Um Novo Pentecostes.



  • 1. Permaneçam Em Jerusalém Porque dentro de poucos dias Eu vos enviarei O Espírito Santo. Cumprindo assim … Atos 1, 4
  • 2. Atos, 1, 14 Todos eles perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele. Ao todo eram umas 120 pessoas …
  • 3. Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.
  • 4. Estavam, pois, todos atônitos e, sem saber o que pensar, perguntavam uns aos outros: O que significam estas coisas? Outros, porém, escarnecendo, diziam: Estão todos embriagados de vinho doce.
  • 5. Pedro então, pondo-se de pé em companhia dos Onze, com voz forte lhes disse: Estes homens não estão embriagados, como vós pensais. Mas cumpre-se o que foi dito pelo profeta Joel:, Acontecerá nos últimos dias – É Deus quem fala -, Que derramarei do meu Espírito sobre todo ser vivo:
  • 6. Naquele Dia se cumpriu a promessa do Pai feita através dos Profetas no passado. Nenhuma daquelas 120 pessoas havia previsto o que lhes aconteceria naquele momento,
  • 7. mas aceitaram o PRESENTE de Deus como crianças com o coração totalmente aberto
  • 8. São Pedro declarou a todos que as promessas de Deus e de Jesus acabaram de ser totalmente cumpridas naquele momento. Disse Mais: Arrependei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o DOM do Espírito Santo. Pois a promessa também é para vós, para vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus.
  • 9. O que teríamos mais a dizer sobre estes acontecimentos que já não teriam sido narrados por varias testemunhas que lá estavam, apenas que com o passar dos anos este verdadeiro Pentecostes foi ficando tão esquecido que as pessoas nem conheciam este anúncio básico feito por São Pedro… Pois a promessa é para vós … Para Vossos filhos e filhas … Convertei-vos e sejais Batizados em nome de Jesus e Recebereis o Dom do Espírito Santo. Eu vos Batizo com água para Remissão dos pecados, mas JESUS vos batizará com o Fogo e o Poder do Espírito Santo de Deus conforme Deus nos prometeu nas Sagradas Escrituras.
  • 10. Saulo não foi discípulo de Jesus, não esteve presente em Pentecostes e não foi Batizado no Espírito Santo naquele dia… Como um bom Fariseu ele foi o primeiro que se colocou a serviço dos Romanos para dizimar com o Cristianismo que se espalhava por todo o Israel.
  • 11. Paulo escreve aos Coríntios … A respeito dos dons espirituais, irmãos, não quero que vivais na ignorância. Capítulo 12, 1 Não sabeis que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Capítulo 3, 16 Estas cartas confirmam exatamente que os fatos narrados sobre Pentecostes e as palavras proclamadas por São Pedro aconteceram de forma permanente e eterno, mas no entanto nem todos possuem o conhecimento pleno sobre esta verdade.
  • 12. O século XX foi considerado o século do “ESPÍRITO SANTO”, quando a Igreja redescobriu a força e o poder do Espírito Santo em seu interior. Será que neste século XXI ainda existirá alguém que não conheça estas verdades ? Acontecerá nos últimos dias – é Deus quem fala -, que derramarei do meu Espírito sobre todo ser vivo: profetizarão os vossos filhos e as vossas filhas. Os vossos jovens terão visões, e os vossos anciãos sonharão. …?
  • 13. Estes fatos comprovam que Jesus Cumpriu sua Palavra, Ele enviou mesmo o Espírito Santo e todos o receberam. Quem não recebeu porque não estava lá iria receber assim que se entregasse a Jesus de todo coração como Saulo. Este foi o primeiro passo Da Igreja, mas não foi o último e como antes continuamos necessitados do Espírito Santo em nós…
  • 14. Presentepravoce.wordpress.com.br quinta-feira, 22 de maio de 2014quinta-feira, 22 de maio de 2014 07:51:29 PM07:51:29 PM


Jesus Jesus


Pentecostes_Banner


Jesus Jesus


Encontro de Pentecostes em Brasília.



Semana de Pentecostes 2016



pentecostes2016+3[1]


PENTECOSTES/2016 EM BRASILIA/DF

DIAS 08, 12 de Maio 2016

Na Paróquia São Pedro em Taguatinga

e disas 13 a 15 de Maio 2016

No Taguaparque – Pistão Norte

Taguatinga Norte/DF

Com Padre Moacir Anastácio

“QUE QUERES QUE

EU TE FAÇA

QUE EU VEJA SENHOR”




Semana de Pentecostes 2014



Pentecostes com Pe. Moacir Anastácio


PENTECOSTES/2014 EM BRASILIA/DF

DIAS 06, 07 E 08/JUNHO/2014

Na Paróquia São Pedro em Taguatinga

No Taguaparque – Pistão Norte

 Taguatinga Norte/DF

Com Padre Moacir Anastácio

” VINDE E VEDE.”


EM ANÁPOLIS – GOIÁS



Pentecostes_Banner


Semana de Pentecostes 2013


pentecostes20132_993_550[1]

Pentecostes com Pe. Moacir Anastácio


Dia 12 A 16 De Maio de 2013

Na Paróquia São Pedro em Taguatinga

Dia 17 A 19 De Maio de 2013

No Taguaparque

QSD – 25 – Taguatinga Sul – DF

10, 11 e 12 de Junho de 2011

Taguaparque – Pistão Norte – Taguatinga Norte/DF

Com Padre Moacir Anastácio

“VAMOS JUNTOS A PENTECOSTES, POR CRISTO, COM CRISTO E EM CRISTO!!!.”


Em 2011


Pentecostes com Pe. Moacir Anastácio


Dia 05 de Junho de 2011

e 06 a 09 de Junho de 2011

Na Paróquia São Pedro

QSD – 25 – Taguatinga Sul – DF

10, 11 e 12 de Junho de 2011

Taguaparque – Pistão Norte – Taguatinga Norte/DF

Com Padre Moacir Anastácio

“Vós Serei Batizados no Espírito Santo

Daqui a poucos dias.”


Pentecostes 2011

Senhor Jesus Cristo, renova em nossos dias teus milagres; para que possamos ver a força da Tua Misericórdia.  Que a ação do teu Espírito Santo, que modelou os teus discípulos e deu início a Tua Igreja, seja a mesma hoje e sempre.   Renove em nossos dias o vigor de Pentecostes.

Abre os nossos corações para sentir a Tua presença.   Abre a nossa mente para compreender a Tua palavra.   Inunda a nossa alma com a ação do Teu Espírito.Que vejamos Teus milagres, curas, libertações e conversões em nosso meio.   Que a nossa comunidade seja testemunha viva da tua palavra. 

Que Pentecostes seja para nós um novo começo de unidade entre todos aqueles que proclamam Teu nome.   Que a intercessão de tua Mãe, presente naquele santo e extraordinário cenáculo,faça-nos vivenciar um novo Pentecostes.

 

Preparando-se para o Pentecostes.


Como os discípulos no Cenáculo


Foto: Paróquia Nossa Senhora da Glória


Passados os 40 dias da quaresma, da Celebração da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor, encontramo-nos naquele período de preparação para Pentecostes.

Com efeito, atesta o livro dos Atos dos Apóstolos: “É a eles que se manifestou vivo depois de sua paixão, com muitas provas, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas do Reino de Deus” (At 1, 3). Podemos certamente dizer que à cada dia da quaresma (deserto, provações, dor, tentações, tribulações) corresponde um outro desses quarenta pós-pascais, quando Jesus apareceu para os seus discípulos, trazendo consolo, cura, restauração. A esses quarenta dias somam-se outros nove, em que os discípulos “internaram-se” no Cenáculo, preparando-se para Pentecostes.

 Após a celebração da Instituição da Eucaristia e do Mandamento Novo, o Cenáculo, “onde costumavam permanecer” (At 1, 13), passou a ser referência para os discípulos, um lugar de oração, de escuta da Palavra, da fração do Pão Eucarístico (At 2, 42). Foi ali que receberam o Batismo no Espírito Santo. 

 Viveremos esse período pascal no Cenáculo. Quando você for orar, coloque-se nessa perspectiva. Queira subir ao “quarto de cima” (At. 1,13), como fizeram os discípulos, para deixar-se curar, restaurar e ser cheio do Espírito.

 Os discípulos precisavam dessa comunicação de cura. O coração deles estava ferido. Traziam ainda as marcas da negação, da traição de Judas, do afastamento na hora da dor, da morte do Senhor, da ausência física de Jesus. O “vaso” (At 9, 15) que era cada um deles precisava ser restaurado para, então, ser cheio e poder transbordar. O Espírito Santo já estava agindo no Cenáculo, mesmo antes de Pentecostes, preparando cada um daqueles vasos.

Assim, também, com cada um de nós! Você é chamado a colocar-se diante do Senhor e deixar-se tocar, para que a Unção divina o torne verdadeiramente um discípulo (a) de acordo com o coração do Mestre. Viva intensamente esse período de júbilo, de intimidade e de alegre expectativa pelo cumprimento da Promessa do Senhor: “Vós sereis batizados no Espírito Santo daqui a poucos dias” (At 1, 5).

Separe um tempo diário de oração. Reze a oração sugerida e medite no texto bíblico. Em outros momentos do dia você poderá rezar a conhecida oração do “Vinde, Espírito Santo…” e jaculatórias (invocações curtas para oração) como: enche-me, Espírito Santo; cura-me, Espírito Santo; inunda meu ser, Espírito Santo; dá-me teus dons, Espírito Santo; etc.



Oração para todos os dias


– Pai, quero me tornar verdadeiramente um adorador em espírito e verdade. Para tanto, ó Espírito Santo, conduze-me ao Cenáculo interior em meu coração. Mestre Jesus, sintonizado com meu ser, quero me colocar ao teu dispor durante esse tempo. Como os discípulos, também eu preciso ser restaurado, curado e liberto por teu amor. Espírito Santo, opera nas áreas profundas de meu ser. Prepara esse vaso frágil e ferido que sou eu. Quero ser um instrumento em tuas mãos. Maria, tu que foste a criatura que mais plenamente provou a ação do Espírito Santo em teu ser, intercede por mim. Amém.



Texto: Padre Sérgio Luiz e Silva, CSsR


http://www.paroquiadagloria.org.br/
www.padresergio.com
www.twitter.com/padresergioluiz
paroco@paroquiadagloria.org.br

Confira o roteiro preparado por Pe Sérgio em preparação para Pentecostes

Semeando a cultura de Pentecostes


SVE_1


A Santa Ceia.

A Santa Ceia e o Código da Vinci.

Leonardo Da Vinci pintou mesmo um retrato da Ultima Ceia de Cristo ?

Não !

ultima-ceia

A SANTA CÉIA DE LEONARDO DA VINCI - CLIC E AMPLIE

Ele apenas criou uma obra de arte mais de mil anos depois de acordo com sua própria imaginação.

Segundo muitas lendas que giram em torno desta criação tão ilustre, ele até mesmo usou pessoas como modelo para a sua retratação da cena, logo não é um retrato do momento especialmente vivido por Jesus e seus doze Discípulos na Ultima Ceia, mas apenas uma imagem criada por um excelente pintor que nem esteve presente na cena original.

Segundo uma lenda, diz-se que o mesmo homem que serviu de modelo para retratar Jesus, dois anos mais tarde foi também selecionado para ser o modelo do seu traidor “Judas Iscariotes”, a estória contada a este respeito é muito comovente, mostrando que “UM MESMO HOMEM” pode ser tão bom que será comparado com o próprio Jesus ou pode ser tão mal que se tornará idêntico ao seu traidor, mas ela é tida apenas como uma lenda e não uma verdade.

Fato é que, muito se criou em  torno  da execução desta obra, o fato mais recente é o famoso livro “Código Da Vinci“, que na verdade nada tem a ver com o  pintor “Leonardo Da Vinci” propriamente dito e sim apenas com o autor “Dan Brow”, que escreveu e publicou o livro que virou filme.

Muita polêmica girou em torno do assunto, por se tratar de apenas uma ficção, todos sabem que nada é VERDADE, mas a estória é usada como uma acusação indireta à Igreja Católica, insinuando que ela esconde verdades de seus Fiéis, verdades estas que significariam o fim da fé como a conhecemos.

A Igreja nunca foi fechada em si mesma, muito pelo contrário, ela existe em decorrência de uma ordem direta de Cristo que nos mandou ir ao mundo e espalhar tudo o que vimos e ouvimos, jamais escondendo nem mesmo uma vírgula de ninguém.  Assim o evangelho se espalhou pelo mundo inteiro e chegou até nós, não como segredos escondidos, mas como uma revelação que não foi e nem pode ser guardada só para mim, mas sim, deve ser espalhada aos quatro ventos.

Não foi apenas um homem que agiu desta forma, foram muitos aqueles que assim fizeram, começando pelo dia de Pentecostes, neste mesmo dia cinco mil homens aderiram a fé que se multiplicou tão rapidamente que começaram a perseguí-los até a morte, porque o mundo não aceitou a Verdade de Jesus desde o princípio.

A poucos dias, uma coleguinha de minha filha de doze anos veio em minha casa e ao ver um quadro da Santa Ceia comentou:

Que absurdo ! e comentou a cena como foi ensinada no filme “Da Vinci”, e logo na seqüência começou a falar contra a Igreja Católica, que diga-se de passagem, ela não conhecia nada de nada, mas acabou acreditando em uma ficção “inventada ainda ontem pela má intenção de simples escritor”,  colocou a ficção acima de uma verdade que foi testemunhada, escrita, registrada e contada durante mais de dois mil anos, sendo que muitos homens e mulheres doaram suas vidas por reconhecer que estas verdades eram dignas de serem preservadas para sempre em prol de um mundo melhor no futuro.

Tanto Sangue derramado por AMOR A JESUS no passado, hoje se torna apenas sangue  sem valor que se escorre pelo ralo nas clinicas de aborto sem que ninguém derrame uma só lágrima sequer pela criança inocente que perde sua vida antes mesmo de ver a luz.

Olhando por este simples exemplo em particular, fora outros que não foram analisados, podemos dizer que, esta obra ao usar de acusações mesmo que apenas fictícias contra a Igreja, provoca uma rejeição mesmo que inconsciente às verdades anunciadas pela Igreja e podem provocar muitos malefícios na sociedade, porque ao abandonar a fé “que é um barco seguro“, acabam se jogando ao mar revolto com ventos e tempestades sem ter quem lhes estenda a mão, já que Jesus, apenas um homem comum, seria uma mentira ou apenas aquele “FANTASMA” incapaz de nos salvar.

Eu diria ao mundo que sofre esta crise sem precedentes, para agradecerem aos homens que combatem o evangelho e preferem uma História sem o Cristo que a divide ao meio, estendendo-lhes as mãos e pedindo socorro, quem sabe eles possam acalmar a tempestade e nos resgatar do mar bravio. É, quem sabe eles possam nos conceder uma vida que seja eterna sem dores e nem tristezas.

Enquanto fazemos estas considerações aqui, bombas estão caindo em Gaza, bolsas estão desabando no Oriente e no Ocidente,  Empresas maiores que o Titanic estão afundando e deixando “pessoas” a deriva em alto mar sem um misero salva vidas que lhes garanta o emprego, que nada mais é que o pão de cada dia de famílias inteiras que esperavam viver um futuro melhor.

Que futuro ?

Poderíamos perguntar, já que o homem está se mostrando incapaz de corrigir seus próprios erros.

Se existe uma Crise é porque existem erros no sistema, são erros bem conhecidos, mas pelo que nos parece até agora, ainda não reconheceram  o erro básico que engatilhou e detonou o efeito dominó que se esparrama como rastilho de pólvora pelo mundo todo.

Onde estaria agora o Super Homem, o Spider-Man ou a Mulher Maravilha, sim, onde estão os Super heróis deste Mundo para fazer uma Mágica como as do Harry Potter e livrar nos do prejuízo da falta de uma rocha sólida como pedra fundamental de todo este sistema econômico e espiritual que balança ao sabor do vento e aderna com as ondas revoltas do mar tempestuoso.


ultima_ceia1

Ao buscar uma foto da obra de Leonardo Da Vinci, "A Santa Ceia", encontrei esta brincadeira acima que cai como uma luva neste texto que aí está, nada é por acaso, tudo é providência Divina. Obra por encomenda a Wanderline Freitas.

.

É muito fácil substituir o Cristo Real e verdadeiro por um fantasma de ficção que desaparece quando o vento sopra um pouquinho mais forte, difícil mesmo é jamais abandonar a Fé em Jesus, mesmo que o mar já lhe esteja afogando, só existe uma diferença entre estas duas opções, quando você estender a mão para cima e gritar, “SALVE-ME”, somente um deles irá segurar sua mão para retirá-lo do mar


Acho que nem será

Preciso dizer quem !

Porque sei que você

O conhece muito bem.


jesus_salvou_pedro


Outras indicações


Temas da Canção nova
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg?w=130&h=120
PRESENTEPRAVOCE

.

Vós Sereis Batizados no Espírito Santo Dentro de Poucos Dias…



OXYGEN VOLUME 13


A Respeito dos Dons do Espírito Santo irmãos, não quero que vivais na ignorância(Cor 12,1). Pentecostes é a festa na Igreja que relembra aquele dia na história de Jerusalém em que se deu o início da Igreja Católica. Lá estavam reunidos todos os apóstolos e Maria Mãe de Jesus, quando se deu o primeiro derramamento do Espírito Santo na Igreja. Porém este derramamento não seria apenas para aqueles que lá estavam, mas para todos nós.

É o que nos diz São Pedro logo após o Pentecostes, naquele instante, logo de cara, 5.000 Pessoas aderiram à Igreja que acabara de nascer.

Aqueles que estavam ali presenciando aquele barulho ensurdecedor de um vento impetuoso, ficaram tão impressionados quanto maravilhados e perguntaram a Pedro!”O Que devemos fazer para recebermos também esta maravilha em nossas vidas? ” A resposta de Pedro é clara,

“Arrependei-vos, sejam batizados e recebereis o Dom de Deus, porque esta promessa é para você também.”

Se você já é um batizado, filho de Deus, és então um herdeiro da promessa e de todos os bens do Pai, Venha Conhecer as riquezas Espirituais, e quais são os bens que o Pai reservou para aqueles que o amam. Pois a promessa é para você, não resta dúvida, Don de Cura, Línguas, Profecia, Discernimento e outros dons Carismáticos.

Você pode experimentar hoje mesmo em sua vida a presença do Espírito Santo. Não sou eu quem ofereço, é o Pai quem distribui todos os dons como lhe apraz e tudo isso era muito comum no início da Igreja, como pode ser que hoje precisamos falar novamente sobre este assunto como se fosse uma novidade.




Jesus_batiza_no_Espírito_Santo

Quem Batiza no Espírito Santo ?


“E Agora passo a mostrar-vos um caminho sobremodo excelente “ (Cor 12, 31)

Neste espaço estou transcrevendo um texto excelente e bem resumido encontrado no site:

Paróquia

SANTA JOAQUINA DE VEDRUNA,

Padre Sidney Fabril.

O ESPÍRITO SANTO NO INÍCIO DA CRIAÇÃO

Inicialmente, o Espírito Santo não era conhecido pelos Homens, embora desde sempre existisse.

Estava presente na criação.

Em Gênesis está escrito que na criação do mundo, a terra estava vazia e informe, havia trevas e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. (Gen 1,2b)


A PROMESSA

DO ESPÍRITO SANTO


Desde a ruptura da amizade dos Homens com Deus, por causa do pecado original, o Pai traçou um plano amoroso para nos resgatar, reatar a união com Ele. No Antigo Testamento, Deus foi revelando Seu plano de enviar o Espírito Santo. Por intermédio dos Profetas o Senhor ia prometendo a vinda do Messias e, conseqüentemente, a vinda do Paráclito Consolador. “Derramarei sobre vós água puras, que vos purificarão de todas as vossas imundícies e de todas as vossas abominações. 26 Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne. 27 Dentro de vós meterei meu espírito, fazendo com que obedeçais às minhas leis e sigais e observais às minhas leis e sigais e observais os meus preceitos.” Ez 36, 25-27

NO ANTIGO TESTAMENTO

No decorrer do Antigo Testamento, vemos que o Espírito de Deus era derramado somente para algumas pessoas, a fim de movê-las a uma ação especial. Esta unção era temporária, e beneficiava aos escolhidos por Deus, os Juízes, os Reis, os Profetas, entre outros.O Espírito Santo era chamado de Ruah, que significa vento, sopro, hálito. Era tido como algo proveniente de Deus, mas não Deus. Foi Jesus quem O revelou como Pessoa divina, a terceira da Trindade.

NO NOVO TESTAMENTO

No Novo Testamento, o Espírito Santo está diretamente ligado a Jesus e as Suas ações. Encontramos várias descrições do Espírito Santo como: pomba, vento, água, fogo.E assim, o Messias prometido, Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, com Sua morte na Cruz nos resgatou por inteiro e com sua ressurreição cumpriu-se a promessa. Fora nos enviado o Espírito Santo de Deus no dia de Pentecostes, porém não somente para os presentes naquele momento e local; mas sim para toda a humanidade.

O CUMPRIMENTO DA PROMESSA DO PAI

Jesus exorta aos discípulos, para que fiquem em Jerusalém, até que se cumpra a promessa do Pai.“E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem aí o cumprimento da promessa de seu Pai, “que ouviste, disse ele, da minha boca; porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui a poucos dias.” At 1, 4-5

PENTECOSTES, EFUSÃO DO ESPÍRITO SANTO

“Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2 De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e enche toda a casa onde estavam sentados. 3 Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo, que se repartiram e repousaram sobre cada um deles. 4 Ficaram todos cheios, do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” At 2, 1-4 Os discípulos mesmo estando com Jesus durante três anos, ouvindo, vendo todos os milagres, tendo falando com Jesus após a ressurreição, estavam amedrontados. Mas em oração no cenáculo com Maria, vivem a Efusão do Espírito Santo em suas vidas..


O que era o

Dia de Pentecostes ?


É importante, antes de tudo, captar o nexo entre a festa judaica do Pentecostes e o primeiro Pentecostes cristão. No início o Pentecostes era a festa das sete semanas (cf. Tb. 2,1), a festa da colheita, comemorava a libertação do povo’, das mãos dos egípcios (cf. Êx. 23,16), quando se oferecia a Deus as primícias do trigo (cf. Nm 28,26; Dt 16,9). Sucessivamente recebeu um novo significado: tornou´se a festa da aliança que Deus estabelecera com o Seu povo no Sinai, quando tinha dado a Israel a Sua lei. São Lucas narra o evento do Pentecostes como uma teofania, uma manifestação de Deus análoga à do monte Sinai (cf. Êx. 19, 16´25): rumor fragoroso, vento forte, línguas de fogo. A mensagem é clara: o Pentecostes é o novo Sinai, e o Espírito Santo é a nova aliança, e o Dom da nova lei.


A PROMESSA É PARA

TODOS. É PRÁ VOCÊ !


A promessa do Espírito Santo é para todo aquele que ouvir o apelo do Senhor nosso Deus.“Pedro lhes respondeu: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o Dom do Espírito Santo. 39 Pois a promessa é para vós, para os vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus.”” At 2,38-39). O derramamento do Espírito Santo, como vimos no Antigo Testamento, se destinava para alguns, agora se estende para todos, para cada um de nós, PARA VOCÊ HOJE!..


As mudanças são visíveis, como podemos ver o exemplo dos discípulos.Alguns dos frutos do Espírito: Gl 5 ,22.Amor, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança entre outros.

COMO RECEBER A EFUSÃO DO ESPÍRITO SANTO

Para receber esta graça, é preciso abrir o coração, reconhecer-se pecador e que sem Deus não somos nada, crer na misericórdia de Deus, pedir com um coração sincero. O Espírito Santo é Deus em nós, nos revelando Deus.

O ESPÍRITO SANTO QUEM É.

1 – O Espírito Santo é a 3a. Pessoa do Mistério da Santíssima Trindade, compreendida pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo. Todas as Pessoas deste Mistério são deuses, mas só há um Deus. O Pai é Deus, o Filho é Deus e o Espírito Santo é Deus. As Pessoas deste Mistério atuam juntas em harmonia, mas são de ações distintas. O Espírito Santo é caminho para Deus Filho, que é caminho para Deus Pai.

2 – O Espírito Santo atua desde a origem da Criação, de uma forma “escondida” na vida do mundo e do Povo de Israel. Ele é a energia (força) sobrenatural que move e harmoniza todo o Universo, dando vida e movimento à toda Criação de Deus.

3 – O Espírito Santo como Força do Alto e alma vivificante, é concedido aos cristãos no seio da Igreja através dos Sacramentos do Batismo e do Crisma (Confirmação), os quais, possibilitam a participação na herança do Reino de Deus e fortalecem para testemunhar Jesus Cristo no mundo.

4 – O Espírito Santo só foi plenamente revelado por Jesus Cristo, quando Dele falou aos discípulos, e após Sua Morte e Ressurreição O enviou aos Apóstolos no dia de Pentecostes, no Cenáculo de Jerusalém, estando presente também Maria, a Mãe de Jesus, manifestando-Se com “vento”, “ruídos”, “estrondos” e “chamas de fogo”. Após a manifestação do fogo abrasador do Espírito Santo sobre os Apóstolos, eles se tornaram corajosas testemunhas da Fé, anunciando Jesus Cristo a todas às Nações e Povos na “linguagem própria” do Espírito Santo. “Ouvimo-los publicar em nossas línguas as maravilhas de Deus!” (Atos 2, 11).

5 – O Espírito Santo é a “alma da Igreja” de Jesus Cristo e dos cristãos que a ela pertencem, ou seja, é a vida espiritual, pois sem o Seu auxílio e a Sua ação (força) não podem subsistir nem crescerem espiritualmente, elevando-se em santidade para Deus, ou produzir os FRUTOS do Espírito.

6 – O Espírito Santo é quem suscita em cada cristão a plena disposição para recordar, compreender e viver a doutrina de Jesus Cristo testemunhando e anunciando Sua VIDA, Seu NOME, Sua PESSOA e Seus ENSINAMENTOS no mundo e na vida cotidiana. “O Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade” (Jo 16, 13).

7 – O Espírito Santo age em nós e por nós cristãos, para que sejamos dóceis às Suas inspirações e impulsos, a fim de que os “Frutos do Espírito” sejam manifestados pela Caridade, Castidade, Continência, Bondade, Benignidade, Longanimidade, Modéstia, Mansidão, Alegria, Paz, Paciência e Fidelidade. Os que vivem segundo o Espírito produzem os Frutos do Espírito, o que faz com que se torne uma “nova criatura”.

8 – O Espírito Santo age de forma diversificada no coração das pessoas, na vida da Igreja e do mundo, sem contudo, prender-Se ou limitar-Se a pessoas “privilegiadas”, pastoral, movimento, grupos ou organização religiosa. O Espírito Santo age onde, quando e como quer agir

9 – O Espírito Santo suscita Dons, Carismas e Frutos no coração das pessoas; na Igreja, Ele age pela Autoridade e pelo Serviço dentro da Hierarquia Eclesiástica; e no mundo Ele espalha os “méritos” da salvação adquirida por Jesus para toda a humanidade construindo o Reino de Deus.

10 – Os Dons do Espírito Santo regula a “vida moral” das pessoas (cristãos), que são sete (7): Sabedoria, Entendimento (Inteligência), Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor de Deus, os quais, são recebidos pelo Sacramento da Confirmação (Crisma), levando os cristãos a optarem e praticarem “atos bons” e a evitarem os “atos maus”. <> (Salmo 110, 10).

11 – Pela misericórdia de Jesus, o Espírito Santo concede “Graças Especiais” e temporárias chamadas de “CARISMAS”, que serve para a edificação da Igreja , para o bem das almas e para a salvação do mundo, devendo ser reconhecidos por todos e aceitos pela Comunidade.

12 – Os Carismas, como são graças temporárias, o Espírito Santo concede às pessoas pelo tempo que quiser e a quem quiser, ou seja, quem os recebe, não recebe por méritos próprios, mas pela misericórdia de Jesus. Os Carismas mais comuns são: libertação, cura, fé, línguas, profecia, interpretação e discernimento, os quais, devem ser exercidos segundo a caridade e a humildade.

13 – Em contraposição à ação do Espírito sobressai os frutos da natureza corrupta (frutos da carne), que há em cada criatura, em conseqüência da herança do pecado original cometido pelos primeiros pais (Adão e Eva) na origem da Criação de Deus. Os que vivem segundo os impulsos da carne produzem os “frutos da carne”, que são: impurezas, libertinagens, fornicação, maledicências, imoralidades, bebedeiras, embriaguez, orgias, invejas, ciúmes, falsidades, falatórios, chocarrices, brigas, divisões, partidos, rixas, intrigas, inimizades, idolatrias, glutonarias, feitiçarias, bruxarias… e coisas semelhantes a estas. <<“Se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”>> (Rom 8,13). “O Espírito Santo convencerá o mundo a respeito do pecado, da justiça e do juízo”(Jo 16, 8).

14 – O Espírito Santo educador das almas fugirá da perfídia, dos pensamentos insensatos e não habitará no corpo sujeito ao pecado, repelindo todo tipo de maldade e iniquidade; mas Ele transforma o corpo mortal pelo pecado em corpo espiritual, reeducando os impulsos e tendências naturais para serem dóceis à ação e inspirações do Espírito que purifica e santifica, pois a criatura humana é corpo e espírito.

15 – O Espírito Santo vem em auxílio à nossa fraqueza, O Qual, reza em nós e por nós, orientando e iluminando a nossa forma de dirigirmos a Deus no diálogo da fé para rezarmos bem, pois , não sabemos como rezar, nem o que pedir nas orações, preces e rituais; e assim, fortalecidos pela ação do Espírito Santo, a oração se torna autêntica e verdadeira, o que capacita para sermos bons, puros, generosos, sensíveis às necessidades dos outros, sábios, prudentes e justos.

16 – Após esta reflexão sobre a importância e conscientização da Pessoa do Espírito Santo, pode-se concluir que o objetivo de Jesus Cristo em relação à perfeição da criatura humana é fazer com que as tendências más da natureza humana (corpo/carne) sejam anuladas e mortas, dando lugar e espaço para a ação de um novo Espírito vivificante, santo e iluminado. Ele deseja uma criatura nova, uma Igreja nova e um mundo novo.


Sete_dons

Eis os sete Dons do

Espírito Santo


OS SETE DONS Conheça o significado dos sete dons que aprendemos no catecismo, e que nos são dados juntamente com o Espírito Santo na crisma:

Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus.

São os dons que nos acompanham e operam em nós as maravilhas de Deus, sempre que não colocamos obstáculos à graça, pois Deus respeita a nossa liberdade. Esses dons nos são dados para nossa santificação e para a edificação de sua glória.


SABEDORIA: Pelo dom da sabedoria buscamos não a sabedoria do mundo, mas aquela Verdade que se identifica com o Sumo Bem e que nos torna felizes, porque nos enche de alegria o coração, como disse Jesus: Quando fordes presos, não vos preocupeis nem com a maneira com que haveis de falar, nem pelo que haveis de dizer. Porque não sereis vós quem falareis, mas é o Espírito do vosso Pai que falará em vós (Mt 10,19-20).


ENTENDIMENTO: É o dom divino pelo qual aceitamos as verdades reveladas por Deus. Mesmo não compreendendo todo o Mistério, entendemos que ali está a certeza de nossa salvação porque é verdade que procede de Deus infalível. Disse Deus pelo profeta: Eu vos darei um coração capaz de conhecer-me, e de saber que sou Eu o Senhor. Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus, porque de todo o coração se voltarão para mim (Jr 24,7).


CONSELHO: É a luz que o Espírito nos dá para distinguir-mos o certo do errado, o verdadeiro do falso, e assim orientarmos acertadamente a nossa vida e a de quem nos pede conselho. Sobre Jesus repousou o Espírito Santo, e lhe deu em plenitude esse dom, como havia profetizado Isaías: Ele não julgará pelas aparências, e não decidirá pelo que ouvir dizer, mas julgará os fracos com eqüidade e fará justiça aos pobres da terra . . . (Is 11,3-4).


FORTALEZA: É o dom da coragem para se viver fielmente a fé no dia-a-dia, e até diante do martírio se for preciso. Assim disse o Espírito à Igreja de Esmirna: Nada temas ante o que hás de sofrer. Por estes dias o demônio vai lançar alguns de vós na prisão, para pôr-vos à prova. Tereis tribulações durante algum tempo. Sê fiel até à morte, e te darei a coroa da vida (Ap 2,10).


CIÊNCIA: Não é a ciência do mundo, mas a ciência de Deus. A Verdade que é Vida. Por esse dom o Espírito Santo nos indica o caminho a seguir na realização de nossa vocação, pois o Espírito penetra tudo, mesmo as profundezas de Deus . . . As coisas de Deus ninguém as conhece a não ser o Espírito de Deus (1 Cor 2,10-11).


PIEDADE: É o dom pelo qual o Espírito Santo nos dá o gosto de amar e servir a Deus com alegria. Por ser o Amor do Pai e do Filho, o Espírito Santo nos dá o sabor das coisas de Deus. São Paulo escreveu: A respeito dos dons espirituais, irmãos, não quero que vocês permaneçam na ignorância. Vocês bem sabem que, quando vocês eram pagãos, eram facilmente atraídos para os ídolos mudos. Por isso eu lhes declaro: todo aquele que é agora conduzido pelo Espírito de Deus não pode blasfemar contra Jesus. Bem como ninguém poderá dizer convictamente Jesus é o Senhor, a não ser movido pelo Espírito Santo (1 Cor 12,1-3).


TEMOR DE DEUS: Este dom do Espírito Santo não significa medo de Deus, mas um amor tão grande que queima o coração de respeito por Deus. Não é um pavor pela justiça divina, mas o receio de ofender ou de desagradar a Deus. Por isso Jesus teve sempre o cuidado de fazer em tudo a vontade de seu Pai, como Isaías havia profetizado: Sobre Ele repousará o Espírito do Senhor, Espírito de sabedoria e de entendimento. Espírito de prudência e de coragem, Espírito de ciência e de temor do Senhor (Is 11,2).


.

Os Frutos Do

Espírito Santo


Os Doze Frutos do Espírito Santo

Caridade – gozo – paz – paciência – benignidade

bondade – longanimidade – mansidão – fé

modéstia – continência – castidade.


SÃO O RETRATO DO CRISTÃO AUTÊNTICO (as 12 pinceladas): COMO É A PESSOA QUE VIVE EM ESTADO DE GRAÇA SANTIFICANTE? ELA É:

GENEROSA: Sabe ver Cristo no seu próximo, está sempre disposta a ajudá-lo (Ex.Ç Pedra Angular e Projeto Divino) – É a CARIDADE.

ALEGRE E OTIMISTA: Quando ela está presente, é como se o sol brilhasse com um pouco mais de luz para todos. Todo mundo começa a sorrir, ficam mais delicado. É o GOZO.

SERENA E TRANQÜILA: Os psicólogos costumam dizer que tal pessoa tem “personalidade equilibrada”. Sua fronte pode franzir-se com preocupações, nunca por uma aflição ou angústia. (HOJE É COMUM A “DEPRESSÃO”, A SÍNDROME DO PÂNICO… BUSCAR O ESPÍRITO SANTO). É a PAZ.

NÃO SE IRRITA FACILMENTE: Não guarda rancor pelas ofensas, não se perturba quando as coisas correm mal. Se fracassa, recomeça sempre sem culpar a ninguém. É a PACIÊNCIA.

AMÁVEL: Todos a procuram em seus problemas porque está sempre disposta a ajudar a ouvir. Tem uma consideração especial pelas crianças e anciãos, aflitos e atribulados. É a BENIGNIDADE.

DEFENDE COM FIRMEZA A VERDADE E O DIREITO, mesmo que os outros a abandonem. Não julga os outros. Dificilmente critica e nunca condena. Suporta a fraqueza dos outros, mas jamais contemporiza com o mal. É a BONDADE.

NÃO SE REVOLTA COM O INFORTÚNIO, O FRACASSO, A DOENÇA, A DOR. Levanta os olhos ao céu cheios de lágrimas, mas jamais se revolta. É a LONGANIMIDADE.

DELICADA E DISPONÍVEL: Entrega-se totalmente a qualquer tarefa que surja (topa tudo) mas sem ser ambiciosa. Nunca procura dominar os outros, sem querer ser “o maior”, sem ficar brigando ou disputando. É a MANSIDÃO.

SENTE-SE ORGULHOSA DE PERTENCER AO CORPO MÍSTICO DE CRISTO, a sua Igreja, sem coagir os outros a engolir a sua religião. Não tem medo de mostrar suas convicções religiosas. Não tem “respeito humano”. Defende a verdade com bravura quando ela é atacada na sua presença. É a .

NÃO QUER SER OCASIÃO DE PECADO no seu modo de vestir, de falar e de comportar-se. Há nela uma decência que a fez fortalecer a virtude dos outros, jamis enfraquecê-la. É a MODÉSTIA.

MODERADA: Sabe controlar as paixões pela razão e pela graça. Não está num dia no auge da exaltação e no outro da depressão. Comendo ou bebendo. Trabalhando ou se divertindo, mostra um domínio admirável de si. É a CONTINÊNCIA.

VÊ O SEXO COMO ALGO PRECIOSO E SAGRADO, um vínculo de união para ser usado no momento de entrega de vida a alguém que merece, dentro do matrimônio, no ambiente familiar, e não unicamente como fonte de prazer egoísta. É a CASTIDADE.

VAMOS COMPARAR O NOSSO PERFIL COM O DO RETRATO ACIMA E VER ONDE ESTAMOS.


OBRAS CONTRA O ESPÍRITO SANTO (Gal. 5,19-21):

“Fornicação, impureza, desonestidade, idolatria, magia, inimizades, brigas, ciúmes, rixas, iras, discórdias, etc. Os que as praticarem não herdarão o Reino de Deus!”



Orações ao Espírito Santo

INVOCAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO


Ele Vos Batizará com Fogo e no Espírito Santo!

INVOCAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO


Vinde, Espírito Santo, Enchei os corações dos vossos fiéis E acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos:

Ó DEUS, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por CRISTO, Senhor nosso.

Amém


Semeando a cultura de Pentecostes


Orações_espírito_Santo Batismo_Espírito
Chama_Espírito_Santo