Dinâmica e Reflexão para grupo de Oração Jovem.



Objetivo: Restaurar e valorizar a verdadeira imagem humana, sua dignidade e semelhança Divina levando a pessoa a reconhecer-se como FILHO de DEUS e muito amado pelo Pai.


Ultima_seia_leonardo_da_vinci_original


1. Em um grupo de jovens em encontro aberto ou fechado pode ser ministrado uma meditação referente ao texto abaixo.

Com uma musica de fundo, uma luz mediana, alguém com uma boa voz, calma e tranquila pode conduzir a meditação lendo o texto ou apresentando-o em Power Point.

O Momento também abre uma porta para a continuação de uma cura interior mais profunda, este sim sendo mais indicado para encontros fechados.

Veja o texto e a história no post:


A Imagem de Cristo




Ultima_seia_leonardo_da_vinci_original



2. Deus Disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança.”  Criou pois o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher   (Genesis 1,26-27)


Ultima_seia_leonardo_da_vinci_original


Verdades & Segredos ocultos !

O Buda de Ouro.!


buda-barrouro


O segredo que habita em cada um de nós.


Ultima_seia_leonardo_da_vinci_original


 .


Vaso_de_Barro

Temos Um Tesouro em Vasos de Barro!



Anel_Valor A casa em chamas
Amigo Fiel Quem sou faz a diferença O_Segredo_de_vencer_grandes_desafios

BAIXE O SLAID EM POWER POINT PARA VISUALIZAR OS EFEITOS



O velho Lenhador.



Uma simples competição de lenhadores se transforma em uma análise de capacidade física entre o jovem e o velho, entre o humilde e o arrogante, entre o fraco e o forte e por ultimo entre o sábio e o burro.

Mostramos que a sabedoria e a experiência superam a juventude, a força física, a impetuosidade e a arrogância. Afiar o machado significa muitas vezes não apenas experiência e sabedoria, mas estar preparado para se enfrentar o trabalho proposto com segurança de sucesso.

Leia o texto:


O_velho_lenhador

“AFIANDO O MACHADO


Conta-se que um jovem lenhador ficara impressionado com a eficácia e rapidez com que um velho e experiente lenhador, da região onde morava, cortava e empilhava madeira das árvores que derrubava. O velho lenhador era um homem tranquilo, bem relacionado com todos e era tido como uma pessoa de bom coração, além de ser considerado o melhor lenhador de toda a redondeza.

O jovem o admirava e o seu desejo permanente era de um dia, torna-se tão bom, se não melhor, que aquele homem, no ofício de cortar madeira. Certo dia, aquele jovem finalmente decidiu procurar o velho lenhador com o propósito de aprender com quem mais sabia e assim tornou-se o melhor lenhador que aquela cidadezinha já tinha ouvido falar.

Passados alguns dias daquele aprendizado, o jovem resolvera que já sabia tudo e que aquele velho não era tão bom quanto falavam. Sendo assim, o jovem decidira afrontar o velho lenhador, desafiando-o para uma disputa: em um dia de trabalho quem cortaria mais árvores? Aquele velho lenhador aceitou, sabendo que seria mais uma oportunidade de dá uma lição no jovem arrogante. E assim fizeram, reuniram testemunhas, formaram comissão julgadora, organizaram torcida, delimitaram as áreas onde seriam cortadas as árvores e, no dia escolhido para o confronto, lá se foram decidir os dois quem seria o melhor.

De um lado, o jovem forte, robusto e incansável, mantinha-se firme, cortando as suas árvores. Do outro, o velho lenhador, desenvolvendo o seu trabalho silencioso, tranquilo. Também firme e sem demonstrar nenhum cansaço.

Num dado momento, o jovem olhou para trás a fim de ver como estava o velho lenhador e qual não foi a sua surpresa ao vê-lo sentado. O jovem riu e pensou: “além de velho e cansado, está ficando tolo, por acaso não sabe ele que estamos numa disputa?”. E assim, ele prosseguiu cortando lenha sem parar, sem descansar um minuto.

Ao final do tempo estabelecido, encontraram-se os dois e os representantes da comissão julgadora foram efetuar a contagem e medição e, para admiração de todos, foi constatado que o velho havia cortado duas vezes mais árvores do que o jovem desafiante.

Este, espantado e irritado ao mesmo tempo, indagou-lhe qual o segredo para cortar tantas árvores, já que uma ou duas vezes que parara apenas para olhar, via-o sentado bem tranquilo, enquanto ele não parou um só minuto.

O velho, bastante sereno, respondeu: “todas as vezes que você me via sentado, eu não estava simplesmente parado, descansando. Eu estava amolando meu machado”.

Conto da obra S.O.S.  Dinâmica de grupo, de Albigenor e Rose Militão. ed.  Qualitymark.br.


Fruto_Espírito


1. Obviamente, com um machado mais afiado, o poder de corte do velho lenhador era muito superior ao do jovem. Este, embora mais vigoroso na força, certamente não percebeu que, com o tempo, seu machado perdia o fio, e com isso perdia a eficácia. Quando chegamos em determinadas épocas de nossas vidas, como o fim de mais um ano de trabalho, de esforço, de empreendimento, esta lição pode ser muito bem aplicada.

2. É tempo de amolar o machado! Embora achemos que não possamos parar, que tempo é dinheiro, que vamos ficar para trás, perceberemos, na prática, que se não pararmos para amolar o machado, de tempos em tempos, não conseguiremos êxito. Amolar o machado não é apenas descansar o corpo, é também refletir, avaliar, limpar a mente e reorganizar o nosso íntimo.

3. Amolar o machado é raciocinar, usar da inteligência para descobrir se estamos usando nossas forças da melhor forma possível. Assim, guardemos algum tempo para essas práticas realmente necessárias, e veremos, mais tarde, que nosso machado poderá cortar as árvores com muito mais eficiência.


Fruto_Espírito


Todos nós podemos aprender muito com Jesus. Pense nisso!

(Jeremias 9.23,24)

Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte na sua força, nem o rico nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor, e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.”

Salmo 20.7Uns confiam em carros, outros em cavalos; mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus.”

Salmo 46.10  “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus (o Senhor)…”

João 15.5 “…Sem mim, nada podeis fazer.”

1 Coríntios 2.1-5 “Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem, ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado. E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana; e, sim, no poder de Deus.”

Diversos homens de Deus passaram por experiências que os tornaram capazes de seguir com o Grande e Poderoso Chamado de Deus em suas vidas.

Não pense que conosco será diferente.

Se você está passando pelo processo de “afiar o machado” dê Glória a Deus, você é um(a) dos Escolhidos de Deus para uma grande Obra. Aleluia!

“Para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou.

Os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

Romanos 9.23-24

Veja esses exemplos, a Bíblia nos revela muitos mais:

Moisés: 80 anos de preparo + 40 anos liderando o povo de Deus.

– 40 no palácio de Faraó sendo educado para pensar que era importante;

– 40 anos no deserto aprendendo que não era nada;

– 40 anos aprendendo que Deus era tudo (líder e aprendo)

Josué: Ao longo de sua vida sendo ajudante, ou “Office-boy” de Moisés, até receber o grande chamado de liderança.

Davi: Anos e anos sendo um filho dedicado e prestativo, esperando com paciência “ouvindo a Palavra de Deus”. Sendo treinado como “pastorzinho”, músico, atendente do rei, soldado, até finalmente realizar a obra pela qual fora ungido muitos anos antes.

Paulo: O mesmo que falou que não dependia de eloquência, teve uma formação formidável como vaso escolhido pelo Senhor.

DEUS NÃO DESPERDIÇA NADA NO PREPARO DOS SEUS SERVOS!

-Anos de aprendizagem na melhor escola da época (aprendendo com Gamaliel)

-Preparação como fazedor de tendas

-Depois da conversão, mais 3 anos na dependência de Cristo sendo um grande “instrumento” para expressar as verdades do cristianismo

-Total dependência do Espírito Santo e não da sabedoria humana. Lembremos ainda que Paulo empregava todos os métodos linguísticos disponíveis para garantir uma comunicação eficaz.

Maior exemplo de todos:

Jesus: Deixou sua glória junto do Pai e veio até nós para nos conceder o caminho aberto até o Todo Poderoso Deus. Jesus aprendendo 30 anos, antes de assumir seu ministério de 3 anos.  Tanto observando seu pai, fazendo parte de uma Família, indo ao templo, adorando ao único Deus.

Que Amor incomparável do Filho de Deus em cumprir o desejo de seu Pai, o Deus Todo Poderoso! Deus sempre abre uma porta para nos ajudar, essa porta hoje é Jesus!


Sizenando – 06 de julho de 2016


Com_o_Tempo_2

Com o tempo você aprende

Teatro: texto



POWER POINT NO SLIDESHARE

BAIXE PARA MELHOR ACOMPANHAR A ANIMAÇÃO



Link’s para outras Mensagens:


Dom_da_Sabedoria A_palavra_tem_poder Saberes_diferentes
livro_de_capa_preta Parábolas Fe_demais_atrapalha

 

É obrigatório ir à missa todo Domingo?



Esta é uma pergunta bastante comum entre jovens e adolescentes, geralmente a usam quando querem ouvir uma resposta negativa, pois se a resposta for positiva não a aceitam e começam a usar desculpas e contestações para justificar sua atitude negligente.

Poderíamos responder a este questionamento de diversas maneiras, até deixarei abaixo alguns Link’s indicando algumas destas boas respostas, mas quero dedicar este post à uma resposta de Pe. Cido Pereira direcionado à uma jovem, uma resposta que aos olhos de muitas pessoas pode parecer inconsistente e até irresponsável, porém a sua resposta é exatamente aquela que todos precisam ouvir, pois como já nos dizia São Paulo em sua carta aos Coríntios cap. 13 “Mesmo que eu doe o meu corpo para ser queimado, se não tiver AMOR, de nada me valeria…”.

Baseado nesta máxima ouçamos então a resposta de Padre Cido:



Razoes_para_nao_ir_a_igreja


Fernanda – Joinville/SC

Fernanda Pergunta: Pergunta: Olá  Pe. sua benção! estou com uma duvida e penso que você poderá me ajudar. É preciso ir todo domingo ou final de semana a missa?
eu não tenho conseguido ir e minha mãe fala que é errado, porem eu penso que não adianta eu ir todos os finais de semana se não estiver bem para receber o corpo de Jesus, gosta ria de uma resposta pois isso tem me intrigado muito! Um abraço que Deus o abençoe


Pe. Cido Responde:

Fernanda.

Se você entende que ir à missa todos os domingos é uma obrigação, não vá. Se você entende que ir à missa todos os domingos é bobagem, não vá.

Se você entender que ir a missa todos o domingos é muito chato, não vá.

Se você entende que ir à missa aos domingos é perda de tempo não vá.

Se você entender que não ir à missa aos domingos é pecado, não vá.

Vá à missa todos os domingos, Fernanda, somente nas circunstâncias abaixo:

Quando você entender que ir à missa é uma resposta de amor a Deus por todo o amor que você recebe dele constantemente;

Quando você entender que é preciso alimentar a sua fé com a palavra de Deus e com o Pão da vida que é Jesus;

Quando você entender que você participa de uma grande família e que, quando você não vai seu lutar fica vazio na mesa;

Quando você entender que não basta ter fé, é preciso viver a sua fé;

Quando você entender que o domingo é dia de curtir a família, os amigos, a vida, mas também é dia de curtir o Deus maravilhoso que te ama de todo coração.

Sabe, Fernanda, certamente você já deve ter experimentado aquela sensação de que a missa não muda. É tudo igual, tudo repetitivo, etc. Lembre-se, porém, que sua família não muda e você a ama mesmo assim; sua escola é a mesma, e você a freqüenta todos os dias; seus amigos são os mesmos e você não se enjoa deles. Você vai ouvir também de muita gente que ir à missa só vale quando a gente tem vontade. Eu também acho. Mas acho também, querida, que devemos educar a nossa vontade para querer coisas boas que nos fazem crescer que nos fazem felizes.

Pense no que eu disse, viu Fernanda? E vai daqui um abraço deste amigo aqui de São Paulo.

http://www.resultspromocional.com.br/index_arquivos/Page13167.htm

A_Igreja_é_Jovem


.



Educacao_filhos 2 Caminho_igreja_2
Nao_se_metam_na_minha_vida

Marcas de Batom no Espelho.



A boa Comunicação será sempre um desafio!

Há professores e há educadores… 


Marcas_de_batom_no_espelho

Este é um problema muito comum em diversas escolas Brasileiras, O desafio de resolvê-lo satisfatoriamente foi alcançado por um diretor com um bom exemplo de comunicação a ser seguido.



AS MARCAS DE BATOM NO BANHEIRO

Numa escola pública no centro de Belo Horizonte, estava ocorrendo uma situação inusitada:

Meninas de 15, 16 e 17 anos que usavam batom, todos os dias beijavam o espelho para remover o excesso de batom.

O diretor andava bastante aborrecido, porque o zelador tinha um trabalho enorme para limpar o espelho ao final do dia. Mas, como sempre, na tarde seguinte, lá estavam as mesmas marcas de batom.



Um dia o diretor juntou o bando de meninas no banheiro e explicou pacientemente que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas marcas que elas faziam. Fez uma palestra de uma hora. No dia seguinte as marcas de batom no espelho do banheiro reapareceram.

No outro dia, o diretor juntou o bando de meninas e o zelador no banheiro, e pediu ao zelador para demonstrar a dificuldade do trabalho. O zelador imediatamente pegou um pano, molhou no vaso sanitário e passou no espelho.


Cuidado_onde_vc_beija


Nunca mais apareceram marcas de batom no espelho!



Quem Beijaria um vaso sanitário?



Moral da história:

Há professores e há educadores…

Comunicar é sempre um desafio!

Às vezes, precisamos usar métodos diferentes para alcançar certos resultados.

Por quê?

Porque a bondade que nunca repreende não é bondade: é passividade.

Porque a paciência que nunca se esgota não é paciência: é subserviência.

Porque a serenidade que nunca se desmancha não é serenidade: é indiferença.

Porque a tolerância que nunca replica não é tolerância: é imbecilidade.



Cuidado_perigo_brincadeira_de_criança
batom-no-espelho-do-banheiro[1] Burro_poço Palavras_ao_vento


Santos Jovens de Calças Jeans.



“Um chamado ao Jovem para ser Igreja

e não apenas um espectador de Cristo”



Ninguem te despreze por ser jovem

Seja este o objeto de tuas prescrições e dos teus ensinamentos. Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade.  Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino.  Não negligencies o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembléia dos anciãos te impôs as mãos. Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento.   Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirem.

(I Tim 4, 11 a 16)



sede-santos-5[1]


Precisamos de Santos sem véu  ou batina.

Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.

Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se “lascam” na faculdade.

Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais.

Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.

Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.

Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos”.

São João Paulo II

A Igreja é jovem



Jovem, Deus precisa de Você!


Santos_de_calça_jeans


Que Deus nos Abençoe

Presentepravoce – Sizenando



já-estou-crucificado[1] Mais_uma_chance

Seminário de Vida no Espirito bRAÇOS DO pAI



Uma Experiência com deus e com DEUS!


manzana[1]

Experimente você Mesmo!


Me Abraça Maria.


Neste Carnaval

A Vila Jaiara vai Tremer…

Vai Tremer…

Mais uma vez…

Em 2015 …

Mais um Carnaval com Maria…



É o VIII Carnaval com Maria que irá contagiar toda a Juventude Anapolina, não perca esta oportunidade de passar o Carnaval com a Santa Alegria de Jesus e Maria. Uma alegria contagiante que não faz nenhum mal, era a opção que faltava para aqueles que querem caminhar com Jesus.

Com o tema “Não uso Crak, Sou jovem craque de Jesus e Maria”, inspirado na necessidade de alertar sobre o perigo que toda a juventude corre ao desconhecer que o uso de drogas é viciante e irreversível, causando a dependência química, a degradação da família e na maioria das vezes o crime e a morte.

A juventude sadia, cheia de energia e vontade de se divertir e se alegrar precisa de locais e opçõs onde possa se divertir sem correr o risco de se contaminar ou de ser explorado pelo crime no tráfico de drogas.

Sendo assim, o jovem que conhece Jesus deve dar o seu testemunho de verdadeiro Cristão para que outros também queiram conhecer os benefícios de ser um jovem Cristão e cheio da verdadeira alegria de Jesus, sem se contaminar com o mal deste mundo.

O evento se realizará no mesmo local dos anos anteriores, no rincão da Igreja Nossa Senhora de Fátima da Vila Jaiara em Anápolis – Goiás.

Todas as noites

O Show terá início a partir das 20:00 Hs.


Em 2011 Foi Assim …


Edições anteriores

12 anos

 



Promoção:

Ingressos a R$ 5,00 e no ultimo dia o ingresso será com Pe. Periquito será de R$ 10,00.