Mãos de Fogo te Pedimos Senhor.


Mãos_de_fogo_te_pedimos_Senhor


De onde vem a expressão “Mãos de Fogo” ?

São João Batista já falava que o Cristo batizaria com FOGO. 


“Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.”

(S. Mateus 3,11)


Se DEUS é FOGO, JESUS é FOGO e SUA PALAVRA é FOGO o seu BATISMO também pode ser FOGO, a expressão FOGO é uma forma figurada de representar DEUS ou até mesmo o JUÍZO de DEUS, o que é de DEUS e o que vem de DEUS, Representa também o poder de Deus e a manifestação do Espírito Santo de Deus no coração do Homem.

Lemos em Atos 2 que no Dia de Pentecostes veio um vento impetuoso e apareceu uma chama que se repartiu e repousou sobre cada um deles e depois disso se manifestaram os Dons do Espírito Santo em todos aqueles que receberam a chama.


Pentecostes Maria 2


A manifestação visível e mais perceptível naquele momento foi o Dom de línguas, porém os demais Dons também estavam presentes, pois a partir daquele começaram a se manifestar através dos Apóstolos, sendo que antes daquele momento ainda não haviam se manifestado a não ser na missão dos 72 discípulos.

Observamos também que os dois Discípulos de Emaús sentiram o coração ardendo, queimando como se fosse um fogo dentro deles, porém este calor que reconhecemos como o poder do Espírito Santo se manifestando em nós naquele momento era mais como um aviso, uma amostra do que aconteceria no futuro, uma mão que estava a bater na porta do coração pedindo passagem para entrar.


A_revelasao_de_jesus_aos_discipulos_de_emaus


É muito comum ouvirmos testemunhos, duvidas e perguntas sobre este queimor nas mãos, no peito, no coração e também na cabeça principalmente nos momentos de oração de maior fervor onde temos a oportunidade de nos aproximarmos mais de Deus através do despojamento Espiritual que alcançamos através do louvor.

Este queimor é a mesma coisa que sentimos quando em um dia congelante de frio nos aproximamos de uma fogueira quentinha, veja que a comparação é de que Deus é essa fonte de luz e calor enquanto o mal e o mundo são as forças que nos afastam deste calor nos dando a impressão de frio e vazio, mas quando conseguimos vencer as barreiras do medo e do pecado e nos aproximamos desta fonte de calor e assim fica sensível e perceptível esta presença de Deus bem próximos de nós.


Pessoas_esquentando_redor_fogo


O queimor e o calor é a sensação da presença deste fogo que é Deus, porém da mesma forma que os dois Discípulos de Emaús sentiram apenas o coração queimar e não chegaram a realmente receber ali a plenitude do Espírito Santo como o receberam no dia de Pentecostes, fica claro que, o calor e o queimor seriam a indicação que estamos no caminho certo e de que estamos muito próximos deste fogo que é Deus, porém pode significar que ainda falta um pequeno passo para que você se entregue completamente ao Espírito e seja realmente banhado, batizado com este espírito e que receba esta chama para habitar permanentemente em seu coração.

Para tanto é mesmo necessário continuar se aproximando desta fonte de calor que é o Espírito Santo até se queimar como a sarça que ardia no deserto na presença de Moisés.

S. João Batista mandou que seus Discípulos seguissem a Jesus que Ele lhes daria este fogo e Jesus Depois disse a todos que O Pai celestial daria o Espírito Santo à todos aqueles que o pedissem, é por este motivo então que podemos dizer que estaríamos perdendo nosso tempo se não pedíssemos o Espírito Santo para nós, estaríamos no caminho errado se não encontrássemos a sarça ardendo no deserto, estaríamos no lugar errado se do céu não descesse uma chama sobre nós em nosso momento mais íntimo de oração, por isso é de se estranhar quando não avistamos esta chama na Igreja ou no grupo que participamos, é de se estranhar quando as pessoas sentem medo de receber este calor e fogem dele se acomodando em sua frieza espiritual como disse Jesus em S. João 3,19 “Os homens amaram mais as trevas do que a luz, …” . Portanto, o nosso caminho tem que ser o inverso, não se afastar da luz e sim nos aproximarmos dela como disse Jesus: “21 – Mas aquele que pratica a verdade, vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus.”


Padre Zezinho

Mãos de fogo


Quem se prostra na presença de meu Deus
Beberá na sua fonte e transbordará
no Espírito!
Quem se prostra na presença de meu Deus
Se consumirá … no Espírito Santo!
Mãos de fogo te pedimos
Mãos de fogo te pedimos … 2x
Fogo do céu
Fogo do céu … 2x
Manda fogo meu Senhor
Manda fogo meu Senhor
Fogo do céu
Fogo do céu
E me inunda com teu Espírito



Versão com Padre Marcelo Rossi




Nova_aliança_lk
Oração_ao_espirito_santo
O Selo do Espirito santo
Sete_dons Presentepravoce_bolo_oito_anos_10000000 Aspirais_aos_Dons_Espirituais

Armadura_do_Cristão_Efe_6

Oração_portas_abertas_para_a_presença_de_Deus

Muitas pessoas estão procurando aqui respostas sobre alguns sintomas que normalmente ocorrem nos momentos de oração e louvor intensos, tais como, arrepios, queimor nas mãos e no peito, mãos e pernas trêmulas, língua presa, Dom de Línguas e outros.   Procuramos dar algumas respostas simples a estes sintomas em outro Post:  click aqui ==>


Extase_cume_da_oracao


Oração da Família.


SLAID COM A

MUSICA DE PADRE ZEZINHO

ORAÇÃO DA FAMÍLIA.


Oração pela Familia


Padre Zezinho

Composição: Padre Zezinho


Que nenhuma família comece em qualquer de repente

Que nenhuma família termine por falta de amor

Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente

E que nada no mundo separe um casal sonhador!

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte

Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois

Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte

Que eles vivam do ontem, do hoje, e em função de um depois!

Que a família comece e termine sabendo onde vai

E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai

Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor

E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!

Abençoa, Senhor, a minha também (bis)

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida

Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão

Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida

Que a família celebre a partilha do abraço e do pão!

Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos!

Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois!

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho,

seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois!

Que a família comece e termine sabendo onde vai

E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai

Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor

E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!

Abençoa, Senhor, a minha também (bis)



BAIXE O ARQUIVO AQUI


ORAÇÃO DA FAMÍLIA

Padre Zezinho . PPT

Família torna-te aquilo que és.




ORAÇÃO DA FAMÍLIA


(intro) Eb Bb7 Fm Bb7 Eb 
 
        Eb                                  Bb7 
Que nenhuma família comece em qualquer derepente,
      Fm              Bb7                   Eb    Bb7 
que nenhuma família termine por falta de amor.
        Eb                                        Bb7
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente,
       Fm              Bb7                Eb
e que nada no mundo separe um casal sonhador.
       Eb                                    Bb7
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte,
      Fm                 Bb7                  Eb     Bb7
que ninguém interfira no lar e na vida dos dois.
       Eb                                       Bb7
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte,
          Fm                 Bb7                       Eb
que eles vivam do ontem, do hoje e em função de um depois.
 
   Eb                 Cm                Fm
Que a família comece e termine sabendo onde vai,
         Bb7                                      Eb
e que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
                             Cm                   Fm
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor,
           Eb                Bb7                 Eb
e que os filhos conheçam a força que brota do amor.
                               Bb7
Abençoa, Senhor, as famílias! amém!
           Fm       Bb7      Eb
 Abençoa, Senhor, a minha também. (bis)

(na 2º vez ao terminar) Fm Bb7 Fm Bb7 Fm Bb7 Eb
 
      Eb                                        Bb7
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida,
       Fm                  Bb7                     Eb   Bb7
que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão.
          Eb                                    Bb7
Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida,
         Fm                Bb7                    Eb
que a família celebre a partilha do abraço e do pão.
       Eb                                              Bb7
Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos,
Fm               Bb7                       Eb    Bb7
que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois.
        Eb                                        Bb7
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho,
        Fm                    Bb7                   Eb
seja a firme esperança de um céu aqui mesmo  e depois

Posições para vilolão



Semana_Família_2009_BN




.

(intro) Eb Bb7 Fm Bb7 Eb
 
        Eb                                  Bb7
Que nenhuma família comece em qualquer derepente,
      Fm              Bb7                   Eb    Bb7
que nenhuma família termine por falta de amor.
        Eb                                        Bb7
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente,
       Fm              Bb7                Eb
e que nada no mundo separe um casal sonhador.
       Eb                                    Bb7
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte,
      Fm                 Bb7                  Eb     Bb7
que ninguém interfira no lar e na vida dos dois.
       Eb                                       Bb7
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte,
          Fm                 Bb7                       Eb
que eles vivam do ontem, do hoje e em função de um depois.
 
   Eb                 Cm                Fm
Que a família comece e termine sabendo onde vai,
         Bb7                                      Eb
e que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
                             Cm                   Fm
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor,
           Eb                Bb7                 Eb
e que os filhos conheçam a força que brota do amor.
                               Bb7
Abençoa, Senhor, as famílias! amém!
           Fm       Bb7      Eb              (na 2º vez ao terminar) Fm Bb7 Fm Bb7 Fm Bb7 Eb
Abençoa, Senhor, a minha também. (bis)
 
      Eb                                        Bb7
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida,
       Fm                  Bb7                     Eb   Bb7
que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão.
          Eb                                    Bb7
Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida,
         Fm                Bb7                    Eb
que a família celebre a partilha do abraço e do pão.
       Eb                                              Bb7
Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos,

Qual é o Santo de Hoje ?


.

Santo de Ontem,

De Hoje

E de Sempre…

.

Pe. Zezinho Scj em Portugal.


Que a nossa época é uma era voltada para o “eu”, percebe-se logo. Basta ligar a rádio e a televisão, onde há mais eu do que nós. Que essa era do individualismo afetou as igrejas, isso também é fácil perceber.

Basta ver os testemunhos pessoais dos programas evangélicos, pentecostais e de católicos. Fala-se muito mais dos santos deste mundo e dos convertidos e agraciados deste mundo, a maioria na primeira pessoa, do que sobre os santos do céu. Fala-se pouco do que Deus fez pelos outros e muito, mas muito mesmo do que Deus fez “em mim, por mim e comigo”.

Nada contra, exceto pelo excesso. Todo mundo pode e deve testemunhar o que Deus fez na sua vida e proclamar isso, para que outros também o experimentem. “Se fez comigo, pode fazer consigo”… Essa é a tonica dos testemunhos de vida dados pelo próprio sujeito. Forçosamente haverá referências ao eu de cada um.

Mas quando isso é sistemático e entre os católicos quase já não se ouve falar do que Deus fez em Francisco, Clara, Benedito, Domingos, Maria Madalena,.. então a conclusão é óbvia: Testemunho de santo da terra está valendo mais do que vida de santo que já chegou lá.

Que os evangélicos não façam isso, porque encaram morte, salvação  e santidade de outra forma, entende-se. É o jeito deles. Mas que os católicos gastem mais tempo falando de si do que dos grandes santos que a Igreja deu ao mundo é uma pena. Vai-se perdendo a memória dos santos que tanto fizeram pelo mundo e entra no seu lugar a história de algum convertido vivo, que certamente é menos santo do que o santo que foi esquecido.

Quando um grupo de igreja gasta mais tempo falando dos seus membros convertidos de agora e esquece os santos que a Igreja canonizou alguma coisa errada está acontecendo nesse grupo. Está se propondo como modelo e esquecendo os modelos que a Igreja propôs.

Eu proponho que a cada testemunho pessoal dado por algum fiel católico nas assembléias alguém se levante e conte a vida do santo daquele dia… equilibraria. Como está, acabamos sabendo mais a respeito dos membros deste ou daquele grupo de fé do que de uma Teresa de Ávila, Teresa de Calcutá ou Vicente de Paulo. Que os testemunhos pessoais não sufoquem o belo testemunho dos santos de ontem ou dos mais recentes. Entre as histórias desses irmãos convertidos de agora e as dos santos que a Igreja canonizou eu fico com os canonizados.

Não é que não admire os santos vivos. É que os do céu são muito mais interessantes…

Texto de Pe. Zezinho Scj

José fernandes de Oliveira.

Disponível em um site de Portugal.


Outras Maneiras de

Encontrar o Santo do Dia.



FREI GALVÃO – O PRIMEIRO SANTO BRASILEIRO


Estas Palavras servem de alerta ao que ouvimos pela Tv, principalmente aqueles testemunhos que até parecem decorados e que por incrível que pareça sempre dizem a mesma coisa, só mudam o nome e a fotografia de quem está falando, até parece que a graça de Deus é uniforme e sempre inclui uma bandeira do flamengo como brinde ao recém agraciado.

Por outro lado faz parte de nosso ministério Cristão o ato de testemunhar aquilo que Deus tem realizado em nossas vidas, jamais poderíamos deixar de evangelizar e principalmente de contar um testemunho verdadeiro que tenha acontecido conosco como prova de que tenhamos experimentado a vida nova em Cristo Jesus, como assim disse São Paulo “Ai de Mim se não Evangelizar” e também disse “Já não sou eu quem vivo, é Cristo que vive em Mim…”, não que sejamos os melhores exemplos do mundo, mas por ser um exemplo que o espectador que esteja ouvindo, possa ver e comprovar, realizando o famoso teste “SÃO TOMÉ”, “tem que ver pra crer”, neste caso principalmetne também serviria de uma segurança para evitarmos pessoas falsas que não pretendam viver aquilo que ensinam, porque saberão que seus ouvintes estarão de olho em suas verdadeiras atitudes e não aceitarão falsos testemunhos, filtrando assim um pouco daquele joio no meio do Trigo.

Concordo com Pe. Zezinho em seu texto, que devemos estudar a vida de nossos Santos que foram canonizados pela Igreja, principalmente para conhecer os grandes milagres que Deus realizou em suas vidas através de sua vivência na fé, sabendo que tudo quanto realizou na vida dos Santos, poderá realizar também em minha vida e na vida de qualquer pessoa que acredite fielmente em Deus de todo coração.

O nosso chamado é a Santidade:

Sede Santos Porque Eu Sou Santo…

Existiram milhares de mulheres e homens Santos no passado, muitos morreram mártires por defenderem a fé em Jesus, Santos que foram reconhecidos e que estão nos livros e altares das Igrejas, vidas que testemunharam que realmente valia a pena morrer e ou viver unicamente por Cristo nosso Senhor, mas que apesar de tantos testemunhos de vida ou morte o século XXI se distância cada vez mais da fé e preferem ser guiados e conduzidos por mentiras e promessas falsas de grandes lideres políticos que logo desaparecem ou um grande conglomerado de empresas e propaganda que buscam apenas o nosso dinheiro e que desaparecem com um simples “Crash” na bolsa de valores a serem guiados por Jesus que apesar de assassinado numa cruz, ressucitou e permanece vivo até hoje, realizando milagres e coisas impossíveis ainda no mundo sem fé em que vivemos hoje.

Acaso quando Eu Voltar encontrarei fé sobre a terra…

Esta é uma verdade que podemos apalpar nos dias de hoje e principalmente nos paises onde o Cristianismo floresceu no passado gerando a grande maioria dos Santos com os testemunhos e exemplos de fé que conhecemos hoje divulgados pela Igreja, podemos lamentar esta grande verdade, apesar de tudo isso muitos caíram na apostasia e abandonaram a fé.

II Timóteo, 4, 3 e 4

Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.  4 – Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.

Faremos então as seguintes perguntas:

Foi por falta de testemunhos de fé no passado ?

Não !

Foi por falta de exemplos de Santos no passado ?

Não !

Foi por falta de vivência desta fé nos dias de Hoje ?

Sim !

Foi por falta de Santos também nos dias de Hoje ?

Sim !


QUEM SÃO OS SANTOS DE HOJE ?



Nosso testemunho não pode e não deve ser apenas uma réplica de algo que foi escrito como padrão, mas deve ser uma resposta ao chamado que nosso Senhor Jesus Cristo fez em minha vida e em sua vida, mesmo que seja o mesmo chamado feito a São Francisco de Assis ou a Frei Galvão, não seria realizado da mesma forma e nem no mesmo lugar, porém Deus precisa de nós onde estamos e como estamos para que o nosso testemunho de santidade aqui e agora, possa salvar até mesmo quem more do outro lado do planeta e que eu nunca tenha visto ou jamais o verei, mas será salvo graças ao meu SIM em resposta a Deus neste exato instante.

O mundo precisa de Santos hoje !

Os Santos do Céu intercedem por nós, mas não poderão mais fazer aquilo que faziam quando estavam vivos aqui na terra, não poderão mais pregar e ensinar a palavra, não poderão mais acolher e curar os pobres e necessitados, doentes e enfermos, não poderão mais consagrar o Pão e o Vinho, não poderão mais fazer tudo o que fizeram porque agora chegou a nossa vez de seguirmos estes grandes exemplos que não foram dados simplesmente para ficar escritos em um livro de história ou expostos em um pedestal de uma Igreja, mas para que cada um de nós pudesse também seguir seus exemplos de vida e santidade nos tornando os verdadeiros Santos de Hoje que reavivam a fé da Igreja que permanece para sempre.

Sizenando.

.

O plano de Deus para a família é um aprofundamento constante.



Padre Zezinho Foi um dos Pregadores do ultimo congresso da RCC no Brasil, de acordo com uma entrevista concedida por ele ao portal RCC Brasil, nos bastidores do encontro,  A RCC já se consolidou como movimento e aprendeu a se abrir a outros movimentos da Igreja. “Eu não era chamado para Hallel, por exemplo.” A RCC hoje tem muitas obras sociais, e bastante evangelização, o que exige aprofundamento permanente, catecismo e doutrina”, afirma.

Padre Zezinho ressalta, o tema abordado no encontro, ou seja, a discussão em torno da família, é fundamental e oportuno. “O plano de Deus para a família é o perdão, a humildade, aprofundamento constante, reconhecimento amoroso e uma constante descoberta um do outro”.

Fábio Luporini – MCS Congresso Nacional – RCC Brasil.

Família católica precisa se embasar na fé, diz padre Zezinho

É preciso que a família se situe nos princípios sociais, afirmou o padre Zezinho na tarde de sexta-feira, a família católica precisa se embasar na fé, na Bíblia, como também conhecer o Catecismo e a doutrina da Igreja. “Para formar filhos agradecidos e obedientes com valores cristãos, além de uma sociedade digna, é preciso haver pais comprometidos com a espiritualidade da RCC e fiéis a Deus”, afirma.

Para padre Zezinho, é preciso que os carismáticos sigam além do carisma proprio do movimento, conhecer também a sociedade em que se vive. “Dessa forma, teremos mais condições de formar um país com consciência católica e enfrentar os problemas sociais que atingem a dignidade da família, como a legalização do aborto, por exemplo”.

Enquanto aguardamos a transcrição da pregação de Pe. Zezinho neste congresso, que possamos ler sua ultima entrevista antes do congresso.

Entrevista com Pe Zezinho


” O PLANO DE DEUS “

Preparado para Encontros de Casais com Cristo E.C.C.


Síntese da entrevista com Pe Zezinho

Pe Zezinho falou sobre:

– realidade social

– Igreja – missão – juventude – CEBs

– O Pe Zezinho Cantor

Pe Zezinho iniciou falando do Pe Zezinho Cantor.

Sou um acidente que deu certo. Na verdade a única coisa que eu não penso é ser padre cantor. Sou padre que conta. Eu não sou padre porque canto, eu canto porque sou padre. É um serviço que faço porque o povo quer. Sou um cantor político, canto a realidade, atualizo minhas canções dentro do contexto atual. Tenho 42 anos de padre, canto há 42 anos e componho há 43 anos. Sempre houve interferência e sempre vai haver. O projeto da igreja é diálogo permanente, mas sempre existe quem gosta e existe grupo que gosta de impor. Comecei cantando para os jovens, em escolas, mas os pais começaram a reclamar que não falava para eles, que eu só falava em colégio e o povo de Deus não estava no colégio. Foram os bispos que pediram que quisessem que eu cantasse para a diocese.

Minhas canções são atualizadas dentro do contexto atual, são canções sócio político e religioso. Só Deus sabe a repercussão, não fico imaginando o resultado, não fico preocupado com números, números não mexe comigo, preocupo sim em comunicar, se duas pessoas já se modificarem pela minha comunicação, já valeu a pena.

Realidade social

O mundo esta individualista de mais, as pessoas tem projetos particulares de mais. Tem muito eu e muito pouco nós. O pobre não tem quem o defende. O sujeito rouba milhões e tem juizes lutando e brigando para defendê-lo. Hoje o individuo rico tem mais valor que uma comunidade. Onde há o eu de mais há Deus e família de menos.

O mundo não foi criado para mim e sim para todos. É preciso aprender que o semáforo tem três cores e que a cor vermelha é para mostrar que agora é o direito do outro.

A realidade é que o povo não acredita mais em juizes, igrejas, padres, políticos, ricos e poderosos. O povo perdeu a confiança. Mas ainda bem que existem os teimosos e com eles a possibilidade que vai mudar. O teimoso lá do bairro que acredita que essa situação vai mudar.

São Francisco de Assis dizia: “vem ser simples para ser feliz”.

Os mártires estão aí, são modelos de vida. Precisa criar modelos que cria pessoas abertas para o outro. Essa é a proposta dos documentos da igreja, só que a prática é outra.

Quando um juiz corre e briga para defender o rico e não faz nada para defender o pobre é porque tem algo errado na estrutura. Tem que acontecer uma reforma total no código penal, na lei eleitoral, nas finanças do Brasil e nos partidos. O Brasil não foi bem pensado e se foi não foi levado a sério. O famoso e o rico podem e têm tudo. O Brasil não tem urgência para defender o pobre e o doente. A vida não esta sendo respeitada, veja em que ponto chega, estamos perdendo, é só olharmos as decisões com relação ao aborto e das células-tronco embrionárias. Digo novamente, ainda bem que lá nos bairros ainda existem os teimosos que acreditam que vai mudar e não se calam.

Igreja – missão – juventude – CEBs

A igreja precisa pregar mais e louvar menos. Qualquer religioso tem que repercutir o social. Dos salmos 120 são de política, de dor, de esperança. A pregação não pode levar apenas o povo a louvar. Mais que levar o povo a louvar é preciso levar o povo a chorar com o povo que chora. Os católicos têm que fazer ouvir sua voz e defender os pobres, defender a vida.

Também há muito eu dentro da igreja, muitos projetos pessoais dentro da igreja, inclusive projetos pessoais de padres. A igreja precisa resgatar o nós, os projetos coletivos. Se a igreja quer mudar o mundo precisa primeiro corrigir os mesmos erros que vem ocorrendo dentro da igreja.

Se a igreja quer ser missionária, quer formar leigos missionários precisa cuidar dos leigos e se a igreja quer enviar leigos em missão tem que fazer com que eles sejam primeiro discípulos por isso que é tão importante à formação permanente e tomar muito cuidado, nenhum pregador pode colocar ninguém numa redoma.

A igreja precisa ser aberta, acolhedora, praticar o ecumenismo e o dialogo inter-religiosos. Eu estudei nos Estados Unidos com professores judeus e até muçulmanos, me formei em escola com dialogo religioso a oração da família hoje você vê judeus e muçulmanos cantando.

Os jovens de hoje são diferente dos jovens do meu tempo. A sociedade mudou, a igreja mudou, tudo mudou, consequentemente a juventude também mudou. Os jovens é quase sempre produto da sociedade e claro que eles querem espaço. Se educado para convivência com a comunidade, com os vizinhos serão cidadãos felizes ao contrário serão infelizes. Se o meio é podre eles vão ser manchados. Os jovens vivem numa sociedade que tudo pode, sem semáforos que indique que agora você pode, agora você não pode. Os jovens nascem dentro de outras características . Tudo mudou. Uma geração com mais abrangência, com muitas informações. Os jovens recebem tantas informações e não sabem onde colocá-las, acabam se perdendo e muitos vão para o mundo das drogas, outros na violência e outros no niquilismo, porque se você não sabe organizar as informações que recebeu você não vai ter um pensamento. Com a linguagem de hoje não estamos ensinando os jovens a organizar as informações em pasta para quando precisar saber a onde encontrar. Hoje precisamos levar as pessoas a saber onde guardar as pastas dos conteúdos da catequese. Evangelizar é levar as pessoas a saber o que fazer com as informações. Os vários organismos da igreja são pastas que levam ao conhecimento que deve ser colocado na pasta que quero trabalhar. Aprender a dialogar é aprender com as riquezas de todos. Todo católico fechado ainda não conseguiu ser católico. A mensagem que deixo aos jovens é que sejam abertos e não deixem que nenhum pregador os coloque numa redoma. A família precisa recuperar seu valor. Os pais precisam por limites nos filhos.

As CEBs nunca deixaram de existir. Elas sempre mantiveram um papel importante na igreja, continuam sendo comunidades eclesiais de base, com uma diferença, hoje elas são mais eclesiais do que antes. Os bispos em Aparecida reconheceram sua importância. As CEBs resgata a palavra nós, ela insere dentro do nós o eu. O mundo ficou individualista demais, a pessoa tem propostas particulares demais, muitos juízes que defendem o eu rico, o eu famoso, o eu poder. As CEBs leva a igreja a defender o pobre, o nós e os projetos coletivos, uma igreja mais solidária.

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Postado por Lucia às 03:52

colunadoblogdalucia.blogspot.com/2008/07/entrevista-com-pe-zezinho_14.html


https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/03/sagrada-familia-jmj.jpg

” O  PLANO  DE  DEUS “

Preparado para Encontros de Casais com Cristo E.C.C.