As tempestades da vida.



As tempestades da vida, como os milagres, podem apresentar desafios terríveis, bem como oportunidades para crescermos. Mas faz grande diferença o tipo de tempestade em que estamos.

Jesus_acalma_tempestade_2

“O texto é baseado no Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 14, 22-33


 Algumas tempestades, embora enviadas pelo diabo podem provar-nos e convidar-nos a usar a revelação, que já temos. Há milagres esperando para acontecer, como nesta passagem de (S. Marcos 4,35-41).

À tarde daquele dia, disse-lhes: Passemos para o outro lado. Deixando o povo, levaram-no consigo na barca, assim como ele estava. Outras embarcações o escoltavam. Nisto surgiu uma grande tormenta e lançava as ondas dentro da barca, de modo que ela já se enchia de água. Jesus achava-se na popa, dormindo sobre um travesseiro. Eles acordaram-no e disseram-lhe: Mestre, não te importa que pereçamos? E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Silêncio!

Cala-te! E cessou o vento e seguiu-se grande bonança. Ele disse-lhes: Como sois medrosos! Ainda não tendes fé? Eles ficaram penetrados de grande temor e cochichavam entre si: Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?

Mas há outros tipos de tempestades que Deus envia para mostrar–nos que estamos indo na direção errada, como esta, que conhecemos: O Senhor porém, fez vir sobre o mar um vento impetuoso, e Levantou no mar uma tempestade  tão grande que a embarcação ameaçava espedaçar-se. Aterrorizados, os marinheiros puseram-se a invocar cada qual o seu deus, e atiraram no mar a carga do navio para aliviarem-no. Entretanto, Jonas tinha descido ao porão do navio e, deitando-se a1i, dormia profundamente. Veio o capitão e o despertou: Dorminhoco! Que estás fazendo aqui? Levanta-te, e invoca o teu Deus, para ver se ele se lembra talvez de nós e nos livra da morte. (Jn1, 4-6).

Vemos nestas passagens, duas tempestades, e diferentes objetivos para cada uma. Uma foi enviada por Deus, a outra pelo diabo. Cada situação envolvia um homem dormindo na embarcação. Uma, pela depressão e como fuga para escapar de sua desagradável realidade, e a outra, porque ele estava vivendo a partir do Reino para a terra, e no Reino não há tempestade.

A pergunta é: qual a tempestade em que você está? E você está lidando com ela do modo como Deus quer que você faça? Você deixou os milagres que já presenciou levá-lo a uma posição de fé adequada para seu desafio de agora?

A tempestade dos discípulos foi enviada pelo diabo, para separá-los da vontade de Deus. Algumas pessoas foram enviadas por Deus, para fazê-lo voltar à Sua vontade. Algumas pessoas enfrentam tempestades porque foram para a esquerda quando Deus foi para direita. Em sua misericórdia, Deus traz uma tempestade para levá-los de volta. Outros enfrentam tempestades porque estão no meio da vontade de Deus. Ele não gosta da tempestade, mas quer treiná-los a usar os instrumentos que já lhes deu para acalmar a tempestade.

A maioria de nós encontra-se numa tempestade e logo conclui que o que tem a fazer é clamar a Deus para intervir e mudar as nossas circunstâncias. Mas este não é o propósito da tempestade; se somente gritamos, estamos abdicando de nosso papel num milagre. Deus nunca permite uma tempestade sem primeiro prover os instrumentos para acalmá-la. Ele quer que usemos esses instrumentos para trazer um resultado miraculoso. Pensem no seu maior conflito ou maior crise do ano passado. Eu lhes garanto que, se bem examinarem, poderão identificar os instrumentos que estarão na barca conosco, mas o inimigo soprará ventos de medo para fazer-nos esquecer onde eles estão.

Muitos veem a tempestade, e rezam o que os discípulos rezaram quando viram Jesus dormindo na barca:Não te importas se estamos perecendo? Jesus levantou-se e respondeu à sua oração. Muitos de nós ficamos contentes quando Deus responde a nossas orações. Podemos até aplaudir os discípulos por fazerem a coisa certa naquelas circunstâncias. Mas Jesus voltou-se para eles e disse: Como, ainda não tendes fé? Um momento, podem eles ter pensado, eu tenho bastante fé para vir falar contigo. E fizeste o que pedi! Eu pensei que eu tinha que pedir e tu tinhas que fazer! Não, não é assim. É de nossa responsabilidade ordenar que aquele obstáculo desapareça. A maior parte do ministério de muitos envolve tentar fazer com que Deus resolva problemas na terra, quando nós é que deveríamos estar ordenando às tempestades que se acalmassem. Deveríamos ver as situações da perspectiva do céu e declarar a palavra do Senhor e observar o céu invadir a terra!

Dom Cipriano Chagas  Data: 11/05/2015

http://www.santateresinhago.com.br/


È_O_Senhor_2

É o Senhor



Link’s para outras Mensagens:


O_barco_de_Jesus_na_tempestade_crise Tocar_o_Senhor jesus_rei_senhor
Sou_tua_ovelha_Senhor Salva_me_Senhor Tende_Misericordia_Senhor

NO MEIO DA CRISE DA IGREJA CATÓLICA.



A crise não é o fim da fé cristã. É a purificação que necessitamos para nos libertarmos de interesses mundanos.

Por José Antonio Pagola*

Instituto Humanitas Unisinos, 08-08-2014.

Leia o texto:


O_barco_de_Jesus_na_tempestade_crise

“O texto é baseado no Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 14, 22-33


Não é difícil ver na barca dos discípulos de Jesus, sacudida pelas ondas e sobrecarregada pelo forte vento contrário, a figura da Igreja atual, ameaçada de fora por todo o tipo de forças adversas e tentada de dentro pelo medo e pela pouca fé. Como ler este relato evangélico a partir da crise em que a Igreja parece hoje naufragar?

Segundo o evangelista, “Jesus aproxima-se da barca caminhando sobre a água”. Os discípulos não são capazes de reconhecê-Lo no meio da tormenta e da escuridão da noite. Parece-lhes um “fantasma”. O medo aterroriza-os. A única realidade é aquela forte tempestade.

Este é o nosso primeiro problema. Estamos vivendo a crise da Igreja contagiando-nos uns aos outros desalento, medo e falta de fé. Não somos capazes de ver que Jesus está se aproximando de nós precisamente a partir desta forte crise. Sentimo-nos mais sós e indefesos do que nunca.

Jesus diz-lhes três palavras: “Ânimo. Sou Eu. Não temais”. Só Jesus lhes pode falar assim. Mas os seus ouvidos só ouvem o estrondo das ondas e a força do vento. Este é também o nosso erro. Se não escutamos o convite de Jesus para colocar Nele a nossa confiança incondicional, a quem acudiremos?

Pedro sente um impulso interior e sustentado da chamada de Jesus, salta da barca e “dirige-se para Jesus andando sobre as águas”. Assim temos de aprender hoje a caminhar para Jesus no meio da crise: apoiando-nos, não no poder, no prestígio e nas seguranças do passado, mas no desejo de encontrar-nos com Jesus no meio da escuridão e das incertezas destes tempos.


Jesus_salva_Pedro_no_mar


Não é fácil. Também nós podemos vacilar e afundar-nos como Pedro. Mas como Ele, podemos experimentar que Jesus estende a Sua mão e nos salva enquanto nos diz: “Homens de pouca fé, por que duvidais?”.

Por que duvidamos tanto? Por que não estamos aprendendo nada de novo da crise? Por que continuamos a procurar falsas seguranças para “sobreviver” dentro das nossas comunidades, sem aprender a caminhar com fé renovada até Jesus no interior mesmo da sociedade secularizada dos nossos dias?

Essa crise não é o fim da fé cristã. É a purificação que necessitamos para nos libertarmos de interesses mundanos, triunfalismos enganadores e deformações que nos vêm afastando de Jesus ao longo dos séculos. Ele está atuando nesta crise. Ele está nos conduzindo para uma Igreja mais evangélica. Reavivemos a nossa confiança em Jesus. Não tenhamos medo.


Sizenando – 19 de julho de 2016


È_O_Senhor_2

É o Senhor



Link’s para outras Mensagens:


Dom_da_Sabedoria Fe_demais_atrapalha Saberes_diferentes
Tocar_o_Senhor Salva_me_Senhor Tende_Misericordia_Senhor

Promovam Seminários de Vida no Espírito em vossas Paróquias.



“Peço a todos e a cada um que, como parte desta corrente de graça da Renovação Carismática, organizem Seminários de Vida no Espírito Santo em suas paróquias, seminários, escolas a fim de compartilhar o Batismo no Espírito“,

disse Papa Francisco que foi aplaudido ao fazer o pedido inesperado para os Sacerdotes presentes na Basília de São João de Latrão. O pontífice pediu também catequeses que “através do Espírito Santo produzissem a experiência pessoal com Jesus que transforma nossas vidas”.

Papa Francisco fala a padres da RCC.



papa-retiro-padres[1]


O Papa Francisco pediu aos padres reunidos no Terceiro Retiro Mundial para Sacerdotes promovido pela Renovação Carismática, em Roma, que compartilhem a experiência do Batismo no Espírito Santo através de seminários de Vida no Espírito Santo organizados e promovidos em suas Paróquias.

Encontro Internacional para Sacerdotes Organizado pelo International Catholic Charismatic Renewal Services – ICCRS que tem à frente Michelle Moran, o Retiro para Sacerdotes foi uma verdadeira renovação na vida dos padres  presentes e um marco deixado na história do movimento que surgiu no final da década de 60 nos Estados Unidos.


Trecho da palavra do Papa Francisco que contém o texto transcrito acima.



Palavra do Papa Completa.

Papa Francisco. III Retiro mundial de sacerdotes del 12 de junio de 2015



Resumo deste ensinamento na site oficial da RCC.


Francisco e os Carismáticos

Ao voltar do Brasil por ocasião da Jornada Mundial da Juventude o papa respondera a uma questão sobre a RCC levantada por um jornalista. Na ocasião, disse o papa: “eu vou dizer uma coisa: nos anos 1970, início dos 1980, eu não podia nem vê-los [ os carismáticos]. Uma vez, falando sobre eles, disse a seguinte frase: eles confundem uma celebração musical com uma escola de sambaEu me arrependi. Vi que os movimentos bem assessorados trilharam um bom caminho. Agora, vejo que esse movimento faz muito bem à Igreja em geral. Em Buenos Aires, eu fazia uma missa com eles uma vez por ano, na catedral. Vi o bem que eles faziam. Neste momento da Igreja, creio que os movimentos são necessários. Esses movimentos são uma graça para a Igreja. A Renovação Carismática não serve apenas para evitar que alguns sigam os pentecostais. Eles são importantes para a própria Igreja, a Igreja que se renova.

Nosso Post Anterior:

Papa Francisco Responde sobre a RCC.

Os Papas Falam à Renovação Carismática Católica.



papa-francisco-promover_seminario_de_vida_no_Espirito_Santo_nas_Paroquias

papa-francisco-espirito-amor-viver


Os Papas acolhem a RCC



Seminário de Vida no Espírito Santo (SVE’S)

Seminário de Vida no Espírito Santo é uma sequência de pregações e orações cujo centro é o querigma (primeiro anúncio). O objetivo é proporcionar ao participante uma experiência pessoal com Jesus Cristo através do Batismo no Espírito Santo como fora prometido pelo Pai no AT e relembrado por Jesus no NT. Os encontros podem ser semanais, acontecerem dentro de retiros de finais de semana ou  ainda “relâmpagos” quando acontecem dentro de encontros pontuais.

Nossos Post’s sobre esse assunto:

Seminário de vida no Espírito.

Primeira Experiência de Oração – SVE I.

Seminário de Vida no Espírito – SVE I

Efusão no Espírito Santo.

É mesmo necessária uma nova Efusão do Espírito Santo?


SVE-1


Fruto_Espírito Efusão_no_Espirito_2 Batismo_Espírito
Sete_dons

A Transformação do Homem interior pelo poder do Espírito Santo.



Para que vos conceda, segundo seu glorioso tesouro, que sejais poderosamente robustecidos pelo seu Espírito em vista do crescimento do vosso homem interiorQue Cristo habite pela fé em vossos corações, arraigados e consolidados na caridade, (Efésios 3, 16-17)


Recebei o Espírito Santo


Pentecostes_2012


Fomos batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. O Pai que tudo criou por amor, o Filho amado que se encarnou, morreu, ressuscitou, voltou ao Céu, está presente conosco, um dia há de voltar glorioso, e o Espírito Santo de amor, alma da Igreja, presente do Ressuscitado à Igreja e ao mundo. O coração de nossa vida cristã está no amor, vida da Santíssima Trindade, força transformadora, capaz de mudar o mundo. No tempo do Espírito Santo, até o final dos tempos, somos chamados à missão de anunciar a Boa Nova do Evangelho.

Jesus ressuscitado apareceu aos seus discípulos, soprou sobre eles e lhes concedeu o Espírito Santo (Cf. Jo 20, 19-23). Quando veio o dia de Pentecostes, os que se encontravam em oração no Cenáculo, com Maria, a Mãe de Jesus, receberam o Espírito Santo (Cf. At 2, 1-11). Homens antes marcados pelo medo agora se lançam à missão. Multiplicaram-se os dons do Espírito Santo na vida de todos e os Atos dos Apóstolos testemunham os frutos de sua efusão, na pregação, vida comunitária, oração e milagres. E a Igreja cresceu com a força do Espírito, mantendo em todos os séculos o ardor missionário, para chegar aos confins da terra. Cada época, inclusive com suas crises, foi sempre marcada pela ação do Espírito Santo, que suscitou pessoas e iniciativas adequadas para que o Evangelho chegasse a todos.

E época de mudanças e crises é, de forma especial, o tempo em que vivemos, tanto que se diz com frequência que a atual é uma “mudança de época”, uma grande virada na história, que deixa perplexas pessoas e instituições, como se o chão fosse tirado de debaixo dos pés. Nos próximos meses serão comemorados os cinquenta anos da conclusão do Concílio Vaticano II, assim como de vários de seus documentos, frutos da ação do Espírito Santo, que impulsionou a belíssima estação missionária então inaugurada na Igreja. A última das grandes Constituições emanadas do Concílio continua plenamente atual, reveladora da perspicácia suscitada justamente pelo Espírito Santo, parecendo redigida para os dias que correm.

Nossa atual mudança de época é chamada de crise. O Concílio Vaticano II oferecia uma leitura que se revela pertinente: “Como acontece em qualquer crise de crescimento, esta transformação traz consigo não pequenas dificuldades. Assim, o homem, que tão imensamente alarga o próprio poder, nem sempre é capaz de colocá-lo ao seu serviço. Ao procurar penetrar mais fundo no interior de si mesmo, aparece frequentemente mais incerto a seu próprio respeito. E, descobrindo gradualmente com maior clareza as leis da vida social, hesita quanto à direção que a esta deve imprimir. Nunca o género humano teve ao seu dispor tão grande abundância de riquezas, possibilidades e poderio econômico; e, no entanto, uma imensa parte dos habitantes da terra é atormentada pela fome e pela miséria, e inúmeros são ainda os analfabetos. Nunca os homens tiveram um tão vivo sentido da liberdade como hoje, em que surgem novas formas de servidão social e psicológica. Ao mesmo tempo em que o mundo experimenta intensamente a própria unidade e a interdependência mútua dos seus membros na solidariedade necessária, ei-lo gravemente dilacerado por forças antagônicas; persistem ainda, com efeito, agudos conflitos políticos, sociais, económicos, raciais e ideológicos, nem está eliminado o perigo duma guerra que tudo subverta. Aumenta o intercâmbio das ideias; mas as próprias palavras com que se exprimem conceitos da maior importância assumem sentidos muito diferentes segundo as diversas ideologias. Finalmente, procura-se com todo o empenho uma ordem temporal mais perfeita, mas sem que a acompanhe um progresso espiritual proporcionado. Marcados por circunstâncias tão complexas, muitos dos nossos contemporâneos são incapazes de discernir os valores verdadeiramente permanentes e de harmonizá-los com os novamente descobertos. Daí que, agitados entre a esperança e a angústia, sentem-se oprimidos pela inquietação, quando se interrogam acerca da evolução atual dos acontecimentos. Mas esta desafia o homem, força-o até a uma resposta” (GS 9).

O Espírito Santo suscita e exige de nós respostas adequadas, capazes de revelar o papel que cabe justamente aos cristãos na transformação da realidade. Um dos sinais da docilidade ao Espírito Santo é o sentido da esperança, com o qual se identificam os sinais da graça de Deus presentes nos corações das pessoas. Passar por todos os lugares recolhendo o que existe de positivo e de autêntico em todos, verdadeiras sementes do Verbo de Deus que o Espírito Santo plantou. Atrás de muitos olhares cheios de perplexidade, outros até marcados pela dor ou pela revolta, está latente a busca da verdade. Celebrar a Festa de Pentecostes é comprometer-se com a visão do bem existente, onde quer que nos encontremos, especialmente nos ambientes mais desafiadores.

As pessoas não esperam dos cristãos uma adaptação pura e simples aos conceitos de grupos ou correntes de pensamento. O respeito aos cristãos vem quando estes são coerentes e buscam as razões de suas convicções e as oferecem com simplicidade e realismo. Já ouvi jovens que afirmaram ainda não conseguirem viver como cristãos, mas sabedores de que estes proclama e vivem a verdade. Este é um caminho oferecido pelo Espírito Santo, adequado para nossos dias.

O Espírito Santo suscita para nosso tempo a coragem para sermos diferentes para melhor. Considero verdadeira tentação as respostas feitas de tradicionalismo e integrismo, com as quais alguns grupos pretendem contrapor-se às ondas destruidoras de valores de nosso tempo. É mais exigente e ao mesmo tempo mais forte que homens e mulheres convictos do Evangelho, presentes em todos os ambientes, criativos no diálogo, corajosos na descoberta das pontes a serem edificadas com as pessoas que muitas vezes os questionam, se sintam lançados aos novos campos de missão. O Espírito Santo nos conceda uma nova onda de profissionais, técnicos, cientistas, operários, políticos, gente de nosso tempo com uma nova qualidade, capazes de serem diante do mundo melhores, não para humilhar quem quer que seja, mas prontos a fecundar esta época com as mudanças mais profundas, aquelas que Ele mesmo, Espírito da verdade, planta em nossos corações.

Atitudes de nosso tempo, “da hora”, plenamente adequadas, como fruto do Pentecostes que celebramos: clareza de que Deus habita em nós como num templo, consciência de que a dignidade humana dada pelo Batismo, fazendo-nos novas criaturas; horror ao pecado, à mentira, à violência, à impureza (Cf. Gl 5, 13-26); oração contínua (Cf. Lc 18, 1) para viver sempre na presença de Deus; humildade, penitência, adesão à Igreja de Cristo e alegria constante. Pessoas assim, conduzidas pelo Espírito Santo, são capazes de fermentar a mudança do mundo e responder aos desafios de nosso tempo.


Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém do Pará
Assessor Eclesiástico da RCCBRASIL

Fonte: www.rccbrasil.org.br/espiritualidade-e-formacao/index.php/artigos/1440-recebei-o-espirito-santo




Pipoca_sem_sal Pipoca_estourando_Efusão Tres_garrafas_2

Pentecostes_pomba_g Pentecostes_2012 Batismo_Espírito_Santo_LK


A APARÊNCIA DE CRISTO

IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS



Depressão – O que você deve saber.



Mulheres que abortam têm mais chances de ter problema mental

Saúde – Terra


Mulher com medo

Estudo concluiu que o aborto pode aumentar em 155% as chances de a mulher cometer suicídio Foto: Getty Images




 Saúde da Mulher


Nossas considerações:


Qual o problema da depressão que faz todo mundo correr para se esconder? Muitos não se sentem bem quando falam sobre isso, mas as chances são enormes de alguém bem próximo de você estar com Depressão, há um grande de mulheres que a tiveram em algum momento de suas vidas.

Tomei consciência da gravidade da depressão em algum lugar em meados dos anos 90 quando estava visitando meus ex-colegas de faculdade. Eu tinha tropeçado em um artigo num dos jornais nacionais, que dizia que 1 em cada 9 pessoas sofrem de depressão. Eu estava um pouco chocado com as estatísticas e pensei que certamente isso não poderia ser totalmente verdade. 1 de 9 é um número alarmante. Mais tarde, no jantar, eu comentei isso com meus amigos que compunham a mesa que eram na maioria médicos e todos eles concordaram com a cabeça. Ninguém ficou surpreso com minha cara de espanto.   Uma amiga que é médica em um hospital infantil e é especialista em “Angustia Adolescente” afirma atender crianças e adolescentes com depressão regularmente. Olhei ao redor da mesa com dez pessoas e disse que se esse número fosase verdadeiro, então um de nós, aqui, tem ou está sofrendo de depressão.

Em seguida, a bela voz de uma querida amiga falou baixinho que ela sofria de depressão após dar à luz seu segundo filho. Eu estava atordoada. Assim, as estatísticas foram pelo menos verdadeiras no meu pequeno grupo. 1 de 9!

Daqui a 20 anos dizia o jornal não ficará melhor. Se você ler o artigo de Healthline sobre a depressão nos EUA, a taxa cresce 20% ao ano, com as mulheres sendo mais susceptíveis de serem sofredores do que os homens.

” http://www.healthline.com/health/depression/statistics-infográfico “

http://www.healthline.com/hlcmsresource/images/infographics/Depression-statistics-infogrpahic.jpg “

Mas o número mais alarmante de tudo é que mais de 80% das pessoas que apresentam sinais de depressão não estão sendo tratadas. E este é o maior problema com a depressão. Muitos ainda não entendem que como o câncer, gota, doenças cardíacas e diabetes, a depressão também é uma doença grave e mata muita gente.  Mas porque ela é classificada como uma doença mental, e os sintomas são difíceis de auto-diagnosticar, muitos podem estar lá fora e não saber que têm sinais de depressão.

A depressão não é fácil de detectar, especialmente quando você está deprimido. Não é como uma dor que você possa identificar em uma parte do seu corpo, embora possa se manifestar como dor para alguns. Você não pode vê-la, mas pode ser muito debilitante. Ela rasteja em cima de você muito insidiosa e você nem percebe.

Pode começar como uma sensação de apatia. Baixo consumo de energia, de não se sentir bem contente com a vida. Você pode começar a se tornar realmente negativo sobre a maioria das coisas na vida, tudo o que emerge de sua boca manchada com pessimismo e cinismo. Esses sentimentos podem ficar com você por um tempo e antes que você perceba sente que a vida é uma tarefa árdua e qual é o significado de tudo isso e por que se preocupar.Você se sente triste o tempo todo, mas não sabe porquê.

Levantar-se torna-se mais difícil a cada dia e participar da vida torna-se muito doloroso, tanto que você tem que encontrar maneiras de entorpecer-se da dor. Você pode sentir-se gravitando em direção a comportamentos de dependência sem saber por quê: – que uma vez por semana um copo de vinho torna-se um hábito diário, como você precisar dele para você passar o resto da noite ou para esquecer o dia ruim que você teve. Ou é o bálsamo que faz tudo certo para você porque entorpece sua razão. Para os abstêmios, pode ser que um come-come ou uma beliscadinha todas as tardes em bolos e biscoitos amenizem algo mais do que a fome. A comida que sugere um conforto momentâneo pode assumir um significado sinistro se levar a compulsão alimentar ou bulimia.

Seja qual for a sua “droga” de escolha, seja nicotina, açúcar, cafeína, álcool – eu não estou citando as substâncias mais prejudiciais, porque no dia a dia essas “drogas” parecem ser mais socialmente aceitas, mas as conseqüências podem ser tão letais como as drogas mais pesadas e ilegais – isto é como uma compulsão diabética por açúcar ou como alguém pode fumar 20 paus por dia, ou beber 10 xícaras de café. É uma forma de suicídio lento, usando-os para mascarar, esconder ou fugir da dor de viver a vida sem adulteração.

Em seu livro Mulheres, Comida e Deus, um caminho inesperado de quase tudo, Geneen Roth escreve convincente sobre a relação das mulheres com os alimentos e a necessidade de auto-aceitação “. comer … compulsivamente é basicamente uma recusa a ser plenamente vivo. Não importa o quanto pesa, aqueles de nós que são comedores compulsivos têm anorexia na alma. Nós nos recusamos a aceitar o que nos sustenta. Vivemos vidas de privação. E quando não agüento mais, me embriago. A forma como somos capazes de realizar tudo isso é pelo simples ato de explodir – de não agüentar mais “.

A citação acima é tão poderosa que você pode substituir a palavra comida por qualquer outra substância. Quando chegamos para a ‘droga’ ou participar de um evento de auto flagelando como escolher o parceiro emocionalmente abusivo, estamos ativamente ‘alucinados’ . O ato ativo de “faltar um parafuso”, creio eu, é um sinal de depressão.

Existem muitas causas da depressão e você pode querer consultar um terapeuta ou um psiquiatra, se você acredita que você tem. Mas se você sentir que você não está feliz ou está vivendo em um vácuo emocional onde nada te excita mais, então procure ajuda urgentemente.

Eu adoro esta citação de Mulheres Comida e Deus:

“. . .inferno é querer estar em algum lugar diferente de onde você pertence. Sendo de um lugar e querer estar em outro lugar. . . . Querendo vida para ser diferente do que é. Isso também é chamado de sair sem sair. Morrer antes de morrer. É como se houvesse uma parte de você que fica preso em trilhos resistindo ser quebrado pelo amor permitindo destruir a si mesmo em primeiro lugar. “

A boa notícia é que já existem muitos caminhos e canais disponíveis para você. Você pode optar por ir pelo caminho tradicional de psiquiatria ou clínicos psicólogos, ou você pode olhar para formas alternativas. Para alguns é preciso terapia a longo prazo e para os outros basta apenas um exercício e re-avaliar sua ingestão nutricional.  Faça a pesquisa, converse com amigos, não tenha medo de mudar de tratamento se não se sente bem. Só por si só você sabe o que te faz bem. Saiba que há uma luz no fim do túnel, mas você tem que ser o único a caminhar para a luz, ninguém pode fazer isso por você.

“Não Imagine estar assustado com qualquer sentimento. Imagine saber que nada vai te destruir. Que você está para além de qualquer sentimento, e do estado. Maior que. Mais vasto do que. Que não há razão para usar drogas, porque qualquer coisa que um medicamento poderia fazer seria pálido em comparação com saber quem você é. Para que você possa entender, viver, ser, apenas por estar com que se apresenta a você na forma de os sentimentos que você tem … “Mulheres, Comida e Deus, um caminho inesperado para quase tudo,  

Geneen Roth. https://geneenroth.com/books/

Posted by Surya Women  by Lee Jia Ping.


 


Nossas considerações:


“O mundo pode nos oferecer muitos caminhos, mas Jesus nos diz que Ele é o caminho, a verdade e a vida, sendo assim, nada pode substituir a seiva que dá a vida à videira, se estamos nos sentindo destruídos, abandonados, ressequidos e sem vontade de viver pode ser porque nossa vida, nossos problemas e nossos caminhos neste mundo nos levaram a nos afastar da fonte da vida que é Deus.

Na Parábola da Videira Verdadeira (S. João 15) nos diz que o ramo cortado e afastado da Videira murchará, secará e morrerá, mas bem sabemos que Jesus não corta ninguém e sim Ele nos enxerta nesta Videira de vida se isto estiver acontecendo conosco é porque de alguma forma nos afastamos d’Ele e a única forma de resolver o problema é retornar para Ele assim como o filho pródigo retornou e todos os seus problemas foram solucionados.


 


(GRAÇAS A DECISÃO DE MINHA MÃE, EU ESTOU AQUI)


 





Não caiam no

mesmo erro que eu.


Waris Dirie a Flor do Deserto.

Exemplo da luta contra a

OBLAÇÃO FEMININA


O Mundo terá o Futuro que você plantar hoje.



Deixaremos aqui algumas fotografias que nos fazem pensar sobre o nosso futuro no planeta Terra e que o mesmo começa hoje, se nada fizermos agora para evitar o pior certamente ele virá muito mais rápido que imaginamos, pois ele já se faz presente entre nós.


Canal de Meio Ambiente

Saiba porque a crise econômica do mundo só tem uma solução:

A mudança de pensamento, comportamento e hábitos de consumo de cada um de nós.



Lixo1


Nossos antepassados consideravam que Todo produto era um patrimônio e iria durar para sempre.


Lixo_3


Quando consideramos tudo como lixo e jogamos fora, na verdade não estamos jogando fora e sim acumulando na lata de lixo que é o nosso planeta até que irá transbordar.


Lixo_2


Estamos alimentando um monstro que já nasceu e já está causando grandes transtornos nos países de menor área geográfica disponível para ocupação.   Você pode não vê-lo, mas ele não é tão invisível assim, basta observar um pouco mais…


Lixo_4


O Maior problema é que temos a tendência de acostumar com a situação e achar que está tudo muito bonito.


Lixo_5


 O Maior problema é que temos a tendência de acostumar com a situação e achar que o mal de uns é benefício para outros.


Lixo_6


Que tipo de mundo deixaremos para nossos filhos e netos ?


Lixo_7


O que será de nossas crianças ?


Lixo_8


O que será de nossas crianças ?


Lixo_9


O que será de nossos Idosos ?


Lixo_10


O que será de nós MESMOS ?


Lixo_11


EIS O FUTURO QUE NOS ESPERA …!


Lixo_12


PRESERVE O SEU PLANETA

576978main_361073054_full[1]


preview002[1]

ELE É A

SUA CASA



Como lidar com a rejeição do cônjuge!



Seu casamento está em crise e você agora sofre com a rejeição do cônjuge? Veja como buscar maneiras de superar a decepção amorosa e reconstruir a vida.

Acesse= >> http://familia.com.br/crise-no-casamento-como-lidar-com-a-rejeicao-do-conjuge