIM




Texto mais abrangente:

Não percas de vista o final da vida. Não esqueças o teu propósito e destino como criatura de Deus. O que tu és à vista Dele é o que tu és, e nada mais.

Não permitas que as preocupações e ansiedades do mundo ou as pressões do ofício varram a vida divina dentro de ti ou calem a voz do Espírito de Deus que guia a tua grande missão de conduzir a humanidade à completude.

Se abrires o coração a Deus e gravares o Seu plano profundamente no coração, Deus abrir-se-á a ti.

Lembra-te de que quando deixares esta terra não poderás levar contigo nada que recebeste – sinais efémeros de honra, paramentos do poder -, mas apenas o que soubeste dar: um coração pleno enriquecido por trabalho honesto, amor, sacrifício e coragem.



“Quem ler e entender o Evangelho em Espírito e Verdade, encontrará nele Deus e o céu, os Anjos e o próprio paraíso, tudo a nos esperar, aguardando que façamos a nossa parte, para recebermos o prêmio da felicidade.” S. Francisco


Oração_abre_as_portas_para_a_presença_de_Deus
Oração_não_eh_uma_Varinha_magica_Papa_Francisco



A águia e a serpente.



A águia e a serpente



O embate entre serpentes e Águias é muito comum, pois as serpentes são um dos petiscos favoritos das águias, já que a principal defesa de uma serpente seria completamente inútil contra suas garras afiadas e por outro lado, as serpentes não possuem uma boa visão à longa distância, pelo contrário este inimigo em particular possui uma das melhores visões á longa distância entre os animais e que pode perceber o minimo movimento a quilômetros de distância e assim ela consegue chegar de surpresa em alta velocidade caindo literalmente do céu.  Porém, as defesas da serpente não podem ser totalmente desprezadas, por isso o grande e poderoso pássaro precisa de muita habilidade e esperteza para vencer esta disputa pela vida.

Hoje estaremos exatamente comentando e meditando esta atitude que pode nos deixar muitos ensinamentos, veja o depoimento a seguir:




Hermes C. Fernandes

Hoje assisti in loco e ao vivo” a um duelo entre uma águia e uma serpente. Fui levar minha esposa ao trabalho, e na volta, enquanto aguardava o sinal abrir, eu, minha filha Revelyn e meu sobrinho Pedrinho assistimos à cena inusitada. A águia veio descendo velozmente com as garras projetadas para frente, e quando pousou sobre a serpente, foi recebida com um bote. A luta continuou depois que o sinal abriu e não sabemos o resultado. Presumo que a águia tenha vencido, como geralmente acontece. É muito difícil para uma cobra, mesmo peçonhenta, resistir ao poder das garras daquela ave.

Águias e serpentes são abundantes aqui na Flórida. Recentemente, nosso quintal recebeu a visita de uma cobra. Mas desde que flagrei uma águia pousada no mesmo lado onde avistamos o tal réptil, nunca mais a cobra deu o ar de sua graça. Provavelmente, virou comida de águia.

Assistir àquele embate me fez passar o dia refletindo.

A cobra é um réptil rasteiro de sangue frio, enquanto a águia é uma ave de sangue quente que voa em alturas inatingíveis para qualquer outro animal. Enquanto a cobra troca de pele, a águia troca sua penagem. O poder da águia está na envergadura de suas asas e na força de seu bico e suas garras. Já o poder da serpente está em seu veneno.

– Enquanto o povo de Deus é desafiado a ser como uma águia, renovando constantemente sua força (*) em Deus, os ímpios são comparados à prole da serpente. As Escrituras cristãs estão repletas de imagens que sugerem esta comparação.

A águia é símbolo de renovação, de confiança, de destreza, de majestade. Mas a serpente é símbolo de traição, de astúcia, de malignidade.

A serpente é traiçoeira e mantém-se sempre escondida. Seu bote sempre acontece sem aviso prévio, com exceção da cascavel com seu chocalho. Já a águia avisa que está chegando desde que avista a presa, dando-lhe chance de escapar. O som que emite, juntamente com a envergadura de suas asas, não a deixam passar despercebida.

Os hipócritas e traidores são verdadeiras serpentes que trocam sua pele de acordo com a conveniência. Esperam a hora certa de dar o bote. São calculistas e frios. Ainda que pareçam agir pela emoção do momento, suas atitudes são planejadas e têm como objetivo derrubar quem está em seu caminho. Trocam seu discurso como a serpente troca de pele.

Os visionários são como águia, capazes de vislumbrar o futuro. Mesmo quando pegos de surpresa pelo bote da serpente, não recoam, mas mantém os olhos fitos no alvo. Renovar as penas não é como trocar de pele. O discurso continua o mesmo. Antes de ser leal aos que o cercam, é fiel à visão que Deus lhe deu. E justamente daí vem sua lealdade para com aqueles que nele confiam. Ser fiel a Deus e leal aos amigos acaba resultando numa consciência tranquila e forças renovadas.


17 de setembro de 2017



A águia não luta com uma serpente no chão.

Ela a agarra e a transfere para um outro campo de batalha: o céu. Depois de levá-la para o alto, a solta em direção ao chão.

Uma cobra não tem nenhuma resistência, nenhum poder, nenhum equilíbrio no ar. Ali revela-se inútil, fraca e vulnerável.

No chão, é mortal, sábia e poderosa.

Como uma águia, não limite-se a lutar no reino físico do inimigo.

Leve a luta para o seu domínio, que é o céu:  A ORAÇÃO!

O diabo aqui na Terra é forte, astuto, enganador, envolvente, e muitas vezes mortal. Mas no céu, assim como esta serpente revela-se inútil, fraco e vulnerável.

Busque as coisas do alto!!!   Reze mais.   A cabeça da serpente já foi pisada. Tomemos posse da graça de Deus. As decisões que mudam as coisas aqui na terra são tomadas lá no Céu.



NOSSAS MENSAGENS NO PINTEREST




OUTRAS INDICAÇÕES SEMELHANTES




POWER POINT – SLAIDSHARE

Baixe o slide para melhor visualização dos efeitos.






Não Temas!



NO MEIO DA TEMPESTADE


tempestade-no-mar[1]


NADA TEMAS


“Entretanto, já a boa distância da margem, a barca era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. Pela quarta vigília da noite, Jesus veio a eles, caminhando sobre o mar.* Quando os discípulos o perceberam caminhando sobre as águas, ficaram com medo: “É um fantasma!” – disseram eles –, soltando gritos de terror. Mas Jesus logo lhes disse: “Tranquilizai-vos, sou eu. Não tenhais medo!”. Pedro tomou a palavra e falou: “Senhor, se és tu, manda-me ir sobre as águas até junto de ti!”. Ele disse-lhe: “Vem!”. Pedro saiu da barca e caminhava sobre as águas ao encontro de Jesus. Mas, redobrando a violência do vento, TEVE MEDO e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!”. No mesmo instante, Jesus estendeu-lhe a mão, segurou-o e lhe disse: “Homem de pouca fé, por que duvidaste?”. Apenas tinham subido para a barca, o vento cessou. Então, aqueles que estavam na barca prostraram-se diante dele e disseram: “Tu és verdadeiramente o Filho de Deus.”      São Mateus, 14,24a33 – Bíblia Católica Online

Esta passagem Já é bem conhecida por todos nós, mas gostaríamos de evidenciar o motivo pelo qual São Pedro não foi feliz em completar a sua missão de chegar até Jesus, Jesus mesmo o reprova por sua falta de Fé, mas o texto nos evidencia o fato de que ele “TEVE MEDO“, mas teve medo de que?

Teve medo do mar, das ondas e do vento…  Bem sabemos que Pedro era um pescador profissional e sair ao mar era uma coisa que fazia todas as noites, bem sabemos que deve ter enfrentado diversas tempestades sozinho e sempre voltou inteiro para casa, se era o fato de correr o risco de estar caminhando no mar, mesmo que se fosse preciso nadar para voltar ao barco, isto não seria nada difícil de se realizar, no entanto, o que está em cheque não eram as habilidades humanas de Pedro e nem sua capacidade de lidar com situações semelhantes e sim a sua coragem de abdicar de toda sua capacidade e habilidades humanas se jogando inteiramente nas mãos de Jesus, foi neste ponto que Pedro TEVE MEDO, exatamente o ponto onde o seu lado Espiritual desafia seu lado físico a ponto de fazer aquilo que era impossível fisicamente e caminhar por cima de todas as dificuldades como se elas não existissem, assim como Jesus fazia.  Foi neste ponto que a Fé de Pedro vacilou e sua força espiritual cedeu ao poder da força das tribulações matérias que o cercavam o que acaba acontecendo com qualquer um de nós, é exatamente isto que JESUS quis mostrar, pois “Quando tudo nos falhou, foi mesmo a mão de Cristo que nos Resgatou.”



NÃO TEMAS


Foram essas as palavras de Jesus Cristo a Jairo no momento em que ele recebeu a trágica notícia da morte de sua filha. O Senhor sabia que aquela hora era decisiva e que a insegurança ou a dúvida poderiam abrir as portas para que o espírito de medo possuísse a alma daquele homem.

Jesus foi claro: “Não temas. A menina não morreu, mas dorme” (Mc 5.39).    Sabemos que são muitas as vozes que querem ser ouvidas, por isso temos que provar os espíritos para sabermos de onde eles procedem.

O medo é o principal inimigo da por isso temos que aprender um princípio importante de vida vitoriosa. Depois de ouvir o que diz a situação, ouça o que Deus tem a dizer a respeito do assunto. Nada termina até que Ele diga que acabou. O que vai definir a vitória ou o fracasso é o que você vai dizer segundo a sua fé. Em quem, de fato, você acredita: na circunstância ou em Deus?

Diante do que você está vivendo e do que Deus lhe prometeu, qual é a sua confissão. “Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos” (Rm 10.8).

Sabendo que a fé vem pelo ouvir, a quem você tem ouvido? Com quem você tem concordado? Com a situação, o diabo, o mundo, os incrédulos ou com Deus? Faça da sua confissão de fé uma oportunidade para Deus operar milagres em sua vida.


Crê somente!



OUTRAS INDICAÇÕES SEMELHANTES



Qual é o Tamanho de Deus?


O Avião e a distância de Deus



Por Padre Agnaldo José


Deixei o carro no estacionamento do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. Caminhei até o saguão, fiz o check-in e despachei a mala. Meu destino? A cidade de Pesqueira, no agreste pernambucano. Participaria da abertura das festividades da Imaculada Conceição, no convento dos frades franciscanos.

Estava feliz e ansioso por realizar mais uma missão. Olhei no relógio: 9h. O embarque seria às 10h. Então, subi pela escada rolante até o local onde há uma vista panorâmica de pousos e decolagens. Vários aviões estavam na pista. Minha memória me fez voltar no tempo: lembrei-me de uma história que meu avô, Joaquim, contou a mim quando eu era criança.


Um pai e seu filho pequeno caminhavam por uma estrada. Conversavam. Brincavam. Corriam.

Cultivavam laços afetivos.

O filho então lhe fez uma pergunta:

-“Qual é o tamanho de Deus?”.

Depois de uns minutos pensando, o homem olhou para o alto e viu um avião, cortando as nuvens.



-“Você está Vendo aquele avião?”, perguntou. O menino fixou o olhar no céu: “Sim. Está deixando um rastro de fumaça para trás”. “Qual é o tamanho dele?”.

O menino respondeu rápido:

“Bem pequeno. Quase não dá pra gente ver”.

Os dias se passaram e o homem foi levar um amigo seu ao aeroporto. Chamou o menino para ir junto. Ele acompanhou cada passo do seu pai até que chegaram ao local da vista panorâmica da pista e dos aviões. Ali, abraçado ao filho, ele repetiu a mesma pergunta que fizera antes, naquele dia, pelo caminho, apontando para um avião de cor azul estacionado bem em frente a janela:

Qual é o tamanho deste avião?”.

O menino estava entusiasmado e respondeu de imediato:

Enorme…  grande… muito grande mesmo!

Que lindo! Olha as asas! Pareço uma formiguinha perto dele”.

O pai, com carinho acariciou os cabelos do menino: “Sabe, filho, Deus é como este avião. O seu tamanho depende da distância que estamos dele. Este avião é do mesmo tamanho daquele que estava bem alto naquele dia, por isso se estivermos longe dele, ele parecerá muito pequeno para nós, quase não o enxergamos. Mas, se estamos perto dele, será enorme, grande, infinitamente maior que nós dois juntos.

Que você fique sempre perto de Deus, para que ele seja grande na sua vida”.

Que saudades do vô Joaquim, de seu carinho e de suas histórias. Ali, naquele local especial do aeroporto, fiquei pensando em Deus.



Proteção Divina & Proteção & Provação.


Quantas vezes me afastei de sua presença. Não permaneci debaixo de suas asas. Ainda bem que voltei para perto de seu coração e ele me acolheu. Hoje, posso dizer que ele é grande para mim.  Imenso. Infinito amor.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que crer em Deus, o Único, e ama-lo com todo o seu ser, tem consequências imensas para toda a vida. Significa conhecer a sua grandeza e majestade. Viver em ação de graças. Usar, corretamente, das coisas criadas. Confiar nele em qualquer circunstância, mesmo na adversidade (CIC 222-227).


São Nicolau, padroeiro da Suíça, ensina a oração para todos os dias:



“Meu Senhor e meu Deus, tirai-me tudo o que me afasta de vós. Meu Senhor e meu Deus, dai-me tudo o que me aproxima de Vós”.


E para você?

Qual é o tamanho do avião que você observa neste momento em sua vida?

Qual a distância que existe entre sua vida e Jesus Cristo?




» Padre Agnaldo José

– Sacerdote, jornalista e mestre em Comunicação.
» Fonte – Revista Ave Maria /Março/2014″



PARÁBOLAS E MENSAGENS EM POWER POINT PARA REFLEXÃO



DEUS AMA O PECADOR

MAS ODEIA O PECADO


15.000.000 de acessos em Presentepravoce.



Atingimos 15.000.000 de Acessos.

+ 36.000 curtidas no Facebook em baixa

Mais de 6.000.000 no Slidshare.

1500 Seguidores no Pinterest Em alta

Youtube, Tumblr e Twitter


SIGA NOSSOS CANAIS



                    Neste dia 18/08/2019 atingimos a marca de Quinze Milhões de acessos em nosso Blog do WordPress mais uma vez próximo à data de nosso aniversário pessoal.  Assim consideramos esta marca como um grande presente para todos nós, eu mesmo, nossos amigos e companheiros de caminhada e a todos vocês que nos visitam frequentemente.

É uma marca importante, um numero simbólico, desejamos nesta data fazer um pequeno bolo e reunir alguns amigos em comemoração e desejando a todos muitas alegrias, paz e principalmente que recebam hoje esta grande graça do Espírito Santo que é o melhor presente que o Pai nos doou com seu imenso amor.




A caminhada pode ser longa, mas com a ajuda de todos já percorremos uma boa parte do caminho. 

Vamos em frente, pois nosso objetivo é o céu.

“Nas corridas de um estádio, todos correm, mas bem sabeis que um só recebe o prêmio. Correi, pois, de tal maneira que o consigais.” I Coríntios, 9″

“O Céu é para quem sonha grande, pensa grande, ama grande e tem a coragem de viver pequeno”.

Padre Léo


Relembrando uma frase de nosso saudoso Pe. Leo, inclusive a frase que lhe inspirou o nome de um de seus melhores livros “Buscai as Coisas do Alto”, queremos exatamente mostrar que é este mesmo o nosso caminho e nosso objetivo, afinal, foi este o caminho proposto por Jesus e o caminho que todos nós um dia decidimos seguir. 

Sabemos que o pecado e as distrações deste mundo nos propõe exatamente o oposto e tentam nos dissuadir de nosso propósito, é por isso que muitos companheiros cristãos se perdem na caminhada, traem seus objetivos e afastando-se do caminho se perdem nas trevas e por fim acabam perdendo a própria Salvação.   Todos nós estamos sujeitos a estes mesmos desvios e obstáculos que tentam nos impedir de seguir rumo ao céu, porém também temos diversos meios de nos reencontrarmos e reascender a chama revigorando nossas forças para que possamos vencer este desafio.  Nossa proposta aqui é justamente esta, dar um subsídio a todos aqueles que estão conosco nesta caminhada, tanto num sentido pessoal como no sentido de auxílio àqueles que também juntamente conosco foram chamados a serem “Pescadores de Homens”.   

É verdade sim que corremos nesta corrida como em busca de um prêmio, porem apesar de ser um bom prêmio pessoal, quem ganha este premio não é aquele que chega sozinho no céu e sim aquele que consegue chegar lá com o maior numero de irmãos ao seu lado, neste caso eu corro sim, pretendo chegar e ganhar este premio, mas nunca quis ganha-lo somente para mim, por isso além de meus irmãos, amigos, filhos, pessoas próximas a mim desejo ganhar também irmãos que moram bem longe daqui e estão em lugares onde jamais sonhei, porque sei que lá nos confins da terra, alguém que nem fala a minha língua pode estar precisando de uma mãozinha, de um empurrãozinho para vencer os obstáculos e seguir em frente.   Sei também que como qualquer homem desta terra também posso cair e me perder no caminho e é por isso que conto com cada um de vocês para me empurrarem quando for preciso, para me puxarem quando eu estiver caído e assim sei que não chegarei ao céu sozinho porque todos nós chegaremos juntos com Jesus. 

15.000.000 de views não são nada se comparado aos bilhões de pessoas neste mundo que até hoje no século XXI ainda nem sequer ouviram falar que existe um Deus Criador, Um Cristo Salvador que morreu por nossos pecados foi sepultado e ressurgiu no terceiro dia, tudo isto só para ter uma ideia do quanto ainda temos a trabalhar e a quantidade de irmãos que precisamos reunir para de braços dados chegarmos ao nosso alvo final.

Paz para todos, que Deus nos abençoe.

Sizenando




Que Deus nos abençoe sempre


VEJA A NOSSA APRESENTAÇÃO DO BLOG.


Presente_Apresentação


Comemorações de Aniversário Anteriores:


Bolo_sete_anos_presentepravoce Presentepravoce_bolo_oito_anos_10000000

Outras marcações e Comemorações Anteriores:


250000-lk Primeiro_milhao Presentepravoce_6000000
Presentepravoce_9000000_capa_1 10000000_goodyear

12000000


É um prazer estar com todos vocês!


OS QUE MAIS SE DESTACARAM

NOS ÚLTIMOS 1000.000 de acesos



OS MAIS VISITADOS

ATÉ O DIA DE HOJE



Dados Atualizados em 19/08/2019 – 00:00 hs – 15.006.500



Oração_ao_espirito_santo palestras_para_encontro_de_casais_ecc
O-papagaio_marrom_padre_leo
Wallpapers_maria_mae_de_jesus
sao-miguel-1024x768-300x225[1] Pascoa_vida_nova_em_Cristo Imagens_arvores_de_Natal
Tende_Misericordia_Senhor cartoes-virtuais-lk
Dinâmica Canticos para o advento
apocalypto_film_mel_gibson JESUS é o mesmo
Moldura_sonho_de_valsa_te_amo
Dinamica_do_sonrisal
Pascoa_vida_nova_em_Cristo
O_Sentido_da_Vida Repouso_no_espirito_santo
Jesus é o Mesmo
a_paixao_de_cristo_mel_gibson

Em Todo o Tempo decorrido Os 50 Post’s mais Visitados.


RELAÇÃO DOS POST’S MAIS VISITADOS DESDE SEMPRE
3530 TITULO – DATA  20/08/2019
TOTAL DE VISITAS NO BLOG NESTA DATA

15.006.500

N Página inicial / Arquivos 1.565.681
1 Orações ao Espírito Santo. 707.385
2 Novas Imagens Para Mensagens de Natal. 418.450
3 Temas para palestras de Encontro para Casais. 262.292
4 Frases para mensagens em Lembrancinhas de Encontro para Casais. 248.960
5 Mensagens de Natal. 233.663
6 Padre Leo Conta a estória do Papagaio Marrom. 202.669
7 Molduras para fotos e Cartões com temas Natalinos. 202.614
8 Dinâmica da Pipoca sem Sal. 199.434
9 WALLPAPER’S DE MARIA SANTÍSSIMA, PARA SUA COLEÇÃO. 199.298
10 Oração de São Miguel Arcanjo. 189.668
11 Foto Mensagem da Páscoa. 187.027
12 Imagens para usar em cartões e mensagens de Natal. 183.042
13 ORAÇÃO PEDINDO A MISERICÓRDIA DE DEUS!!! 180.215
14 Cartões de Natal para montagens personalizadas. 178.273
15 Reflexões, Parábolas e Mensagens. 171.479
16 Dinâmica para Meditação. 167.425
17 O Casal Cristão no Mundo de Hoje. 160.303
18 Cantos para o Advento. 159.320
19 Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. 132.717
20 Mensagens Cristãs em Power Point. 131.195
21 Wallpapers – Mensagens de Jesus. 131.052
22 A Família Segundo a Bíblia. 130.052
23 Molduras para montagens de Cartões e Fotos. 126.256
24 Dinâmica – O Espírito Santo sopra onde quer. 124.077
25 Jesus Misericordioso. 119.401
26 Dinâmica do Sonrisal. 118.764
27 O Plano de Deus. 116.767
28 Temas relacionados à Família 107.360
29 Oração de Natal. 104.440
30 Imagens de Presépios Natalinos. 97.726
31 Dinâmica – A Oração. 93.879
32 Dia Das Mães. 91.435
33 Feliz Páscoa. 89.422
34 O Sentido da Vida. 86.189
35 O que é Repouso no Espírito ? 84.799
36 Semana Nacional da Família. 83.847
37 Poema a Nossa Senhora Aparecida. 83.376
38 Com Deus não se Brinca. 81.005
39 Esclarecimento sobre a Polêmica ocorrida na Missa de Paulo Goulart. 75.006
40 Harmonia Conjugal. 73.445
41 Terceira Idade, Ser Idoso ou ser apenas um Velho ? 72.672
42 Sentindo a Presença de Deus! 72.351
43 Diálogo Com os Filhos. 71.671
44 Dinâmica e Apresentação em homenagem ao dia dos Pais. 67.084
45 Jesus é o mesmo ontem hoje e sempre, inconfudível e Imutável. 65.801
46 Um Milagre Eucarístico que ficou oculto 12 anos! 63.975
47 Deus Criou uma Mãe Com Coração de Mãe. 62.087
48 PEGADAS NA AREIA. 60.900
49 Vinho, muito vinho, O primeiro Milagre de Jesus foi totalmente dedicado ao Matrimônio. 60.863
50 A Paixão de Cristo, o filme mais polêmico de Mel Gibson. 58.446


Bem Aventurada Dulce dos Pobres.



Irmã Dulce – Biografia Resumida


Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes nasceu em vinte e seis de maio de mil novecentos e quatorze, Em Salvador, ela é mais conhecida como Irmã Dulce, ou Beata Dulce dos Pobres, também há chamavam simplesmente do “anjo bom da Bahia”, ela se destacou por suas ações de caridade e assistência social durante sua vida.

Desde criança Maria Rita rezava muito, ela tinha vontade de seguir a vida religiosa, porém tinha duvida se seu caminho era se casar, ela pedia então sinais a Santo Antônio (conhecido como santo casamenteiro). Porém aos treze anos de idade ela começou a visitar áreas carentes com uma tia, e passou então a manifestar maior desejo por seguir a vida religiosa, a partir de então ela passou a ajudar os mendigos, enfermos e qualquer necessitado que encontrava, levando-os inclusive para sua casa para melhor trata-los. Nessa mesma idade ela tentou entrar para o convento de Santa Clara do Desterro, por ser ainda muito jovem, ela então voltou a estudar, porém foi aos poucos transformando sua casa num centro de atendimento as pessoas necessitadas, com o apoio dos familiares. A casa ficou conhecida como “a portaria de São Francisco” pois em sua porta se aglomerava um grande número de necessitados.

Maria Rita se formou professora primária, no ano de mil novecentos e trinta e dois, e no ano seguinte entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, após seis meses de noviciado professou seus votos de fé, tomou o hábito de freira e recebeu o nome de Irmã Dulce, em homenagem a sua mãe. Em mil novecentos e trinta e quatro ela recebeu sua primeira missão religiosa, ensinar em um colégio mantido pela congregação em Salvador, além de ajudar as comunidades pobres.

Fundou em mil novecentos e trinta e seis, aos vinte e dois anos, com parceria do Frei Hildebrando Kruthanp, o primeiro movimento cristão operário da Bahia, depois fundou o Círculo Operário da Bahia, que tinha como função a defesa dos direitos dos operários, além da difusão das cooperativas e promoção cultural destes. No ano de mil novecentos e trinta e nove inaugurou o Colégio Santo Antônio, voltado para a educação dos filhos de operários.Para abrigar doentes ela invadiu cinco casas abandonadas, porém foi expulsa por cometer tal ato, assim ela passou a procurar locais onde ajudava os doentes, até que uma década depois, ela encontrou no galinheiro do Convento de Santo Antônio um local onde poderia abrigar os menos favorecidos. Atualmente o local abriga o Hospital Santo Antônio, que atende cerca de cinco mil pacientes diariamente, tendo um centro médico, social e cultural voltado para os pobres.

Ela também fundou a instituição filantrópica “Obras sociais de Irmã Dulce”, que é uma das maiores do país. Ela ficou conhecida em todo o país pelas suas obras. Em mil novecentos e oitenta o Papa João Paulo II veio ao país e a convidou para subir ao altar para receber uma benção especial, entregando-lhe um rosário e falando “Continue, Irmã Dulce, continue.” E ela realmente continuou com seus trabalhos, seu hospital foi crescendo cada vez mais. Em mil novecentos e oitenta e oito o então presidente do Brasil José Sarney a indiciou para o prêmio Nobel da Paz.

Em mil novecentos e noventa e um se encontrou novamente com o Papa, que a foi visitar no convento, já que ela se encontrava doente e acamada. Irmã Dulce morreu em mil novecentos e noventa e dois, por problemas respiratórios, nos últimos dias de vida ela tinha setenta por cento da sua capacidade respiratória comprometido. Todos os brasileiros e principalmente os baianos sofreram muito com sua morte.

No ano de dois mil o Papa João Paulo II a declarou como Serva de Deus. Em dois mil e nove ela foi reconhecida como venerável. Em dois mil e dez o corpo de Irmã Dulce foi desenterrado, exumado, velado e sepultado pela segunda vez, sendo este o último estágio do processo de beatificação, que foi anunciado em dezembro desse ano, quando foi confirmado um milagre ocorrido por meio da intercessão a ela, o milagre se deu por uma mulher sergipana, que após sofrer uma hemorragia pós parto já havia sido desenganada pelos médicos e se recuperou após pedir a irmã Dulce.


Oração a Irmã Dulce



“Senhor Nosso Deus, recordando a vossa Serva Dulce Lopes Pontes, ardente de amor por vós e pelos irmãos, nós vos agradecemos pelo seu serviço a favor dos pobres e dos excluídos. Renovai-nos na fé e na caridade, e concedei-nos a seu exemplo vivermos a comunhão com simplicidade e humildade, guiados pela doçura do Espírito de Cristo, Bendito nos séculos dos séculos. Amém”





Com certeza o Sol tornará a Brilhar amanhã!


Algumas Frases de Irmã Dulce


  • “Tudo o que acontece no universo tem uma razão de ser; um objetivo. Nós como seres humanos, temos uma só lição na vida: seguir em frente e ter a certeza de que apesar de as vezes estar no escuro, o sol vai voltar a brilhar.”
  • “Ame simplesmente, porque nada nem ninguém pode acabar com um amor sem explicação!”
  • “Tudo se torna mais fácil quando se tem fé. Não uma fé oscilante, mas uma fé firme naquele que tudo pode e tudo nos concede.”
  • “Obra de Deus não se interrompe, porque Ele não permite. Se foi Deus quem construiu o hospital, por que haveria de sofrer interrupção? Eu nada fiz, porque nada sou. Quem faz tudo é Deus, nunca se esqueça disso”
  • “Habitue-se a ouvir a voz do seu coração. É através dele que Deus fala conosco e nos dá a força que necessitamos para seguirmos em frente, vencendo os obstáculos que surgem na nossa estrada”.
  • “Procuremos viver em união, em espírito de caridade, perdoando uns aos outros as nossas pequenas faltas e defeitos. É necessário saber desculpar para viver em paz e união”.
  • “O corpo é um templo sagrado. A mente, o altar. Então, devemos cuidá-los com o maior zelo. Corpo e mente são o reflexo da nossa alma, a forma como nos apresentamos ao mundo e um cartão de visitas para o nosso encontro com Deus”





“Tudo o que acontece no universo tem uma razão de ser; um objetivo.

Nós como seres humanos, temos uma só lição na vida: seguir em frente e ter a certeza de que apesar de as vezes estar no escuro, o sol vai voltar a brilhar.”

Irmã Dulce




Irmã Dulce será sagrada Santa pela Santa Sé e se tornará a primeira Santa Brasileira nascida no Brasil.

Ser Santo não é nada fácil, muito pelo contrário, exige de nós muito sacrifício e abnegação enquanto estamos nesta vida, mas o mérito e o nosso reconhecimento pelos serviços prestados desta tão pequenina serva de Deus nos leva a aplaudir e confirmar que realmente esta filhinha de Deus foi muito mais do que qualquer um de nós e por isso realmente merece este reconhecimento de ser aclamada como Santa.




Link’s para Post’s semelhantes:


Alimento_Espiritual_Autêntico

Não arrancar o joio do meio do Trigo!


O Reino dos Céus é semelhante a um homem que tinha semeado boa semente em seu campo. Na hora, porém, em que os homens repousavam, veio o seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e partiu.   O trigo cresceu e deu fruto, mas apareceu também o joio. Os servidores do pai de família vieram e disseram-lhe: ‘Senhor, não semeaste bom trigo em teu campo? Donde vem, pois, o joio?’. Disse-lhes ele: ‘Foi um inimigo que fez isto!’. Replicaram-lhe: ‘Queres que vamos e o arranquemos?’. ‘Não’ – disse ele –; arrancando o joio, arriscais tirar também o trigo. Deixai-os crescer juntos até a colheita. No tempo da colheita, direi aos ceifadores: arrancai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar. Recolhei depois o trigo no meu celeiro’.”” 
São Mateus, 13 – Bíblia Católica Online

27 de julho de 2019.



O evangelho para a liturgia deste domingo nos leva a meditar sobre a parábola do joio e do trigo. Tanto na sociedade como na comunidade e na vida de todos nós, existe tudo misturado: qualidades boas e incoerências, limites e falhas. Nas nossas comunidades, reúnem-se pessoas que vêm dos vários cantos do Brasil, cada uma com a sua história, com a sua vivência, a sua opinião, os seus anseios, as suas diferenças. Existem pessoas que não sabem conviver com as diferenças. Querem ser juízes dos outros. Acham que só elas estão certas, e os outros errados. A parábola do joio e do trigo ajuda a não cair na tentação de querer excluir da comunidade os que não pensam como nós.

Os empregados que aparecem na parábola representam certos membros da comunidade. O dono da terra representa Deus. Prestemos atenção nas atitudes dos empregados e na reação do dono da terra.

A parábola no Sermão das Parábolas

O capítulo 13 traz o Sermão das Parábolas. Seguindo o texto de Marcos (Mc 4,1-34), Mateus omitiu a parábola da semente que germina sozinha (Mc 4,26-29), ampliou a discussão sobre o porquê das parábolas (Mt 13,10-17) e acrescentou as parábolas do joio e do trigo (Mt 13,24-30), do fermento (Mt 13,33), do tesouro (Mt 13,44), da pérola (Mt 13,45-46) e da rede (Mt 13,47-50). Com as do semeador (Mt 13,4-11) e do grão de mostarda (Mt 13,31-32), são ao todo sete parábolas. Estamos aqui no centro do Evangelho de Mateus. O coração deste centro é a parábola do joio e do trigo. É nela que aparece a recomendação mais importante para as comunidades da época.



Durante séculos, por causa da observância das leis de pureza, os judeus tinham vivido separados das outras nações. Este isolamento marcou a vida deles. Mesmo depois de convertidos, alguns continuavam nesta mesma observância que os separava dos outros. Eles queriam a pureza total. Qualquer sinal de impureza devia ser extirpado em nome de Deus. “Não pode haver tolerância com o pecado”, diziam eles. Mas outros, como Paulo, ensinavam que a Nova Lei de Deus, trazida por Jesus, pedia o contrário. Eles diziam: “Não pode haver tolerância com o pecado, mas deve haver tolerância com o pecador!” A comunidade deve vencer a tentação de querer excluir os que pensam de modo diferente. Este é o pano de fundo da parábola do joio e do trigo.

1. Mt 13,24-26:

A situação: joio e trigo crescem juntos

A palavra de Deus que faz nascer a comunidade é semente boa, mas nas comunidades sempre aparecem coisas que são contrárias à palavra de Deus. De onde vêm? Essa era a discussão.

2. Mt 13,27-28a:

A causa da mistura que existe na vida

Um inimigo fez isso. Quem é este inimigo? O inimigo, o adversário, Satanás ou diabo (Mt 13,39), é aquele que divide, que desvia. A tendência de divisão existe dentro de cada um de nós. O desejo de dominar, de se aproveitar da comunidade para subir e tantos outros desejos interesseiros são divisionistas, são do inimigo que dorme dentro de cada um de nós.

3. Mt 13,28b-30:

A reação diferente diante da ambiguidade

Diante dessa mistura do bem e do mal, alguns queriam arrancar o joio. Pensavam: “Se deixarmos todo o mundo na comunidade, perdemos nossa razão de ser! Perdemos a identidade!” Queriam expulsar os que pensavam de modo diferente. Mas esta não é a decisão do Dono da terra. Ele diz: “Deixa-os crescerem juntos até a colheita!” O que vai decidir não é o que cada um fala e diz, e sim o que cada um vive e faz. É pelo fruto produzido que Deus nos julgará. A força e o dinamismo do Reino se manifestam na comunidade. Mesmo sendo pequena e cheia de contradições, ela é um sinal do Reino. Mas ela não é dona do Reino, nem pode considerar-se justa. A parábola do joio e do trigo explica a maneira como a força do Reino age na história. É preciso ter paciência e aprender a conviver com as contradições e as diferenças, mesmo tendo uma opção clara pela justiça do Reino.


Ensino em parábolas



A parábola é um instrumento pedagógico que usa o quotidiano para mostrar como a vida nos fala de Deus. Torna a realidade transparente e faz o olhar da gente ficar contemplativo. Uma parábola aponta para as coisas da vida e, por isso mesmo, é um ensinamento aberto, pois das coisas da vida todo o mundo tem alguma experiência. O ensinamento por parábolas faz a pessoa partir da experiência que tem: semente, sal, luz, ovelha, flor, passarinho, mulher, criança, pai, rede, peixe, etc. Assim, ele torna a vida quotidiana transparente, reveladora da presença e da ação de Deus. Jesus não costumava explicar as parábolas. Geralmente, terminava com esta frase: “Quem tem ouvidos, ouça!” (Mt 11,15; 13,9.43). Ou seja: “É isso! Vocês ouviram! Agora tratem de entender!” Jesus deixava o sentido da parábola em aberto e não o determinava. Sinal de que acreditava na capacidade do povo de descobrir o sentido da parábola, baseado na sua experiência de vida.

De vez em quando, a pedido dos discípulos, ele explicava o sentido (Mt 13,10.3). Por exemplo, os versículos 36-43 trazem a explicação da parábola do joio e do trigo. Ela mostra como se fazia catequese naquele tempo. As comunidades se reuniam e discutiam as parábolas de Jesus, procurando saber o que ele queria dizer. Assim, pouco a pouco, o ensinamento aberto de Jesus começava a ser afunilado na catequese da comunidade que aceitava apenas uma explicação da parábola. Ela não tinha a mesma confiança de Jesus na capacidade do povo de entender as coisas do Reino.

(Mateus 13,24-30) [Mesters, Lopes e Orofino]

 27 de julho de 2019.


 

PARÁBOLAS E MENSAGENS EM POWER POINT PARA REFLEXÃO

Peso_da_oração_0
Rezar o Terço


DEUS AMA O PECADOR

MAS ODEIA O PECADO