Benefícios de uma Missa de Cura e Libertação.



Toda Santa Missa pode ser chamada de Missa de Cura & Libertação, sempre foi assim e sempre será, pois Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condená-lo e sim para Salvar e resgatar as pessoas feridas e necessitadas de libertação.


(São João 3,17) – (São Lucas, 19,10)



missa_de_cura_e_libertacao


Até pouco tempo atrás não era comum ouvir este termo “MISSA DE CURA & LIBERTAÇÃO” ou esta especificação para uma simples Santa Missa que participamos todos os Domingos, porém nesses últimos anos tem ficado cada vez mais comum encontrarmos convites e cartazes que anunciam o dia e hora que será celebrada uma Santa Missa especial direcionada ao objetivo de curar e libertar as pessoas apesar de ser VERDADE o fato de que toda Santa Missa teria sempre esse mesmo objetivo.


Missa por Cura e Libertação – 19/02



Missa de cura por libertação missa

Como dissemos anteriormente, Jesus tinha como parte de sua missão neste mundo libertar as pessoas da opressão do inimigo de Deus e em muitas passagens bíblicas fica demonstrado claramente que foi assim que Ele agiu quando curou diversos enfermos, perdoou pecados imperdoáveis e expulsou o demônio de diversos oprimidos pelo mal.   Faz parte da missão de seus Discípulos e de nós que também cremos em suas palavras “expulsar os demônios em nome de Jesus, falar novas línguas, manusear serpentes e, se imporem as mãos nos enfermos eles ficarão curados.” (São Marcos 16,17-18), logo não seria nenhuma novidade falar e celebrar uma Santa Missa que teria por objetivo Curar os enfermos e Libertar os oprimidos pelo mal que nos leva ao pecado e à morte.


Toda ação provoca uma reação:


Não é comum em nossos dias encontrarmos pessoas que possuam o Dom de curar os enfermos também não é fácil exercer o ministério de orar  por Libertação tanto que para isso Jesus escolheu e preparou seus Discípulos durante três anos e meio.

Quando Jesus curava e libertava as pessoas também não era comum, aliás era muito mais estranho do que hoje, pois hoje sabemos que “TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ NO NOME DE JESUS”  (São Marcos 9,23São João 11,25-26), pois assim Jesus nos garantiu com sua palavra.

Naquele tempo muitos enfermos, doentes do corpo e da alma iam atrás de Jesus por toda parte buscando solução para seus problemas, foi de onde surgiu a conhecida frase “Quem não vem a Jesus por AMOR virá pela dor!”, afinal é a maior verdade que quase 100% daquela multidão que seguia Jesus não o seguiam pelo amor que tinham a Deus e sim pela necessidade do seu próprio corpo físico, seja por dor física ou peso na consciência.

Quando alguém recebia curas milagrosas também não era difícil encontrar incrédulos mesmo que tal cura tenha ocorrido em publico com diversas testemunhas (São João 9), mesmo quando os olhos enxergavam e presenciavam os milagres de Cura Divina, mesmo assim preferiam duvidar que realmente teriam acontecido buscando justificativas alternativas para explicarem o inexplicável, por isso Jesus lhes disse que “Os Piores cegos são aqueles que preferem não ver fechando seus olhos para a verdade” (São João 9).

A vontade de Deus e seu AMOR por nós não alteraram apesar de tantos anos terem se passado e como Jesus curava e Libertava as pessoas em nome de Deus Ele espera que nós façamos o mesmo ao seguir sua vontade e seus planos nos dias de hoje.

Assim também sabemos que toda ação neste sentido de fazer esta vontade de Deus causará a mesma reação nas pessoas neste tempo de hoje.

Haverão aqueles que não acreditam, duvidam e até combateriam as ações de Cura e Libertação seja particularmente, nas praças e ruas da cidade, em um encontro CARISMÁTICO e ou em uma Santa Missa de Cura & Libertação, porém o inverso também se faz real e as pessoas vão em massa ao encontro dos momentos e lugares onde Deus age curando e libertando as pessoas e é por isso que as Missa de Cura e Libertação permanecem sempre lotadas, porque não existe ninguém nesta terra que não necessite do grande Amor de Deus e de sua graça em suas vidas.


fachada_banner_missa_de_cura1


“Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar

o que estava perdido.”   (São Lucas 19,10)


Duvidas, perguntas & Respostas!


Devido ao fato de ser novidade para muitos estas palavras podem ocorrer muitas dúvidas principalmente quando participarmos de uma Santa Missa de Cura e Libertação e sermos testemunhas oculares dos milagres que Deus opera também nos dias de hoje, isto porque a reação das pessoas podem ser diversas e estranhas aos nossos olhos, porém para cada pergunta existe uma resposta e não tenham medo de buscar a verdade em Deus para que Ele possa agir cada vez melhor em sua vida e resgatar tantos enfermos neste mundo que ainda não experimentaram o grande amor de Deus.


Uma resposta:


Por que pessoas se sentem mal, sentem dores estranhas e até vomitam quando participam de Missas de Cura e Libertação ?


A resposta correta para esta pergunta pode ser longa, pois teria que observar diversos aspectos da vida íntima, presente e passada da pessoa em questão, sendo assim precisaria de um acompanhamento particular em cada caso auxiliado por pessoas conhecedoras do assunto, porém sabemos que o Ministério de Cura & Libertação tanto dentro da RCC como fora dela ainda esta em plena formação e nem sempre encontramos pessoas totalmente aptas para acompanhar esses casos em todos os lugares.

Com o surgimento das Missas de Cura & Libertação abertas ao público Católico, principalmente para pessoas que nunca tiveram acesso à graça de Deus anteriormente causa efeitos novos que exigem a formação de pessoas para atuarem nestas Missas assim como Jesus tinha seus Discípulos que o auxiliavam em suas pregações acolhendo as pessoas que se sentiam mal levando-as até a presença de Jesus que as curava integralmente.


Sintomas:


Podem ser diversos os sintomas que ocorrem em pessoas com problemas sejam eles simples dores de cabeça comuns, peso na consciência provenientes de pecados não confessados e ou opressão do inimigo em seu grau de maior ou menor gravidade.

Cabe a esta equipe preparada discernir em cada caso e dar prosseguimento à cura em cada um deles, porém o que mais ocorre são pessoas esconderem seus sintomas e não os manifestar naquele momento ou então as pessoas que estão à sua volta perceberem naquele momento e não participarem da solução daquele caso e assim surgem dúvidas que merecem a nossa atenção.

É comum acontecer em momentos de cura a exteriorização e manifestação do problema que está sendo curado ou seja, se alguém tem uma dor de cabeça crônica aquela dor se manifesta e desaparece para que fique demonstrado que aquela dor não existirá mais, por outro lado se o problema é espiritual e não físico pode ocorrer sintomas de expulsão física  “expulsão para fora do corpo de algo que está lhe prejudicando” mesmo que este algo não seja físico, assim é comum ter ânsia de vômito, pois o vômito é uma reação automática de expulsão de seu corpo de alguma coisa que lhe faz mal e em casos mais graves não só ocorre ânsia de vômito como o mesmo pode ser real e até apresentar coisas físicas que jamais foram ingeridas pela pessoa, isto explica que a pessoa está se libertando de algo que lhe faz mal e prejudica ou seja aquela coisa que é física ou não agora não está mais dentro de você e não pode mais lhe atingir ou fazer qualquer mal.

Neste caso podemos dizer que aquele que expele de dentro de si algo que lhe faz mal, agora está livre da causa  de seu mal e neste caso as pessoas precisam e devem ter acompanhamento para que permaneçam libertas daquele mal e não venham a reingerir o seu próprio vômito assim como São Pedro nos relembrou certa vez.

“Melhor fora não terem conhecido o caminho da justiça do que, depois de tê-lo conhecido, tornarem atrás, abandonando a lei santa que lhes foi ensinada. 22. Aconteceu-lhes o que diz com razão o provérbio: O cão voltou ao seu vômito (Pr 26,11); e: A porca lavada volta a revolver-se no lamaçal.” (2 Pedro 2,21-22).


Se você tem alguma dúvida diferente desta, deixe aqui nos comentários abaixo e procuraremos dar uma resposta.



https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg?w=130&h=120
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120 Miguél Arcanjo

 


Anúncios

Por que as pessoas choram ?


deus_enxugara_toda_lagrima_2



Pergunta:

Por que algumas pessoas choram e outras não quando recebem o Espírito Santo ?

Chorar ! Por que ?



Chorar é uma emoção humana muito comum!


Veja detalhes em:

Sentindo a Presença de Deus!


deus_enxugara_toda_lagrima


Mas por que as pessoas choram?


Um bebê recém nascido chora quando está com fome, com dor ou com alguma necessidade e não sabe expressar o que seria, logo a sua única saída é chorar e chorando ganha a atenção de sua mãe que certamente resolverá o seu problema seja ele qual for.    Com o tempo, o aprendizado da linguagem e a maturação de sua capacidade de se expressar este choro será substituído pela COMUNICAÇÃO verbal, porém os motivos que provocavam o choro ainda persistirá.

A pessoa adulta não chora por qualquer motivo, nem mesmo quando está com uma dor muito forte, porém muitos destes motivos que não são expressos fisicamente serão armazenados no subconsciente e são conhecidos como “TRAUMAS”, ou seja “Uma dor que não foi curada e permanece oculta”.

As coisas que nos machucam causam dor física ou psicológica, medo e apreensão.  Quando somos crianças ou mesmo quando adultos elas podem causar choro (Lágrimas) e ao mesmo tempo geram também uma marca na memória como uma cicatriz que é um trauma de maior ou menor intensidade que ficará gravado em nosso ser para sempre.

Como por exemplo: A minha lembrança mais antiga, não sei nem quantos anos eu teria, foi quando saindo de um carro segurei na barra que estava a dobradiça da porta e antes que retirasse a mão a porta foi fechada e fiquei com a mão prensada e esta dor foi tão forte que se tornou uma marca inesquecível sendo que muitas outras coisas que aconteceram não ficaram gravadas na memória de minha infância e assim acontece com todas as pessoas, geralmente os momentos de dor e tristeza ficam gravados e não se apagam.

Esses traumas muitas vezes são conscientes e sempre nos lembramos deles, mas muitas vezes o trauma é tão forte que a pessoa não consegue se lembrar do fato, mas continua sempre sofrendo os efeitos daquele trauma mesmo sem o seu conhecimento.

Os psiquiatras já bateram o martelo confirmando que 90% dos males que o corpo humano sofre fisicamente como “Doenças e dores crônicas” tem sua origem em traumas remanescentes do passado, com lembrança ou não da pessoa e muitas doenças podem ser curadas com uma simples cura desses traumas interiores.

Esta ação de cura sempre será acompanhada de uma manifestação externa da pessoa, pois o corpo humano sempre manifestará as suas reações em tempo real através de uma emoção, seja ela de alegria ou de tristeza que no caso serão as lágrimas.

Quando uma pessoa chora podemos dizer que ela está sentindo uma dor naquele momento, porém é correto também dizer que quando recordamos de um fato triste que nos causou muita dor no passado também iremos chorar como da primeira vez, isto é até uma técnica que os atores de TV se utilizam para externar emoções enquanto representam seus personagens, neste caso todas as vezes que passarmos por um processo de cura interior em que seja necessário relembrar fatos tristes, traumas e dores do passado, esta cura sempre será acompanhado de lágrimas que serão mais ou menos abundantes de acordo com a capacidade de expressão de cada um, pois existem pessoas que se abrem de forma escandalosa e gritam (*), enquanto que outras sentem a mesma dor de forma mais comedida e sem expressões escandalosas.  O fato é que mais ou menos visíveis aquela dor que ficou armazenada em nós no passado para ser curada precisa ser exposta na lembrança e quando isso acontece as lágrimas são inevitáveis.


PESSOAS QUE NÃO CHORAM:


Muitas vezes, porém podemos notar que muitas pessoas não choram de maneira nenhuma.


Existem três motivos para esta atitude:


Sair_na_chuva


– As pessoas não sintonizaram com o momento de cura e não foram tocadas por Deus em seu coração, explicamos isto com a Dinâmica do Sonrisal embalado dentro do copo com água.

– Elas não sentem dor nenhuma, não possuem traumas no passado ou já foram libertas e curadas em outra ação anteriormente. A Pessoa saudável, não precisa de médico.

– Elas são duronas e não expressam exteriormente as suas emoções em publico, porém as pessoas mais duronas são aquelas que armazenam muitos traumas não curados, ou seja, nem sempre são curadas plenamente e um dia acaba explodindo em lágrimas sem se preocupar com o vexame que provocará.

Constatamos que quando esta pessoa não chora isto não significa que ela não possua problemas e nem que não sentiu o toque de Deus em seu coração e sim que na verdade jogou a sujeira debaixo do tapete e adiou a sua cura mais uma vez.


coracao_bomba

 A Abertura do coração é muito importante! 2525


Temos que nos abrir para evitar acumular motivos para uma explosão descontrolada que é como uma bomba que explode no final da queima do pavio.

Nós que realizamos diversos encontros em diversos lugares tanto para jovens, homens, mulheres ou casais testemunhamos diversos tipos de explosão emocional ou contenção de emoções, mas podemos dizer que aqueles que mais se abrem e expressam suas emoções sem medo dos outros ao seu redor mesmo que não seja em gritos e prantos (*) são aqueles que mais se libertam de seus traumas e suas dores e podem testemunhar depois que sentiram muita paz e alegria, pois é o caso de entregar o peso de sua cruz a Jesus.  As dores, enfermidades e traumas se equivalem ao peso da cruz e sem elas sentimos um grande alívio já que a nossa cruz ficou bem mais leve.


“Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei” (S. Mateus 5)


“Tomai sobre vós o meu jugo, […] Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”
(S. Mateus 11,3o)


“Fomos curados graças às suas chagas”   (Isaías 53,5)

“Carregando a sua cruz”  –  (Post power point)


curados_pelas_chagas_de_cristo


“O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.” ( Salmos 30:5)  “Pela tarde, vem o pranto, mas, de manhã, volta a alegria. (Salmo 29,6)


… Geralmente o choro ocorre quando as pessoas são libertas de seus males e em um encontro fechado criamos momentos para que esta libertação seja facilitada e aconteça, chamamos de momento de cura “Interior” e costumamos realizar este momento na presença de Jesus Sacramentado, pois Se é Jesus quem nos cura, na sua presença então será muito mais fácil que isto aconteça realmente.

Jesus na verdade sempre poderá nos tocar e nos curar a qualquer tempo e em qualquer lugar, desde que o nosso coração esteja aberto para que isso aconteça, porém nos momentos em que exaltamos o Espírito Santo e invocamos a sua presença em nós, momento este em que somos Batizados no Espírito, mergulhados na sua presença e nos abrimos para que Ele penetre em nós ocorre o cumprimento daquela profecia de Ezequiel:



“Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne.”

(Ezequiel 36,26)



Coração de pedra 3


Este é o exato momento que as lágrimas correm, pois é o exato momento da transformação onde morre o homem velho cheio de traumas e pecados que foram lavados e perdoados nascendo o novo homem segundo a imagem de Cristo ressuscitado como um novo ser pronto para viver uma nova vida.


Observações:

(*) Escândalos, gritos e prantos:


Como dissemos antes, derramar lágrimas e chorar são emoções normais e fazem parte do ser humano, essas emoções não devem ser contidas, interrompidas e nem desprezadas e sim devem ser expostas sem ressentimentos e constrangimento, no entanto existem aqueles que exageram e fazem um verdadeiro espetáculo de vexame publicamente sem a menor necessidade.

Deus derrama suas graças em medidas sobre cada um de nós e não justifica que alguns explodam e outros não, mas ocorre que algumas pessoas não conseguem controlar suas emoções e outras porque gostam de fazer um teatro e aparecer em publico mesmo.

As equipes do Ministério de cura estão preparadas para enfrentar essas diversas atitudes e reconhecer as suas diferenças e atender essas pessoas imediatamente quando elas explodem em publico exatamente para evitar que as outras pessoas se escandalizem e interrompam o seu processo de cura.   Para que isso aconteça, caso a pessoa não se contenha com o atendimento in loco é recomendado que a mesma seja retirada do recinto publico para um local onde ela possa ser atendida em particular, é uma recomendação que não pode ser desprezada sendo até indicado que não se promova momentos de cura e repouso quando não se tenha uma equipe de atendimento preparada no local, porém esses fatos podem ocorrer em outros momentos não previstos e muitas vezes não há pessoas preparadas para o atendimento particular.


pessoa_chorando_sendo-atendida_oracao


Finalizando:


Lágrimas são sinônimos de cura & libertação é um ato de entrega e arrependimento que leva à transformação plena da pessoa, portanto devem ser bem recebidas e não reprimidas para incentivar a abertura do coração das pessoas para que elas encontrem essa experiência pessoal com Jesus que podem até trazer lágrimas em um primeiro momento, mas que finalizam com muita paz e alegria.


Outros temas a serem ponderados:


ARREPENDIMENTO: 

CONFISSÃO e PENITÊNCIA:

CONVERSÃO:



Extase_cume_da_oracao Alimento_Espiritual_Autêntico Repouso_no_Espírito_2
Experiência_com_Deus Aspirais_aos_Dons_Espirituais Vem_Espirito

Promovam Seminários de Vida no Espírito em vossas Paróquias.



“Peço a todos e a cada um que, como parte desta corrente de graça da Renovação Carismática, organizem Seminários de Vida no Espírito Santo em suas paróquias, seminários, escolas a fim de compartilhar o Batismo no Espírito“,

disse Papa Francisco que foi aplaudido ao fazer o pedido inesperado para os Sacerdotes presentes na Basília de São João de Latrão. O pontífice pediu também catequeses que “através do Espírito Santo produzissem a experiência pessoal com Jesus que transforma nossas vidas”.

Papa Francisco fala a padres da RCC.



papa-retiro-padres[1]


O Papa Francisco pediu aos padres reunidos no Terceiro Retiro Mundial para Sacerdotes promovido pela Renovação Carismática, em Roma, que compartilhem a experiência do Batismo no Espírito Santo através de seminários de Vida no Espírito Santo organizados e promovidos em suas Paróquias.

Encontro Internacional para Sacerdotes Organizado pelo International Catholic Charismatic Renewal Services – ICCRS que tem à frente Michelle Moran, o Retiro para Sacerdotes foi uma verdadeira renovação na vida dos padres  presentes e um marco deixado na história do movimento que surgiu no final da década de 60 nos Estados Unidos.


Trecho da palavra do Papa Francisco que contém o texto transcrito acima.



Palavra do Papa Completa.

Papa Francisco. III Retiro mundial de sacerdotes del 12 de junio de 2015



Resumo deste ensinamento na site oficial da RCC.


Francisco e os Carismáticos

Ao voltar do Brasil por ocasião da Jornada Mundial da Juventude o papa respondera a uma questão sobre a RCC levantada por um jornalista. Na ocasião, disse o papa: “eu vou dizer uma coisa: nos anos 1970, início dos 1980, eu não podia nem vê-los [ os carismáticos]. Uma vez, falando sobre eles, disse a seguinte frase: eles confundem uma celebração musical com uma escola de sambaEu me arrependi. Vi que os movimentos bem assessorados trilharam um bom caminho. Agora, vejo que esse movimento faz muito bem à Igreja em geral. Em Buenos Aires, eu fazia uma missa com eles uma vez por ano, na catedral. Vi o bem que eles faziam. Neste momento da Igreja, creio que os movimentos são necessários. Esses movimentos são uma graça para a Igreja. A Renovação Carismática não serve apenas para evitar que alguns sigam os pentecostais. Eles são importantes para a própria Igreja, a Igreja que se renova.

Nosso Post Anterior:

Papa Francisco Responde sobre a RCC.

Os Papas Falam à Renovação Carismática Católica.



papa-francisco-promover_seminario_de_vida_no_Espirito_Santo_nas_Paroquias

papa-francisco-espirito-amor-viver


Os Papas acolhem a RCC



Seminário de Vida no Espírito Santo (SVE’S)

Seminário de Vida no Espírito Santo é uma sequência de pregações e orações cujo centro é o querigma (primeiro anúncio). O objetivo é proporcionar ao participante uma experiência pessoal com Jesus Cristo através do Batismo no Espírito Santo como fora prometido pelo Pai no AT e relembrado por Jesus no NT. Os encontros podem ser semanais, acontecerem dentro de retiros de finais de semana ou  ainda “relâmpagos” quando acontecem dentro de encontros pontuais.

Nossos Post’s sobre esse assunto:

Seminário de vida no Espírito.

Primeira Experiência de Oração – SVE I.

Seminário de Vida no Espírito – SVE I

Efusão no Espírito Santo.

É mesmo necessária uma nova Efusão do Espírito Santo?


SVE-1


Fruto_Espírito Efusão_no_Espirito_2 Batismo_Espírito
Sete_dons

Vamos Consertar o Mundo!


MEDITAÇÃO EM POWER POINT

QUAL O PONTO DE PARTIDA PARA SE CONSERTAR O MUNDO ?

Esta é uma das perguntas mais sugeridas e uma das que menos se ouve uma resposta que consiga satisfazer as nossas expectativas, por isso vamos meditar um pouquinho n este texto:

Consertar_o_mundo

1. Vamos Consertar MUNDO

2. Um jovem estava com as notas de geografia muito baixas…

3. SEU Pai ficou muito bravo … Porque seu filho tirou nota baixa por ter errado todos os nomes dos países no mapa do mundo!

4. Teve então uma grande ideia para ajudar seu filho nos estudos fazendo com que ele aprendesse o nome dos países no planeta:

5. Pegou um mapa mundial de uma revista 6. E recortou cada pais com uma tesoura… 7. fazendo um imenso quebra-cabeça.

8. Chamou o Filho para o desafio dizendo que havia comprado um brinquedo novo e Mandou seu filho consertar o mundo montando o quebra cabeça.

9. Quando ele fosse procurar o lugar certo de cada peça iria memorizar o nome dos países. Pensou que poderia ser difícil e demorado, mas valeria a pena a memorização e o aprendizado.

9. O filho conseguiu montar o mapa em tempo Record e chamou seu pai para ver o resultado.

10. O Pai ficou muito orgulhoso, mas ao checar o aprendizado do filho, Viu que ele continuava não sabendo o nome dos países! Para desvendar o mistério: Perguntou ao filho como ele conseguiu montar o mapa tão rapidamente sem aprender o nome de nenhum dos países do mapa?

11. Ele Respondeu! Ah …

Essa foi a Parte mais fácil …

12. Do outro lado tinha a foto de um homem…

Eu consertei a imagem do homem e o mundo ficou certinho…

13. A foto do Homem … Era JESUS …

14. Moral da História! Se algum dia pretenderes consertar o mundo ! … Não se esqueça ! …

15. Comece agora mesmo… Mas comece pelo HOMEM ! É o modo mais fácil … Comece por si mesmo …

16. Comece pela transformação da sua imagem… Pela mudança de seus atos e atitudes …

17. 22. Renunciai à vida passada, despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupiscências enganadoras. 23. Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma, 24. e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade. (Efe. 4,22) “Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo.” (S. João 3,7)

18. Deus revela a S. João no Apocalipse 21 a visão de uma nova Terra, um novo céu e um novo mar.

19. Não seria uma promessa, mas o resultado da evangelização e o final de seu plano para o homem.

20. Para alcançar este final feliz, primeiro será preciso passar pela renovação do homem, pois o segredo da restauração do mundo está dentro de nossos corações.

21. Nem precisa quebrar a cabeça…

22. Basta abrir seu coração para JESUS…

23.  Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra desapareceram. (Ap 21)


FOI DEUS
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120 Miguél Arcanjo


A Transformação do Homem interior pelo poder do Espírito Santo.



Para que vos conceda, segundo seu glorioso tesouro, que sejais poderosamente robustecidos pelo seu Espírito em vista do crescimento do vosso homem interiorQue Cristo habite pela fé em vossos corações, arraigados e consolidados na caridade, (Efésios 3, 16-17)


Recebei o Espírito Santo


Pentecostes_2012


Fomos batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. O Pai que tudo criou por amor, o Filho amado que se encarnou, morreu, ressuscitou, voltou ao Céu, está presente conosco, um dia há de voltar glorioso, e o Espírito Santo de amor, alma da Igreja, presente do Ressuscitado à Igreja e ao mundo. O coração de nossa vida cristã está no amor, vida da Santíssima Trindade, força transformadora, capaz de mudar o mundo. No tempo do Espírito Santo, até o final dos tempos, somos chamados à missão de anunciar a Boa Nova do Evangelho.

Jesus ressuscitado apareceu aos seus discípulos, soprou sobre eles e lhes concedeu o Espírito Santo (Cf. Jo 20, 19-23). Quando veio o dia de Pentecostes, os que se encontravam em oração no Cenáculo, com Maria, a Mãe de Jesus, receberam o Espírito Santo (Cf. At 2, 1-11). Homens antes marcados pelo medo agora se lançam à missão. Multiplicaram-se os dons do Espírito Santo na vida de todos e os Atos dos Apóstolos testemunham os frutos de sua efusão, na pregação, vida comunitária, oração e milagres. E a Igreja cresceu com a força do Espírito, mantendo em todos os séculos o ardor missionário, para chegar aos confins da terra. Cada época, inclusive com suas crises, foi sempre marcada pela ação do Espírito Santo, que suscitou pessoas e iniciativas adequadas para que o Evangelho chegasse a todos.

E época de mudanças e crises é, de forma especial, o tempo em que vivemos, tanto que se diz com frequência que a atual é uma “mudança de época”, uma grande virada na história, que deixa perplexas pessoas e instituições, como se o chão fosse tirado de debaixo dos pés. Nos próximos meses serão comemorados os cinquenta anos da conclusão do Concílio Vaticano II, assim como de vários de seus documentos, frutos da ação do Espírito Santo, que impulsionou a belíssima estação missionária então inaugurada na Igreja. A última das grandes Constituições emanadas do Concílio continua plenamente atual, reveladora da perspicácia suscitada justamente pelo Espírito Santo, parecendo redigida para os dias que correm.

Nossa atual mudança de época é chamada de crise. O Concílio Vaticano II oferecia uma leitura que se revela pertinente: “Como acontece em qualquer crise de crescimento, esta transformação traz consigo não pequenas dificuldades. Assim, o homem, que tão imensamente alarga o próprio poder, nem sempre é capaz de colocá-lo ao seu serviço. Ao procurar penetrar mais fundo no interior de si mesmo, aparece frequentemente mais incerto a seu próprio respeito. E, descobrindo gradualmente com maior clareza as leis da vida social, hesita quanto à direção que a esta deve imprimir. Nunca o género humano teve ao seu dispor tão grande abundância de riquezas, possibilidades e poderio econômico; e, no entanto, uma imensa parte dos habitantes da terra é atormentada pela fome e pela miséria, e inúmeros são ainda os analfabetos. Nunca os homens tiveram um tão vivo sentido da liberdade como hoje, em que surgem novas formas de servidão social e psicológica. Ao mesmo tempo em que o mundo experimenta intensamente a própria unidade e a interdependência mútua dos seus membros na solidariedade necessária, ei-lo gravemente dilacerado por forças antagônicas; persistem ainda, com efeito, agudos conflitos políticos, sociais, económicos, raciais e ideológicos, nem está eliminado o perigo duma guerra que tudo subverta. Aumenta o intercâmbio das ideias; mas as próprias palavras com que se exprimem conceitos da maior importância assumem sentidos muito diferentes segundo as diversas ideologias. Finalmente, procura-se com todo o empenho uma ordem temporal mais perfeita, mas sem que a acompanhe um progresso espiritual proporcionado. Marcados por circunstâncias tão complexas, muitos dos nossos contemporâneos são incapazes de discernir os valores verdadeiramente permanentes e de harmonizá-los com os novamente descobertos. Daí que, agitados entre a esperança e a angústia, sentem-se oprimidos pela inquietação, quando se interrogam acerca da evolução atual dos acontecimentos. Mas esta desafia o homem, força-o até a uma resposta” (GS 9).

O Espírito Santo suscita e exige de nós respostas adequadas, capazes de revelar o papel que cabe justamente aos cristãos na transformação da realidade. Um dos sinais da docilidade ao Espírito Santo é o sentido da esperança, com o qual se identificam os sinais da graça de Deus presentes nos corações das pessoas. Passar por todos os lugares recolhendo o que existe de positivo e de autêntico em todos, verdadeiras sementes do Verbo de Deus que o Espírito Santo plantou. Atrás de muitos olhares cheios de perplexidade, outros até marcados pela dor ou pela revolta, está latente a busca da verdade. Celebrar a Festa de Pentecostes é comprometer-se com a visão do bem existente, onde quer que nos encontremos, especialmente nos ambientes mais desafiadores.

As pessoas não esperam dos cristãos uma adaptação pura e simples aos conceitos de grupos ou correntes de pensamento. O respeito aos cristãos vem quando estes são coerentes e buscam as razões de suas convicções e as oferecem com simplicidade e realismo. Já ouvi jovens que afirmaram ainda não conseguirem viver como cristãos, mas sabedores de que estes proclama e vivem a verdade. Este é um caminho oferecido pelo Espírito Santo, adequado para nossos dias.

O Espírito Santo suscita para nosso tempo a coragem para sermos diferentes para melhor. Considero verdadeira tentação as respostas feitas de tradicionalismo e integrismo, com as quais alguns grupos pretendem contrapor-se às ondas destruidoras de valores de nosso tempo. É mais exigente e ao mesmo tempo mais forte que homens e mulheres convictos do Evangelho, presentes em todos os ambientes, criativos no diálogo, corajosos na descoberta das pontes a serem edificadas com as pessoas que muitas vezes os questionam, se sintam lançados aos novos campos de missão. O Espírito Santo nos conceda uma nova onda de profissionais, técnicos, cientistas, operários, políticos, gente de nosso tempo com uma nova qualidade, capazes de serem diante do mundo melhores, não para humilhar quem quer que seja, mas prontos a fecundar esta época com as mudanças mais profundas, aquelas que Ele mesmo, Espírito da verdade, planta em nossos corações.

Atitudes de nosso tempo, “da hora”, plenamente adequadas, como fruto do Pentecostes que celebramos: clareza de que Deus habita em nós como num templo, consciência de que a dignidade humana dada pelo Batismo, fazendo-nos novas criaturas; horror ao pecado, à mentira, à violência, à impureza (Cf. Gl 5, 13-26); oração contínua (Cf. Lc 18, 1) para viver sempre na presença de Deus; humildade, penitência, adesão à Igreja de Cristo e alegria constante. Pessoas assim, conduzidas pelo Espírito Santo, são capazes de fermentar a mudança do mundo e responder aos desafios de nosso tempo.


Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém do Pará
Assessor Eclesiástico da RCCBRASIL

Fonte: www.rccbrasil.org.br/espiritualidade-e-formacao/index.php/artigos/1440-recebei-o-espirito-santo




Pipoca_sem_sal Pipoca_estourando_Efusão Tres_garrafas_2

Pentecostes_pomba_g Pentecostes_2012 Batismo_Espírito_Santo_LK


A APARÊNCIA DE CRISTO

IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS



Dinâmica: A Transformação do Homem interior.



Dinâmica: Milho de Pipoca

Objetivo: Refletir sobre a transformação que ocorre na vida daquele que recebe a salvação e o Espírito Santo.



(Como se dá a transformação do milho em pipoca?)

Em outra dinâmica meditamos sobre o sabor do Cristão para o mundo que o rodeia!

“Sal da terra e Luz do mundo”

Pipoca_sem_sal


Material:

01 porção de milho de pipoca

01 porção de pipoca

Alguns piruás (grãos que não estouraram)

01 porção de óleo

01 cópia do texto “Milho de pipoca” (ver no procedimento)

Opcional: Distribuir a pipoca aos Participante.

Procedimento:

– Trabalhem sobre o tema da transformação que ocorre na vida da pessoa que passa pelo Novo Nascimento.

– Apresentem para os alunos uma porção de milho de pipoca “Natural” e outra de pipoca pronta.

– Perguntem: Vocês fazem ideia o que acontece com o milho para que ele se transforme em pipoca?

Aguardem as respostas. Certamente os alunos vão falar que após colocar o milho numa panela com óleo e com ação do fogo os grãos estouram.

– Falem: Este processo de transformação do grão duro em pipoca macia pode ser comparado ao estado de mudança que ocorre na vida de quem aceita a transformação do homem novo, libertando da casca dura do pecado, que o aprisionava para uma vida de alegria na presença de Deus.


Veja a transformação em câmara lenta:


Pipoca_estourando_Efusão


-Para Meditar: Distribuam o texto “Milho de Pipoca” para cada pessoa e leiam.

Milho de Pipoca

Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim também acontece conosco. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, permanece do mesmo jeito a vida inteira.

Alguns piruás (grãos que não estouraram) Existem pessoas que resistem à ação de Deus em seu coração e conseguem passar pela presença de Deus sem se entregar e sem jamais se transformar.

Autor: Rubem Alves.


Nao_cai_no_pecado


Meditando sobre a entrega total com a dinâmica do sonrisal (obs: segunda aplicação sobre o pecado)


Mãos_na_massa Leite_café

Pentecostes_pomba_g Pentecostes_2012 Batismo_Espírito_Santo_LK


Caneta_na_garrafa_3

Dinâmica da caneta dentro da garrafa.



Parábolas

& Reflexões


IMAGEM E SEMELHANÇA DE CRISTO



UMA MUSIQUINHA SOBRE PIPOCA MUITO DIVERTIDA.


 



Existem Fariseus ainda Hoje ?

Eu queria saber  se ainda existem pessoas como Nicodemos ?!

Ou …

Quem São os Fariseus de Hoje ?

Respondendo à pergunta de uma Leitora feita em um comentário:

Na Pagina

karolinne, em:

Comment-2333 – 2010/06/22 at 10:30 am

.

.

Em primeiro lugar gostaria de relembrar que Nicodemos não era uma pessoa má, ele julgava estar fazendo o bem e defendendo a sua Fé.

Podemos dizer que não apenas Nicodemos como os Judeus em geral foram bem sucedidos em seu propósito de anular os efeitos da presença de Jesus para com seu povo, tanto é que hoje em dia só existem em Jerusalém apenas 2.000 cristãos Judeus, sendo que este numero já havia atingido números bem mais expressivos num passado bem recente, isto significa que os Judeus “no caso em nome (de que) Nicodemos fez o que fez” continuam trabalhando eficientemente e retirando Jesus do coração e da mente das pessoas, principalmente se elas forem de nascimento Judeu legítimo.

Podemos dizer assim:

Nicodemos foi falar com Jesus durante a noite porque conhecia a verdade e reconheceu que Jesus falava em nome do Pai, a Palavra de Deus se refere que ele estava em trevas “preferiu as trevas à luz (Jo, 3, 17)”, ou seja, ele estava longe de Deus apesar de ser um Príncipe, Mestre e Judeu exemplar fazendo tudo de acordo com a lei de seus antepassados.

A comparação com “SAULO” nos leva a entender que ele tinha o mesmo objetivo de Nicodemos, que era defender sua Fé (Judaísmo) e seu Deus de um Cristianismo que se alastrava por Israel ameaçando destruir centenas de anos uma tradição sólida e Perfeita.

Como Nicodemos, Saulo também era um Judeu da alta classe e acreditava em seu pré-julgamento que o Cristianismo era uma ameaça à sua Fé e sua religião, tanto é que estava disposto a perseguir e matar aqueles que se declarassem Seguidores de Jesus Cristo.

A conversão de Saulo se dá exatamente quando ele estava a caminho de sua primeira missão para prender e debelar um forte foco do Cristianismo na cidade de Damasco, a simbologia da enorme luz vista por Saulo antes de cair por terra significa que ele não estava nas “trevas” (não era um filho do demônio e não vivia no pecado) e sim estava cego com o excesso de luz, excesso de zelo pela sua causa e Religião meramente humana julgando que estaria fazendo a vontade de Deus e defendendo a verdade Divina.

Portanto existem duas maneiras de estar cego e não ver a verdade:

Estar em trevas onde não se vê nada.

Exemplo – Nicodemos

Estar no excesso de luz também onde não se vê nada.

Exemplo – Saulo

Como nós Cristãos poderíamos distinguir estas duas situações ?

Como saberemos se o Jovem Rico estava cego no excesso de luz ou cego nas trevas ?

Gravuras do evangelho o novo testamento 244 Cristo e o Jovem Rico

Fato é que em ambos os casos ele perde a salvação se não abrir os olhos para ver a verdade e a vontade de Deus deixando de seguir a vontade humana que facilmente se confunde quando se faz o bem e não o mal.

O que eu digo é que existe uma maneira de ser bom e fiel e não ser salvo no dia final, este é o perfeito exemplo do filho mais velho irmão do filho pródigo.

Este rapaz era perfeito, amava seu Pai, trabalhava dia e noite para o servir, não esbanjava o seu dinheiro e não vivia no pecado. No entanto, não tinha amor em seu coração, cultivava o ódio por seu irmão e isto é uma característica de que não estaria sendo semelhante a seu Pai, implicando assim  em não ser reconhecido como um verdadeiro filho deste Deus de AMOR, porque não seria como “Ele É” e não refletiria a sua imagem e sim a sua própria imagem de homem bom e perfeito, mas isto não significa que no último dia tomaria a decisão correta de abandonar tudo que lhe pertence e se agarraria unicamente em Jesus entrando para a vida eterna na presença do Pai e de todos aqueles pelos quais Ele morreu, o exemplo disso foi a decisão de Nicodemos e do jovem Rico que se afastaram de Jesus mesmo sendo pessoas exemplares na sua bondade e religiosidade humana.

A opção do Filho mais velho de não entrar na casa de seu Pai, (que poderíamos dizer ser também a sua própria casa, a salvação adquirida por direito de herança de seu Pai), é como se ele estivesse negando a entrar no Reino de Deus e na vida eterna pela qual tanto lutou na sua vida inteira só porque seu irmão que fora um pecador estava lá dentro, já que havia sido totalmente perdoado e readmitido (como filho e herdeiro da Salvação) por seu Pai de amor.

Fariseu no passado era aquele que vivia a sua religião ao pé da letra, fazia tudo de bom para ser visto e elogiado pelos demais, mas no seu íntimo não amava a Deus e o desprezava em suas orações pessoais, não seguia os conselhos de Deus e sim apenas os conselhos dos homens, se preocupava mais em fazer o que estava escrito em um pedaço de papel ou nas tábuas da lei escrita em pedra do que fazer a vontade de Deus que não estaria visivelmente escrita em lugar nenhum.

Fariseu hoje ainda é aquele que vai a Igreja todo dia, cumpre todos os preceitos, paga seu dízimo corretamente, estuda a palavra, mas faz tudo isso apenas para aparecer em público como um homem bom, justo e digno, quando no seu particular e consigo mesmo entre ele e Deus é como se Deus não existisse.

O Fariseu e o homem de Coração contrito

Sim, a resposta para a sua pergunta é exatamente esta, “SIM”:

Existem sim muitas pessoas como Nicodemos, existem muitos Fariseus hoje, existem muitos jovens ricos, existem muitos Saulos que perseguem a Fé ao invés de vive-la em suas vidas, o que falta nos dias de hoje são as Marias Madalenas, as Samaritanas, os Bons Samaritanos, as mulheres hemorroisas, os Zaqueus, os Jairos, os Lázaros, as Martas, os Bartimeus, os leprosos e acima de tudo os Paulos, nem me refiro aos outros onze apóstolos porque nós hoje estamos muito mais na condição de São Paulo já que este “Homem Santo” nunca foi discípulo de Jesus e não o conheceu pessoalmente assim como nenhum de nós o conheceu ou teria sido seu discípulo pessoal como os outros onze Apóstolos o foram e, no entanto ele se tornou o maior pregador do Cristianismo fora dos muros de Israel, pode até ser creditado a Ele, se é que existe hoje Cristianismo nesta terra, devemos ao seu bom trabalho que apesar de ter sido um dos mais exemplares Judeus, abandonou a sua luz maravilhosa e salvação garantida como seguidor da lei escrita na pedra para seguir Jesus que é a verdadeira LUZ dos homens até se tornando um Espelho quase perfeito que refletia a face de Jesus.

Eu não poderia lhe apontar os Fariseus de hoje e nem os Nicodemos, mas certamente você os reconhecerá, eu não poderia arrancar o Joio no meio do Trigo, mas devo obedecer a voz de Jesus que manda deixá-los crescer juntos até que venha a colheita final, eu não poderia apontar o cisco no olho de um irmão antes de retirar a trave do meu próprio olho e por isso eu prefiro dizer que muitas vezes todos nós nos comportamos como verdadeiros Fariseus quando não seguimos a vontade de Deus achando que seria bem melhor seguir apenas o que as leis humanas nos estabelecem como correto quando na verdade Deus nos pede uma adesão de 100% para realizar a sua vontade plena neste mundo.

Realmente é muito difícil ser um Cristão de verdade e por isso muitas vezes nos acomodamos e ficamos apenas com o nosso Farisaísmo que é muito mais fácil de ir levando, afinal todos os outros também são Fariseus como nós e não irão exigir de mim que eu seja um Cristão de verdade, exigirão sim que eu seja um perfeito Fariseu como todos os outros.

É neste ponto que relembramos de novo do primeiro ponto de nossa questão anterior.

Nicodemos vai falar com Jesus pessoalmente, porque reconhece que realmente Ele é o Messias e Filho de Deus, na verdade ele buscava um meio termo entre a sua situação de bom Fariseu e o Cristianismo autêntico pregado por Jesus para satisfazer a sua consciência, mas antes mesmo que ele dissesse alguma coisa Jesus já foi logo falando:

“Em verdade em verdade te digo, quem não nascer de novo, não poderá entrar no Reino de Deus …”  se referindo claramente que muitas coisas que Nicodemos sabia, praticava e ensinava não estavam de acordo com a vontade de Deus e que ele deveria renunciar a tudo aquilo e assumir os novos ensinamentos de Jesus que seriam totalmente incompatíveis com o que ele estava acostumado a fazer em sua vida.

Enfim, a proposta de Jesus para os homens de hoje ainda é a mesma porque Jesus não se referia apenas ao Nicodemos daquela época e sim a todos nós Nicodemos de hoje …

Temos que nascer de novo, porque só se poderá entender e realizar a vontade de Deus para o mundo aquele que estiver cheio do ESPÍRITO SANTO DE DEUS e não cheio das propostas e preconceitos humanos para o mundo.

Esta é a diferença entre Nicodemos que continuou a ser o mesmo Nicodemos de sempre “um homem Rico e Bom” e Saulo que morreu para seu homem velho na estrada de Damasco e renasceu como Paulo o grande Apóstolo do Cristianismo.

(Isaías 62,2) e (Isaías 65,15)

(Apocalipse 2,17)

Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor darei o maná escondido e lhe entregarei uma pedra branca, na qual está escrito um nome novo que ninguém conhece, senão aquele que o receber.

(Apocalipse 3, 12)

Farei do vencedor uma coluna no templo de meu Deus, de onde jamais sairá, e escreverei sobre ele o nome de meu Deus, e o nome da cidade de meu Deus, a nova Jerusalém, que desce dos céus enviada por meu Deus, assim como o meu nome novo.

AMEM.

Obrigado pela pergunta, é sempre bom revisar o que Jesus fala em nossos corações.

Paz de Cristo.

Jesus te ama

Sizenando / presentepravoce


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/jesus-te-ama.jpg
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/aguia.jpg