Saudade de Mãe.


.

Padre Fábio de Melo

Saudade de mãe é coisa sem jeito, chega quando menos
imaginamos: um cheiro, uma melodia, uma palavra… 
uma imagem, e eis que o cordão do tempo, 
nos convida ao retorno da infância.

Fabio Melo_Saudade_de_Mãe

.

Saudade de Mãe

Pe. Fábio de Melo

Coloquei o filtro da arte naquela cena comum, e a luz – que até então estava escondida -, veio surpreender-me com seu poder de claridade.

A mulher simples, mãos calejadas de lida rotineira,
mulher que aprendeu a curar as dores do mundo
a partir de meus joelhos esfolados de quedas e estrepolias.

Aquela mulher, minha mãe, rosto iluminado pela labareda que tinha origem no fogão de lenha. Trazia consigo o dom de me devolver a calma, que a vida tantas vezes insistiu em me roubar.

Aquela cena: mulher, fogão de lenha, panela preta escondendo a brancura de um arroz feito na hora. É uma das cenas mais preciosas que meu coração não soube esquecer.

Saudade de mãe é coisa sem jeito, chega quando menos imaginamos: um cheiro, uma melodia, uma palavra… uma imagem, e eis que o cordão do tempo, nos convida ao retorno da infância.

Como se um fio nos costurasse de novo ao colo da mulher que primeiro nos segurou na vida e agora nos pudesse regenerar. Saudade de mãe é ponte que nos favorece um retorno a nós mesmos; travessia que borda uma identidade muitas vezes esquecida, perdida na pressa que nos leva.

Saudade de mãe é devolução, é ato que restitui o que se parte;  é luz que sinaliza o local do porto, é voz no ouvido a nos acalmar nas madrugadas de desespero e solidão, través de uma frase simples: Dorme meu filho! Dorme!

Hoje, nesse dia em que a vida me fez criança de novo, neste instante em que esta cena feliz tomou conta de mim, uma única palavra eu quero dizer: Oh minha mãe, que saudade eu sinto de você!




Saudade de Mãe

Pe. Fábio de Melo


Em sua mão acalanto
Na sua voz, meu ninar.

No seu seio o meu alimento
Teu jeito de me tocar
Iluminando os caminhos
Você foi mãe e foi pai
Que vibrou com as vitórias
Incentivando a lutar
Meu anjo, minha leoa.

Mãe, minha proa, meu mar
Mãe que tentou, mas não pôde
O seu filho criar
Mãe que com muito carinho
Uma solução buscou
Ao perder a batalha
Quando um dos seus se calou
Amor puro e bonito
Como é bom relembrar

Chamo de mãe essa mulher
Que para sempre vou amar
No seu abraço, o meu ninho
E os seus beijos vou guardar
Chamo de mãe
Essa mulher

Que para sempre vou amar
Sem você me sinto sozinho
Me proteja com seu olhar
Fortaleça em meio a doçura
Prometa não me deixar
Amor puro e bonito
Como é bom relembrar

Chamo de mãe essa mulher
Que para sempre vou amar
No seu abraço, o meu ninho
E os seus beijos vou guardar
Chamo de mãe
Essa mulher

Que para sempre vou amar
Chamo de mãe
Essa mulher
Que para sempre vou amar

Link: http://www.vagalume.com.br/fabio-de-melo/todas-as-maes.html#ixzz314A4Q2tW




Uma Homenagem Para Minha Mãe



(Uma Mensagem em PPT)


Veja_mais_no_facebook_presentepravoce

Mais Mensagens no Facebook

Presentepravoce – Sizenando



Modelo de mae super 2000

Modelo de Mãe Super Top 2000.

UMA SUPER MÃE A TODA PROVA.



Esclarecimento de Pe. Fabio de Melo.



Padre Fábio de Melo divulga esclarecimento sobre polêmicas infundadas envolvendo seu nome depois de uma entrevista no programa de TV “De frente com Gabi.”


Outros titulos com Fabio de Melo

Queridos amigos,

Em virtude da polêmica que envolveu minha fidelidade à Ortodoxia Católica, venho esclarecer alguns pontos.

Em nenhum momento da minha vida atentei contra a sacralidade da Igreja Católica Apostólica Romana. Sou Mestre em Teologia Dogmática e zelo muito para que minha pregação esteja de acordo com os ensinamentos da Igreja. Este é o credo que professo: “Creio na Santa Igreja Católica Una, Santa, Católica e Apostólica.” Nunca inventei uma crença particular, ou um modo diferente de compreender esta profissão de fé.

A expressão que usei no programa de “De frente com Gabi”, “Jesus queria o Reino de Deus, mas nós demos a Ele a Igreja” é uma expressão muito usada nos bastidores acadêmicos que frequentei em minha vida, e está distante da proposta herética que ela já representou em outros tempos. O significado evoluiu.

Nossa Fundação é Santa, pois fomos instituídos pelo Cristo. “A Igreja é um corpo, em que nós somos os membros e Jesus Cristo é a cabeça (Col 1,18; I Cor 12,27). Na cabeça o Reino já está estabelecido. Em Cristo, o Reino já está plenamente manifestado. Mas os membros do corpo ainda estão no contexto da busca, pois continuamos arrastando as consequências adâmicas do nosso pecado. E por isto, mesmo que em Cristo o Reino já esteja plenamente manifestado, em nós, Igreja, povo de Deus, ele continua sendo a meta que nunca deixamos de buscar.

O Concílio Vaticano II, através de sua Constituição Dogmática Lumen Gentium, enfatizou que a Igreja é povo de Deus. O povo é errante, pois apesar de estar mergulhado nas graças do batismo, ainda sofre as consequências da fragilidade que o pecado lhe deixou. O mesmo Concílio declarou “O Reino de Cristo já presente em mistério, cresce visivelmente no mundo pelo poder de Deus…” (LG 3).

Presente em mistério. Isto é, cabe a nós, membros deste corpo, apressar a sua chegada. A Igreja é triunfante, mas também é peregrina, penitente, pois que carrega em sua carne a fragilidade de seus membros.

Sim, a Igreja é santa, mas comporta em seu seio os pecadores que somos nós. E por isso dizemos, também com o perigo da imprecisão teológica: “A Igreja é Santa e pecadora”. Bento XVI sugeriu modificar a expressão. “A Igreja é Santa, mas há pecado na Igreja”. Notem que ele salvaguarda a santidade na essência.

Mas o pecado existe na Igreja. Por isto rezamos nas liturgias diárias pelo Santo Padre, pelos bispos, pelo clero, pelo povo de Deus. Clamamos por purificação, luzes em nossas decisões, pois sabemos que é missão do Espírito encaminhar na terra a Igreja que ainda não é Reino de Deus (porque maculada pelos nossos pecados), e que ao Cristo damos diariamente. Mas nós caminhamos na esperança. Sabemos que um dia todas as partes do corpo estarão agindo em perfeita harmonia com a cabeça. Seremos a “Jerusalém Celeste”.

Eu assumo que errei ao usar a expressão. Eu não estava numa sala de aula, lugar onde a Ortodoxia convive bem com a dialética. Não considerei que muitos telespectadores poderiam não entender o contexto da comparação. E por isso peço desculpas. E junto às desculpas, faço minha retratação. Nunca tive problema em assumir meus equívocos. Usei uma expressão que carece ser contextualizada com outras explicações, para que não pareça irresponsável, nem tampouco herética.

Repito. Eu não nego nem neguei a definição dogmática expressa na Lumem Gentium, Número 5.

“O mistério da santa Igreja manifesta-se na sua fundação. O Senhor Jesus deu início à Sua Igreja pregando a boa nova do advento do Reino de Deus prometido desde há séculos nas Escrituras: «cumpriu-se o tempo, o Reino de Deus está próximo» (Mc. 1,15; cfr. Mt. 4,17). Este Reino manifesta-se na palavra, nas obras e na presença de Cristo. A palavra do Senhor compara-se à semente lançada ao campo (Mc. 4,14): aqueles que a ouvem com fé e entram a fazer parte do pequeno rebanho de Cristo (Luc. 12,32), já receberam o Reino; depois, por força própria, a semente germina e cresce até ao tempo da messe (cfr. Mc. 4, 26-29). Também os milagres de Jesus comprovam que já chegou à terra o Reino: «Se lanço fora os demônios com o poder de Deus, é que chegou a vós o Reino de Deus» (Luc. 11,20; cfr. Mt. 12,28). Mas este Reino manifesta-se sobretudo na própria pessoa de Cristo, Filho de Deus e Filho do homem, que veio «para servir e dar a sua vida em redenção por muitos» (Mt. 10,45).”

E quando Jesus, tendo sofrido pelos homens a morte da cruz, ressuscitou, apareceu como Senhor e Cristo e sacerdote eterno (cfr. Act. 2,36; Hebr. 5,6; 7, 17-21) e derramou sobre os discípulos o Espírito prometido pelo Pai (cfr. Act. 2,33). Pelo que a Igreja, enriquecida com os dons do seu fundador e guardando fielmente os seus preceitos de caridade, de humildade e de abnegação, recebe a missão de anunciar e instaurar o Reino de Cristo e de Deus em todos os povos, e constitui o germe e o princípio deste mesmo Reino na terra. Enquanto vai crescendo, suspira pela consumação do Reino e espera e deseja juntar-se ao seu Rei na glória.”

Agradeço pela prece dos que me acompanharam neste momento tão sofrido.

Com minha benção,

Padre Fábio de Melo.




Posições para violão

https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/11/cifra-club-lk.jpg?w=313&h=117


HISTÓRIAS DO PADRE LEO
Outros titulos com Fabio de Melo
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg?w=130&h=120&h=120

Ser Mãe, Adriana Arydes.



Acaba de chegar o novo Cd da cantora Adriana Arydes que vem acompanhado de uma linda embalagem de presente. Mas, não é apenas um Cd de sua carreira. É uma partilha de vida, da sua experiência de maternidade. Este Cd é uma homenagem para todas as mulheres que dizem e disseram SIM a Vida com a Maternidade. Ele quer proporcionar as mulheres grávidas, mães e também aos pais momentos de oração, contemplação do dom precioso da Vida, da Maternidade e da paternidade. O Projeto quer ser um meio de proporcionar um espaço de intimidade entre mãe e filho (bebê) durante a gravidez e na primeira infância.


Ser Mãe

Ser mãe é dádiva de Deus
Ser mãe é tocar o céu
Ser mãe é o maior presente
É ganhar o maior dos troféus

Te agradeço ó senhor
Por este grande dom de gerar uma vida
E rogo a nossa mãe
Sua intercessão, por nossa família

Ó maria, a ti consagro o filho
Que carrego em meu ventre com amor
Que ele cresça com saúde
Em sabedoria, na graça e com vigor

Vem ó mãe me ensinar a educar minha criança
Na fé e com ternura, que ela seja bem feliz
E em sua vida faça, o que o teu filho diz

Ó Deus me ensina a ser boa mãe



http://youtu.be/feZzCZuthmw


http://youtu.be/LUEkL9asHOg


Publicado em 24/06/2013

Maria Descobre que está Grávida.


MAIS UMA POLÊMICA

ENVOLVENDO O NOME DE MARIA

A MÃE DE JESUS…


Uma Igreja Anglicana Progressista da Nova Zelândia “Auckland’s St. Matthew-in-the-City church” na campanha de preparação para o Natal deste ano resolveu divulgar um cartaz para demonstrar as dificuldades que a Mãe de Jesus teve que aceitar e superar quando decidiu se submeter como uma verdadeira serva à vontade de Deus.

Para atingir este objetivo resolveram retratar a situação de uma forma chocante e moderna colocando a Jovem Maria antes do casamento fazendo um teste de gravidez sozinha em secreto e descobrindo o que mais temia, estava realmente grávida.


Assim esta escrito no título da

pagina na Internet:

“Mary is in the Pink”

“MARIA ESTÁ NO ROSA”



ou seja:

“O TESTE DEU POSITIVO”


Mas a polêmica não está na realização de um teste de gravidez e sim na expressão de susto que a jovem da imagem demonstra ao descobrir que esta gravida, pode até ser que no mundo de hoje uma jovem adolescente na idade de Maria leve um grande susto depois de ter praticado sexo antes do casamento e descobesto de repente que seu futuro foi para o ralo.

Hoje a jovem é amparada pela lei dos homens com direito a pré natal e parto como qualquer mãe, não corre mais o risco de ser apedrejada além de muitas delas com o apoio dos próprios Pais recorrerem a métodos criminosos e anticristãos para resolverem o problema, mas o fato é que Maria mesmo sabendo da possibilidade de perder seu futuro, sua dignidade, ser abandonada pelo noivo, pelos Pais e até mesmo de ser apedrejada em praça pública ela assumiu tudo isso por submissão à vontade de Deus e à revelação de seu plano de Amor para a Humanidade, sendo assim, a gravidez de Maria foi assumida conscientemente por antecedência e não descoberta por acaso como resultado de um deslize e conseqüência de um pecado grave cometido.

De qualquer forma o Outdoor com a imagem polêmica trás à luz um assunto para se debater neste tempo de Advento, tanto no cuidado que os jovens de hoje precisam ter em suas manifestações de sexualidade praticando um namoro sério e dentro das normas Cristãs como também na meditação sobre a verdadeira vocação e aceitação da missão de Mãe do Salvador que a Virgem Maria assumiu na mais tenra flor de sua juventude.

Era o que pretendia o Cartaz que foi exposto em frente à Igreja, mas que provocou indignação e a revolta dos Católicos da cidade com toda razão, pois consideramos o cartaz uma afronta à dignidade da Mãe de Jesus e nossa Mãe.


Veja O Texto da Matéria Original.

Que não é assim tão polêmico e até bom por sinal.


Glynn Cardy & Clay Nelson
14 de dezembro de 2011 00:00:00

É real. O Natal é real. É sobre uma gravidez real, uma verdadeira mãe e uma criança real. Trata-se de verdadeira ansiedade, coragem e esperança.

Este cartaz retrata Maria, mãe de Jesus, olhando para um kit de teste de gravidez em casa, revelando que ela está grávida. Independentemente de qualquer premonição, que teria sido uma descoberta chocante. Maria era solteira, jovem e pobre. Esta gravidez iria moldar o seu futuro. Ela certamente não foi a primeira mulher nesta situação e nem será a última.

Tal como no passado é a nossa intenção de evitar o sentimental, banal e esperada para provocar o pensamento e conversação na comunidade. Este ano, esperamos fazê-lo com uma imagem e não palavras. Nós convidamos você a saber o que a legenda poderia ser.

Embora o faz de conta do Natal é agradável – com enfeites, Papai Noel, renas, e canções – também existem algumas realidades. Muitos em nossa sociedade estão sofrendo: alguns pela falta de dinheiro, alguns através de problemas de saúde, alguns por meio da violência, e alguns por outras dificuldades. A alegria do Natal é silenciada pela ansiedade.

Nesta temporada, vamos encorajar uns aos outros para serem generosos com aqueles que sofrem, para doar a estranhos, e para cuidar de todos – especialmente aqueles que menos têm. Como o primeiro “Papai Noel” “Santa Claus”, São Nicolau fez.

Convidamos todos os que celebram a temporada para manter estas diferentes vertentes de um verdadeiro Natal juntos: a ansiedade e alegria, sofrimento e da compaixão, Santa e Jesus.

www.stmatthews.org.nz


A intenção na verdade era acordar os jovens para a REALIDADE  e a gravidade da situação que Maria teve que assumir ao aceitar a sua missão, mas a expressão de susto posterior à descoberta da gravidez anularia completamente a opção de aceitação voluntária e consciente desta gravidez, gerando assim esta polêmica com toda a razão porque a imagem demonstra uma atitude totalmente inversa à verdadeira reação de Maria ao receber o anúncio do anjo Gabriel.

Católicos fazem manifestação na porta da Igreja contra o Outdoor

Reverendo acusa Católicos de vandalismo e destruição de seu cartaz.


A Silenciosa Mãe do Redentor

Anunciação



Na sua humildade, Maria nunca revelou o segredo de seu Filho e da maternidade divina. Mesmo suportando a humilhação sua e de seu Filho, nunca anunciou o mistério que dela brotou e nela se formou. Não tomou como afirmação pessoal proclamar que Deus a fizera Mãe do Altíssimo, do Filho de Deus.

Mãe silenciosa: ela guardava tudo em seu coração. Tanto por não querer revelar seu segredo, quanto por querer compreender melhor o segredo que de Deus recebera. Era humildade e também sabedoria, sabia de sua pequenez e de sua grandeza. Ninguém mais precisaria saber, pois o único importante era fazer tudo o que o Filho dissesse (cf. Jo 2,5).

A maternidade divina é por ela tão ocultada que os Evangelhos têm pudor em citá-la. Paulo apenas fala de “mulher” (Gl 4,4) que completou em si a plenitude dos tempos trazendo-nos o Filho eterno que ingressou no tempo pelo ventre de Maria, a todos dando-nos a dignidade de filhos de Deus.

No encontro com a prima Isabel, que lhe fala que João pulara no ventre ao sentir a presença do Filho nela, e por revelação agradece a visita da “Mãe do meu Senhor”, Maria esconde seu mistério proclamando a bondade de Deus que olhou para sua humilhação. E serve sua prima aquela que carrega o Senhor de todos.

Maria recebera um segredo de Deus Pai. Deus Pai reservou um segredo a Maria: sua carne não conheceria a corrupção de pecado que não cometera. O Filho reservara para sua Mãe o segredo da vida eterna, da qual participaria como primeira entre os mortais.

A carne que formara a Carne do Redentor foi transfigurada e assunta aos céus.

Fonte:  ASSUNÇÃO DA SILENCIOSA MÃE DO REDENTOR

Pe. José Artulino Besen 

Leia Também a sequencia do texto:

Nós não guardamos esse segredo

“Todas as gerações me proclamarão Bem aventurada”



https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg?w=130&h=120
MILAGRE DE LANCIANO

Deus atende a oração até mesmo daquele que não acredita.

É inacreditável, mas minha mãe tirou o prêmio máximo de 1 milhão de dolares na raspadinha “Sweet Million” de NY um dia após eu ter orado a Deus entre as máquinas do cassino…

Leia mais…

Após sua oração ter sido atendida, o jovem ateu aderiu incondicionalmente à fé Católica, isto porque segundo ele mesmo as possibilidades de ter sido atendido um dia após ter feito a oração era de “uma” contra “dez milhões”, o que evidentemente mostra uma milagrosa intervenção Divina no acontecimento tão incomum.  Sua mãe admite que recebeu dois grandes milagres de uma só vez, sendo que o principal deles foi a conversão de seu filho.

Este Testemunho público ocorrido agora no final do més de maio de 2011 está correndo o mundo e a novidade foi apresentada pela Fox News em rede nacional nos Estados Unidos da América.

Fox News: Atheist's Lottery Prayer Answered

Um filho não-religioso orou ironicamente a Deus pedindo que sua mãe ganhasse na loteria e ficou atordoado depois de testemunhar esse “milagre”.

Sal Bentivegna, 28 anos, viu Gloria, sua mãe de 61 anos de idade perder muito dinheiro em um cassino durante uma viagem da família para Atlantic City. Sarcasticamente, disse que a mãe deveria “pedir para seu Deus lhe dar um milhão de dólares”.

Como uma boa católica, ela recusou. Então, o filho deu um passo à frente e orou em meio às máquinas do cassino: “Deus, não sei se você é real ou não, mas se você estiver aí, por favor, faça minha mãe ganhar um milhão de dólares”. E acrescentou: ”Se Jesus deseja que eu acredite nele, é isso o que ele vai fazer.”

Milagrosamente, a senhora Bentivegna ganhou no dia seguinte o primeiro prêmio do Sweet Million, na Loteria de Nova York. Ela receberá US$ 50.000 anuais pelos próximos 20 anos. Um grande alívio para essa mãe solteira que vivia com uma pequena pensão após se aposentar por problemas médicos.

Depois de voltar de Atlantic City, Gloria Bentivegna foi a um evento de caridade de uma igreja em Long Island, NY,  onde comprou um bilhete de “raspadinha” chamada Sweet Million. A intervenção aparentemente divina fez com que Sal Bentivegna cumprisse a promessa e se tornasse cristão.

Ele explica: ‘Vejam só, ela recebeu o dinheiro no dia seguinte. Eu sentei e pensei sobre isso e percebi que as chances disso acontecer eram astronômicas. Não posso negar que Jesus teve alguma participação. Sem trocadilhos, foi um presente de Deus”. A senhora Bentivegna, emocionada com o prêmio e a conversão do filho comemora: “Deus fez dois milagres, verdadeiros milagres”.  Ela lembra ainda que no domingo de Páscoa foi até sua igreja, onde rezou de joelhos por seu filho. ”Orei e pedi a Jesus que ajudasse meu filho a acreditar de novo no Senhor. Eu pedia: Deixe que ele veja um milagre acontecer em sua vida”.

Fonte: Agência Pavanews


Video gravado de uma entrevista na Fox News ao vivo.



Seria lícito ao Cristão fazer tal pedido a Deus ?

Jesus mesmo nos responde esta pergunta de duas maneiras:

A primeira:

Quando Jesus foi levado ao deserto para ser tentado pelo demônio, uma de suas tentações foi exatamente a oferta de todas as riquezas existentes no mundo para que Jesus prostrado o adorasse, sendo que a resposta de Jesus foi simplesmente esta:

Jesus Vence todas as tentações

“Nem só de pão vive o homem, mas sim de toda palavra que procede da boca de Deus”, esta resposta demonstra que não é o dinheiro ou as riquezas que satisfazem a sede ou a fome do homem, não serão as riquezas que satisfarão a necessidade de felicidade que o coração humano busca nesta terra, mas sim é a propria presença de Deus que completa o vazio do coração humano.  Mais tarde Jesus também dirá que o melhor presente que o homem pode receber de Deus é o seu proprio Espírito dentro de seu coração, somente aquele que já teve esta experiência íntima com Deus pode testemunhar como e porque o homem se sente completamente realizado ao estar plenamente cheio do Espírito Santo.

A Segunda:


“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.” (São Mateus 6,33)

Neste texto Jesus compara as coisas mais belas da natureza com as coisas mais belas que o homem pode adquirir com suas riquezas e deixa bem claro que nada pode superar as belezas ou grandezas que Deus sempre nos dá gratuitamente sem que seja necessário comprar ou pagar por alguma delas.

Mesmo assim é muito comum nós homens sempre procurarmos a maneira mais fácil de resolver os nossos problemas sem imaginar que muitas vezes a possível solução de um problema poderia acarretar um outro problema ainda maior, ser rico e milionário não significa a isenção de problemas em sua vida, todos nós sabemos que cada posição social tem os seus problemas distintos, sendo que não seria a quantidade de riquezas que alguém possue que o tornaria mais ou menos realizado em sua vida pessoal, sendo que a infelicidade também existe na vida dos mais abastados e a felicidade é mais comum na vida de pessoas que praticamente não possuem muita coisa nesta terra.

Sei que talvés este pedido feito por este jovem “Atéu” é muito mais comum do que parece, sei que cada um de nós já deve ter feito este pedido de forma mais ou menos semelhante a ele e até mesmo com muito mais fé, mas o que teria levado Deus a ter atendido esta oração e não ter atendido a minha oração ?

Como se diz: Os planos de Deus para as nossas vidas são bem superiores ao que imaginamos, Deus jamais nos daria algo que causasse a nossa perdição ou jamais nos daria algo que nos faria perder a fé, neste caso em particular, o jovem se converteu e esperamos que assim continue mesmo que venha a perder toda sua fortuna novamente, pois a nossa Fé em Deus não pode ser somente quando estamos na fartura, mas principalmente quando estivermos passando por dificuldades ou então não seria verdadeiramente Fé.


Semeando a cultura de Pentecostes



João Paulo II já é Beato.

João Paulo II tinha a força

de um gigante, diz papa

Bento XVI

Foto Gigante de João Paulo II - Especialmente confeccionada para sua Beatificação em 1º de Maio de 2011

Mais de um milhão de pessoas participaram hoje da beatificação de João Paulo II, uma das maiores da história da Igreja. O evento histórico não tem precedentes, já que nos últimos mil anos nenhum papa proclamou seu antecessor como beato.

A celebração de hoje ganha destaque especial também por ser o Domingo da Divina Misericórdia, festa criada por João Paulo II, particularmente devoto e ligado à santa polonesa Faustina Kowalska, religiosa falecida em 1938 e canonizada pelo próprio João Paulo II em 30 de abril de 2000.

A data escolhida para a beatificação é ainda a celebração litúrgica mais próxima da morte de João Paulo II, que faleceu na véspera da festa da Divina Misericórdia em 2005, celebrada anualmente no primeiro domingo depois da Páscoa. Ao entrar na Praça de São Pedro, iluminada por um morno sol de primavera, o papa foi acolhido pela multidão que o saudou com carinho em sua passagem com o papa-móvel.

A cerimônia começou com o pedido formal de beatificação pelo Cardeal Agostino Vallini, vigário-geral do papa para a Diocese de Roma, que leu também a biografia de João Paulo II. Ao seu lado, estava o postulador da causa, Mons. Sławomir Oder.

Em seguida, Bento XVI recitou fórmula de beatificação em latim, fazendo o anúncio da data da festa litúrgica em 22 de outubro, (dia da primeira missa de seu pontificado) e foi descerrada uma grande foto que retrata Karol Wojtyla em 1995.

A partir daquele momento, a Igreja católica ganhou um novo beato: o bem-aventurado João Paulo II.

Um interminável aplauso, comoção, lágrimas nos olhos de fiéis de todas as idades, cantos e abraços inundaram a Praça, que explodiu de alegria. Irmã Tobiana, uma das mais próximas colaboradoras de João Paulo II, e Irmã Marie Simon Pierre, a religiosa francesa que recebeu a graça por sua intercessão e foi curada do mal de Parkinson, levaram as relíquias ao altar: uma pequena ampola contendo o sangue do beato João Paulo II. O caixão com os restos mortais de João Paulo II ficará exposto hoje para veneração, até o último devoto, na Basílica de São Pedro.

Rádio Vaticano

Coração Fiel

Mais de 1 milhão de pessoas acompanharam a Beatificação de João Paulo II.


Jesus Jesus

Apresentação da Semana da Família.



14a Semana Nacional da Família

A Igreja a serviço da família

A família, talvez mais que outras instituições, tem sido posta em questão pelas amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura. Contudo, muitas famílias vivem esta situação na fidelidade àqueles valores que constituem o fundamento da instituição familiar. Outras se tornaram incertas e perdidas frente a seus deveres, ou, ainda mais, duvidosas e quase esquecidas do significado último e da verdade da vida conjugal e familiar. Outras, por fim, infelizmente, estão impedidas por variadas situações de injustiça de realizarem os seus direitos fundamentais.

Consciente de que o matrimônio e a família constituem um dos bens mais preciosos da humanidade, a Igreja quer fazer chegar sua voz e oferecer sua ajuda a quem, conhecendo já o valor do matrimônio e da família, procura vivê-lo fielmente; a quem, incerto e ansioso, anda à procura da verdade e a quem está impedido de viver livremente o próprio projeto familiar. Sustentando os primeiros, iluminando os segundo e ajudando os outros, a Igreja oferece seu serviço a cada homem interessado nos caminhos do matrimônio e da família (Familiaris consortio, n. 1; Gaudium et spes, n. 52).

Um dos meios encontrado pela Igreja para concretizar este serviço é a Semana Nacional da Família que iniciaremos no dia 08 de agosto de 2010. O Tema central será: “Família, Formadora de valores humanos e Cristãos”, em sintonia com o Encontro Mundial das Famílias realizado no México em 2009. Para esta semana, a Comissão Episcopal para a Vida e Família e Comissão Nacional da Pastoral Familiar, da CNBB, publicaram uma nova edição da “Hora da Família”, com roteiros a serem usados nas celebrações nas famílias, grupos e escolas.

Com a Semana Nacional, a Igreja quer, uma vez mais, salientar a importância da família. Pois, a Igreja sabe que é fundamental um olhar atento dirigido à família, patrimônio da humanidade que deve ser considerada “um dos eixos transversais de toda a ação evangelizadora” (Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, 2008-2010, n. 128). Na verdade, tudo passa pela família. Para o ser humano tudo começa na família. A família é a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade. Ela participa decisivamente no desenvolvimento da sociedade. É o lugar privilegiado para forjar no coração do homem os valores perenes, sejam eles espirituais ou civis.

É na família também que se inicia a educação para o valor da vida, de cada vida humana, onde se aprende o valor da liberdade consciente, para o sentido da dor e da morte, forma-se a consciência, para o repúdio à mentalidade e prática abortista, às pesquisas com embriões humanos, à eutanásia, e para o desenvolvimento da solidariedade e respeito aos idosos.

Por meio da educação ao autocontrole, à renúncia e ao alegre exercício da liberdade na verdade, do amor e da responsabilidade, os pais forjam nos filhos a semente de uma escolha vocacional madura e responsável, pois são preparados para a comunhão plena com Deus, fora da qual não pode existir nenhuma felicidade verdadeira (FC 28-41).

Assim, como “pequena Igreja”, a família cristã é chamada, à semelhança da “grande Igreja” a ser sinal de unidade para o mundo e a exercer, deste modo, o seu papel profético, testemunhando o Reino e a paz de Cristo, para os quais o mundo inteiro caminha (FC 48). Pelo sacramento do matrimônio, torna-se “pequena Igreja” missionária (Familiaris…, n. 5), no seio da qual os filhos são chamados a se tornarem filhos de Deus, membros vivos da Igreja e artífice da história da salvação. Para tanto, deve ser ajudada por uma Pastoral Familiar “intensa e vigorosa”.

Certamente, a Pastoral Familiar poderá contribuir para que a família seja reconhecida e vivida como lugar de realização humana, a mais intensa possível na experiência de paternidade, de maternidade e filiação (Diretrizes…, n. 129). Assim, ninguém que se aproxima do sacramento do matrimônio deveria ignorar a espiritualidade que brota desde mistério ao qual são chamados os esposos cristãos. É na família, no calor do amor entre os cônjuges e destes com os filhos, que cada pessoa faz a experiência da presença e do amor de Deus na própria vida.

Por fim, é importantíssimo desenvolver uma Pastoral Familiar, verdadeiramente “intensa e vigorosa” em todas as comunidades eclesiais, em particular nas paróquias. É, igualmente, importante e necessário fortalecer a articulação entre a Pastoral Familiar e os Movimentos eclesiais.

A família é um dom de Deus que precisa ser cultivada como lugar primordial para uma convivência saudável do ser humano. Façamos, portanto, da Semana Nacional da Família um momento forte de evangelização, de oração e renovação do compromisso, enquanto Pastoral Familiar, de guardiã, defensora e promotora da vida e da família, capacitando-se para neutralizar a conspiração dos organismos nacionais e internacionais que não medem esforços para propagarem a cultura da morte, a desvalorização da família cristã e na elaboração de leis antivida e antifamília.

Rezemos pelas famílias de todo o mundo, em particular pela família brasileira. Nossa Senhora de Nazaré acompanhe os trabalhos das Comissões e Equipes Regionais, Diocesanas e Paróquias do Pastoral Familiar no Brasil.

Pe. Luiz Antonio Bento

Assessor da Comissão Episcopal para a Vida e Família



Instruções em – Power Point – da CNBB sobre o livrinho Hora da Família -2010

Semana Nacional

da Família 2010


http://mongefiel.files.wordpress.com/2010/07/hora-da-familia-20101.ppt