Parábola do casebre e da vaquinha.


A Parábola do Mestre e da Vaca – Sabedoria Oriental – Chinesa
Mestre Taoísta e Discípulo numa jornada de busca e sabedoria


Família Pobre e sua Acomodação


Casebre_familia_pobre


Um sábio mestre Taoísta e seu discípulo andavam pelo interior da China há muitos dias e procuravam um lugar para descansar durante a noite. Avistaram, então, um casebre no alto de uma colina e resolveram pedir abrigo àquela noite. Ao chegarem no casebre, foram recebidos pelo dono, um senhor maltrapilho e cansado. Ele os convidou a entrar e apresentou sua esposa e seus três filhos. Durante o jantar, o discípulo percebeu que a comida era escassa até mesmo para somente os quatro membros da família e ficou penalizado com a situação. Olhando para aqueles rostos cansados e subnutridos, perguntou ao dono como eles se sustentavam.


Vaquinha_magra


O senhor respondeu – “Está vendo àquela vaca lá fora? Dela tiramos o leite que consumimos e fazemos queijo. O pouco de leite que sobra, trocamos por outras mercadorias na cidade. Ela é nossa fonte de renda e de vida. Conseguimos viver com o que ela nos fornece” – O discípulo olhou para o mestre que jantava de cabeça baixa e terminou de jantar em silêncio. Pela manhã, o mestre e seu discípulo levantaram antes que a família acordasse e preparavam-se para ir embora quando o discípulo disse – “Mestre, como podemos ajudar essa pobre família a sair dessa situação de miséria?” – O mestre então falou – “Quer ajudar essa família? Pegue a vaca deles e empurre precipício abaixo” – O discípulo espantado falou – “Mas a vaca é a única fonte de renda da família, se a matarmos eles ficarão mais miseráveis e morrerão de fome!” – O mestre calmamente repetiu a ordem – “Pegue a vaca e empurre-a para o precipício!”. O discípulo indignado seguiu as ordens do mestre e jogou a vaca precipício abaixo, e ela morreu.


Vaquinha_magra


Alguns anos mais tarde, o discípulo ainda sentia remorso pelo que havia feito e decidiu abandonar seu mestre e visitar àquela família. Voltando a região, avistou de longe a colina onde ficava o casebre, e olhou espantado para uma bela casa que havia em seu lugar. Ele pensou – “De certo, após a morte da vaca, ficaram tão pobres e desesperados que tiveram que vender a propriedade para alguém mais rico” -Aproximou-se da casa e, entrando pelo portão, viu um criado e lhe perguntou – “Você sabe para onde foi à família que vivia no casebre que havia aqui antigamente?” – O criado respondeu – “Sim, claro! Eles ainda moram aqui, estão ali nos jardins” –  e apontou para a frente da casa. O discípulo caminhou na direção da casa e pode ver um senhor altivo, brincando com três jovens bem vestidos, e junto uma linda mulher. A família que estava ali não lembrava em nada os miseráveis que conhecera tempos atrás.

Quando o senhor avistou o discípulo, reconheceu-o de imediato e o convidou para entrar em sua casa. O discípulo quis saber como tudo havia mudado tanto desde a última vez que os viu. O senhor então explicou – “Depois daquela noite que vocês estiveram aqui, nossa vaquinha caiu no precipício e morreu… Como não tínhamos mais nossa fonte de renda e sustento, fomos obrigados a procurar outras formas de sobreviver. Descobrimos muitas outras formas de ganhar dinheiro e desenvolvemos habilidades que nem sabíamos que éramos capazes de fazer” – O discípulo não podia acreditar no que estava ouvindo  – Ele continuou – “Perder aquela vaquinha foi terrível, mas aprendemos a não sermos acomodados e conformados com a situação que estávamos. Às vezes precisamos perder para ganhar mais adiante” – Só então o discípulo entendeu a profundidade do que o seu ex-mestre tinha percebido.

Procure em sua vida se não há uma vaquinha para empurrar no precipício ou se alguma já caiu e você não percebeu que foi algo bom. Perder um emprego, acabar um relacionamento e outras tantas outras coisas traumáticas são como marcos em nossas vidas, servem para mostrar que você passou por ali e sobreviveu, ficou melhor e mais forte. Se sua vida mudou por uma circunstância dessas, pense! Mesmo que pareça ruim agora, tudo poderá te levar a um caminho melhor, você só precisa perceber isso.

Credito: Parábola Budista, ou Taoísta popular no extremo oriente, autor desconhecido.

Sem a dependência da Vaca, a família procurou outros meios de sobrevivência, e assim


 

O_rico_e_o_pobre O_equilibrista_e_a_Fé


MAIS UMA CHANCE!



Esta é uma frase muito comum, todos nós mais cedo ou mais tarde acabaremos por pedir mais uma chance.

Seja uma chance de vida nova mais feliz ou seja uma nova oportunidade para salvar aquilo que se perdeu no tempo que não dá prá voltar atrás.   Um dilema que sempre está presente em nossas vidas é a impossibilidade de retornar ao passado e mudar uma atitude mal dada ou uma decisão errada.  O jeito é aceitar a ditadura do cronômetro irredutível e rezar para que no próximo segundo possamos ter novamente aquela oportunidade perdida.



12. Não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei à perfeição. Não. Mas eu me empenho em conquistá-la, uma vez que também eu fui conquistado por Jesus Cristo.

13. Consciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para a frente,

14. persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo.



A Palavra de São Paulo nos leva à aceitação de uma verdade absoluta em relação ao tempo e espaço, mas nos abre uma nova perspectiva em relação ao plano espiritual, pois se o mundo nos negará mais uma chance, Deus jamais deixará de nos dar esta oportunidade, pois para Ele o passado não é definitivo e o futuro não será decisivo e sim o presente, o agora, este sim é o momento oportuno, este é o momento decisivo e definitivo, o momento da sua Salvação que definirá a sua eternidade, agarre esta oportunidade com suas mãos, agarre com suas unhas e dentes porque valerá a pena.

Leia o texto abaixo e tente sentir na pele o que este homem sentiu, quem sabe, este também seja o seu momento oportuno.




MAIS UMA CHANCE!


rcc-kairos


Kairós_pr3


Esta é a história de um homem:

Não vou lhes dizer seu nome, mas sei que lhe será bastante semelhante à alguém que você conhece.

Bem nascido e criado em uma boa família não muito abastada, teve boas chances na vida e cresceu com boa saúde.   Estudou e se formou.  Um dia conheceu uma jovem e se apaixonou, casou-se e constituiu uma família que por assim dizer podia ser considerada exemplar.

Quando tudo parecia estar muito bem e estabilizado, de repente este homem resolveu a aceitar as ofertas que o mundo lhe oferecia e aproveitar a “vida”, a vida de devaneios e caminhos incertos que o mundo sempre nos oferece, mas que muitos de nós nem chegou a experimentar sem saber que nada daquilo nos faria a menor falta.

Abandonou sua casa, sua esposa e seus filhos.   Sem entender o que havia acontecido, todos de sua família vieram em seu auxílio, mas ele insultou sua esposa e envergonhou seus filhos, a seu pai disse que sempre se envergonhou dele e sua posição sócio-educacional, desprezou os conselhos de sua mãe lhe dando as costas a deixando falar sozinha.

Assim ele começou seu caminho de farras, bebedeiras e nem se importava com o dia de amanhã, se mantinha afastado de seus familiares apesar de sentir um grande vazio interior se atirando cada vez mais às desilusões que o mundo lhe oferecia.

Certo dia ele acorda no meio da noite e se depara à sua frente com um ser magnífico e iluminado semelhante a um anjo.

Anjo de luz

– Ele então lhe pergunta.

– O que você faz aqui no meu quarto?

– O Anjo lhe responde:  – Não, Não estou em seu quarto, é você que está em outro lugar…

– Chegou o seu dia, você morreu esta noite enquanto dormia.

– Como assim?  Como morri?  Não havia nada de errado comigo, como isso aconteceu?

Demonstrando estar muito apavorado com a situação inusitada e por estar em debito com seus familiares, disse ao anjo:

– Não!  – Não posso morrer assim.  – Não posso morrer agora, preciso antes falar com meu pai, lhe pedir perdão, tenho que dar explicações à minha mãe, preciso alertar meus filhos sobre a vida, preciso ainda cumprir alguns compromissos urgentes no trabalho e ainda tem a minha esposa que eu tanto decepcionei, preciso falar com ela e lhe pedir seu perdão.

– Você precisa pelo menos me dar mais um tempo e mais uma chance!

– Esta bom, eu concedo seu pedido. Você terá a sua chance.

– Há que bom… Quanto tempo eu terei? Mais um ano?

– Eu lhe concedo mais 24 Hs, um dia, amanhã à meia noite eu retornarei.

– Mediante seu pouco tempo, ele imediatamente começa a ligar para a casa de sua mãe, liga varias vezes sem que ninguém lhe atenda.  Dirige-se até sua casa e não encontra ninguém lá.

Ninguém lhe atende até que amanhece o dia e ele descobre que seus pais viajaram, descobre então um telefone de contato de onde seus pais estão e liga imediatamente:

– Alo mãe?  – Sim, quem fala? – Sou eu mãe! – O Que aconteceu? – Ofegante e inquieto ele diz:  Você me perdoa? E insiste na pergunta… Perdoa-me ?  – A mãe diz… calma meu filho… Precisamos conversar… – Não mãe, não dá tempo, mas diz que me perdoa… – Por que filho?… Precisamos conversar… – Sim, mãe… Estou indo até aí ou você virá até aqui? – Não meu filho… Estou muito longe, estou em outro estado e em trânsito. – Mas mãe, eu preciso resolver isso agora… – Filho, eu estou longe e quando eu chegar aí em casa nós nos falamos. – Está bom mãe, mas fala que me perdoa!  Esta certo filho, eu te perdôo, mas precisamos conversar sério ouviu… Sim mãe, obrigado! Preciso também falar com meu pai agora, me chama ele aí…  – Filho, seu pai saiu numa canoa e foi pescar com uns amigos, só retornará a noite… – Bem apavorado ele diz – Como assim mãe, eu preciso falar com ele agora… – Só retornará aqui à noite… – Mãe, tenta aí um jeito, é urgente… – Não dá meu filho, quando retornarmos, a gente se fala, está ok?  – Mas mãe…. – Não adianta ficar ansioso, quando chegarmos aí em casa te procuramos.

Ele então liga para sua filha e diz:

– Filha, Preciso falar com você agora.

– Pai, não dá, não estou em casa, estou na casa de uma amiga…

-Não está em casa?…   Como não?  Por que isso agora?

– Estamos estudando para o vestibular pai, já estou dois anos nesta luta e aqui é bem perto do local da prova que teremos amanhã bem cedo e temos muito que estudar ainda hoje!

– Mas filha é só um instante…

– Pai, não vai dá… hoje não, depois das provas a gente se fala, segura a barra aí uns três dias pelo menos! E desliga!

– Mais ofegante e apressado ele liga para o filho e diz…

Filho preciso lhe falar agora, quero lhe pedir perdão…

– O filho lhe interrompe e diz…

Sim, pai, pode ser, mas agora não, primeiro você precisa mostrar que mudou mesmo…

Mostrar que você é outro cara, outro homem…

Até agora eu conheço aquele homem que sacaneou a todos nós, então eu preciso acreditar em sua mudança e conhecer este novo homem…

– Filho, mas eu mudei e por isso eu quero seu perdão…

– Não pai… Já ouvi isto antes e não foi verdade, você não se arrependeu e continuou errado, por isso dá um tempo e a gente conversa depois.

– Ele liga então para sua ex. esposa e diz, preciso falar com você agora…

– Para quê, para me xingar e humilhar de novo?  Não, não vai dá não.

– Não, não é para isso não, preciso pedir o seu perdão, sua compreensão, quero ser um novo homem, me dê uma chance para explicar os meus motivos, eu errei muito e quero me redimir…

– Para por aí, não diga mais nada… Quando você melhorar mesmo… Quando seus Pais lhe aceitarem e seus filhos te perdoarem, aí sim, posso até pensar em rever o assunto e conversar com você.

Fim de conversa, o dia se passou e ele nada conseguiu, volta então para aquele quarto e o dia termina se aproximando o momento do encontro com o anjo do Senhor.

Chronos_tempo_passa

24 hs a mais ou 24 hs a menos não mudará coisas que precisam de tempo para serem compensadas e aprovadas.   A nossa Salvação foi conquistada pela morte de Cristo na cruz, mas para que sejamos Salvos definitivamente é preciso estar lá no lugar e na hora certa onde a porta se abrirá.  Para chegar lá e estar preparados temos à nossa disposição todo o tempo que nos resta, o tempo exato de uma decisão verdadeira e definitiva, o tempo favorável é agora, não deixe para a ultima hora o que você já poderia ter feito, pois quando a porta se abrir e as virgens entrarem com as suas lâmpadas acesas não haverá tempo para as outras virgens descuidadas correrem atrás de óleo para acender suas lâmpadas sem o risco de encontrarem as portas fechadas.

Todos os dias temos à nossa disposição estas 24 hs definitivas e o que fazemos com elas?

Deus nos tem dispensado as suas graças todos os dias, hoje, ontem, anteontem e o que temos aproveitado de bom, temos buscado o perdão por nossos erros? Temos buscado a nossa Salvação? Temos buscado uma vida nova?

Não seja como este homem que viveu despreocupadamente e deixou para se redimir no ultimo instante, pois pode ser que o mundo não nos ofereça um tempo hábil para corrigir muitos erros do passado, é bom estar sempre pronto vivendo uma vida reta e digna sem arestas a serem aparadas na ultima hora, nem digo que a morte seja o ultimo estágio, porque na verdade não é a morte o momento decisivo, pois este momento é agora e sempre será agora porque este é o momento da sua decisão, o momento da sua Salvação.

Não deixe para amanhã aquilo que você pode fazer agora, não deixe para depois a decisão que você pode tomar agora.

24 horas jamais serão suficientes para reparar uma vida inteira de erros, porém podemos sempre contar com a eterna Misericórdia do Pai que nos perdoa até mesmo no ultimo “Tic Tac” do cronometro.

Diga sim a Jesus agora mesmo!


 

Agora_tempo_oportuno


Kairós: O Momento Oportuno:


“NÃO DEIXE PARA AMANHÃ AQUILO QUE VOCÊ PODE FAZER HOJE, NÃO DEIXE PARA DAQUI A POUCO AQUILO QUE VOCÊ PODE FAZER AGORA”


id=”fb-root” style=”text-align: center;”> 



Seminário de Vida no Espirito bRAÇOS DO pAI

Seminário de Vida no Espirito seminario[1]


Uma Experiência com deus e com DEUS!


manzana[1]

Experimente você Mesmo!


Kairós, O Tempo de Deus!



“KAIRÒS”, ultimamente esta sendo bastante divulgado esta palavra nos meios evangélicos e Católicos, isto porque a expectativa da segunda volta de Cristo é iminente.

“Quando Jesus Voltará e até quando devo me decidir?”

Esta é uma pergunta clássica que está na mente de muitas pessoas hoje em dia e que também foi feita pelos Discípulos de Jesus quando Ele se elevava ao céu e que talvez muitos a consideram como não respondida satisfatoriamente mantendo assim uma duvida permanente, mas que na verdade serviu para nos manter pelo menos num estado de atenção e vigilância constante.

Jesus respondeu da seguinte forma:

“Então o interrogavam: Senhor, é porventura agora que ides instaurar o reino de Israel?” (Atos 1,6)

“Não vos pertence a vós saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou em seu poder,…”(Atos 1,7) sendo que em outra oportunidade foi dito que o Dia do Senhor viria como um ladrão e surpreenderia a muitos,(I Tessalonicenses 5, 2) e (Apocalipse 16, 15), todas estas palavras tem o objetivo de nos manter sempre alertas e vigilantes para não sermos surpreendidos pelo tempo inoportuno, por isso a urgência em compreendermos o significado do verdadeiro “Kairós” “O Tempo oportuno de Deus”, o dia, o momento, o instante da sua Salvação.




Qual o significado da palavra Kairós?


Kairos_segundo




Kairós_pr3


Professor Felipe Aquino  –  03/05/2009

O termo Kairós refere-se tanto a uma personagem da mitologia, quanto uma antiga noção grega para referir-se a um aspecto qualitativo do tempo. A palavra Kairós, em grego, significa o momento certo. Sua correspondente em latim, momentum, refere-se ao instante, ocasião ou movimento que deixa uma impressão forte e única para toda a vida (WEBSTER, 1993).

Na mitologia grega, Kairós é um atleta de características obscuras, que não se expressa por uma imagem uniforme, estática, mas por uma idéia de movimento. Metaforicamente, ele descreve uma noção peculiar de tempo, uma qualidade complementar em relação à noção de temporalidade representada por Cronos.

Kairós refere-se a uma experiência temporal na qual percebemos o momento oportuno em relação à determinado objeto, processo ou contexto. Em palavras simples, diríamos que Kairós revela o momento certo para a coisa certa. Kairós simboliza o instante singular que guarda a melhor oportunidade, ele é o momento crítico para agir, a ocasião certa, a estação apropriada.

Mas Kairós não reflete o passado, ou antecede o futuro. Kairós é o melhor instante no presente. Ele representa um tempo não absoluto, contínuo ou linear, ao contrário do que propõe a concepção newtoniana refletida no tempo cronológico, socialmente estabelecido (ZERUBAVEL, 1982).

A dimensão de experiência temporal representada por Kairós instala-se em consonância à totalidade dos elementos individuais envolvidos e à dinâmica de suas relações.


Chronos_tempo_passa


Conhecendo um pouco mais de Mitologia para compreendermos melhor o que a Igreja diz sobre o atual Kairós:


Chronos_deus_tempo_Mit_grega


Chronos era um titã que se tornou senhor do céu após destronar seu pai (Urano), e a partir desse acontecimento os titãs passaram a governar o mundo. O mito do Chronos ilustra temas como envelhecimento, mudança entre outros elementos relacionados ao tempo, Chronos personificava o senhor do tempo, aquele que tudo devora “Chronos devora ao mesmo tempo que gera”, essa é uma alusão ao mito que ele devorava todos os filhos assim que deixavam o ventre sagrado da mãe, De acordo com a mitologia ele temia uma profecia segundo a qual seria tirado do poder por um de seus filhos pois não queria que ninguém lhe sucedesse, além dos próprios filhos devorava os seres e o destino, Chronos deu origem a palavra cronômetro do nosso relógio que regulamenta o nosso tempo.

kairos_mitologia_grega

Kairós por sua vez representava o oposto, era descrito como um jovem que não se preocupava com o relógio, calendário e o tempo cronológico.

Kairós era representado por um jovem que sempre estava nu, de asas nos ombros e nos tornozelos, tinha mechas de cabelo caindo sobre a testa, mas a sua nuca é calva. Isso representa o caráter instantâneo de sua apreensão: ele só pode ser pego (agarrado pelos cabelos) em sua passagem por nós e, uma vez tendo passado, é impossível alcança-lo (não tem cabelos na nuca por onde possa ser puxado de volta), Kairós tem numa das mãos uma balança. A balança é símbolo do equilíbrio e da justiça: Kairós, embora veloz, não ultrapassa a medida.

Vimos que bem antes do cristianismo a ideia de tempo (Kairós e Chronos) era utilizada pelos filósofos gregos, a começar por Hesíodo (+ ou – 750 e 650 a.C) – poeta e um dos pais da cultura grega.

Aqui fica clara a ideia de tempo no entendimento baseado na cultura grega que era uma forma comum de passar o conhecimento para que o povo a qual estivesse destinado conseguisse entender.

Definições:

Kairós – “Tempo”, especialmente um “ponto no tempo”, “momento”, “tempo oportuno”, “oportunidade favorável”, “ponto justo”, “medida certa”, “lugar apropriado”, “aquilo que é conveniente apropriado ou decisivo”.

Na teologia passou a ser usado para descrever a forma qualitativa do tempo ou “o tempo de Deus”, o tempo que não pode ser medido, é o tempo da oportunidade, livre do peso das cargas que se passam e da ansiedade das coisas que acontecem antes do tempo, ele se manifesta sempre no presente, instante após instante; Kairós marca os momentos que se tornam inesquecíveis, ainda que tenham sido breves, os gregos acreditavam que com o Kairós poderiam enfrentar o cruel e tirano Chronos. Quando se fala em Kairós se quer indicar que alguma coisa aconteceu tornando possíveis ou impossíveis certas coisas.

Chronos – “Tempo”, “período de tempo”, “espaço de tempo, longo ou breve”. Chronos serve inicialmente para a designação formal de um espaço de tempo, ou ponto de tempo, refere-se ao tempo cronológico ou sequencial que pode ser medido. Ele controlava o tempo desde o nascimento até a morte, um pensamento Grego era que Chrono representava o tempo que faltava para a morte, uma vez que era impossível fugir do mesmo, todos seriam mais cedo ou mais tarde vencidos (devorados).


Agora_tempo_oportuno


Kairós: O Momento Oportuno:


“NÃO DEIXE PARA AMANHÃ AQUILO QUE VOCÊ PODE FAZER HOJE, NÃO DEIXE PARA DAQUI A POUCO AQUILO QUE VOCÊ PODE FAZER AGORA”


O Momento oportuno sempre virá no tempo “PRESENTE”, nunca no futuro e nunca no passado, pois Deus oferece a sua Salvação agora para você e precisa saber a sua resposta agora mesmo, lembra-se da proposta de Jesus feita a Nicodemos e ao jovem rico? Ambos foram embora sem dar sua resposta ao Mestre, porém a resposta de Pedro, João, Tiago, Andre, Mateus e muitos outros foram imediatas e por isso conheceram e presenciaram os momentos mais sublimes de Jesus nesta terra.  

Sabendo hoje quem foi Jesus e tudo que Ele realizou, muitos diriam a seguinte frase, “Eu Jamais deixaria passar esta oportunidade sem ter dito o meu sim a Jesus!”, porém todos nós sabemos que ainda hoje o Mestre continua nos chamando e fazendo sua proposta para segui-lo e temos uma certeza absoluta de que nenhum daqueles homens no passado se arrependeram de doar suas vidas ao Senhor em troca de sua Salvação, porém a maioria de nós continuamos agindo como Nicodemos e o jovem rico desperdiçando o MOMENTO OPORTUNO DE NOSSA SALVAÇÃO.

Kairós é portanto mais do que uma palavra, mais do que um tempo, mais do que um instante, mais do que um segundo que falta para darmos a principal decisão de nossas vidas.  Kairós é o melhor e mais importante convite que jamais recebemos neste mundo, mas Deus estende agora seus braços de Misericórdia a você e te convida a segui-lo, saiba que nada nesta vida pode superar o que somente Ele tem a te oferecer, saiba que a felicidade e a tristeza neste mundo são apenas momentos que passam no tempo, mas a oferta de Jesus ultrapassa a cronologia do tempo e torna eterno os melhores momentos de nossa vida.

Faça agora a sua opção!

Escolher entre um mundo material que passa e termina e uma realidade espiritual eterna sem as limitações materiais não deveria ser assim tão difícil, no entanto a nossa condição material momentânea nos impede de perceber o mundo espiritual que nos cerca.

(São João 3,12) Se vos tenho falado das coisas terrenas e não me credes, como crereis se vos falar das celestiais?


Salvaçao_do_Bom_Ladrao



Seminário de Vida no Espirito bRAÇOS DO pAI

Seminário de Vida no Espirito seminario[1]



Uma Experiência com deus e com DEUS!


manzana[1]

Experimente você Mesmo!


Onças & Morangos.



Eu sou Feliz!   E Você?   Por que não?


eu-sou-feliz


oncas-e-morangos


 2. Talvez, ao me ouvir falar em felicidade, você se pergunte se eu não tenho problemas, se tudo dá sempre certo para mim, se nunca passei por uma grande dificuldade que me tenha deixado marcas, como ocorre com a maioria das pessoas.

3. É claro que sim, sou como todo mundo. Tenho angústias, fico estressado, as pessoas às vezes me traem, mas eu procuro sempre .

4. … Comer  os MORANGOS da vida.

5. Um homem estava caçando quando inesperadamente deu de cara com um ENORME urso, sem muita alternativa ele fugiu…

Bear Atack - Ataque de Urso

6. Na direção que fugiu havia um barranco e escorregou agarrado-se em uma raiz no meio do caminho …

7. O Urso veio em perseguição, mas parou na beira do barranco tentando alcançar o seu almoço com as patas.

Logo foram chegando também pelo lado de baixo duas Onças famintas que saltavam tentando agarrar as suas pernas…

8, Embaixo as onças com muita fome só aguardavam a sua queda para devorá-los imediatamente…

10. Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando. Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas dos seus pés. As onças embaixo querendo comê- lo e o urso em cima querendo devorá-lo.

11. Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu um morango vermelho, lindo, com aquelas escamas douradas refletindo o sol.

12. Num esforço supremo, apoiou seu corpo, sustentado apenas pela mão direita, e, com a esquerda, pegou o morango.

13. Quando pôde olhá-lo melhor, ficou inebriado com sua beleza.

14. Então, levou o morango à boca e se deliciou com o sabor doce e suculento. Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso. Deu para entender?

15. Talvez você me pergunte: “Mas e o Urso?” Dane-se o urso e coma o morango!

16. “E as Onças?” Azar das onças, coma o MORANGO! Se ele não desistir, as onças ou o urso desistirão.

17. Relaxe e viva um dia por vez: coma o morango. Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro.

18. Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças a arrancar nossos pés. Isso faz parte da vida e é importante que saibamos viver dentro desse cenário.  

19. Mas nós precisamos saber comer os morangos, sempre. A gente não pode deixar de comê-los só porque existem ursos e onças. Você pode argumentar: “Eu tenho muitos problemas para resolver”. Problemas não impedem ninguém de ser feliz.

20. Coma o morango, não deixe que ele escape. Poderá não haver outra oportunidade de experimentar algo tão saboroso. Saboreie os bons momentos. Sempre existirão ursos, onças e morangos. Eles fazem parte da vida.

21. Mas o importante é saber aproveitar o morango. Coma o morango quando ele aparecer. Não deixe para depois. O melhor momento para ser feliz é agora. O futuro é uma ilusão que sempre será diferente do que imaginamos.

22. As pessoas veem o sucesso como uma miragem. Como aquela história da cenoura pendurada na frente do burro que nunca a alcança. As pessoas visualizam metas e, quando as realizam, descobrem que elas não trouxeram felicidade.

23. Então, continuam avançando e inventam outras metas que também não as tornam felizes.

24. Vivem esperando o dia em que alcançarão algo que as deixará felizes. Elas esquecem que a felicidade é construída todos os dias.

25. Lembre-se: A felicidade não é algo que você vai conquistar fora de você…

Abraços Célio Normando Reformatação – Presentepravoce

26. “Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes como as serpentes, mas simples como as pombas.” (S. Mateus 10,16) Link’s para outras Mensagens

1. MORANGOS ~ Roberto Shinyashiki



“Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.”    

(S. Mateus 6,34)


Baseado em uma história real.

http://www.stories.org.br/urso_bi.html


o_papagaio_na_gaiola_de_luxo O_jovem_que_se_parecia_com_Cristo
A casa em chamas Santidade_Felicidade Tende_Misericordia_Senhor

BAIXE O SLAID EM POWER POINT PARA VISUALIZAR OS EFEITOS



Zaqueu, Um Clássico do Evangelho.

São Lucas, 19

1.

Jesus entrou em Jericó e ia atravessando a cidade.
2. Havia aí um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos.
3. Ele procurava ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura.
4. Ele correu adiante, subiu a um sicômoro para o ver, quando ele passasse por ali.
5. Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa.
6. Ele desceu a toda a pressa e recebeu-o alegremente.
7. Vendo isto, todos murmuravam e diziam: Ele vai hospedar-se em casa de um pecador…
8. Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo.
9. Disse-lhe Jesus: Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão.
10. Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido.

A poucos dias fomos convidados a participar do programa  Alo meu Deus na Rádio São Francisco de Anápolis-Go para dar um testemunho, mas como houve incerteza na programação devido o resultado das eleições, o responsável pelo programa acabou me passando de ultima hora a meditação sobre o evangelho do dia que era sobre Zaqueu, o fato é que esta história é muito rica em mensagens e se pode falar muito sobre o assunto e ainda ter muito que meditar.

Naquele dia eu comecei a falamdo assim:

“Esta é uma das histórias mais Clássicas do evangelho” e o Locutor responsável ficou rindo desta frase, de como ela foi colocada naquele instante, mas é uma grande verdade, a história de Zaqueu é muito conhecida, muito repetida e citada, é sempre uma referência de conversão, de mudança de vida, exemplo de uma pessoa que realmente acolhe Jesus com o coração aberto e não apenas por obrigação, serve de paralelo em relação ao nascimento de Jesus numa manjedoura porque não foi acolhido por ninguém naquela noite, é também o mais perfeito exemplo de que um RICO pode SIM” entrar no Reino do céu e que sua vida não estaria perdida somente pelo fato de ser rico, político ou ter outra profissão de má fama.

“Porque o homem julga pelo que vê com seus olhos carnais, mas Deus conhece o profundo de nossos corações.”

Hoje podemos dizer que qualquer Cristão já ouviu falar da história de Zaqueu e pode até narrar em resumo o que aconteceu enquanto que outras histórias são assim tão conhecidas. A história de Zaqueu hoje até se tornou música de sucesso que passa na televisão todo dia e muitas vezes continuamos tendo as mesmas atitudes daqueles que criticaram Jesus por ter-se convidado para ir a casa de um pecador, enquanto que todos os que criticam esta atitude, são exatamente aqueles que não têm a coragem de abrir o coração como Zaqueu abriu para Jesus.

O Final de ano vem aí, Natal está chegando e sempre encontramos um grupo de jovens fazendo apresentação da história do nascimento de Jesus e muitas vezes sempre tem alguém que faz a seguinte pergunta ao publico, “Você teria coragem de acolher uma jovem mulher grávida prestes a dar a luz em sua casa na noite de Natal ?” Tem grupos que até já fizeram a experiência de campo batendo de porta em porta pedindo pouso e abrigo e por mais incrível que pareça descobrimos que existem muitas pessoas boas que acolhem o necessitado e que teriam amor suficiente para não deixar Jesus nascer em uma manjedoura novamente, mas hoje as pessoas já conhecem bem esta história e por já terem meditado na possibilidade de deixar Jesus ao relento acabam estando preparadas de antemão para acolher o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores nesta hora sagrada, mesmo que seja um simples representante anônimo e não o próprio Jesus em pessoa, pois bem sabemos que o bem que fazemos a qualquer um destes pequeninos é ao próprio Jesus que fazemos e ainda existe aquela possibilidade de ser Ele mesmo disfarçado tendo escolhido o nosso humilde lar para bater e abençoar com sua presença.

Deixamos que Ele entre e coma conosco em nossa mesa, porque todos também conhecem bem aquela frase do Apocalipse que diz “Eis que estou a porta e bato, quem abrir a porta eu entrarei e cearei com ele e ele comigo (Apocalipse 3,20). Existe um trocadilho interessante nesta frase, afinal de contas quem está oferecendo a ceia mesmo? Na verdade não somos nós que oferecemos os nossos Dons a Jesus e sim é Ele quem oferece tudo a nós, até mesmo se deu por inteiro na cruz por amor a todos nós, tanto o texto de Apocalipse como a história de Zaqueu é Jesus quem toma a iniciativa de nos buscar e nos convidar para esta ceia que mesmo sendo em nossa própria casa, o privilegiado somos nós mesmos e não Ele, afinal, quem não gostaria de receber o Papa Bento XVI em seu lar, muito melhor seria receber o próprio filho de Deus para um jantar em família.

É realmente um convite, um convite que Jesus nos faz, um convite para recebermos a sua presença em nossa casa, em nossa vida e em nosso coração, ninguém é capaz de abrir a porta de sua casa para alguém que seu coração não esteja aberto para receber, ninguém recebe alguém em sua casa com receio de que ele seja um bandido ou um ladrão, desta forma então o primeiro passo seria mesmo conhecer aquele que nos convida para que assim o nosso coração destranque, destrave e se abra com toda alegria.

“EIS QUE ESTOU À PORTA E BATO…” (Apocalipse 3,20)

É comum encontrarmos uma versão da obra de arte que foi pintada para exemplificar este texto do livro do Apocalipse e num destes dias um crítico resolveu criticar o artista dizendo que sua pintura tinha um defeito gravíssimo e que um grande artista não poderia se permitir cometer um erro como aquele, no que o artista indagou:

Qual seria o defeito assim tão grave?

E ele respondeu se tratar de que a porta não possuía uma fechadura pelo lado de fora!

Mas a resposta era tão clara que percebemos que o tal defeito tão criticado era na verdade o segredo desvendado daquela obra de arte, a mensagem e o detalhe que o artista queria transmitir a todos os seus admiradores, pois a falta de uma fechadura na porta do lado de fora representava que somente nós podemos abrir a porta de nosso coração por dentro e que Jesus jamais invadiria o nosso coração sem a nossa permissão.

O convite de Jesus é pessoal e intransferível, Ele bate na porta de nosso Coração e espera de nós uma resposta positiva, se Ele não for acolhido, na verdade o maior prejudicado é aquele que não o acolheu.   Comparando com Zaqueu concluímos que ele queria conhecer Jesus, só que Jesus já o conhecia desde a sua concepção e havia marcado aquele dia e àquela hora ali debaixo do sicômoro para se encontrar com ele.

Apesar de todas as críticas que Jesus recebeu, era exatamente este o seu plano para aquele dia, pois a sua mensagem e o seu ensinamento para todos foi reafirmar, que Ele veio a este mundo para dar oportunidade a todos os pecadores de se arrependerem e se converterem para receberem a vida eterna, e a melhor resposta era tão simples como apenas aceitar um convite para jantar em sua casa.

Jesus nos apresenta seu Reino, suas Graças, a Salvação e a vida eterna como presentes do Pai para nós, assim como um convite que não é obrigatório ser aceito por ninguém, é uma oferta gratuita, azar daquele que não aceitar de coração aberto.

Hoje eu percebo que esta atitude de inércia está sempre constante em nossa vida e muitas vezes apesar de nosso coração palpitar, sentirmos como um ima nos puxando em direção ao Mestre, as nossas atitudes são como se estivéssemos pregados ao chão, amarrados a uma estaca e apesar de nosso desejo ser de ir em direção a Deus, nossos pés não se mexem, talvez seja esta a pior das atitudes que poderíamos ter tomado, já que a grande maioria prefere mesmo se afastar ou criticar arrumando uma desculpa para não se comprometer com Jesus, a nossa atiude de “PARALISIA ESTÁTICA” seria a de perder a melhor e única oportunidade que surgiu em nossas vidas, eu perdi o bonde porque hesitei e não subi a bordo.

O momento da graça é agora, este momento passa, não podemos deixar passar a oportunidade de aceitar que Jesus venha se hospedar em minha casa.

Minha atitude deve ser como a de Zaqueu que desceu da árvore o mais rápido possível e aceitou o convite de Jesus.

Quantas vezes você já sentiu este chamado de Jesus?

Quantas vezes você já ouviu este “Toc, Toc, Toc…” batendo em sua porta?

Portanto, só existe uma resposta que nos satisfaça plenamente…

Diga Sim a Jesus e deixe que do resto Ele toma conta.



TESTEMUNHO PESSOAL

JESUS É A LUZ  !