Vítima ou Sobrevivente!



A ESCOLHA É SEMPRE SUA

E NÃO DAQUELE QUE LHE DÁ UM MAU EXEMPLO.




Garça_sapo_3

Olha o que Deus fez comigo!

Testemunho pessoal de Thalles Roberto




Link’s para outras mensagens




Francis S. Collins acredita em Deus !

O diretor do Projeto Genoma Humano Internacional era um cientista ateu, mas suas pesquisas e aprofundamento na ciência o levaram a aceitar Deus como criador do universo.

Com este pequeno título, o caderno Prosa & Verso do O GLOBO, do dia 11/08/2007, anuncia uma breve nota sobre o livro “A Linguagem de Deus”, do cientista e biólogo Francis S. Collins, diretor e líder do Projeto Genoma Humano Internacional, que em 2001 revelou à humanidade o primeiro mapa seqüenciado do genoma humano, (O genoma humano é formado por todo o DNA de nossa espécie, é o código de hereditariedade da vida). Neste livro, o biólogo demonstra racionalmente, sua fé em Deus e confiança na ciência. Uma maravilha de livro, se pensarmos que na mesma data O GLOBO também fazia uma ampla matéria sobre o livro “Deus um delírio”, de outro cientista, este ateu, Richard Dawkins.

Comprei o livro e estou lendo, é muito interessante e convincente, reafirma nossa fé em Deus, e em nosso caso, a fé em Jesus Cristo, filho de Deus. Para Collins, as descobertas científicas aproximam cada vez mais o homem de Deus, “A ciência é a única forma confiável para entender o mundo da natureza, e as ferramentas científicas, quando utilizadas da maneira adequada, podem gerar profundos discernimentos da existência material. A ciência, entretanto, é incapaz de responder a questões como: “Por que o universo existe?”; “Qual o sentido da existência humana?”; “O que acontece após a morte?”. Uma das necessidades mais fortes da humanidade é encontrar respostas para as questões mais profundas, e temos de apanhar todo o poder de ambas as perspectivas, a ciêntífica e a religiosa, para buscar a compreensão daquilo que vemos como do que não vemos.” (Francis s. Collins. A Linguagem de Deus. 2ª ed. São Paulo: Gente. 2007, p. 14/15).

Collins, como bem anotado na reportagem do GLOBO, não é um obscurantista, não nega a Teoria da Evolução de Charles Darwin, faz críticas ao criacionismo por negar o evolucionismo, e defende a tese de uma “evolução teísta”, segundo a qual a seleção natural foi a ferramenta escolhida por Deus para criar os homens. Para Collins, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, e decidiu o mecanismo de sua evolução, o que hoje é em parte conhecido pela ciência. Ainda segundo o autor, a hipótese de Deus soluciona questões problemáticas sobre por exemplo, o que veio antes do Big Bang, a explosão que deu origem ao universo, ou mesmo, outro grande enigma para os cientistas contemporâneos: o fato de todo o cosmos ser detalhadamente acertado para permitir o surgimento do homem. O que mais me chamou a atenção no livro e na reportagem do GLOBO, é a passagem do Collins ateu para o Collins crente. Até os 27 anos o biólogo, especialista em genética, era ateu convicto, porém, a partir desta data suas convicções mudaram quando começou a conviver com doentes terminais, e notar  a força que a fé dava a esses pacientes. Desde então, começou a estudar religião e está convencido da presença de Deus entre nós.

Belo, não? Fé é isto, pura entrega. Ou é isto, ou não é nada. Ter fé não é esperar retribuição de Deus. Ou seja, rezo, vou a missa regularmente, “faço o bem a quase todo mundo” como diz Lulu Santos, então, nada me acontecerá de ruim. Nada disso, irmão. A fé não é garantia de nada. Fé é entrega incondicional ao mistério divino. Deus concede algo a nós ou não, segundo sua graça e misericórdia, nada nos é garantido. Se fé fosse garantia de algo, padre não adoeceria e só morreria de idade. Fé é mistério. Uns crêem e morrem de forma absurda, outros não creêm e morrem como “santos”. Isto é motivo de perda de fé? Não, fé é um salto no abismo. Salto em direção a um mistério insondável por nossa razão. É justamente isto, que possuem os pacientes terminais que Collins conheceu, eles tinham fé, sabiam que estava chegando a hora de suas mortes, não sabiam o porquê, mas tinham fé que a vontade de Deus é sempre fruto de amor, afinal, Deus é amor, sobretudo na hora de nossa morte (lembram-se do que rezamos ao final da Ave-Maria?). Crer é compreender isto, creio para compreender já nos ensinou Santo Agostinho, e só quem crê consegue entender como Pe. Léo (Canção Nova) pôde viver até o fim de seus dias com tanta beleza e fé, apesar de precocemente saber estar morrendo no auge de seus 45 anos. Pe. Léo morreu corroído pelo câncer que lhe roubou quase tudo como ele disse em sua última pregação: cabelo, visão, físico etc, só não lhe roubou o seu bem maior: a fé em Jesus Cristo o ressuscitado!

Fonte: Escrito por Prof. Roberto Wagner Nogueira

Blog uol: um ser a caminho


MILAGRE DE LANCIANO

Qual é o Santo de Hoje ?


.

Santo de Ontem,

De Hoje

E de Sempre…

.

Pe. Zezinho Scj em Portugal.


Que a nossa época é uma era voltada para o “eu”, percebe-se logo. Basta ligar a rádio e a televisão, onde há mais eu do que nós. Que essa era do individualismo afetou as igrejas, isso também é fácil perceber.

Basta ver os testemunhos pessoais dos programas evangélicos, pentecostais e de católicos. Fala-se muito mais dos santos deste mundo e dos convertidos e agraciados deste mundo, a maioria na primeira pessoa, do que sobre os santos do céu. Fala-se pouco do que Deus fez pelos outros e muito, mas muito mesmo do que Deus fez “em mim, por mim e comigo”.

Nada contra, exceto pelo excesso. Todo mundo pode e deve testemunhar o que Deus fez na sua vida e proclamar isso, para que outros também o experimentem. “Se fez comigo, pode fazer consigo”… Essa é a tonica dos testemunhos de vida dados pelo próprio sujeito. Forçosamente haverá referências ao eu de cada um.

Mas quando isso é sistemático e entre os católicos quase já não se ouve falar do que Deus fez em Francisco, Clara, Benedito, Domingos, Maria Madalena,.. então a conclusão é óbvia: Testemunho de santo da terra está valendo mais do que vida de santo que já chegou lá.

Que os evangélicos não façam isso, porque encaram morte, salvação  e santidade de outra forma, entende-se. É o jeito deles. Mas que os católicos gastem mais tempo falando de si do que dos grandes santos que a Igreja deu ao mundo é uma pena. Vai-se perdendo a memória dos santos que tanto fizeram pelo mundo e entra no seu lugar a história de algum convertido vivo, que certamente é menos santo do que o santo que foi esquecido.

Quando um grupo de igreja gasta mais tempo falando dos seus membros convertidos de agora e esquece os santos que a Igreja canonizou alguma coisa errada está acontecendo nesse grupo. Está se propondo como modelo e esquecendo os modelos que a Igreja propôs.

Eu proponho que a cada testemunho pessoal dado por algum fiel católico nas assembléias alguém se levante e conte a vida do santo daquele dia… equilibraria. Como está, acabamos sabendo mais a respeito dos membros deste ou daquele grupo de fé do que de uma Teresa de Ávila, Teresa de Calcutá ou Vicente de Paulo. Que os testemunhos pessoais não sufoquem o belo testemunho dos santos de ontem ou dos mais recentes. Entre as histórias desses irmãos convertidos de agora e as dos santos que a Igreja canonizou eu fico com os canonizados.

Não é que não admire os santos vivos. É que os do céu são muito mais interessantes…

Texto de Pe. Zezinho Scj

José fernandes de Oliveira.

Disponível em um site de Portugal.


Outras Maneiras de

Encontrar o Santo do Dia.



FREI GALVÃO – O PRIMEIRO SANTO BRASILEIRO


Estas Palavras servem de alerta ao que ouvimos pela Tv, principalmente aqueles testemunhos que até parecem decorados e que por incrível que pareça sempre dizem a mesma coisa, só mudam o nome e a fotografia de quem está falando, até parece que a graça de Deus é uniforme e sempre inclui uma bandeira do flamengo como brinde ao recém agraciado.

Por outro lado faz parte de nosso ministério Cristão o ato de testemunhar aquilo que Deus tem realizado em nossas vidas, jamais poderíamos deixar de evangelizar e principalmente de contar um testemunho verdadeiro que tenha acontecido conosco como prova de que tenhamos experimentado a vida nova em Cristo Jesus, como assim disse São Paulo “Ai de Mim se não Evangelizar” e também disse “Já não sou eu quem vivo, é Cristo que vive em Mim…”, não que sejamos os melhores exemplos do mundo, mas por ser um exemplo que o espectador que esteja ouvindo, possa ver e comprovar, realizando o famoso teste “SÃO TOMÉ”, “tem que ver pra crer”, neste caso principalmetne também serviria de uma segurança para evitarmos pessoas falsas que não pretendam viver aquilo que ensinam, porque saberão que seus ouvintes estarão de olho em suas verdadeiras atitudes e não aceitarão falsos testemunhos, filtrando assim um pouco daquele joio no meio do Trigo.

Concordo com Pe. Zezinho em seu texto, que devemos estudar a vida de nossos Santos que foram canonizados pela Igreja, principalmente para conhecer os grandes milagres que Deus realizou em suas vidas através de sua vivência na fé, sabendo que tudo quanto realizou na vida dos Santos, poderá realizar também em minha vida e na vida de qualquer pessoa que acredite fielmente em Deus de todo coração.

O nosso chamado é a Santidade:

Sede Santos Porque Eu Sou Santo…

Existiram milhares de mulheres e homens Santos no passado, muitos morreram mártires por defenderem a fé em Jesus, Santos que foram reconhecidos e que estão nos livros e altares das Igrejas, vidas que testemunharam que realmente valia a pena morrer e ou viver unicamente por Cristo nosso Senhor, mas que apesar de tantos testemunhos de vida ou morte o século XXI se distância cada vez mais da fé e preferem ser guiados e conduzidos por mentiras e promessas falsas de grandes lideres políticos que logo desaparecem ou um grande conglomerado de empresas e propaganda que buscam apenas o nosso dinheiro e que desaparecem com um simples “Crash” na bolsa de valores a serem guiados por Jesus que apesar de assassinado numa cruz, ressucitou e permanece vivo até hoje, realizando milagres e coisas impossíveis ainda no mundo sem fé em que vivemos hoje.

Acaso quando Eu Voltar encontrarei fé sobre a terra…

Esta é uma verdade que podemos apalpar nos dias de hoje e principalmente nos paises onde o Cristianismo floresceu no passado gerando a grande maioria dos Santos com os testemunhos e exemplos de fé que conhecemos hoje divulgados pela Igreja, podemos lamentar esta grande verdade, apesar de tudo isso muitos caíram na apostasia e abandonaram a fé.

II Timóteo, 4, 3 e 4

Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.  4 – Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.

Faremos então as seguintes perguntas:

Foi por falta de testemunhos de fé no passado ?

Não !

Foi por falta de exemplos de Santos no passado ?

Não !

Foi por falta de vivência desta fé nos dias de Hoje ?

Sim !

Foi por falta de Santos também nos dias de Hoje ?

Sim !


QUEM SÃO OS SANTOS DE HOJE ?



Nosso testemunho não pode e não deve ser apenas uma réplica de algo que foi escrito como padrão, mas deve ser uma resposta ao chamado que nosso Senhor Jesus Cristo fez em minha vida e em sua vida, mesmo que seja o mesmo chamado feito a São Francisco de Assis ou a Frei Galvão, não seria realizado da mesma forma e nem no mesmo lugar, porém Deus precisa de nós onde estamos e como estamos para que o nosso testemunho de santidade aqui e agora, possa salvar até mesmo quem more do outro lado do planeta e que eu nunca tenha visto ou jamais o verei, mas será salvo graças ao meu SIM em resposta a Deus neste exato instante.

O mundo precisa de Santos hoje !

Os Santos do Céu intercedem por nós, mas não poderão mais fazer aquilo que faziam quando estavam vivos aqui na terra, não poderão mais pregar e ensinar a palavra, não poderão mais acolher e curar os pobres e necessitados, doentes e enfermos, não poderão mais consagrar o Pão e o Vinho, não poderão mais fazer tudo o que fizeram porque agora chegou a nossa vez de seguirmos estes grandes exemplos que não foram dados simplesmente para ficar escritos em um livro de história ou expostos em um pedestal de uma Igreja, mas para que cada um de nós pudesse também seguir seus exemplos de vida e santidade nos tornando os verdadeiros Santos de Hoje que reavivam a fé da Igreja que permanece para sempre.

Sizenando.

.

Salve-se quem puder.



Houve uma grande enchente, todos os moradores tiveram que abandonar suas casas as pressas no meio da noite para não morrerem afogados, mas alguém dormiu demais e ficou para traz…


Quem_nos_salvara



Permita-me contar uma estorinha;

Um homem que dizia acreditar muito em Deus e lhe ser fiel de todo seu coração, sempre encontrava uma maneira de demonstrar a sua fé para as outras pessoas.

No dia da enchente, ele havia chegado muito tarde em casa e dormiu um sono muito pesado, quando acordou, a água já estava alcançando sua cama e subindo rapidamente, já não dava mais para escapar, subiu então para o telhado de sua casa e ficou esperando a água baixar para que pudesse sair.


CANOA

CASA NA ENCHENTE


Ao Raiar do dia a água continuava subindo, e já começava a alcançar o telhado, quando resolveu orar e pedir socorro ao Criador.

Deus lhe respondeu dizendo, aguarde, que já lhe salvarei!

Resgate_canoa_enchente

Mal acabou de Falar veio um homem numa canoinha remando e o chamou;

– Ei ! você aí, sobe na canoa e vamos embora, que a enchente vai aumentar.

Ele olhou para a canoinha com um homem remando e balançando na água quase afundando, se lembrou da voz de Deus, e disse. Pode ir embora, Deus virá me salvar!

CANOA

Logo a seguir veio uma lancha a motor e o chamou pelo alto falante. Ei, Vamos embora que vem mais chuva aí !

Ele olhou para a lancha cheia de gente, Lembrou da canoinha balançando e da voz de Deus que lhe prometeu socorro, então disse pode ir, já, já, Deus virá me buscar !

Enchente em Bangladesh

E a Chuva aumentou, e a água subia cada vez mais e mais,

e o Homem;

Deus, e Eu aqui, ó ? !!! ?

Já estou com água pela barriga !

Então veio os bombeiros num helicóptero, desceu uma cordinha, e o gritou.

Ei Você aí, se amarre na corda que iremos lhe puxar.

Ele olhou para cima, viu o helicóptero, o vento, a chuva e os raios, achou arriscado e decidiu dispensar esta carona também.

Já com o nariz dentro d’água orou a Deus e disse;

Hó Senhor! não vieste me buscar, heim !!!!

resgate - rio de janeiro - rj

Deus então lhe respondeu.

Mandei lhe uma canoinha e você não quis, mandei-lhe uma lanha a motor e voce dispensou, mandei-lhe um helicóptero e você desprezou. Agora só me resta dizer-lhe,

Vá com Deus !!!!

.

Deus escolheu meios para salvar a humanidade, a Igreja é um meio sem o qual não poderemos nos Salvar.

.

Quando São Pedro Viu Jesus caminhando em cima do Mar, saiu de seu barco quase seguro e foi ao encontro do Mestre, de repente, fora do barco começa a afundar-se nas águas e pede socorro a Jesus que o salva prontamente.

.

Onde seria mais seguro ?

No barco ?

Ou no colo de Jesus ?

Esta é uma resposta lógica !

No Colo de Jesus, é claro !

Jesus, porém, resgatou São Pedro do mar revolto e o levou para o Barco, acalmou a tempestade e seguiram viagem até a margem.

Poderia tê-lo levado no colo até a margem, mais o Barco com Jesus e Pedro venceu as ondas e chegou até lá com segurança.

.

Certamente todos nós precisaremos deste barco de Jesus, se realmente pretendemos chegar do outro lado do mar revolto.

.

Logo quem estiver fora da Igreja, ou se arriscando equilibrar nestas ondas de palavras, cuide-se para não perder a ultima chamada para voltar ao barco seguro.

.

Igreja Sim e Cristo Sim, com certeza sem suposições.

Deus vos abençoe.


CHÁCARA JEUS CURA
OLHA O URSO

HISTÓRIAS DO PADRE LEO

VEJA A NOVA VERSÃO DESTA PARÁBOLA