Esclarecimento de Pe. Fabio de Melo.



Padre Fábio de Melo divulga esclarecimento sobre polêmicas infundadas envolvendo seu nome depois de uma entrevista no programa de TV “De frente com Gabi.”


Outros titulos com Fabio de Melo

Queridos amigos,

Em virtude da polêmica que envolveu minha fidelidade à Ortodoxia Católica, venho esclarecer alguns pontos.

Em nenhum momento da minha vida atentei contra a sacralidade da Igreja Católica Apostólica Romana. Sou Mestre em Teologia Dogmática e zelo muito para que minha pregação esteja de acordo com os ensinamentos da Igreja. Este é o credo que professo: “Creio na Santa Igreja Católica Una, Santa, Católica e Apostólica.” Nunca inventei uma crença particular, ou um modo diferente de compreender esta profissão de fé.

A expressão que usei no programa de “De frente com Gabi”, “Jesus queria o Reino de Deus, mas nós demos a Ele a Igreja” é uma expressão muito usada nos bastidores acadêmicos que frequentei em minha vida, e está distante da proposta herética que ela já representou em outros tempos. O significado evoluiu.

Nossa Fundação é Santa, pois fomos instituídos pelo Cristo. “A Igreja é um corpo, em que nós somos os membros e Jesus Cristo é a cabeça (Col 1,18; I Cor 12,27). Na cabeça o Reino já está estabelecido. Em Cristo, o Reino já está plenamente manifestado. Mas os membros do corpo ainda estão no contexto da busca, pois continuamos arrastando as consequências adâmicas do nosso pecado. E por isto, mesmo que em Cristo o Reino já esteja plenamente manifestado, em nós, Igreja, povo de Deus, ele continua sendo a meta que nunca deixamos de buscar.

O Concílio Vaticano II, através de sua Constituição Dogmática Lumen Gentium, enfatizou que a Igreja é povo de Deus. O povo é errante, pois apesar de estar mergulhado nas graças do batismo, ainda sofre as consequências da fragilidade que o pecado lhe deixou. O mesmo Concílio declarou “O Reino de Cristo já presente em mistério, cresce visivelmente no mundo pelo poder de Deus…” (LG 3).

Presente em mistério. Isto é, cabe a nós, membros deste corpo, apressar a sua chegada. A Igreja é triunfante, mas também é peregrina, penitente, pois que carrega em sua carne a fragilidade de seus membros.

Sim, a Igreja é santa, mas comporta em seu seio os pecadores que somos nós. E por isso dizemos, também com o perigo da imprecisão teológica: “A Igreja é Santa e pecadora”. Bento XVI sugeriu modificar a expressão. “A Igreja é Santa, mas há pecado na Igreja”. Notem que ele salvaguarda a santidade na essência.

Mas o pecado existe na Igreja. Por isto rezamos nas liturgias diárias pelo Santo Padre, pelos bispos, pelo clero, pelo povo de Deus. Clamamos por purificação, luzes em nossas decisões, pois sabemos que é missão do Espírito encaminhar na terra a Igreja que ainda não é Reino de Deus (porque maculada pelos nossos pecados), e que ao Cristo damos diariamente. Mas nós caminhamos na esperança. Sabemos que um dia todas as partes do corpo estarão agindo em perfeita harmonia com a cabeça. Seremos a “Jerusalém Celeste”.

Eu assumo que errei ao usar a expressão. Eu não estava numa sala de aula, lugar onde a Ortodoxia convive bem com a dialética. Não considerei que muitos telespectadores poderiam não entender o contexto da comparação. E por isso peço desculpas. E junto às desculpas, faço minha retratação. Nunca tive problema em assumir meus equívocos. Usei uma expressão que carece ser contextualizada com outras explicações, para que não pareça irresponsável, nem tampouco herética.

Repito. Eu não nego nem neguei a definição dogmática expressa na Lumem Gentium, Número 5.

“O mistério da santa Igreja manifesta-se na sua fundação. O Senhor Jesus deu início à Sua Igreja pregando a boa nova do advento do Reino de Deus prometido desde há séculos nas Escrituras: «cumpriu-se o tempo, o Reino de Deus está próximo» (Mc. 1,15; cfr. Mt. 4,17). Este Reino manifesta-se na palavra, nas obras e na presença de Cristo. A palavra do Senhor compara-se à semente lançada ao campo (Mc. 4,14): aqueles que a ouvem com fé e entram a fazer parte do pequeno rebanho de Cristo (Luc. 12,32), já receberam o Reino; depois, por força própria, a semente germina e cresce até ao tempo da messe (cfr. Mc. 4, 26-29). Também os milagres de Jesus comprovam que já chegou à terra o Reino: «Se lanço fora os demônios com o poder de Deus, é que chegou a vós o Reino de Deus» (Luc. 11,20; cfr. Mt. 12,28). Mas este Reino manifesta-se sobretudo na própria pessoa de Cristo, Filho de Deus e Filho do homem, que veio «para servir e dar a sua vida em redenção por muitos» (Mt. 10,45).”

E quando Jesus, tendo sofrido pelos homens a morte da cruz, ressuscitou, apareceu como Senhor e Cristo e sacerdote eterno (cfr. Act. 2,36; Hebr. 5,6; 7, 17-21) e derramou sobre os discípulos o Espírito prometido pelo Pai (cfr. Act. 2,33). Pelo que a Igreja, enriquecida com os dons do seu fundador e guardando fielmente os seus preceitos de caridade, de humildade e de abnegação, recebe a missão de anunciar e instaurar o Reino de Cristo e de Deus em todos os povos, e constitui o germe e o princípio deste mesmo Reino na terra. Enquanto vai crescendo, suspira pela consumação do Reino e espera e deseja juntar-se ao seu Rei na glória.”

Agradeço pela prece dos que me acompanharam neste momento tão sofrido.

Com minha benção,

Padre Fábio de Melo.




Posições para violão

https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/11/cifra-club-lk.jpg?w=313&h=117


HISTÓRIAS DO PADRE LEO
Outros titulos com Fabio de Melo
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg?w=130&h=120&h=120

8 Respostas

  1. o me admira , em pleno século xxI, ainda existam pessoas dentro da “santa” igreja católica com pensamentos fixados na “santa inquisição ” e apesar de tantos meios de esclarecimentos sobre a doutrina espírita,ainda prefiram ficar na comodidade da ignorância e dispararem besteiras tais como essa que o a doutrina espírita trata-se de “magias e coisas sobre-naturais”, O padre Fábio,como homem de Deus e homem esclarecido que é logicamente nunca discriminaria nenhum ser humano e consequentemente “filho de Deus” porque todos nós os somos independentes de credos ou religiões, claro que ele agiu corretamente,porque apesar da Nicete e a familia serem espíritas ela não tem preconceito e como bom espírita que é,tambem respeita a todas religiões e naquele momento sentiu a vontade de receber a comunhão como filho de Deus tem esse direito como qualquer um que queira imagino eu, se um ateu resolver comungar, ou um evangélico então não pode, ou só os espíritas?
    Sou fâ da Nicete do Paulo e do padre Fábio e mais ainda agora,parabens padre fábio,mostrou que realmente e um servo de Deus! que Ele o abençoe!

    Curtir

    • Você se diz espirita e enche de elogios a sua doutrina, porém, porque a sua religião não acolheu esta pobre viúva em sua dor e ela precisou recorrer ao Catolicismo eu creio que esta seria a maior prova de que a sua doutrina esta deixando muito a desejar, principalmente pelo fato de se apoiar na Igreja verdadeira e continuar participando da mesma, porque ninguém suportaria permanecer em uma religião tão pobre que necessite depender-se completamente de outra.

      Curtir

  2. O que me preocupa,não são estas entrevistas que o padre Fabio dá..São os comentarios a respeito de sua sexualidade.

    Curtir

    • Existe muita fofoca sobre Padre Fábio e muitas pessoas dão ouvidos a isso, são muitos aqueles que o perseguem e fazem de tudo para difamar seu nome, mas não seria um erro simples como esse que qualquer um poderia ter cometido que iremos desmerecer seu trabalho, afinal percebi aqui pelos comentários que é de praxe aqueles que participam de outras religiões achar que a Igreja católica é obrigada a aceitar os desvios sem corrigir os infratores e por isso abusam da dissimulação e fingimento de ser um Católico fiel e causam fatos semelhantes a estes todos os dias em todas as paróquias do Brasil.

      Curtir

  3. Padre Fábio, que Deus o fortaleça cada vez mais e dê a paz que a família Goulart merece neste momento de dor e perda. Não julgo as pessoas pois isso não me cabe. Como cristã, católica atuante, sirvo a Deus do melhor modo que consigo, estou sempre pronta a ajudar a todos na Paróquia e penso que só o AMADO PAI CELESTE, que nos conhece por dentro e por fora cabe julgamentos.
    JESUS O PROTEJA E LHE DÊ SEMPRE, MUITA PAZ!!!

    Curtir

    • Correto, é isto mesmo, você deve ter percebido que a maioria dos comentários aqui não partiram de Católicos praticantes que conhecem a sua fé e que muitos defenderam a atitude de misturar as coisas mantendo desvios em nossa Fé e não aceitar o que a Igreja ensina, mas cabe a nós Católicos esclarecer as coisas para que fatos como esses deixem de acontecer.

      Curtir

  4. sou católico apostólico romana, tenho em vista o que diz a carta do papa joão paulo II. SOBRE A EUCARISTIA. nim quem pode dizer ser o fiel esta preparando ou não, para receber a eucaristia, segundo a carta cita as carata de são paulo aos romanos aquele que recebe o corpo e o sanque de cristo sem sua devida preparação recebe sua própria condenação. ou seja a igreja fala isso pela carta do papa que foi dado a igreja. isso e um fato para quem nao conhece sua igreja. pos o que foi feito não caber a igreja ou o padre inpedeir ou nao. nossas igreja cada dia nos mostra quem professa essa fe. a maioria de esperitas esta recebendo os sogramento principalmente a do batismo, dentre do meus estudos filosóficos pastorais. so digo uma coisa nosa igreja saber muito bem o que faz por meio dos nossos pastores, qual e o iportante o catecismo da igreja ou a voz do papa que fala para os fies e para todo clero.

    Curtir

    • Só gostaria de acrescentar um fato simples que não pode ser desprezado neste caso:

      “Um espirita confesso e praticante com conhecimento público, não é um fiel Católico, não que o Catolicismo o tenha excluído e sim que ao confessar outro credo e expô-lo publicamente ele mesmo se exclui de participar de outro credo diferente.”

      Esta é a escolha que cada um faz, não foi a Igreja que escolheu este caminho para o não fiel, foi ele mesmo que o escolheu e se excluiu.

      Curtir

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: