UBUNTU.


Umuntu ngumuntu nagabantu

 “Uma pessoa é uma pessoa por causa das outras pessoas”

(Ditado sul africano da tribo Ubuntu)


UNIDADE E IGUALDADE.


A jornalista e filósofa Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz em Florianópolis SC (2006), nos presenteou com um caso de uma tribo na África chamada Ubuntu. Ela contou que um antropólogo estava estudando os usos e costumes da tribo e, quando terminou seu trabalho, teve que esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta pra casa. Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar os membros da tribo; então, propôs uma brincadeira pras crianças, que achou ser inofensiva.

Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de uma árvore. Aí ele chamou as crianças e combinou que quando ele dissesse “já!”, elas deveriam sair correndo até o cesto, e a que chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.

As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse “Já!”, instantaneamente todas as crianças se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.

O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces. Elas simplesmente responderam: “Ubuntu, tio. Como uma de nós poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?”

Ele ficou de cara! Meses e meses trabalhando nisso, estudando a tribo, e ainda não havia compreendido, de verdade, a essência daquele povo. Ou jamais teria proposto uma competição, certo?



GAROTA AFRICANA.


Ubuntu significa:

“Sou quem sou, por quem somos todos nós”.

Ubuntu é uma antiga palavra Africana, cujo significado é:
“Humanidade para todos”.

Ubuntu também quer dizer

“Eu sou o que sou devido ao que todos nós somos”.

Atente para o detalhe: porque SOMOS, não pelo que temos…



UBUNTU PRA VOCÊ TAMBÉM !


Uma corrida semelhante a esta feita em uma olimpíada para criaças exepcionais deu um resultado semelhante, o que deixa as pessoas normais bastante intrigadas sem saber porque nós abandonamos a felicidade que deveria ser normal e preferimos a infelicidade gerada pelo egoísmo social.

Seria esta sindrome apenas falta de conhecimento, treinamento ou apenas deveríamos deixar as coisas ser como deveriam ser sem a interferência de treinamentos opostos ?

Veja o Post Abaixo:

Não existe estranhos, apenas amigos!





Anúncios

Não existe estranhos, apenas amigos!


Cassie, de oito anos, com sua carinha de elfo e um largo sorriso, emana afeição.

Sua mãe suspira: “Ela é incapaz de perceber quem é estranho. Eu tento ensinar-lhe o que é uma pessoa estranha, mas o máximo que ela aprendeu é ir até alguém e perguntar:

‘Você é um estranho’? Aí ela diz: ‘Agora somos amigos’ ”.

Cassie tem uma rara desordem chamada síndrome de Williams: ela tem uma diferença de 25 genes no sétimo cromossomo, o que a predispõe ao desejo de se conectar.


A Vida é só Alegria

A Vida é só Alegria


Mas também a ter doença cardiovascular, desembaraço verbal, um leve retardamento mental – e extrema empatia.

Pessoas consideradas “diferentes” podem ensinar muito a nós, “normais”. Elas nos dão um tocante lampejo quanto ao nosso potencial humano para transcender os instintos competitivos.

Há alguns anos, durante as olimpíadas para as crianças excepcionais em Seatle, nos EUA, havia nove crianças para a prova de 100 metros rasos, todas consideradas excepcionais física ou mentalmente. Essas nove crianças se posicionaram na linha de partida e, ao som do disparo, largaram com o ímpeto de vencer a corrida. Porém, logo no início, um menino caiu e machucou o joelho. Ele então se sentou na pista e começou a chorar. Quando as demais crianças ouviram seu choro, elas reduziram sua velocidade.

Todas pararam, deram meia-volta, e voltaram até o menino. Uma menininha com síndrome de Down se curvou e o beijou, dizendo: “Isso vai melhorar seu joelho”.

O garoto então se levantou; ele e as demais crianças, de braços dados, caminharam e cruzaram juntos a linha de chegada, felizes da vida. Nesse momento, todos os presentes no estádio se levantaram e aplaudiram, assobiaram e ovacionaram as crianças por um longo tempo. E as pessoas que lá estavam até hoje contam essa história, porque elas sabem – como as crianças Williams sabem e, afinal, como todos nós sabemos – que existe mais na vida que ganhar sozinho.

logo_revista1Revista Época 487, 15 de setembro de 2007.

Susan Andrews – Pscologa


Compreender um ao outro e formar alianças é nosso maior desafio evolutivo

cc.jpg


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/06/pegadas-na-areia-1.jpg https://presentepravoce.wordpress.com/2008/03/24/nicodemos-foi-se-encontrar-com-jesus-em-segredo/

HISTÓRIA DAS AGUIAS


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg?w=130&h=120 http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/06/pegadas-na-areia-1.jpg?w=130&h=120 http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/eucaristia.jpg?w=130&h=120 https://presentepravoce.wordpress.com/2008/03/24/nicodemos-foi-se-encontrar-com-jesus-em-segredo/