Eu sou a Videira Verdadeira.


Vos sois os Ramos


Eu_sou_a_Videira_Verdadeira


Jesus se identifica aos apóstolos de várias maneiras. Como para os humanos nem sempre é fácil entender as coisas sobrenaturais, usa de parábolas, comparações e alegorias. Depois de se apresentar como o Caminho, Verdade e Vida, de revelar-se como Bom Pastor das ovelhas e porta do redil, se compara à videira da qual fazem parte os ramos e os frutos. Tal comparação é uma consolação para os que nele creem e o amam de verdade, pois ele os inclui na sua própria identidade. “Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo se não permanecer na videira, assim também vós não podeis dar fruto se não permanecerdes em mim” (Jo 15, 4).

São Paulo compara o corpo de Cristo à Igreja (cf I Cor. 12, 12-14). Ela, na verdade, é o corpo místico do Senhor. Somente pertence a ela, quem pertence a Cristo.

A comparação da videira já havia sido utilizada pelos profetas Isaías, Jeremias e Ezequiel referindo-se ao povo de Israel. Porém, o povo de Israel na história se revelou infiel e não produziu os frutos esperados. Eis a razão pela qual o Senhor se apresenta como a Verdadeira Videira. Quem está nele, unido a ele que é o tronco, este necessariamente produz frutos de caridade, de bondade, de justiça, de fraternidade, de humildade, de serviço ao próximo, sobretudo aos sofredores. Inúmeros são os frutos que resultam de uma verdadeira e íntima união com Cristo. A produção de frutos que são as boas obras oriundas do mandamento novo, Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (Jo. 13,34), são indispensáveis para se pertencer a Cristo Jesus, de tal forma que em não produzindo-as, o Pai, que é o agricultor, corta os ramos e os separa definitivamente do tronco. Porém, também o ramo que produz fruto deve ser, de vez em quando, limpo, podado. São os sofrimentos, os problemas que cada um que se decide a ser inteiramente de Cristo tem que enfrentar. Não duvidemos: não há Cristo sem cruz, não há cristianismo sem sacrifícios. O livro dos Atos dos Apóstolos, bem como a história da Igreja, estão cheios de exemplos de provações, tribulações, martírios físicos ou morais que acompanham a todos os que estão legitimamente são inseridos como ramos no tronco da videira que é Cristo.

Lembremo-nos ainda que toda árvore é constituída de tronco, ramos, frutos, mas também de raízes e de seiva. As raízes podem ser comparadas à parte da Igreja que vive no escondimento dos mosteiros ou no silêncio das terras longínquas da missão. Também podem se assemelhar à parte silenciosa em nós mesmos que devemos renunciar a qualquer honraria humana para viver nossa fé e praticar as boas obras. Não foi Jesus que afirmou: “que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita”? (cf. Mt 6, 1-4). Na árvore de Cristo não cabem exibições, como na Igreja não se pode suportar o carreirismo e a sede de poder. Certamente os ciúmes são definitivamente artimanhas do inimigo que deseja ver secos os ramos da videira do Senhor.

A seiva, contudo é a vida da árvore. Sem ela os ramos secam e acabam por desaparecer. Permanecer unido a Cristo significa receber de sua seiva continuamente. A seiva é o Espírito Santo, é a força do ressuscitado, é a vida da Igreja e de cada pessoa. Assim como a seiva é praticamente invisível, a maneira de recebê-la em continuidade é a oração que também é algo imaterial e intangível. Quem perdeu a capacidade de rezar, começou a secar e pode se tornar lenha para a fogueira. Sem mim, nada podeis fazer! (Jo.15, 5) afirma Jesus. Contudo, se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado (Jo.15,7). Ó, como isso é consolador! Na união com Cristo está a solução para todas as situações, ainda que pareçam humanamente impossíveis. O segredo está em permanecer vivamente enxertados em Cristo, dele recebendo a benfazeja seiva, para produzir abundantes frutos para a glória do Pai.

Por Dom Gil Antônio Moreira – Arcebispo de Juiz de Fora (MG)


Perseverança


Fruto_Espírito SVE-I
Antiga_Aliança_02 Sete_dons
Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito

A loja de Deus.


Uma noite sonhei que caminhava por uma longa estrada, estava a contemplar uma paisagem maravilhosa num lindo entardecer quando me deparei com uma loja muito colorida e com muitos potes na vitrine, havia um letreiro que piscava dizendo:


Letreiro_loja_de_Deus


“LOJA DE DEUS”.


Estranhei uma loja ali naquele lugar, mas não fui capaz de resistir à curiosidade:



Loja do céu_3



2 –  Entrei e vi um anjo no balcão –

– Maravilhado, eu lhe disse:

4 – “Santo Anjo do Senhor, o que vendes?

Ele me respondeu:

“Todos os dons de Deus”.

5 – Perguntei:   “Custa muito?”

Respondeu-me:   “Não, tudo é de graça”.

6 – Contemplei a loja e vi jarros com compaixão, vidros com fé, Pacotes com esperança, caixinhas com salvação, Potes com sabedoria…

Tomei coragem e pedi:

“Por favor, Santo Anjo, quero muito amor, Todo o perdão, um vidro de fé, bastante felicidade e salvação eterna para mim e minha família também.

Então o Anjo do Senhor preparou um pequeno embrulho, Tão pequeno que cabia na palma da minha mão.

Maravilhado mais uma vez, eu lhe disse:

“É possível tudo estar aqui?”

O Anjo me respondeu sorrindo:

“Meu querido irmão, na Loja de Deus não vendemos frutos.

Apenas sementes”


Apenas_sementes



Sementes do Bem



.



Amor_lingua_dos_anjos


LOJA DO CÉU – 2ª VERSÃO


(autor desconhecido)


“Andava pela estrada da vida, tempos atrás, quando vi um letreiro que dizia: “LOJA DO CÉU”.

Quando me aproximei, a porta se abriu… E quando me dei conta já havia entrado. Vi grupos de anjos por todos os lados.

Um deles deu-me uma cesta e disse:

_ “Filho meu, compre tudo o que quiser. Nesta loja há tudo de que um cristão necessita. E o que não puder carregar hoje pode voltar amanhã e levar, sem problemas”.

Comecei pegando paciência e logo em seguida amor, que se encontravam na mesma prateleira.

Mais adiante encontrei a compreensão e também comprei, pois iria precisar dela onde quer que eu fosse…

Comprei também duas caixas de sabedoria e duas sacolas de fé. Não pude deixar de lado o espírito santo, pois estava em todo lugar.

Por instantes parei para comprar força e coragem, pois me ajudariam muito na jornada da vida.

Quando a minha cesta já estava quase cheia lembrei-me que me fazia falta um pouco da graça e que não deveria me esquecer da salvação. Estas a loja oferecia gratuitamente. Então peguei uma generosa porção de cada uma. Desta última, a porção era suficiente para salvar-me e a todos que aprenderem esta lição.

Caminhei em direção ao caixa para pagar a conta. Já tinha tudo para fazer a vontade do Mestre. Foi quando eu vi a oração e a acrescentei à minha cesta já repleta. Sabia que, quando eu saísse a usaria. A paz e a felicidade estavam em pequenas prateleiras e aproveitei para levá-las também. A alegria pendia do teto e agarrei um pacote para mim.

Cheguei ao caixa e perguntei:

_ “Quanto devo?”

Ele sorriu e me respondeu:

_ “Leva a sua cesta para onde quer que vá”…

Uma vez mais, sorri e perguntei:

_ “Quanto realmente eu devo?”

Ele sorriu outra vez e disse:

_ “Filho meu, não se preocupe, pois Jesus pagou a conta há muito tempo atrás”.

Momento de reflexão




Aspirais_aos_Dons_Espirituais
Qual o Melhor presente de Natal
Sete_dons o-presente-de-deus-ao-mundo1[1]


MENSAGEM NO SLIDSHARE – EM PPS


O RESULTADO DOS PRESENTES DESTA LOJA NA SUA VIDA.



 

Pratica da Justiça.

Temas da campanha da Fraterniidade 2010.

CRF-2010 – 2ª Reflexão.

Senhor, ensinai-nos a praticar a justiça.


São Mateus, 6, 19 a 21


19.

Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a ferrugem e as traças corroem, onde os ladrões furtam e roubam.

20.

Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furtam nem roubam.

21.

Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração.


O Grande novo mandamento da Nova e eterna Aliança foi declarado por Jesus como sendo um Só Mandamento, Ele nos disse que somente este mandamento absorvia todos os outros e que bastava observá-lo para que se atingisse a Salvação.

Este mandamento consiste em Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, isto porque as leis da antiga aliança se compunham de dez mandamentos, o primeiro se referindo a Deus e os outros nove se referindo ao nosso relacionamento com as outras pessoas e quer na verdade se resumiriam em uma só coisa. “Amar ao Próximo”.

Eis aí a nossa maior dificuldade, já nos foi dito que amar a Deus é muito fácil, mas expressar este mesmo amor às pessoas que estão ao nosso redor é que fica difícil.

O ensinamento desta parte do evangelho mostra exatamente os a correia aperta mais quando se trata do nosso desprendimento pessoal e de nossa ajuda a nosso irmão.

O homem tem uma tendência a querer cuidar de si mesmo e por isso acha que acumulando bens e dinheiro conseguirá atingir o seu objetivo, por outro lado outras pessoas sabendo que alguém tem riquezas acumuladas presfere o caminho mais fácil, ao invés de buscar as suas próprias riquezas ele irá roubar a riqueza que o outro acumulou.

Dois pecados graves causados por uma única atitude e que tem a solução quando confiamos mais em Deus e menos em nós mesmos.

Quando Deus criou o mundo Ele o entregou nas mãos dos homens e não apenas egoisticamente nas mãos de um só homem, a terra e o planeta é um bem comum de toda a humanidade, por isso todos devem amá-la, respeitá-la e preservá-la porque é desta terra que tiramos o sustento para nossas vidas materiais.

O primeiro pecado do Homem é composto de diversos problemas básicos um deles é exatamente o surgimento do egoísmo que afastou o homem de seu Criador que até então nem precisava se preocupar com o dia de amanhã porque possuía tudo que precisava para sua sobrevivência.

Decidiu então que não precisava mais de Deus e se escondeu Dele entre as árvores do jardim, ou seja, se escondeu entre as coisas criadas e não se apresentou ao criador levando-o a ter mais preferência pelas coisas criadas e automaticamente depositando a sua confiança mais na criação do que no Criador.

Tudo é uma questão de escolha, neste caso o dinheiro e as riquezas representam a capacidade humana de adquirir e ter tudo aquilo que o cerca, isto é o mesmo que poder e domínio sobre as outras coisas, quando este pecado cresce muito em nós ele nos leva a dominar também sobre as outras pessoas que são semelhantes a nós, isto é o nosso próximo.

Deus jamais desejou isto para a sua criação ou para o homem epor isso Ele nos ensina mais uma vez a sua vontade para nós.

Confiando sempre mais em Deus e lhe entregando toda a nossa vida, não nos preocuparemos com a nossa própria vida e quando nos dedicamos mais aos nossos irmãos, eles também se dedicarão mais a nós e vencer as barreiras em comunidade sempre foi mais fácil do que vencer sozinho.

Vejamos que um país quando quer dominar uma outra nação ele forma um grande exercito, prepara os seus soldados e invade com o maior numero possível para suplantar-se sobre os outros, provavelmente se o general fosse sozinho à batalha ele seria morto e jamais conquistaria ninguém, a força de um exército é comparada à força de uma comunidade bem estruturada, temos inimigos diferentes e não pretendemos matar ninguém, mas precisamos vencer os nossos próprios inimigos que são os mesmos inimigos de Deus.

Em várias situações na Bíblia ouvimos narrações de batalhas que foram vencidas pelos mais fracos e menos numerosos e não foram pela inteligência do general humano e sim pela obediência às ordens Divinas, isto porque Deus lhes ensinava que não deveriam confiam em seus Carros, Cavalos, Armas, armaduras e sim em Deus que os amava com um eterno amor e que os levaria a vitória.

Este continua sendo a vontade de Deus e jamais Ele quis que vivêssemos na penúria ou na miséria, afinal Ele nos deu tudo sempre do bom e do melhor, se hoje passamos necessidade é tudo por culpa de nosso próprio pecado que nos afasta de Deus e causa prejuízo ao irmão mais próximo.

Se observássemos os mandamentos de Deus e amassemos mais os nossos irmãos, dividindo e repartindo os bens materiais, os maiores problemas sociais que ouvimos falar hoje nem existiriam e a nossa vida seria bem melhor.

Por isso o principal ensinamento deste versículo seria uma mudança de alvo e objetivo, porque o nosso alvo é a nossa meta e esta meta é o nosso tesouro, mudando o valor das coisas iremos perceber que o maior tesouro é exatamente aquele que não pode ser roubado, destruído ou perdido  e este tesouro é a nossa vida eterna com Deus e de brinde ganhamos uma vida muito melhor aqui mesmo nesta terra.




(ADI) 3510 – Voto Antológico, Mata-se para se viver com dignidade!



aborto5[1]



“O direito de viver com dignidade é o exercício concreto de um direito básico e inalienável, de que ninguém pode ser privado”.



CNBB – SOBRE CELULAS
TRONCO E A DECISÃO
FINAL DO STF


Quarta-feira, 05 de Março de 2008

Ministro Celso de Mello comenta voto do relator na ADI sobre a Lei de Biossegurança

Logo após o final do voto do ministro Carlos Ayres Britto, pela improcedência da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3510, o ministro Celso de Mello pediu a palavra para fazer um registro sobre a importância do julgamento em curso no Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).

O decano da Corte elogiou o voto do relator porque, no seu entender, ao considerar constitucionais as pesquisas com células-tronco embrionárias, o voto do ministro Ayres Britto permite, para milhões de brasileiros que sofrem, “o exercício concreto de um direito básico e inalienável, de que ninguém pode ser privado – o direito de viver com dignidade”. Ressaltou, ainda, que o voto antológico do ministro-relator será sempre lembrado até mesmo pelas gerações futuras.

V O T O

A Senhora Ministra Ellen Gracie

(Presidente)

Senhores Ministros, é indiscutível o fato de que a propositura da presente ação direta de inconstitucionalidade, pela delicadeza do tema nela trazido, gerou, como há muito não se via, um leque sui generis de expectativas quanto à provável atuação deste Supremo Tribunal Federal no caso ora posto.

Equivocam-se aqueles que enxergaram nesta Corte a figura de um árbitro responsável por proclamar a vitória incontestável dessa ou daquela corrente científica, filosófica, Supremo Tribunal Federal ADI 3.510 / DF


2 – religiosa, moral ou ética sobre todas as demais. Essa seria, certamente, uma tarefa digna de Sísifo.

Conforme visto, ficou sobejamente demonstrada a existência, nas diferentes áreas do saber, de numerosos entendimentos, tão respeitáveis quanto antagônicos, no que se refere à especificação do momento exato do surgimento da pessoa humana.

Buscaram-se neste Tribunal, a meu ver, respostas que nem mesmo os constituintes originário e reformador propuseram se a dar. Não há, por certo, uma definição constitucional do momento inicial da vida humana e não é papel desta Suprema Corte estabelecer conceitos que já não estejam explícita ou implicitamente plasmados na Constituição Federal. Não somos uma Academia de Ciências.

A introdução no ordenamento jurídico pátrio de qualquer dos vários marcos propostos pela Ciência deverá ser um exclusivo exercício de opção legislativa, passível, obviamente, de controle quanto a sua conformidade com a Carta de 1988.

Veja o texto completo no STF. Supremo Tribunal Federal

“O direito de viver com dignidade é o exercício concreto de um direito básico e inalienável, de que ninguém pode ser privado”.


Esta é a frase antológica que nos mostra logo apos o termo a abertura da “AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 3510 – 0 DISTRITO FEDERAL” Que nenhum dos Srs. Ministros ou Deputados saberiam dizer com certeza qual o momento exato que se inicia a VIDA HUMANA.

Como poderiam eles então julgar um processo que condenaria indubitavelmente milhares de criancinhas à uma MORTE CERTA para promover pesquisas que provavelmente no futuro traria algum bem à humanidade, salvando algumas pessoas milionárias que pudessem pagar por um tratamento aproveitando os resultados de tais pesquisas embrionárias, uma vez que todos nós sabemos que milhões de pessoas continuam morrendo todos os dias na porta dos hospitais por falta de atendimento Médico, por falta de uma vacina ou simplesmente por falta de uma simples GOTA de DIPIRONA, mesmo que fosse a piratinha chinesa, porque não têm o dinheiro para pagar por um tratamento particular digno.

É realmente antológico e antagônico todo esse processo que ocorre hoje nesta sociedade, pois o que está em julgamento não é o valor da VIDA HUMANA e sim a defesa ao direito dos Milionários donos de Laboratórios Farmaceuticos continuarem ganhando o seu pão de cada dia.

Todos tem o direito à Vida, inclusive os grandes Laboratórios, mas não podemos nos esquecer de que não adianta salvar uma só vida enquanto se tira milhares de outras.

Isto é uma inversão de valores, Porque Nosso Senhor Jesus fez um único sacrifício em benefício de toda a Humanidade.

Isto equivale a dizer que:

Se Eu tenho dinheiro e posso pagar, tenho o direito de comprar a vida de outra pessoa mesmo que ele não queira me vender. Dizem que é crime comprar um rim de uma pessoa viva, porque não seria crime comprar a vida inteira de um Embrião?

Este é um pecado contra o Mandamento:

Não cobiçarás as coisas alheias. A minha vida é minha, e ninguém tem o direito de tirá-la quando quiser, porque eu teria o direito de tirar a vida de alguém ?

Só porque ele ainda não sabe falar ? Dizendo Não!

Se Eu e você estamos vivos hoje, é porque alguém disse NÃO por nós quando eramos apenas uma célula no ventre de nossa Mãe e Ela não foi Capaz de tomar a pilula do dia seguinte eliminando a nossa chance de dizer NÂO, agora em favor de outras vidas indefesas.

Mais uma vez nos defendemos com as próprias palavras daquele que nos condena!

“O direito de viver com dignidade é o exercício concreto de um direito básico e inalienável, de que ninguém pode ser privado”.




(ADI) 3510 – A ciência demonstra insofismamavelmente.



ADI_3510_defesa da vida


A nossa defesa será feita por muitos Doutores e Cientistas de renome Indubitávelmente Capacitados para falar sobre o assunto em questão. 



Prossegue o Dr. Dernival Brandão,

Em defesa da Vida.

Texto retirado da (ADI) 3510 

Convém Explicar a palavra acima: insofismamavelmente

Sofisma: Ideia defendida por apenas uma pessoa, “Isoladamente”

LOGO Insofismamavelmente:´Será o mesmo ponto defendido por vários Cientistas e Doutores.

1. A tese central desta petição afirma que a vida humana acontece na, e a partir da, fecundação.

2. Assim, a lição do Dr. Dernival da Silva Brandão, especialista em Ginecologia e Membro Emérito da Academia Fluminense de Medicina, verbis:

“O embrião é o ser humano na fase inicial de sua vida. É um ser humano em virtude de sua constituição genética específica própria e de ser gerado por um casal humano através de gametas humanos – espermatozoide e óvulo. Compreende a fase de desenvolvimento que vai desde a concepção, com a formação do zigoto na união dos gametas, até completar a oitava semana de vida. Desde o primeiro momento de sua existência esse novo ser já tem determinado as suas características pessoais fundamentais como sexo, grupo sanguíneo, cor da pele e dos olhos, etc. É o agente do seu próprio desenvolvimento, coordenado de acordo com o seu próprio código genético.

O cientista Jérôme Lejeune, professor da universidade de René Descartes, em Paris, que dedicou toda a sua vida ao estudo da genética fundamental, descobridor da Síndrome de Dawn (mongolismo), nos diz: “Não quero repetir o óbvio, mas, na verdade, a vida começa na fecundação. Quando os 23 cromossomos masculinos se encontram com os 23 cromossomos da mulher, todos os dados genéticos que definem o novo ser humano estão presentes. A fecundação é o marco do início da vida. Daí para frente, qualquer método artificial para destruí-la é um assassinato”. (publicação: VIDA: o primeiro direito da cidadania – pg. 10 – em anexo, grifei)

A ciência demonstra insofismamavelmente – Com os recursos mais modernos – que o ser humano, recém-fecundado, tem já o seu próprio patrimônio genético e o seu próprio sistema imunológico diferente da mãe. É o mesmo ser humano – e não outro – que depois se converterá em bebê, criança, jovem, adulto e ancião. O processo vai-se desenvolvendo suavemente, sem saltos, sem nenhuma mudança qualitativa. Não é cientificamente admissível que o produto da fecundação seja nos primeiros momentos somente uma “matéria germinante”. Aceitar, portanto, que depois da fecundação existe um novo ser humano, independente, não é uma hipótese metafísica, mas uma evidência experimental. Nunca se poderá falar de embrião como de uma “pessoa em potencial” que está em processo de personalização e que nas primeiras semanas pode ser abortada. Porque? Poderíamos perguntar-nos: em que momento, em que dia, em que semana começa a ter a qualidade de um ser humano? Hoje não é; amanhã já é. Isto, obviamente, é cientificamente absurdo.”

(publicação citada – pg. 11, grifei)

Quer mais, Leia o texto completo

Está arquivada em.

http://www.ghente.org/doc_juridicos/adin_3510.htm

E Conjuntamente assinada por:

Cada um expressando a sua Defesa. 

1. Professora Alice Teixeira Ferreira;

9. Professor Rogério Pazetti.

2. Professora Claudia Maria de Castro Batista;

3. Professora Eliane Elisa de Souza e Azevedo;

4. Professora Elizabeth Kipman Cerqueira;

5. Professora Lilian Piñero Eça;

6. Professor Dalton Luiz de Paula Ramos;

7. Professor Dernival da Silva Brandão;

8. Professor Herbert Praxedes; e

Brasília, 16 de maio de 2005.

CLAUDIO FONTELES

PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA


Veja Mais:  ghente



Seria a mãe capaz de se esquecer do filho que amamenta?…”

O Caso de Isabella Nardoni exemplifica muito bem esta situação.

Pai joga propria filha pela janela? Será isso mesmo a Verdade?

Culpado,  ou será que

Ainda pode ser inoscente?

As Investigações chegaram ao final, a justiça já Deu seu veredicto, indiciou o casal como causadores da morte de Isabella, Já foi expedido o Mandato de prisão provisória para os Nardonni. Agora caberá aos advogados de defesa tentar nos convencer de que são inoscentes, o que será muito mais difícil agora para o casal tentar sustentar sua tese de defesa.

Uma vez que não foi encontrado nenhum indício de uma terceira pessoa na cena do crime e todas as provas apontam para a Madrasta, ficou claro o que todos temiam, realmente parece ser culpado o Pai da Criança.

Como devemos reagir contra atitudes como esta na nossa sociedade, sendo que nosso eu interior nos levam a cometer crimes tão Barbaros como este de Isabella? O que julgamos ser um crime quase impossível, acabamos provando que realmente somos capazes de realizar o que não pretendiamos.

Mas o que continua chocando a Comunidade em sí, não será a solução deste caso em particular, e sim a possibilidade de tal fato ter sido executado pelo proprio Pai da criança, sabendo que precisamos urgentemente sanar esse mal que afeta até mesmo as crianças indefesas.

Há de se perguntar, Se o ser humano foi capaz de cometer este delito tão grave? O que poderemos fazer para evitar fatos semelhantes a este? Acompanhe o caso=>

Podemos até nos colocar na berlinda, e disparar contra nós mesmos estas perguntas e acusações, tentando arrancar de nós uma resposta, de preferência negativa é claro. Concientemente jamais poderiamos concordar ou admitir que tal fato pudesse acontecer conosco, ou que fossemos responsáveis por tal atitude criminosa, pior ainda contra nosso proprio filho.

O desaparecimento da garotinha Inglesa Madalaine ocorrido em Portugal, ainda continua sem solução, e neste caso também os Pais foram colocados como principais suspeitos, se bem que nada se conseguiu provar a não ser suposições.

Sim! somos obrigados a admitir que sim, porque Já foram comprovados vários crimes praticados pelos próprios Pais!

No Antigo Testamento da Bíblia, no Livro de Isaias Cap. 49,15 diz:

“Seria a mãe capaz de se esquecer do filho que amamenta?…”

Mãe_Amamentando_Seu_Filho

Mulher, Mãe Amamentando seu filho bebe

A pergunta em si mesma, supoe duas respostas objetivas e radicalmente opostas.

Não! é logico que não! Seria nossa primeira e idubitável resposta. A Mãe ama seu filho, muito mais o filhinho indefeso que sabe apenas chorar quando tem fome, por outro lado, se ela se distraisse, o proprio corpo humano feminino tem um alarme de tempo, programado para despertar exatamente no instante em que seu bebé sentirá fome, ou seja “O Seio Feminino se incha e vaza quando chega o momento certo do bebe se alimentar”. Sendo assim, seria impossível a Mãe se esquecer de seu filho emquanto se amamentar nela.

Exaltamos o amor de Mãe, porque entre todos os animais este amor é tão natural como seria necessário para a perpetuação da espécie, é um amor quase automático independentemente daquele amor “cumplice” gerado entre mãe e filho durante os 9 meses de gestação.

No passado seria difícil sugerir que uma mãe fosse capaz de esquecer seu proprio filho, muito menos de cometer um delito criminoso contra ele, mas hoje, com o divórcio, o aborto a manipulação genética de embriões vivos como se fossem apenas células de pele, tornou esta questão muito banal, deformando os valores humanos sobre sua propria vida e sua propria dignidade e fatos esse acabam se tornando comuns e inevitáveis.

Quanto barulho em cima do caso, todos acham um absurdo um Pai ser capaz de jogar uma filhinha pela janela, mas todos a seu tempo defendem jogar na lata do lixo milhares de criancinhas indefesas incapazes de direcionar um olhar sequer ao seu algoz.

Mas a pergunta supoe uma resposta positiva, se por acaso a Mãe que ama tanto seu filho e mesmo com o dispositivo natural feminino, se ambos falhassem, o que seria da pequena criatura?

O Pai do céu já responde esta questão no mesmo versículo: “Mesmo que isso acontecesse, Eu Jamais te esqueceria…”

“Deus Jamais te abandonará…”

O Amor de Deus é eterno e sem medidas, sem reservas e sem limites e Ele quer derramar seu Amor sobre todos os Homens da Face da terra, basta abrir o nosso coração para recebê-lo e evitar que tais absurdos aconteçam em nosso meio.

Veja Também=>


PRESENTEPRAVOCE
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg

.

Satanas tem Chifre e rabo de Ponta?


diabinho-dormindo.jpg


Alguém entrou neste Blog buscando resposta para esta pergunta.

Pode?

Deve ter sido uma criancinha! Pretendo lhe dar uma resposta apropriada!


Não vou dizer muita coisa a respeito desse assunto, somente que, o mesmo “santinho” acima, prefere o anonimato, as trevas, pouca propaganda e permanecer escondido e desconhecido, de preferência se acreditarmos realmente que ele não existe seria a melhor opção para ele.

O inferno é apenas uma invenção dos religiosos adultos para assustar as criancinhas desobedientes, birrentas e teimosas ?

Escrevo como uma pergunta mas são muitos aqueles que afirmam categoricamente que o inferno não existe e que: quem pratica o mal vai para o paraíso.

Homem bomba existe! Infelizmente, porque acredita fielmente nesta hipótese acima.

Já em outra versão dos psicólogos modernos, não deveríamos meter medo nas crianças falando de inferno ou da existência deste inimigo dissimulado e quase invisível, “invisível não é sinônimo de inexistente”, alguns destes mesmos psicólogos foram aqueles que experimentaram ver seus próprios filhos drogados e suicidando-se sem motivo aparente, ou num caso brasileiro famoso, que a filha associada a alguns bandidos disfarçados de namorados “amor”, mataram seus pais que ficaram ricos ensinando estas teorias para outras pessoas, mas se esqueceram que contra este inimigo não podemos nos distrair nem mesmo dormir, quem acha ou acredita que ele não existe, pode estar com ele ao seu lado disfarçado de anjinho, aí então já viu, pode não acordar a tempo de se salvar.

Céu ou Inferno não é um lugar físico neste planeta Terra onde moramos, apesar de existirem verdadeiros paraísos, lugares lindos e maravilhosos criados por Deus semelhantes a um lindo Céu material e situações atribuladas, angustiantes vividas pela mente humana no lado psicológico semelhantes a um inferno imaterial criado pelo “mal”.

Basta saber que; “Céu” é um lugar ou “Situação” onde estaremos juntos do bem longe do mal ou “Inferno” juntos do mal e longe do bem para sempre, e esta escolha se faz aqui e agora, hoje, apenas contemplando esta realidade com os olhos da fé humana.

O Bicho Papão é invenção? Pode até ser !

É melhor uma criancinha que foge de qualquer bicho suspeito e perigoso do que uma ovelhinha incauta, despreocupada e inocente. Cai na boca do primeiro lobo mal, pedófilo e estuprador que aparece transvestido de vovozinha.

A história do chapeuzinho vermelho retrata bem esta situação; um lobo transvestido de vovozinha, tão inocente quanto incapaz de fazer algum mal a alguém.

Lúcifer foi um anjo de luz na sua criação ou continua sendo o mesmo até hoje?

Pai da mentira, príncipe das trevas, serpente, dragão, astuto, dissimulado, Inteligente, perspicaz etc… e muito perigoso não resta dúvida. São alguns de seus adjetivos mais conhecidos.

Afaste este mal da sua vida, buscando o Bem, não arrisque confiar em pessoas suspeitas com historinhas de vovozinhas inocentes.

Os olhos, as orelhas, o nariz, a boca, as garras denunciam a verdadeira identidade do Lobo Mal , que mesmo escondido pode ser reconhecido e desmascarado em qualquer forma ou aparência que esteja.


Faça como Dom André: Chute esta idéia !!!


diabinho-j.jpg


Romanos Cap 13

10 – A caridade não pratica o mal contra o próximo. Portanto, a caridade é o pleno cumprimento da lei.

11 – Isso é tanto mais importante porque sabeis em que tempo vivemos. Já é hora de despertardes do sono. A salvação está mais perto do que quando abraçamos a fé.

12 – A noite vai adiantada, e o dia vem chegando. Despojemo-nos das obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz.

13 – Comportemo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes.

14 – Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais aos apetites.


FOI DEUS CHÁCARA JEUS CURA

Jesus é Misericordioso