Oração pelas mães.


A Nossa Mãe merece todas as nossas orações:


Oracao-Dia-das-Maes_2


Deus Pai em seu plano de infinito amor, “enviou o seu Filho único para que todo aquele que nele cresse fosse salvo” (Cf. Jo 3,16).

E o grande plano de salvação do Pai foi mandar seu Filho como homem, em tudo igual a nós, menos no pecado. Em nossa natureza humana, para que Deus experimentasse toda realidade humana e a salvasse, Jesus teve um pai e uma mãe. No episodio em que Jesus aos 12 anos some na caravana, que voltava para Nazaré da visita ao templo em Jerusalém, seus pais o procuram e encontram-no no Templo ensinando os doutores da Lei e a Palavra diz: “Em seguida, desceu com eles a Nazaré e lhes era submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração” (cf. Lc 2,51).

Na cruz Cristo em sua entrega total, quando lhe restaram apenas o discípulo amado, Maria, mulher de Cléofas e Maria Madalena.  Lá estava também Sua mãe, Maria Co-Redentora, fiel e de pé sofrendo e entregando no coração e na alma a sua vida pela salvação de toda humanidade. Jesus olhando para o discípulo que Ele amava disse a sua ame: “Mulher eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa (João 19, 25-27). Todos nós temos mãe, quero levar você a todos estes dias fazer uma intercessão, uma oração por aquele, que como com Jesus deu-lhe a vida:

Uma gruta próxima a Basílica da Natividade é considerada, segundo a tradição, o local onde a Sagrada Família parou, enquanto fugia para o Egito e onde, também, Nossa Senhora amamentou o Menino Jesus. A Tradição afirma ainda que durante a amamentação uma gota de leite caiu sobre a rocha da gruta que tornou-se branca. E assim ficou conhecido como Gruta do Leite.

Tanto os cristãos como os islâmicos acreditam que o pó branco da gruta ajudam a estimular a produção do leite materno e intensificar a fertilidade. No lado externo da gruta é possível encontrar uma sala reservada para testemunhos de diversos países sobre histórias de mulheres que encontravam-se com dificuldades de fertilidade e que após ingerirem o pó conseguiram engravidar. 

Novena pelas Mães:

Senhor Jesus que experimentaste a alegria e o conforto de ter um colo de Mãe aqui na Terra e no momento da cruz no-la deu por mãe a cada um de nós. Obrigado Senhor por tão grande dádiva.Clamamos à Sua Mãe nesse momento para que abençoe a todas as mães…Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, nós queremos oferecer-lhe nossas mães e consagrá-las, por isso, receba-as no Seu manto materno…

(Diga o nome da sua mãe)…

Que as mães biológicas, uma vez tendo gerado a vida, se empenhem em gerar para a graça. Que as mães do coração possam compreender aceitar e educar os filhos na fé de Deus e da Igreja. Pedimos também Mãe, pelas mulheres que desejam a gravidez e o dom da maternidade.  Dai-lhes a graça do dom da vida.Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, fazei com que as mães a tomem como exemplo de dedicação, amor e zelo na educação dos filhos.  

Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, abençoai e santificai as mães aqui na Terra trazendo saúde, paz, serenidade na tribulação, discernimento nos ensinamentos e testemunhos de fé.Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, para aquelas que já partiram pedimos, através de Seu filho, por elas: que tenham o descanso eterno e a luz perpétua. Amém (Legionários de Cristo).Uma das Orações mais antigas à Virgem Maria À Vossa proteção recorremos, ó Santa Mãe de Deus, não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre, de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.Senhora nossa, Medianeira nossa, Advogada nossa, com Vosso Filho nos reconciliai, ao Vosso Filho nos recomendai, ao Vosso Filho nos apresentai.

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus! Para que Sejamos dignos das promessas de Cristo.Rezar Pai Nosso / Ave Maria / Glória ao Pai..



dia-das-maes[1] Oracao-Dia-das-Maes[1]
ORAÇÃO+PELAS+MÃES[1] leao+maes+2013[1]
prece-para-o-dia-das-maes[1] Fabio Melo_Saudade_de_Mãe
Feliz dia das mães
Feliz dia das mães

Demonstre seu amor por sua Mãe,
faça uma pequena oração por ela.


Eu_amo_minha_mae_2


Pai celestial,

Nós vos damos graças pelas nossas mães, a quem confiastes o cuidado precioso da vida humana desde seu início no ventre.

Vós destes à mulher a capacidade de participar convosco da criação de novas vidas.

Fazei que cada mulher compreenda o pleno significado desse dom, que lhe dá uma capacidade ilimitada de amar desinteressadamente todas as crianças.

Velai por cada mãe que espera um filho, fortalecei sua fé em vosso cuidado paternal e em vosso amor pelo seu bebê.

Dai-lhe coragem nos momentos de medo ou dor; compreensão nos momentos de incerteza e dúvida; esperança diante das dificuldades.

Concedei-lhe alegria diante do nascimento do seu filho!

Abençoai as mães, a quem destes o grande privilégio e a responsabilidade de ser a primeira guia espiritual de uma criança.

Fazei que todas elas possam dignamente incentivar a fé dos seus filhos, seguindo o exemplo da Maria, de Isabel e de outras santas mulheres que seguem Jesus.

Ajudai as mães a crescer diariamente no conhecimento e na compreensão do vosso Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, e concedei-lhes a sabedoria para espalhar este conhecimento fielmente aos seus filhos e a todos que dependem delas.

Amem…




 Moldura_dia_das_Maes_lk
Dia_das_Mães_Lk1

Outras Postagens


Feliz dia das mães


Saudade de Mãe.


.

Padre Fábio de Melo

Saudade de mãe é coisa sem jeito, chega quando menos
imaginamos: um cheiro, uma melodia, uma palavra… 
uma imagem, e eis que o cordão do tempo, 
nos convida ao retorno da infância.

Fabio Melo_Saudade_de_Mãe

.

Saudade de Mãe

Pe. Fábio de Melo

Coloquei o filtro da arte naquela cena comum, e a luz – que até então estava escondida -, veio surpreender-me com seu poder de claridade.

A mulher simples, mãos calejadas de lida rotineira,
mulher que aprendeu a curar as dores do mundo
a partir de meus joelhos esfolados de quedas e estrepolias.

Aquela mulher, minha mãe, rosto iluminado pela labareda que tinha origem no fogão de lenha. Trazia consigo o dom de me devolver a calma, que a vida tantas vezes insistiu em me roubar.

Aquela cena: mulher, fogão de lenha, panela preta escondendo a brancura de um arroz feito na hora. É uma das cenas mais preciosas que meu coração não soube esquecer.

Saudade de mãe é coisa sem jeito, chega quando menos imaginamos: um cheiro, uma melodia, uma palavra… uma imagem, e eis que o cordão do tempo, nos convida ao retorno da infância.

Como se um fio nos costurasse de novo ao colo da mulher que primeiro nos segurou na vida e agora nos pudesse regenerar. Saudade de mãe é ponte que nos favorece um retorno a nós mesmos; travessia que borda uma identidade muitas vezes esquecida, perdida na pressa que nos leva.

Saudade de mãe é devolução, é ato que restitui o que se parte;  é luz que sinaliza o local do porto, é voz no ouvido a nos acalmar nas madrugadas de desespero e solidão, través de uma frase simples: Dorme meu filho! Dorme!

Hoje, nesse dia em que a vida me fez criança de novo, neste instante em que esta cena feliz tomou conta de mim, uma única palavra eu quero dizer: Oh minha mãe, que saudade eu sinto de você!




Saudade de Mãe

Pe. Fábio de Melo


Em sua mão acalanto
Na sua voz, meu ninar.

No seu seio o meu alimento
Teu jeito de me tocar
Iluminando os caminhos
Você foi mãe e foi pai
Que vibrou com as vitórias
Incentivando a lutar
Meu anjo, minha leoa.

Mãe, minha proa, meu mar
Mãe que tentou, mas não pôde
O seu filho criar
Mãe que com muito carinho
Uma solução buscou
Ao perder a batalha
Quando um dos seus se calou
Amor puro e bonito
Como é bom relembrar

Chamo de mãe essa mulher
Que para sempre vou amar
No seu abraço, o meu ninho
E os seus beijos vou guardar
Chamo de mãe
Essa mulher

Que para sempre vou amar
Sem você me sinto sozinho
Me proteja com seu olhar
Fortaleça em meio a doçura
Prometa não me deixar
Amor puro e bonito
Como é bom relembrar

Chamo de mãe essa mulher
Que para sempre vou amar
No seu abraço, o meu ninho
E os seus beijos vou guardar
Chamo de mãe
Essa mulher

Que para sempre vou amar
Chamo de mãe
Essa mulher
Que para sempre vou amar

Link: http://www.vagalume.com.br/fabio-de-melo/todas-as-maes.html#ixzz314A4Q2tW




Uma Homenagem Para Minha Mãe



(Uma Mensagem em PPT)


Veja_mais_no_facebook_presentepravoce

Mais Mensagens no Facebook

Presentepravoce – Sizenando



Modelo de mae super 2000

Modelo de Mãe Super Top 2000.

UMA SUPER MÃE A TODA PROVA.



Mães nunca Morrem.


.


MÃES NUNCA MORREM




MÃES SÓ MORREM QUANDO QUEREM

“Em geral, as mães, mais que amar os filhos, amam-se nos filhos.” (Friedrich Nietzsche)


“Eu tinha 7 anos quando matei minha mãe pela primeira vez. Eu não a queria junto a mim quando chegasse à escola em meu 1º dia de aula. Eu me achava forte o suficiente para enfrentar os desafios que a nova vida iria me trazer.

Poucas semanas depois descobri aliviado que ela ainda estava lá, pronta para me defender não somente daqueles garotos brutamontes que me ameaçavam, como das dificuldades intransponíveis da tabuada

Quando fiz 14 anos eu a matei novamente. Não a queria me impondo regras ou limites, nem que me impedisse de viver a plenitude dos vôos juvenis.

Mas logo no primeiro porre eu felizmente a redescobri viva foi quando ela não só me curou da ressaca, como impediu que eu levasse uma vergonhosa surra de meu pai.

Aos 18 anos achei que mataria minha mãe definitivamente, sem chances para ressurreição. Entrara na faculdade,iria morar em república, faria política estudantil, atividades em que a presença materna não cabia em nenhuma hipótese.

Ledo engano: quando me descobri confuso sobre qual rumo seguir voltei à casa materna, único espaço possível de guarida e compreensão.

Aos 23 anos me dei conta de que a morte materna era possível, apenas requeria lentidão… Foi quando me casei, finquei bandeira de independência e segui viagem.

Mas bastou nascer a primeira filha para descobrir que o bicho mãe se transformara num espécime ainda mais vigoroso chamado avó. Para quem ainda não viveu a experiência, avó é mãe em dose dupla…

Apesar de tudo continuei acreditando na tese da morte lenta e demorada, e aos poucos fui me sentindo mais distante e autônomo, mesmo que a intervalos regulares ela reaparecesse em minha vida desempenhando papéis importantes e únicos, papéis que somente ela poderia protagonizar…

Mas o final dessa história, ao contrário do que eu sempre imaginei, foi ela quem definiu: quando menos esperava, ela decidiu morrer.

Assim, sem mais, nem menos, sem pedir licença ou permissão, sem data marcada ou ocasião para despedida. Ela simplesmente se foi, deixando a lição que mães são para sempre. Ao contrário do que sempre imaginei, são elas que decidem o quanto esta eternidade pode durar em vida,o quanto fica relegado para o etéreo terreno da saudade.. Desconheço o autor Segue


Mae_deveria_ser_eterna


Não sei… Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser: Colo que acolhe, Braço que envolve, Palavra que conforta, Silêncio que respeita, Alegria que contagia, Lágrima que corre, Olhar que acaricia, Desejo que sacia, Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida.  É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais,Mas que seja intensa, Verdadeira, pura… Enquanto durar Cora Coralina.O dito popular… “ Mãe é uma só “… vem sendo utilizado há muito tempo, desde a Grécia Antiga toda primavera, os gregos, celebravam em honra de Rhea, a mãe dos Deuses.

Em 1600, surgiu o chamado “Mothering Day” para que as mães da Inglaterra pudessem ser honradas, fato que deu origem ao “mothering cake”, um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Em 1907, Ana Jarvis, da Filadélfia, iniciou uma campanha para estabelecer o Dia nacional das Mães. Ela sugeriu celebrar a data no segundo aniversário da morte de sua mãe, um segundo domingo do mês de maio. Ana Jarvis e seus apoiadores firmaram-se no propósito de estabelecer o Dia nacional das Mães.

Sua campanha prosperou e, em 1911, o Dia das Mães foi celebrado em quase todos os estados. Finalmente, em 1914 o presidente Wilson decretou oficialmente o Dia das Mães como um feriado nacional, fixado no segundo domingo de maio de cada ano.


Feliz Dia Das Mães ! Música: Ich Liebe Dich. Danna Winner Link’s para outras Mensagens na net: 03:16:16 AM Monday, February 17, 2014 Presentepravoce.wordpress.com.br




POEMA


Mae_deveria_ser_eterna2

Para Sempre


Por que Deus permite que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite, é tempo sem hora,
luz que não apaga quando sopra o vento
e chuva desaba, veludo escondido
na pele enrugada, água pura, ar puro,
puro pensamento. Morrer acontece
com o que é breve e passa sem deixar vestígio.         Mãe, na sua graça, é eternidade.

Por que Deus se lembra
— mistério profundo — de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei:
Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre
junto de seu filho e ele, velho embora,
será pequenino feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade, in ‘Lição de Coisas’


(Uma Mensagem em PPT)


amor_de_mae_todo

Mais Mensagens no Facebook

Presentepravoce – Sizenando    



Modelo de mae super 2000

Modelo de Mãe Super Top 2000.

UMA SUPER MÃE A TODA PROVA.



Maes nunca morrem from Presentepravoce SOS


Presente pra você, mamãe.


.

A professora se aproximou dos alunos e disse que naquele ano eles fariam seu próprio cartão para presentear suas mães no dia especial delas.


Todas as crianças se empolgaram com a ideia e começaram a dizer o que comprariam para enfeitar seus cartões, mas uma pequena menina que se sentava ao fundo da sala não ficou tão empolgada quanto as outras crianças, a professora notando isso se aproxima e pergunta para ela.

-Por que você esta tão triste pequena?

–A menina olha para sua professora e fala.
-Eu não tenho tanto dinheiro para comprar coisas para enfeitar meu cartão professora…

–Ela abaixa a cabeça e fica mais triste

–Não sei se vou fazer algo tão bonito para minha mãe…

–A professora se sentiu penalizada com a menina, mas nada fez sobre isso.

Voltando para casa, ela foi em uma papelaria comprar o que poderia para fazer o cartão de sua mãe, o vendedor viu a pequena menina escolhendo o papel mais simples e alguns lápis de cera para fazer o cartão.

Intrigado, o vendedor se aproxima e pergunta para a menina.

-Por que você não compra mais algumas coisas para seu cartão pequena menina?

–A menina ainda mais tristonha repete o mesmo que disse para sua professora, o vendedor fica entristecido, mas nada faz.

No próximo dia, os alunos começaram a fazer os cartões, muitos alunos trouxeram muitos materiais para um simples cartão e vendo a quantidade de coisas que os outros alunos trouxeram para fazerem os cartões, a pequena menina se entristece ainda mais, mas mesmo assim se mantém quieta e faz seu cartão.

Mais tarde a professora chega com uma surpresa, as mães dos alunos estavam ali para receber os cartões dos filhos, a pequena menina encara o cartão simples que tinha criado comparando com os magníficos cartões que os outros alunos fizeram e fica caladinha esperando ser chamada para entregar seu cartão para a sua mãe que tinha um sorriso para ela.

Cada aluno que entregava os cartões para suas mães, recebia um sorriso e um abraço de sua mãe então voltavam para a sua mesa, enfim a mãe da pequena menina foi chamada, esta entrega o cartão simples ao que as outras mães olhavam um tanto superiores por estarem com cartões tão bem feitos pelos filhos e o dela ser um simples cartão escrito a mão.

Cartão_minha_mamãe

Mas mesmo assim a mãe da menina sorri para a filha e lê o cartão.

“Querida mamãe, eu fiz este cartão com o dinheirinho que você me deu para o lanche da escola, queria fazer algo especial para você… Mas só pude fazer este simples cartão… Meu cartão não e bonito ou brilhante como dos outros, mas nele tem meu amor por você… Te amo mamãe”.

A senhora sorri de forma encantadora para a filha e a abraça com todo carinho e amor que tinha no coração deixando escorrer uma pequena lágrima em seus olhos e retorna para seu lugar radiante de alegria.



As vezes passamos pela vida tentando fazer o melhor para trazer felicidade para a mulher que nos deu a vida, mas as vezes um simples te amo, brilha mais que o sol no coração das nossas mães.

Para as mães, um simples te amo mamãe, tenha um feliz dia das mães.


.

(Uma Mensagem de Amor)


Mais Mensagens no Facebook

Presentepravoce – Sizenando




Modelo de Mãe Super Top 2000.

UMA SUPER MÃE A TODA PROVA.



Modelo de Mãe Super Top 2000.



UMA SUPER MÃE A TODA PROVA.


Antes que Deus formasse a mulher da costela do homem Ele fez alguns planos e modelos até chegar ao modelo Perfeito de Mãe que agradasse plenamente o seu coração, afinal a mulher não seria apenas uma companheira para o homem e sim a mãe de todos os filhos de Deus que viriam a encher a terra.

Sobre um desses modelos, o Super Top 2000, que seriam um modelo ultra sofisticado, Deus resolveu tirar algumas duvidas pedindo a opinião para um de seus anjos que estava ali observando seu trabalho e sua preocupação.

Conta-se então que:



MODELO DE MÃE SUPER TOP 2000


Deus chamou o seu anjo mais querido, e lhe apresentou o modelo de mãe.

O anjo não gostou do que viu:

O Senhor tem trabalhado muitas horas extras, já não sabe mais o que esta fazendo

– disse o anjo

– Olhe só !

Beijo especial que cura qualquer doença, seis pares de mãos para cozinhar, lavar, passar, acariciar, segurar, limpar:

isso não vai dar certo!

– O problema não são as mãos

– Respondeu Deus.

– São os três pares de olhos que precisei colocar:

um que permita ver seu filho através de portas fechadas, e protege-lo de janelas abertas. Outro para mostrar severidade na hora de dar uma educação sólida. E o terceiro para ficar constantemente demonstrando amor, ternura, apesar de todo o trabalho que ela terá.

O anjo examinou o modelo de mãe com mais cuidado:

– E isso aqui. O que é?

– Um dispositivo de auto cura. Ela não terá tempo de ficar doente,vai ter que cuidar do marido, dos filhos, da casa.

– Acho melhor o Senhor descansar um pouco – disse o anjo – E voltar para o modelo normal, com dois braços, um par de olhos etc.

Deus deu razão ao anjo.

Depois de descansar,transformou a mãe

numa mulher normal mas alertou o anjo:

– Precisei colocar nela uma vontade tão grande, que se sentirá com seis braços, três pares de olhos, sistema de auto-cura. Ou não será capaz de dar conta da tarefa.

O Anjo examinou-a de perto. Desta vez, em sua opinião, Deus tinha acertado.

De repente notou uma falha:

– Ela está vazando. Acho que o Senhor, de novo colocou muita coisa neste modelo.

– Não é vazamento. Chama-se lágrima.

– Serve pra que?

– Para alegria tristeza, desapontamento, dor, orgulho, entusiasmo.

– O Senhor é um gênio

– disse o anjo

– Era justamente o que estava faltando para o modelo completo.

Deus, com ar sombrio, respondeu:

– Não fui eu quem colocou. Quando eu juntei as peças, a lágrima apareceu.

Mesmo assim o anjo deu parabéns ao todo-Poderoso, e as mães foram criadas.

MÃE É UM PEDAÇO DO PARAÍSO QUE DEUS DEIXOU NA TERRA PARA SUAVIZAR A CAMINHADA DO SER HUMANO


Mamãe parabéns pelo seu dia.


Padre Leo Conta a estória do Papagaio Marrom. A historia é sobre o 80ºDe uma Mãe muito dedicada.


Qual deveria ser

O Melhor Presente?


Sobre um menino de 12 anos  que compra  um Presentinho  para sua tão querida Mãe.



https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/05/terco.jpg
photo

 https://www.facebook.com/CamisetasAgape/photos_stream





Eu era “católica” e Deus me converteu verdadeiramente.



Conheça a história da jovem L.B., cuja vida foi transformada pela infinita misericórdia do Senhor.


Sim, Eu era “católica”, mas me converti e agora sou Católica.

No mês de setembro completei meu primeiro ano de conversão. Se eu era ateia, protestante ou budista? Definitivamente não, talvez fosse o tipo mais difícil de converter: eu era católica. Fiz uma experiência muito forte do amor de Deus. Quero contar o que me aconteceu e especialmente destacar o papel do Padre Paulo Ricardo em tudo isso.

Em 2012, fui morar no Rio de Janeiro: o emprego dos sonhos, lá teria a minha casa, muitos ideais na cabeça, coração batendo forte e desejoso de aventuras e novas histórias… Quando lá cheguei foi tudo BEM diferente. O dono do escritório começou a rivalizar pesado comigo e me demitiu exatamente um mês depois, sem conseguir apontar meio motivo razoável. Ao mesmo tempo meu namoradinho carioca, lindo, inteligente, que tocava violão erudito pra mim em noites de lua cheia com vista para o Pão de Açúcar também resolveu me chutar.

De alegrias tropicais minha vida passou a um inferno dos mais dantescos. Fui para casa, comprei os acessórios, enchi a despensa, posicionei as plantas… Aquela cena que se ensaia mil vezes desde a infância, mas eu pensava que teria um gosto diferente, que estaria em segurança, tudo daria certo e eu seria feliz. Mas o gosto era TÃO AMARGO… Não se parecia em nada com a doçura que essas ideias românticas de felicidade prometem.

Então, o vazio tomou conta de mim de forma avassaladora.

Meu coração ardia de vontade de me confessar. Procurei o pároco da linda Igreja de São José, o Revmo. Padre André, sacerdote jovem que tinha acabado de voltar dos estudos em Roma. Sentei-me no banco, nem o conhecia, e comecei a contar meus pecados de estimação. Só que dessa vez, irritada por tantas coisas impalatáveis e que eu já não entendia, disse ao Padre num surto de sinceridade que eu não me arrependia porque “eu não concordava”. O Padre calmamente me disse: “Minha filha, então eu não posso te absolver. Sem o arrependimento sincero e o compromisso de não buscar mais esses caminhos de nada vale a confissão. Quer um conselho? Pare de sofrer. Saia da Igreja já que ela não te satisfaz, mas não selecione apenas as partes que te agradam e ainda diga que é católica. Não existe isso de não concordar e fazer o que se quer, seja honesta e saia. Outra opção é você buscar a respostas de suas dúvidas no Catecismo e obedecer ao Papa. Desta forma você vai ser de fato uma católica. Como está você não o é“. Eu fiquei atônita. NUNCA tinha ouvido UM Padre sequer dizer aquilo. Ele disse mais outras coisas específicas pra cada pecado que eu havia cometido e especialmente para aqueles dos quais que eu não me arrependia.

Foi TÃO CLARO que não teve jeito de eu defender minhas ideias, era óbvio que eu havia construído um muro de retórica pra me defender e legitimar minhas más escolhas e vícios.Até aquele ponto havia vivido como a maioria, de um jeito muito simplista: se eu extinguisse a culpa, o erro não seria meu. De um jeito que eu não sei explicar eu disse ao Padre que eu me arrependia. E eu disse isso com toda a minha alma e entendimento. Recebi ali uma cura incrível que jamais vou conseguir explicar. Passei a amar o Papa com TODAS AS MINHAS FORÇAS e fiquei muito curiosa em relação ao Catecismo e aos Evangelhos, parecia que havia passado muito tempo exilada, sentia saudade da Vida porque estando tão distante de Deus eu tinha me afastado de mim mesma e esquartejado corpo, alma e espírito em pequenas e indecifráveis partes que não faziam sentido por elas mesmas ou em conjunto. Eu tinha desenvolvido um soberbo exoesqueleto de pretensa “razão” e por ele me sustentava. Meu corpo físico e místico estava em frangalhos dentro daquela dura casca de superficialidade.

Depois disso voltei aos Sacramentos, às Missas Dominicais, à Adoração… Mas, quase não conseguia levantar da cama, fiquei doente e sem forças por muitas semanas. Eu só me levantava pra comprar comida às vezes e pra ir até a Igreja. Levantar um braço doía muito. Eu não quis contar pra minha família ou amigos o que tinha acontecido. Sentia uma mistura de choque, medo, raiva, tristeza, indignação, revolta, pânico, culpa, vergonha…

Tive anorexia. Anemia. Problemas estomacais. Infecções alimentares. Dores fortes no corpo todo. Depois de uns dois meses consegui sair de casa pra fazer esportes. E adquiri o hábito de caminhar na Lagoa rezando o Rosário. As pessoas olhavam curiosas achando engraçado uma moça com visual moderninho de roupa de ginástica caminhando com o Terço nas mãos. Eu queria lembrar as pessoas de que sempre há tempo para o Rosário. Não existe desculpa.



Então passei a participar do dia-a-dia da Igreja e fiz novos amigos, já que os primeiros, do escritório, jamais me ligaram nem pra saber se eu estava viva ou precisando de alguma coisa. E o tal namoradinho ainda fez questão de me esfregar outra garota na cara o mais que pôde. De que tinha valido tanta lua cheia, violão e romance? Nem respeito por mim ele conseguia ter! Naquela solidão radical eu fiquei pensando no que eu tinha por valores, quanto tempo eu gastava dando satisfações às outras pessoas, por que eu superestimava ser a “fofa, querida, gracinha” na boca dos outros e de que isso me valia no final das contas… Qual era o sentido da minha vida, afinal? Meu dinheiro estava no limite. Às vezes eu tinha de racionar pão. Tudo estava muito estranho… Tudo em que eu acreditava tinha se transformado em fumaça. Nenhuma das minhas velhas teorias poderia explicar ou me socorrer naquela nova situação.

Mas eu fiquei doente por mais muito tempo, sempre alternando “estiagens” e vontade de fazer as coisas. Nessas minhas temporadas na cama eu buscava coisas pra ver, pra me encorajar… Já que eu não queria conversar com as pessoas e ter de explicar o que nem eu mesma compreendia. Foi numa dessas, naqueles vídeos relacionados que eu achei o Padre Paulo Ricardo. Vi um vídeo, gostei, mesmo que ele me parecesse “duro demais” e até mesmo fanático. Mas existia algo diferente naquele Padre: ele tinha AUTORIDADE. Digo isso não somente pelo incrível domínio teórico e por citar as fontes e documentos oficiais com precisão, mas era outro tipo de autoridade, aquilo só poderia ter sido dado pelo próprio Deus. Eu entendi isso com a alma, mais que apenas com a razão, por isso ele me convenceu. Em pouco tempo via playlists inteiras e aquela musiquinha inicial já me aquecia o coração. Sou muito grata a Deus também por ter enviado o Padre Paulo para ajudar a mim e a muitos como eu. Nós só amamos verdadeiramente aquilo que conhecemos, então este Padre tem o carisma de alimentar nossa fé através do conhecimento. Muita gente se prende apenas ao plano teórico e continua a ser um descrente com muitas informações. Discutem, se posicionam, mas não amam ou vivem aquilo de que falam. É importante usar o conhecimento como uma poderosa ferramenta vivificadora da fé. Às vezes é preciso ver uma foto para entendermos uma determinada situação, o Padre Paulo nos revela através de “imagens teóricas” aquilo que vemos com pouca definição. Hoje rezo com mais fé porque entendo que isso tem real importância e valor, mesmo com meus limites. Também sinto mais paz e segurança porque esse conhecimento otimizou meu tempo de oração: entendo o que devo temer e o que não, isso muda muito o foco.

Passei cinco meses sem trabalho, e finalmente voltei pra minha casa. Vivi um tipo de retiro espiritual onde eu menos poderia imaginar… Voltei outra, menos ruidosa, mais obediente, estudiosa, centrada, de olho nas necessidades alheias e sobretudo FELIZ! Eu entendi que o Amor é a origem da própria vida, ou seja, é a alma do próprio Deus. O amor humano é sua imagem e semelhança. Felicidade é uma escolha definitiva pelo Amor. E a alegria é a consequência de tudo isso!

Hoje eu consigo trabalhar melhor que antes, viver minha vida e sonhos com a certeza de que Deus sonha e realiza tudo comigo. Ajudo e amparo muitas pessoas com essas coisas que aprendi estudando, sofrendo e rezando. Aprendi o valor da penitência, intercessão, fé e, sobretudo, da obediência.

Pra ser livre é preciso ter regras. Se não as tem você é escravo dos seus sentidos e ignorância. A santa obediência ensina muito aos que buscam a humildade e a ela se submetem. Vejo que muitos dos meus amigos inteligentíssimos não compreendem a Deus porque seus ricos vasos estão sempre cheios, e dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. Deus espera que nos esvaziemos de nós mesmos pra poder entrar. Ele não nos invadiria nem para nos salvar. Este é o verdadeiro sentido da liberdade que Ele nos deu.

Uma profunda fé em Deus coloca TUDO em justa perspectiva. Depois que o centro se alinha as coisas tomam seus devidos lugares e proporções.

L.B.

Fonte: padrepauloricardo.org


O BONITO DE SER CATÓLICO



Há poucos dias alguém que me perguntava o que havia de bonito em ser católico. Comecei pelo “Senhor tem piedade” e terminei pelo “Cordeiro que tiras o pecado!” Acentuei a doutrina do perdão, dos bem aventurados e salvos, dos perdoados e perdoadores, a universalidade, a busca permanente da unidade, o desejo sincero de auto-superação, os sacramentos e a eucaristia. Listei pelo menos cinqüenta valores!

Posso imaginar o bonito de ser judeu, islâmico, ortodoxo ou evangélico. Se acho bonito ser católico, porque não seria bonito para eles ser membros das religiões e igrejas nas quais se sentem mais próximos de Deus? Um ex crente afirmava, num artigo recente, que, agora, sua vida era mais livre e mais bonita. O ateísmo o libertara! Como não estou na pele dele, não o julgo. Sei de crentes e ateus felizes e de crentes e ateus infelizes. Ele parecia estar feliz! Bom para ele e bom para mim, que também sou feliz!

Mas não é tudo assim tão automático! Não é por comprar novos aros e novas lentes que enxergarei melhor. Não é por ir ao culto e sentir emoções que me torno automaticamente bom católico. Mas se as lentes me ajudarem a sair da minha miopia e, se a intervenção a laser me corrigir as distorções, certamente verei melhor e se tiver uma boa visão de mundo e de pessoa serei mais feliz. Isto de ser feliz tem muito a ver com as visões e abrangências do coração.

A religião pode ajudar oferecendo serenidade, posto que os serenos costumam ser mais felizes. Minha igreja me oferece isto! Sinto pelos outros que não acham pedagogia e perdão no catolicismo. Eu acho!

Aqui entram as religiões e igrejas bonitas! Vão além da estética de seus cultos e da ousadia de suas promessas e milagres. Jesus caracteriza isso com os conceitos de mansidão, coragem, abertura de coração, defesa firme da vida em todos os seus estágios! Chega-se ao céu através do que se faz pela vida na Terra! Corre o risco de perder o céu quem brinca de ser dono da vida e da verdade!

Proclamo que é bonito ser católico não apenas por ver o que Deus fez e faz por meio dos seus santos, nem apenas pelos santos que ele fez e faz. Os santos são corolários. Essencial é a busca da justiça e da paz! Proclamo que é bonito ser católico não apenas pelas nossas doutrinas, que acho elevadas e exigentes e até difíceis de cumprir, mas pela compaixão e misericórdia implícitas nos cultos e nos sacramentos que celebramos. Proclamo, ainda, que é bonito ser católico quando olho para o Vaticano com suas enormes colunas em curva que parecem dois braços abertos e sem portões. Entra quem quer e sai quem quer para ouvir nossa mensagem proclamada nas quartas feiras, pelo Sumo Fazedor de Pontes, o Papa.

Em cima daquelas colunas há inúmeras imagens de santos de ontem a lembrar aos de baixo, candidatos de hoje à santidade de sempre, que sem abertura de coração e de mente não vai dar certo! Não, num mundo carente de diálogo e cada dia mais distante dele!

Mais: gosto da coragem dos papas e dos bispos que não têm medo de dizer o que deve ser dito e conseguem dizê-lo de um jeito diplomático e humano. Diria muito mais, mas foi um pouco do que eu disse!

Fonte: Padre Zezinho


 

(Um Desafio Para Mim e para Você)

Presentepravoce Facebbok – Sizenando





FESTA DA DIVINA

MISERICÓRDIA


Ser Mãe, Adriana Arydes.



Acaba de chegar o novo Cd da cantora Adriana Arydes que vem acompanhado de uma linda embalagem de presente. Mas, não é apenas um Cd de sua carreira. É uma partilha de vida, da sua experiência de maternidade. Este Cd é uma homenagem para todas as mulheres que dizem e disseram SIM a Vida com a Maternidade. Ele quer proporcionar as mulheres grávidas, mães e também aos pais momentos de oração, contemplação do dom precioso da Vida, da Maternidade e da paternidade. O Projeto quer ser um meio de proporcionar um espaço de intimidade entre mãe e filho (bebê) durante a gravidez e na primeira infância.


Ser Mãe

Ser mãe é dádiva de Deus
Ser mãe é tocar o céu
Ser mãe é o maior presente
É ganhar o maior dos troféus

Te agradeço ó senhor
Por este grande dom de gerar uma vida
E rogo a nossa mãe
Sua intercessão, por nossa família

Ó maria, a ti consagro o filho
Que carrego em meu ventre com amor
Que ele cresça com saúde
Em sabedoria, na graça e com vigor

Vem ó mãe me ensinar a educar minha criança
Na fé e com ternura, que ela seja bem feliz
E em sua vida faça, o que o teu filho diz

Ó Deus me ensina a ser boa mãe



http://youtu.be/feZzCZuthmw


http://youtu.be/LUEkL9asHOg


Publicado em 24/06/2013