Efeitos da Efusão e do Repouso no Espírito Santo.



Quais são os efeitos da Efusão e do Repouso no Espírito Santo?

Extraído do livro “Efusão e Repouso no Espírito Santo” (3ª Edição) de João Carlos da Silva Dias.


Recebendo_o_Espirito_Santo


Os efeitos da Efusão e do Repouso no Espírito Santo são numerosos e multiformes. A primeira conseqüência da Efusão e do Repouso no Espírito é um crescimento na vida de oração. Graças a um melhor exercício das virtudes teologias da fé, da esperança e da caridade, faz-se a descoberta ou a redescoberta da presença de Deus e do Seu Amor. Isto provoca um estabelecimento ou um retomar da vida de oração pessoal que permite uma melhor percepção e compreensão do mistério Trinitário. A Efusão e o Repouso no Espírito Santo abrem o nosso coração de uma forma sublime para se ter uma relação forte e efetiva com Deus como Pai, com Jesus como Mestre e Senhor e com o Espírito Santo como condutor e guia. Por outras palavras, um crente experimenta a vida Trinitária de Deus nele próprio. Normalmente o que acontece é que o Espírito Santo dá à pessoa uma nova vida em Cristo. Com o poder do Espírito, Jesus torna se o centro de nossa vida e, em conseqüência disso, vivemos uma vida em Jesus, com Jesus e para Jesus. Uma vida Cristo-cêntrica permitir-nos-á crescer em Cristo e tornarmo-nos como Cristo, havendo uma verdadeira transformação pela ação do Espírito, que nos permitirá dizer que “já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim” (Gl 2:20). Além disso, num estado de pertença e de identificação maior com Jesus isso permite-nos ser verdadeiros filhos adotivos do Pai (Gl 4:6). Com a Efusão e Repouso no Espírito, dá-se uma autêntica conversão e tornamo-nos mais orantes. Nos testemunhos é freqüente as pessoas dizerem que passaram a ter “fome e sede” de Deus. O Espírito Santo faz elevar o nosso coração para Deus e permite-nos livrarmo-nos da nossa fraqueza na oração.

O Espírito dá Sabedoria para conhecer mais sobre Deus, nós próprios e os outros. O Espírito infunde em nós um grande desejo pela Palavra de Deus, a Sagrada Escritura. Ler a Bíblia passa a ter grande sentido na nossa vida, abrindo a nossa visão ao plano de Deus. Como resultado, encontramos razões, em abundância, para agradecer a Deus e para louvar sempre o Pai e o Filho por todos os acontecimentos na nossa vida. A Efusão do Espírito eleva-nos para um estado espiritual, em que sentimos a nossa vida cristã mais poderosamente, mais eficazmente, sem abdicarmos de nenhum dos seus princípios. O Espírito Santo impele-nos a viver uma vida santa. É a verdadeira vocação cristã. O Espírito, que reside em nós, permite-nos ultrapassar a carne, o mundo e Satanás, pois tendo experimentado a santidade profundamente em nós, irradiaremos para os outros através de palavras e ações. Num crente, o Espírito de Santidade dará poder e luz aos outros. Pela Efusão do Espírito, tornamo-nos mais conscientes da atuação de Satanás e como resistir-lhe. O poder do Espírito dar-nos-á resistência aos ataques dos poderes malignos. O poder do Espírito fortalece-nos para falar sobre Jesus aos outros, de uma forma que faz com que se tornem crentes. Haverá um entusiasmo genuíno pela evangelização. O Espírito, em nós, ajuda-nos a ajudar as obras de evangelização, não apenas dando ofertas monetárias, mas em muito mais.

Um outro fruto da Efusão e do Repouso no Espírito é a descoberta do verdadeiro amor fraterno. Na verdade ao permitir que descubramos o Amor que é a própria vida da Trindade, o Espírito Santo ensina-nos a viver um verdadeiro amor fraterno que é, ao mesmo tempo, o testemunho e o teste de um autêntico amor de Deus. O exercício deste amor fraterno, na comunhão eclesial, ensinamos a amar como Jesus nos ama e concede-nos a alegria de sermos irmãos e irmãs n’Ele para formar o Seu corpo que é a Igreja. Este amor fraterno, dom de Deus, incute-nos o espírito de missão e coloca-nos generosamente ao serviço dos outros. Os grupos de oração tornam-se verdadeiras comunidades de oração, de fé, de esperança e de amor.


Repouso_no_espirito_santo


As pessoas e as famílias reencontram a força para se perdoarem como Jesus nos perdoou, para se reconciliarem como Jesus nos reconciliou com Deus e para deixarem a graça de Deus curar as suas feridas do passado. Alguns grupos caminham por vezes até à vida em comunidade, para um compromisso ainda mais radical ao serviço de Deus e dos homens, experimentando assim uma nova forma de vida comunitária na igreja. Um outro fruto da Efusão e do Repouso no Espírito é aproximar-nos da Igreja e termos uma melhor compreensão do seu mistério profundo. O Espírito Santo não é um espírito de divisão. Pelo contrário, é um espírito de comunhão. Ele suscita uma redescoberta da Igreja, como mistério da comunhão com Deus e como instituição hierarquicamente organizada. Com a Efusão do Espírito, começamos, mais e mais, a apreciar, o poder dos sacramentos e vivemos neles com uma experiência pessoal. Ao redescobrir que a Igreja é tanto carismática como institucional, conseguimos não voltar a julgá-la exteriormente e perceber que ela é, antes de mais, o Corpo de Cristo, sacramento da Sua presença no mundo, e que a hierarquia é um serviço para o seu crescimento no amor. O Espírito permitir-nos-á assim entrar num relacionamento com outros cristãos, tendo uma grande consideração e respeito pela Igreja e suas autoridades. Pela Efusão do Espírito Santo é-nos dado um maior amor filial pela Igreja, uma atenção e docilidade maiores aos seus ensinamentos, uma participação mais assídua à liturgia e aos sacramentos e uma devoção mais autêntica a Maria. Longe de nos afastar da Igreja, um dos frutos da Efusão do Espírito é aproximarmo-nos dela e uma melhor compreensão do seu mistério profundo.

Um outro fruto da Efusão e do Repouso no Espírito é a cura e libertação. No seguimento da Efusão e Repouso no Espírito é possível fazer-se a experiência de uma cura e/ou libertação. Nos testemunhos apresentados (cf. Cap. 10 – Testemunhos de Efusão e do Repouso no Espírito Santo) existem relatos de curas e libertações. Vê-se que à medida que entramos em contacto com o Amor de Deus o Senhor pode operar em nós grandes curas espirituais e físicas. Deus não é apenas o autor do poder, Ele é o poder e por isso tudo pode. Na verdade, a tomada de consciência mais viva da presença de Deus e a entrega total do nosso ser à ação transformadora do Espírito Santo trazem consigo a libertação de certas formas de escravatura/pecado (vícios, violência, alcoolismo, droga, sexualidade desordenada, ciúme, egoísmo, superstição, obsessões de suicídio, etc.) e o desaparecimento progressivo de certos bloqueios (ansiedades, angústias, escrúpulos, inibições, complexos de inferioridade, etc.). Assim podem ocorrer verdadeiras curas interiores e por vezes físicas. E simultaneamente uma paz e uma alegria invadem progressivamente todo o nosso ser. Trata-se de um ponto importante que mostra que a Efusão e o Repouso no Espírito não é uma emoção sentimental ou uma evasão das realidades da vida. A Efusão ajuda-nos a mudar a nossa vida, a abandonar radical ou progressivamente atitudes e hábitos que não são conformes à vontade e ao projeto de Deus para cada um de nós. Um outro fruto da Efusão e do Repouso no Espírito é o crescimento dos frutos, dons e carismas do Espírito. É pelo crescimento dos frutos de santidade que nós sabemos se uma pessoa foi de fato “batizada” pelo Espírito Santo. Aquela libertação das nossas escravidões e bloqueios é acompanhada pelo crescimento dos frutos espirituais: “mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, autodomínio. Contra tais coisas não há lei.” (Gl 5:22-23). Da experiência dos frutos do Espírito, através da Efusão e Repouso no Espírito, tornamo-nos mais alegres, com paz e poder. Até nas alturas de sofrimento e de rejeições, seremos fortalecidos para seguir Jesus de uma forma mais próxima. Este crescimento dos frutos do Espírito em nós é a manifestação do crescimento da nova criatura, do homem novo. Pela ação do Espírito, pelo crescimento da nossa vida teologal, pelo encontro mais assíduo com o Senhor na oração pessoal e comunitária, na leitura das Escrituras e nos sacramentos, nós permanecemos em Deus e Deus permanece em nós e podemos assim dar muitos frutos e frutos duradouros: “Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e Eu nele produz muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer.” (Jo 15:5). Além de nos fortalecer o Espírito também nos dá vários dons e carismas. O Espírito ajuda-nos a formar grupos de oração, a participar nos grupos de oração, a visitar os doentes em casa ou no hospital e a rezar pela sua cura. Através do Espírito, faremos adequadamente o discernimento da nossa vocação na vida e abraçá-la-emos como a vontade de Deus e encontraremos nisso a felicidade.

Extraído do livro “Efusão e Repouso no Espírito Santo” (3ª Edição) de João Carlos da Silva Dias. Encomendas: mirjsd@gmail.com; Tel.: 00351.914137940

Testemunho de conversão: http://www.santidade.net/artigos/jsd_testemunho.pd




Batismo_Espírito_1 Fruto_do_Espirito


Efusão_no_Espirito_1

Queira Receber a Efusão do Espírito!



Vem_Espirito


Este texto foi desdobrado em duas Dinâmicas que estão em outros Post’s distintos e relacionados com o entendimento deste texto.


Tres_garrafas_2

Dinâmica das

três garrafas.


Pipoca_estourando_Efusão

Dinâmica:

A Transformação

do Homem interior.



Fruto_Espírito Recebendo_o_Espirito_Santo Batismo_Espírito
Sete_dons

Queira receber a Efusão do Espírito Santo.


“Aspirai aos dons espirituais”

monsenhor Jonas Abib


Aspirais_aos_Dons_Espirituais


Ser instrumento do Espírito Santo não é resultado da nossa perfeição nem da nossa santidade. Pelo contrário! Nosso caminho de santificação, de perfeição, passa, necessariamente, pela efusão do Espírito Santo, pois não é possível apenas com nosso esforço. Certamente, podemos colaborar, cooperar, deixar-nos trabalhar pelo Senhor, mas é Ele quem faz tudo.

Nossa conversão verdadeira acontece quando somos recriados no Espírito Santo. A partir daí, tomamos gosto pela oração, pela escuta da Palavra de Deus, e começamos a participar realmente da Missa e dos sacramentos, a trabalhar na Igreja, cooperando com o Senhor.

Desse modo, não podemos, por nós mesmos, conceder nem privar os outros da graça que recebemos gratuitamente. “Quem crê em mim, do seu seio, do seu interior, jorrarão rios de água viva.” Basta isso.

Quando recebi a efusão do Espírito Santo, tudo durou um dia só. Padre Haroldo J. Rahm, SJ, passou pelo nosso seminário e concedeu um dia de retiro aos seminaristas. Ele falou sobre os dons, os carismas do Espírito Santo, sobre a Renovação Carismática. Na época, não entendi o que significava efusão do Espírito, dons nem carismas na perspectiva da Renovação Carismática. Sabia o que eram os carismas, os dons, mas não da maneira como estava acontecendo: as pessoas sendo curadas, orando em línguas. A confusão tomou conta de minha cabeça. Não entendi nada.

“Tudo começa pela efusão do Espírito”, disse monsenhor Jonas Abib


Efusão_no_Espirito_2


No entanto, o Senhor semeou, no meu coração, um desejo muito grande. Nem sabia que graça era aquela que receberia, mas a queria muito. Quando o padre Haroldo impôs as mãos sobre mim e fez uma oração breve, não senti nada, pareceu-me que nada havia acontecido. Mas, à noite, sozinho no pátio do seminário, comecei a orar como nunca havia orado na minha vida.

Tudo começou a mudar, foi o surgimento do olho-d’água. Era aquela a efusão no Espírito Santo, do jeito que Jesus falou: “Do seu interior correrão rios de água viva”. Sabemos que um rio de água viva nasce de um olho-d’água, não há outra forma. Foi assim na minha vida; será assim na sua.

Depois de três meses, fui fazer uma experiência de oração com padre Haroldo e levei três jovens comigo; foi então que, ouvindo as palestras sobre efusão do Espírito e os dons, comecei a entender o que estava acontecendo comigo. Nos três meses anteriores, Deus me deu a graça de experimentar muitas coisas novas. Meu sacramento e minha vida mudaram e tornou-se mais verdadeiro o arrependimento dos meus pecados.

Ali, na experiência de oração, fui encontrar a explicação daquilo que, pela graça de Deus, estava vivendo.

Você quer ou não ser transformado pelo Espírito Santo? Não sei o grau de sua aridez, de suas dificuldades espirituais, só sei que chegou a hora: o Senhor quer que você mergulhe na graça da efusão do Espírito Santo.

Vamos dizer ao Senhor: Senhor Jesus, quero receber a efusão do Espírito Santo, como diz a Tua Palavra: “Sereis batizados”. Quero ver-me banhado no Teu Espírito, possuído, até as últimas fibras do meu ser, pelo Espírito Santo de Deus. Vem, Espírito!

“Sim, Jesus, dá-me Teu Espírito. Plenifica-me, Senhor. Derrama sobre mim o Teu Consolador. Senhor, concede-me a graça. Peço que manem de mim rios de água viva, que se realize em mim a promessa: ‘Vós sereis batizados no Espírito Santo’. Realiza a Palavra, Senhor Jesus:

‘Do seu interior correrão rios de água viva’. Realiza a Palavra: ‘Descerá sobre vós o Espírito Santo. Recebereis força, poder e sereis minhas testemunhas até os confins da terra.’”

Vem, Espírito Santo, porque eu preciso de Ti agora. Cobre cada um dos meus (nomeie cada pessoa que você deseje abençoar) e o conduz a Tua Igreja. Vem, Espírito Santo, derrama-Te sobre nós. Jesus, Tu és o batizador; batiza-nos no Espírito Santo. Precisamos desta graça. Cumpra-se, Senhor, a Tua Palavra. Amém!


aspirai-aos-dons-espirituais-catolico-mons-jonas-abib-11334-MLB20042481474_022014-O[1] aspirai-aos-dons-espirituais-catolico-mons-jonas-abib-11319-MLB20042483519_022014-O[1]

Artigo do livro:

“Aspirai aos dons espirituais”,

monsenhor Jonas Abib.


Tres_garrafas_2

Dinâmica das

três garrafas.


Pipoca_estourando_Efusão

Dinâmica:

A Transformação

do Homem interior.



Fruto_Espírito Efusão_no_Espirito_2 Batismo_Espírito
Sete_dons

Efusão significa um novo Derramamento do Espírito.


EXPLICANDO O ACONTECIMENTO DE UMA FORMA MAIS DINÂMICA.


Derrama_Espirito


A palavra Batizar significa mergulhar.

A palavra Efusão significa Derramar.

Em ambos os casos configura-se a ação do Espírito Santo na pessoa como se fosse uma água viva que molha todo o corpo conforme a simbologia usada por Jesus em (São João 7,38).

“Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva. (Zc 14,8; Is 58,11).

O Batismo recebido por Jesus das mãos de São João Batista era um mergulho nas águas do Rio Jordão que molhava todo o corpo, a pessoa deveria ficar totalmente submersa por alguns instantes representando assim uma morte e um reviver imediato ao sair da água. Uma morte para o pecado do homem velho e o renascimento de um novo homem comprometido com a santidade.

A Igreja Católica hoje usa o método da “EFUSÃO” para o Sacramento do Batismo.   Ou seja, usa um derramamento de água sobre a fronte da pessoa, principalmente pelo fato de estarmos Batizando crianças que correriam riscos desnecessários ao serem mergulhadas em um rio como Jesus foi.  Também foi desta forma que Deus cumpriu a sua promessa em Pentecostes.  Ele derramou chamas de fogo que repousaram sobre cada um dos apóstolos que estavam presentes no Cenáculo, assim também usamos apenas um derramamento para efetuar o Batismo e para se referir ao Batismo no Espírito que foi na verdade um derramamento e não um mergulho propriamente dito.

De uma forma ou de outra o que importa mesmo é receber a água viva do Batismo como algo que nos molhando ou nos encharcando provoca um mesmo efeito espiritual tirando de nós toda sujeira da alma e do espírito como a equivalência de um banho e uma limpeza de tudo que poderia impedir a ação de Deus em nossas vidas, inclusive e principalmente o pecado que não é uma sujeira que está grudada na pele exterior do corpo e sim uma sujeira que gruda na nossa alma, sendo que o lavar desta água externa é apenas um reflexo da verdadeira “ÁGUA VIVA” que jorra internamente no ser humano dentro de seu coração lavando-o de toda sujeira do pecado.


Efusão_no_Espirito_1


A Efusão externa é visivelmente apenas um derramamento de água sobre a pessoa, mas a efusão interna é um derramamento espiritual que impregna toda sua alma de uma forma equivalente ao molhar do corpo externo.

A Palavra de Deus vai muito além de uma ação visível e exterior no corpo humano, pois Deus declara na profecia que vai penetrar e introduzir seu Espírito dentro de nossos corações.   Ele diz que “TODOS” o conhecerão porque este Espírito que nos penetra irá nos revelar a pessoa de CRISTO nos levando ao conhecimento do Deus verdadeiro.   Este “CONHECIMENTO DO SENHOR”, não se trata de “SABEDORIA humana”, história ou conteúdo de memórias e dados de aprendizado, mas se trata de uma “INTIMIDADE PESSOAL”,   Você tem muitos amigos e sempre terá um amigo que é mais chegado no qual você confia de forma a ser capaz de partilhar os seus segredos mais íntimos.   Se perguntamos o “POR QUE?” que somos capazes de partilhar segredos  com nosso melhor amigo e não somos capazes de contar nada sobre nós à uma pessoa desconhecida a resposta será simplesmente porque “CONFIAMOS NELE” e confiamos porque conhecemos.    Assim também acontece com o conhecimento do Senhor expresso na profecia de (Jeremias 31) “Porque todos me conhecerão…”, nada mais é que uma apresentação de Jesus à pessoa que recebe o Espírito Santo, assim, aquele Jesus que parecia tão distante de nós de repente num piscar de olhos se torna o nosso melhor amigo ao qual seremos capazes de “CONFIAR” ao ponto de lhe contar os nossos maiores segredos e depositar até mesmo as nossas vidas em suas mãos como São Pedro foi capaz de se lançar-se ao mar e caminhar em direção a Cristo.    Quando “CONHECEMOS” E “CONFIAMOS” em alguém a este ponto somos capazes de abrir as portas de nossa casa para que Ele entre, não só a porta da sala de visitas, mas também aquela porta que vive trancada do porão onde você esconde todas as suas coisas velhas e tranqueiras inúteis e os segredos que você esconde de todas as visitas “DESCONHECIDAS”.

Muitas vezes chamamos este acontecimento de uma “EXPERIÊNCIA PESSOAL COM JESUS”, ou seja, você “CONHECEU JESUS PESSOALMENTE” a ponto de lhe confiar todos os seus segredos e abrir-lhe todas as portas de sua casa, quem não “CONHECEU E NÃO CONFIA EM JESUS A ESTE PONTO” não sabe o que é verdadeiramente uma “EFUSÃO NO ESPÍRITO” e por isso dizemos que todos precisam ter esta experiência pessoal com Jesus, PORQUE ELA É PESSOAL E INTRANSFERÍVEL.

Em uma outra Profecia Deus nos diz que:

“A Terra se encherá do conhecimento do Senhor assim como as águas cobrem o fundo do mar…”   (Isaías 11,9) e (Habacuc, 2,14)

O Sentido e tradução desta Profecia é que o Pai declara que seu Amor é tão imenso que será capaz de abraçar a todos os homens de uma só vez e fazer com que eles permaneçam sobre suas asas como a galinha acolhe todos os seus pintinhos para protegê-los do mal.  Este amor é o Espírito Santo Derramado sobre nós “a Igreja viva”, “INFUNDIDO” sobre nós o que abrange todo nosso ser como se estivéssemos totalmente mergulhados neste “MAR” DE água viva e não apenas um rio ou um copo d’água que nos molha, pois as águas vivas que o Pai derrama sobre nós são comparadas ao oceano que ocupa todo o planeta (Como o dilúvio de Noé) e o mais importante disso é que no fundo do mar permaneceremos sempre cheios deste Espírito. Eternamente e não apenas nos molhando agora e nos secando logo em seguida com uma toalha.


Saindo_na_chuva_para_se_molhar_3


Existe um ditado popular que diz:

“Quem sai na chuva é porque quer se molhar…”

Também é correto afirmar o contrário:

“Quem não quer se molhar não deve sair na chuva e nem mergulhar em uma piscina…”

Queremos dizer que em comparação com a chuva que cai do céu, a GRAÇA do ESPÍRITO SANTO também está caindo como jamais caiu antes nesta terra.    Assim como o Espírito Santo foi derramado sobre os Apóstolos em Pentecostes assim também Ele está sendo derramado sobre todos nós hoje, a unica diferença é que os Apóstolos foram para a chuva para se molhar e não levaram nenhum guarda chuva porque queriam ficar totalmente encharcados do Espírito Santo, olharam para o céu e pediram com o peito aberto:

“Senhor Envia tua chuva agora, tua chuva de graças e a chuva da água viva do Teu Espírito…”

“Eu quero saciar a minha sede de Ti Senhor…”

“Senhor, Envia teu Espírito agora…”

“Senhor, cumpra tua promessa em meu coração…”

“Senhor, eu quero estar cheio do teu Espírito…”

“Senhor, eu quero te conhecer, crer e confiar em ti de todo meu coração…”

“Senhor, eu abro as portas da minha casa e do meu coração para que você possa entrar e fazer a tua morada em meu ser…”

Nós estamos acostumados a sair de casa e olhar para o céu, se estiver nublado já é o suficiente para levarmos o guarda chuva para não correr o risco de nos molharmos.   Conheço muitas pessoas que fazem o mesmo quando vão ao encontro de Jesus assim como Nicodemos, sim muitas pessoas resistem a participar de um encontro fechado e quando vão chegam lá bem protegidas com medo de se molhar e o nosso trabalho mais difícil é mesmo quebrar esta proteção para que eles molhem pelo menos um pouquinho.

“Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto.  Porque todo aquele que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á.”   (S. Mateus, 7,8)

Não pedimos e por isso não recebemos, não aguardamos e por isso não experimentamos, não cremos e por isso não vemos a glória de Deus brilhar como Moisés viu.


Nao_cai_no_pecado


É correto dizer que para não cair em pecado, basta se afastar das tentações e também é correto dizer que se nos afastarmos de Deus e não tivermos a coragem de rasgar os nossos corações e entrar nesta chuva de peito aberto certamente iremos permanecer bem enxutos, porém totalmente vazios da graça de Deus.

É preciso que tenhamos a coragem de fazer o mesmo que os Apóstolos fizeram:

Permaneceram em Jerusalém até que Jesus cumpriu a Promessa de enviar seu Espírito Santo, caso contrário jamais receberemos esta água viva em nossos corações e jamais conheceremos o Senhor como Ele realmente É.


Vem_Espirito


Este texto foi desdobrado em duas Dinâmicas que estão em outros Post’s distintos e relacionados com o entendimento deste texto.


Tres_garrafas_2

Dinâmica das

três garrafas.


Pipoca_estourando_Efusão

Dinâmica:

A Transformação

do Homem interior.



Fruto_Espírito Recebendo_o_Espirito_Santo Batismo_Espírito
Sete_dons

Os Sete Dons do Espírito Santo.



Os Dons do Espírito Santo:


Os Sete Dons Ordinários

E os Dons Extraordinários


Sete_dons



(Para acessar os outros Dons click aqui)



O Dom do Espírito Santo.

Oração Pedindo os Dons do Espírito Santo.

Vem Espírito Santo, Vem !!!

Dons Ordinários

1 – Dom da Sabedoria.

2- O Dom do Entendimento.

3 – Dom da Ciência.

4 – Dom da Conselho.

5 – Dom da Fortaleza.

6 – Dom da Piedade.

7 -Dom do Temor de Deus.


Sete_dons Dom_da_Sabedoria
Dom_da_Ciencia Dom_do_conselho Dom Fortaleza
Dom_da_Piedade Dom_do_temor_do_senhor

Dons Extraordinários:

O Dom do Espírito Santo.

Glossolalia, Xenoglossia ou Dom de Línguas estranhas.

O Dom da Profecia.

O Dom de Ciência e Sabedoria.

Dom de Cura e Libertação.


Recebendo_o_Espirito_Santo Dom_Linguas_estranhas Interpretação_LÍNGUAS
Dom_profecia Dom_da_Ciencia
Dom_Cura_libertação
Repouso_no_Espírito_2 Dom_Fé_Milagres Dom_Discernimento

Frutos_do_Espírito


esprito_santo-mcsc[1]

TÍTULO AUTOR
Catequese com o Papa: o dom da Sabedoria Vera Lúcia
Catequese com o Papa: o dom do Entendimento Vera Lúcia
Catequese com o Papa: o dom do Conselho Vera Lúcia
Catequese com o Papa: o dom da Fortaleza Vera Lúcia
Catequese com o Papa: o dom da Ciência Vera Lúcia
Catequese com o Papa: o dom da Piedade Vera Lúcia


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120&h=120
Sete_dons
Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito Seminário de Vida no Espirito


O Dom do Espírito Santo.


Recebendo_o_Espirito_Santo



O Espírito Santo, sendo único, com uma única maneira de ser e indivisível, distribui a graça a cada um conforme lhe apraz. E assim como a árvore ressequida, ao receber água, produz novos rebentos, assim também a alma pecadora, ao receber do Espírito Santo o dom do arrependimento, produz frutos de justiça. O Espírito tem um só e o mesmo modo de ser; mas, por vontade de Deus e pelos méritos de Cristo, produz efeitos diversos. Serve-se da língua de uns para comunicar o dom da sabedoria; ilumina a inteligência de outros com o dom da profecia. A este dá o poder de expulsar os demônios; àquele concede o dom de interpretar as Sagradas Escrituras.

A uns fortalece na temperança, a outros ensina a misericórdia; a estes inspira a prática do jejum e como suportar as austeridades da vida ascética; e àqueles o domínio das tendências carnais; a outros ainda prepara para o martírio. Enfim, manifesta-se de modo diferente em cada um, mas permanece sempre igual a si mesmo, como está escrito: A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum”(I Cor 12,5).O ensinamento de São Cirilo de Jerusalém abre nosso coração para acolher o dom do Espírito Santo na Solenidade de Pentecostes, com a qual se celebra o grande dom do Cristo Ressuscitado.

A Igreja de Cristo nasceu do Seu mistério de Morte e Ressurreição e foi ungida com o dom do alto, Espírito da Verdade, que a conduz pelos caminhos da história. Em todas as épocas da história, o mesmo Espírito Santo a faz descobrir o modo adequado para evangelizar, levando a Boa Nova até os confins da terra. E Ele a sustenta por meio da grande diversidade de dons e ministérios, concedidos em abundância segundo a medida do próprio amor de Deus. Na Solenidade de Pentecostes, somos todos convidados a reconhecer em todas as pessoas, como fruto dos sacramentos da iniciação cristã, Batismo, Crisma e Eucaristia, a beleza do jardim de Deus, que são as Comunidades Cristãs. Há muita santidade, há muito bem plantado bem perto de nós e é urgente abrir os olhos. Olhar com benevolência a própria história, a Igreja e o Mundo, dá muito mais trabalho do que apontar os erros. O Espírito nos revele o bem! Mas nada existe de bom e de puro, de inspirado ou verdadeiro que não proceda da ação do Espírito Santo. Olhando ao nosso redor, descobriremos o bem que é feito, inclusive por pessoas de quem humanamente pouco se poderia esperar. É Ele que espalha o bem, suscita o perdão, incentiva a busca da verdade, mesmo quando nos sentimos esmagados pelo mal.

O Espírito é dado, mas a recepção da graça depende da abertura de quem a acolhe. Por isso pedimos a abertura do coração e da mente. “Vem, Espírito Santo! Visita a alma dos teus!” Ele é o doce hóspede da alma, discreto e silencioso, que só entra quando Lhe são dadas as boas-vindas! Nenhuma casa e nenhum coração rejeitem Sua visita! A Ele suplicamos: “Enche o coração dos vossos fiéis!” Só o Espírito Santo pode preencher o vazio dos corações e fazer transbordar o amor, para com este amor comunicarmos o Evangelho aos outros.

A Solenidade de Pentecostes é, com frequência, chamada de “inauguração da Igreja”. Com o mesmo ardor dos Apóstolos, nossa Igreja de Belém pede hoje a renovação das disposições missionárias. Estamos em tempo de “Igreja de Belém em missão” e os sucessivos retiros paroquiais serão o envio de homens e mulheres aos quais se confia a nova Evangelização, especialmente nas visitas às casas. Cada homem e cada mulher, ao professarem a fé em Cristo, sintam a certeza da presença d’Aquele que prometeu estar conosco até o fim dos tempos. Sintam-se enviados pelo Pastor visível da Igreja de Belém. A todas as pessoas e famílias que forem visitadas, o convite é que abram, mais ainda: escancarem as portas para Cristo. Não tenham medo d’Ele!

Das comunidades cristãs se espalhe o fermento de uma sociedade diferente, num período em que muitas pessoas estão sofrendo na pele e inclusive pagando com a vida um novo relacionamento com a terra. Foram cinco as mortes recentes por questões fundiárias. O Espírito Santo suscite perdão no coração das pessoas que sofrem pela morte de seus familiares e amigos. Ele mesmo mude pela raiz a cabeça e o coração dos que cometeram tais crimes. É ainda ao Espírito Santo que suplicamos as luzes para que as autoridades encarregadas de apurar e punir tais crimes estejam mais atentas aos fatos. O Espírito dê de novo entranhas de misericórdia a todos, para a cura do tecido social.

Que cada cristão e cada presbítero, revestido do amor decidido e irreversível, deixe que este mesmo Espírito abra portas dos corações. Aos criminosos de todos os lados chegue o convite à reconciliação. “Vem, Espírito Santo”!

Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém – PA


Dom_Taveira_0282

Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo de Belém – PA

Apóstolos da Efusão do espírito Santo



Jesus Jesus

Oração ao Espírito Santo


Jesus Jesus

Apóstolos da Efusão do Espírito Santo.


Pregação de Dom Alberto Taveira Correa


Pela efusão do Espírito, a Igreja é manifestada ao mundo e impulsionada por Ele. O Espírito a inaugurou ao mundo. Ele [Espírito Santo] é dado em Pentecostes na grande efusão; por essa razão, o projeto de Deus é colocá-Lo em público.

Às vezes, acontece certa confusão na cabeça das pessoas com relação a esta expressão: “efusão do Espírito Santo”. Essa efusão é o acontecimento por meio do qual Deus nos dá uma nova graça de viver uma nova vida.

O Espírito Santo derrama muitos dons sobre a Igreja, mas nem o bispo nem o padre são proprietários d’Ele, muito menos a Renovação Carismática Católica (RCC)! O Espírito Santo não quer fechar as coisas, mas sim, abri-las. Por exemplo: é próprio dos bispos terem o dom do discernimento, ou seja, identificar o que o Espírito Santo fala à Igreja, mas isso não significa que só eles o tenham. Eles precisam estar abertos a novas moções.

O Espírito Santo de Deus é para todos. Deus dá graça própria para você exercer as suas funções. Ele nos dá os dons necessários. Muitos homens e mulheres descobriam que Pentecostes é um fato que se atualiza em suas vidas.

O perfil do apostolado da efusão do Espírito Santo é o de se abrir com docilidade aos dons do Espírito, acolhendo os carismas e não esquecendo que estes [os carismas] são dados para todos. Ser apóstolos da efusão, preparar as pessoas, é clamar o batismo do Espírito Santo, rezar pelas pessoas, impor as mãos. O carisma não é para atrair as pessoas para nós, para nos fazermos de “estrelas”, mas é para levar as pessoas a Deus.

Em 1974, participei de um grupo de oração e ali recebi a efusão do Santo Espírito (eram os primeiros da RCC). Era uma graça para tantas e tantas pessoas, as quais hoje são pessoas maduras e treinadas na oração, porque tiveram suas vidas renovadas pelo Pentecostes.

É preciso haver grupos de oração e momentos de oração carismática, porque corremos o risco de transformar a Renovação Carismática em promoção de encontros de massa. Isso é bom, mas é preciso ter a experiência de grupo de oração.

Somos chamados a voltar ao Cenáculo, para ter um novo Pentecostes, pois é o Espírito que nos faz experimentar o fogo do amor. O Pentecostes nos impulsiona a levar para o mundo este vigor do Espírito e Ele dá vida à nossa Igreja. Quando nos abrimos à efusão do Espírito Santo, Ele reforça o nosso encontro.


Pentecostes_Banner



Comemoração dos 20 anos Da Comunidade Católica Nova Aliança de Anápolis.

Reconstruindo Historias


Restaurando Vidas!



“SÃO 20 ANOS DE AMOR AO SENHOR JESUS EVANGELIZANDO E RESTAURANDO UMA NOVA ALIANÇA DE AMOR COMPROMISSO E FIDELIDADE COM O PAI”



É com júbilo que nós – COMUNIDADE CATÓLICA NOVA ALIANÇA – partilhamos com você a graça que estamos vivenciando, pois já estamos próximo de completarmos 20 Anos de fundação. Ao longo desta caminhada enfrentamos desafios, que não nos desanimaram. Derramamos lágrimas que nos impulsionaram e nos deram força e alegria para anunciarmos o Amor de Deus e fazer com que Jesus Cristo, Nosso Senhor seja conhecido e amado.

O Carisma Nova Aliança nasceu do Coração de Deus. Muitos são os que tem experimentado a Reconstrução de suas histórias e a  Restauração de suas vidas e é nesta graça que, para comemorarmos o nosso aniversário de 20 Anos estaremos realizando um grande evento, do dia 31/01 à 06/02/2011. Teremos a Santa Missa Presidida por Pe. Robson, Reitor  do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno em Trindade –GO e um encontro tendo como pregadores: Prado Flores, Fundador da Escola de Evangelização Santo André na Cidade do México e alguns bispos do Brasil, contando também com a presença de bispos e convidados de outros países.

Estaremos também acolhendo irmãos(ãs) que vivem esta experiência em nossas casas de missão espalhadas em todo o território brasileiro e franceses que estarão vindo partilhar desta alegria conosco, mas para realizarmos tal evento estendemos nossas mãos até você, pois somos uma Comunidade de leigos Consagrados sem fins lucrativos.

Com este intuito lançamos a campanha para arrecadarmos fundos para a realização do nosso evento.

Esta campanha se dará da seguinte forma:

20 pessoas que possam contribuir com a quantia de R$ 1.000,00,

20 pessoas que possam contribuir com R$ 500,00

20 pessoas que possam contribuir com R$ 200,00

30 pessoas que possam contribuir com R 100,00

50 pessoas que possam contribuir com R$ 50,00

Sua colaboração poderá ser feita pessoalmente em nosso Escritório:

·         Av. Miguel João 463 – Centro – Anápolis/GO

Ou por meio de nossa conta bancária:

·         Caixa Ag.2289-c/c-031600-0

Pedimos que ao realizar o seu depósito, entre em contato conosco pelo telefone:    (62) 3943-5555   (62) 3943-5555 / 3099-6067 / 3943-0005 ou nos mande um e-mail para este endereço: 20anos@comnovaalianca.com.br confirmando o seu depósito.

Cremos que o seu possível é o nosso necessário. Desde já, desejamos sobre você graças e bênçãos do céu.

 

Comunidade Cotólica Nova Aliança


Mapa do Local – guia no Google

CCNA – Comunidade Católica Nova Aliança

Anápolis – Goiás


Ficha de inscrição do Encontro em comemoração aos 20 anos

procure na sede da Comunidade ou click abaixo


 


Mapa do Local – guia no Google

CCNA – Comunidade Católica Nova Aliança

Anápolis – Goiás



Comunidade Católica Nova Aliança Anápolis Goiás.



“SÃO 20 ANOS DE AMOR AO SENHOR JESUS EVANGELIZANDO E RESTAURANDO UMA NOVA ALIANÇA DE AMOR COMPROMISSO E FIDELIDADE COM O PAI”



PRÓXIMO EVENTO EM Anápolis


Evento:

Dia da Misericórdia

Data:

01/ 05 / 2011

Cidade:

Anápolis / Goias / Brasil

Local:

RINCÃO DA COMUNIDADE

E-mail:

Caso haja interesse em iniciar este Caminho Vocacional conosco, basta nos enviar uma carta, para o endereço abaixo, falando sobre você e com sentiu brotar o chamado de Deus em sua vida:

Assessoria Vocacional Nova Aliança

Caixa Postal 97 – Centro

Anápolis/GO     CEP: 75001-970

(62) 3943 5555/ 3099 6067

Ou então por email:

vocacionalccna@hotmail.com;

vocacional@comnovaalianca.com.br

Info. Gerais:

Outros Contatos

Qualquer dúvida, abra o site da comunidade no Link abaixo:

http://www.comnovaalianca.com.br/site/

contatos disponíveis no site:

http://www.comnovaalianca.com.br/site//index.php?id_pagi=48&sub=208

Contato

CASA MÃE

Rua H18, Quadra 25, Lote 5/6

Cidade Jardim

Anápolis-GO

CEP 75000-000

FONE: (62) 3099-6067

comunidade@comnovaalianca.com.br

ESCRITÓRIO

Av. Miguel João, 463, Centro

Anápolis-GO

CEP 75020-360

FONE: (62) 3943-5555

ou

Caixa Postal 97, Centro

Anápolis-GO

CEP 75001-970

Contato com o Discipulado:

 

http://www.comnovaalianca.com.br/site//index.php?id_pagi=40

 

Saída para Corumbá Br 416 Km 425 s/nº

Email: discipulado@comnovaalianca.com.br e/ou
discipuladonovaalianca@hotmail.com

Cartas poderão ser enviadas para o endereço da Casa Mãe que serão devidamente encaminhadas. As correspondências poderão ser endereçadas para:Caixa Postal 97 – CEP.: 75.001-970 e/ou Av. Miguel João, 463 – Centro – CEP.: 75.020-360 – Anápolis-GO.


Fundação:

Como Iniciou este Ministério de Amor.

Padre Júlio Antônio Peixoto é co-fundador e diretor Espiritual da Comunidade que se iniciou há dezoito anos em Anápolis, no estado de Goiás, a Comunidade Nova Aliança é fruto da Renovação Carismática Católica, mas nasceu com carisma próprio por ser uma comunidade consagrada, que professa os votos de pobreza, castidade e obediência. Diferentemente dos institutos e ordens de vida religiosa, vivem em comunidades mistas, homens e mulheres, e têm como modelo espiritual Santa Terezinha e São Francisco de Assis. Os casados também podem viver em comunidade, a exemplo da Ordem Terceira franciscana.

O fundador e Moderador Geral, Magno Fernando José Ferreira, explica como é o carisma deste novo modo de vida. “Deus sempre fez aliança com seu povo, e ainda hoje, continua a fazer com toda humanidade, uma Nova Aliança, fundamentada no seu amor e sacrifício único de seu filho, Jesus Cristo. Para nós, essa Nova Aliança, tornou-se estatura de Carisma próprio. Sinto que fomos chamados por Deus para um carisma de ‘sermos colaboradores da instauração e restauração da Aliança de Amor; Compromisso e Fidelidade entre a Humanidade e Deus Pai”. Magno Fernando nasceu em Anápolis em 5 de abril de 1970. É o caçula dos quatro filhos de Lindinalva e Sebastião José.

Atualmente, a Comunidade tem sede em Anápolis, mas já começa a se expandir pelo Brasil. A Missão Minas Novas, na Diocese de Araçuaí é a primeira casa da Comunidade Nova Aliança e completou seis anos de sua fundação. Dom Severino Clasen diz que assim que tem um tempo, não deixa de visitar a comunidade, que é muito especial para ele. “Fazem um trabalho belíssimo de catequese nas comunidades. São dedicados e muito religiosos. São jovens e refletem este rosto alegre da Igreja de Jesus Cristo”, diz Dom Severino. “A missão na zona rural é uma de nossas prioridades, pois a Paróquia possui 182 comunidades rurais, entre elas 85 ativas”, diz Patrícia Macedo, desta comunidade mineira.

A Comunidade tem outras missões: Uruaçu (GO), Lizarda (TO), Palmas (TO), Soure (PA), Natal (RN) e Pindorama (TO). Além da aprovação das Dioceses, a Comunidade Nova Aliança foi admitida na Fraternidade Católica das Comunidades Novas do Brasil e Internacional, órgão reconhecido e interligado oficialmente ao Pontifício Conselho Para os Leigos, da Santa Sé.

Por Moacir Beggo – Araçuaí (MG)

Dom Severino apóia a Comunidade Católica Nova Aliança


NOVO

SITE

CCNA
CCNA - França
AMOR DE JESUS

CCNA – NA FRANÇA

VISITE O BLOG

CCNA - França


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/jesus-te-ama.jpg

PHN


DIOCESE DE ANÁPOLIS

PARABENIZA CCNA

Comunidade Católica

Nova Aliança – 18 anos



PHN-Anápolis 080628 (48)

FOTOS DO SHOW PHN

em Anápolis – Go.


PHN

ACONTECEU O PHN

EM ANÁPOLIS

DIA 28 E 29 DE JUNHO DE 2008

LEIA MAIS CLIK AQUI


PRÓXIMO EVENTO EM Anápolis


CLIC AQUI E LOCALIZE NO MAPA DO WILKMAPIA

ccna_rincao_nova_-alianca.jpg

Foto do Rincão visto da Av. Brasil


Comunidade Católica Nova Aliança
Comunidade Católica Nova Aliança

No ano de 1990, ao passarmos pela Escola de Evangelização juntamente com outros membros da Renovação Carismática Católica da Diocese de Anápolis, pudemos ver a realidade em que se encontravam os filhos e filhas de Deus. Refletimos fortemente sobre o nosso papel diante deste triste quadro – um mundo quase ateu. Sentimos então, que para dar a nossa parcela de ajuda na mudança de tal situação, era necessário um compromisso com Deus e com os irmãos e irmãs, compromisso este fundamentado, antes de tudo, na entrega total de nossas vidas. Na Evangelização encontramos a imensa graça de viver o amor fraterno e a riqueza do Evangelho, consagrando a Deus não somente o tempo que nos resta, mas toda a nossa vida, experimentando o viver juntos, o partilhar o amor, a vida, os bens e os dons, vivendo da Providência Divina.

Nossa missão é viver um novo ardor missionário, segundo a espiritualidade da RCC, tendo compromissos de pobreza, castidade e obediência, segundo o estado de vida de cada pessoa, pois acreditamos que os conselhos evangélicos são a imitação perfeita de Jesus Cristo. Contamos com a graça de Deus e o auxílio de Nossa Senhora, pois colocamos todos os dias as nossas vidas sob o manto sagrado de Maria, que nos acolhe e a quem acolhemos como Mãe da nossa vocação comunitária.

 

Fête de la Musique 2008

O apostolado que exercemos:

A Comunidade Católica Nova Aliança é uma Associação Privada de Fiéis de Direito Diocesano, aprovada nos termos do Cânon 322 § 1 do Código de Direito Canônico, aprovada na Diocese de Anápolis – GO, composta por fiéis Leigos, celibatários ou casados, Sacerdotes e Diáconos permanentes, vivendo como uma só família de irmãos e irmãs, uma célula da Igreja, todos em iguais condições, consagrando suas vidas e seus estados de vida a Jesus Cristo. De acordo com o estado de vida de cada membro, todos assumem compromissos de pobreza, castidade e obediência e se dispõem à vida de oração profunda, ao exercício do amor fraterno e ao serviço na Obra confiada à Comunidade para a edificação da Igreja e transformação do mundo.
Para cumprir nossa missão evangelizadora dedicamo-nos à formação dos membros da comunidade através dos estudos, cursos e atividades afins à evangelização. Estamos dispostos para atender ao chamado missionário da Igreja, realizando-o com novo ardor, zelo apostólico e originalidade. Esforçamo-nos para alcançar as crianças, jovens, adultos e as famílias, através dos meios de comunicação, das obras de assistência aos mais necessitados, dos cursos, encontros e retiros de Evangelização, formação e espiritualidade. Todavia, temos como primazia de nossa vocação a Evangelização domiciliar, oferecendo a cada pessoa a oportunidade de um encontro pessoal com Jesus Morto, Ressuscitado, Glorificado, Senhor, Salvador e Messias. Desse modo, procuramos trazer as pessoas à Igreja, Casa do Pai, onde recobrarão a identidade de filhos e filhas de Deus.
A Comunidade Católica Nova Aliança, na sua mesma vocação, se expressa em duas formas de consagração, que se complementam: a Comunidade de Vida e a Comunidade de Aliança.
A Comunidade Católica Nova Aliança vive a graça do derramamento do Espírito Santo num novo Pentecostes, que é dada à Igreja, cultivando a espiritualidade da Renovação Carismática Católica. Somos chamados a realizar nossa missão evangelizadora no poder do Espírito. Assim, comprometidos com a renovação da Igreja, levamos a todos os cristãos sem acepção de pessoas a graça do “sereis batizados no Espírito Santo”, deixando-nos livremente usar por Deus em todos os seus dons, pois é Ele quem os distribui repartindo como lhe apraz.

Carisma Somos “colaboradores” da Instauração e Restauração da Aliança de Amor entre a humanidade e Deus Pai. Este é o nosso Carisma.
Nosso Carisma tem como referência fundamental o texto da carta aos Filipenses 2,1-4, no qual compreendemos a vontade do Senhor nesta vocação Nova Aliança. Todas as pessoas que abraçaram esta vocação desejam vivê-lo de forma que seja testemunhado até as últimas conseqüências. Sentimos no coração que o Senhor Jesus deseja fazer uma obra nova conosco. Mais uma vez Ele quer selar uma aliança de amor. Que prevaleça a sua vontade e zelo por nós e que o seu amor seja a nossa motivação.
O anseio pela vida em comunidade foi plantado em nossos corações pelo Senhor Jesus, que constituiu seus discípulos como um só corpo reunido na caridade, compartilhando uma única fé e a plena comunhão. Também em nossos corações existe o desejo de que se realize a mesma vida comunitária testemunhada em Atos 2. Por isso queremos consagrar-nos ao Senhor na vida comunitária, fazendo dela um meio de Evangelização, para construirmos juntos o reino de Deus. Que a Comunidade Católica Nova Aliança desperte em muitos corações um forte desejo de viver juntos com a mesma fé, o mesmo amor e a busca da santidade, a serviço da Igreja e dos irmãos e irmãs. Este amor nos é oferecido sobretudo na Eucaristia (At 2,42) para que assim possa ser transmitido de uns para os outros na vida comunitária e testemunhado na obra de Evangelização. Para o trabalho de Evangelização, desejamos buscar todos os meios possíveis, procurando responder aos apelos da Igreja, no contato pessoal, nas visitas domiciliares, Encontros e Retiros de Formação e outras atividades indicadas pelos Bispos das Dioceses em que nos encontramos.


ccna.jpg

A Comunidade Católica Nova Aliança com sede em Anápolis-GO, nasceu no seio do grande dom que é a RCC. O nosso Carisma é de “Instaurar e Restaurar o amor de Deus no coração de cada filho e filha amada”.Temos como primazia a evangelização domiciliar e aqui na Prelazia de Marajó, terra de Missão, vivenciamos a dimensão social e espiritual da Evangelização, pois sem a mesma o Evangelho é “mutilado”.

Precisamente em Soure-PA,somos oito missionários realizando diversos trabalhos de Evangelização, tais como:Catequese, Grupos de Oração, Celebrações da Palavra, Programa de Rádio, Ação Social, Assistência à famílias carentes, retiros, cursos e formações. Assim buscamos responder ao chamado de Deus neste “pedaço da Amazônia”, onde se faz nescessário um testemunho de vida centrado em Cristo e Cristo Crucificado.

Missionário Valdiçon
Comunidade Católica Nova Aliança
Soure-PA.

pe-julio-antonio-peixoto_anapolis-go.jpg

Padre Júlio Antônio Peixoto, co-fundador

e diretor Espiritual da Comunidade Nova Aliança de Anápolis.

É o sexto filho, dentre oito, do casal Jerônimo Rodrigues Peixoto e Conceição Moreira Peixoto. Nasceu no município de Goianésia – GO, aos 07 de julho de 1967. Recebeu o batismo no dia 30 do mesmo mês, na Paróquia de São Sebastião em Uruana-GO, pelo Pe. José Antônio Lanuza.

Com apenas 04 anos de idade foi morar na cidade de Anápolis – GO, onde recebeu toda a sua formação intelectual e espiritual. Aos 09 anos de idade fez sua Primeira Comunhão e foi Crismado em 1980, na Paróquia Nossa Senhora D’Abadia, por D. Manoel Pestana Filho. Durante a adolescência até a maior idade trabalhou com os Vicentinos da Conferência Dom Bosco.

Em 1990 ingressou no trabalho de evangelização, onde no ano seguinte começava os primeiros passos da Comunidade Católica Nova Aliança, realizando atividade missionária em várias regiões do Brasil.

Sua formação Filosófico-Teológica foi realizada no Institutum Sapientae, em Anápolis-GO. Na solenidade da Assunção de Nossa Senhora (19 de agosto de 2001), na Catedral do Senhor Bom Jesus, foi Ordenado Diácono por D. Manoel Pestana Filho.

Sua vocação sacerdotal nasceu no período de Fundação da Comunidade Católica Nova Aliança, após ter participado do acampamento Maanain, na cidade de Franca, no ano de 1992.

No dia 02 de fevereiro de 2002, recebeu o Ministério Sacerdotal, incardinado na Diocese de Anápolis, como sacerdote da Comunidade Católica Nova Aliança. E neste final de semana (29 e 30) estará na cidade de Acari – RN sendo o pregador do IV Congresso Diocesano da Renovação Carismática Católica do Seridó.

Escrito por SÍLVIO DANTAS em 2002 quando do acontecimento deste evento em sua cidade de Acarí.


:: Comunidade Nova Aliança

Em constante atividade, entre obras e orações, a comunidade trabalha de forma ininterrupta, mas gratificante

Confrontados com o mundo atual cada vez mais descristianizado; movidos por uma experiência de uma Escola de Evangelização, surgiu em 1990, em Anápolis/GO, a Comunidade Nova Aliança, tendo como fundador Magno Fernando “1º da direita“.


Para cumprirem o propósito de evangelizar doaram por completo as suas vidas encontrando a graça da vida fraterna e a riqueza do evangelho, consagrando-se a Deus, vivendo da Providência Divina.


Comunidade de Aliança e vida consagrada comprometida com Deus e com os irmãos, a Comunidade Nova Aliança é chamada a ser colaboradora da Instauração e Restauração da Aliança de Amor, compromisso e fidelidade entre a humanidade e Deus Pai, anunciando Jesus através do testemunho de vida.


Cada membro é chamado a viver um novo ardor missionário segundo os conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência, confiando as suas vocações à intercessão de Santa Terezinha do Menino Jesus e de São Francisco de Assis. A Comunidade constitui-se assim de celibatários, não celibatários, seminaristas, padres e casais.


Para além destes missionários que dispõem a sua vida, existem também jovens, adultos e casais que, em aliança, exercendo suas atividades profissionais no mundo, propagam a fé cristã, moram em suas residências e doam o seu tempo livre à obra da evangelização.


Em constante atividade, entre obras e orações, a comunidade trabalha de forma ininterrupta, mas gratificante. Desenvolve encontros e retiros de jovens, casais e crianças; participa de grupos de oração para adultos e crianças e visita hospitais de acordo com a Pastoral da Saúde.


Da vida de oração da comunidade Nova Aliança fazem parte a Eucaristia, a Adoração ao Santíssimo e o Cerco de Jericó.


As Missões populares, as Jornadas e as Semanas Missionárias nas zonas rurais e urbanas têm merecido atenção no trabalho missionário desta Comunidade. Esta Comunidade vive a certeza da promessa de Deus: Farei convosco uma Nova Aliança.


Papa Bento XVI concede indulgência plenária a todos que participarem religiosamente da XII Conferência Internacional da Fraternidade Católica de Comunidades de Aliança Carismática.


//mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/pentecostes-ico.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg