Qual é o Tamanho de Deus?


O Avião e a distância de Deus



Por Padre Agnaldo José


Deixei o carro no estacionamento do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. Caminhei até o saguão, fiz o check-in e despachei a mala. Meu destino? A cidade de Pesqueira, no agreste pernambucano. Participaria da abertura das festividades da Imaculada Conceição, no convento dos frades franciscanos.

Estava feliz e ansioso por realizar mais uma missão. Olhei no relógio: 9h. O embarque seria às 10h. Então, subi pela escada rolante até o local onde há uma vista panorâmica de pousos e decolagens. Vários aviões estavam na pista. Minha memória me fez voltar no tempo: lembrei-me de uma história que meu avô, Joaquim, contou a mim quando eu era criança.


Um pai e seu filho pequeno caminhavam por uma estrada. Conversavam. Brincavam. Corriam.

Cultivavam laços afetivos.

O filho então lhe fez uma pergunta:

-“Qual é o tamanho de Deus?”.

Depois de uns minutos pensando, o homem olhou para o alto e viu um avião, cortando as nuvens.



-“Você está Vendo aquele avião?”, perguntou. O menino fixou o olhar no céu: “Sim. Está deixando um rastro de fumaça para trás”. “Qual é o tamanho dele?”.

O menino respondeu rápido:

“Bem pequeno. Quase não dá pra gente ver”.

Os dias se passaram e o homem foi levar um amigo seu ao aeroporto. Chamou o menino para ir junto. Ele acompanhou cada passo do seu pai até que chegaram ao local da vista panorâmica da pista e dos aviões. Ali, abraçado ao filho, ele repetiu a mesma pergunta que fizera antes, naquele dia, pelo caminho, apontando para um avião de cor azul estacionado bem em frente a janela:

Qual é o tamanho deste avião?”.

O menino estava entusiasmado e respondeu de imediato:

Enorme…  grande… muito grande mesmo!

Que lindo! Olha as asas! Pareço uma formiguinha perto dele”.

O pai, com carinho acariciou os cabelos do menino: “Sabe, filho, Deus é como este avião. O seu tamanho depende da distância que estamos dele. Este avião é do mesmo tamanho daquele que estava bem alto naquele dia, por isso se estivermos longe dele, ele parecerá muito pequeno para nós, quase não o enxergamos. Mas, se estamos perto dele, será enorme, grande, infinitamente maior que nós dois juntos.

Que você fique sempre perto de Deus, para que ele seja grande na sua vida”.

Que saudades do vô Joaquim, de seu carinho e de suas histórias. Ali, naquele local especial do aeroporto, fiquei pensando em Deus.



Proteção Divina & Proteção & Provação.


Quantas vezes me afastei de sua presença. Não permaneci debaixo de suas asas. Ainda bem que voltei para perto de seu coração e ele me acolheu. Hoje, posso dizer que ele é grande para mim.  Imenso. Infinito amor.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que crer em Deus, o Único, e ama-lo com todo o seu ser, tem consequências imensas para toda a vida. Significa conhecer a sua grandeza e majestade. Viver em ação de graças. Usar, corretamente, das coisas criadas. Confiar nele em qualquer circunstância, mesmo na adversidade (CIC 222-227).


São Nicolau, padroeiro da Suíça, ensina a oração para todos os dias:



“Meu Senhor e meu Deus, tirai-me tudo o que me afasta de vós. Meu Senhor e meu Deus, dai-me tudo o que me aproxima de Vós”.


E para você?

Qual é o tamanho do avião que você observa neste momento em sua vida?

Qual a distância que existe entre sua vida e Jesus Cristo?




» Padre Agnaldo José

– Sacerdote, jornalista e mestre em Comunicação.
» Fonte – Revista Ave Maria /Março/2014″



PARÁBOLAS E MENSAGENS EM POWER POINT PARA REFLEXÃO



DEUS AMA O PECADOR

MAS ODEIA O PECADO


Oração de São Patrício contra feitiços e malefícios.


Uma poderosa oração de proteção contra inimigos dos mundos físico e espiritual





Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força, pela invocação da Trindade,
Pela fé na Tríade,
Pela afirmação da unidade
Do Criador da Criação.

Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força do nascimento de Cristo em Seu batismo,
Pela força da crucificação e do sepultamento,
Pela força da ressurreição e ascensão,
Pela força da descida para o Julgamento Final.

Levanto-me, neste dia que amanhece,
Pela força do amor dos Querubins,
Em obediência aos Anjos,
A serviço dos Arcanjos,
Pela esperança da ressurreição e da recompensa,
Pelas orações dos Patriarcas,
Pelas previsões dos Profetas,
Pela pregação dos Apóstolos
Pela fé dos Confessores,
Pela inocência das Virgens santas,
Pelos atos dos Bem-aventurados.

Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força do céu:
Luz do sol, Clarão da lua,
Esplendor do fogo, Pressa do relâmpago,
Presteza do vento, Profundeza dos mares,
Firmeza da terra, Solidez da rocha.

Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força de Deus a me empurrar,
Pela força de Deus a me amparar,
Pela sabedoria de Deus a me guiar,
Pelo olhar de Deus a vigiar meu caminho,
Pelo ouvido de Deus a me escutar,
Pela palavra de Deus em mim falar,
Pela mão de Deus a me guardar,
Pelo caminho de Deus à minha frente,
Pelo escudo de Deus que me protege,
Pela hóstia de Deus que me salva,
Das armadilhas do demônio,
Das tentações do vício,
De todos que me desejam mal,
Longe e perto de mim,
Agindo só ou em grupo.

Conclamo, hoje, tais forças a me protegerem contra o mal,
Contra qualquer força cruel que ameace meu corpo e minha alma,
Contra a encantação de falsos profetas,
Contra as leis negras do paganismo,
Contra as leis falsas dos hereges,
Contra a arte da idolatria,
Contra feitiços de bruxas e magos,
Contra saberes que corrompem o corpo e a alma.

Cristo guarde-me hoje,
Contra veneno, contra fogo,
Contra afogamento, contra ferimento,
Para que eu possa receber e desfrutar a recompensa.
Cristo comigo, Cristo à minha frente, Cristo atrás de mim,
Cristo em mim, Cristo em baixo de mim, Cristo acima de mim,
Cristo à minha direita, Cristo à minha esquerda,
Cristo ao me deitar,
Cristo ao me sentar,
Cristo ao me levantar,
Cristo no coração de todos os que pensarem em mim,
Cristo na boca de todos que falarem em mim,
Cristo em todos os olhos que me virem,
Cristo em todos os ouvidos que me ouvirem.

Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força, pela invocação da Trindade,
Pela fé na Tríade,
Pela afirmação da Unidade,
Pelo Criador da Criação.


São Patrício



 Ver_a_Deus

Dinâmica – Armadura de Deus.




〈 A ARMADURA DE DEUS 〉





TEXTO BIBLICO EFÉSIOS 6.10 A 17 




ALFINETES DE SATANÁS – ARMADURA DE DEUS


“…Fortalecei-vos no Senhor … tomando … o escudo da fé”

(Efésios 6:10, 16).

Textos adicionais:

(Efésios 6,10-17); (Hebreus 13,5); (Romanos 12,12, 21).

Material Necessário:

Bíblia de capa dura
6 balões infláveis ou mais
3 alfinetes com cabeça colorida e almofada de alfinetes – Barbante


Modo de Preparar


Encha os balões, amarre o barbante de um lado a outro da sala ou entre duas cadeiras e pendure nele os balões inflados (outra opção é pedir a voluntários para segurá-los durante a demonstração).

Espete os alfinetes na almofada.

Mensagem: (Leia Efésios 6:10-17 e fale sobre a armadura cristã.)

Os balões representam a vida dos jovens cristãos. Alguns estão equipados com a armadura de Deus e alguns não. Iremos falar especialmente a respeito da armadura da fé (verso 16).


Modo de execução:

Satanás tem muitos alfinetes inflamados (mostre a almofada com os alfinetes).

Este é um alfinete que ele sempre usa.

Você pode entregar os balões para as pessoas e convidar uma de cada vez para efetuar a dinâmica em destaque.


Primeiro Balão: Desânimo

“Você não pode viver a vida cristã”, ele diz. Quando uma pessoa insiste nesse pensamento, está se esquecendo de (Hebreus 13,5): “Não te deixarei, nem te desampararei.” Ela se esquece de usar a armadura da fé (mostre o alfinete e, em seguida, ESPETE o primeiro balão).


Segundo Balão: Desânimo

(Utilize o mesmo alfinete. Mostre-o para o grupo e use a mesma tática.) Mas este cristão, embora desanimado, lembrou-se de (Hebreus 13,5).

Ele usou a armadura da fé (mova o alfinete na direção do balão, mas coloque a Bíblia entre ele e o balão, como uma armadura.)


bulling_desanimo_tristeza


Terceiro Balão: Palavras rudes

(Pegue outro alfinete.) Embora alguém fale palavras rudes para essa pessoa, ela se lembra de “vencer o mal com o bem” (Romanos 12,21). Ela usou a armadura da fé (mova o alfinete na direção do balão, mas use a Bíblia como escudo).


Quarto Balão: Palavras Rudes

(O mesmo alfinete). Essa pessoa não ora e não lê a Bíblia com freqüência, portanto, está sem a armadura (fure o balão com o alfinete). Quando ouve palavras rudes, fica irado e retribui no mesmo nível. Os alfinetes de Satanás encontram outra vítima.


Quinto Balão: Segundo lugar

Algumas vezes, na escola, na igreja ou em alguma outra atividade, alguém é escolhido em vez de você. Você fica em segundo lugar, porém, acredita que poderia fazer melhor do que a pessoa que foi escolhida (escolha outro alfinete). Satanás tem um alfinete para você nesse momento, mas se você estiver usando a armadura da fé (Romanos 12,12), o alfinete não poderá feri-lo (repita a mesma ação usando a Bíblia como escudo).


Sexto Balão:  Segundo Lugar 

(O mesmo alfinete.) Talvez outra pessoa seja escolhida para cantar, quando você sabe cantar melhor, mas o alfinete de Satanás não pode feri-lo (faça o movimento de furar o balão, mas atinja a “armadura”, a Bíblia), pois você está forte no Senhor, vestido com a “armadura de Deus” e permanece firme “contra as ciladas (enganos) de Satanás” (Efésios 6,10-11).


Outros balões:

Você pode acrescentar outros balões e outras setas inflamadas que poderiam nos atingir e repetir a sequencia da dinâmica.


REFLEXÃO:


A Bíblia é a nossa única proteção contra os ataques de Satanás.

É a maneira que Deus nos mostra como devemos nos proteger dos perigos, tristezas, brigas, desobediências, inveja e muitas outras tentações. Quando a tentação nos assalta, devemos sempre buscar na Palavra de Deus os conselhos Divinos. Confiando no poder de Jesus e na promessa que Ele fez de sempre estar ao nosso lado e nos fortalecer, estaremos usando a “armadura da fé” e seremos vitoriosos.

Quantos gostariam de estar “vestidos” com a armadura da fé?



plaquinha_jesus_te_ama exemplo_plaquinha_de_mao placa+Jesus+te+ama+na+estrada[1]

Variação de dinâmica semelhante:


plaquinha_pecado_maldade





“Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.”  

(Efésios 6,16)

Distribua vários balões entre os participantes.

Peça para que encham os seus balões e segurem.

Distribua também para outros participantes previamente escolhidos algumas plaquinhas com palavras escritas identificando alguns dos dardos inflamadas do maligno mais comuns, como:


[DESÂNIMO]   [PECADO]   [ÓDIO]   [DERROTA]

[MENTIRA]   [FALSIDADE]   [DESPREZO]   [RANCOR]

[FOFOCA]   [MALDADE]   [ E OUTRAS ]


Juntamente com as plaquinhas entregue também palitos de dente para que tentem estourar os balões de seus companheiros mas não avise os participantes que eles farão isso.

Apresente os escolhidos com as plaquinhas na mão na frente de todos, leia as plaquinhas e fale sobre o perigo que elas representam para nossa vida Cristã e alerte as pessoas que devem estar preparadas para enfrentar as investidas do demônio, porém não deixe transparecer que tentarão atacar os balões, deixe os participantes distraídos com seus balões na mão.

Depois de apresentar os perigos que enfrentamos e os cuidados que se deve tomar para nossa proteção mande que as plaquinhas caminhem no meio das pessoas, mas dê um tempinho para se misturarem bem e passarem por trás dos participantes distraídos, enquanto isso você pode continuar falando alguma coisa ou cantar um cântico que se refira ao tema, dentro de um ou dois minutos comece a atacar os balões discretamente, um … “espere o suspense que chame a atenção dos demais” e depois estoure outro … e depois vários ao mesmo tempo.

Lembrando que não seria necessário eliminar todos os balões para que sobre pelo menos três balões sem estourar.

Não se esqueça que tudo isso deve ser combinado com os atacantes antes da ação propriamente dita, você pode convocar outras duas ou três pessoas sem comunicar nem com o primeiro grupo [DISTRAÍDOS] e nem com o segundo grupo [ATACANTES], para que essas pessoas protejam seus balões a qualquer custo para que sirvam de exemplo e deem testemunho no final de como conseguiram manter seus balões seguros.

Fale sobre as ferramentas disponíveis em Efésios 6 aproveitando o impulso da dinâmica.




Revesti-vos da Armadura de Deus O Alpinista
Como_Orar


Sentindo a Presença de Deus!



Arrepios, calor nas mãos e no coração, aumento da pulsação cardíaca, tremor nas pernas e mãos, Língua trêmula, leveza no corpo e na alma, repouso no Espírito e outras manifestações que causam apreensões e duvidas na maioria das pessoas que as sentem pela primeira vez.

O que poderia significar essas sensações?

E quando se relacionam com momentos de Oração?


Extase_cume_da_oracao



Religião:

O objetivo de qualquer RELIGIÃO (*) é ligar o homem a Deus ou seja, refazer a amizade perdida e reunir a criatura com seu criador causando o efeito inverso do  episódio narrado a respeito do pecado de Adão e Eva quando foram expulsos do paraíso que causou o afastamento do Homem de Deus como sua consequência principal.

Assim sendo, o objetivo primordial da Igreja é levar o homem a ter uma comunhão com Deus restabelecendo o relacionamento de Pai e filho que foi quebrado como efeito do pecado, sendo que precisamos compreender que Deus não está longe de nós, mas pode ser alcançado por todo aquele que o busca. (“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.” “Jeremias 29,13”)

Deus se revela como uma pessoa, revela seu filho como uma pessoa visível e presente junto de nós e comprova que o Espírito Santo também é uma pessoa e também estaria presente no meio de seu povo, é estranho porém não reconhecer que esse Deus “PESSOA” não poderia ser tocado ou ouvido, visto ou sentido, saboreado ou experimentado!   Se somos pessoas sensíveis, logo seria mais do que normal sentir o toque da pessoa que está ao nosso lado, se assim não fosse, certamente iremos interpretar que realmente não existe ninguém do nosso lado.   A Fé nos garante que os nossos sentimentos não nos enganam e que realmente podemos experimentar a presença Real de Jesus no meio de Nós quando nos reunimos em seu nome em ADORAÇÃO.

Perguntas: ???

Muitas pessoas procuram respostas e conhecimento sobre sensações que se afloram nos momentos de louvor, adoração, oração e até mesmo durante uma pregação da palavra quando estamos reunidos em nome de Jesus na Igreja ou fora dela.   

É muito comum entre nós, principalmente entre aqueles que já estão a mais tempo na atividade da pregação ou ministrando louvor em encontros e grupos de oração dizer que “ARREPIAMOS” quando acontece um forte impacto na pregação ou um bom momento de louvor em que uma música bem ministrada causa um clima de proximidade e ação de Deus entre nós, as vezes pode parecer uma simples brincadeira, mas dizemos assim porque a sensação de arrepiar ou sentir um bom momento de oração se manifesta em todos nós e não apenas naqueles que procuram saber suas causas e efeitos.  Estes sentimentos humanos também se manifestam naqueles que ficam em silêncio, porque já estão acostumados ou porque se assustam e preferem negar suas emoções e sentimentos humanos.

A negativa e a tentativa de amortizar a evidência dessas sensações é muito comum entre nós e principalmente nas vertentes mais tradicionalistas da Igreja que criticam o lado “Pentecostal” que dá mais ênfase às moções do Espírito Santo entre nós.    Esta vertente tradicionalista diz que as emoções são causadas pelos ministrantes, ou seja, são provocadas intencionalmente nas pessoas que estão presentes por ações psicológicas, porém podemos dizer que as emoções estão presentes em todos os seres humanos e o que as aflora em nossa pele não é a vontade de outra pessoa externa e sim a reação de nosso próprio ser interior, de nossa alma e de nosso espírito humano.


OS_CINCO_SENTIDOS


Os Cinco Sentidos:


Estudamos na escola que o corpo humano possui cinco sentidos que são eles; Audição, Tato, Paladar, Olfato e Visão. mas a sensibilidade do corpo humano não se resume apenas a estes 5 sentidos por isso há quem acrescente também um 6º sentido espiritual relacionado as sensações não ligadas ao corpo.   Muitas reações de nosso corpo físico não são justificadas por esses cinco sentidos carnais, um arrepio pode ser causado por uma brisa fria, mas pode ser causado também pelo toque de alguém que se ama e a simples proximidade desta pessoa pode lhe causar muitas emoções e sensações.  Assim podemos justificar também um toque de Deus em nossa alma e espírito.   Mesmo que Deus não esteja materializado do meu lado Ele te ama e quer que você saiba disso, pois bem, sabemos que Deus é Espírito e seu toque não ocorre no corpo físico e sim no corpo espiritual, porém esse toque de Deus causa uma reação tanto na alma como também externamente em nosso corpo físico.

As emoções fazem parte do ser humano “Completo” (corpo, alma e espírito) e não se pode separar a alma do corpo a não ser pela morte física.   Estas emoções estão presentes em nossa vida em todas as situações, a sensação de alegria e felicidade se manifestam quando nos sentimos bem, fato que geralmente acontece quando nos aproximamos mais de Deus e confiamos em seu amor e por assim dizer quando um momento de louvor eleva a nossa alma e nosso espírito à um estágio de sensação agradável de estar na presença de Deus. Normalmente as nossas emoções se afloram automaticamente sem ser necessário a intervenção de uma outra pessoa, neste caso reconhecemos que a função de um bom ministro de louvor seria exatamente elevar o nível de proximidade entre Deus e as pessoas presentes.   Quando isso ocorre com perfeição os corações se abrem e Deus pode agir com liberdade no publico presente e neste caso cada pessoa em particular poderá ter uma sensação diferente; tem aqueles que apenas sentem um leve toque de Deus, tem aqueles que são profundamente tocados e tem aqueles que nada sentem sem se referir àqueles que fogem da presença de Deus que apesar de ser uma minoria devemos confessar que elas existem de fato já que uma pessoa com histórico de possessão não consegue permanecer em um ambiente em que Deus é exaltado e louvado.


Arrepio é uma sensação do corpo:


arrepio[1]


Os seres humanos sentem arrepio quando estão com frio, com medo, com raiva, quando sentem admiração por alguém, quando se aproximam ou sentem a aproximação de alguém. . Muitas outras criaturas também sentem arrepios pela mesma razão, é por isso que um gato ou um cão ficam de cabelos em pé e os espinhos de um porco-espinho levantam abruptamente quando se sentem ameaçados. Os pelos se arrepiam, como uma defesa do corpo em resposta ao medo, para aparentarmos maiores e assustarmos os ‘inimigos’. Isso se vivêssemos em condições selvagens, como os demais animais. Os arrepios não tem mais essas funções em nós, por vivermos com roupas e não precisarmos ‘parecer maiores’, pois não temos predadores naturais. Porém essa sensibilidade possui outras razões externas e internas ao corpo, na sexualidade ou apenas pelo amor alguém pode arrepiar o corpo todo apenas por um toque ou ao sentir a proximidade de alguém, que pode ser negativa trazendo uma sensação ruim ou totalmente positiva quando nos dá uma sensação gostosa.


Fato: (São João 3,19) – Nicodemos vai falar com Jesus.


nicodemos-e-jesusOra, este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, pois as suas obras eram más. 20. Porquanto todo aquele que faz o mal odeia a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. 21. Mas aquele que pratica a verdade, vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus.


EU QUERO VER O SENHOR DEUS!


No passado muitas pessoas desejaram “VER” a Deus, (Tem que ver para crer) uma dessas pessoas foi Moisés que como diz a escritura bíblica foi o único ser humano que mais se aproximou desse objetivo a ponto de estar escrito que “Moisés falava com Deus Face a Face”, porém as traduções deixam bem claro que este “face a face” não se referia a “frente a frente fisicamente” e sim a um diálogo franco, aberto e sem segredos como dois amigos se relacionam, seria mais uma questão de intimidade do que de visibilidade, esta verdade fica evidente quando o mesmo Moisés pede ao Senhor para vê-lo.  

Está escrito: “Ninguém jamais viu a Deus (S. João 1,18)”, nem mesmo Moisés que tinha a maior intimidade com Ele e lhe foi permitido apenas contemplar a sua glória através da fenda de uma rocha.

São João ao escrever esta frase se referia exatamente ao fato de que aquele Deus invisível que jamais foi contemplado por um ser humano anteriormente agora poderia ser sentido, ouvido, visto, tocado e para completar os cinco sentidos do corpo humano poderia até ser saboreado como VINHO NOVO e o verdadeiro pão do Céu, completando-se assim o sentido da frase “SER CONHECIDO PLENAMENTE” “Face a Face”.    Esta revelação Divina acontece através da encarnação de Jesus e a sua presença viva nesta terra, porém os filhos escolhidos de Deus não o reconheceram e tudo culminou na eliminação deste filho tão amado do Pai que muito mais do que uma morte na cruz significou a rejeição pessoal daquele povo escolhido.   Não receberam o seu Deus em seu meio e em seus corações, não experimentaram verdadeiramente aquilo que Moisés havia experimentado em se mais alto sentido. 

Jesus se refere a este fato falando a Nicodemos: “Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do Homem que está no céu”. (S. João 3,13)”, depois a Felipe “Há tanto tempo que estou convosco e não me conheceste, Filipe! Aquele que me viu, viu também o Pai. Como, pois, dizes: Mostra-nos o Pai ?” (S. João 14,9) e por ultimo a São Tomé dizendo “ bem-aventurados os que não viram e creram.(S. João 20)” se referindo ainda ao fato de que: (S. Lucas 10,24). “pois vos digo que muitos profetas e reis desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir o que vós ouvis, e não o ouviram.”


“Bem aventurados os que não viram e creram!.” (São João 20,29)


Jesus é o Deus encarnado, aquele mesmo Deus criador do céu e da terra que Moisés desejou ver e não viu, Jesus desceu de seu trono e se fez homem como nós.   Sem deixar de ser Deus caminhou entre nós e manifestou o seu poder para que todos pudessem reconhecê-lo como o verdadeiro Deus e apesar de que muitas pessoas não acreditaram nesta possibilidade o tendo apenas como um Profeta enviado por Deus os seus amigos mais próximos (Discípulos) confessaram verbalmente (São Pedro – Tu és o cristo) que Jesus Cristo era realmente o Messias enviado por Deus, porém a missão de Jesus na terra tinha o seu tempo programado e apesar de ter que voltar para o Pai deixaria em seu lugar outra pessoa que da mesma forma que Ele seria o nosso apoio e sustentáculo, seria aquele que permaneceria conosco até o fim dos tempos.   Esta pessoa que conhecemos como: “ O Paráclito” ou seja o Espírito Santo de Deus conforme fora prometido no passado estaria presente no meio de nós, porém as pessoas podem dizer que não o vêem e nem o reconhecem, mas a sua presença é sensível e audível e pode até ser visível, Ele se faz ouvir e se faz ser percebido através de sua unção ou de seu toque, assim como toda sensibilidade humana ela ocorre através de nossas emoções e sentidos da carne, mas podem ser facilmente percebidos, discernidos e separados de outros meros sentimentos humanos relacionados os 5 sentidos da carne.   Não se esqueça que o Espírito Santo também é uma pessoa e como toda pessoa pode ser percebido assim como Jesus foi reconhecido em nosso meio por muitas pessoas e apesar de todos os seus milagres muitos também preferiram negar a sua presença e até os dias de hoje preferem dizer que o Messias não veio ainda a esta terra.

Quando Jesus foi batizado, o Espírito Santo desceu de maneira visível sobre Ele em forma de uma pomba branca e se ouviu a voz de Deus confirmando esta visão, da mesma forma, no dia de Pentecostes o Espírito Santo se manifestou como um vento impetuoso e desceu sobre cada um deles de maneira visível em forma de uma chama ardente.   Estes são sinais visíveis e audíveis sem levar em consideração os sinais sensíveis da presença do Espírito Santo entre nós.


Testemunho dos dois Discípulos de Emaus:

(São Lucas 24, 32) “Diziam então um para o outro: Não se nos ABRASAVA o coração, quando ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras?”

Esta frase pode ser traduzida por aumento na pulsação e calor no peito, outros sinais podem ter acorrido mesmo que não foram citados no texto.


E Seus olhos se abriram ao Partir do Pão.

Jesus partindo o Pão com os Discípulos de Emaús.


Podemos dizer então que nos dias atuais o Espírito Santo como um bom hóspede da alma prefere se manifestar mais discretamente e como Ele está dentro de nosso ser a nossa sensibilidade é sempre pessoal, ou seja, se Deus age em você, dentro de seu coração será evidente que não aparecerá um sinal visível externamente e sim um sensação interna em seu corpo como descreveram os Discípulos de Emaús.

Cuidados com o Discernimento:

Há pessoas que contestam essas sensações e de tanto falar que é errado sentir calor ou arrepio porque são meras sensações humanas as pessoas acabam ficando insensíveis ao Espírito Santo, pois o confundem com emoções humanas e não lhe dão mais crédito.

Existem também aqueles que acham que se não sentirem um arrepio, um calor, um tremor é porque o Espírito Santo não se manifestou, mas isso não é verdade e precisamos saber que Deus estará sempre presente independentemente de nossas sensações. (*) outro Post específico.

Levamos também em consideração que quanto mais presentes estivermos na graça menos sensível ela se tornará, não porque ela deixará de agir, mas porque já estaremos mergulhados em sua presença constantemente.   Quando alguém entra em uma piscina de água fria ele sentirá um arrepio subindo pelo corpo, mas se ele estiver dentro desta água a algum tempo já não sentirá mais este arrepio, da mesma forma acontece conosco e por isso as nossas sensações tendem a diminuir com o nosso tempo de caminhada e só sentiremos algo a mais quando o nível de presença de Deus exceder as nossas expectativas e assim podemos mais uma vez experimentar as sensações do primeiro amor.

Outras considerações sobre o tema:

Êxtase: literalmente quer dizer arrebatar-se, desprender-se subitamente, sair de si, elevar-se.  (sit. Wilkpédia). O sentido da palavra porém tem se ampliado para outras formas de arrebatamento, mas no nosso caso basta saber que seria atingir o alvo primordial do espírito humano ao entrar em oração cujo cerne se concentra em estar em plena comunhão com Deus.


O Repouso no Espírito: Veja os Post’s sobre o tema.

Unção do Espírito: Alguns sinais da unção do Espírito Santo.


Fruto_do_Espirito Alimento_Espiritual_Autêntico
Experiência_com_Deus Aspirais_aos_Dons_Espirituais Vem_Espirito

 

A Armadura de Deus – Efésios 6 – para crianças.


VOCÊ PRECISA DE UMA ARMADURA!

Sim, mas não é qualquer Armadura…

É DA ARMADURA DE DEUS.

Efésios 6 em linguagem simples e descomplicada para crianças.


Armadura-criança-efesios-6


Efésios 6 para crianças é uma lição prática numa linguagem simples usando uma estória familiar como pano de fundo para crianças a respeito de todos os detalhes que o Cristão precisa tomar para estar pronto para enfrentar as consequências de sua missão nesta terra. as lutas e as batalhas do dia a dia contra todo mal e o pecado sendo alimentado e fortalecido pelo poder de Deus através da oração.


.


1. A ARMADURA DE DEUS!

Baseado em (Efésios 6, 10-17)

Apresentação para crianças

2. Joãozinho parecia estar sempre com problemas. Tentava fazer boas escolhas, mas sempre era mais fácil tomar más decisões.

3. Quando Sua mãe mandava limpar o seu quarto, ele preferia ficar no vídeo-game.

4. Quando seu pai pedia para tirar as folhas do quintal, preferia ficar brincando na caixa de areia.

5. Quando saia para acampar, se deparava com os perigos da floresta.

6. Quando saia para se divertir com os coleguinhas no parque, sempre acontecia algum acidente.

7. Um dia Joãozinho foi visitar seus avós. Estavam sentados no jardim conversando quando Joãozinho começou a contar para seu avô como sempre se metia em confusões e problemas.

8. Quando terminou seu avô disse: Eu sei do que você precisa… Você precisa de uma ARMADURA…

O Menino exclamou! UMA ARMADURA ?

9. Dando um salto de susto perguntou de novo: UMA ARMADURA ? Não era isso que os cavaleiros caçadores de dragões usavam na Idade média?


Knight posing in armor

Knight posing in armor


10. SIM … UMA ARMADURA ! Mas não seria uma Armadura qualquer Você precisa da Armadura de Deus !

– COMO ?

11. Pelo brilho nos olhos do avô o menino percebeu que logo ouviria uma boa lição… O velho se levantou e entrou para dentro de casa… – Ele ficou aguardando…

12. Ouvia alguns sons estranhos vindos de dentro da casa finalizando com um grande estrondo… O Avô retornou trazendo um grande saco nas costas … – O garoto ficou morrendo de curiosidade !

13. Tirou de lá um longo cinto antigo e disse: “Este é o cinto da verdade”. ele é uma proteção e vai amarrado como uma grande correia em torno de sua cintura. “Este cinto vai ajudar você a lembrar da verdade, e para dizer a verdade. ” “Jesus sempre dizia a verdade!”

14. Puxou para fora um par de sandálias velhas: Ele as calçou e ficou um pouco folgadas… Estas são as sandálias da prontidão: Você deve estar sempre pronto pra compartilhar a boa notícia do evangelho como disse Jesus. “Ide e evangelizai a toda Criatura”

15. Ao tirar então um grande colete de metal todo fechado e amarrado com correias nas bordas… “Esta é a couraça da justiça” Vai proteger seu coração e manter fora dele todo orgulho e avareza lembrando que: Jesus estará sempre com você.

16. Ouvi um tilintar de metal e de repente meu avô tirou daquele saco um grande escudo. “Este é o seu ESCUDO da Fé” Ele será de grande ajuda e a sua proteção contra os inimigos e todo o mal e te lembrará que: Jesus é o seu Salvador.

17. O saco ficou redondo e meu avô tirou para fora um objeto e o colocou em minha cabeça. “Este é o CAPACETE DA SALVAÇÃO” Ele protegerá sua cabeça e sua mente dos maus pensamentos e te lembrará que: Jesus morreu na cruz por seus pecados.

18. O saco parecia estar vazio, mas ainda restava um objeto grande e pontudo que até me assustou um pouco: “Esta é a sua Espada do Espírito” Ela é o conhecimento da palavra de Deus que é uma Espada de dois gumes que separa a alma do Espírito. Jesus cumpriu a Promessa do Pai nos entregando seu Espírito

19. Joãozinho ficou todo entusiasmado pegou o escudo e a espada e cortou o ar com um golpe. “Sentiu-se um Verdadeiro Soldado pronto para a Batalha.” Seu avô o observa em silêncio e disse: Só falta uma pequena coisinha em sua Armadura…

20. O avô retirou do saco ainda três pedrinhas lisas e redondas. Elas rolaram em sua mão e depois ele as colocou em seu bolso dizendo: “Isto meu rapaz no seu bolso é o seu alimento, lembre-se de rezar sempre para fortalecer seu espírito e te fazer vitorioso nas batalhas.

21. Não se esqueça que o pequeno pastor de ovelhas chamado Davi sem nenhuma arma humana venceu o grande guerreiro Golias com toda sua Armadura. Davi por sua vez contava apenas com três pedrinhas que com a sabedoria Divina atingiu o inimigo em seu ponto mais fraco e venceu a batalha sem levantar a espada.


Knight posing in armor


22. Sobretudo confie sempre na sua oração.

23. Joãozinho tomou sua armadura e a vestiu estando totalmente preparado para a luta. “Assim poderei vencer os inimigos que tentam me afastar do caminho de Cristo. Nada é impossível para aquele que Crê e confia totalmente no poder de Deus.

24. A ARMADURA DE DEUS! Baseado em (Efésios 6, 10-17) CRÉDITOS: Apresentação original em inglés. por Stacy Hagler Esta versão: Presentepravoce Musica: Noites Traiçoeiras DR “Geice Brito” Fotos: Buscas na Web Uso gratuito para fins de ministério é permitido. Não deve ser distribuído com fins lucrativos.

25. segunda-feira, 23 de maio de 2016 4:23:13 Link’s para outras Mensagens 3-Suporta comigo os trabalhos, como bom soldado de Jesus Cristo. 4-Nenhum soldado pode implicar-se em negócios da vida civil, se quer agradar ao que o alistou. 5-Nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as regras. (II Tim 2,3)



Revesti-vos da Armadura de Deus O Alpinista
Como_Orar


Efésios VI – Revesti-vos da Armadura de Deus.


Revesti-vos da Armadura de Deus



1. Estudo

2. ESCUDO DA FÉ CAPACETE DA SALVAÇÃO

3. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio.

4. O soldado romano usava uma peça forte e larga ao redor da cintura, como se fosse um cinto. Ele não só protegia seus órgãos vitais, como também unia todas as outras peças da armadura.

5. O corpo vestido com a couraça da justiça, Na armadura humana, uma couraça cobria o corpo do soldado do pescoço até a cintura – frente e costas. Ela era feita de placas de correntes de metal, para que espada ou flecha não pudesse atravessá-la. O corpo vestido com a couraça da justiça, COURAÇA DA JUSTIÇA

6. EVANGELHO DA PAZ É importante ter os pés em boas condições se tiver de lutar, não é? Quando os pés doem, é difícil ficar em pé e muito menos andar ou correr para o campo de batalha. Se os seus sapatos tiverem solas escorregadias, será fácil cair e ser pisoteado. E os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz.

7. A armadura do soldado romano incluía também um grande escudo feito de madeira.Ele tinha cerca de 76 cm de largura por 1,20m de comprimento, oferecendo, portanto, dupla proteção para quase todas as partes do ESCUDO DA FÉ Sobretudo , embraçai o escudo da fé,

8. Satanás, nosso inimigo, envia flechas incendiárias, ou “dardos inflamados”, contra nós. Alguns dardos que Satanás atira são mentiras, pensamentos odiosos sobre pessoas ou o desejo de pecar. com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. com que possais apagar todos os do Maligno.

9. Quem usa capacete? Jogadores de futebol americano, ciclistas, motociclistas, soldados… Todos usam capacete por uma única razão – proteger a cabeça. Se bater a cabeça, o seu cérebro se machuca e você perde a batalha. Tomai, enfim, o capacete da salvação

10. Depois de colocada a armadura, estamos prontos para pegar nossa espada e ir para a batalha. Nossa espada não é feita de aço afiado porque não estamos lutando contra carne e sangue. E a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. E a isto é,

11. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos. (Efesios 6 10,18)

12. ESPADA DO ESPÍRITO EVANGELHO DA PAZ COURAÇA DA JUSTIÇA CINTO DA VERDADE

13. O bom soldado está sempre em contato com o comandante. Ele não age por sua própria conta. Como bons soldados do exército de Deus, você e eu devemos estar em constante comunicação com o Senhor.

14. Somos soldados do exército de Deus. Ele nos deu tudo que precisamos para sermos vitoriosos. Mas, devemos usar toda a armadura, ficar em contato com nosso comandante e estar sempre alerta contra os ataques do inimigo.

15. Oração da Armadura de Deus

Pai celeste, eu agora pela fé, clamo a proteção da Vossa armadura, para que possa permanecer firme contra satanás e todo o seu exército e, em nome do Senhor Jesus, vencê-lo. Tomo a Vossa verdade contra as mentiras e os erros do inimigo astucioso. Tomo a Vossa justiça para vencer os maus pensamentos e as acusações de satanás. Tomo o equipamento do Evangelho da paz e deixo a segurança e os confortos da vida para combater o inimigo. E, acima de tudo, tomo a Vossa fé para barrar o caminho da minha alma às dúvidas e incredulidades. Tomo a Vossa salvação e confio em Vós para proteger o meu corpo e a minha alma contra os ataques de satanás. Tomo a Vossa Palavra e peço para que o Espírito Santo me capacite a usá-la eficazmente contra o inimigo, a cortar toda a escravidão e a libertar todo o cativo de satanás, no poderoso Nome de Jesus Cristo, meu Senhor. Revisto-me desta armadura, vivendo e rezando em completa dependência de Ti, Bendito Espírito Santo.

Amém.

16. segunda-feira, 23 de maio de 2016 4:39:10 Link’s para outras Mensagens 3-Suporta comigo os trabalhos, como bom soldado de Jesus Cristo. 4-Nenhum soldado pode implicar-se em negócios da vida civil, se quer agradar ao que o alistou. 5-Nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as regras. (II Tim 2,3)




WALLPAPERS


Armadura_do_Cristão_Efe_6 Quem_como_Deus_Miguel_Arcanjo
Revesti-vos_da_armadura_de_Deus Sao_miguel_arcanjo_bem_contra_mal

efesios-6_armadura[1] Armadura de cavaleiro
EF-6-Armadura-espada-fogo Miguel_arcanjo

São Miguél Arcanjo_01 Miguel_hqdefault