Após ultima parada Gay em São Paulo a “CRISTOFOBIA” pode enfim virar Crime.



“CRISTOFOBIA”  O QUE É ISTO?

Ano passado o  Grupo LGBT fez um protesto em frente a Igreja da Candelária no Rio de Janeiro, onde simpatizantes LGBT estavam nuas e crucificadas se beijando numa clara demonstração de desrespeito ao Cristianismo dizendo ser um simples protesto contra a “HOMOFOBIA” que também é um termo novo que apareceu a poucos anos para definir um crime que seria praticado contra a minoria gay simplesmente pelo fato de serem Gay’s e não por outro motivo qualquer.   Reconhecemos que existem muitas pessoas com intolerância ao grupo LGBT, mas temos que reconhecer também que existem desde muito tempo aquelas pessoas que são intolerantes ao CRISTIANISMO e que perseguem o Cristianismo mesmo sem motivo isto é o que configura a “CRISTOFOBIA“.

Atitudes anticristãs e perseguições ao Cristianismo sempre existiram desde o dia que Cristo morreu na Cruz e durante toda a história da Igreja no mundo muitos mártires morreram simplesmente pelo fato de acreditarem em Deus e seguirem os mandamentos de Jesus, isto porém jamais foi considerado como um crime.

Atualmente na África acontecem atrocidades contra pessoas Cristãs e em outros países asiáticos como a China o Cristianismo é perseguido e pessoas são condenadas à prisão e outras são mortas e queimadas vivas simplesmente pela intolerância ao Cristianismo, mas ninguém jamais reivindicou que esta atitude se tornasse um crime. A moda agora é proteger um grupo de pessoas que não tem o mínimo respeito pelos outros grupos minoritários e principalmente pelos “CRISTÃOS”, Já que o deputado Jean Willis já se manifestou publicamente em vídeo gravado no congresso que todas as Bíblias deveriam ser queimadas e que o Cristianismo deveria ser apagado da face da terra, fica claro e evidente que este sentimento é compartilhado pela maioria de seu grupo minoritário acarretando assim uma ação preconceituosa e não simplesmente um ato involuntário como pretendem que acreditemos.

Foto: terra

Foto: terra – Instagram / Reprodução

Na ultima parada gay em São Paulo, um modelo LGBT tirou a roupa e se crucificou numa cruz, até aí nada de anormal já que durante a semana Santa muitos atores fazem o mesmo durante as representações da via sacra, porém quando Jesus morreu na cruz Ele pretendia acima de tudo nos livrar do pecado e a sua morte simboliza a morte para o pecado e não uma exaltação do mesmo.    Todo grupo LGBT sabe muito bem que a Igreja jamais teve preconceito com nenhum pecador, muito menos por qualquer simpatizante LGBT que se converta e queira abandonar seu pecado, Sim, a Igreja aceita qualquer pecador que se converta seguindo o exemplo do filho pródigo, mas a Igreja jamais aceitará o pecado que escraviza e mata o homem.   Este pecado é bem conhecido e se chama ‘HOMOSSEXUALISMO“, fica bem claro que Deus ama o pecador, mas aniquila o pecado, Deus ama o Homossexual, mas abomina o homossexualismo, sendo assim um fato bem conhecido por todos, tando do lado da Igreja como do lado dos Homossexuais.  Sabendo que Igreja e pecado não se misturam deveriam saber também que uma parada a favor do pecado do homossexualismo não deveria usar ou se apropriar de uma imagem que representa exatamente o oposto daquilo que está sendo proposto, neste caso fica evidente que este uso inapropriado se trata de um ultraje ao Cristianismo já que o fato da não compactuação de Cristo com o PECADO e neste caso da não compactuação de CRISTO com um evento a favor do pecado seria mais relevante do que qualquer outra proposta, mesmo que fosse a mais pura e sincera, pois já é de conhecimento publico que este grupo minoritário não aceita a proposta Cristã para suas vidas.

De qualquer forma achamos que o acontecimento foi válido, porque agora ficou evidenciado que não é só a “HOMOFOBIA” que deve ser evitada, mas existe também uma “CRISTOFOBIA” muito evidente e que é promovida e financiada até mesmo por órgãos do governo atual brasileiro, o que não deveria ocorrer, pois se o governo é contra a “HOMOFOBIA” deveria também ser contra a “CRISTOFOBIA” e não permitir que eventos financiados pelo GOVERNO exerça qualquer tipo de ofensa ou violência verbal, visual ou prática seja evidenciada contra qualquer outro grupo social minoritário ou não.


LGBT_cruz 2

CRISTOFOBIA AINDA NÃO É CRIME?


Após Parada Gay, “Cristofobia” pode virar crime hediondo

Líder do PSD, Rogério Rosso, apresentou projeto na Câmara que eleva pena para o crime de ultraje a culto…

veja mais em Terra: 



Cristofobia_2



Basfêmia
Presépio criança cd10aeff54de4826bfd7fb54bbec40919[1]

Pedimos Apoio à Deputada Myrian Rios.


Onde Foi parar a igualdade de Direitos e Deveres  neste País, porque a cada Lei que se coloca em votação, pretendem criar grandes desigualdades entre as classes sociais e os cidadãos brasileiros concedendo previlegios a um grupo em detrimento de outros, o que no futuro pode provocar crises gravíssimas em nossa sociedade.

A deputada Myrian Rios fez uso da Palavra no Plenário do Rio de Janeiro, usando de sua liberdade de expressão e manifestando-se contra o funesto (PEC 23/2007) que visa mudar a Constituição do estado do Rio de Janeiro para diferencias direitos e devres entre as pessoas, colocando os homossexuais em patamar superior aos demais cidadãos fluminenses. O PEC foi votado dia 21/06/2011 e recebeu 39 votos contrários e 2 a favor. O autor do PEC – o deputado petista Gilberto Palmares – prevendo a grande derrota saiu do plenário e não retornou.


Deputada Católica Myrian Rios (RJ)

Discursa contra a PEC 23/2007

(uma espécie de PL 122 do Rio)



Esclarecimento da Deputada Myrian Rios sobre o Discurso anterior.



Não é novidade para ninguém a afronta que certos grupos desta nossa sociedade “PRIVILEGIADA” cometem contra a Igreja e seus ensinamentos, assim como eles querem o seu direito de manifestar defendendo suas convicções, deveriam eles em primeiro lugar respeitar as convicções religiosas das outras pessoas.

Como querem ser respeitados em seus direitos?  Sendo que são eles que primeiro dão o maior mal exemplo!  Veja também que já foi declarado por muitos e alardeado em manifestações publicas por este grupo privilegiado que pretendem tirar os direitos de manifestação publica daqueles que acreditam em Deus, mesmo que este Deus, segundo alguns ateus não exista.

Perante a atual contituição Brasileira todos deveriam ter o mesmo direito de manifestar as suas convicções em pé de igualdade, mas o que se torna mais evidente a cada dia é que uma massa está sendo manipulada para se manifestar contra o Deus que criou todas as coisas e não contra os homens que bem ou mal apenas defendem os princípios e verdades que sustentam os alicerces de toda a sociedade que conhecemos hoje, porque estes princípios são apenas um reflexo de tudo aquilo que Jesus nos ensinou.

Já é fato comprovado que uma sociedade jamais será sadia se não existirem famílias sólidas e sadias na base desta sociedade.

Como seria a sociedade composta por crianças abandonadas e sem lar, sem o carinho de uma mãe ou de um Pai?

Como seria a atuação na sociedade de um ser humano que foi abandondo no leito onde nasceu e jamais aprendeu a falar ou caminhar guiado por uma mão que o apoia?

Uma Família é muito mais do que apenas alguém presente na mesma casa que lhe pague pelo pão de cada dia ou faça todas as suas vontades, uma família verdadeira é aquela que lhe diz “NÃO” de vez em quando, porque nem tudo que parece legal pode ser bom para sua vida futura, Família é aquela que se preocupa com você e não consigo mesma apenas para fazer uma pose e se apresentar para os amigos, Uma família verdadeira gera e educa os seus proprios filhos com todo amor e carinho, porque é um dom natural de cada ser humano perpetuar a sua propria espécie, e como se diz o Ser humano é composto de duas partes que se completam e se unem pelo Amor, sendo que o verdadeiro Amor não pode jamais ser confundido com prazer sexual ou “direito a ter e possuir alguma coisa material”.

Por mais que se defenda o direito de uma opção sexual diferente daquela que seja natural, jamais poderemos alegar que esta opção perpetuara a espécie humana na face da terra e se assim todos fizerem estaremos decretando o fim da raça humana.

Será mesmo este o objetivo daqueles que patrocinam as massas que não sabem na verdade o que estão defendendo?


.