Santos Jovens de Calças Jeans.



“Um chamado ao Jovem para ser Igreja

e não apenas um espectador de Cristo”



Ninguem te despreze por ser jovem

Seja este o objeto de tuas prescrições e dos teus ensinamentos. Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade.  Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino.  Não negligencies o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembléia dos anciãos te impôs as mãos. Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento.   Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirem.

(I Tim 4, 11 a 16)



sede-santos-5[1]


Precisamos de Santos sem véu  ou batina.

Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.

Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se “lascam” na faculdade.

Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais.

Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.

Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.

Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos”.

São João Paulo II

A Igreja é jovem



Jovem, Deus precisa de Você!


Santos_de_calça_jeans


Que Deus nos Abençoe

Presentepravoce – Sizenando



já-estou-crucificado[1] Mais_uma_chance

Seminário de Vida no Espirito bRAÇOS DO pAI



Uma Experiência com deus e com DEUS!


manzana[1]

Experimente você Mesmo!


A Bíblia é uma “ARMA” Poderosa.



ENCONTREI ESTA FOTO

NA PAGINA DE UM “ATEU”



Foto original em: http://www.toxel.com/inspiration



Com a seguinte observação:

[…] Cuidado! Éstá carregada…..   Com ignorância antiga e intolerância.    Manter fora do alcance de crianças. […]



Veja a que ponto chega a ação do inimigo!


Escrevi “ATEU” entre aspas porque ateísmo significaria apenas não acreditar em Deus, mas quando alguém divulga, ensina e prega mensagens contra um DEUS no qual ele diz não acreditar torna-se uma mentira, pois, se alguém não acredita que Deus exista então porque se preocupar com algo que não existe?

Assim torna-se evidente que esta pessoa acredita em Deus, mas na verdade prefere combater este Deus que é Luz porque prefere permanecer nas trevas do pecado.

Quem pratica o mal não se achega para a luz e ainda pretende arrastar aqueles que estão sendo iluminados pela luz de Cristo.

É o que diz o evangelho de (São João 3, 16 a 21) :

Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus não enviou o Filho ao mundo para condená-lo, mas para que o mundo seja salvo por Ele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado; por que não crê no nome do Filho único de Deus. Ora, este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, pois as suas obras eram más.  Porquanto todo aquele que faz o mal odeia a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas aquele que pratica a verdade, vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus.

Sendo assim, a ação da pregação anti-evangelística caracteriza mais uma ação anti-cristã do que ateísta.

Muitos podem estar em trevas, uns porque são cegos e não podem ver a luz, outros porque nasceram nas trevas de um quarto fechado e nunca viram a luz, outros porque habitam as profundezas de uma caverna e não encontraram o caminho da superfície “O Mito da Caverna de Platão”, outros porque se afastaram da luz devido a uma queda e outros ainda porque preferem se manter bem longe da luz por opção própria.

Quando Jesus curou o Cego de Jericó tornou-se bem claro para todos que os piores cegos não eram os cegos de nascença ou aqueles que por alguma infelicidade se tornaram cegos, e sim aqueles que preferiam não ver as coisas como elas realmente são mesmo que elas estivessem paupáveis e visíveis bem na frente de seus olhos.   O detalhe que mais chama a atenção para isso neste testemunho é que mesmo quando muitas pessoas testemunharam a verdade e até mesmo os pais do cego que testificou que seu filho era cego desde o nascimento e todos aqueles que o conheciam quando pedia esmola nas praças da cidade também sabiam que ele era realmente cego, mas aqueles homens não queriam acreditar que o rapaz apesar de ter nascido cego agora estava totalmente curado por apenas uma palavra dita por Jesus, isto porque o seu preconceito lhes cegava ao ponto de não reconhecerem que Deus pode realizar coisas que para os homens é impossível.

Assim Jesus conclui seu ensinamento:

“Os piores cegos são aqueles que não querem ver…” esta foi exatamente a pergunta que Ele fez ao cego ao encontrá-lo, “Que queres que te faça? Rabôni, respondeu-lhe o cego, que eu veja!

(São Marcos 10,51)

Assim se manifestou o cego, Eu quero ver enquanto que os que veem claramente preferem agir de forma contrária dizendo que nada perceberam e nada viram.

Alguns dos fariseus, que estavam com ele, ouviram-no e perguntaram-lhe: Também nós somos, acaso, cegos?… (São João 9,40)

A resposta de Jesus foi afirmativa dizendo:

“Vós mesmos assim afirmais…”

já que eles mesmos concordavam com esta verdade…

A nossa conclusão então sobre este assunto é que:

“CADA UM VÊ AQUILO QUE QUER VER…”


A SOMBRA NEM SEMPRE REFLETE AQUILO QUE PARECE.

A SOMBRA NEM SEMPRE REFLETE AQUILO QUE PARECE.

ESPERO QUE VOCÊ ESCOLHA A VERDADE E NÃO UMA SOMBRA OFUSCADA REFLETIDA NA PAREDE.


Passando adiante…



A Bíblia fala de si mesma desta forma:

Porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4,12)



Isto significa que na visão da época a Palavra de Deus era comparada com uma “ARMA” um objeto usado em combate corpo a corpo e em matéria de “Arma mortal” ela é comparada como bem superior à melhor espada conhecida na época o que equivaleria dizer que em comparação com as “Armas Bélicas de hoje” poderíamos comparar a palavra de Deus com uma arma bem superior à uma simples “pistolinha de brinquedo”, porque na verdade ela continua sendo ainda mais penetrante do que qualquer “ARMA MORTAL” inventada ou construída pelo homem que podem no máximo tirar a vida do corpo CARNAL, mas jamais poderia tocar na alma de alguém ou provocar uma morte espiritual.

A palavra de Deus, no entanto, mesmo tendo todo este poder, de penetrar todas as coisas, até mesmo a couraça de um tanque de guerra ou atingir o mais profundo abismo ela jamais será usada para tirar a vida de alguém e sim para dar uma vida nova o que equevaleria sim a dizer que “MORREU” o homem velho e eis que tudo se fez novo ou como diria São Paulo “Já não sou eu quem vivo é Cristo que vive em mim…”.   Jesus também já havia dito a seus Discípulos anteriormente “Aquele que quiser preservar a sua própria vida, irá perdê-la, mas aquele que doar a sua vida por mim, irá encontra-la…”, O que é morrer para Jesus e o que é Viver para Jesus, Morrer para o mundo, principalmente para aquele que não crê em Deus é o fim “The End”, nada mais existirá, nem céu e nem inferno, nem frio e nem calor, nem luz e nem trevas, simplesmente seremos um flash que piscou no escuro, mas na visão de Jesus e daquele que acredita em sua palavra a vida não terá fim pois, ela é eterna.

A morte não é o fim e sim apenas uma porta que se abre para um novo ambiente, uma barreira que foi ultrapassada que não se poderá mais retornar, é sim a verdadeira vida pois nesta que vivemos hoje só teremos uma certeza, é que ela um dia irá terminar em morte.  A Nova vida que Jesus nos oferece temos a certeza que ela jamais terminará, sendo assim podemos até comparar a nossa vida eterna com aquele flash que piscou, a sua luz pode até ter se perdido em um milésimo de segundo, mas aquele brilho foi refletido e capturado pelas lentes de uma câmera que irá eternizar aquele exato instante em que o flash piscou e que poderemos relembrar e observar e estar durante a eternidade.

Não faça de sua vida um momento que se desfaz e desaparece como um flash e sim realize algo que permaneça para sempre e por toda a eternidade como esta fotografia.

Morreu o Homem Velho desfigurado pelo pecado e renasceu o Homem Novo segundo a verdadeira imagem daquele que nos criou, aquela arma tem o poder de nos libertar das coisas que nos escravizam, uma delas é a cegueira que nos impede de conhecer este mundo espiritual do qual já fazemos parte e permaneceremos nele eternamente, só que aqueles que nele não acreditaram e brincaram ou debocharam da palavra de Deus, terão o desprazer de não participarem do Reino de Deus.

“Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac, Jacó e todos os profetas no Reino de Deus, e vós serdes lançados para fora. (São Lucas 13,28)”



Parte II – Lutai pela vossa Salvação… Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus.

(Efésios 6,17)


EF-6-Armadura-espada-fogo Provação e proteção Revesti-vos da Armadura de Deus

Presente Pra Você está também no Facebook.