Analogia entre a Bíblia e o Celular.




Um


 1. A Bíblia é um conjunto de livros inspirados por Deus que foi escrito para ensinar, instruir e nos conduzir nos caminhos de Cristo. É subdividida em A.T. e N.T. livros capítulos e versículos para facilitar o seu entendimento.

Foi o primeiro livro a ser editado e impresso é traduzida em diversas línguas e continua sendo o livro mais vendido em todo o mundo, porém apesar de estar presente em quase todas as casas ainda existe muitos que não a conhecem e jamais leram um versículo sequer. 

O Celular é um dispositivo eletrônico concebido como meio de comunicação de voz em substituição ao antigo telefone com  fio  fixo…

Sua  evolução incorporou o rádio, o videogame, a internet, o computador, a televisão, a geoposição, a identificação pessoal e diversas outras funções:

Diminuiu de tamanho, aumentou a qualidade e a praticidade, tem levado o ser humano à uma dependência viciosa afetando principalmente os mais jovens que usam até mais de um aparelho ao mesmo tempo.

Deus sempre quis se comunicar com seus filhos… Apesar da distância e o afastamento causado pelo pecado o Pai manteve sua comunicação com o homem e de diversas formas visíveis se manifestou no passado.

Uma de suas manifestações mais reconhecidas como sua verdadeira voz dirigida à humanidade é mesmo a Bíblia também  conhecida como:

“A Palavra de Deus.”

Através de sua palavra escrita na Bíblia Deus Pai se COMUNICA e fala intimamente ao coração de seus filhos que somos nós.

Os homens mal se comunicavam quando começaram a desenhar nas rochas as suas maiores conquistas.

Desenhar se tornou uma forma prática de guardar memórias e deixar mensagens para o dia seguinte ou para outra tribo.

Os desenhos se resumiram em figuras repetidas que foram as primeiras palavras que se multiplicaram se tornando a forma de guardar as memórias que precisavam ser preservadas e compartilhadas no futuro. 

Assim surgiu a primeira forma de comunicação a distância conhecida pelo homem.

A linguagem e a escrita proporcionaram a evolução da comunicação e hoje uma mensagem digitalizada  convertida em sinais magnéticos codificados viaja na velocidade da luz em todas as direções e alcança até os confins do universo. 

Porém o homem está cada vez mais isolado e sozinho buscando a resposta para sua existência nas estrelas do céu sem perceber que a sua resposta sempre esteve muito mais próxima do que ele imaginava.

Está dentro de seu coração onde Deus habita.

2. Nós estamos cada vez mais dependentes de nosso mini dispositivo de comunicação. Com 1001 utilidades igual a um canivete Suíço já não se pode mais deixar para trás porque não dá para fazer mais nada sem ele.

Já imaginou o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia do mesmo jeito que tratamos o nosso celular?

3. E se sempre carregássemos a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa? E se déssemos uma olhada nela várias vezes ao dia? E se voltássemos para apanhá-la quando a esquecemos em casa, ou no escritório… ?

4. E se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos? E se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela? E se a déssemos de presente às crianças?

5. E se a usássemos quando viajamos? E se lançássemos mão dela em caso de emergência?

6. Ao contrário do celular, a Bíblia não fica sem sinal. Ela ‘pega’ em qualquer lugar. Não é preciso se preocupar com a falta de crédito porque Jesus já pagou a conta e os créditos não têm fim. E o melhor de tudo: não cai a ligação e a carga da bateria é para toda a vida.

7. ‘Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto’! (Is 55,6)*

8. NELA ENCONTRAMOS ALGUNS TELEFONES DE EMERGÊNCIA:

9. Quando você estiver triste, Quando pessoas falarem de você, Quando você estiver nervoso, Quando você estiver preocupado, Quando você estiver em perigo,

10. Quando você estiver triste,  ligue João 14.
Quando pessoas falarem de você, ligue Salmo 26.
Quando você estiver nervoso, ligue Salmo 50.
Quando você estiver preocupado, ligue Mateus 6,19,34.
Quando você estiver em perigo, ligue Salmo 90.

Quando Deus parecer distante, ligue Salmo 62.

Quando sua fé precisar ser ativada, ligue Hebreus 11. 

Quando você estiver solitário e com medo, ligue Salmo 22. 

Quando você for áspero e crítico, ligue 1 Coríntios 13.

Para saber o segredo da felicidade, ligue Colossenses 3,12-17.

11. Quando você quiser paz e descanso,

ligue Mateus 11,25-30

Quando o mundo parecer maior do que Deus, ligue Salmo 89 

Se as pessoas parecem indelicadas, ligue João 15

Se você está desencorajado com o trabalho, ligue Salmos 125

12. Não tenha receio de procurar por Jesus sempre que precisar, pois Ele estará sempre disposto a te acolher em todas as suas necessidades.

13. Tu, porém, permanece firme naquilo que aprendeste e creste. Sabes de quem aprendeste. E desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que elas têm o condão de te proporcionar a sabedoria que conduz à salvação, pela fé em Jesus Cristo. Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra. (2Timóteo 3,14-17)

14. “Porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4,12) 4:11:51 Link’s para outras Mensagens


Agenda_bíblica


.



Biblia_catolica_on_line leia-a-biblia
Palavras_ao_vento A_palavra_tem_poder Pregando_Palavra_j

BAIXE O SLAID EM POWER POINT PARA VISUALIZAR OS EFEITOS



Alerta a respeito do jogo virtual Pokémon Go.


pokemon-go-danger[1]


Não queremos fazer nenhum alarde e nem condenar nenhum tipo de aplicativo para celular, mas este tipo de jogo não é simplesmente um jogo pré-programado onde cada personagem ocupa o seu lugar fixo em um jogo que pode ser desligado e encerrado a qualquer tempo pelo jogador e que esse protagonista “Jogador” comandava a ação a qualquer tempo escolhendo o lugar onde irá executar o seu jogo.

No caso do Pokémon Go ele é que escolherá o local que a ação deve ocorrer e permanecerá sempre ligado jamais dando um descano ao protagonista “Jogador”.

Os jogos que entrarão em uso após esta enorme porta aberta virão com o intuito não de se tornar uma peça manipulada por um jogador externo e sim conseguirá manipular o seu protagonista fazendo com que ele sim se movimente e saia de seu lugar e vá arriscar a sua vida em uma jornada desconhecida, isto porque não se sabe onde os tais monstrinhos poderão surgir.  Com o tempo este tipo de jogo pode ser usado para atrair vítimas para se cometer  crimes “Pô que exagero!  Será mesmo?”, em breve teremos notícias que comprovarão isto, por enquanto queremos apenas fazer um alerta, pois neste caso o protagonista é que passou a ser a peça manipulável do jogo.

Cuidado com o que isto pode evoluir utilizando também os princípios de RPG que misturam a realidade virtual com a realidade REAL, veja que muitas pessoas são incapazes de separar e discernir estas duas coisas, um exemplo mais recente foi o ataque de um fã ao seu ídolo “Ana Hickmann” que acabou culminando na morte do invasor além de levar à acusação de crime aquele que se defendeu da agressão.

Cuidado! nunca é demais, espero mesmo que este tipo de brincadeira seja pelo menos estudada mais e entre em debate para julgar os seus verdadeiros efeitos nocivos ao mundo REAL antes de entrar em rede mundial.

Creio que muito em breve teremos alguma resposta, pois o mau ocasionado aos jogadores mais afoitos está sendo facilmente perceptíveis e muitos contra testemunhos já estão surgindo em diversos lugares.

Tire as suas próprias conclusões vendo o vídeo no Youtube do Jornalista

Michelson Borges sobre o jogo Pokémon Go



ADEUS PRIVACIDADE

SERÁ QUE É VERDADE ?




JÁ EXISTEM MUITOS OUTROS ALERTAS NO YOUTUBE E É CLARO AINDA HÃO DE SEREM POSTADOS MUITOS OUTROS COM UMA FUNDAMENTAÇÃO DE MAIOR CREDIBILIDADE!



Um Amigo muito Estranho.


O_estranho



O ESTRANHO

(Autor desconhecido)

Alguns anos depois que nasci, meu pai conheceu um estranho, recém-chegado à nossa pequena cidade. Desde o princípio, meu pai ficou fascinado com este encantador personagem, e em seguida o convidou a viver com nossa família. O estranho aceitou e desde então tem estado conosco.

Enquanto eu crescia, nunca perguntei sobre seu lugar em minha família; na minha mente jovem já tinha um lugar muito especial. Meus pais eram instrutores complementares: minha mãe ensinou-me o que era bom e o que era mau e meu pai ensinou-me a obedecer. Mas o estranho era nosso narrador. Mantinha-nos enfeitiçados por horas com aventuras, mistérios e comédias, mostrando imagens de suas narrativas.

Ele sempre tinha respostas para qualquer coisa que quiséssemos saber de política, história ou ciência. Conhecia tudo do passado, do presente e até podia predizer o futuro! Levou minha família ao primeiro jogo de futebol. Fazia-me rir, e me fazia chorar.

O estranho nunca parava de falar e mostrar figuras, mas o meu pai não se importava. Às vezes, minha mãe se levantava cedo e calada, enquanto o resto de nós ficava escutando o que ele falava, mas só ela ia à cozinha para ter paz e tranquilidade. (Agora me pergunto se ela teria rezado alguma vez para que o estranho fosse embora.) Meu pai dirigia nosso lar com certas convicções morais, mas o estranho nunca se sentia obrigado a honrá-las.

As blasfêmias, os palavrões, por exemplo, não eram permitidos em nossa casa… Nem por parte nossa, nem de nossos amigos ou de qualquer um que nos visitasse. Entretanto, nosso visitante de longo prazo usava sem problemas sua linguagem inapropriada que às vezes queimava meus ouvidos, fazia meu pai retorcer-se e minha mãe ruborizar-se. Meu pai nunca nos deu permissão para tomar álcool. Mas o estranho nos animou a tentá-lo e a fazê-lo regularmente. Fez com que o cigarro parecesse fresco e inofensivo, e que os charutos e os cachimbos fossem distinguidos. Falava livremente (talvez demasiado) sobre sexo. Seus comentários eram às vezes evidentes, outras sugestivos, e geralmente vergonhosos.

Agora sei que meus conceitos sobre relações sociais e também sobre o mundo foram fortemente influenciados durante minha infância e adolescência pelo estranho. Repetidas vezes ele foi criticado, mas ele nunca fez caso aos valores de meus pais; mesmo assim, permaneceu em nosso lar. Passaram-se mais de cinquenta anos desde que o estranho veio para nossa família. Desde então mudou muito; já não é tão fascinante como era ao principio. Não obstante, se hoje você pudesse entrar na guarida de meus pais, ainda o encontraria sentado em seu canto, esperando que alguém quisesse escutar suas conversas ou dedicar seu tempo livre a fazer-lhe companhia…

Seu nome?

Nós o chamamos Televisor…

Foto: Por Museu da Pessoa: www.museudapessoa.net

Foto: Por Museu da Pessoa: http://www.museudapessoa.net


Film_superior Film_superior Film_superior Film_superior
can-stock-photo_csp2734453[1] televiso-antiga-tv-retro-vintage-telefunken-170t-21698-MLB20214385088_122014-F[1] hqdefault[1] LED-TV[1]
Film_Inferior Film_Inferior Film_Inferior Film_Inferior




COMENTÁRIOS


Agora, nosso estranho amigo tem dois filhos que também vieram morar conosco:

Um se chama Computador e o outro se chama Celular!

Nada de mal, aliás, tudo de bom, porém tudo é muito bom desde que seja usado na medida da necessidade, todo excesso é prejudicial principalmente quando se desvia a atenção das pessoas do aprendizado e do trabalho.   A TV também não pode ser a “babá eletrônica” dos nossos filhos… Muitas mães deixam as crianças sozinhas com a Tv sem nem ao menos prestar a atenção no tipo de programas que elas assistem.    O tempo que a maioria das famílias dedica à TV é surpreendente e isso contribui para a falta de comunicação familiar e consequentemente a sua desagregação.

 Nota-se que atualmente a constituição tradicional  familiar que é a base de uma sociedade sólida e pacifica está sendo atacada pela TV, aliás, não pela TV em si e sim por aqueles que a manipulam.   è por este e por muitos outros motivos que as nossas Famílias precisam aprender a dizer “NÃO” para a TV e os meios de comunicação modernos, precisamos aprender a falar reivindicando nossos direitos e não apenas ouvir em silêncio e aceitar tudo como uma receita de vida correta e sadia.



Semeando a cultura de Pentecostes



Oração da Serenidade.



Concedei-me, Senhor



A serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar; Coragem para modificar aquelas que posso; e Sabedoria para conhecer a diferença entre elas. Vivendo um dia de cada vez; Desfrutando um momento de cada vez; 
Aceitando que as dificuldades constituem o caminho à paz; Aceitando, como Ele aceitou, este mundo tal como é, e não como Ele queria que fosse; Confiando que Ele acertará tudo contanto que eu me entregue à Sua vontade; Para que eu seja razoavelmente feliz nesta vida e supremamente feliz com Ele eternamente na próxima.


Amém.



Espero que Ele esteja, neste momento, principalmente comigo, para evitar sofrimentos e dores desnecessárias.
Que a Sua paz esteja em todos os nossos corações!


CHÁCARA JEUS CURA

Jesus é Misericordioso

orao_da_serenidade_-_original[1]


oracao_da_serenidade_presentepravoce


Michael Jackson morre em Los Angeles.

Confirmado o local onde será velado

Michael Jackson…

Deverá ser na próxima terça,

No Staples Center, em Los Angeles,

Local Onde Michael estava ensaiando

Seu novo Show.


https://i0.wp.com/i122.photobucket.com/albums/o267/mwzadotcom/michael_jackson.jpg

Ele sofreu uma parada cardíaca hoje a tarde e foi internado as presas em Los Angeles, mas já estavam noticiando que ele estava morto e estavam escondendo esta verdade do publico, as multidões já estão se formando na porta do hospital esperando o que como será o procedimento para ver o ídolo pela última vez.

Ainda não foi revelado o verdadeiro motivo da morte do astro, ainda serão feitos diversos exames para identificar a causa de sua morte.

Michael tinha vários shows agendados pela Europa, nos quais prometia dar a volta por cima na sua vida, inclusive os ingressos já estavam quase que totalmente vendidos, pena que os fãs não verão mais Michael em vida.

Never Land “Terra do Nunca”, lugar onde Michael Jackson viveu 20 anos de sua vida seria também o lugar de seu último adeus a todos seus fãs, mas até hoje dia 03/07 ainda não foi anunciado o local definitivo de onde Michael Jackson será velado pelos seus fãs.

Ficou comprovado, que o Ídolo veio a obto devido ao exesso de remédios que ele tomava, dos quais já era dependente e não conseguia viver sem eles.

Veja um vídeo com as ultimas imagens de Michael Jackson atuando em um pauco, que já podem ser consideradas históricas. O ensaio de Michael Jackson, dois dias antes de morrer, para o que seria sua nova turnê.

.

.

Todos nós sonhamos em ficarmos ricos, milionários e famosos, mas quando este dia chega, começamos a sonhar em voltarmos a ser apenas pessoas normais.

Michael tinha tudo isso, mas a primeira coisa que se perde é a privacidade e a possibilidade de andar pelas ruas normalmente como qualquer pessoa, tudo que vemos, são milhões de pessoas querendo arrancar um pedacinho de sua pele sem nem ao menos se importar com o coração que fica sozinho e totalmente carente de amor e compreenssão.

Vale mais a pena viver, mesmo que seja pobre e feliz do que ser milionário e infeliz, aquela história que o dinheiro compra tudo já foi mais do que comprovado de que não compra é nada mesmo, além de dar muito mais dor de cabeça do que alegria.

Qual seria o segredo do sucesso que não trás consigo tanta insatisfação e desamor?  Quem descobrir este segredo, descobrirá também que ele jamais poderá ser vendido ou negociado porque é exatamente o desapego e a humildade.

Jesus mesmo sendo Filho de Deus, despojou-se de si mesmo, da sua condição Divina e veio habitar entre os mais humildes desta terra, chegando no final de sua vida a renunciar também o direito de ser poupado da morte por um exercito de anjos que poderiam socorrê-lo apenas por uma palavrinha sua.

Anjo_Protetor


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/paixao-de-jesus.jpg
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg


Carnaval.



Não precisamos saber onde começou e nem quando começou, só precisamos saber onde e quando será de novo o próximo Baile de Carnaval, afinal de contas necessitamos extravasar nossa alegria cantando e pulando até o sol raiar.

Fiz uma pesquisa a respeito do Carnaval, quando e onde teria começado e quais eram suas características iniciais, na verdade existem muitas histórias que se misturam não deixando claro a essência da festividade.  Uma coisa ficou muito evidente, esta festa mudou muito por onde passou e em cada país ou cidade ela se expressa de uma forma totalmente diferente.

Apesar da festa não ser de origem Cristã, ficou em uso uma data e um motivo como  se fosse uma adaptação do Cristianismo, determinando aquilo que significa o seu próprio nome, uma despedida dos prazeres carnais para um período de abstinência e sacrifício, conhecido como quaresma em preparação para a Páscoa.

Com os anos, a festa se distanciou das motivações Cristãs e permaneceu apenas a data conforme o calendário da Igreja determina para se comemorar a Páscoa.

Quanto aos detalhes que hoje existem o mundo cuidou de criar e difundir outras tradições que nada tem a ver com a Igreja.

Como no princípio, a Igreja sempre discordou de práticas pecaminosas nas festas pagãs e sempre combateu tais práticas, mas como a Igreja se expandiu ocupando territórios e culturas diferentes, jamais conseguiu apagar por completo alguns princípios que acabam ressurgindo e se concretizando nas festas de hoje.

O Carnaval em si mesmo deveria ser apenas uma manifestação de alegria e comemoração, uma brincadeira saudável que não prejudicasse ninguém e não levasse o homem a cometer pecados contra seu próprio bem.

A introdução do álcool e mais recentemente as drogas de todos os tipos tiram as pessoas de seu estado consciente, provocando atitudes irresponsáveis sem pensar nas consequências futuras como se o prazer deste exato momento estivesse acima de qualquer coisa na vida futura.

As mulheres são as mais prejudicadas como sempre, são como lebres caçadas e arrebatadas por lobos vorazes que se aproveitam de um momento de alegria e descontração para executarem seu ataque.

Passando o efeito da festa, da alegria, da bebida e das drogas, ficam os prejuízos para o futuro, muitos totalmente irreparáveis e outros traumas que levarão muitos anos para se dissiparem por completo.

Não somos contra a alegria, nem contra uma festa sadia e pura, somos contra o oportunismo de pessoas mal intencionadas que conduzem multidões ao erro para se aproveitarem do suor do seu trabalho, lucrando em cima de uma alegria momentânea que gera a infelicidade permanente de muitas pessoas inocentes.

Hoje nossos jovens teem diversas oportunidades de experimentarem esta alegria de uma forma sadia e segura, a Igreja e a RCC promove em quase todo o Brasil retiros, Shows, Rebanhões, festivais e encontros abertos onde o jovem tem a chance de experimentar entre momentos de oração e louvor a verdadeira alegria que o mundo jamais poderia lhe dar.

Em Nossa cidade realizaremos o XXII Festival de Jesus, encontro que estará sendo conduzido por Padres jovens, mais jovens que o próprio festival, isto mostra que neste mesmo festival em anos anteriores encontraram algo que lhes motivou não somente viver uma vida mais sadia em Cristo como também o amaram a ponto de dedicar uma vida inteira ao ministério Sacerdotal.

Jesus

Como estas palavras são lidas em vários lugares distantes de nossa cidade, convidaria cada um a fazer um desafio ao que o mundo lhes oferece, buscando um encontro pessoal com Jesus neste Carnaval, porque este momento já está agendado para você.

Procure um encontro Católico em sua cidade, como o testemunho destes Jovens Padres eu tenho certeza que nenhuma alegria passageira deste mundo poderia completar os seus corações a tal ponto que Jesus já não tenha completado, porque Jesus nos dá uma alegria Plena e verdadeira sem a ressaca do dia seguinte.

Vale a pena, faça o desafio consigo mesmo este ano, nos próximos anos sempre haverá outros carnavais.


Jesus Jesus

O Cristo Disfarçado. (Pe. Léo)



Padre Léo faz a abertura de seu livro “Famílias Restauradas” com uma estória muito comum:

Muitas vezes não encontramos respostas para resolver os nossos problemas pessoais e precisamos buscar auxílio naqueles que podem nos ajudar.  Esta estorinha de Pe. Léo serve para demosnstrar que muitas vezes a solução de nossos problemas é muito mais simples do que podemos imaginar, basta encontrar:


“O CRISTO DISFARÇADO EM MINHA CASA.”





Disseram-lhe:

Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua família.”

(Atos 16,31)


Como Posso Salvar minha Família ?



Irmão Bento era um monge muito Santo. Além de Santo, tinha a fama de ser excelente conselheiro matrimonial. Sua fama se espalhava por toda a região.
Segundo diziam, este Santo monge tinha o dom da palavra de ciência e da palavra de sabedoria, e esses dons sempre se manifestavam em forma de visões.
Sr. Alfredo, numa duvidosa tarde, foi procura-lo e descreveu o grande drama que estava vivendo:

– Irmão Bento, eu estou vivendo mergulhado em grandes problemas. Estamos passando por uma séria crise financeira. Tudo em nossa casa dá errado. De uns tempos pra cá, nada dá certo em nossa vida. Minha família vive um pequeno inferno. Minha mulher está sempre doente. Ela só sabe reclamar da vida e dos problemas. Eu, de vez em quando, acabo exagerando na bebida. Meu filho mais velho cheira cocaína, fuma maconha, tem o corpo todo cheio de tatuagens, não faz a barba, toca saxofone e flauta nos botecos por aí. Bebe que é uma coisa medonha e tem um cabelo tão longo que mais parece uma moça. Minha filha é terrível. Cada dia ela aparece com um namorado diferente. E, o pior, usa umas roupas que o senhor nem pode imaginar. Meu filho caçula, de 12 anos, já foi expulso de três colégios. Só quer saber de andar de bicicleta e ver televisão. E, o pior, hoje faz seis meses, três dias e quatro horas que minha sogra esta morando lá em casa. Para o senhor ver, tudo esta errado em minha vida e eu preciso de sua ajuda. O que devo fazer? Porque tudo esta dando errado em nossa família? Nós já fizemos de tudo que nos ensinaram. Fomos até a uma benzedeira e ela pediu que levássemos umas velas, uma galinha, uma garrafa de cachaça e ainda cobrou mais duzentos reais. Mas parece que até ficou pior do que estava. Já queimamos incenso, compramos uma pirâmide, fizemos mapa astral e nada mudou. Então eu resolvi procurar o senhor. Já que o senhor é um homem tão Santo e tem visões, será que o senhor não poderia me dizer a causa de todos este problemas? Eu já não estou mais aquentando esta vida. Por favor, me ensine uma reza, ou faça uma oração por nós. Pelo amor de Deus, nos ajude.

O Santo homem de Deus colocou a mão sobre a cabeça do senhor Alfredo e fez uma silenciosa oração. Depois lhe disse:

– Sr. Alfredo. Estou tendo uma visão. O Senhor está me mostrando uma coisa muito grave! Deus está me revelando que dentro de sua casa tudo vai mal, e tudo vai mal porque vocês estão cometendo um dos mais medonhos pecados da face da terra. É algo muito sério. Mas, não sei se posso revela-lo ao senhor.

O homem arregalou os olhos e falou:

– Por favor, Irmão Bento ! foi para isso que eu vim até aqui. O que esta acontecendo?

– Sabe, meu senhor, o problema é que dentro de sua casa vocês estão cometendo o pior pecado do mundo. Nem tenho coragem de falar sobre isso…

– Mas, homem de Deus – interrompeu seu Alfredo -, por favor. O senhor pode falar sem medo. Quem esta cometendo este pecado? Eu já estava mesmo desconfiado de minha mulher ! o senhor pode me contar que eu acabo com a vida do sujeito. Por favor…

– Não é nada disso Alfredo!
– O pecado que vocês estão cometendo é o pio de todos, disse o Irmão Bento.
– Mas que pecado tão terrível é este? Pelo amor de Deus, seu monge, pode falar que estou preparado para ouvir.
– Bem, meu filho. O senhor sabe que Deus é amor. E que Deus amou tanto o mun do que mandou seu filho único para que todos que nele cressem fossem salvos. Jesus veio e nós o matamos. Então Deus o mandou novamente para a Terra, só que Ele não poderia vir com o mesmo rosto de antes, senão o mundo o mataria mais rápido ainda, e diante das câmeras de televisão. Então Jesus voltou, só que Ele veio disfarçado. E a verdade é que um dos membros de sua família é o próprio Cristo, disfarçado.



– O senhor está falando que lá em casa mora o próprio Senhor Jesus Cristo, disfarçado ? É melhor o senhor conferir aí na sua Bíblia, porque acho isso impossível. Se o senhor conhecesse minha família jamais falaria uma barbaridade dessas… É que o senhor não faz ideia de como é a nossa família…

– É isto mesmo! Não é nenhum engano ! Jesus esta disfarçado em um dos membros de sua família e, como vocês não o reconhecem, tudo vai mal. Afinal de contas, sem saber quem é o Cristo disfarçado, vocês ficam tratando mal um ao outro. E, como vocês estão se tratando muito mal, estão ofendendo a Jesus Cristo dentro de sua casa. E é este o grande pecado de vocês. Aliás, esse é o maior pecado que alguém pode cometer. Enquanto vocês não descobrirem quem é o cristo, nada irá mudar na vida de vocês.

– Sério mesmo? Ah, mas eu vou resolver isso, ou não me chamo Alfredo.

Sr. Alfredo saiu daquele encontro cheio de preocupação. Quem em sua casa poderia ser o Cristo disfarçado? Antes de chegar em casa, para não perder o costume, passou no barzinho e tomou logo umas três doses da “Branquinha”. Ele gostava tanto disso, que ao dar um gole, sempre tapava o nariz, pois, gostava dela bem pura, só em sentir o cheiro já ficava com a boca cheia d’água. Logo para não estragar o sabor, tapava o nariz para não correr o risco de salivar. Tomou seus tragos e foi rapidamente para casa, onde reuniu toda a família. Diante de todos falou com seu encontro particular com Irmão Bento, o homem de Deus já conhecido por todos. Disse lhes claramente, sem rodeios, que ali vivia o Cristo disfarçado e que era preciso descobri-lo imediatamente, já que enquanto não se detectasse quem era o Cristo disfarçado, nada melhoraria naquela casa. Sem muita cerimônia perguntou:
– Quem de vocês é o Cristo disfarçado? Que se apresente, agora!
Todos se entreolharam admirados. Será que o sr. Alfredo tinha bebido além da medida? Que história é essa mais sem cabimento. Os filhos chegaram a esboçar um risos disfarçado. Mas sr. Alfredo insistiu:
– quem é o Cristo disfarçado?
Como ninguém se apresentou, sr. Alfredo voltou a falar com o Irmão Bento.
Olha aqui é o Alfredo, eu estive aí ontem a tarde. O senhor me disse que o Cristo disfarçado estava morando em minha casa. Queria pedir que o senhor conferisse melhor o endereço, pois fiz uma ampla pesquisa em minha casa e chegamos à conclusão que lá ele não mora mesmo.

O monge continuou irredutível.
– pois, lhe digo com certeza sr. Alfredo, um deles é o Cristo disfarçado!
Outra reunião com a família, e agora, com mais veemência ainda, disse sr. Alfredo:
– olha gente, o monge é um homem Santo. Tudo que ele falou até hoje deu certo. Ele não iria inventar uma história dessas. Uma aqui nesta casa, é mesmo o Cristo disfarçado, e é melhor que se mostre logo.

Juninho, o mais novo, arriscou um palpite:
– Pai, quem sabe seja a vovó!
– Sr. Alfredo ficou enfurecido:
– Meu filho, não fale uma bobagem dessas, nem por brincadeira. Cale essa boca. Onde já se viu você falar uma coisas destas! Oh, meu Deus, perdoa meu filho por esta blasfêmia. Filho, olhe bem para sua avó. Como é que Cristo poderia se disfarçar num trambolho desse? Meu filho, eu quero que você aprenda uma coisa, desde pequeno, para nunca mais esquecer: sogra a gente deve gostar, igualzinho eu gosto de cerveja, ou seja, geladinha em cima da mesa.
– Então deve ser o papai – disse a filha Juliana, fofa e linda, como sempre!
– Aí foi a vez da sogra externar seu direito de opinar, cheia de uma fúria que ela guardava a anos:
– Ah, deve ser mesmo! Eu fico olhando para a cara desse homem e imaginando Cristo disfarçado de anta bêbada. Você já ouviu falar que Cristo era um alcoólatra, mal-educado, bruto e sem escrúpulos? Agora é que estamos pecando mesmo de verdade. Este homem é um jumento em forma humana. Nunca vi uma pessoa mais ignorante. Como é que pode ele ser o Cristo?
D. Matilde, a esposa, até então em completo silêncio, completou:

– Alfredo ser o Cristo disfarçado? Isso seria uma grande piada. Ele é um homem da pior espécie possível. Vive deixando roupa espalhada pelo chão do banheiro. Quando falo com ele, esta sempre bocejando. Fuma no quarto. Assiste a tv sempre com o controle remoto na mão. Chega suado da rua e com os pés sujos do jogo de futebol e vai direto para a cama. Bebe feito um condenado. Não corta e nem limpa as unhas dos pés. Chega a esquecer o nome dos próprios filhos e fica perguntando baixinho, como se chama aquele menorzinho? E você Juliana vem me dizer que ele poderia ser o Cristo disfarçado ? tenha dó, minha filha.
Caíque o filho mais velho, que até então estava só observando o furdunço, deu o seu palpite:

– Talvez então seja a mamãe!
Sr. Alfredo mais uma vez se enfureceu:
– meu filho, isto seria uma outra bobagem sem tamanho. Sua mãe só sabe reclamar da vida. Basta a gente pegar um jornal para ler e ela já vem puxando conversa fiada, e quando a gente esta morrendo de sono ela vem querendo ter uma conversa séria. Enche a casa de plantas e ainda coloca uma samambaia bem em cima do DVD. Quando eu quero ir a uma festa, ela faz cara feia, mostra desânimo e faz tudo para que eu desista. Erra sempre quando me compra uma roupa de presente, sempre fica pequeno. Quando lhe dou um presente, logo ela repassa para a empregada. Vive falando mal da minha mãe. Chorou a gravidez inteira e tudo que vocês fazem de errado ela logo diz que a culpa é minha. Basta um erro e ela já diz que puxou o pai. Meu filho, como ela poderia ser o Cristo? Olha, a Bíblia diz que Jesus curava todas as doenças. A sua mãe tem todas as doenças. Ela é absolutamente o contrario de Jesus! Depois, se sua mãe fosse o Cristo disfarçado, a cruz de Jesus deveria ser de aço ou ferro fundido. Que outra cruz suportaria tanto peso assim? Sua mãe só sabe comer e reclamar…

Juliana então disse:
– Talvez seja o Caíque!
Foi então a vez do Juninho reclamar:
– Como o Caíque? Jesus por acaso fumava maconha? Olhe bem para a cara do Caíque: um cabelo horroroso. Ele lava os cabelos. E aquela caveira que ele tem tatuada nas costas? Como pode ser o Cristo?

D. Matilde exclamou:

– pode ser o Juninho: ele é o mais novo da casa!
Foi a vez de Juliana retrucar:

– Mamãe, que absurdo! Jesus era um menino muito inteligente. A Bíblia diz que aos doze anos Ele se perdeu e quando sua mãe o encontrou estava no meio de doutores, explicando-lhes as escrituras. O Juninho é um burrinho em forma de gente. Já foi expulso de três escolas, e este ano, pelo jeito que está, vai ser reprovado de novo!

– E se for a Juliana?
– Perguntou a avó com os olhos cheios de ternura.
Caíque não se conteve:

– o que? A Juliana ser Jesus? Isto sim é que é uma blasfêmia! Olhe bem, para as roupas que ela usa. E os namorados esquisitos? A senhora sabia que ela é chamada a vassourinha da nossa rua? Já varreu todos os rapazes. Namorou e ficou com a maioria deles. A única coisa em que a Juliana é parecida com Jesus é a roupa. Ela se veste igualzinho o Cristo quando foi pregado na cruz. Nunca poderia ser o Cristo disfarçado!

A discussão continuou por longo tempo. Cada um só se recordava dos defeitos do outro. Sr. Alfredo voltou a procurar o Irmão Bento, dizendo-lhe que talvez tivesse se enganado. No entanto o monge continuava afirmando que um deles era o Cristo disfarçado! Alfredo voltou desanimado para casa. Disse para todos que o monge continuava afirmando que Jesus estava disfarçado em um deles ali. Cansado sentou-se, como sempre, diante da tv. No entanto, os filhos continuaram pensando na idéia. Juninho então falou:

– talvez seja mesmo a vovó. Ela até que gosta muito de rezar. E depois é a mais velha da família! Acho que precisamos tratá-la um pouco melhor!

Os irmãos concordaram com a idéia. E até o sr. Alfredo ficou pensando na possibilidade. Por mais triste e terrível, a possibilidade, segundo a palavra firme e certa do monge, era real. E se a sogra fosse, de fato, o Cristo disfarçado?

Mudaram o tratamento com a velha. Passaram a dialogar com ela, fazer-lhe um carinho, trata-la com mais respeito e atenção.

Alfredo, tentando superar todos os conflitos que tinha com a sogra, resolveu até lhe fazer um agrado, levando uma xícara de café na cama. Quando bateu na porta, já sentiu que a acolhida não seria das melhores:

– quem é ?
– sou eu, minha sogrinha querida.
– Entre.
– Bom dia… vim trazer um cafezinho quentinho para a senhora.
– Para mim ? Tem certeza ?

A sogra chegou a pensar que tina veneno no café. Mas acabou aceitando o agrado do genro e passou a trata-lo melhor também.

Mas, como ninguém tinha certeza acerca de que quem pudesse ser o Cristo disfarçado, a dúvida então persistia. Poderia muito bem ser qualquer um. E se fosse o Pai? Talvez a mãe? Ou um dos filhos? Como o monge havia falado, cada um ali era um possível candidato.

Acabaram melhorando o tratamento em relação aos outros membros da família. D. Matilde parecia muito mais feliz. Já não reclamava tanto de doenças, e sr. Alfredo já não parava mais no barzinho para tomar seu trago de sempre. Cada um começou a tratar o outro com a possibilidade de ser o Cristo disfarçado. Marido e mulher se olhavam com mais carinho e respeito.

Os filhos começaram a perceber os valores dos pais. Os pais passaram a reservar um tempo para o diálogo, para o carinho entre si e para com os filhos. Genro e sogra já não se estranhavam. E as coisas começaram a mudar naquela casa. Algum tempo depois , tudo havia mudado. As coisas se acertaram como que por um milagre. Juninho conseguiu melhorar muito seu rendimento na escola. Caíque chegou a ajuda-lo em muitas lições, e Juliana já não saia tanto pelas lanchonetes e boates. O clima daquela casa parecia outro!



Aquela família, que dizia viver num pequeno inferno, agora começou a experimentar algumas mudanças consideráveis. Já não tinha tanta divida, porque se uniram para pagar o que deviam. O pai, pela vontade de chegar logo em casa, já não parava mais nos botecos do caminho. Era tão bom quando Juliana vinha deitar-se no colo do sr. Alfredo!

A família foi também descobrindo o valor da oração. E foi com grande alegria que o Irmão

Bento viu todos eles na missa das dez horas daquele domingo.

Na terceira fila de bancos do lado esquerdo, toda a família, um do lado do outro, participando da Santa Missa. Ele ficou tão emocionado que ao final da celebração foi procura-los para um abraço muito sincero, e disse lhes:

– que bom! Vocês descobriram o segredo! Na medida que começaram a tratar o outro como se fosse o próprio Cristo, vocês aprenderam a ver Jesus um no outro. Com isso, descobriram algo maravilhoso: vocês estão enxergando um ao outro com os olhos do próprio Cristo. Vocês descobriram o grande segredo. Tentando ver Cristo disfarçado, descobriram o Cristo que existe, de fato, no coração e na vida do outro, e em cada um. E este segredo foi Jesus mesmo quem nos ensinou: “todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes”(Mat. 25,40). É isto mesmo meus irmãos. Quem não for capaz de ver Jesus na pessoa do outro, jamais vai ser capaz de ver a pessoa do próprio Jesus.

Esse é o grande segredo para a vida familiar!

Esse é o grande segredo para a restauração de nossas famílias.

Talvez você também se encontre, hoje, como o sr. Alfredo, naquela tarde em que foi ao encontro de Irmão Bento. E porque as coisas não vão bem em sua casa? Jesus deve também estar disfarçado em algum dos membros de sua família… enquanto não se conseguir enxergar cada um com os olhos do próprio Cristo, nada melhorará na vida familiar.

A maior graça que um casal precisa para si e para seus filhos é enxergar cada um com os olhos de Jesus. Quando isso acontece, passam a enxergar Jesus em cada um.

Não tenhas medo de transformar suas necessidades familiares numa oração sincera e verdadeira:

Senhor,

Dá-nos a graça de enxergar com teus olhos, do jeito que tu Senhor, enxergas.

Sonda-nos hoje e tem compaixão de cada um de nós. Tu, Senhor, que nos teceste no seio materno, dá-nos a graça de perceber-nos segundo seu amor misericordioso.

Padre Léo, scj

Veja o Texto no Vídeo com Pe. Léo


2020

P a d r e   L é o


P a d r e   L é o


Parábola transcrita do livro “Famílias Restauradas”.

Este texto é abertura do Livro, que tratará das questões que foram apresentadas nesta pequena estória de uma família que não por acaso pode ser um retrato de uma família que conhecemos muito bem.

A sua família também poderá se encontrar com este Cristo, que na verdade não está disfarçado como na estória, mas está vivo e presente em sua casa  podendo ser encontrado facilmente a qualquer momento, porque Ele se deixa encontrar.    Conheça o Livro, leia-o, e depois testemunhe como realmente CRISTO restaurou sua família também.


Famílias Restauradas

A restauração da família é uma obra contínua, constante. Cada dia damos um passo. Não é algo mágico. É uma longa caminhada. E uma longa caminhada se faz com pequenos passos, na firmeza, na renúncia, no sacrifício, na luta, na garra.

Autor: Padre Léo

Disk Shop


O_Segredo_de_vencer_grandes_desafios

Buscai as coisas do alto

“É preciso ter uma meta, e a nossa meta é muito grande. Quem se acostuma com coisa pequena não pode ir para o céu. O céu é para quem sonha grande, pensa grande, ama grande e tem a coragem de viver pequeno. Isso é o céu.”

Autor: Padre Léo Ano: 2006

Editora: Canção Nova



Click na Foto acima e baixe o texto em .doc


Vários grupos já apresentaram esta peça por este Brasil afora e muitos postaram no Youtube o resultado da apresentação, vou deixar um exemplo abaixo, se quiser poderá encontrar outros, pois existem muitas variações na apresentação.