Oração da Criança.


Ensine_seu_filho_a_rezar


Ensine e incentive seus filhos a conversar com Deus por meio da oração. Quando pequenos talvez seja difícil para eles memorizar as orações e, cá para nós, rezar sem entender o que está dizendo não faz muito sentido. Então, apenas explique que eles podem fechar os olhos, abrir o coração e conversar com o papai do céu. Pedir, agradecer ou apenas contar como foi o seu dia. Eu fazia isso quando criança, conversava com Deus como se Ele fosse um amigo (que na verdade, Ele é).

“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. Provérbios 22:6.

oracao-de-crianca

Oração:

Senhor! Fazei que toda criança

Quer seja loira ou pretinha,

Da cidade ou lá do morro,

Amarela ou moreninha…

Quer seja das avenidas, Dos sítios,

Seja onde for…

Tenha pão, tenha brinquedo,

Tenha agasalho e saúde

Tenha carinho e amor.

Senhor! Fazei também que a criança

Não conheça nenhum mal,

Que todas sejam felizes,

Que a todas Papai Noel

Visite pelo Natal…

Fazei também, eu vos peço,

Que sejam todas iguais…

Vós sabeis que é muito fácil,

Pois todas querem somente

Ser criança… nada mais.

Fazei, Senhor, que as crianças,

De mãos dadas, cantem todas

A “Ciranda Fraternal”

Da Confiança e da Paz!

Bárbara V. de Carvalho


oracao_crianca


Oração: divisor

Jesus fazei de mim
Uma criança saudável
Delicada e atenciosa
Obediente e amável

Muito grata e amorosa
Alegre e inteligente
Meu pai fique satisfeito
E deixe minha mãe contente

Do mesmo jeito a vovó
E o avô também
Que eu seja sempre alegre
Com meus amigos também

Que eu seja a alegria
Dos conhecidos e parentes
Vê a titia e o titio
Felizes e bem contentes

Eu quero distribuir
Amor carinho e amizade
E retribuir a todos
A maior felicidade

Assim vos peço Senhor
Saúde e disposição
Paz, força e luz
Te entrego meu coração

Pai quando eu errar
Me corrige com rigor
E com muita paciência
Dá-me sabedoria e amor.

12/12/2013



O_Segredo_de_vencer_grandes_desafios Mensagens_Power_Point
Armadura-criança-efesios-6 Oraçoes_para_crianças Ensinando_as_Criansas_a_rezar




BAIXE O SLIDE PARA MELHOR OBSERVAR OS EFEITOS E ÁUDIO


 

Como ensinar as crianças a rezar?

Em verdade vos digo: todo o que não receber o Reino de Deus com a mentalidade de uma criança, nele não entrará.” (São Marcos 10, 15)

Hoje em dia muitas famílias já não oram mais juntas, e sempre surge a dúvida: Quem deve ensinar as crianças a rezar? A família ou o catequista?

A criança precisa conhecer os elementos básicos da Fé em seus primeiros anos de vida, e nada melhor do que os pais, que são as pessoas mais próximas neste tempo para ensinar. Aquilo que se aprende no início da vida, nunca se esquece.

O primeiro passo é orar com a criança, um verso simples e curto, para que se desperte o desejo de rezar. Um exemplo fácil e muito utilizado é a música “Mãezinha do Céu”:

Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer quero te amar
Azul é seu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu.

Mãezinha do céu, mãe do puro amor
Jesus é seu filho
Eu também o sou.

Mãezinha do céu vou te consagrar
A minha inocência, guarda-a sem cessar
Azul é teu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu.

Maezinha-do-ceu

É importante ter cuidado com o que se deixa entrar em casa, como revistas e livros com conteúdos impróprios, alguns programas de televisão, músicas, etc. Não é difícil encontrar produtos, infantis inclusive, que podem auxiliar na evangelização das crianças ainda em seus primeiros passos, como Bíblia infantil, rosário para crianças, DVDs com desenhos bíblicos, programas de TV e músicas católicas, imagens de santos como criança, e diversos produtos que podem aproximar a criança da igreja.

O exemplo sempre será melhor forma de ensinar, a criança geralmente imita o pai e a mãe, portanto a oração diária, algumas músicas, o sinal da cruz, ir à missa aos domingos fará com que a criança aprenda rapidamente e essa experiência ficará gravada como algo bom, uma rotina da vida familiar.

Deve-se lembrar que ensinar é diferente de obrigar. O fato de ser obrigado a fazer algo naturalmente gera um desconforto. A criança forçada a orar pode se revoltar contra a igreja e não ter interesse nenhum em se aprofundar nos ensinamentos de Deus. No tempo dela, ela terá vontade de conhecer e aprender as orações e de acompanhar a família à missa.

O catequista ensina o essencial da Fé, e é importante sua participação na vida da criança durante o catecismo. O Papa João Paulo II disse: “A catequese é uma educação da fé das crianças, dos jovens e dos adultos, a qual compreende especialmente um ensino da doutrina cristã, dado em geral de maneira orgânica e sistemática, com fim de iniciá-los na plenitude da vida cristã”.

Além de passar as regras e a doutrina, o catequista tem a missão de promover o encontro pessoal do catequizando com Jesus. Para isso, a criança precisa ter o desejo de Deus, a vontade de estar próxima a igreja e participar do catecismo. A missão de despertar esse desejo, de iniciar essa aproximação é da família, principalmente dos pais. Como é sua participação nos grupos da comunidade?  Quando participa da Santa Missa? Quais são os momentos de oração em família? Quais músicas costuma ouvir? Essas respostas o ajudarão a avaliar sua contribuição na evangelização de seus filhos.

Fonte: http://www.omensageiro.org.br/como-ensinar-criancas-rezar/


“Disse-lhes Jesus: Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham.”

(São Mateus 19, 14)



deixai-vir-a-mim-as-criancinhas


O_Segredo_de_vencer_grandes_desafios Mensagens_Power_Point
Reconhesa_O_Cristo_disfarçado Oraçoes_para_crianças Oração_abre_as_portas_para_a_presença_de_Deus

27 Orações infantis.


Uma pequena coletânea de orações simples e descomplicadas para serem ensinadas, compreendidas, decoradas e amplamente utilizadas pelas crianças em seus primeiros passos em direção ao Reino de Deus que lhes pertence.


O_poder_da_oracao



1- Com Deus me deito, com Deus me levanto, com a graça de Deus e do Espírito Santo.




2- Anjinho da Guarda, meu bom amiguinho, me leve sempre, pelo bom caminho.




3- Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege e guarda, governa e ilumina.




4- Meu bom Jesus, verdadeiro Filho da Virgem Maria, me acompanhai esta noite, e amanhã por todo o dia.




5- Ó Anjo da minha guarda, que me protege e ilumina ajude-me todo o dia a ser uma boa menina.




6- Anjo da minha guarda, doce companhia, não me desampare, nem de noite, nem de dia.




7- Em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. Amém! Jesus me ajude a pensar bem, falar bem e querer bem a todos.




8- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Papai do céu, dai-nos uma boa noite. Menino Jesus dai saúde à mamãe, ao papai, aos meus irmãozinhos, aos meus avós e a todos nós. Dai lugar lugar no céu a … (dizer o nome de algum parente mais próximo que tenha falecido).
Com Deus me deito, com Deus me levanto, com a graça de Deus e o Espírito Santo.
Muito obrigado pelo dia de hoje.
Sagrado coração de Jesus, eu tenho confiança em Vós.
Sagrado coração de Jesus, protegei o Brasil.
Imaculado coração de Maria, sede a nossa salvação.

Rezar: Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai e Santo Anjo.




O_poder_da_oracao




9- Visitai, Senhor, esta nossa casa e afastai para longe dela todas as ciladas do inimigo; nela habitem os Vossos santos Anjos para nos conservar em paz, e Vossa bênção sempre nos proteja. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém




10- Papai do Céu, logo que acordo penso sempre em você. Quero o Senhor abençoe o meu dia que começa e que você esteja junto comigo em todos os dias de minha vida. Obrigado Papai do Céu. Amém.




11- Meu Deus, eu te ofereço todo este meu dia. Ofereço ao Senhor trabalhos e os meus brinquedos. Tome conta de mim para que eu não faça nada que O aborreça. Amém.




12- Meu Jesus, me ajuda, nesse dia obedecer o papai e a mamãe e, não brigar com eles e nem com os meus amiguinhos. Amém




13- Senhor, eu te agradeço este alimento. Que nunca nos falte a comida na mesa de todos.




14- Ó meu bondoso Papai do Céu, queremos agradecer o lanchinho que agora vamos comer. Amém




15- Meu Deus, eu agradeço ao Senhor esta alimento que sua bondade nos dá. Dê também o necessário para todos. Abençoe os que trabalham para termos o que comer. Amém.




16- Jesus, Você nos mostra o Pai. Por sua causa, tudo foi criado: as pessoas e as coisas. Ajude-me no estudo, para que eu possa conhecer as coisas, as pessoas, o Pai do Céu. Amém




Crianca+75360[1]




17- Jesus, vou para a escola, como o Senhor também foi. Que nada me aconteça no caminho. Quero aproveitar bem as aulas. Quero aprender bastante. Não se esqueça das crianças que não têm escola, e abençoe os professores e as professoras. Amém




18- Jesus, agradeço mais este dia de aula. Foi bom. Eu estudei, trabalhei e brinquei bastante. Agora me acompanhe até minha casa. Amém




19- Jesus, hoje eu vou ter provas na escola . Estudei bastante, mas posso perder a calma e esquecer tudo. Que o Espírito Santo que me ajude para eu me sair bem em tudo. Ajude também meus colegas e minhas colegas. Amém.




20- Meu Deus, eu agradeço este dia. Agradeço pelo bem que os outros me fizeram e pelo bem que eu pude fazer. Peço perdão pelo que eu não fiz direito. Amanhã, com sua ajuda, quero ser muito melhor. Amém




21- Meu Papai do Céu, eu andei errando, andei brigando. Não fiz as coisas direito… Mas, no fundo eu não gosto de fazer as coisas erradas. Por isso eu peço desculpa e vou fazer força para não errar de novo, mas fazer tudo bem certo. Amém.




22- Perdoa-me, Senhor Jesus, porque hoje senti ciúmes e raiva. tive raiva de meu irmãozinho e dos meus amiguinhos. Desculpa Senhor, porque hoje eu briguei e disse coisas feias. Me ajuda a melhorar e não mais fazer coisas feias.




O_poder_da_oracao




23- Papai do Céu, olha, por favor, por todos da minha família. Protege do mal, conserva com saúde minha casa, meu papai, minha mamãe e meus irmãos e nos dê a paz. Amém




24- Senhor Jesus, hoje meu paizinho não está muito bem. Não sei o que aconteceu com ele. Peço que o Senhor cuide dele, pra sarar rapidinho e a gente poder brincar juntos amanhã. Obrigado. Amém!




25- Senhor, hoje eu rezo pela minha mamãe. Que o Senhor dê forças para ela viver este dia. Meu Jesus, hoje minha mamãezinha está um pouco brava. Peço que amanhã ela fique feliz e, eu possa brincar com ela. Obrigado. Amém.




26- Querido Paizinho do Céu, quando rezo para ti, sinto meu coração feliz. É como o amor que sinto por papai e por mamãe quando os abraço antes de deitar. Obrigado pelo sentimento do amor. Amém!




27- A noite vem, o sol já foi embora. Jesus e Anjinho da Guarda, fiquem comigo nesta boa hora… Livra-me de todo medo da noite, de dormir… Protege do mal e de sonhos ruins. Tira, Jesus, o medo de vampiros e fantasmas, monstros e seres que assombram os meus pensamentos. Pelo seu amor por mim, amém!





BAIXE O SLIDE PARA MELHOR OBSERVAR OS EFEITOS E ÁUDIO



oracao-de-crianca
Ensinando_as_Criansas_a_rezar Oração_abre_as_portas_para_a_presença_de_Deus Oração_chave_que_abre_as_portas_para_a_presença_de_Deus

Sacramento do Batismo – Palestra e Power Point.



Batismo


Tema preparado para apresentação em curso de Pais e Padrinhos na preparação para a recepção do Sacramento do Batismo.


papafrancisco_batiza_criancas



curso_pais_e_padrinhos_catolico



Pelo Batismo somos libertados do pecado e regenerados como filhos de Deus, tornamo-nos membros de Cristo, e somos incorporados à Igreja e feitos participantes de sua missão […].

Para que a graça batismal possa desenvolver-se, é importante a ajuda dos pais. Este é também o papel do padrinho ou da madrinha, que devem ser cristãos firmes, capazes e prontos a ajudar o novo batizado, criança ou adulto, na sua caminhada na vida cristã. […] A comunidade eclesial inteira tem uma parcela de responsabilidade no desenvolvimento e na conservação da graça recebida no Batismo.

(Catecismo da Igreja Católica, 1213.1246.1255)

O Batismo

Nossos pais nos deram a vida natural do corpo, mas Deus nos dá a alma e nos destina, além disso, a uma vida sobrenatural; nascemos privados dela pelo pecado original, herdado de Adão.

O batismo apaga o pecado original, nos dá a fé e a vida divina, e nos torna filhos de Deus. A Santíssima Trindade toma posse da alma e começa a nos santificar.

Segundo o plano de amor do Senhor, o batismo é necessário para a salvação.

O que é o batismo?

É o sacramento pelo qual nascemos para a vida e nos tornamos filhos de Deus.

Por que o batismo é o primeiro dos sacramentos?

É o primeiro dos sacramentos porque é a porta que dá acesso aos demais sacramentos, e sem ele não se pode receber nenhum outro.

Que efeitos produz o batismo?

Os efeitos que o batismo produz são: perdoa o pecado original, e qualquer outro pecado, com as penas devidas por eles. Nos dá as três divinas pessoas junto com a graça santificante. Infunde a graça santificante, as virtudes sobrenaturais e os dons do Espírito Santo. Imprime na alma o caráter sacramental que nos faz cristãos para sempre e somos incorporados à Igreja.

O Batismo é necessário para a salvação?

Segundo o plano do Senhor o batismo é necessário para a salvação, assim como a própria Igreja, à qual o batismo introduz.

Quem pode batizar?

Ordinariamente podem batizar o bispo, o sacerdote e o Diácono, mas em caso de necessidade qualquer pessoa que tenha intenção de fazer o que a Igreja faz.

Como se batiza?

O batizado se realiza derramando água sobre a cabeça e dizendo: “Eu te Batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

O que é o Catecumenato?

É a preparação que devem receber aqueles que serão batizados tendo alcançado o uso da razão.



Seminário de Vida no Espirito Criança_cadeia Batismo Sacramento

Batismo_Espírito http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg?w=130&h=120


Os Sacramentos de Iniciação Cristã Batismo – Crisma e Eucaristia


O Batismo de Jesus (Post).

O Batismo de Jesus (PPTx)

10 Dicas para viver um melhor Advento e um Bom Natal.


Tempo de espera, oração e preparação para receber o Menino Deus no Natal.

ILLUSTRATION - Ein Mädchen hält ein entzündetes Streichholz vor vier brennenden Kerzen auf einem Adventskranz, aufgenommen am 25.11.2010 in Straubing (Niederbayern). Seit Mitte des 19. Jahrhunderts gibt es in Deutschland Adventskränze. Sie gelten als Symbol für die vorweihnachtliche Zeit. Foto: Armin Weigel dpa/lby
Natal_do_Senhor

Link’s para Assuntos Natalinos.

Pagina reservada para expor todos os temas com assuntos referentes ao Natal.


1. “Advento” é uma palavra de etimologia latina, que significa “vinda”.

2. O Advento é um tempo litúrgico composto pelas quatro semanas que precedem o Natal, como tempo de preparação para o nascimento do Senhor.

3. O Advento tem como cor litúrgica o roxo, que significa penitência e conversão – neste caso, unidas à esperança diante da iminente vinda do Senhor.

4. O Advento é um período privilegiado para os cristãos, já que somos convidados a recordar o passado, viver o presente e preparar o futuro.

5. O Advento é memória do mistério de graça do nascimento de Jesus Cristo. É memória na encarnação. É memória das maravilhas que Deus faz em favor dos homens. É memória da primeira vinda do Senhor. O Advento é história viva.

6. O Advento é um convite a viver o presente da nossa vida cristã e a experimentar e testemunhar a presença de Jesus Cristo entre nós, conosco, por nós. O Advento nos interpela a viver sempre vigiantes, caminhando pelos caminhos do Senhor em justiça e amor. É uma época de presença encarnada do cristão, quem, cada vez que faz o bem, reatualiza a encarnação e o nascimento de Jesus.

7. O Advento prepara e antecipa o futuro. É um convite a preparar a segunda e definitiva vinda de Jesus Cristo, já na majestade da sua glória. Ele virá como Senhor e como juiz. O Advento nos faz proclamar a fé em sua vinda gloriosa e nos ajuda a preparar-nos para ela. Este tempo já é vida futura, é Reino, é escatologia.

8. O Advento e tempo para a revisão da própria vida à luz da vida de Jesus Cristo, à luz das promessas bíblicas e messiânicas. É tempo para o exame de consciência continuado, arrependido e agradecido.

9. O Advento é projeção de vida nova, de conversão permanente, do céu novo e da terra nova, que só são alcançados com o nosso esforço, de cada dia e de cada ato.

10. O Advento é o tempo de Maria de Nazaré, que esperou, que confiou na palavra de Deus, que se deixou invadir por Ele e em quem floresceu e resplandeceu o Salvador do mundo.

(Artigo publicado originalmente pela Revista Ecclesia)

Fonte: Aleteia.org/pt/

VII concerto de natal2



FELIZ NATAL A TODOS !


cropped-presentepravoce_9000000_natal_82.jpg


Link’s para outras MensagensLink’s

Nascimento_Jesus_Infantil_wallcoo Qual o Melhor presente de Natal
Advento_2013 Onde_nasceu_Jesus


Onde Nasceu Jesus ?


Talvez esta seja uma pergunta bem fácil de se responder, porém o texto a seguir nos mostrará diversas respostas diferentes, pois para cada coração a resposta mais adequada seria mesmo o dia em que você recebeu Jesus em seu coração pela primeira vez, pois antes disso mesmo que Ele já estivesse nascido, sem o meu conhecimento isto não teria o menor significado em minha vida, mas depois deste dia podemos sim fazer uma divisão de nossa história em AC e DC, afinal quando realmente conhecemos o Mestre e tudo que Ele representa para nós de verdade a nossa história será muito diferente.

Leia o texto: e veja o power Point

Nativity
Natal_do_Senhor

Link’s para Assuntos Natalinos.

Pagina reservada para expor todos os temas com assuntos referentes ao Natal.


2. Perguntemos a Maria Madalena Onde e quando nasceu Jesus? E ela nos responderá:

– Jesus nasceu em Betânia. 3. Foi certa vez, que a sua voz, tão cheia de pureza e santidade, despertou em mim a sensação de uma vida nova com a qual até então jamais sonhara.

4. Perguntemos a Francisco de Assis o que ele sabe sobre o nascimento de Jesus. E ele nos responderá:

5. – Ele nasceu no dia em que, na praça de Assis, entreguei minha bolsa, minhas roupas e até meu nome para segui-lo, pois sabia que somente Ele é a fonte inesgotável de Amor.

6. – Perguntemos a Pedro quando se deu o nascimento de Jesus. E ele nos responderá:

7. Jesus nasceu no pátio do palácio de Caifás, na noite em que o galo cantou pela terceira vez, no momento em que eu o havia negado. Foi nesse instante que acordou minha consciência para a verdadeira vida.

8. Perguntemos a Paulo de Tarso quando se deu o nascimento de Jesus. E ele nos responderá:

9. – Jesus nasceu na estrada de Damasco quando, envolvido por uma intensa luz que me deixou cego, pude ver a figura nobre e serena que me perguntava:

10. – Saulo, Saulo, porque me persegues?

E na cegueira, passei a enxergar um mundo novo, quando eu lhe disse:

– Senhor que queres que eu faça?

11. Perguntemos a Joana de Cusa onde e quando nasceu Jesus. E ela nos responderá:

12. -Jesus nasceu no dia em que, amarrada ao poste do circo de Roma, ouvi o povo gritar:

– Negue! Negue! E o soldado, com a tocha acesa, dizendo:

– Este teu Cristo ensinou-lhe apenas a morrer ?

Foi neste instante, que sentindo o fogo subir pelo meu corpo, pude, com toda certeza e sinceridade dizer:

– Não! não me ensinou só isso. Jesus ensinou-me também a  Amá-LO!

13. Perguntemos a Tomé onde e quando nasceu Jesus. E ele nos responderá:


Desafio_fé


– Jesus nasceu naquele dia inesquecível em que Ele me pediu para tocar as suas chagas e me foi dado testemunhar que a morte não tinha poder sobre o Filho de Deus.

Só então compreendi o sentido das palavras:


 – Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida!


14. Perguntemos a João Batista onde e quando nasceu Jesus. E ele nos responderá:

– Jesus nasceu no instante em que chegando ao Rio Jordão, pediu-me que o batizasse. E, ante a meiguice de seu olhar e a majestade de sua figura, pude ouvir a mensagem do Alto:

15. -“Este é meu filho amado, no qual pus a minha complacência”. (Mateus 17,5) Compreendi que chegara o momento de Ele crescer e eu diminuir, para a Glória de Deus

16. Perguntemos a Lázaro onde e quando nasceu Jesus. E ele nos responderá:

17. – Jesus nasceu em Betânia, na tarde em que visitou meu túmulo e disse:

– Lázaro! Lázaro!

-Levanta. Neste momento compreendi, finalmente quem Ele era:


A Ressurreição e a Vida!


18. Perguntemos a Judas onde e quando nasceu Jesus. E ele nos responderá:

19. – Jesus nasceu no instante em que eu assistia ao seu julgamento e à sua condenação. Compreendi que Jesus estava acima de todos os tesouros terrenos.

20. Perguntemos, finalmente, a Maria de Nazaré onde e quando nasceu Jesus e ela nos responderá:

21. – Jesus nasceu em Belém, sob as estrelas, que eram focos de luzes guiando os pastores e suas ovelhas ao berço de palha.

22. Foi quando o segurei em meus braços pela primeira vez e senti se cumprir a promessa de um novo tempo através daquele Menino que Deus enviara ao mundo, para ensinar aos homens a lei maior do Amor!

23. E Para Nós? Para Mim e para você!


Quando foi que Jesus Nasceu?

Ou será que este dia tão lindo ainda não aconteceu?


Todo ano quando se aproxima o Natal, no tempo do Advento a igreja recorda estes momentos, o principal momento da Igreja e da vida de cada um de nós, mas se o menino Jesus ainda não nasceu em sua vida, este momento tão especial se torna apenas uma data comemorativa em que se doa presentes, mas nos esquecemos que o maior presente de todos foi DEUS quem nos deu, e este presente é JESUS que nasceu neste dia e ainda quer se revelar a todos aqueles que ainda não o conhecem. Deixe Jesus nascer hoje em seu coração e comemore também esta data como os Santos comemoravam, mesmo que o seu dia principal seja mesmo um outro dia todo especial só para você e Jesus.

Que Ele venha trazer Amor e Paz, a nós que experimentamos viver a lei maior do Amor.


FELIZ NATAL A TODOS !


cropped-presentepravoce_9000000_natal_8.jpg


Link’s para outras MensagensLink’s

Qual o Melhor presente de Natal
Tocar_o_Senhor


Nove Meses, Musica a Oração do Bebê.



Nove_meses_musica_Barbara_dias


Não tem como uma mãe não se emocionar ao ouvir essa musica…
(OBS: Essa musica não é minha é da Barbara Dias, se chama 9 meses…)
Video no Facebook com – 7.853.780 visualizações até 09/05/2015 22:20 hs



9 meses é uma declaração de amor de um bebê ainda não nascido à sua futura mamãe, mas que porém compartilha todos os momentos tristes e felizes com ela e assim manifesta a sua presença viva através de uma simples oração.

A vida de um novo ser começa muito antes de seu nascimento, esta musica dedicada às mães que experimentam pela primeira vez esta linda experiência nos mostra claramente que o amor de mãe já é muito forte desde o primeiro dia de concepção de seu filho e que aumenta cada vez mais à medida que se aproxima o grande dia.

Dizem que: O que é bom e louvável deve ser divulgado e compartilhado e por isso me junto com aqueles que gostaram desta simples canção e creio que ela será ainda capaz de tocar muitos corações, principalmente das futuras mamães.

Parabéns Barbara Dias



Barbara_dias_Iluminados_Faustão_globo

Foto: Globo – Barbara_dias_Iluminados_Faustão_globo



Nove Meses

Barbara Dias

Um mês e o tempo voa, eu já sou
E você nem descobriu
São dois e chega perto, mas eu ainda sou
Pequeno demais, viu?
Três meses e o tormento
Esse teu sofrimento eu também já posso sentir
Vê se aquieta o coração
Pra quando eu sair daqui

Talvez eu dê trabalho, uma vida de despesas
Mas por favor me deixa ficar
E se por um acaso, eu não tiver seus olhos
Você ainda vai me amar
Eu sei que ansiedade, é quase uma inimiga
Mas eu não quero ser confusão
Então por favor, me deixa na sua vida
Mas vê se aquieta o seu coração

Se é tempestade, todo medo
Se for arrependimento, por favor tira daí
Você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito, mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda e eu nem preciso te ver
Seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha, eu já sei que eu amo você

Quatro meses, tempo eu te imploro paciência
Eu vim do céu por causa do amor
No quinto faltam quatro e eu aposto que os presentes
Já tão vindo em rosa ou azul
E quando chega o sexto todo mundo já viu
Que você não anda sozinha
O sétimo eu já tenho lencinhos com meu nome
Desculpa pai, mas ela é só minha

Se é tempestade, todo medo
Se for arrependimento, por favor tira daí
Você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito, mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda e eu nem preciso te ver
Seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha, eu já sei que eu amo você

Oitavo mês aguenta, que eu já tô chegando
Só quero um jeito de te encontrar
No nono vem a pressa, a dor, o choro a gente
Desculpa você ter que sangrar
E por mais uns anos você vai fazer planos
Pensando se eles servem pra mim

E eu vou te acordar, bem de madrugada
Você vai me amar mesmo assim
O meu primeiro passo, vai ser no seu abraço
Me segura quando eu cair
E no final do dia é só a tua voz
Que vai poder me fazer dormir

Se é tempestade, todo medo
Se for arrependimento, por favor tira daí
Você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito, mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda e eu nem preciso te ver

Hum… seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha, eu já sei que eu amo você





Entrevista com Bárbara Dias (*)

Dizem que grávida chora por tudo. Isso pode até não ser verdade, mas é difícil segurar a emoção ao ouvir a música 9 meses (Oração do Bebê), de Bárbara Dias. A cantora que ficou conhecida no país todo ao participar do quadro “Iluminados”, do Domingão do Faustão – ela disputou a final, mas não saiu vencedora – está fazendo sucesso na internet entre as mães e, principalmente, entre as mulheres que ainda estão esperando o nascimento do bebê.

A carioca tem apenas 19 anos e ainda não é mãe, mas conta que a inspiração para escrever a música veio de uma amiga nos tempos de colégio. “A gente estava no terceiro ano do ensino médio e ela engravidou. Tinha só 17 anos e ficava muito deprimida, por isso compus a música”, diz Bárbara, que explica ainda porque resolveu gravar a canção: “Eu tinha feito uma gravação no celular que acabou vazando na internet. Aí gravei mais para registrar que ela era minha e acabou coincidindo de divulgar na época do programa, mas o foco era mesmo o Dia das Mães”.

Seja pelo empurrãozinho do programa, seja pela proximidade do segundo domingo de maio, o vídeo “Youtube” está com mais de 750 mil visualizações e não para de ser compartilhado nas redes sociais. Se você ainda não assistiu, aproveite para se emocionar:

(*) Escrito por  – Carla Leonardi (colaboradora)

Fonte:http://mdemulher.abril.com.br/cultura/bebecombr/cantora-do-programa-iluminados-fala-sobre-a-musica-nove-meses



Feliz dia das mães Fabio Melo_Saudade_de_Mãe

Oracao-Dia-das-Maes_2 Moldura_dia_das_Maes_lk Eu_amo_minha_mae_2
o alpinista Dia_das_Mães_Lk1

Presente_para_a_mamae

O Melhor Presente!



Como fazer você mesmo massa de modelar!



Objetivo: Fazer massa de modelar para que as crianças brinquem sem o risco de se contaminarem e com um preço acessível, lembrando que a massa caseira é para uso imediato e não pode ser guardado por muito tempo.




(MASSA DE MODELAR)



Como fazer massa de modelar




Post-massinha[1]


As crianças adoram brincar com massinhas de modelar, e elas ficam a toda hora inventando figuras diferentes; justamente por isso, hoje irei lhe ensinar o passo a passo desta massa de modelar feita em casa, que sem sombra de dúvidas será mais barata do que as comerciais.


Materiais Usados:


ingredientes1[1]


  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de sal
  • 2 colheres de óleo de cozinha
  • Corantes de alimento comestível cores diversas
  • Água, quantidade necessária

Passo-a-passo:


Em uma tigela misture a farinha de trigo, o sal e o óleo, e pouco a pouco coloque a água, até obter uma boa consistência que lhe permita modelar. Sove bem até que deixe de grudar nos dedos.

Quando você terminar, tinja a massa com os corantes, sovando-a bem. Depois guarde-a coberta com papel filme na geladeira até o uso.

Categoria: Artesanato


massinha-de-modelar-branding-sensorial-brandsense[1]


(A família verdadeiramente cristã é capaz de mudar o mundo em que vivemos da água para o vinho).



Amalgama



Harmonia Conjugal

A Vivência do Sacramento

do Matrimônio


Parábolas

& Reflexões


O Estatuto da Destruição da Família.



Até poderia parecer um exagero por parte dos defensores da Família tradicional, mas resta nos saber por que existem pessoas interessadas em mudar os conceitos básicos de família?

Por que mudar o conceito de sexo CONCEBIDO ANTES DO nascimento e colocar como algo que se poderia escolher e alterar num determinado momento de sua vida?

O registro civil pode escrever uma mentira a seu respeito e fazer com que os outros sejam enganados sobre isso, a medicina pode até mudar a aparência externa de uma pessoa, mas isso não mudará a sua identidade genética, não lhe dará fertilidade nem futuro e ainda não deixará de ser uma mentira.   O que seria mais fácil e mais barato não seria aceitar a verdade e o natural?   Por que pessoas mentem que seria possível enganar a si mesmo e aos outros e mesmo assim conseguir ser feliz?  

A resposta para essas perguntas é muito simples…    Alguém ganha muito dinheiro com tudo isso e financia essa baboseira toda e os outros simplesmente acham que são obrigados a aceitar tudo isso silenciosamente.

Depois ainda tem gente que critica a sena da serpente mentindo para Eva no paraíso lhe oferecendo veneno dizendo que era sabedoria, a prova da verdade está nos acontecimentos que ocorreram apos o fato.  Há quem diga que a famosa serpente falante na verdade inventou o moderno “MARKETING” e fez uma propaganda tão bem feita de seu produto que vendeu gato por lebre sem muita dificuldade, mas foi por isso que Moisés nos contou esta estória sórdida, para abrismos os olhos frente essas falsidades que nos apresentam por aí neste mundo de hoje.


“FICA ESPERTO, NÃO COMA QUALQUER FRUTO PODRE QUE LHE OFEREÇAM POR AÍ…”



wallpaper-cristao-hd-serpente-me-enganou-bra%C3%A7o-ma%C3%A7%C3%A3_1366x768[1]


PARA NÃO SER ENGANADO NOVAMENTE…

LEIA O TEXTO ABAIXO:



Lamentavelmente querem mesmo o fim da família:


O Estatuto da Destruição da Família.


Existem algumas situações com as quais nos deparamos na sociedade atual que, a bem da verdade, enchem-nos de uma profunda e justificada indignação. Para nós, que assumimos publicamente e defendemos sem medo que aos homens não é possível nenhuma auto-afirmação legítima, sólida e saudável que seja divorciada da ordem moral, testemunhar as barbaridades perpetradas por aqueles que se encontram a diuturno serviço do espírito revolucionário é ultrajante. A multiplicidade de aspectos da nossa realidade, que tem sido minuciosamente seviciada há muito tempo, provocam em nós os mais díspares efeitos, da raiva mais inflamada ao pessimismo mais melancólico. Recorrer às letras, às imagens e ao som é sempre uma forma produtiva não apenas de extravasar esses sentimentos, mas de reagir ao que se passa, de alertar os circundantes sobre a gravidade dos acontecimentos.

Óbvio que nem todos são positivamente obrigados a indignar-se dessa forma. Aralé ralante – para usar uma expressão de Baltasar Gracián – a serviço da Revolução é matreira e sabe como fazer seu trabalho de um modo sutil, à surdina – o que torna nosso trabalho muito necessário. Entretanto, há algumas coisas que ultrapassam em tão larga medida o limite do meramente intolerável que, a bem da verdade, parecem ter a proeza de roubar-nos até mesmo a capacidade de articulação para o alerta e a denúncia. Essas coisas são tão absurdamente explícitas, tão ululantemente óbvias, que o que mais nos indigna não é tanto a sua natureza brutal, mas a pusilanimidade e a pasmaceira gerais diante delas.

Confesso que escrever essas linhas está sendo como tirar leite de pedra, pois estou justamente num desses momentos de estupefação – e, para quem combate o espírito revolucionário e seus sicários, impressionar-se com alguma coisa é algo cada vez mais difícil com o passar do tempo. A Comissão Especial da Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em conjunto com a Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT, entregaram ao presidente do senado, José Sarney, em 23 de agosto, o anteprojeto do Estatuto da Diversidade Sexual (EDS). Composto de 111 artigos, o EDS é uma das peças mais grotescas e aviltantes já concebidas na história brasileira.

Maria Berenice Dias (E), da OAB, entrega a Sarney o anteprojeto do EDS com Marta Suplicy.

Este artigo tratará dos pontos mais absurdos do texto feito pela OAB. Os trechos em negrito são grifos nossos.

Art. 13 – Todas as pessoas têm direito à constituição da família esão livres para escolher o modelo de entidade familiar que lhes aprouver, independente de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

A Constituição Brasileira estabelece no § 3º do art. 266 que “é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento”. Se o STF, cujos ministros certamente foram vítimas de profunda crise coletiva de diverticulite encefálica, atropelou a Carta Magna ao estabelecer que, de acordo com o “espírito Constituinte”, a união homoafetiva é equivalente ao casamento entre homem e mulher, esse artigo do EDS esmigalha a letra constitucional sem piedade. Notem que o “modelo de entidade familiar que lhes aprouver” pode ser qualquer coisa: dois homens, duas mulheres, três homens, três mulheres, um homem e duas mulheres, uma mulher e dois homens… Não há limites – mesmo porque o EDS deixa implícito que a própria existência de limites seria um empecilho a esse suposto direito. Assim sendo, qualquer coisa poderá ser considerada união estável. Emblemática e ironicamente, no mesmo dia em que o anteprojeto do EDS foi apresentado a Sarney, um cartório de Tupã, interior paulista, lavrou uma escritura pública de união poliafetiva (sic) entre um homem e duas mulheres.

Art. 14 – A união homoafetiva deve ser respeitada em sua dignidade e merece a especial proteção do Estado como entidade familiar.

O anteprojeto não defende que a família, seja de que tipo for, mereça especial proteção do Estado, mas apenas a união homoafetiva. Não é fornecido nenhum argumento que justifique esse posicionamento, o que deixa margem a muitas especulações. A mais óbvia é de que o modelo tradicional de família – um homem e uma mulher unidos em matrimônio – não é digno da mesma proteção que a união homoafetiva merece. De duas, uma: ou a família tradicional é mais forte e demanda menos tutela do Estado, ou a ela é menos desejável para a sociedade em que vivemos.

Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”.

Esse é, certamente, um dos artigos mais estapafúrdios do EDS. A OAB parece demonstrar, nesse trecho, que qualquer menção à existência da família tradicional em documentos identificatórios deve ser suprimida por representar um símbolo anacrônico, lembrança de um modelo ultrapassado de organização humana que deve ser superada.

Vamos_acabar_com_a_família_tradicional

FAMÍLIA TRADICIONAL CRISTÃ.

Art. 39 – É reconhecido aos transexuais, travestis e intersexuais odireito à retificação do nome e da identidade sexual, para adequá-los à sua identidade psíquica e social, independentemente de realização da cirurgia de transgenitalização.

Art. 40 – A sentença de alteração do nome e sexo dos transexuais, travestis e intersexuais será averbada no Livro de Registro Civil de Pessoas Naturais.

Parágrafo único – Nas certidões não podem constar quaisquer referências à mudança levada a efeito, a não ser a requerimento da parte ou por determinação judicial.

A vedação de toda e qualquer referência à mudança de nome da pessoa, considerada pelo EDS uma “retificação” – ou seja, a correção de um erro –, apenas reforça a ideia de que a identidade sexual da pessoa é algo construído socialmente. A OAB, autora do anteprojeto, demonstra considerar o ser humano uma tabula rasa, um objeto que pode ser modificado de qualquer maneira a depender das circunstâncias. Não deixa de ser uma ideia que, no fundo, remete à engenharia social.

Art. 62 – Ao programarem atividades escolares referentes a datas comemorativas, as escolas devem atentar à multiplicidade de formações familiares, de modo a evitar qualquer constrangimento dos alunos filhos de famílias homoafetivas.

O que isso significa na prática? As escolas terão de evitar a comemoração de efemérides como Dia dos Pais, Dia das Mães, Dia dos Avôs e das Avós, ou fazê-las de modo que a família tradicional não receba o relevo e a atenção que merece – afinal, isso seria considerado preconceito indireto contra as uniões homoafetivas ou poliafetivas.

Art. 67 – É vedado inibir o ingresso, proibir a admissão ou a promoção no serviço privado ou público, em função da orientação sexual ou identidade de gênero do profissional.

Art. 68 – Quando da seleção de candidatos, não pode ser feita qualquer distinção ou exclusão com base na sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Esses dois artigos lembram analogamente uma situação que está ocorrendo nos Estados Unidos. O governo de Barack Hussein Obama sancionou uma lei que obriga todos os empregadores americanos – empresas públicas e privadas, com fins lucrativos ou não – a fornecerem medicamentos contraceptivos e abortivos a quaisquer funcionárias que os requisitem. Diversas organizações católicas que atuam na área educacional e no terceiro setor acionaram judicialmente a administração Obama, uma vez que isso fere a filosofia das entidades mantenedoras dessas organizações e representa uma afronta à liberdade religiosa nos Estados Unidos.

Familia_tradicional

«A família americana “tradicional”: mãe, filha, pai, filho e o Grande Irmão (governo).»

Com base nos dois artigos acima, organizações religiosas ficariam impedidas de escolher seus funcionários com base em critérios éticos congruentes com suas convicções religiosas, sendo virtualmente obrigadas a contar com um quadro de funcionários que não seja integralmente montado de acordo com seus próprios critérios.

Art. 106 – A participação em condição de igualdade de oportunidade, na vida econômica, social, política e cultural do País será promovida, prioritariamente, por meio de:

I – inclusão nas políticas públicas de desenvolvimento econômico e social;

II – modificação das estruturas institucionais do Estado para o adequado enfrentamento e a superação das desigualdades decorrentes do preconceito e da discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero;

III – promoção de ajustes normativos para aperfeiçoar o combate à discriminação e às desigualdades em todas as manifestações individuais, institucionais e estruturais;

IV – eliminação dos obstáculos históricos, socioculturais e institucionais que impedem a representação da diversidade sexual nas esferas pública e privada;

V – estímulo, apoio e fortalecimento de iniciativas oriundas da sociedade civil direcionadas à promoção da igualdade de oportunidades e ao combate às desigualdades, inclusive mediante a implementação de incentivos e critérios de condicionamento e prioridade no acesso aos recursos públicos;

VII – implementação de programas de ação afirmativa destinados ao enfrentamento das desigualdades no tocante à educação, cultura, esporte e lazer, saúde, segurança, trabalho, moradia, meios de comunicação de massa, financiamentos públicos, acesso à terra, à Justiça, e outros.

Se existem sistemas de cotas raciais para acesso ao ensino superior público e concursos públicos, por que não estabelecer cotas sexuais? É justamente isso que esse artigo do EDS propõe. Não apenas isso: também estabelece acesso privilegiado a recursos públicos tendo como único critério a identidade sexual.

Isto, caríssimos leitores, é o que a Ordem dos Advogados do Brasil e uma boa porção de nossos parlamentares, bem como a totalidade das organizações paragovernamentais LGBT, desejam para nosso País: a desconstrução da família, o alicerce da sociedade. Caso o Estatuto da Diversidade Sexual, esse folhetim de natureza inegavelmente inconstitucional e imoral, chegar a ser aprovado, o potencial efeito desagregador que isso terá no Brasil será algo inimaginável. Se a situação está crítica agora, ela será um sonho idílico comparado com o que está por vir.

Fonte: http://unbconservadora.blogspot.com.br/2012/11/o-estatuto-da-destruicao-da-familia.html


Vamos_acabar_com_a_família_tradicional


Familia_plc_122

PARA ACOMPANHAR A EVOLUÇÃO DA CAMPANHA CONTRA A PL 122 CLICK NO BANNER ACIMA.




O Dia de quem cuida de Mim!



Querem acabar com a família: Escolas de São Paulo acabam com “O Dia das Mães” e instituem o “Dia dos Cuidadores” segue matéria abaixo:


Usando como pano de fundo a defesa dos Direitos humanos em favor das Minorias iremos desconstruir o correto e tradicional institucionalizando o paliativo, incompleto, genérico, substitutivo diminuindo a dignidade de uma criança que sente orgulho de fazer parte de uma Família bem construída e feliz.   Não que todos sejam assim tão felizes, mas que todos tenham o direito de sonhar e desejar aquilo que realmente é bom e faz bem para si mesmo.

A solução de problemas na sociedade não consiste em se acomodar com o problema e acochambrar novos valores e sim de recuperar os verdadeiros valores que deveriam ser preservados a qualquer custo, mas bem se vê que o desejo dos inimigos da FAMÍLIA não é a sua preservação e sim a sua destruição total até que a pessoa humana perca totalmente a sua dignidade e se torne apenas um robô programável e descartável segundo a vontade de seu dono, que neste caso seria o governo e não os Pais que já foram descartados da vida de seus filhos.



Família_feliz



Lamentavelmente querem mesmo o fim da família:


Vamos_acabar_com_a_família_tradicional

Família Tradicional


Segundo a revista Veja, de 16.5.2014, este ano algumas escolas municipais da cidade de São Paulo deixaram de comemorar o tradicional “Dia das Mães”. No seu lugar celebraram o que denominaram de “Dia de quem cuida de mim”.

Em nota, afirma a Secretaria de Educação:A razão apresentada por uma coordenadora pedagógica foi que “a família tradicional não existe mais”. Isto quer dizer que, para ela, família com pai, mãe e filhos acabou. É coisa do passado.

Hoje em dia, a família é composta por diferentes núcleos de convívio e, por isso, algumas escolas da Rede Municipal de Ensino decidiram transformar o tradicional Dia dos Pais e das Mães no Dia de quem cuida de mim.”

A alegação é de que o fato de se criar “o dia de quem cuida de mim” permite que as crianças criadas por parentes ou por “casais” homossexuais não se sintam excluídas em datas como o “Dia das Mães” ou o “Dia dos Pais”.

É uma falsa alegação pois é evidente que não se deve transformar excessão em regra geral. O normal é as crianças terem e conviverem com os pais e com as mães. Para as situações de exceção criam-se soluções e não extinguindo os costumes habituais.

Na realidade trata-se de mais uma etapa nas ações que visam destruir a instituição da família.

Nesse caso servindo-se do falacioso argumento do “direito” das minorias. Ora, o critério do direito não é se se trata de “maioria” ou de “minoria”, mas sim se aquilo é correto (“direito”) ou não.

O erro não tem direito, seja ele de “minoria” ou de “maioria”. Sendo um erro, aquilo deve sofrer a devida “exclusão”. Do contrário, passa-se a praticar a mais abominável das situações de amoralidade, como aquela descrita pelo Profeta Sofonias, que anuncia terríveis castigos de Deus para aqueles que dizem consigo mesmos: “O senhor não faz bem nem o mal”.

A destruição da família terá, como uma de suas consequências, o terrível prognóstico do Profeta Sofonias, da parte de Deus Nosso Senhor: “Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos, porque pecaram contra o Senhor”.

É o que já se começa a observar em todo o mundo: as pessoas estão aflitas e não vêem solução no horizonte tanto religioso quanto político.

Entretanto, para os que verdadeiramente têm Fé há a esperança nas promessas de Nossa Senhora de Fátima:

“Por fim Meu Imaculado Coração Triunfará”.


Eu amo a minha família





Familia_plc_122

PARA ACOMPANHAR A EVOLUÇÃO DA CAMPANHA CONTRA A PL 122 CLICK NO BANNER ACIMA.



Estatuto_destruição_da_Familia Familia_projeto_de_Deus

Chapolim Colorado contra o Aborto.



Um dos maiores e o mais poderoso inimigo da humanidade e da Vida no Planeta Terra, faz milhões de vítimas todos os dias.

Já matou muito mais que os furacões e a Tissuname do Japão, mais que o trânsito brasileiro, supera as vítimas do fumo, do álcool e das drogas, deixa na lanterna a Aid’s e o Ebola e ainda não encontrou ninguém que fosse capaz de aniquilá-lo definitivamente.

Mas, eis que surge uma esperança, não é um pássaro, não é um avião e nem um míssil sub-atômico para pulverizar nosso grande e terrível inimigo de uma só vez.

Entra em sena o grande Chapolim Colorado na pessoa de seu criador Roberto Bolaños com seu depoimento de vida contra o Aborto:

“Não Contaram com a minha astúcia”

Chapolim


grandes-raps-chapolin-vs-superman-chaves-do-oito-imagem-reproduc3a7c3a3o[1]



Roberto Bolano Chaves_personagem_Roberto_Bolanos

DEPOIMENTO


Chaves em defesa da vida

O ator Roberto Bolaños que deu vida ao personagem Chasperito “Chaves aqui no Brasil”, que conquistou gerações, gravou há alguns anos uma bonita mensagem em Defesa da Vida. No vídeo de breves 35 segundos, o ator fala de uma situação difícil durante sua gestação e a opção de sua mãe pela vida.

Leia também: Movimento contra o aborto ganha força

Veja o Texto:

“Quando eu estava no ventre da minha mãe, ela sofreu um acidente que a deixou à beira da morte. O médico lhe disse: ‘Terás que abortar!’; e ela respondeu: ‘Abortar, eu?! Jamais!’. Ou seja, defendeu a vida, a minha vida. E graças a ela estou aqui.” – Roberto Gómez Bolaños (Chaves)

Emocionante o depoimento do artista, uma pessoa querida em vários países e que se tornou “o que é” graças ao sim de sua mãe pela vida.

Assista ao vídeo:



(GRAÇAS A DECISÃO DE MINHA MÃE, EU ESTOU AQUI)



      Atualizado em 20/09/2014





Estoria em 3D

Trocando as Pilhas


Parábolas

& Reflexões


Deus é Pai.


https://i2.wp.com/www.colegiosantacandida.com.br/rp-byoriza-deus-e-pai.gif


Por que razão Jesus nos ensinou a orar chamando a Deus de Pai?


Você já chegou a pensar sobre isto?

Quem já se tornou pai sabe da fragilidade do filho recém nascido. Totalmente dependente, o bebê precisa de todo carinho e atenção porque não consegue sobreviver sem os cuidados de seus pais.

Este é um dos maiores privilégios que temos. Jesus nos ensina a chamar Deus como Ele mesmo o chamava, Pai Santo, Pai querido, Pai Amado… E muito mais do que isso usa o nome carinhoso que uma criança chama seu Pai, “Abba” que quer dizer “dad em inglés” e paizinho, papaizinho ou Papai em Português.

Quando Jesus nos ensina a chamar Deus de Pai é com essa finalidade: de sermos totalmente dependentes Dele, fazendo a sua vontade – que é boa, perfeita e agradável.

Um Pai sempre quer o melhor para os seus filhos. Assim é Deus. Por mais que não entendamos o porquê de todas os acontecimentos e provações, devemos nos submeter à sua vontade soberana. Ele sabe o que é melhor para nós.

Que privilégio que temos de ter o Soberano Deus, criador de todas as coisas, como nosso Pai. É nesta intimidade que O conhecemos muito melhor.

Isso só foi possível, graças a Jesus Cristo que nos ligou ao Pai.   Este é o sentido e o principal significado da palavra Religião, que é a religação do Homem a Deus, ou seja, aquela separação que aconteceu lá no paraíso quando o homem pecou e se escondeu do Pai já não existe mais.

Agora, pois, graças ao sacrifício de Jesus e ao seu sangue derramado na cruz foi derrubado o muro de separação e apagada a dívida do pecado que era a morte, este é o significado do véu que se rasgou no templo de Jerusalém no exato instante em que Jesus entregou seu Espírito ao Pai.    Um novo caminho foi aberto para os homens e hoje todos nós podemos adentrar no Santo dos Santos e “orar” falar diretamente com o Pai sem intermediários, o que não era possível até aquele instante da história, isto não significa que não possamos interceder por nossos irmãos ou contar com a intercessão dos Santos por nós e sim apenas que temos o direito e o privilégio de nós mesmos podermos entrar em sua presença e falar com Ele “Face a Face” como Moisés falava no antigo testamento.

Percebeu agora? Para chamarmos a Deus de nosso Pai, foi necessário que Seu verdadeiro Filho morresse para nos conceder este direito!

Os que Ele distinguiu de antemão, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que este seja o primogênito entre uma multidão de irmãos. (Romanos 8,29)
Não há maior privilégio, não há maior conforto, não há maior incentivo do que nos dirigirmos ao nosso Criador chamando-lhe de Pai. Aliás, usando a mesma palavra que as crianças de seu tempo usavam para chamar seus pais: abba.

Continue chamando a Deus como a sua mãe lhe ensinou da primeira vez ou como a catequista ensina para as crianças que se preparam para a primeira comunhão.
Este é o: PAPAI DO CÉU!


bRAÇOS DO pAI




UM PROJETO DE DEUS


Jesus Jesus

Jardim da vida…


sally_swatland_s1038_garden_at_southampton


Uma criança brincava no parque com sua mãe, quando avistou próximo dali um lindo jardim. Flores coloridas, brancas, vermelhas, rosas e amarelas a convidavam a brincar.

A criança, sem pensar, olhou para aquelas belas flores e saiu correndo pelo parque em busca do jardim. Só que, no caminho, tropeçou em uma pedra e caiu, e ao cair chorou, e ao chorar teve socorro.

Um senhor que estava ali, vendo a criança em desespero, aproximou-se e sentou-se carinhosamente ao seu lado.

– Você está bem? – disse o homem.

– Eu caí quando tentava chegar ao jardim. Caí e estou triste, acho que vou desistir de ir para lá.

– Disse a criança chorando.

O homem olhou penalizado e com doçura disse:

– Meu bem, um dia, há muito tempo, eu também caí ao buscar o jardim. Caí, e não mais me levantei, eu desisti.

Desisti do motivo maior que me impulsionava. A chama que havia em meu peito gritava: “Vá, acredite!” Mas eu não fui.

Caí e desisti. Abandonei o que minha alma tanto buscava.

Sofri e aprendi.

Ouça: Ali na frente, você vê um jardim. Você sente que é lá que você prefere estar. Uma voz dentro de você diz: “Seja, vá, acredite!” Mas, lembre-se filho, sempre haverá pedras em seu caminho.

A criança, mais calma, olhou para o homem e perguntou:

– Porque as pedras?

O caminho não poderia estar livre?

O homem olhou nos olhos da criança, um olhar tão sincero e sereno que a criança sentiu-se amparada e protegida, então o homem falou:

– Todos podem chegar ao jardim…

Todos. Mas as flores são sensíveis e delicadas.

Por isso precisam ser protegidas de pessoas despreparadas que poderiam destruí-las.

A natureza colocou pedras no caminho para permitir que só aqueles que tiverem a sensibilidade de entender que as pedras não foram feitas para impedir a chegada, mas para serem contornadas, cheguem até lá!

A criança enxugou as lágrimas, levantou-se e continuou em busca do jardim.

(Autoria por mim desconhecida)

Deixai Vir a Mim as Criancinhas.



.

2011

.

Vinde a Mim

.



“Mas Descerá sobre vós o Espírito Santo e Ele vos dará força, e sereis minhas testemunhas” (At. 1,8)

Quero contar a todos os meus amiguinhos que Jesus me ama…

Encontro de Evangelização Para Crianças

Dia 08 e 09 de Setembro de 2011

Sabado das 8:00 hs às 17:30 hs

Domingo das 7:30hs às 15:00 hs

.

Local:

Centro Catequético da Igreja Imaculada Conceição na Vila Santa Maria de Nazaré.(Proximo ao Colégio Donana)

ENTRADA FRANCA

Rua Manoel de Bastos,

Vila Santa Maria de Nazaré

Anápolis – Goiás


Informações: 3387-0539 – 8513-0577


Haverá oficina de:

Arte, Teatro, Dança e Música.

Muita Alegria, Oração, Confições,

Santa Missa, Apresentações e etc…



O Encontro será finalizado

Com a Santa Missa


Realização:

Ministério Samuel

Diocese de Anápolis

Renovação Carismática Católica



Cantinho_Amizade.


http://rccanapolisgo.wordpress.com


Adolessanto



CHÁCARA JEUS CURA


Um Milagre Por Acaso.


Um bom e verdadeiro Milagre acontece onde e quando menos se espera por ele.

Uma estória que comprova a pureza da Fé das Crianças e que por assim ser acabam recebendo os maiores milagres Divinos sem nem ao menos perceberem que um anjo é quem acolhe seus pedidos e necessidades.

Uma  garotinha esperta, de  apenas seis anos de  idade, ouviu seus pais  conversando sobre seu  irmãozinho mais novo.

Tudo que ela sabia era que o menino estava muito doente e que estavam completamente sem dinheiro.

Iriam se mudar para um apartamento num subúrbio, no próximo mês, porque seu pai não tinha recursos para pagar as contas do médico e o aluguel de onde moravam.Somente  uma intervenção cirúrgica  muito cara poderia salvar  o garoto, e não  havia ninguém que pudesse  emprestar-lhes dinheiro.

A menina ouviu seu pai dizer à sua mãe chorosa, num sussurro desesperado:
“Somente um milagre poderá salvá-lo…”Ela  foi ao seu quarto  e puxou o vidro  de gelatina de seu  esconderijo, no armário.
Despejou todo o dinheiro que tinha no chão e contou-o cuidadosamente, três vezes.

O total tinha que estar exato. Não havia margem de erro.

Colocou as moedas de volta no vidro, com cuidado, e fechou a tampa.

Saiu  devagarzinho, pela porta  dos fundos, e andou  cinco quarteirões até  chegar à farmácia.

Esperou pacientemente que o farmacêutico a visse e lhe desse atenção, mas ele estava muito ocupado no momento.

Ela, então, esfregou os pés no chão para fazer barulho e… nada! Limpou a garganta com o som mais alto que pôde, mas nem assim foi notada. Por fim, pegou uma moeda e bateu no vidro da porta.Finalmente  foi atendida!

“O que você quer?“, perguntou o farmacêutico com voz aborrecida. “Estou conversando com meu irmão, que chegou de Chicago, e que não vejo há séculos!”, disse ele sem esperar resposta.

“Bem, eu quero lhe falar sobre meu irmão!”, respondeu a menina no mesmo tom aborrecido.

“Ele está realmente doente… E eu quero comprar um milagre…”“Como?”,  balbuciou o farmacêutico  admirado.

“Ele se chama Andrew, e está com alguma coisa muito ruim crescendo dentro da sua cabeça, e o papai disse que só um milagre poderá salvá-lo. E é por isso que eu estou aqui. Então, quanto custa um milagre?” “Não vendemos milagres aqui, garotinha. Desculpe, mas não posso ajudá-la!”, respondeu o farmacêutico, com um tom mais suave.“Escute,  eu tenho o dinheiro  para pagar. Se não  for suficiente, conseguirei  o resto. Por favor,  diga-me quanto custa  ?!?”, insistiu a pequena. O irmão do farmacêutico era um homem gentil. Deu um passo à frente e perguntou à garota:
 

“De que tipo de milagre seu irmão precisa?”

“Não sei…”, respondeu ela, levantando o olhar para ele. “Só sei que ele está muito mal, e a mamãe diz que precisa ser operado!! Como o papai não pode pagar, quero usar meu dinheiro…”

”  Quanto você tem?”,  perguntou o homem de  Chicago.

“Um Real e onze centavos…”, respondeu a menina num sussurro.

“É tudo o que tenho, mas posso conseguir mais, se for preciso!”

“Puxa, que coincidência!!!”, sorriu o homem.

“Um Real e onze centavos! Exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos!!!”

O  homem pegou o dinheiro  com uma mão e,  dando a outra mão  à menina, disse:

“Leve-me  até sua casa. Quero  ver seu irmão e  conhecer seus pais.  Quero ver se tenho  o tipo de milagre  que você precisa.”
Aquele senhor gentil era um cirurgião, especializado em Neurocirurgia.

A operação foi feita com sucesso e sem custos. Alguns meses depois Andrew estava em casa novamente, recuperado.

A  mãe e o pai comentavam,  alegres, sobre a seqüência  dos acontecimentos ocorridos.

Qual o Preço de um Milagre ?

“A cirurgia”, comentou a mãe, “foi um milagre real. Gostaria de saber quanto custou!”

A menina sorriu. Ela sabia exatamente quanto custa um milagre…

Um Real e onze  centavos…
Mais a fé de uma garotinha…!

Deus  coloca os recursos certos  nos lugares exatos.

Para os encontrarmos basta um passo de fé, e lá estará a Resposta para aquele problema que não conseguimos resolver. Salmo 37.5:

Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará.

Não importa quão grande seja o teu problema, nosso Deus é Deus do impossível…


Um Milagre Por Acaso

A Inocente Fé das Crianças

Mensagem em PPS


CRÉDITOS 

Autoria : Desconhecido
Imagens : Internet
Texto enviado por: Veríssimo

Revisado e formatado por:
Angelica Lepper
airlepper@hotmail.com

Som : Eric Clapton

Os Milagres nem sempre são Totalmente sobrenaturais, na verdade a grande maioria deles é totalmente natural e justificável pela ciência humana, só que acontecem nos momentos em que mais precisamos deles e que não teríamos condições ou forças para conseguirmos uma solução por nós mesmos. É quando Deus intervem e realiza aquilo que não fomos capazes de fazer.

Em quase todos os milagres Bíblicos, apesar de todos terem sido considerados milagres Divinos, na verdade Deus sempre quis precisar da atitude humana, tanto para pedir como para agir, sempre existe dois componentes para se alcançar um milagre sendo que um deles não pode faltar mesmo que o outro não compareça.

A ação de Deus é insubistituível, mas Ele pode agir sempre por intermédio da natureza ou do proprio homem em  alguns casos extremos Ele acaba agindo sozinho MESMO.

O verdadeiro milagre é aquele que acontece quando não fomos capazes de realizar por nós mesmos, assim sendo, muitas coisas que acontecem cotidianamente são milagres Divinos só que como já nos acostumamos com eles nem os percebemos mais, é só uma questão de reconhecimento.

Ou será que iremos pensar como a garotinha inocente pensou ?

Qual o Preço daquele Milagre?

– Um real e onze centavos !

O preço verdadeiro foi um coração movido pela fé de uma garotinha necessitada de uma intervenção externa que suprisse a incapacidade de sua família!

Dinâmica dos Balões Coloridos.


O VENDEDOR DE BALÕES.




DINÂMICA PARA REFLEXÃO


Era uma tarde de domingo e o parque estava repleto de pessoas que aproveitavam o dia ensolarado para passear e levar seus filhos para brincar.

O vendedor de balões havia chegado cedo, aproveitando a clientela infantil para oferecer seu produto e defender o pão de cada dia.


Vendedor de baloes por se.shira.

Flickr’s – Vendedor de baloes por se.shira.


Como bom comerciante, chamava atenção da garotada soltando balões para que se elevassem no ar, anunciando que o produto estava à venda.

Não muito longe do carrinho, um garoto negro observava com atenção.

Acompanhou um balão vermelho soltar-se das mãos do vendedor e elevar-se lentamente pelos ares.

Alguns minutos depois, um azul, logo mais um amarelo, e finalmente um balão de cor branca.

Intrigado, o menino notou que havia um balão de cor preta que o vendedor não soltava.

Aproximou-se meio sem jeito e perguntou:

“moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros?”

O vendedor sorriu, como quem compreendia a preocupação do garoto, arrebentou a linha que prendia o balão preto e, enquanto ele se elevava no ar, disse-lhe:

“Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir.”

O menino deu um sorriso de satisfação, agradeceu ao vendedor e saiu saltitando, para confundir-se com a garotada que coloria o parque naquela tarde ensolarada.



Extraído do livro

O ENIGMA DO ILUMINADO

de Anthony de Mello.


Reflexão sobre o Preconceito:

O preconceito é uma praga que se alastra na sociedade e vai deixando um rastro de prejuízos, tanto físicos como morais.
O preconceito de raça tem feito suas vítimas, ao longo da história da humanidade.   Mas não é somente o preconceito racial que tem sido causa de infelicidade. Esse malfeitor também aparece disfarçado sob outras formas para ferir e infelicitar.

Por vezes, surge como defensor da religião, espalhando a discórdia e a maldade, o sectarismo e os ódios sem precedentes.

Outras vezes apresenta-se em nome da preservação da raça, gerando abismos intransponíveis entre os filhos de Deus.Também costuma travestir-se de muro entre as classes sociais, fortalecendo o egoísmo, o orgulho, a inveja e o despeito.

Podemos percebê-lo, ainda, agindo como barreira entre a inteligência e a ignorância, disfarçado de sabedoria, impedindo que o mais esclarecido estenda a mão ao menos instruído.

O preconceito também costuma aparecer travestido de patriotismo, criando a falsa expectativa de supremacia nas mentes contaminadas pela soberba.

Ele também pode ser percebido com aparência de idealismo político, explorando mentes juvenis inexperientes e sonhadoras,

que são usadas como massa de manobra.

Como se pode perceber, o preconceito é um inimigo público que deveria ser combatido como se combate uma epidemia.

Essa chaga social tem emperrado as rodas do progresso e da paz.Por essa razão, vale empreender esforços para detectar sua ação,

sob disfarces variados, e impedir sua investida infeliz.

Começando por nós mesmos, vamos fazer uma auto-análise para verificar se o preconceito não está instalado em nosso modo de ver, de sentir, comandando nossas atitudes diárias.

Depois, extirpar de vez por todas esse mal que teima em nos impedir de viver a solidariedade e a fraternidade sem limites, como propôs o Mestre de Nazaré.

Fonte: http://www.homemsonhador.com/VendedorDeBaloes.html




Dr. Zilda Arns.

Viveu como santa, morreu como mártir

Nascer mulher em Forquilhinha, Santa Catarina, nas primeiras décadas do século passado significava ser, no futuro, professora ou religiosa. Zilda Arns, 13ª filha de uma família descendente de alemães, contrariou esse destino por amor.

Aos 21 anos de idade, apaixonou-se pelo futuro marido, o então marceneiro Aloysio Neumann, que, chamado para um conserto na casa dos Arns, encantou-se com a jovem que viu na sala tocando piano. Foi também em nome de outra forma de amor, aquele mais sublime que se devota ao próximo, que Zilda enfrentou a resistência paterna e insistiu em estudar medicina, num tempo em que ser doutor era coisa de homem.

O apoio do irmão, o hoje arcebispo emérito de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns, foi fundamental para dobrar a família. “Ele havia estudado na Sorbonne e convenceu o pai de que estavam começando a formar mulheres médicas lá fora”, conta Rogério Arns Neumann, de 39 anos, um dos seis filhos que Zilda teve com Neumann, morto em um acidente no mar aos 46 anos de idade.

Desde que alterou o curso do próprio destino, Zilda Arns não parou mais de mudar o dos outros, a começar por aqueles que a miséria e a ignorância haviam fadado a ter curta duração.

Nos anos 80, por sugestão de dom Paulo, a pediatra e sanitarista aceitou formular um projeto para disseminar o uso do recém-criado soro caseiro, aproveitando a imensa influência da Igreja Católica entre os pobres, e com isso combater o flagelo da mortalidade infantil.

Assim nasceu a Pastoral da Criança, um projeto tão singelo na sua concepção quanto na execução. Consistia em identificar, nas paróquias e comunidades católicas, lideranças que treinariam voluntárias para ensinar mães pobres a adotar o soro. Essa e outras medidas igualmente simples ajudariam a evitar que seus filhos morressem de diarréia, desidratação, contaminação e outros males fáceis de vencer com quase nada de dinheiro e um pouco de informação.

O local escolhido para iniciar o trabalho foi a pequena Florirestópolis, no Paraná. Lá, a mortalidade infantil era tão alta que, no único cemitério existente, o número de cruzes de tamanho pequeno, que sinalizavam os túmulos de crianças, superava em muito o de cruzes grandes. Depois do trabalho da Pastoral, a taxa de mortalidade baixou de 127 óbitos em cada 1 000 crianças nascidas vivas para 28. A partir daí, o programa foi sendo replicado até alcançar 72% do território nacional, além de vinte países na América Latina, África e Ásia.

Ao longo dos 25 anos em que esteve à frente da Pastoral da Criança, Zilda Arns visitou os cantos mais remotos do Brasil. Aterrissou em um sem-fim de aeroportos, fez travessias em barcos precários e sacolejou de ônibus por estradas que eram mais buraco do que chão. Seus olhinhos azuis sempre radiantes se acostumaram a ver a pobreza extrema e seu corpo forte se habituou à contenção e à precariedade. Três meses atrás, ela esteve no Timor Leste, um dos países em que a Pastoral fincou suas bases e onde auxilia cerca de 6 000 crianças.

Lá, como quase sempre, faltava quase tudo, incluindo água corrente na casa em que Zilda se hospedou com Rúbia Pappini, voluntária da Pastoral há vinte anos. “Para lavar os cabelos, mergulhávamos a cabeça debaixo da pia e reaproveitávamos a água que escorria para tomar banho de caneca”, lembra Rúbia. Na noite do último domingo, Zilda Arns interrompeu as férias de família para começar mais um pinga-pinga por aeroportos. De Curitiba, onde morava, fez escala em São Paulo e, da capital paulista, seguiu para Miami, nos Estados Unidos, onde pegou outro avião que a levou até o Haiti. Chegou a Porto Príncipe ao meio-dia da segunda-feira.

No dia seguinte, ela faria uma palestra sobre o trabalho da Pastoral para um grupo de religiosos haitianos, num edifício de três andares em frente à igreja Sacré Coeur de Tugeau. Foi ao fim dessa palestra que se deu o terremoto. Quem descreve o ocorrido é o tenente Paulo Cézar Acebedo Strapazzon, que havia sido convocado para traduzir para o francês a fala da médica, esperada no 3º andar do prédio por 120 sacerdotes. Zilda chegou com quarenta minutos de atraso por causa de um engarrafamento no trânsito. A tradução acabou sendo feita por um civil haitiano que viera com o tenente e falava o crioulo, dialeto local, de compreensão mais fácil para a platéia.

Faltavam quinze minutos para as 5 horas quando a médica terminou sua palestra. A platéia deixou a sala, mas alguns padres se aproximaram de Zilda para fazer-lhe perguntas. Nesse momento, o tenente perguntou à médica se ainda poderia ser útil. Ela respondeu que mais tarde precisaria de ajuda para traduzir alguns manuais, o militar aquiesceu e os dois se despediram. Strapazzon desceu os lances de escada até o térreo, entrou em seu jipe, deu a partida e então viu todos os prédios desabarem ao seu redor. Os três andares do prédio transformaram-se em um amontoado de pedras e vigas de metal. Zilda Arns morreu na hora, atingida na cabeça por uma viga do teto que desabou. Outros quinze religiosos que estavam na sala morreram também.

O corpo da médica chegou na sexta-feira a Curitiba, onde foi transportado em carro aberto – e aplaudido por pedestres que paravam à sua passagem. Zilda Arns tinha 75 anos, um terço dos quais consagrados aos despossuídos e à tarefa de celebrar o caráter sagrado da vida – o que ela fez em cada uma das infinitas vezes em que ajudou a evitar seu desperdício. Com gestos miúdos, persistência de formiga e fé colossal, construiu uma epopéia silenciosa que mudou a face do Brasil e o destino de milhões de pessoas. Sua vida teve a grandeza da de uma santa – e à sua obra pode-se dar o nome de milagre.

O extraordinário sucesso do programa criado por Zilda Arns, em conjunto com o arcebispo de Salvador, dom Geraldo Majella, é inversamente proporcional à complexidade de seus métodos. O trabalho da Pastoral da Criança, pelo qual ela recebeu uma indicação ao Prêmio Nobel, se baseia na adoção, por parte das mães, de medidas simples, mas que podem salvar a vida de seus filhos. A aplicação do soro caseiro (duas colheres de sopa de açúcar e uma de sal dissolvidas em 1 litro de água limpa) em crianças desidratadas e a ingestão da multimistura (farinha que aproveita folhas e grãos) para combater a desnutrição, por exemplo, são métodos de eficácia comprovada há muito tempo.

O mérito da Pastoral foi fazer com que chegasse a quem precisa. Para isso, o programa se vale do trabalho voluntário – que elimina a logística e os gastos envolvidos em pagamentos e outras burocracias – e de uma metodologia antiassistencialista, que ensina as mães a cuidar melhor do desenvolvimento dos filhos em vez de torná-las dependentes de uma organização que o faça. O baixo custo da ação é outro dado surpreendente.

O gasto mensal com cada criança da Pastoral é de apenas 1,70 real. A representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier, avalia: “O Brasil foi um dos países que tiveram maior redução na mortalidade infantil nos últimos vinte anos. O trabalho da Pastoral da Criança foi fundamental para tanto”.

Fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns dedicou a existência a minorar o sofrimento dos despossuídos e a evitar o desperdício da vida. Até o último minuto.

.

Montagem sobre fotos de Rodolfo Buhrer e Yhony Belizaire/AFP

.

Feliz Natal

Zilda Arns Post

Zilda Arns . PPT

.

Formatação – Altair Castro

Música – Ernesto Cortazar

.

Rezar não é tão difícil assim não !



Uns admiram, outros reprovam, mas a verdade é que esta foto inspira uma alguma coisa em nós e é uma prova que mostra que rezar bem é apenas uma questão de vontade própria e costume.

Se uma criança pode, se uma criança reza com fé e amor por que eu não?   Por que não posso? ou por que não quero?   Fato é que até um cão… não.. isso não!  é apenas uma pose, ou não?  O fato é mesmo que a foto nos faz repensar em nossa falta de atitude em relação à nossa comunicação com Deus Pai!  




Menino_Rezando_com_Cão


Quem já aprendeu a rezar desde criança, quando ficar adulto já será um parte de si mesmo e não conseguirá passar um dia sem entrar em contato com o Pai, por outro lado, com o seu bom exemplo também acabará levando seus melhores amigos ao hábito da oração, que segundo o exemplo acima na foto nos mostra que não é uma coisa de outro mundo, até mesmo o amigo mais fiel do homem aprende facilmente a ficar um momento em silêncio meditando junto com uma criança.



Esta foto é só um exemplo, hoje em dia tentamos ensinar aos homens a buscar a Deus sempre e sem cessar, mas percebemos que o mundo inventou mil maneiras de nos distrair e nos afastar deste momento essencial com o Pai, vivemos num mundo barulhento e conturbado e até mesmo lá na roça onde não chega a agitação da cidade já se pega as imagens da Tv que acaba ocupando o tempo de Deus  no coração do homem e aí começam as desculpas de que não temos mais tempo e depois que não sabemos rezar e não encontramos um espaço para fazer uma simples oração, mesmo que seja uma simples Ave Maria antes de dormir, como nos lembrava Padre Zezinho em sua canção da Ave Maria.





Sim, Padre Zezinho já cantava a muito tempo atrás a sua Ave Maria dizendo que tinha saudades daquele tempo que chamava “Maria mãe de Jesus” de sua Mãe.      Hoje em dia, eu acho que esta saudade já nem existe mais, porque nossas crianças nem aprenderam a rezar como deveriam, como ter saudades de algo que era tão bom se não chegamos a experimentar a beleza de uma singela oração.

O Nelsinho Correa também canta algo interessante, só se tem Saudades daquilo que é bom, bom mesmo seria se todas as crianças sentissem esta saudade da Mãezinha do céu como Padre Zezinho cantou em sua musica “Ave Maria”, assim seria muito mais fácil reencontrar a beleza da oração agora que estão todos adultos.

Só nos resta agora, é ensinar aos homens velhos a se tornarem crianças novamente, a entenderem o que Jesus quis dizer ao velho Mestre Nicodemos…

Tens que nascer de novo Mestre, ou não poderás entrar no Reino de Deus…   Tens que voltar a ser criança novamente e receber o Reino de Deus com singeleza de coração…

Buscar nos braços da Mãezinha do Céu, buscar o amor que o mundo esqueceu e não pode nos  dar, buscar a paz e a alegria que se esvaíram do rosto das pessoas, buscar a ternura e o carinho sincero de um amor de Mãe.



NelsinhCorrêa


SÓ SE TEM SAUDADE DO QUE É BOM !!



Oração

Temas relacionados

Já disponíveis…


https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg

SEMANA NACIONAL DA VIDA.


2011



VIDA HUMANA

NO PLANETA

De 1º a 07 de outubro


A Semana Nacional da Vida parte da dinâmica de defesa da vida e começou a ser celebrada bem antes de sua oficialização pela CNBB em 2005.

A Igreja, fundada sobre a Palavra de Deus, defende e instrui o homem como protagonista em favor da vida. Não é de hoje que os documentos da Igreja trabalham o tema da vida e sua defesa.

Nestes 30 anos da Exortação Apostólica Familiaris Consortio, do Beato João Paulo II, percebemos claramente que Família e Vida são os dois grandes pilares da Igreja. No número 30 deste documento, lemos o seguinte: “A Igreja é chamada a manifestar novamente a todos, com uma firme e mais clara convicção, a vontade de promover, com todos os meios, e de defender contra todas as insídias a vida humana, em qualquer condição e estado de desenvolvimento em que se encontre”.

Com efeito, o anúncio do Evangelho da Vida é “particularmente urgente diante da impressionante multiplicação e agravamento das ameaças à vida das pessoas e dos povos, especialmente quando é fraca e indefesa”(Carta Encíclica Evangelium Vitae, 3), afirma o Beato João Paulo II, que foi um grande defensor da vida..


Publicações: Pagina da Pastoral da Família.



ORAÇÃO

Nós vos louvamos Senhor, Deus da Vida.
Bendito sejais, porque nos criastes por amor.
Vossas mãos nos modelaram desde o ventre materno.
Nós vos agradecemos pelos nossos pais, famílias
e todas as pessoas que cuidam da vida humana desde o seu início até o fim.
Em Vós somos, vivemos e existimos.
Abençoai todos e todas que zelam pela vida humana e a promovem.
Abençoai as gestantes e todos os profissionais da saúde.
Dai às pessoas e às famílias o pão de cada dia, a luz da fé e o amor fraterno.
Nossa Senhora Aparecida, intercedei por nossos nascituros,
nossas crianças, nossos jovens, nossos adultos e nossos idosos,
para que tenham vida plena em Jesus,
que ofereceu sua vida em favor de todos.
Amém.

(D. Orlando Brandes)


2010




.

2009



snvida2009

.

Em 2005 a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), instituiu a Semana Nacional de Defesa da Vida, de 1 a 7 de outubro e 8 o Dia do Nascituro. Nesse período, as dioceses são convidadas a desenvolver várias atividades em favor da vida. A Declaração sobre Exigências Éticas em Defesa da Vida, fruto da Assembléia Geral, conclama toda Igreja a refletir, em profundidade, através de celebrações, cursos, encontros e seminários sobre temas de bioética, e a se manifestar, sempre que necessário, sobre o valor da vida em todas as suas dimensões.

.

Nós vos louvamos, Senhor, Deus da Vida.
Bendito sejais, porque nos criastes por amor.
Vossas mãos nos modelaram desde o ventre materno.
Nós vos agradecemos pelos nossos pais, famílias e todas as pessoas que cuidam da vida humana desde seu início até o fim.
Em Vós somos, vivemos e existimos.
Abençoais todos e todas que zelam pela vida humana e a promovem.
Abençoai as gestantes e todos os profissionais da saúde.
Dai às pessoas e às famílias o pão de cada dia, a luz da fé e o amor fraterno.
Nossa Senhora Aparecida, intercedei por nosso nascituros, nossas crianças, nossos jovens, nossos adultos e nossos idosos, para que tenham vida plena em Jesus, que ofereceu sua vida em favor de todos.

Amém.

D. Orlando Brandes

.


https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg

CHÁCARA JEUS CURA

.

.