Eu quero ver Jesus!


Dizia sempre um velho Padre aos seus companheiros que um dia antes de sua morte gostaria que Deus lhe concedesse essa graça de Ver Jesus face a face.


Sao_Francisco_com_Jesus


Para atingir este objetivo ele jamais deixou de orar pedindo para ver Jesus… e pedia que o Pai lhe concedesse essa graça ainda em vida.

Ele e os demais padres residentes no convento, eram muito piedosos e caridosos e faziam sempre o bem aos que necessitavam.

Todos os dias, às três horas da tarde, os portões do convento eram abertos ao som de uma sineta e os pobres entravam para o pátio afim de serem atendidos nas suas necessidades.

Um dia, depois do almoço, o bom padre novamente orou a Deus, pediu, como sempre fazia, a oportunidade de ver Jesus, conversar com Ele, nem que fosse um pouquinho.

Estava ajoelhado, quando percebeu que sua pequenina cela ficou totalmente iluminada e Jesus lhe apareceu.

O padre bem velhinho, não cabia em si de alegria e de felicidade. Imagine só, Jesus ali com ele; ia então conversar com o Mestre, quando a sineta do convento soou, chamando todos os padres para socorrer e ajudar os irmãos infelizes.

O padre vacilou por um instante, não sabendo se ia ou ficava ali com Jesus.

Mas, resolveu ir pois precisava atender o seu próximo. Foi então, com o coração triste, pois dizia ele, quando voltasse não o encontraria mais ali, mas tinha o seu trabalho, pensava e deixou Jesus sentado em sua cela.

Atendeu a todos com o mesmo amor e bondade de sempre e quando se retiraram todos, o padre voltou para a sua cela.
Vem ainda sentindo seu coração triste por não ter podido estar com Jesus, porém quando chegou a sua cela, a vê mais iluminada ainda e espantado vê também Jesus que esperava por ele.

Chorando, feliz e agradecido, atirou-se aos pés de Jesus e entre lágrimas diz : “Mestre, tu aqui? Não fostes embora? Esperaste todo este tempo por mim? E Jesus passando suas mãos compassivas por seus cabelos brancos lhe respondeu meigamente:

“Irmão querido, se tu ao ouvir a sineta chamando-te para as obrigações com aquele que sofre, tivesses aqui permanecido, eu é que teria saído”.


Jesus_esta_no_meio_de_nos


35. Porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; 36. nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. 37. Perguntar-lhe-ão os justos: – Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? 38. Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? 39. Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar? 40. Responderá o Rei: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. (S. Mateus 25, 35)


MORAL: JESUS QUER QUE TODOS NÓS O AMEMOS NO TRABALHO, EM NOSSAS OBRIGAÇÕES DIÁRIAS, CIENTES ENFIM DE NOSSAS RESPONSABILIDADES PERANTE A VIDA.


E te ver face a face Senhor


http://www.youtube.com/watch?v=iWLRKQyzbQQ


Conhecendo_jesus_pessoalmente
A_cadeira

O Monge e o escorpião.



Amar o seu inimigo é uma

questão de natureza !

Veja o Texto:




monge-e-menino.jpg


Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então à margem, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

– Mestre deve estar muito doente!

– Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso?

– Que se afogasse!

– Seria um a menos!

– Veja como ele respondeu à sua ajuda, picou a mão que o salvara!

– Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:

– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.


o-monge-e-o-escorpiao.jpg


Amai os vossos Inimigos…

(São Mateus 5,44)

Esta historinha tão simples nos diz exatamente o que está dizendo, não importa quantos problemas enfrentarmos no mundo ou quantos inimigos encontrarmos pela frente, a nossa atitude deverá sempre refletir o nosso eu interior, ou seja, aquilo que somos de verdade.

Por isso muitas vezes em situações extremas acabamos revelando em nós uma pessoa que não conhecíamos e depois não conseguimos o perdão daqueles que possam ter sido ofendidos pela nossa explosão.

Precisamos controlar nossas atitudes e principalmente nosso temperamento explosivo, para isso acontecer precisamos aceitar em primeiro lugar está hipótese acima, “É meu dever salvar meu inimigo quando ele estiver em dificuldades, não por ele, mas por mim mesmo, que salvaria a qualquer um, por ser a minha natureza.” Quando aceitarmos realmente esta condição e provarmos para nós mesmos que esta é a maneira mais correta de agir, mesmo que você não fale ou comente com ninguém, quando a situação ocorrer, você a executará automaticamente sem perceber, e aquela opinião, “Se meu Inimigo estiver se afogando, devo afundá-lo ainda mais…” deverá ser apagada completamente de seu Coração definitivamente.

Esta atitude, é o que Cristo nos ensina com a História do filho pródigo, Jesus quis falar para os Judeus que eles deveriam receber seus irmãos que haviam se afastado, ficando de fora da promessa do Pai, porque, como cremos, Jesus estava prometendo seu Espírito Santo não somente para os Judeus, que eram, até aquele dia, o povo de propriedade exclusiva de Deus e únicos herdeiros da promessa. Em varias outras passagens Jesus demonstra que seu reino é para todos “Também os não Judeus e não Circuncidados” isto significa que este presente do Pai: é para mim e também para você.

Aquele Irmão mais velho demonstrou uma atitude de ódio e não queria perdoar seu irmão “pródigo”, a parábola termina sem uma definição da história, não mostra se o filho mais velho entrou ou não em casa para festejar com seu irmão, isto porque esta atitude deverá ser tomada por mim e por você no dia de hoje.

Vemos nas cartas de São Paulo, que muitos discípulos queriam ensinar as palavras de Jesus somente para os Judeus “Os Santos”, outros queriam Circuncidar os convertidos os transformando primeiro em Judeus, para depois os Batizar tornando-os herdeiros das promessas Divinas, uma atitude clara de que não haviam entendido ainda a parábola do filho pródigo, e apesar de serem convertidos e cheios do Espírito Santo, continuavam agindo com ódio e rancor em seus corações, evitando evangelizar os escorpiões, que também mereciam ser salvos.


porcoespinho

A historia dos porcos espinhos.


Uma grande novidade do evangelho de Jesus é justamente esta, o bem é para ser dado também para os maus, os doentes, os rejeitados, os bandidos, os esquecidos, os moribundos, os inimigos, enfim todos aqueles de quem as vezes queremos fugir e não nos aproximar, ainda diz Jesus, mesmo que seja apenas um copo d’água a ser oferecido e entregue a qualquer um destes pequeninos, serão dados a mim mesmo.Como perdoar e aceitar aquele que nos ofende ? O Pai perdoou seu filho, nos mostrando claramente o que é o verdadeiro perdão. Perdoar e esperar e receber com alegria e com festa aquele que me ofendeu, é lhe restituir a dignidade e devolver o lugar que lhe pertence dentro do seu coração.

Estava vendo um clip de uma Santa Missa no Vaticano, com milhares de pessoas, selecionaram alguns privilegiados, e estes iriam comungar diretamente com o Próprio Papa, é uma honra tamanha e digna de se guardar na memória, tanto é assim que foi fotografado, um a um, e três câmeras em ângulos diferentes registravam aquelas cenas que jamais se repetiriam.

Quem não gostaria de estar naquela fila ? Quem não gostaria de receber o Papa em sua casa ? Quem não lhe daria um copo d’água se ele lhe pedisse? Quem não lhe hospedaria e moveria mundos e fundos, mesmo que não tivesse dinheiro, para lhe fazer um grande banquete digno de uma personalidade tão ilustre?

Diríamos, “Estou recebendo o próprio Cristo na Pessoa do Papa”, seria a mais pura verdade, mas devemos relembrar o fato de que Jesus no ventre de sua Mãe não foi recebido em nenhuma casa no dia que chegou a este mundo.

Porque não foi reconhecido ?

Porque não sabiam que era Ele ?

Porque então o mataram se sabiam que era Ele ?

É melhor não saber quem é Jesus e fazer o que for preciso para qualquer um o que pretenderíamos fazer para o próprio Jesus, ele é muito modesto e lhe pede apenas um copo d’água, não pede um grande banquete, nasce numa manjedoura e prefere duas moedinhas do que um saco cheio de dinheiro, nem vou dizer que a recompensa por estes simples gestos, será um grande banquete celestial e uma vida eterna ao lado do Pai de Amor.


Escorpião na mao



O Alpinista


PARA VER OS EFEITOS BAIXE O POWER POINT NO SLAIDSHARE



Hoje Eu Vou Tocar No Senhor Jesus.



Para tocar o Deus vivo – afirmou Papa Francisco – não serve apenas “fazer um curso de atualização” Tocar o Senhor implica em penetrar em suas chagas; para isso “basta sair às ruas” de sua cidade.



Não_Rezar


O caminho para encontrar com Jesus são as suas chagas…                                                                                Papa Francisco


Para se encontrar com o Deus vivo é necessário ver as chagas de Jesus nos irmãos famintos, pobres, doentes, presos, afirmou o Papa Francisco nesta quarta-feira (3/7/13), na missa na Casa Santa Marta.

Depois da Ressurreição, Jesus apareceu aos apóstolos, reunidos no Cenáculo, mas Tomé não estava presente. Mas, o Senhor sabe esperar, aliás, ele dá a cada um de nós o tempo necessário para acreditar. Tomé, de fato, recebeu uma semana. Não obstante, quis colocar o dedo das suas chagas:

“Ele era um cabeça dura. Mas, o Senhor escolheu precisamente um cabeça dura para fazer nos entender uma coisa tão nobre. Tomé viu o Senhor e foi convidado a colocar o dedo nas chagas do Senhor ressuscitado. Mas, foi mais além e disse ‘meu Senhor e meu Deus’. Assim, ele foi o primeiro dos discípulos a confessar a divindade de Jesus, depois da sua ressurreição. E o adorou!”.

Na história da Igreja, houve erros no nosso caminho rumo a Deus. Quantos se perderam no caminho e não chegaram à meta, que é Deus! Outros pensaram que, para chegar a Deus, seria preciso a mortificação, a austeridade e escolheram o caminho da penitência e do Jejum. Mas, nem mesmo esses conseguiram chegar ao Deus vivo. Pensavam de chegar à meta somente através do esforço pessoal.

Porém, recordou Francisco, Jesus nos diz que o caminho para encontrá-lo é através das suas chagas, ou seja, das obras de misericórdia para com quem tem fome, sede, nudez, humildade, esta  hospitalizado é tratado como escravo e prisioneiro, Mas sem ser apenas filantrópicos. “Devemos tocar as chagas de Jesus, acariciá-las, devemos curar as chagas de Jesus com carinho, devemos beijar as chagas de Jesus literalmente. Pensemos no que aconteceu com São Francisco ao abraçar o leproso. O mesmo que a São Tomé. Sua vida se transformou”.

Para tocar o Deus vivo – afirmou o Papa – não basta “fazer um curso de atualização” para entrar nas chagas de Jesus; para isso “basta sair às ruas”.

“Peçamos a São Tomé – concluiu Francisco – a graça de ter a valentia de entrar nas chagas de Jesus com ternura e seguramente teremos a graça de adorar o Deus vivo”.

(Com Rádio Vaticano)



Hoje Eu Vou Tocar No Senhor


Celina Borges

Compositor: Fabio Villaça

Letra


Vou Te buscar com todo o meu coração

E além do véu Te encontrar

Face a face Te ver, Te tocar, Te sentir

E dizer tudo aquilo que tenho em mim. 2x

Hoje eu vou tocar no Senhor
Com minha fé
Vou rasgar os céus
Com minha oração
E te ver face a face.

Hoje eu vou tocar no Senhor
Com minha fé
Vou rasgar os céus
Com minha oração
E te ver face a face Senhor
E te ver face a face…

Eu sei que tudo é possivel
àquele que crê
Eu sei, que nada resiste
Ao poder da oração.

Hoje eu vou tocar no Senhor
Com minha fé
Vou rasgar os céuuuuuuuu

Vou rasgar os céus
Vou rasgar os céus
Tocar no Senhor
E te ver face a face
E te ver face a face Senhor


http://www.youtube.com/watch?v=iWLRKQyzbQQ


Conhecendo_jesus_pessoalmente
A_cadeira

Uma Homenagem muito merecida.


Jovem professora cristã entregou a própria vida para salvar 17 crianças em massacre nos EUA


ppvictoriasoto171212[1]


WASHINGTON DC, 17 Dez. 12 / 03:03 pm

(ACI/EWTN Noticias).

Victoria  Soto era uma professora cristã de origem porto-riquenha no colégio Sandy Hook em Connecticut (Estados Unidos) que conseguiu salvar a vida de 17 crianças  no dia do massacre perpetrada por Adam  Lanza , que deixou como trágico saldo a morte de 27 pessoas, entre eles 20 pequenos e o próprio assassino, que cometeu suicídio depois da matança.

Soto, de 27 anos, reagiu rapidamente quando escutou os disparos no sala de aula vizinha que Lanza   havia invadido. Ela disse às 17  crianças que os ruídos eram parte de uma brincadeira e que para ganhar deviam esconder-se nos armários da sala e permanecer em silêncio. Os pequenos a obedeceram.

Segundo diversos meios locais, quando  Lanza   ingressou na sala de aula,  Victoria  disse que as  crianças  estavam em aula de ginástica mas a explicação não convenceu o homicida. Ele abriu fogo contra um dos armários e ela se colocou entre as balas e as crianças  para protegê-los, o terminou custando sua vida.

“Abrace os seus seres queridos e diga-lhes quanto você os ama porque nunca se sabe quando você voltará a vê-los outra vez. Faça-o em homenagem a Vicki”, escreveu em sua conta de twitter Carlee Soto, a irmã da professora assassinada, no sábado 15 de dezembro, um dia depois do massacre.

Um primo de Victoria , Jim Wiltsie, disse que Victoria  “perdeu a vida fazendo o que amava. Ela amava essas crianças  e sua meta na vida era chegar a ser uma professora para moldar estas jovens mentes”.

Victoria , graduada na Eastern Connecticut State University, estava estudando para obter um mestrado em educação para deficientes na Southern Connecticut State University. Soto trabalhou durante 5 anos no colégio Sandy Hook.

“Temos uma professora que estava mais preocupada com seus alunos que por ela. Isso fala de seu caráter, seu compromisso e sua dedicação”. Assim assinalou o prefeito John Harkins de Stratford durante um memorial celebrado no sábado ao qual compareceram 300 pessoas em declarações reunidas pela Associated Press (AP).

Victoria Soto vivia com seus pais e suas irmãs e frequentava a Lordship Community Church em Stratford. Uma de suas amigas, Andrea Crowell, disse à AP que a professora “pôs suas crianças em primeiro lugar. Ela sempre falava disso. Ela quis fazer o melhor por eles, ensinar-lhes algo novo cada dia”.

(ACI/EWTN Noticias).

Um Milagre Por Acaso.


Um bom e verdadeiro Milagre acontece onde e quando menos se espera por ele.

Uma estória que comprova a pureza da Fé das Crianças e que por assim ser acabam recebendo os maiores milagres Divinos sem nem ao menos perceberem que um anjo é quem acolhe seus pedidos e necessidades.

Uma  garotinha esperta, de  apenas seis anos de  idade, ouviu seus pais  conversando sobre seu  irmãozinho mais novo.

Tudo que ela sabia era que o menino estava muito doente e que estavam completamente sem dinheiro.

Iriam se mudar para um apartamento num subúrbio, no próximo mês, porque seu pai não tinha recursos para pagar as contas do médico e o aluguel de onde moravam.Somente  uma intervenção cirúrgica  muito cara poderia salvar  o garoto, e não  havia ninguém que pudesse  emprestar-lhes dinheiro.

A menina ouviu seu pai dizer à sua mãe chorosa, num sussurro desesperado:
“Somente um milagre poderá salvá-lo…”Ela  foi ao seu quarto  e puxou o vidro  de gelatina de seu  esconderijo, no armário.
Despejou todo o dinheiro que tinha no chão e contou-o cuidadosamente, três vezes.

O total tinha que estar exato. Não havia margem de erro.

Colocou as moedas de volta no vidro, com cuidado, e fechou a tampa.

Saiu  devagarzinho, pela porta  dos fundos, e andou  cinco quarteirões até  chegar à farmácia.

Esperou pacientemente que o farmacêutico a visse e lhe desse atenção, mas ele estava muito ocupado no momento.

Ela, então, esfregou os pés no chão para fazer barulho e… nada! Limpou a garganta com o som mais alto que pôde, mas nem assim foi notada. Por fim, pegou uma moeda e bateu no vidro da porta.Finalmente  foi atendida!

“O que você quer?“, perguntou o farmacêutico com voz aborrecida. “Estou conversando com meu irmão, que chegou de Chicago, e que não vejo há séculos!”, disse ele sem esperar resposta.

“Bem, eu quero lhe falar sobre meu irmão!”, respondeu a menina no mesmo tom aborrecido.

“Ele está realmente doente… E eu quero comprar um milagre…”“Como?”,  balbuciou o farmacêutico  admirado.

“Ele se chama Andrew, e está com alguma coisa muito ruim crescendo dentro da sua cabeça, e o papai disse que só um milagre poderá salvá-lo. E é por isso que eu estou aqui. Então, quanto custa um milagre?” “Não vendemos milagres aqui, garotinha. Desculpe, mas não posso ajudá-la!”, respondeu o farmacêutico, com um tom mais suave.“Escute,  eu tenho o dinheiro  para pagar. Se não  for suficiente, conseguirei  o resto. Por favor,  diga-me quanto custa  ?!?”, insistiu a pequena. O irmão do farmacêutico era um homem gentil. Deu um passo à frente e perguntou à garota:
 

“De que tipo de milagre seu irmão precisa?”

“Não sei…”, respondeu ela, levantando o olhar para ele. “Só sei que ele está muito mal, e a mamãe diz que precisa ser operado!! Como o papai não pode pagar, quero usar meu dinheiro…”

”  Quanto você tem?”,  perguntou o homem de  Chicago.

“Um Real e onze centavos…”, respondeu a menina num sussurro.

“É tudo o que tenho, mas posso conseguir mais, se for preciso!”

“Puxa, que coincidência!!!”, sorriu o homem.

“Um Real e onze centavos! Exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos!!!”

O  homem pegou o dinheiro  com uma mão e,  dando a outra mão  à menina, disse:

“Leve-me  até sua casa. Quero  ver seu irmão e  conhecer seus pais.  Quero ver se tenho  o tipo de milagre  que você precisa.”
Aquele senhor gentil era um cirurgião, especializado em Neurocirurgia.

A operação foi feita com sucesso e sem custos. Alguns meses depois Andrew estava em casa novamente, recuperado.

A  mãe e o pai comentavam,  alegres, sobre a seqüência  dos acontecimentos ocorridos.

Qual o Preço de um Milagre ?

“A cirurgia”, comentou a mãe, “foi um milagre real. Gostaria de saber quanto custou!”

A menina sorriu. Ela sabia exatamente quanto custa um milagre…

Um Real e onze  centavos…
Mais a fé de uma garotinha…!

Deus  coloca os recursos certos  nos lugares exatos.

Para os encontrarmos basta um passo de fé, e lá estará a Resposta para aquele problema que não conseguimos resolver. Salmo 37.5:

Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará.

Não importa quão grande seja o teu problema, nosso Deus é Deus do impossível…


Um Milagre Por Acaso

A Inocente Fé das Crianças

Mensagem em PPS


CRÉDITOS 

Autoria : Desconhecido
Imagens : Internet
Texto enviado por: Veríssimo

Revisado e formatado por:
Angelica Lepper
airlepper@hotmail.com

Som : Eric Clapton

Os Milagres nem sempre são Totalmente sobrenaturais, na verdade a grande maioria deles é totalmente natural e justificável pela ciência humana, só que acontecem nos momentos em que mais precisamos deles e que não teríamos condições ou forças para conseguirmos uma solução por nós mesmos. É quando Deus intervem e realiza aquilo que não fomos capazes de fazer.

Em quase todos os milagres Bíblicos, apesar de todos terem sido considerados milagres Divinos, na verdade Deus sempre quis precisar da atitude humana, tanto para pedir como para agir, sempre existe dois componentes para se alcançar um milagre sendo que um deles não pode faltar mesmo que o outro não compareça.

A ação de Deus é insubistituível, mas Ele pode agir sempre por intermédio da natureza ou do proprio homem em  alguns casos extremos Ele acaba agindo sozinho MESMO.

O verdadeiro milagre é aquele que acontece quando não fomos capazes de realizar por nós mesmos, assim sendo, muitas coisas que acontecem cotidianamente são milagres Divinos só que como já nos acostumamos com eles nem os percebemos mais, é só uma questão de reconhecimento.

Ou será que iremos pensar como a garotinha inocente pensou ?

Qual o Preço daquele Milagre?

– Um real e onze centavos !

O preço verdadeiro foi um coração movido pela fé de uma garotinha necessitada de uma intervenção externa que suprisse a incapacidade de sua família!

Feira da Solidariedade.

Neste Natal de 2010 a Diocese de Anápolis conjuntamente com o Sebrae e a Prefeitura Municipal promovem a Segunda Feira da Solidariedade.


A promoção da Feira da Solidariedade no ambiente de um shopping é mais que uma simples coincidência. Segundo dom João Wilk, num espaço onde as pessoas comparecem fascinadas sob o apelo consumista, é importante receberem uma mensagem de solidariedade e partilha, voltados ao espírito cristão. A direção do Anashopping prontamente abriu suas portas à parceria com a Fundação São Miguel Arcanjo e a Diocese de Anápolis, promotoras da feira, impulsionada por seu compromisso com os fatores da responsabilidade social.

O que é a Feira da Solidariedade?

A Feira da Solidariedade, lançada em 2009, é realizada pela Fundação São Miguel Arcanjo, da Diocese de Anápolis.

Os objetivos principais são: promover a valorização humana, a construção de uma sociedade mais ética e solidária, correção das injustiças sociais, aflorar a sensibilidade das pessoas no período natalino e dar visibilidade aos projetos sociais desenvolvidos por instituições de caridade e outros segmentos da sociedade.

O espírito da Feira da Solidariedade é eminentemente social e de promoção dos valores cristãos e humanos, sem quaisquer fins lucrativos e voltados para os interesses sociais.

Além de expor os produtos confeccionados pelas entidades sociais de Anápolis, a Feira da Solidariedade proporciona apresentações artísticas (especialmente a música), eventos culturais e o intercâmbio fraterno entre as pessoas.

O verdadeiro Espírito

Solidário do Natal

EXPOSIÇÕES DE PRODUTOS DAS

ENTIDADES SOCIAIS DE ANÁPOLIS

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS E CULTURAIS,

EXIBIÇÕES MUSICAIS AO VIVO

PARTICIPAÇÃO DE REPRESENTANTES DE

TODAS AS PARÓQUIAS DA DIOCESE

Expositores:

Casa de Acolhimento Bethânia

NACRI – Centro Comunitário Aliança (B.N.Paraíso)

Paróquia Nossa Senhora da Penha

Fundação Frei João Batista Vogel

Comunidade Católica ‘Rainha do Silêncio’

Comunidade das Irmãs da Santa Cruz

Pastoral da Criança

Cruzada pela Dignidade

Sociedade São Vicente de Paulo

APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais

Secretaria Municipal de Cultura / Casa do Artesanato

Comunidade Católica Nova Aliança

Faculdade Católica de Anápolis

Tecelagem Aldeia da Paz

Centro Pastoral Saõ Filippo Smaldone

Artistas Plásticos (Sílvio e Ênia)

Diocese de Anápolis – Catedral do Bom Jesus

Instituto Pequeno Abandonado Luz de Jesus

Associação Missionária ‘Maria Mãe de Deus’

Santuario e Escola Paroquial Santo Antônio

Paróquia Nossa Senhora da Penha – “Segue-me” Corumbá

Livraria Dom Bosco

Zu Ateliê

Rose Bueno – Pinturas Barrocas

Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Goianápolis)

ABEGEL – Associação Beneficente Jesus Libertador

Paróquia Imaculado Coração de Maria

São Judas Tadeu (Jaranápolis)

Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Pirenópolis)

Paróquia Santa Maria Eterna (Petrolina)

-+-

PREFEITURAS

-+-

ANÁPOLIS – PIRENÓPOLIS

CORUMBÁ – GOIANÁPOLIS

JARAGUÁ  –  NOVA VENEZA

-+-

PROGRAMAÇÃO:

Dia 09 de dezembro (Quinta-feira)

16h – Cerimônia de Abertura – Bispo Diocesano, Prefeito, outras autoridades e convidados – Imprensa

16h30 – Coral “Nossa Senhora da Penha” de Jaraguá.

18h –Coral Italiano de Nova Veneza

19h – Santuário Santo Antônio – Marco Aerêlio Produções Musicais.

20h – Ensaio Filosófico (Faculdade Católica)

20h30 – Banda Lira de Prata (Sec. Cultura de Anápolis)

Dia 10 de dezembro (sexta-feira)

13h – Abertura

16h – Coisas de Goiás – Apresentação – APAE

17hSantuário Santo Antônio – Escola Paroquial Santo Antônio.

18h Coral Cantar é Viver Roberto Brenner e CCI

19h – Cantata Natalina Coral “Vozes de Corumbá”

20h – Musical – Quarteto “Vox Caeli”

21h – Pastorinhas – Encenação Musical – Pirenópolis.

Dia 11 de dezembro (sábado)

13h – Abertura

16h – Banda Francisco e Jacinta – Abadiânia

18h – Cantata Natalina – Coral “São José Operario”.

19h – Monges da Santa Cruz

20h – Banda Príncipe da Paz

21h – Orquestra de Violeiros

Dia 12 de dezembro (domingo)

13h – Abertura

16h – Orquestra Jovem Anápolis

18h – Verbo Música

19h – Ricardo Teles

20h – Trio Musical Dois+Um (Cassio)

20h45 – Musical – “Ministério Plenitude”




Jesus Jesus