Mensagens para Domingo de Ramos.



Feliz Domingo de Ramos.

Hosana ao Filho de David!


Mensagens personalizadas para Domingo de Ramos.


Para ampliar é só clicar na foto.


OBS. As amostras de imagens não estão posicionadas de acordo com a miniatura proporcional à foto original, mas ao clicar e abrir a imagem original ela abrirá nas suas dimensões originais.









cartoes-de-pascoa-para-imprimir-cartao-de-feliz-pascoa[1] Páscoa_1 Páscoa_bmp_2

Outras indicações


maes11[1] Moldura_dia_das_Maes_lk Convite-ou-Cartão-Kit-Festa-Junina-Vermelho-e-Branco
Moldura_dia_pais_2 Namorados_Lk Moldura-de-Natal







Feliz+Páscoa+2012[1]


Semeando a cultura de Pentecostes


uma_linda_mensagem_de_feliz_natal
Qual o Melhor presente de Natal

 


OUTROS TEMAS RELACIONADOS


pascoa_sorte pascoa_sorte

 


Santa Helena de Roma.



Hoje é dia de Santa Helena, a imperatriz que levou para Roma a Escada Santa.



Em 18 de agosto, a Igreja celebra a memória litúrgica de Santa Helena, mãe do imperador Constantino, exemplo de cristã, que serviu ao Senhor por meio da oração e de obras de caridade. Defensora do cristianismo, faz parte de grandes descobertas para Igreja, como a cruz de Jesus e a Escada Santa.

Helena nasceu em meados do século III, provavelmente em Bitínia, região da Ásia Menor. Os autores britânicos afirmam que nasceu na Inglaterra, que era naquele tempo província romana, e que Constâncio Cloro, tribuno e mais tarde governador da ilha, apaixonou-se por ela, e a tomou em matrimônio. Por volta do ano 274, tiveram um menino, a quem puseram por nome Constantino.

Constâncio Cloro chegou a ser marechal de campo; em seguida o imperador Maximiano o nomeou corregedor e, portanto, seu sucessor no Império, mas com a condição de que repudiasse Helena e tomasse por esposa sua enteada Teodora.

Tanto Helena como Constâncio Cloro eram pagãos. Levado pela ambição, Constâncio se separou dela e foi para Roma com seu pequeno filho Constantino. Helena chorou durante 14 anos sua desgraça, até que, quando Constâncio morreu, em 306, Constantino foi nomeado imperador.

Constantino mandou chamar sua mãe à corte, conferiu-lhe o nome de Augusta e o título de imperatriz.

Purificada pelo sofrimento, Helena recebeu o batismo, provavelmente no ano 307, e foi uma cristã exemplar, testemunha da grande jornada em que Constantino fez pôr pela primeira vez a cruz nos estandartes de suas legiões para vencer em batalha a seu rival Maxêncio. Era o mês de outubro do ano 312.

No início do ano 313, o imperador publicou o edito de Milão, pelo qual se permitia o cristianismo no Império. Seguindo o exemplo de sua mãe, converteu-se, sendo batizado pelo Papa São Silvestre. Depois de trezentos anos de perseguição, a Igreja de Cristo se assentava triunfante na terra. A piedosa imperatriz se dedicou por inteiro a socorrer os pobres e aliviar as misérias de seus semelhantes.

Já idosa, aos 77 anos, visitou em peregrinação para a Palestina, visitar os lugares da Paixão de Cristo. Subiu ao topo do Gólgota, onde se erigia um templo em honra de Vênus, mandado construir pelo imperador Adriano. Ao inteirar-se do costume judeu de enterrar no lugar da execução de um malfeitor os instrumentos que serviram para lhe dar morte, mandou derrubar o templo e procurar a cruz onde padecera o Redentor. Três cruzes foram achadas. Uma antiga tradição relata o modo milagroso como conseguiu identificar a cruz era a de Jesus, mediante a cura de um moribundo.

Santa Helena fez dividir a cruz em três partes. Uma das partes a entregou ao Bispo Macário, para que o entronizasse na Igreja de Jerusalém; o segundo o enviou à Igreja de Constantinopla; e o terceiro, à Roma, para a Basílica que, por este motivo, chamou-se Santa Cruz de Jerusalém. Mandou também construir três edifícios, chamados casas de Deus: um junto ao monte Calvário, outro na cova de Belém e um terceiro no monte das Oliveiras.

A imperatriz permaneceu longo tempo na Palestina, servindo ao Senhor com a oração e as obras de caridade. Cuidava dos doentes, libertava os cativos e dava mantimentos aos pobres, levando sempre em seu espírito – como exemplo – a imagem da Virgem Maria.

Tinha oitenta anos quando retornou de sua viagem. Faleceu pouco depois, provavelmente em Tréveris, por volta do ano 328 ou 330. O martirológico romano a comemora em 18 de agosto. Algumas de suas relíquias se conservam em Roma, em uma capela dedicada a ela.

Além disso, na Cidade Eterna, outros locais remetem à santa Helena, como a Escada Santa, que foi translada por ela para Roma, por volta do ano 326. Trata-se de uma escada composta por 28 degraus, que levavam até o alto do pretório de Pôncio Pilatos, em Jerusalém, e foram subidas por Jesus, antes de sua condenação à morte. A escada se encontra, agora, na Cidade Eterna, próximo à Basílica São João de Latrão, no mesmo lugar onde se encontra uma capela dedicada a São Lourenço.

Devido ao seu imenso valor espiritual, o Papa Sisto V, entre os anos de 1586 e 1589, mandou construir o atual Santuário da ‘Scala Santa’, situando-a como acesso ao ‘Sancta Sanctorum’, primeira capela privada dos Papas construída em 1277, onde se custodiavam as relíquias mais preciosas da cristandade.

Hoje, o ‘Sancta Sanctorum’ é o ponto final da Escada Santa e nela se conserva uma antiquíssima imagem de Jesus Redentor chamada “arquetípica”, isto é, que não foi pintada por mão humana. Ao mesmo tempo uma tradição popular diz que a pintura é do Evangelista Lucas que foi ajudado por um anjo para esta bela obra.

Atualmente, segundo a Rádio Vaticano, teve início o trabalho de restauração dessa escada, assim como foi feito com a capela de São Lourenço, reinaugurada em junho.

Etiquetas: Igreja CatólicasantidadecristianismoRoma,

JerusalémCruzSanta HelenaEscada Santa


REDAÇÃO CENTRAL, 18 Ago. 15 / 07:00 am (ACI – Digital).-


.


Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito

 



Sobe à Jerusalém.



Cântico de ofertório para o tempo do advento:

Veja a Letra, Cifra e Musica:



77530a42de69add3f84a15f6c61cfabdnova-jerusalem[1]



Sobe a Jerusalém, Virgem oferente sem igual

Vai apresenta ao Pai teu menino: luz

Que chegou o natal

E junto à sua cruz, quando Deus morreu fica de pé

Sim, Ele te salvou

Mas O ofereceste por nós com toda fé

Nós vamos renovar este sacrifício de Jesus:

Morte e ressurreição

Vida que brotou de sua oferta na cruz

Mãe, vem nos ensinar a fazer da vida uma oblação

Culto agradável a Deus

É fazer a oferta do próprio coração


4-oferendas-sobe-a-jerusalc3a9m[1]

CLICK E AMPLIE:

2020 HR
61802[1]

PARTITURA – CLICK E AMPLIE – COPIE PARA PARA IMPRIMIR



 

 

Como ser um “servo”

e Ministro da Música ?



Natal

O Domingo de Ramos.




Quantas lições nos deixam essa festa litúrgica!


DOMINGO DE RAMOS



A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples, que O aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor“. Esse mesmo povo O havia visto ressuscitar Lázaro de Betânia havia poucos dias e estava maravilhado. E tinha a certeza de que este era o Messias anunciado pelos profetas; mas tinha se enganado no tipo de Messias que o Senhor era. Pensavam que fosse um Messias político, libertador social que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão.

Para deixar claro a esse povo que não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, mas o grande libertador do pecado, a raiz de todos os males, então, Cristo entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena, pois não Ele é um Rei deste mundo!

Dessa forma, o  Domingo de Ramos é o início da Semana que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo. O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras. Os ramos significam a vitória: “Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”.

Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica, especialmente nestes tempos difíceis em que ela é desvalorizada e espezinhada.
Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Santa Missa [do Domingo de Ramos], lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição.

O sentido da Procissão de Ramos é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus. Ela nos recorda que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente. Mostra-nos que a nossa pátria não é neste mundo, mas na eternidade, que aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio em demanda pela casa do Pai.

A Missa do Domingo de Ramos traz a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus: Sua angústia mortal no Horto das Oliveiras, o Sangue vertido com o suor, o beijo traiçoeiro de Judas, a prisão, os maus-tratos nas mãos dos soldados na casa de Anãs, Caifás; o julgamento iníquo diante de Pilatos, depois, diante de Herodes, a condenação, o povo a vociferar “Crucifica-o, crucifica-o”; as bofetadas, as humilhações, o caminho percorrido até o Calvário, a ajuda do Cirineu, o consolo das santas mulheres, o terrível madeiro da cruz, o diálogo com o bom ladrão, a morte e sepultura.

A entrada “solene” de Jesus em Jerusalém foi um prelúdio de Suas dores e humilhações. Aquela mesma multidão que O homenageou, motivada por Seus milagres, agora Lhe vira as costas e muitos pedem a Sua morte. Jesus, que conhecia o coração dos homens, não estava iludido. Quanta falsidade nas atitudes de certas pessoas! Quantas lições nos deixam esse dia [Domingo de Ramos]!


Jesus_Domingo_Ramos


Encenação na Paróquia Sagrada Família em Goiânia – 2014.


Domingo de Ramos 4 Domingo de Ramos Domingo de Ramos 3 Domingo de Ramos 5

O Mestre nos ensina com fatos e exemplos que o Seu Reino, de fato, não é deste mundo. Que ele não veio para derrubar César e Pilatos, mas para derrubar um inimigo muito pior e invisível, o pecado. E para isso é preciso se imolar; aceitar a Paixão, passar pela Morte para destruir a morte; perder a Vida para ganhá-la.

A muitos o Senhor decepcionou; pensavam que Ele fosse escorraçar Pilatos e reimplantar o reinado de Davi e Salomão em Israel; mas Ele vem montado em um jumentinho frágil e pobre. “Que Messias é este? Que libertador é este? É um farsante! É um enganador, merece a cruz por nos ter iludido”, pensaram. Talvez Judas tenha sido o grande decepcionado.
O Domingo de Ramos ensina-nos que a luta de Cristo e da Igreja, e consequentemente a nossa também, é a luta contra o pecado, a desobediência à Lei sagrada de Deus que hoje é calcada aos pés até mesmo por muitos cristãos que preferem viver um cristianismo “light”, adaptado aos seus gostos e interesses e segundo as suas conveniências. Impera como disse Bento XVI, a ditadura do relativismo.

O Domingo de Ramos nos ensina que seguir o Cristo é renunciar a nós mesmos, morrer na terra como o grão de trigo para poder dar fruto, enfrentar os dissabores e ofensas por causa do Evangelho do Senhor. Estar disposto a carregar a cruz com aquele que a levou até o Calvário sem abandoná-la. Estar disposta a defender o Cristo e a Igreja com novo ardor, e com novo ânimo, especialmente hoje em eles são tão aviltados em todo mundo.

Prof. Felipe Aquino

Felipe Aquino

Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: “Escola da Fé” e “Trocando Idéias”. Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br



Jesus

DOMINGO DE RAMOS


NATAL …


Sag_Familia_Natal


Dia 25 de Dezembro comemoramos o Natal, que a princípio era apenas o aniversário de uma criança, um menino que na verdade não era como os outros meninos, se assim fosse não existiria esta comemoração de Natal porque não teríamos nada o que comemorar nesta data.

Muita festa e muita alegria, dia de reunir a família que estava distante e de dar alguma lembrança de amizade, mas nem sempre foi assim e nem são todos que podem ou conseguem comemorar este dia.

No passado, quando o povo de Deus era dominado por seus inimigos, viviam sem esperança e não eram mais capazes de sorrir, não existia motivo para se fazer uma festa, muito menos para expressar um simples sorriso.


Jesus Jesus

Deus viu a tristeza de seu povo e fez uma promessa:



Eis que a Virgem conceberá E dará à luz um filho,

Que se chamará Emanuel, “Deus Conosco”.

(São Mateus 1,23)


Este povo, que jazia nas trevas, viu resplandecer uma grande luze surgiu uma aurora para os que jaziam na região sombria da morte

(Is 9,1). (São Mateus 4,16)



Isto foi sinônimo de alegria e de esperança para quem já havia se esquecido de como era um sorriso, mas muitos anos se passaram e outros inimigos assumiram o poder e a dominação na região e esta luz não brilhou para muitos daqueles que ouviram a promessa, outros começaram a duvidar de que realmente algum dia nasceria um Salvador para eles, outros colocaram empecilho dizendo que: como poderia uma Virgem conceber um filho ? Ou o profeta havia se enganado ou pregara uma imensa mentira para o povo.

Apesar de todas as dificuldades e opressões do inimigo, muitos guardaram esta palavra e se alegravam ao lembrar que Deus Libertaria o seu povo de toda opressão e opróbrio, Simeão um Sacerdote de Israel recebeu uma mensagem de Deus dizendo: que ele não morreria antes de ver o Salvador.

Simeão já era velho e muito doente, quando Maria e José fizeram seu compromisso de matrimônio. Maria que foi instruída por Ana sua mãe, orava e esperava o cumprimento da promessa Divina enquanto que a grande maioria do povo já nem mais se lembrava das palavras do profeta Isaias.



“O anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria.”

(São Lucas 1,27)



O Anjo do Senhor veio trazer a melhor notícia que já se ouviu neste mundo, uma notícia que alegrou toda aquela geração, alegrou todos os mártires Cristãos que foram capazes de doar suas vidas por amor a Jesus, nos alegra até ao dia de hoje e continuará alegrando toda esta Terra para sempre. Porque afinal nasceu o nosso Salvador, aquele que nos liberta de todo mal e de nossos inimigos, principalmente o inimigo que ataca o nosso coração por dentro e nos corroem pouco a pouco até arrancar o que temos de mais precioso em nós, a semelhança Divina e a vida eterna. Este é o inimigo que Jesus venceu na cruz, demonstrando que não haverá mais morte, nem dor e nem pranto para todos aqueles que permanecerem até o fim e receberem a plenitude das promessas do Pai.

Esta Notícia, ainda ecoa por toda parte e pode ser considerada a melhor de todas já anunciada um dia, por isso continuamos divulgando o nascimento de Jesus menino e comemorando com muita alegria tudo o que Ele realizou em nosso meio, enquanto esperamos para breve o seu retorno definitivo como Rei e Senhor de todas as coisas, finalizando o Kairós com o cumprimento da plenitude de suas promessas à Igreja.

Nos esquecemos deste sentido do Natal e recebemos o mestre como Maria e José foram recebidos em Jerusalém naquele dia 24 de Dezembro, apenas como um desconhecido ou simplesmente um visitante inesperado e inconveniente que veio para interferir em nossas festas e atrapalhar nossos planos de tranqüilidade e comodismo.


https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/03/jesus_simeao.jpg


Jesus não veio para nos perturbar ou incomodar, mas veio trazer aquele presente do Pai reservado a milhares de anos para um filho muito amado e querido, um filho que se afastou e se perdeu nas trevas deste mundo, mas que nem por isso foi condenado pelo Pai e que agora quer demonstrar o seu perdão e toda sua alegria em receber este filho de braços abertos com um grande sorriso e com um enorme presente nas mãos. É verdade, neste dia quem ganha o maior presente não é Jesus, e sim você é o maior agraciado por Deus com a vinda do Salvador a este mundo, porque é a você e a mim que Ele oferece seu melhor Presente, afinal de contas foi por amor a nós que Jesus veio a este mundo e foi por amor a mim e a você que Ele se sujeitou a morte de Cruz para enfim nos trazer o seu melhor Presente, a vida Eterna e o Espírito Santo de Deus para habitar em nossos corações.

Você pode até tentar escolher neste mundo, grandes e valiosos presentes para oferecer a alguém que você ama de todo coração, e nesta época é muito difícil escolher algo, já que as opções são tantas e a cada grito de Marketing a dúvida aumenta ainda mais, porque queremos tudo e não nos satisfazemos com nada que o mundo possa nos oferecer, é justamente nas grandes festas e nos momentos de maior alegria aparente que encontramos as pessoas mais tristes e deprimidas por não encontrar a satisfação que procuravam. No mundo, nas maiores e melhores festas humanas, na multidão de ofertas natalinas, na variedade de cores que piscam em contraste com as estrelas reluzentes no céu não conseguimos encontrar a paz e a alegria que uma mãe encontra na fisionomia de seu bebe recém nascido que lhe olha pela primeira vez selando um laço de amor eterno e indestrutível.

Este recém nascido é Jesus que veio selar conosco um laço de amor e vida, basta olharmos para Ele com um coração simples e humilde como um coração de Mãe, e deixarmos que Ele realmente nos revele a plenitude de sua graça.

Um homem por pior que esteja o seu coração sempre deseja o melhor para o seu próprio filho e sempre lhe concede os melhores presentes, jamais daria algo a seu filho para matá-lo, assim muito mais nosso Pai celestial nos deu seu próprio filho e seu Próprio Espírito para estar eternamente conosco nos guiando nos caminhos da vida plena e felicidade perfeita que o mundo não pode nos oferecer simplesmente porque não possui e ninguém pode dar aquilo que não tem.

Mas hoje é tempo de alegria, apesar das más notícias que a TV despeja em nossas casas todos os dias, porque o mundo pode até nublar nossa esperança e nos entristecer com a falta de amor e a guerra, com suas tragédias e desumanidade, mas jamais poderá nos tirar o Amor que Deus nos concede através do sacrifício de seu Filho Jesus naquela Cruz e os benefícios que isto trouxe a este mundo de agora, que se concretizarão em um novo mundo e uma nova terra totalmente restaurados, como nos revelou o Pai de Amor através de São João no ultimo capítulo da Sagrada Escritura “A Bíblia”, que é a verdadeira palavra de Deus revelada para nós.

Alegrai-vos, mas uma vez eu digo Alegrai-vos, como São Paulo nos dizia, alegrai-vos sempre e sem cessar porque o Salvador está entre vós, cantai e recitai cânticos e hinos espirituais, cantai e salmodiai a Deus que derrama sobre vós toda sorte de dons e presentes espirituais, louvai e glorificai ao Santo que veio até nós trazendo o que melhor existe nos céus, sua própria presença no meio de seu povo, sim, tocai instrumentos musicais que melodiam os ares com sons harmoniosos que alegram os corações e despertam o espírito humano para um louvor perfeito e agradável a Deus, jamais deixai de louvar ao nosso Pai com alegria e singeleza de Coração, porque O Pai se alegra com nossa alegria e é com um grande sorriso nos lábios que Ele sempre deseja nos encontrar, por isso tudo que Ele fez ou faz é para que sejamos eternamente alegres e felizes.

O Natal se tornou um dia que deveria ser o mais feliz de todos, mas para que isto realmente seja real, depende totalmente da disposição de nosso coração, estar aberto ou não para o que vem do alto “de Deus”, porque como eu disse antes, o mundo não nos pode dar aquilo que não tem, a melhor notícia de todos os tempos foi a nós anunciada por um anjo descido do Céu.



O anjo disse-lhes: Não temais, eis que vos anuncio

uma boa nova que será alegria para todo o povo:

hoje vos nasceu na Cidade de Davi Um Salvador,

que é o Cristo Senhor.

(São Lucas 2,12)


Presepio

Presépio de Natal


Lindos Cartões e Mensagens para o Natal no Site RCC Brasil Click no Cartão.


cartooes-rcc-natal

CARTÕES DE NATAL RCC BRASIL


Semeando a cultura de Pentecostes


Qual o Melhor presente de Natal
Natal Natal