Selados pelo Espírito Santo de Deus.


selo de Deus apocalipse


“Nele também vós, depois de terdes ouvido a palavra da verdade, o Evangelho de vossa salvação no qual tendes crido, fostes SELADOS com o Espírito Santo que fora prometido, 

(Efésios 1,13)


Podemos destacar no versículo acima duas palavras que por si só fazem uma grande diferença.


PROMETIDO


Não seria um grande esforço para perceber que tal palavra se trata de um VERBO e um verbo no tempo “PASSADO”, significando que seja lá do que se trate seria algo que já aconteceu e não algo que ainda DEVERÁ ser esperado no FUTURO.

“O Espírito Santo da Promessa”.

É assim que São Paulo se refere ao Grande Presente que o Pai nos DEU e não ao Presente que ainda está para ser entregue a todo aquele que ama a Deus!

“É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4), tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”

(I Coríntios 2, 9)

O céu e a vida eterna com Deus é o prêmio e objetivo final de nossa caminhada aqui na terra, porém “O Espírito Santo que fora prometido” não é para o futuro como se fosse um prêmio merecido por nossa vitória aqui na terra e sim Ele se trata do “Paráclito”, o nosso advogado e ajudador, ou seja, Ele é o nosso guia, aquele que nos anima e dá força na caminhada, sem Ele certamente seria impossível alcançarmos a Vitória.

Sendo assim, precisamos d’Ele, precisamos tê-Lo em nossas vidas e em nossos corações, para que isso aconteça é necessário primeiro que deixemos de esperar algo que já aconteceu e que deixemos de pensar que aquilo que aconteceu em Pentecostes só aconteceu na vida daquelas pessoas que lá estavam presentes no Cenáculo.


O Selo do Espirito santo


SELADO


“Vós mesmos sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.

Não há dúvida de que vós sois uma carta de Cristo, redigida por nosso ministério e escrita, não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, em vossos corações.”                              (II Cor. 3,2-3)

Hoje conhecemos diversos meios de comunicação; temos o rádio, a TV, o jornal, revistas e agora mais recentemente apareceram também a internet com seus e_mail’s que se desdobraram em redes sociais e por ultimo apareceu também um tal de “What’s Up” que praticamente roubou a cena, tanto dos meios de comunicação mais robustos e conhecidos que tiveram seu auge na história como até mesmo roubou o diálogo entre as pessoas, pois chegam ao cúmulo de duas pessoas sentadas em uma mesma mesa de bar se comunicarem com a pessoa do seu lado através do famoso aplicativo ao invés de lhe dirigir a palavra verbalmente.

Isso nos leva a pensar o seguinte;

“O que estaria acontecendo com a nossa comunicação hoje?”

Este foi o mesmo questionamento levantado por São Paulo quando escreveu esta carta aos Coríntios. Naquela época o único meio de comunicação conhecido à distância era tão somente uma carta, mas pelo jeito todos sabiam claramente como se deveria conhecer o conteúdo de uma carta que alguém lhe houvesse enviado, sendo assim, Paulo censura aqueles que ainda permanecem com suas cartas lacradas e não abertas revelando o seu conteúdo.

Um detalhe comum numa carta enviada no passado e nas cartas de hoje ainda é o lacre e o selo, antes porém nem toda carta era selada e nem lacrada, somente as mais importantes que traziam mensagens importantes, o selo também não apenas servia de lacre para fechar uma carta como também era a marca daquele que havia lhe enviado, ou seja, um tipo de autenticação e comprovação de originalidade e autoria, hoje estes dois sentidos se perderam completamente já que o selo se tornou apenas uma figurinha na lateral que comprova apenas o pagamento do envio postal, o que antes era marca de autenticidade se tornou apenas prova de pagamento de tarifa e se desvalorizou a tal ponto de agora ser apenas uma chancela realizada numa maquina.

No Caso anterior citado por São Paulo “Selado” se tornaria como a comprovação e a autenticação daquela carta que foi enviada por Deus ao mundo com uma mensagem muito importante que deveria ser conhecida por todos, mas que por um descuido nosso esta carta tão importante ainda continua lacrada e muitas vezes perdida no fundo da gaveta.

“O que estaria acontecendo com a nossa comunicação ?”

No passado a mensagem contida em nosso coração foi comparada à uma “CARTA LACRADA E FECHADA” que equivaleria ao silêncio de um Cristão omisso, mas como bem nos exortou o Apóstolo Paulo, a nossa missão é evangelizar e fazer com que a mensagem Divina seja espalhada e conhecida em toda terra, mas hoje podemos dizer que DEUS também evoluiu e que Ele já não envia apenas uma cartinha ao mundo, mas envia ao mundo muitas mensagens na rede social e principalmente através do What’s Up, se por acaso os seus amigos e companheiros de mesa de bar ainda não conhecem a força e o poder da mensagem do evangelho é porque o INIGUO JUIZ BLOQUEOU O SEU WHAT’S UP.

Nossa! que transtorno causou apenas 24 horas de bloqueio no tal aplicativo aqui no Brasil, mas imagine só a falta que faz para ao mundo e principalmente para aqueles que perdem a Salvação a falta do conhecimento da mensagem de Deus que foi escrita em seu coração para que você transmita aos seus, curta  e compartilhe com todos os seus amigos, irmãos e conhecidos.

Se naquela época de cartas lacradas a mensagem do evangelho fazia tanta falta ao mundo, imagine hoje com todos os meios de comunicação disponíveis totalmente bloqueados por causa do nosso pecado, nosso orgulho e nossa inadimplência?

Os meios de comunicação evoluíram, se multiplicaram e aumentaram seu alcance, mas se o nosso coração permanecer fechado, o mundo jamais conhecerá o verdadeiro AMOR DE DEUS.



ÉFATA  –  ABRA-TE!



     Agora que você conhece  a verdade, sabe quem é o Espírito Santo e que você é esta carta Divina para o mundo, O que você esta esperando para contar esta novidade ao seu próximo ?


   Desejo a todos um feliz DIA de Pentecostes e que Deus multiplique as graças derramadas em cada coração e em cada Família daqueles que permanecem conosco e daqueles que hoje nos visitam pela primeira vez, espero que continuemos juntos nesta caminhada e compartilhar a vida eterna ao lado de Cristo Jesus.


Fruto_Espírito Efusão_no_Espirito_2 Batismo_Espírito
Chamados_Comunicar Sete_dons

Marcas de Batom no Espelho.



A boa Comunicação será sempre um desafio!

Há professores e há educadores… 


Marcas_de_batom_no_espelho

Este é um problema muito comum em diversas escolas Brasileiras, O desafio de resolvê-lo satisfatoriamente foi alcançado por um diretor com um bom exemplo de comunicação a ser seguido.



AS MARCAS DE BATOM NO BANHEIRO

Numa escola pública no centro de Belo Horizonte, estava ocorrendo uma situação inusitada:

Meninas de 15, 16 e 17 anos que usavam batom, todos os dias beijavam o espelho para remover o excesso de batom.

O diretor andava bastante aborrecido, porque o zelador tinha um trabalho enorme para limpar o espelho ao final do dia. Mas, como sempre, na tarde seguinte, lá estavam as mesmas marcas de batom.



Um dia o diretor juntou o bando de meninas no banheiro e explicou pacientemente que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas marcas que elas faziam. Fez uma palestra de uma hora. No dia seguinte as marcas de batom no espelho do banheiro reapareceram.

No outro dia, o diretor juntou o bando de meninas e o zelador no banheiro, e pediu ao zelador para demonstrar a dificuldade do trabalho. O zelador imediatamente pegou um pano, molhou no vaso sanitário e passou no espelho.


Cuidado_onde_vc_beija


Nunca mais apareceram marcas de batom no espelho!



Quem Beijaria um vaso sanitário?



Moral da história:

Há professores e há educadores…

Comunicar é sempre um desafio!

Às vezes, precisamos usar métodos diferentes para alcançar certos resultados.

Por quê?

Porque a bondade que nunca repreende não é bondade: é passividade.

Porque a paciência que nunca se esgota não é paciência: é subserviência.

Porque a serenidade que nunca se desmancha não é serenidade: é indiferença.

Porque a tolerância que nunca replica não é tolerância: é imbecilidade.



Cuidado_perigo_brincadeira_de_criança
batom-no-espelho-do-banheiro[1] Burro_poço Palavras_ao_vento


Aprendendo uma Lição Prática!



A boa Comunicação será sempre um desafio!

Há professores e há educadores… 


Este é um problema muito comum em diversas escolas Brasileiras, O desafio de resolvê-lo satisfatoriamente foi alcançado por um diretor com um bom exemplo de comunicação a ser seguido.



AS MARCAS DE BATOM NO BANHEIRO

Numa escola pública no centro de Belo Horizonte, estava ocorrendo uma situação inusitada:

Meninas de 15, 16 e 17 anos que usavam batom, todos os dias beijavam o espelho para remover o excesso de batom.

O diretor andava bastante aborrecido, porque o zelador tinha um trabalho enorme para limpar o espelho ao final do dia. Mas, como sempre, na tarde seguinte, lá estavam as mesmas marcas de batom.



Um dia o diretor juntou o bando de meninas no banheiro e explicou pacientemente que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas marcas que elas faziam. Fez uma palestra de uma hora. No dia seguinte as marcas de batom no espelho do banheiro reapareceram.

No outro dia, o diretor juntou o bando de meninas e o zelador no banheiro, e pediu ao zelador para demonstrar a dificuldade do trabalho. O zelador imediatamente pegou um pano, molhou no vaso sanitário e passou no espelho.



Nunca mais apareceram marcas de batom no espelho!



Quem Beijaria um vaso sanitário?



Moral da história:

Há professores e há educadores…

Comunicar é sempre um desafio!

Às vezes, precisamos usar métodos diferentes para alcançar certos resultados.

Por quê?

Porque a bondade que nunca repreende não é bondade: é passividade.

Porque a paciência que nunca se esgota não é paciência: é subserviência.

Porque a serenidade que nunca se desmancha não é serenidade: é indiferença.

Porque a tolerância que nunca replica não é tolerância: é imbecilidade.





Apresentação da Semana da Família.



14a Semana Nacional da Família

A Igreja a serviço da família

A família, talvez mais que outras instituições, tem sido posta em questão pelas amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura. Contudo, muitas famílias vivem esta situação na fidelidade àqueles valores que constituem o fundamento da instituição familiar. Outras se tornaram incertas e perdidas frente a seus deveres, ou, ainda mais, duvidosas e quase esquecidas do significado último e da verdade da vida conjugal e familiar. Outras, por fim, infelizmente, estão impedidas por variadas situações de injustiça de realizarem os seus direitos fundamentais.

Consciente de que o matrimônio e a família constituem um dos bens mais preciosos da humanidade, a Igreja quer fazer chegar sua voz e oferecer sua ajuda a quem, conhecendo já o valor do matrimônio e da família, procura vivê-lo fielmente; a quem, incerto e ansioso, anda à procura da verdade e a quem está impedido de viver livremente o próprio projeto familiar. Sustentando os primeiros, iluminando os segundo e ajudando os outros, a Igreja oferece seu serviço a cada homem interessado nos caminhos do matrimônio e da família (Familiaris consortio, n. 1; Gaudium et spes, n. 52).

Um dos meios encontrado pela Igreja para concretizar este serviço é a Semana Nacional da Família que iniciaremos no dia 08 de agosto de 2010. O Tema central será: “Família, Formadora de valores humanos e Cristãos”, em sintonia com o Encontro Mundial das Famílias realizado no México em 2009. Para esta semana, a Comissão Episcopal para a Vida e Família e Comissão Nacional da Pastoral Familiar, da CNBB, publicaram uma nova edição da “Hora da Família”, com roteiros a serem usados nas celebrações nas famílias, grupos e escolas.

Com a Semana Nacional, a Igreja quer, uma vez mais, salientar a importância da família. Pois, a Igreja sabe que é fundamental um olhar atento dirigido à família, patrimônio da humanidade que deve ser considerada “um dos eixos transversais de toda a ação evangelizadora” (Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, 2008-2010, n. 128). Na verdade, tudo passa pela família. Para o ser humano tudo começa na família. A família é a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade. Ela participa decisivamente no desenvolvimento da sociedade. É o lugar privilegiado para forjar no coração do homem os valores perenes, sejam eles espirituais ou civis.

É na família também que se inicia a educação para o valor da vida, de cada vida humana, onde se aprende o valor da liberdade consciente, para o sentido da dor e da morte, forma-se a consciência, para o repúdio à mentalidade e prática abortista, às pesquisas com embriões humanos, à eutanásia, e para o desenvolvimento da solidariedade e respeito aos idosos.

Por meio da educação ao autocontrole, à renúncia e ao alegre exercício da liberdade na verdade, do amor e da responsabilidade, os pais forjam nos filhos a semente de uma escolha vocacional madura e responsável, pois são preparados para a comunhão plena com Deus, fora da qual não pode existir nenhuma felicidade verdadeira (FC 28-41).

Assim, como “pequena Igreja”, a família cristã é chamada, à semelhança da “grande Igreja” a ser sinal de unidade para o mundo e a exercer, deste modo, o seu papel profético, testemunhando o Reino e a paz de Cristo, para os quais o mundo inteiro caminha (FC 48). Pelo sacramento do matrimônio, torna-se “pequena Igreja” missionária (Familiaris…, n. 5), no seio da qual os filhos são chamados a se tornarem filhos de Deus, membros vivos da Igreja e artífice da história da salvação. Para tanto, deve ser ajudada por uma Pastoral Familiar “intensa e vigorosa”.

Certamente, a Pastoral Familiar poderá contribuir para que a família seja reconhecida e vivida como lugar de realização humana, a mais intensa possível na experiência de paternidade, de maternidade e filiação (Diretrizes…, n. 129). Assim, ninguém que se aproxima do sacramento do matrimônio deveria ignorar a espiritualidade que brota desde mistério ao qual são chamados os esposos cristãos. É na família, no calor do amor entre os cônjuges e destes com os filhos, que cada pessoa faz a experiência da presença e do amor de Deus na própria vida.

Por fim, é importantíssimo desenvolver uma Pastoral Familiar, verdadeiramente “intensa e vigorosa” em todas as comunidades eclesiais, em particular nas paróquias. É, igualmente, importante e necessário fortalecer a articulação entre a Pastoral Familiar e os Movimentos eclesiais.

A família é um dom de Deus que precisa ser cultivada como lugar primordial para uma convivência saudável do ser humano. Façamos, portanto, da Semana Nacional da Família um momento forte de evangelização, de oração e renovação do compromisso, enquanto Pastoral Familiar, de guardiã, defensora e promotora da vida e da família, capacitando-se para neutralizar a conspiração dos organismos nacionais e internacionais que não medem esforços para propagarem a cultura da morte, a desvalorização da família cristã e na elaboração de leis antivida e antifamília.

Rezemos pelas famílias de todo o mundo, em particular pela família brasileira. Nossa Senhora de Nazaré acompanhe os trabalhos das Comissões e Equipes Regionais, Diocesanas e Paróquias do Pastoral Familiar no Brasil.

Pe. Luiz Antonio Bento

Assessor da Comissão Episcopal para a Vida e Família



Instruções em – Power Point – da CNBB sobre o livrinho Hora da Família -2010

Semana Nacional

da Família 2010


http://mongefiel.files.wordpress.com/2010/07/hora-da-familia-20101.ppt



Semana Nacional da Família – 2008.


Hora_da_família_2_2014


Começa hoje a Semana da Família na diocese de Anápolis, Dom João Wilk concedeu uma entrevista à Tv Tocantins dizendo ser a Família uma das prioridades da Diocese, por isso a partir deste Sábado se inicia em cada paróquia uma semana de reflexões e estudos sobre a importância de se valorizar a Família Católica nos dias de hoje, afastando-a dos perigos enfrentados neste mundo.


Semana_Família_2009_BN


Cada Paróquia terá a sua própria programação durante toda a semana, finalizando no Domingo dia 17/08/2008 no Ginásio Carlos de Pina a partir das 14:00 hs, iniciando-se com o Santo terço, um show com o cantor Jhony de Brasília, uma palestra com o Bispo Emérito de Uruaçu Dom José Chaves e a Santa Missa Celebrada por Dom João Wilk e concelebrada pelos Sacerdotes Paroquiais, sendo que não haverá missa nas paróquias até as 19:30 hs e a ultima missa será na Catedral do Bom Jesus às 20:00 hs.

Salvar a Família é uma urgência nos dias de hoje, uma vez que a secularização e o laicismo dominam as leis públicas e invadem nossos lares sem  pedir permissão ou nos perguntar se aceitamos ou não, se será melhor para minha família ou não.


Todos acham um absurdo quando ouvimos uma notícia na televisão de um Pai que jogou sua filha pela janela, todos querem promover uma revolta fazendo picadinho deste pai assassino, sem levar em consideração que pouco a pouco também em nosso lar o Amor paterno e materno vão se esfriando devido a falta de Deus nos meios de comunicação, nas escolas, na política e na sociedade em geral.


https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/03/sagrada-familia-jmj.jpg

O que a Igreja pretende, é levar aos Católicos justamente este Amor de Deus que se manifesta em nossos corações se estendendo a todos os nossos familiares, levando-os a conhecer mais e melhor este Deus que escolheu uma Família  confiando a ela a educação de seu único e precioso Filho quando veio ao mundo cumprir a sua promessa.

Para se evitar o mal na Família, basta buscar o bem que está em Jesus Cristo o nosso Senhor e Salvador.

Portanto você e sua Família sintam-se convidados a participar nesta semana nacional da Família em qualquer uma de nossas Paróquias que estarão meditando temas especialmente selecionados sobre as nossas Famílias nos dias de hoje, e não se esqueça também de participar do encerramento no Ginásio Carlos de Pina com toda a Família Anapolina reunida em louvor ao Deus criador.


Hora da Familia 2008


Acompanhe Outros Temas:

FAMÍLIA HUMANA, COMUNIDADE DE PAZ Mensagem do Papa.

A família cristã no mundo de hoje ! Provida Família

Declaração de Aparecida em Defesa da Vida.

Seria a mãe capaz de se esquecer do filho que amamenta?…”

O plano de Deus para a família é um aprofundamento constante … Pe. Zezinho




Semana Nacional da Família – 2009.


Semana da Família

2009