Jesus verdadeiramente é a luz do mundo.


Um Testemunho pessoal:




No primeiro encontro que eu participei na RCC, fui com minha possível namorada, na verdade fui para acompanha-la porque ela arrumou esta desculpa para ficarmos juntos.   Naquele dia aconteceu algo interessante comigo, algo que fui entender somente depois de muito tempo, isto demonstra que minhas atitudes e decisões não foram tomadas graças ao que aconteceu e sim, entendi o que aconteceu graças ao que aprendi e presenciei depois daquele dia.

Estávamos na Capela do Convento “Mãe Admirável” das Irmãs Franciscanas em Anápolis, era um encontro de domingo com toda a RCC “que naquela época não eram muitos e naquele dia não passavam de 50 pessoas ali no local”, de manhã estávamos rezando um terço ao redor do altar com exposição do Santíssimo, Ele era bem afastado do fundo da capela e havia muito espaço entre o Altar e o Sacrário que ficava bem no centro logo atrás.

Em certo momento todos se ajoelharam, eu estava no círculo do lado direito do altar e enquanto estava ajoelhado o terço passou rapidamente para mim e em um determinado momento me vi em total escuridão e”prostrado” ajoelhado com o rosto em terra.

Percebi que a escuridão foi se dissipando, aparecendo uma luz do meu lado direito que vinha se aproximando e aumentando a luminosidade até que vi Jesus caminhando em minha direção e era Ele a luz (na época eu nem havia lido ainda a bíblia, nada sabia sobre Jesus ser a luz do mundo), Jesus tendo luz própria vinha caminhando e por onde ele andava iluminava tudo como um foco de teatro na escuridão, ao chegar bem à minha frente, parou, se voltou para mim e vi que eu estava em plena luz, senti-me alegre e feliz, porque agora estava totalmente na luz e não nas trevas. Jesus olhou para mim e disse: VEM… (somente uma vez), (se deteve um intantezinho só) e da mesma forma que chegou iluminando tudo foi se afastando na direção oposta, indo para o lado esquerdo, a luz foi se enfraquecendo e a escuridão aumentando, em breve eu estaria de novo em plena escuridão como antes, neste momento então percebi que Ele não pararia e não esperaria por mim enquanto eu o via se afastando, deveria então me mover e seguir Jesus, mas por mais que eu quisesse, não me movia, não conseguia me levantar e andar em direção a Jesus, (como em um sonho que você corre e não sai do lugar ou move o braço e ele continua imóvel), não sei se estava pregado no chão ou se não me movia propositalmente. Parecia que apesar de querer me mover, permanecia mesmo imóvel por indecisão preferindo ficar mesmo onde eu estava, na comodidade !!!

Sei que foi um momento de angústia, porque não me movia, mesmo que quisesse e via a escuridão aumentando a cada passo de Jesus, fato é que não me movi e fiquei onde estava.

Enquanto me decidia o que fazer e como fazer, me levantaram do chão, porque o terço havia terminado, me lembro de ter rezado apenas um mistério, os outros quatro decorreram enquanto via os acontecimentos comigo em particular.

Esta visualização só veio a fazer sentido para mim muitos anos depois, apesar de ter guardado cada detalhe que aconteceu e até hoje estar lembrando de detalhes que não havia observado antes, como por exemplo: Me lembrei agora que, da direita para a esquerda no local onde eu estava significava de fora para dentro da Capela indo em direção ao Sacrário e me lembrei também que aquele dia foi o mesmo dia que eu estava de moto acompanhado com uma jovem, após o encontro ainda ficamos visitando pessoas, passeando e quando estávamos a caminho de sua casa em uma baixada, a moto atingiu 120 km por hora, quando, de repente vi varias pedras de cascalho em minha frente colocadas em fila atravessando toda a rua, não havia como desviar, passei por cima de uma pedra do tamanho de uma bola de futebol, não sei como, mas vândalos ou garotos “santinhos” colocaram aquelas pedras ali, talvez para obrigar os carros a parar, mas a 120 Km por hora, não dá para parar e nem desviar, esperei pela queda, mas aquela pedra se despedaçou por completo e não desestabilizou a moto a ponto de nos derrubar, se eu houvesse tentado me desviar não estaria aqui hoje contando este detalhe incrível.

Entendi que Jesus me chamou de uma forma particular naquele dia e que apesar de tanta evidência eu não entendi e fiquei mesmo no mesmo lugar em que eu estava, o detalhe do acidente que não aconteceu só me lembrei agora que coincidentemente aconteceu naquele mesmo dia.

O Chamado de Mateus.

Muito tempo depois, assumi a coordenação de um grupo de jovens e no final de meu mandato tive que preparar um ensino que diferentemente de todos os outros anteriores não havia sido me fornecido como um tema escrito em um livro para meditação, deveria eu, falar de mim mesmo, e quando fui preparar o tema, me deparei com a leitura do chamado de Mateus, e ali estava escrito assim: “Jesus chegando em frente a Mateus na banca de impostos, lhe disse… VEM … e Mateus largando tudo ali mesmo imediatamente o seguiu.”

Liguei então este detalhe com a minha visualização anterior e entendi que eu não havia tido a mesma atitude de Mateus, percebi que Jesus havia me chamado de uma forma particular, mesmo que não fosse Ele visível e palpável como aquele mesmo Jesus que Mateus encontrou naquele dia.

E hoje percebi que muito mais que um chamado, também escapei ileso de um possível acidente fatal, que analisando agora, diria que foi um milagre, porque após ter passado por cima de uma enorme pedra de cascalho não me espatifei no chão, retornei para ver o que havia acontecido e até retirei algumas pedras que estavam bem no meio da rua na total escuridão.

Eu havia escapado ileso, mas outra pessoa poderia não ter a mesma sorte que eu tive, e vi que as pedras eram bem sólidas e fiquei sem entender porque ela havia se desintegrado sem derrubar a moto no chão !

Incrível dizer isto agora, mas eu não havia atinado para este detalhe até este exato momento, mostrando que de acordo com a visão eu estava em completa escuridão e não percebia nada em minha frente e aquelas pedras também estavam bem escondidas na escuridão da noite, eu só as vi quando o farol da moto as iluminou a poucos metros à minha frente, quando já não havia como tomar nenhuma atitude para evitar a tragédia.

Precisamos nos mover e tomar uma atitude definitiva que seria aceitar o plano de Deus para nossas vidas, e é agora mesmo e não amanhã, é agora que ele nos chama, é agora que ele espera a nossa resposta.

Não faça como eu, não dê uma de desentendido, meus olhos estavam fechados naquele dia e eu permaneci na escuridão, só percebi o que realmente havia acontecido quando aceitei a proposta de Deus e lembrei-me do fato quando sugeri que eu nunca havia presenciado algo extraordinário na minha vida, quando na verdade as coisas extraordinárias acontecem todos os dias e nossos olhos teimam em não reconhece-las como uma verdadeira ação Divina em nossas vidas.

E Seus olhos se abriram ao Partir do Pão.

Jesus partindo o Pão com os Discípolos de Emaús.

Quando conheci A história dos discípolos a Caminho de Emaús também identifiquei com este fato, enquanto Jesus se aproximou deles, eles sentiam alegria, paz, amor e o coração ardendo, no entanto, não reconheceram Jesus como o Mestre e nem se tocaram no que estava acontecendo naquele momento, coincidentemente quando Jesus partiu o pão seus olhos se abriram e perceberam que Era o próprio Jesus que esteve ali caminhando ao lado deles, mas neste instante não o viram mais como se tivesse desaparecido.

Sinto que Jesus sempre tem se manifestado em nossas vidas, de varias formas, mas nem sempre percebemos a sua presença ou lhe damos o devido crédito pelos milagres que acontecem em nossas vidas, Ele muitas vezes nos chama e fala conosco, mas não o ouvimos e depois reclamamos que Deus não se preocupa conosco e não se manifesta de forma perceptível em nossas vidas.

Chegou a hora de reconhecermos a verdade, chegou a hora de reconhecermos que o Amor de Deus sempre esteve nos apoiando e nos livrando de diversos perigos, chegou a hora de sairmos da escuridão e caminharmos em direção à luz de Cristo, chegou a hora de dizer SIM ao chamado de Jesus .

Muitos já aceitaram esta proposta e disseram seu SIM, eu já disse o meu SIM e agora Jesus espera que você também responda positivamente a este chamado e diga também o seu “SIM”.

Que Deus vos abençoe:

Sizenando

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: