Dinâmica – Provai e vede.



“Provai e vede como o Senhor é bom, feliz o homem que se refugia junto dele.”

(Salmo 33,9)”


Uvas_maduras_verdes.jpg




DINÂMICA:


Sentir o Sabor do Espírito Santo de Deus.


Participantes: indefinido.
Tempo Estimado: 15 minutos.
Material: Uvas ou balas .
Descrição: O coordenador deve falar um pouco do Espírito Santo para o grupo. Depois o coordenador da dinâmica deve mostrar o cacho de uva e perguntar a cada um como ele acha que esta o sabor destas uvas.

Opção de texto:(*)

Obviamente aparecerão opiniões diferentes a respeito do sabor das uvas apresentadas,

Como: acho que esta doce, que esta azeda, que está verde, que esta suculenta etc.

Ponderar um pouco sobre a variação das opiniões divergentes e ou discordantes devido ao fato de ninguém ter ainda provado o sabor das uvas apresentadas apesar de todos já terem um dia na vida experimentado o sabor de uma uva.

Salientar que: Não se pode amar aquilo que não se conhece, não dá para garantir o sabor de algo que não se experimentou anteriormente, apenas podemos dar opiniões.

Após todos terem respondido, o coordenador entrega uma uva para cada dos participantes e made que experimentem.

Então o coordenador deve repetir a pergunta:

(como esta o sabor desta uva?).

E agora, qual sua opinião a respeito do sabor destas uvas?

Mensagem: Só saberemos o sabor do Espírito Santo se provarmos e deixarmos agir em nós.



Fruto_do_Espirito Alimento_Espiritual_Autêntico Vinde e vede
Experiência_com_Deus Aspirais_aos_Dons_Espirituais Experiência
Extase_cume_da_oracao Repouso_no_Espírito_2 Arvore_sem_frutos

Provai_e_vede


O Alimento Espiritual.



O Que é Alimento?


Alimentos_basicos


Alimento é tudo aquilo que usamos para fortalecer o nosso corpo, na verdade o nosso corpo processa os alimentos que comemos e os transforma em combustível que move o nossos músculos, tudo aquilo que ingerimos irá passar pelo processo de digestão e será transformado para ser utilizado como energia e outra parte dele  será incorporado em células que farão parte do nosso corpo para o resto da vida. 

Nós não podemos sobreviver sem nos alimentar, faz parte do processo biológico natural do animal que é o ser humano, se você ficar 4 dias sem comer nada pode até morrer, há quem sobreviva mais tempo (limites 51 dias) e quem não resista muito tempo, mas uma coisa é certa, quem não se alimentar certamente morrerá mais cedo ou mais tarde.



“Durante a refeição, Jesus tomou em Suas Mãos O Pão, abençoou-O, partiu-O e O deu aos Seus discípulos, dizendo:

‘Tomai e comei, isto é o Meu Corpo’.

Tomou depois o cálice, rendeu graças e O deu, dizendo: ‘Bebei d’Ele todos, porque isto é o Meu Sangue, o Sangue da Nova Aliança, derramado por todos, em remissão dos pecados…” (Mt 26, 50b-52.)



CERTAMENTE MORREREMOS.


A história da criação diz que Deus criou todas as coisas e entregou aos homens para que lhes servisse como alimento.

  1. Deus disse: “Eis que eu vos dou toda a erva que dá semente sobre a terra, e todas as árvores frutíferas que contêm em si mesmas a sua semente, para que vos sirvam de alimento.
  2. E a todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, a tudo o que se arrasta sobre a terra, e em que haja sopro de vida, eu dou toda erva verde por alimento.” E assim se fez.

Isso não seria nenhuma novidade, mas é só para constatarmos o fato de que ninguém, ninguém mesmo pode sobreviver sem o alimento material e natural que Deus reservou para nós.

O Alimento Espiritual.

No texto de (Mt 26, 50b-52.) em destaque acima diz que Jesus pegou o PÃO, sim, o Pão que comemos todos os dias, feito pelo padeiro da padaria com água, sal, fermento e farinha de trigo, mas depois de abençoá-lo Jesus se refere a Ele como: “ISTO É O MEU CORPO” ?

O Que teria acontecido com o pão comum e normal depois de ter sido “ABENÇOADO” por Jesus?

Tornou-se agora não apenas um alimento para o corpo material e sim um alimento para a “VIDA ESPIRITUAL“.

O Lado invisível que não podemos ver com os olhos da carne e sim com os olhos da Fé.

Vamos falar agora deste outro TIPO DE ALIMENTO, o alimento espiritual.

Quando Deus entrega tudo por alimento ao homem no paraíso Ele faz uma pequena ressalva:  

  1. Deu-lhe este preceito: “Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; 17 . mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que dele comeres, certamente morrerás.”

Podemos dizer que nem tudo que se pode comer é bom para o corpo e pode tirar-lhe a vida, assim também nem tudo que fazemos ou falamos é bom para o espírito e a alma humana e também podem causar-lhe até mesmo a morte espiritual que é o caso do pecado.

Porém a história nos diz que após comer o fruto proibido ninguém “MORREU”, Adão e Eva não morreram materialmente, permaneceram vivos como se não tivessem comido um veneno mortal assim percebemos que a morte a que Deus se referiu não seria uma morte física e sim a morte espiritual, por isso apesar de vivos a história de suas vidas foi totalmente alterada, entrou na jogada um outro tipo de morte, a morte espiritual que é a conseqüência do pecado original que cometeram e de todo e qualquer pecado que cometemos ainda hoje.

Precisamos entender esta comparação e a diferença entre esses dois alimentos bem distintos, assim como o corpo não sobreviverá sem o alimento material, a nossa alma também precisa e necessita do verdadeiro alimento espiritual que nos livrará da morte eterna conseqüência do pecado.

Levamos em consideração também que esse alimento espiritual que Deus nos oferece é muito mais do que apenas um alimento e serve também como remédio e antidoto contra o mal causado pelo pecado que cometemos.


Deus_Oração


O Pão da Oração:


Diz Santo Agostinho:

A oração é ainda o alimento da alma, porque assim como o corpo não se pode sustentar sem alimento, assim, sem a oração, não se pode conservar a vida da alma. Como o corpo e fortalecido pela comida, assim a alma do homem é conservada pela oração.

O diálogo entre Deus e o homem no paraíso (Gn 3,8) vem demonstrar que todos os homens precisam manter este contato diário com o Pai e sem ele nos sentiremos incompletos e vazios, com ele nos sentiremos amados e valorizados e sem Ela nos sentiremos longe e abandonados.

Quando eu comecei na Renovação Carismática Católica, existia uma coisa muito diferente dos outros grupos e da própria Santa Missa.    Na Santa Missa participamos de algo público e comunitário e mesmo que existam momentos individuais, as pessoas nem sempre experimentam um diálogo pessoal e particular com Deus, já os outros grupos na época raramente faziam orações e quando faziam sempre eram aquelas escritas em livretos e decoradas, rezava-se o terço, mas em nenhuma dessas orações poderíamos identificar como pessoal e particular, pois aquelas palavras foram proferias por uma outra pessoa e por melhores ou mais bonitas que fossem não proferidas por você. 

Por outro lado a Oração espontânea praticada pela RCC era algo novo, pois não era comum, na verdade não foi fácil abrir a minha boca no grupo de oração, pois eu era muito tímido, não falava em publico e muito menos tinha costume de fazer orações em particular, no entanto no dia em que fiz a minha primeira oração foi como o céu se abrisse e daí em diante sempre foi mais fácil esta comunicação com o Pai.   Hoje em nossos grupos de oração quase não se faz mais oração pessoal e vejo isso como um grande prejuízo irreparável em nossa intimidade com Deus, já que Jesus está nos chamando para estar sempre com Ele todos os dias e esse estar com Jesus não é para ficar em silêncio e sim para falar e expor aquilo que somos em sua presença.

PRECISAMOS RECUPERAR ESSES MOMENTOS DE ORAÇÃO, PORQUE FAZEM MUITA FALTA PARA NOSSO ESPÍRITO ESTAR NA PRESENÇA DE DEUS E OUVI-LO E SER OUVIDO POR ELE.

Leia mais sobre oração neste Blog, Click aqui:


Nem_so_de_pao_vivera_o_homem


O Pão da Palavra


O C.I.C nos diz:

10.2 Alimento da Palavra de Deus

  • 2835 Este pedido e a responsabilidade que ele implica valem também para outra fome da qual os homens padecem: “O homem não vive apenas de pão, mas de tudo aquilo que procede da boca de Deus” (Mt 4,4), isto é, sua Palavra e seu Sopro. Os cristãos devem envidar todos os seus esforços para “anunciar o Evangelho aos pobres”.

  1. Virão dias – oráculo do Senhor Javé – em que enviarei fome sobre a terra, não uma fome de pão, nem uma sede de água, mas (fome e sede) de ouvir a palavra do Senhor. 12. Andarão errantes de um mar a outro, vaguearão do norte ao oriente; correrão por toda parte buscando a palavra do Senhor, e não a encontrarão. (Profeta Amós 8, 11 e 12)

  • 104 Na Sagrada Escritura, a Igreja encontra incessantemente seu alimento e sua força, pois nela não acolhe somente uma palavra humana, mas o que ela é realmente: a Palavra de Deus “Com efeito, nos Livros Sagrados o Pai que está nos céus vem carinhosamente ao encontro de seus filhos e com eles fala”.

P.10.12 Obras da Palavra de Deus

  • 131 “É tão grande o poder e a eficácia encerrados na Palavra de Deus, que ela constitui sustentáculo e vigor para a Igreja, e, para seus filhos, firmeza da fé, alimento da alma, pura e perene fonte da vida espiritual.” “É preciso que o acesso à Sagrada Escritura seja amplamente aberto aos fiéis.”

Este é um outro ponto bastante importante, porque a própria Bíblia se define como um importante alimento espiritual, São Paulo até diz aos Romanos que a Fé vem de ouvir a palavra de Deus e claramente se inclui também a leitura da palavra, já que os Coríntios e os Romanos não ouviram a voz de São Paulo quando receberam suas cartas e sim as suas cartas foram lidas na comunidade e hoje também podemos ler esta palavra e nos alimentar dela.

A RCC nasceu de uma busca por entender a palavra de Deus e daí se originou a busca pelo Espírito Santo que reavivou o Pentecostes na Igreja Católica, mas este fato não ficou no passado, porque é a vontade de Deus que todos cheguem ao pleno conhecimento de suas palavras.

(São Mateus 24,14). Este Evangelho do Reino será pregado pelo mundo inteiro para servir de testemunho a todas as nações, e então chegará o fim.

(Timóteo 2,4) O qual deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

Ler e conhecer a palavra de Deus é muito importante para nós, por isso ela se compara ao alimento já que sem o conhecimento da verdade não tem como acreditarmos em Deus e o buscarmos de todo coração.

Fast Food Espiritual

Você é do tipo que gosta de “fast food” espiritual?

Deixe-me explicar… Em outro post siga o link … (Aguarde)

Leia mais sobre A Palavra de Deus neste Blog, Click aqui:


Alimento_Espiritual_Autêntico


Jesus é o Pão da Vida:

“Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome.” (São João 6, 35). Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo.     (São João 6,51)

Jesus disse certa vez que:

  1. Nossos pais comeram o maná no deserto, segundo o que está escrito: Deu-lhes de comer o pão vindo do céu (Sl 77,24). 32. Jesus respondeu-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu, mas o meu Pai é quem vos dá o verdadeiro pão do céu; 33. porque o pão de Deus é o pão que desce do céu e dá vida ao mundo. 34. Disseram-lhe: Senhor, dá-nos sempre deste pão! 35. Jesus replicou: Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede. (São João 6, 31) 48.Eu sou o pão da vida. 49. Vossos pais, no deserto, comeram o maná e morreram. 50. Este é o pão que desceu do céu, para que não morra todo aquele que dele comer.  51. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo. 52. A essas palavras, os judeus começaram a discutir, dizendo: Como pode este homem dar-nos de comer a sua carne?  53. Então Jesus lhes disse: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos.  54. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.  55. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida.  56. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.

Com essas palavras muitos discípulos se afastaram de Jesus pois pensavam que Ele estava falando literalmente sobre comer seu corpo, o que resultou no convite para quem se escandalizasse podia ir embora e que São Pedro lhe dá a melhor resposta de todas, “Senhor, a quem iremos, pois só Tu tens as palavras de vida eterna…”

Jesus não falava literalmente para que seu corpo fosse dilacerado e repartido entre todos para que comessem sua carne, tanto porque, sua carne humana não seria suficiente para todos nós, mas falava de um milagre ainda maior, da multiplicação de sua carne para alimentar a todos os homens da terra e não somente naquela época, mas durantes todos os séculos.   Hoje podemos declarar que Jesus falava da eucaristia, o verdadeiro alimento que se multiplica sobre o altar para alimentar todos os filhos de Deus.

Não basta hoje acreditar nesta verdade, é necessário participar da Eucaristia, é necessário se alimentar deste corpo de Cristo para que possamos ser fortes espiritualmente.

Emanuel_nsap3

Tema Apresentado no Grupo de Oração Emanuel em 02/03/2015


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120 bRAÇOS DO pAI

Seminário de Vida no Espirito http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/eucaristia.jpg?w=130&h=120


Uma Experiência com deus e com DEUS!


manzana[1]

Experimente você Mesmo!


A Vivência do Sacramento do Matrimônio.


A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO

DO MATRIMÔNIO.

Tema preparado para apresentação em encontro de Casais.


Vivencia_matrimonio


Trabalhar a vivência do Matrimônio é muito importante para o fortalecimento do convívio do casal ajudando no aperfeiçoamento do Amor e a superação de todas os desentendimentos, intrigas, problemas e dificuldades do casamento no dia a dia.


O Sacramento do Matrimônio é Indissolúvel.

A nossa preparação deve ser planejada para um futuro distante e não apenas para uns dias de férias da minha vida antiga, é um passo sem retorno e que o nosso futuro dependerá de cada atitude que tomarmos a partir de agora.

(Dinâmica Opcional 1) *

(C.I.C. 1614). Na sua pregação, Jesus ensinou sem equívocos o sentido original da união do homem e da mulher, tal como o Criador a quis no princípio: a permissão de repudiar a sua mulher, dada por Moisés, era uma concessão à dureza do coração (119): a união matrimonial do homem e da mulher é indissolúvel: foi o próprio Deus que a estabeleceu: «Não separe, pois, o homem o que Deus uniu»         (Mt 19, 6).


Indissolubilidade_matrimônio


21. Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.

22. As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, 23. pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador. 24.Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos. 25.Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, 26. para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, 27. para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. 28. Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29. Certamente, ninguém jamais aborreceu a sua própria carne; ao contrário, cada qual a alimenta e a trata, como Cristo faz à sua Igreja 30. porque somos membros de seu corpo. 31. Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne (Gn 2,24). 32. Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja. 33. Em resumo, o que importa é que cada um de vós ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher respeite o seu marido.        (Efésios 5, 21 a 33) 


O Sacramento do Matrimônio começa no altar na solenidade do Casamento da Igreja.

É quando dizemos “SIM” um ao outro.

É quando livremente declaramos que desejamos viver um com o outro por toda a vida, na alegria e na tristeza, nos momentos bons e nos momentos difíceis.  Naquele momento solene, revestido de muita pompa se dá o começo de nosso casamento.  Ele vai durar a vida toda, pois é indissolúvel e sua continuidade é fundamental.

JOÃO PAULO II NA CARTA AS FAMÍLIAS

Diz que: “A Família é o Santuário da Vida.”

SANTUÁRIO SIGNIFICA LUGAR DE DEUS, LUGAR SAGRADO.

É neste ambiente que surge o casal, não mais homem e mulher, mas um casal, uma só carne que deve crescer e multiplicar-se.   O crescimento pertence aos dois, ambos devem cooperar um com o outro para que atinjam uma maturidade capaz de produzir de maneira estável a felicidade um do outro.

A vida humana surge como de uma nascente sagrada e é cultivada e formada.

Tem continuidade ao longo do futuro através das sucessões familiares.

O Concílio Vaticano II, na constituição Dogmática sobre a Igreja, começa dizendo no N. 11 que Ela é o povo de Deus, e declara que a Família é a Igreja Doméstica.

ISTO SIGNIFICA:

“LUGAR ONDE DEUS RESIDE, É ADORADO, AMADO E SERVIDO.”

“A Salvação da pessoa e da sociedade humana estão intimamente ligadas à condição da feliz comunidade conjugal e Familiar”.

A FAMÍLIA SE CONSTITUI O FUNDAMENTO DA SOCIEDADE.

Jesus habita de maneira muito especial na Família Cristã nascida e vivenciada no Sacramento do Matrimônio.  Ele revela muito bem sua presença no evangelho das Bodas de Caná da Galileia.  Quer estar com a Família ajudando-a a vencer todos os desafios de falta de vinho, isto é, o que faltar para a alegria e a felicidade plena de um casal.

Deus quando os criou homem e mulher à sua imagem e semelhança Ele os quis em Família onde impera o amor.

O ser humano é semelhante a deus na medida em que desenvolve a capacidade de amar seu semelhante, a começar pelo seu próximo mais próximo que no Matrimônio Cristão é o seu conjuge.

Criou todos os seres dotados de tudo, somente o homem, no sexto dia Ele afirmou, “CRESCEI E MULTIPLICAI, DOMINAI A TERRA.” Homem e mulher são chamados a continuar a obra de Deus, a construção mútua e do universo.

O ser humano possui a capacidade de criar, não só de seus filhos, mas de si mesmos.

Ao final deste encontro já teremos uma consciência nítida que temos uma tarefa nova e gostosa pela frente.  Devemos cultivar nosso amor e construir o Reino de Deus em nosso lar.

Temos um campo bem definido de atuação, que é nossa casa no âmbito familiar, se cada lar for um jardim de felicidade, o mundo seria exuberante, a beleza e a paz alimentarão todos os corações.  esta tarefa deve ser feita por uma livre escolha de cada um.

Nossas obrigações conjugais e familiares instintivamente devem ser prazerosas e plenas de realização.

O catecismo da Igreja Católica diz que a Família é “O VESTÍGIO E IMAGEM DA COMUNHÃO DO PAI DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. SUA ATIVIDADE PROCRIADORA E EDUCADORA É O REFLEXO DA OBRA CRIADORA DO PAI”.

Isto mostra que a Família é a unica imagem de Deus Trindade esculpida por Ele.  Não é uma imagem estática, mas dinâmica e viva como Deus é VIVO  e Dinâmico. DEUS não criou e abandonou sua obra, Ele continua agindo e nos faz seus cooperadores, responsáveis pela continuação de sua obra pelo seu aperfeiçoamento. Desde o começo da humanidade existe a família e ninguém jamais pode ou poderá destruir, pelo fato de que ela é Divina e foi instituída por Deus.  Como ensina o catecismo da Igreja Católica, “A FAMÍLIA É A CÉLULA ORIGINÁRIA DA VIDA SOCIAL.” É a sociedade natural na qual o homem e a mulher são chamados ao dom de si no amor e no dom da vida”.



A Família é o eixo da humanidade, é a sua pedra angular.

“O FUTURO DA HUMANIDADE PASSA PELA FAMÍLIA.”

É na família que pais e filhos devem encontrar a felicidade.

Quem não experimenta o amor na família será difícil encontrá-lo noutro lugar.

É na família que desde a infância se assimilam os valores morais, a forma de conduta e a hierarquia de valores.

É na família que as crianças devem aprender a amar a Deus, a respeitar a seus pais, a usar sua liberdade de dentro dos limites da disciplina familiar.

É na família que os filhos aprendem a se valorizar por ter uma obrigação, um dever a cumprir, exercícios escolares a realizar.

Quando os filhos crescem nunca se esquecem dos preceitos familiares nem dos conselhos de seus pais, mesmo que os testem na adolescência e se afastem deles por algum tempo.

Os valores humanos e evangélicos plantados uma vez no coração das crianças, não morrem, mesmo que eles aparentemente os reneguem, uma força interior os conduz para a justiça e para o desejo de amar e ser amados.

A nossa espiritualidade de casados, não é a de Padres e freiras celibatários. nossa espiritualidade própria envolve os dois, não pode ser individual.   deus nos confiou uma tarefa comum, que devemos cumprir a dois.

Precisamos cimentar o nosso amor no AMOR de DEUS. Quanto mais nos amarmos um ao outro mais estamos amando a Deus e nossas brigas, desentendimentos, rancores e falta de perdão com toda certeza são ofensas a Deus.  Nossa infidelidade conjugal é também infidelidade a deus. Somos encarregados de fazer com que o mandamento do amor seja posto em pratica, a partir da nossa casa.

A oração do casal é fundamental, precisamos rezar juntos.

A experiência que temos com casais mostra que eles tem uma profunda dificuldade para rezar juntos. Alguns rezam até demais, individualmente. Há casais que rezam cada um para o seu lado.

Todos os dias precisamos oferecer a Deus nosso trabalho diário, nossos filhos, nossos problemas e pedir que Ele nos ajude a cumprir sua vontade ao longo do dia.

Há muita gente que procura por uma oração forte, mas asseguro a você que não existe uma oração mais forte do que o casal que reza junto, sabem porque? É Jesus que reza ao Pai unido ao casal e pede ao Pai juntamente com os dois, conforme prometeu em (São Mateus 18, 19-20) “ONDE DOIS OU MAIS ESTIVEREM REUNIDOS EM MEU NOME EU ESTAREI NO MEIO DELES”.

Nosso amor conjugal precisa crescer cada dia e o caminho para que isso aconteça consiste no dialogo e perdão. Sem dialogo meus amigos não conheceremos um ao outro E NINGUÉM AMA A QUEM NÃO CONHECE, ficamos imaginando cousas que não são verdadeiras e nos afastam mais um do outro. O diálogo precisa ser humilde, verdadeiro, construtor.  Temos um belo exemplo de diálogo na Bíblia em (São João 4) quando Jesus fala com a Samaritana no poço de Jacó.

O PERDÃO

Não precisamos falar, todos sabem pela sua experiência de casados que Ele reconstrói e restaura nossa casa e sem Jesus o nosso castelo de areia desaba.

O amor definha na medida em que não oferecemos o perdão do mesmo modo como as plantas secam por falta d’água.

Quantas vezes perdoar, minhas amigas e meus amigos?

Qual foi a resposta de Jesus a São pedro?

Pedro perguntou ao Mestre se poderia perdoar até sete vezes.

Jesus respondeu enfaticamente, não apenas sete vezes apenas, mas setenta vezes sete todos os dias. isto significa: SEMPRE, SEMPRE SEMPRE.

Há, já perdoei duas vezes, agora ele vai ver o que é bom, vou me vingar.

As vezes dizemos isso. sem deixar de rezar o Pai nosso “

PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS …

Amigas e amigos se há algo muito importante para a espiritualidade conjugal, são os nossos corpos. Saíram das mãos de Deus que nos fez homem e mulher, atraídos um pelo outro e desejosos de se darem um ao outro.

A felicidade mais parecida com a do céu é a do orgasmo.

Deus quer que experimentemos uma amostra grátis da felicidade celestial. Como é bom estarmos junto, como faz bem nos doarmos um ao outro sem reservas e sem pensar em outro ou outra.

Nós precisamos aperfeiçoar nossa relação sexual. Ela não começa na hora que a gente entra no quarto e inicia a se despir.

Ela começa pela manhã quando acordamos e damos um bom dia bem alegre ao nosso cônjuge.

Devemos agradecer a Deus por termos ao nosso lado a fonte de nossa alegria  e felicidade que é o nosso cônjuge e manifestar um ao outro toda ternura, respeito e atenção.

A mulher é fisiologicamente diferente do homem, seu sexo é mais difuso em todo o corpo e é mais lento nas relações. NAS REAÇÕES. Enquanto que o homem tem um processo mais rápido, por esta razão ele deve procurar sintonizar com as relações dela para que sejam bem sucedidos.

Faz parte de nossa espiritualidade conjugal nosso bom desempenho no sexo, fazendo seu parceiro e parceira felizes.

Como dizia um certo Padre com experiência com casais, depois de uma noite bem sucedida vocês têm mais ânimo e coragem para a labuta, sofrimentos e canseiras do dia a dia.

Amigos e amigas, certamente levamos muitos bons propósitos deste Encontro com Cristo.

Nossa lua de mel mais consciente de nosso matrimônio vai recomeçar a partir de hoje melhor do que da primeira vez.

Mas queremos alertar a vocês de uma coisa verdadeira que nos poderá atrapalhar logo mais e nos decepcionar um com o outro.

É que somos pecadores  e como tais precisamos da ajuda dos irmãos. precisamos de uma equipe de casais para nos ajudarem na caminhada a refazer nosso entusiasmo e nossos bons propósitos.

Falamos disto com muita experiência pois há muitos anos nos reunimos com a mesma equipe de espiritualidade conjugal e caminhamos para Deus todos juntos.

Não abandonem   sua equipe. Ela é a garantia de seu sucesso daqui para frente. Na sua equipe você vai viver em comunidade, sendo uma célula viva da Igreja de Cristo.


38bceab0255f8744[1]

Baixe o texto em Documento – Wold.Doc

07 – A Vivência do Sacramento do Matrimônio.doc

8836df04d428903f901fe9a769c1c97a_kak-redaktirovat-pdf-dokument-411-414-c[1]

Click e Baixe o Texto em arquivo PDF

07 – A Vivência do Sacramento do Matrimônio.pdf



A Pastoral Familiar no Brasil.


Deus Uniu

“Superar os momentos difíceis é sabedoria…Viver os momentos felizes é uma arte.Que a felicidade a dois continue sendo o objetivo principal de suas vidas. Que a caminhada seja longa repleta de amor e compreensão. ”Que Jesus continue sempre presente realizando o milagre do vinho novo nos momentos mais Difíceis da Vida.Nossos Votos de Muitas felicidades.


3.    O CASAL CRISTÃO NO MUNDO DE HOJE.


Dinâmica do Café com Leite:

Indissolubilidade do Matrimônio



Dinâmica da Pipoca

Pipoca sem Sal não tem Sabor

SAL DA TERRA


      Atualizado em 10/05/2012




Encontro de Casais com Cristo_ECC


Dia Internacional da Família.


Dia_família


           O dia da família é uma data internacionalmente conhecida, comemorada em 15 de maio, desde 1994. Nesta data, a ONU (Organização das Nações Unidas) celebrou o ano internacional da família, através do tema “Família, Capacidades e Responsabilidades num Mundo em Transformação”.

       A família é composta por pessoas ligadas através de laços sanguíneos, constituída por todos os parentescos, como pais, avós, tios, primos, netos, sobrinhos, dentre outros.

        Antigamente as famílias eram patriarcais, se apresentavam com um núcleo composto por marido, mulher e filhos. Os pais eram muito distantes dos filhos, quase não conversavam com os mesmos e eram tidos como os chefes das famílias, tendo que ser respeitados por todos. Era um tempo muito severo.

Hoje em dia as famílias se transformaram muito, em razão das mudanças socioculturais, econômicas e religiosas. Os fatores que mais influenciaram na transformação das famílias foram as modernidades, as conquistas da mulher no mercado de trabalho. As mulheres não se encontram mais dependentes dos maridos, conseguem se manter financeiramente e por isso o número de divórcios aumentou muito nos últimos anos.

Nesta data é importante que as pessoas revejam seus conceitos sobre família, assim como os papéis de cada um dentro dessa, pois temos visto problemas familiares sérios, em razão das pessoas casarem e não assumirem suas responsabilidades dentro do lar.     São homens que priorizam outras atividades e deixam mulheres e filhos sozinhos em casa, assim como mulheres que não querem assumir o papel de esposa, tomando as responsabilidades da casa, mesmo trabalhando fora.

É muito importante a vida em família, pois as pessoas necessitam umas das outras. Além disso, compartilhar momentos de afetividade com os parentes só faz bem para as pessoas, traz proximidade, calor humano, harmonia, amor, carinho, sentimentos que as pessoas precisam para serem felizes.

Segundo pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nos últimos anos aconteceu uma mudança brusca no perfil das famílias, hoje os casais têm apenas um ou dois filhos.


No Brasil, a data é comemorada no dia oito de dezembro, criada em 1963, pelo presidente João Goulart.

Por Jussara de Barros

Graduada em Pedagogia
Fonte: Equipe Brasil Escola


Semana_da_Familia

A proposta de Deus para as Famílias de Hoje.


“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; Se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela” (Salmo 127:1).



                 Deus nos criou e designou o casamento e a família como a mais fundamental das relações humanas. Em nosso mundo de hoje em dia, vemos famílias atormentadas pelo conflito e arrasadas pela negligência e o abuso. O divórcio tornou-se uma palavra comum, significando miséria e dureza para os múltiplos milhões de suas vítimas. Muitos homens jamais aprenderam a ser esposos e pais devotados. Muitas mulheres estão fugindo de seus papéis dados por Deus. Pais que não têm nenhuma idéia de como preparar seus filhos estão assim perturbados pelo conflito com seus rebentos rebeldes. Outros simplesmente abandonam seu dever, deixando filhos sem qualquer preparação ou provisão.

Para muitas pessoas, hoje em dia, a frase familiar e confortadora “Lar, Doce Lar” não é mais do que uma ilusão vazia. Não há nada doce ou seguro num lar onde há o abuso, a traição e o abandono.

Haverá uma solução?

Poderemos evitar tais tragédias em nossas famílias?

Poderão os casais jovens manter o brilho do amor e do otimismo décadas depois de fazerem os votos no casamento?

Haverá esperança de recuperação dos terríveis erros do passado?

A resposta para todas estas perguntas é SIM!

As soluções raramente são fáceis. A construção de lares sólidos não acontece por pura sorte. Somente pelo retorno ao padrão de Deus para nossas famílias poderemos começar a entender as grandes bênçãos que ele preparou para nós em lares construídos sobre a rocha sólida da sua palavra. Consideremos brevemente alguns princípios básicos ensinados na Bíblia sobre a família.

O Propósito Básico de Deus para a Família.

Quando temos dificuldade com a geladeira, entendemos que o fabricante, que escreveu o manual do usário, sabe mais sobre o aparelho do que nós. Lemos o manual para resolver o problema. Quando vemos tantos problemas nas famílias de hoje, só faz sentido que nosso Criador, que escreveu o “manual do usuário”, sabe mais a respeito da família do que nós. Precisamos ler o manual para achar como construir e manter bons lares.

Encontramos estas instruções na Bíblia. Ela nos guia em cada aspecto do serviço a ele, incluindo a realização de nossos papéis na família.

Casamento

A família começa com o casamento. Quando Deus criou Adáo e Eva, ele revelou seu plano básico para o casamento: “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne” (Gênesis 2: 24). Este plano é claro. Um homem ligado a uma mulher. Milhares de anos mais tarde, Jesus afirmou que este ainda é o plano de Deus. Ele citou este versículo e acrescentou: “Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mateus 19:6). Este casamento é uma relação para toda a vida. Somente a morte deve cortar este laço (Romanos 7:1-3).

Deus aprovou as relações sexuais somente dentro do casamento. Não há nada de mal ou impuro sobre as relações sexuais dentro de um casamento aprovado por Deus (Hebreus 13:4). Esposos e esposas têm a responsabilidade de satisfazer os desejos sexuais (dados por Deus) aos seus companheiros (1 Coríntios 7:1-5).

Todas as outras relações sexuais são sempre e absolutamente erradas. Relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo são absolutamente proibidas por Deus (Romanos 1:24-27; 1 Coríntios 6:9-11). Deus não criou Adão e João. Ele fez uma mulher, Eva, como uma parceira apropriada para Adão. As relações sexuais antes do casamento, mesmo entre pessoas que pretendem se casar, são condenadas por Deus (1 Coríntios 7:1-2, 8-9; Gálatas 5:19). As relações sexuais extra-conjugais são também claramente proibidas (Hebreus 13:4).

Filhos

Casais assim unidos diante de Deus pelo casamento gozam o privilégio de terem filhos. Deus ordenou a Adão e Eva e aos filhos de Noé que tivessem filhos (Gênesis 1:28; 9:1). Ainda que nem todas as pessoas tenham que se casar, e que nem todas terão filhos, é ainda o plano básico de Deus que os filhos nasçam dentro de famílias, completas com pai e mãe (1 Timóteo 5:14). Em lugar nenhum da Bíblia encontramos autorização para uma mulher ter relações sexuais para conceber um filho, antes ou sem casamento. A paternidade solteira, que está se tornando moda em nossa sociedade moderna é um afastamento do plano de Deus que terá sérias conseqüências para as gerações vindouras.

Papéis Dados por Deus Dentro da Família

Dentro desta estrutura do propósito Divino, consideremos os papéis que Deus atribuiu aos homens, mulheres e filhos.

Homens: Esposos e Pai

A responsabilidade dos esposos é bem resumida em Efésios 5:25: “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela”. O esposo tem que colocar as necessidades de sua esposa acima das suas próprias, mostrando devoção desprendida aos melhores interesses da “parte mais frágil” que necessita da sua proteção. Ele tem que trabalhar honestamente para prover as necessidades da família (2 Tessalonicenses 3:10-11; 1 Timóteo 5:8).

Os pais são especialmente instruídos por Deus para preparar seus filhos na instrução e na disciplina do Senhor (Efésios 6:4). Este é um trabalho sério e, às vezes, difícil, mas com resultados eternos! Os espíritos de seus filhos existirão eternamente, ou na presença de Deus ou separados dele. A maior meta de um pai para seus filhos deveria sempre ser a salvação eterna deles.

Mulheres: Esposas e Mães

Uma esposa tem um papel muito desafiador no plano de Deus. Ela tem que complementar seu esposo como uma auxiliar submissa, que partilha com ele as experiências da vida. As pressões da sociedade moderna para rejeitar a autoridade masculina não obstante, a mulher devota aceita seu papel como aquela que é cuidadosamente submissa ao seu esposo (Efésios 5:22-24; 1 Pedro 3:1-2).

As mulheres de hoje em dia que rejeitam este papel dado por Deus estão na realidade difamando a palavra dele (Tito 2:5).

Deus instrui as mulheres para mostrarem terna afeição aos seus esposos e filhos, e a serem honestas e fiéis donas de casa (Tito 2:4-5). Apesar dos esforços de algumas pessoas para desvalorizar o papel das mulheres que são dedicadas a suas famílias, Deus tem em alta estima a mulher que é uma boa dona de casa e uma amorosa esposa e mãe. Tais mulheres devotas são também dignas de respeito e apreciação de seus esposos e filhos (Provérbios 31:11-12,28).

Filhos: Seguidores Obedientes

Deus também definiu o papel dos filhos. Paulo revelou em Efésios 6:1-2 que os filhos deverão:

1. Obedecer a seus pais. Deus colocou os pais nesta posição de autoridade e os filhos têm que respeitá-los. Muitas pessoas consideram a rebeldia de uma criança como uma parte comum e esperada do “crescimento”, mas Deus coloca-a na lista com outros terríveis pecados contra ele (2 Timóteo 3:2-5).

2. Honrar seus pais. Os pais que sustentam, instruem e preparam seus filhos devem ser honrados. Jesus mostrou que esta honra inclui prover as necessidades dos pais idosos (Mateus 15:3-6).

Lares Piedosos Nestes Dias?

É, freqüentemente, muito difícil corrigir anos ou mesmo gerações de erros. Mas está claro que o único modo pelo qual podemos esperar ter boas famílias construídas nos princípios divinos é voltar ao plano que Deus tem revelado. Temos que estudar a Bíblia, aprender estes princípios, aplicá-los em nossas vidas, e ensiná-los aos nossos filhos e aos outros. Lembre-se, os benefícios serão eternos!

Você está construindo seu lar sobre a fundação da palavra de Deus?

Fonte:  http://pstfamilia.blogspot.com.br



Amor eterno
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg?w=130&h=120

NAMORO


Eucaristia, O Corpo Vivo de Cristo.

Estes são 10 dos mais conhecidos

Milagres Eucarísticos ocorridos no mundo.

A divulgação destes fatos milagrosos é tão importante quanto o motivo pelo qual Deus os tenha realizado em cada lugar em particular e sempre pelo mesmo motivo, para reavivar a nossa fé e nos relembrarmos que seu corpo é o nosso verdadeiro alimento espiritual e seu sangue é a verdadeira bebida que sacia nossa sede eternamente.

Reportagem publicada Por:

Prof. Felipe Aquino – www.cleofas.com.br

A revista “Jesus” das Edições Paulinas de Roma, publicou uma matéria do escritor Antonio Gentili, em abril de 1983, pp. 64-67, onde apresenta uma resenha de milagres eucarísticos.

Há tempos, foi traçado um “Mapa Eucarístico”, que registra o local e a data de mais de 130 milagres, metade dos quais ocorridos na Itália.

São muitíssimos os milagres eucarísticos no mundo todo. Por exemplo, Marthe Robin, uma francesa, milagre eucarístico vivo, alimentou-se durante mais de quarenta anos só de Eucaristia. Teresa Newmann, na Alemanha, durante mais de 36 anos alimentou-se só de Eucaristia.

dc27de60[2]1 – Lanciano – Itália – no ano 700

Em Lanciano – séc. VIII. Um monge da ordem de São Basílio estava celebrando na Igreja dos santos Degonciano e Domiciano. Terminada a Consagração, que ele realizara, a hóstia transformou-se em carne e o vinho em sangue depositado dentro do cálice. O exame das relíquias, segundo critérios rigorosamente científicos,, foi efetuado em 1970-71 e outra vez em 1981 pelo Professor Odoardo Linoli, catedrático de Anatomia e Histologia Patológica e Química e Microscopia Clínica, Coadjuvado pelo Professor Ruggero Bertelli, da Universidade de Siena. Resultados:

1) A hóstia é realmente constituída por fibras musculares estriadas, pertencentes ao miocárdio.

2) Quanto ao sangue, trata-se de genuíno sangue humano. Mais: o grupo sangüíneo ‘A’ que pertencem os vestígios de sangue, o sangue contido na carne e o sangue do cálice revelam tratar-se sempre do mesmo sangue grupo ‘AB’ (sangue comum aos Judeus). Este é também o grupo que o professor Pierluigi Baima Bollone, da universidade de Turim, identificou no Santo Sudário.

3) Apesar da sua antigüidade, a carne e o sangue se apresentam com uma estrutura de base intacta e sem sinais de alterações substanciais; este fenômeno se dá sem que tenham sido utilizadas substâncias ou outros fatores aptos a conservar a matéria humana, mas, ao contrário, apesar da ação dos mais variados agentes físicos, atmosféricos, ambientais e biológicos.  

e6982d20[1]2 – Ferrara – 28/03/1171

Aconteceu este milagre na Basílica de Santa Maria in Vado, no século XII. Propagava-se com perigo a heresia de Berengário de Tours (†1088), que negava a Presença real de Cristo na Eucaristia. Aos 28 de março de 1171, o Pe. Pedro de Verona, com três sacerdotes celebravam a Missa de Páscoa; no momento de partir o pão consagrado, a Hóstia se transformou em carne, da qual saiu um fluxo de sangue que atingiu a parte superior do altar, cujas marcas são visíveis ainda hoje. Há documentos que narram o fato: um “Breve’ do Cardeal Migliatori (1404). – Bula de Eugênio IV (1442), cujo original foi encontrado em Roma em 1975. Mas, a descoberta mais importante deu-se em Londres, em 1981, foi encontrado um documento de 1197 narrando o fato.

ef096d60[1]3 – Milagre Eucarístico de

Santarém – Portugal

 (1247)

Aconteceu no dia 16 de fevereiro de 1247, em Santarém, 65 km ao norte de Lisboa. O milagre se deu com uma dona de casa, Euvira, casada com Pero Moniz, a qual sofrendo com a infidelidade do marido, decidiu consultar uma bruxa judia que morava perto da igreja da Graça. Esta bruxa prometeu-lhe resolver o problema se como pagamento recebesse uma Hóstia Consagrada. Para obter a Hóstia, a mulher fingiu-se de doente e enganou o padre da igreja de S. Estevão, que lhe deu a sagrada Comunhão num dia de semana. Assim que ela recebeu a Hóstia, sem o padre notar, colocou-a nas dobras do seu véu. De imediato a Hóstia começou a sangrar. Assustada, a mulher correu para casa na Rua das Esteiras, perto da Igreja e escondeu o véu e a Hóstia numa arca de cedro onde guardava os linhos lavados. À noite o casal foi acordado com uma visão espetacular de Anjos em adoração à sagrada Hóstia sangrando. Varias investigações eclesiásticas foram feitas durante 750 anos. As realizadas em 1340 e 1612 provaram a sua autenticidade. Em 5 de abril de 1997, por decreto de D. Antonio Francisco Marques, Bispo de Santarém, a Igreja de S. Estevão, onde está a relíquia, foi elevada a Santuário Eucarístico do Santíssimo Sangue.

4 – Orvieto – Bolsena – Itália – 1263


Jesus tinha pedido à Beata Juliana de Cornillon (†1258) a introdução da festa de “Corpus Domini” no calendário litúrgico da Igreja. O Pe. Pedro de Praga, da Boêmia, celebra uma Missa na cripta de Santa Cristina, em Bolsena, e então, ocorre o milagre: da hóstia consagrada caem gotas de sangue sobre o corporal… O Papa Urbano IV (1262´1264), residia em Orvieto e ordena ao Bispo Giacomo levar as relíquias de Bolsena a Orvieto. O Papa emitiu a Bula Transiturus de mundo, em 11/08/1264, onde prescreveu que na 5ª feira após a oitava de Pentecostes, seja celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor Corpus Cristi. São Tomás de Aquino foi encarregado pelo Papa para compor o Ofício da celebração. Em 1290 foi construída a Catedral de Orvieto, chamada de “Lírio das Catedrais”.

5 – Offida – Itália – 1273

Ricciarella Stasio – devota imprudente, realizava práticas supersticiosas com a Eucaristia; em uma dessas profanações, a Hóstia se transformou em carne e sangue. Foram entregues ao pe. Giacomo Diattollevi, e são conservadas até hoje. Há muitos testemunhos históricos sobre este fato.

fa1aada0[2]6 – Sena – Cáscia – Itália – 1330

Hoje este milagre é celebrado em Cássia, terra de Santa Rita de Cássia. Em 1330, um sacerdote foi levar o viático a um enfermo e colocou indevidamente, de maneira apressada e irreverente, uma Hóstia dentro do seu Breviário para levá-la ao doente grave. No momento da Comunhão, abriu o livro e viu que a Hóstia se liquefez e, quase reduzida a sangue, molhou as páginas do Livro. Então o sacerdote negligente apressou-se a entregar o livro e a Hóstia a um frade agostiniano de Sena, o qual levou para Perúgia a pagina manchada de sangue e para Cáscia a outra página onde a Hóstia ficou presa. A primeira página perdeu-se em 1866 mas a relíquia chamada de “Corpus Domini” é atualmente venerada na basílica de Santa Rita.

7 – Turim – Itália – 1453

https://i1.wp.com/www.almasenlinea.org/images/eucari1.jpgNa Alta Itália ocorria uma uma guerra furiosa pelo ducado de Milão. Os Piemonteses saquearam a cidade; ao chegarem a Igreja, forçaram o Tabernáculo. Tiraram o ostensório de prata, no qual se guardava o corpo de Cristo ocultando-no dentro de uma carruagem juntamente com os outros objetos roubados, e dirigiram-se para Turim. Crônicas antigas relatam que, na altura da Igreja de São Silvestre, o cavalo parou bruscamente a carruagem – o que ocasionou a queda, por terra, do ostensório – o ostensório se levantou nos ares “com grande esplendor e com raios que pareciam os do sol”. Os espectadores chamaram o Bispo da cidade, Ludovico Romagnano, que foi prontamente ao local do prodígio. Quando chegou, “O ostensório caiu por terra, ficando o corpo de Cristo nos ares a emitir raios refulgentes”. O Bispo, diante dos fatos, pediu que lhe levassem um cálice. Dentro do cálice, desceu a hóstia, que foi levada para a catedral com grande solenidade. Era o dia 9 de junho de 1453. Existem testemunhos contemporâneos do acontecimento (Atti Capitolari de 1454 a 1456). A Igreja de “Corpus Domini” (1609), que até hoje atesta o prodígio.

8 – Faverney, na França, em 1600

O Milagre Eucarístico que aconteceu em Faverney, na França consistiu numa notável demonstração sobrenatural de superação da lei da gravidade. Faverney está localizado a 20 quilômetros de Vesoul, distante 68,7 quilômetros de Besançon.Um dos noviços chamado Hudelot, notou que o Ostensório que se encontrava junto Santíssimo Sacramento sobre o Altar, elevou-se e ficou suspenso no ar e que as chamas se inclinavam e não tocavam nele. Os Frades Capuchinhos de Vesoul também apressaram-se para observar e testemunhar o fenômeno. Embora os monges com a ajuda do povo, conseguiram apagar o incêndio que queria consumir toda a Igreja, o Milagre não cessou, o Ostensório com JESUS Sacramentado continuou flutuando no espaço.

176196e10[1]9 – Sena – Itália – 1730

Na Basília de São Francisco, em Sena, pátria de Santa Catarina de Sena, durante a noite de 14 para 15 de março de 1730, foram jogadas no chão 223 hóstias consagradas, por ladrões que roubaram o cibório de prata onde elas estavam. Dois dias depois, as Hóstias foram achadas em caixa de esmolas misturas com dinheiro. Elas foram limpadas e guardadas na Basílica de São Francisco; ninguém as consumiu; e logo o milagre aconteceu visto que com o passar do tempo as Hóstias não se estragaram, o que é um grande milagre. A partir de 1914 foram feitos exames químicos que comprovaram pão em perfeito estado de conservação.

10 – Em Stich, Alemanha, 1970

Na região Bávara da Alemanha, junto à fronteira suíça, em 9 de junho de 1970, enquanto um padre visitante da Suíça estava celebrando uma Missa numa capela, uma série incomum de eventos aconteceu. Depois da Consagração, o celebrante notou que uma pequena mancha avermelhada começou a aparecer no corporal, no lugar onde o cálice tinha estado descansando. Desejando saber se o cálice tinha começado a vazar, o padre correu a mão dele debaixo do cálice, mas achou-o completamente seco. A esta altura, a mancha crescera, atingindo o tamanho de uma moeda de dez centavos. Depois de completar a Missa, o padre inspecionou todo o altar, mas não conseguiu encontrar qualquer coisa que pudesse ser remotamente a fonte da mancha avermelhada. Ele trancou o corporal que apresentava a mancha num local seguro, até que pudesse discutir o assunto com o pároco.

por Prof. Felipe Aquino

http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2008/05/22/10-milagres-eucaristicos/

Os Discipulos de Emaus.

Após o Sepultamento de Jesus, alguns de seus discípulos retornaram para seus lares e comentavam pelo caminho que aquilo que eles esperavam de Jesus acabou não acontecendo, já que Ele havia morrido sem consumar as promessas do Pai, mas a quem eles disseram estas palavras de desânimo ?  Disseram isso ao próprio Jesus que caminhava ao lado deles, já ressucitado e mais uma vez mostrando que cumpriu sua promessa de ressurgir e levaria à consumação todas as promessas do Pai.

O detalhe que salta aos olhos no relato acima, é o momento do Partir do Pão, neste  instante seus olhos se abriram e revelaram a pessoa de Jesus já ressuscitado, o mesmo Pão que lhes havia sido doado na quinta-feira durante a Ultima Ceia em preparação para a Páscoa com a seguinte recomendação:

Este é meu corpo …

Tomai e comei …

Este é meu sangue …

Tomai e bebei …

“Fazei isto em Memória de Mim…”

Mas aparentemente nós também nos comportamos como estes discípulos de Emaus, nos esquecendo das palavras de Jesus, tão pouco tempo depois de terem sido anunciadas, por isso é tão necessário que o Pai reavive a nossa memória com estes milagres que aconteceram no passado, mas que continuam até os dias de hoje para serem comprovados fisicamente por quem quiser estudá-los, uma vez que todos estes milagres ainda estão lá para serem vistos e comprovados ainda hoje.

Temos também um testemunho “leia aqui” como estes acima que não foram preservados ou comprovados como estes, porque ocorreu junto daqueles que preferem dizer que tudo isso não é verdade, mesmo quando seus proprios olhos veem e suas mãos consigam apalpar, mas como em tantos outros casos Deus continuará revelando a sua verdade para que muitos possam crer e serem salvos.

COMPROVAÇÕES COMO ESTAS ACIMA

SERÃO TOTALMENTE DESNECESSÁRIAS

QUANDO:

Disse-lhe Jesus:

Creste, porque me viste.

Felizes aqueles que crêem

sem ter visto!

(São João 20,29)

A IGREJA NÃO ESCONDE A VERDADE

COMPROVA E PRESERVA

PARA QUE O MUNDO CREIA

SOMENTE NA VERDADE DIVINA.

LANCIANO HOJE

COMO A 1300 ANOS ATRÁS.

lanciano_401.jpg

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/eucaristia.jpg?w=130&h=120&h=120
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/03/eucaristia.jpg?w=130&h=120&h=120

.

Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto.

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não der fruto em mim, ele o cortará;



2 – e podará todo o que der fruto, para que produza mais fruto. 3 – Vós já estais puros pela palavra que vos tenho anunciado. 4 – Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim. 5 – Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6 – Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á. 7 – Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito.

(São João 15,1).


Uvas

Viver em Comunidade é o desejo do Espírito Santo.

39 – Pois a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus.

40 – Ainda com muitas outras palavras exortava-os, dizendo: Salvai-vos do meio dessa geração perversa!

41 – Os que receberam a sua palavra foram batizados. E naquele dia elevou-se a mais ou menos três mil o número dos adeptos.

42 – Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, na reunião em comum, na fração do pão e nas orações.

43 – De todos eles se apoderou o temor, pois pelos apóstolos foram feitos também muitos prodígios e milagres em Jerusalém e o temor estava em todos os corações.

44 – Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum.

45 – Vendiam as suas propriedades e os seus bens, e dividiam-nos por todos, segundo a necessidade de cada um.

46 – Unidos de coração freqüentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e tomavam a comida com alegria e singeleza de coração,

(Atos dos Apóstolos 2,39).

2 – Oh Como é bom e agradável os Irmãos que viverem em União. (Salmos 132,2).


//mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/pentecostes-ico.jpg” contém erros e não pode ser exibida.
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg?w=130&h=120

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/eucaristia.jpg CORPO DE DEUS MILAGRE DE LANCIANO