Domingo da Santíssima Trindade.



.

Conta-se que Santo Agostinho andava certo dia a passear na praia meditando sobre o mistério da Santíssima Trindade:

Um Só Deus em três pessoas distintas…

Enquanto caminhava, observou um menino que carregava um pequeníssimo balde com água. A criança ia até o mar, trazia a água e deitava-a dentro de um pequeno buraco que havia feito. Após ver repetidas vezes o menino fazer a mesma coisa, resolveu interrogá-lo sobre o que pretendia. O menino, olhando-o, respondeu com simplicidade:

– “Quero colocar a água do mar neste buraco”.

Santo Agostinho sorriu e respondeu-lhe:

– “mas tu não percebes que isso é impossível mesmo que trabalhes toda a vida? O mar é infinitamente grande. Jamais o irás conseguir colocar aí todo dentro desse pequeno buraco…”.

Então, novamente olhando para Santo Agostinho, o menino respondeu-lhe: “ora, é mais fácil a água do mar caber nesse pequeno buraco do que o mistério da Santíssima Trindade ser entendido por um homem!”. É mais fácil colocar toda a água do mar aqui dentro deste buraco que o homem conseguir entender o mistério da Santíssima Trindade.


O homem é infinitamente pequeno e Deus é infinitamente grande!




Há 15 dias atrás celebramos a festa da glorificação do Filho (a 2ª Pessoa) – Ascensão de Jesus ao Céu;

Há 08 dias celebramos a festa da descida do Espírito Santo (a festa da 3ª Pessoa) – Pentecostes;

E hoje celebramos o Domingo da Santíssima Trindade – Queremos hoje contemplar a Deus como uno na diversidade de três pessoas.

– O Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Esta festa não é essencialmente um convite a decifrar ou interpretar o “mistério” que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”, mas deverá ser uma oportunidade para contemplar o nosso Deus, que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor que é ELE próprio.
Não é fácil falar de Deus… pela grandeza que Ele tem e pela nossa pequenez! Deus permanecerá sempre como mistério impossível para nós de abarcar, interpretar na totalidade!

Jamais poderemos interpretar toda a densidade e profundidade deste mistério que é Deus uno e trino; no entanto, podemos e deveremos, procurar crescer no seu conhecimento. Só conheceremos e entenderemos Deus na medida em que pessoalmente o quisermos levar para o nosso dia a dia.

Para termos acesso a essa intimidade com Deus temos como auxílio especial a Sagrada Escritura que nos revela quem é Deus em Jesus Cristo, hoje presente no Espírito Santo.

Celebrar a Santíssima Trindade é muito mais que querer entender um Deus uno que vive e se manifesta em três pessoas. Celebrar a Santíssima Trindade é querer descobrir que o nosso Deus é uma comunhão de amor.

Permiti-me que partilhe uma das histórias de Santo Agostinho.
Conta-se que Santo Agostinho andava certo dia a passear na praia a meditar sobre este mistério da Santíssima Trindade: um Deus em três pessoas distintas… Enquanto caminhava, observou um menino que carregava um pequeníssimo balde com água. A criança ia até o mar, trazia a água e deitava-a dentro de um pequeno buraco que havia feito. Após ver repetidas vezes o menino fazer a mesma coisa, resolveu interrogá-lo sobre o que pretendia. O menino, olhando-o, respondeu com simplicidade: -“quero colocar a água do mar neste buraco”. Santo Agostinho sorriu e respondeu-lhe: -“mas tu não percebes que isso é impossível mesmo que trabalhes toda a vida? O mar é infinitamente grande. Jamais o irás conseguir colocar aí todo dentro desse pequeno buraco…”.

Então, novamente olhando para Santo Agostinho, o menino respondeu-lhe: “ora, é mais fácil a água do mar caber nesse pequeno buraco do que o mistério da Santíssima Trindade ser entendido por um homem!”. É mais fácil colocar toda a água do mar aqui dentro deste buraco que o homem conseguir entender o mistério da Santíssima Trindade. O homem é infinitamente pequeno e Deus é infinitamente grande!

È uma “históriazinha” cheia de verdade. Só poderíamos compreender perfeitamente a Santíssima Trindade se nós próprios fossemos ‘deuses’.

Queremos ser “deuses” e queremos limitar Deus às nossas capacidades intelectuais. Queremos que ele “caiba” dentro da nossa capacidade de raciocínio… IMPOSSIVEL! Deus é infinitamente maior.

Podemos, contudo, por meio da razão iluminada pela fé, chegar a um conhecimento ainda que limitado.

O conhecimento que podemos ter terá de ser feito tendo por base comparações, que são sempre, por natureza imensamente limitadas e às vezes até infelizes.

A Santíssima Trindade é como o fogo que queima, que ilumina e que aquece, sendo apenas fogo. É sempre apenas uma coisa – fogo – mas manifesta-se de diversas formas… assim Deus também… é sempre Deus – mas manifesta-se como Pai Criador, como Filho Redentor/Salvador, como Espírito Santo, auxiliador!




A Santíssima Trindade é superior à capacidade humana de entendimento, mas não contraria a razão. Dizer que existe “um Deus em três pessoas” faz sentido… já dizer que “há um Deus em três

deuses!” não faz sentido e contraria a razão humana.

Deus revela-se na Trindade como um mistério de amor e porque vive numa comunhão de amor quer amar-nos sempre e quer introduzir-nos na sua família.

Em nós está o Pai, que nos chamou do nada, que insuflou o seu sopro de vida e nos chama a realizar a nossa vocação pessoal de Filhos de Deus.

Em nós está o Filho, que entregou a sua vida por nós.

Em nós está o Espírito Santo que constantemente nos ilumina e nos chama a caminhar ao encontro do Deus amor.

Nós fazemos parte da Santíssima Trindade – podemos de alguma forma dizer que nós somos a 4ª pessoa da Trindade Divina.“PELO MENOS É A PROPOSTA QUE JESUS NOS FAZ em São João Cap. 17”, Deus vive em comunhão de amor para nos convidar a amar! Se vivermos para amar fazemos parte da família de Deus – vivemos em Deus.

Adoremos – a Santíssima Trindade e o amor infinito que esta tem por cada um de nós.

Amemos – a Trindade que primeiro nos amou e constantemente permanece em nós.

Imitemos – a Trindade e vivamos para amar e em comunhão com todos.

Sejamos reflexos da Trindade, isto é, sejamos sinais de comunhão, de partilha, de esperança para este mundo tão dividido, individualista e sem esperança.


trindade460x351[1] Papa_Francisco_no_pentecostes_2015_cheios_do_Espírito_Santo Corpus_Christi_Lk

trindade-lk

slaid: Elaborado por “Buscando novas águas” Liturgia Dominical.



O Amor de Deus – SVE I.



Versão Original: Ide e evangelizai os Batizados


JOSE H. PRADO FLORES


José Prado Flores

José H. Prado Flores



O manual de SVE I mais utilizado nos primeiros tempos da RCC.


Objetivo do tema: Crer e experimentar o amor pessoal e incondicional de Deus, que é nosso Pai.


A – Deus o Ama pessoalmente porque é seu Pai.

(Isaías 43,1)
E agora, eis o que diz o Senhor, aquele que te criou, Jacó, e te formou, Israel: Nada temas, pois eu te resgato, eu te chamo pelo nome, és meu.

(Jeremias 31,3)
De longe me aparecia o Senhor: amo-te com eterno amor, e por isso a ti estendi o meu favor.

Deus ama todos os homens, mas também ama a cada um de maneira pessoal, como cada um necessita ser amado.   Se você fosse o único habitante de todo o universo, Deus não poderia amá-lo mais do que o ama, porque já o ama com todo amor de um Deus todo poderoso.

Deus não nos ama pelo que nós fazemos, mas pelo que Ele é:

(Salmos 102,13)
Como um pai tem piedade de seus filhos,
assim o Senhor tem compaixão dos que o temem.

B- Deus o Ama incondicionalmente porque é Amor.

(I São João 4,8)

Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.

(Isaías 49,15)
Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca.Deus não impõe nenhuma condição para amá-lo. Ele o ama exatamente como você é neste exato momento.

– Não importa o que tenha sido ou seja no presente: Pecados vícios, ou defeitos.   deus o ama incondicionalmente, porque seu amor não muda. Mesmo todo fracasso, problema e até pecado em sua vida são agora uma oportunidade para que você experimente o amor de Deus, porque Ele é sempre fiél.

– Deus que é todo poderoso e que faz tudo o que quer com sua força e onipotência, há algo que não pode fazer: deixar de amar-te.

– Da vareta que mostra a direção dos ventos, um homem tirou o galinho e colocou a seguinte plaquinha: “Deus é Amor”.   Querendo dizer que não importava de onde soprassem os ventos, se havia tempestade ou calmaria, Deus sempre nos amava.   Não importam as dificuldades ou mudanças, Deus sempre nos ama.

(Isaías 54,10)
Mesmo que as montanhas oscilassem e as colinas se abalassem, jamais meu amor te abandonará e jamais meu pacto de paz vacilará, diz o Senhor que se compadeceu de ti.

Você não necessita aparentar outra coisa do que verdadeiramente é para que Deus o ame.  Ama-o como você é.  E mais foi Ele quem o fez assim.

Deus o ama com suas qualidades e defeitos.  Ele não o ama por suas qualidades, mas com suas qualidades.   Deus não deixa de o amar pelos seus defeitos.  Ama-o com eles.  Deus não ama o que você faz, mas o ama, a você.   Aceita-o e aceita-o com amor.

Deus o ama com seus pecados e esforços, seja você rico ou pobre.  Você não precisa de colocar máscaras diante Dele.   Ele o ama porque você é seu filho, e não por qualquer outro motivo.   Não o ama porque você é bom, mas porque Ele é Bom.

– Mat. 6,26. Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas? – 28 – E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.29 – Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.[…]quanto mais a nós que somos seus filhos, ainda que sejamos pecadores.   E tem mais, ele ama de modo especial os pecadores.  O pecador é o mais amado de Deus, porque onde excede o pecado super excede seu amor misericordioso (Romanos 5,20).  Quem é mais pecador é que mais pode experimentar perdão, gozo e esperança, porque é o mais necessitado.

C – Deus quer o Melhor para você porque você é seu filho.

Deus certamente o ama como você é, mas não quer deixar assim.  Ele quer algo muito melhor para você.

Exatamente porque o ama, Ele quer o melhor para você.  Ele tem um plano que fez com toda a sabedoria e amor para você.

(Efésios 3,20)[Leia mais…]
Àquele que, pela virtude que opera em nós, pode fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou entendemos,[…]

Seu plano supera de muito tudo que você imagina ou pode pensar para seu próprio bem.

(I Coríntios 2,9)[Leia mais…]

É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4), tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam.

(Isaías 55,9)

Mas tanto quanto o céu domina a terra, tanto é superior à vossa a minha conduta e meus pensamentos ultrapassam os vossos.

– Desde o princípio nos criou a sua imagem e semelhança, plenos de seu amor e co-criadores com Ele, capazes de ser seus representantes neste mundo.

– Criou-nos em harmonia perfeita.

– com Ele: uma relação pessoal e perfeita;

– com os outros: relação de justiça, verdade e serviço;

– Com nós mesmos: com segurança, paz e domínio próprio;

– Com toda criação: sendo livres e não escravos das coisas deste mundo.

– Encheu-nos de felicidade com sua alegria, paz e união.

D – Deus tomou a Iniciativa de Amá-lo.

Deus o ama e a unica coisa que lhe pede é que creia em seu amor, que creia nele, confie no plano Dele mais do que no seu próprio.

A primeira coisa que Deus nos pede não é que o amemos, mas que nos deixemos amar por Ele.   Manifeste-lhe apenas que você quer experimentar o amor Dele por você.

Não se trata de que nós intentemos chegar a Ele.  É Ele que quer chegar até nós.  Não se trata de que nós o alcancemos, a Ele, mas que nos deixemos alcançar por Ele.  Antes que começássemos a buscá-lo, Ele já estava nos buscando, Ele tomou a iniciativa.

Um dia, Saulo de Tarso decidiu perseguir a Jesus e se pôs a caminho de Damasco para prender os Cristãos.   Todavia era Jesus quem o estava perseguindo, até que o alcançou e o derrubou do cavalo.   Nesse momento Saulo foi preso, preso pelo amor de Jesus.  Deus seduziu-o, e ele simplesmente se deixou seduzir.

(Jeremias 20,7)
Seduzistes-me, Senhor; e eu me deixei seduzir! Dominastes-me e obtivestes o triunfo. Sou objeto de contínua irrisão, e todos zombam de mim.

Escrevendo aos Gálatas lhes diz:

(Gálatas 4,9)
Agora, porém, conhecendo a Deus, ou melhor, sendo conhecidos por Deus, como é que tornais aos rudimentos fracos e miseráveis, querendo de novo escravizar-vos a eles?

É que não foram os Gálatas que amaram a Deus.  Primeiro Deus os amou a ele.

O amor não consiste em que amemos a Deus Mas em que Ele nos tenha amado, porque Deus nos amou primeiro. Não fomos nós que o escolhemos.  Foi Ele quem nos escolheu primeiro.   Nós não fazemos nenhum favor a Deus em amá-lo.   É ele quem nos favorece a nós com seu amor, que é eterno.

(São João 15,16)

Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. Eu assim vos constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda.

Às vezes buscamos a Deus e queremos amá-lo, porém ninguém pode amá-lo, se antes não tiver experimentado seu amor.   Temos que fazer uma parada, deter-nos e deixarmo-nos alcançar por Ele, por seu Amor.

CONCLUSÃO:

Deus Ama a todos os homens porque somos seus filhos e obras de suas mãos.

Ama Bons e maus, homens e mulheres, católicos e protestantes, ateus ou perseguidores da Igreja, Sacerdotes, Líderes sindicais, donas de cabaré ou prostitutas.   Ele nos ama a todos, porque todos somos seus filhos.

Deus não nos ama pelo que fazemos mas pelo que somos, seus filhos. Deus não nos ama porque somos bons, mas porque o Bom é Ele.   Não nos ama porque nós o amamos, mas porque Ele é Amor.


(I Coríntios 8,3)

Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido por ele.


.ide_evangelizai


Seminário de Vida no Espirito
Amor de Deus DEUS_EH_AMOR_GALINHO Chamados_Comunicar

José H. Prado Flores

José H. Prado Flores


Amor de Deus – SVE I – Video.


Todos querem ser Amados


Nem sempre estamos prontos para Amar.

Ninguém vive sem Amor, o homem é um ser composto por duas partes distintas que devem se unir em prol da preservação do futuro da espécie, se assim não acontecer não existirão descendentes e consequentemente a espécie desaparecerá.


O Amor é Lindo e Maravilhoso.

O Amor é Lindo e Maravilhoso.


O Amor é muito mais do que apenas sexo em prol da procriação, é o momento em que alguém encontra um sentido para sua existência neste mundo.

Hoje esta palavra está tão banalizada que não identificamos mais a diferença entre Amor e sexo.

Poderíamos classificar o Amor em três formas diferentes.

Eros: É a atração sexual propriamente dita que leva um homem a se aproximar de uma mulher em busca de um entendimento que satisfaça suas necessidades biológicas e afetivas.

Filos: É o que une Pais e Filhos, que diferencia do Amor Eros, mas que forma uma ligação muito forte de carinho e afetividade. Na verdade é uma troca entre duas pessoas, ama-se por ser amado e amo porque me amam.

Ágape: Este seria o Amor perfeito, que Ama sem pedir nada em troca, mesmo quando não exista outras intenções sexuais ou ligações de Filiação, Paternidade ou Amizade.

É Capaz de unir as pessoas em laços eternos independentemente de sexo ou outras motivações.

Este é o Amor que jamais se acabará e que, portanto caracteriza o imenso Amor de Deus por nós.

Por isso precisamos conhecer e experimentar este Amor Perfeito do Pai.

Até que possamos afirmar com certeza!

Que Deus me ama!


mensagemwill11

Pregador : William F. Alves

Comunidade AEternum Dei


AMOR DE DEUS PARTE I



AMOR DE DEUS PARTE II



AMOR DE DEUS PARTE III




AMOR DE DEUS PARTE IV



Texto de: William F. Alves

Fonte: AEternum Dei

http://www.aeternumdei.com.br/blog3/?p=651

Um das características em Jesus e que muito me chama a atenção em sua época era a atenção aos sinais do Pai, toda atenção nos detalhes dos acontecimentos, ao ponto de valorizar cada momento, transformando-os em graças, trazendo um ensinamento novo para os tempos, quando a humanidade trazia grandes preocupações por falta de perceber que em cada situação e momento existe uma sabedoria e que nada deve ser desprezado, com o objetivo de remeter tudo para a eternidade…..

Este ensinamento continua em nossos dias, percebo em minha vida e no caminhar que em todas as vezes que procuro viver uma intimidade com Deus Pai pela via da oração, das partilhas mais simples e abertas com o Senhor, sinto profundamente à Sua voz em meu interior revelando os sentidos de cada coisa, me ajudando a perceber o caminho a seguir, ainda que me seja revelado as minhas fraquezas, Ele me ajuda a ir transformando e realizando todo um esforço de muito trabalho de converter as consequências do pecado em graça, porque Nele só se encontra o bem, Ele é todo bem….

Com isso compreendi bem a liturgia de hoje, a prioridade de Jesus em partilhar em primeiro lugar e logo pela manhã a palavra de Deus com o povo, à força da pregação, à força de Sua intimidade com o Pai, as prioridades logo no primeiro horário da manhã, remetia Jesus diretamente ao diálogo com Pedro a lançar as redes novamente ao mar para a “pesca milagrosa”, o Senhor não indicava a sugestão na dúvida, da parte de Jesus havia uma certeza, porque tudo o que o Pai colocava em seu coração, havia prática, existia por parte de Jesus o crer, portanto seria milagre na certa….

Que ensinamento maravilhoso é este do evangelho de um Deus que é comunidade e desde sempre decidiu em realizar tudo com a nossa participação e o mais rico, Ele não mudou de idéia, decidiu pela eternidade participar o homem dos Seus milagres, uma vez que as graças é somente para beneficiar o próprio homem, afinal Deus não precisa de milagres para sí, somente o faz por amor, somente amor…..

Jesus pede a Pedro para lançar as rede do outro lado do mar, ou seja, Pedro deve se aventurar a voltar ao mar e aprender outros movimentos com a rede, é como uma pessoa que só sabe escrever com a mão direita e agora deve exercitar a mão esquerda, que tarefa difícil para quem não tem habilidades, mas a maior habilidade sobre a fraqueza deste homem é a graça de Deus, mais um ensinamento eterno, o homem jamais viverá sem a graça, sem Deus nada podemos fazer….

O grande resultado de tudo isso nos remeterá sempre a alegria de Deus Pai em ver a sua criação feliz, sabendo que acima de qualquer dificuldade e limitação, temos um Deus próximo, que caminha lado a lado, que nunca abandona o homem e a mulher….

Grande estratégia de amor, na criação Ele se faz presente,  é o Pai nos criando, Ele continua a sua caminhada de amor lado a lado conosco, enviou o Seu Filho único, Deus que se faz imagem, presença real e visível ao nossos olhos, Deus Pai se deixa enxergar por nós e hoje Ele continua presente, não o vemos, porque Ele já sabe que aprendemos com Ele mesmo a graça da criação e a Sua imagem em Jesus, só precisamos ser conduzidos por Seu Espírito que novas faz todas as coisas, a decisão, a determinação pela fé de cada um de nós, feliz aquele que crê sem ter visto…

https://presentepravoce.wordpress.com/2009/02/15/seminario-de-vida-no-espirito-sve-i/


sve1
Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito
Deus te ama