O Monge e o escorpião.



Amar o seu inimigo é uma

questão de natureza !

Veja o Texto:




monge-e-menino.jpg


Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então à margem, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

– Mestre deve estar muito doente!

– Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso?

– Que se afogasse!

– Seria um a menos!

– Veja como ele respondeu à sua ajuda, picou a mão que o salvara!

– Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:

– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.


o-monge-e-o-escorpiao.jpg


Amai os vossos Inimigos…

(São Mateus 5,44)

Esta historinha tão simples nos diz exatamente o que está dizendo, não importa quantos problemas enfrentarmos no mundo ou quantos inimigos encontrarmos pela frente, a nossa atitude deverá sempre refletir o nosso eu interior, ou seja, aquilo que somos de verdade.

Por isso muitas vezes em situações extremas acabamos revelando em nós uma pessoa que não conhecíamos e depois não conseguimos o perdão daqueles que possam ter sido ofendidos pela nossa explosão.

Precisamos controlar nossas atitudes e principalmente nosso temperamento explosivo, para isso acontecer precisamos aceitar em primeiro lugar está hipótese acima, “É meu dever salvar meu inimigo quando ele estiver em dificuldades, não por ele, mas por mim mesmo, que salvaria a qualquer um, por ser a minha natureza.” Quando aceitarmos realmente esta condição e provarmos para nós mesmos que esta é a maneira mais correta de agir, mesmo que você não fale ou comente com ninguém, quando a situação ocorrer, você a executará automaticamente sem perceber, e aquela opinião, “Se meu Inimigo estiver se afogando, devo afundá-lo ainda mais…” deverá ser apagada completamente de seu Coração definitivamente.

Esta atitude, é o que Cristo nos ensina com a História do filho pródigo, Jesus quis falar para os Judeus que eles deveriam receber seus irmãos que haviam se afastado, ficando de fora da promessa do Pai, porque, como cremos, Jesus estava prometendo seu Espírito Santo não somente para os Judeus, que eram, até aquele dia, o povo de propriedade exclusiva de Deus e únicos herdeiros da promessa. Em varias outras passagens Jesus demonstra que seu reino é para todos “Também os não Judeus e não Circuncidados” isto significa que este presente do Pai: é para mim e também para você.

Aquele Irmão mais velho demonstrou uma atitude de ódio e não queria perdoar seu irmão “pródigo”, a parábola termina sem uma definição da história, não mostra se o filho mais velho entrou ou não em casa para festejar com seu irmão, isto porque esta atitude deverá ser tomada por mim e por você no dia de hoje.

Vemos nas cartas de São Paulo, que muitos discípulos queriam ensinar as palavras de Jesus somente para os Judeus “Os Santos”, outros queriam Circuncidar os convertidos os transformando primeiro em Judeus, para depois os Batizar tornando-os herdeiros das promessas Divinas, uma atitude clara de que não haviam entendido ainda a parábola do filho pródigo, e apesar de serem convertidos e cheios do Espírito Santo, continuavam agindo com ódio e rancor em seus corações, evitando evangelizar os escorpiões, que também mereciam ser salvos.


porcoespinho

A historia dos porcos espinhos.


Uma grande novidade do evangelho de Jesus é justamente esta, o bem é para ser dado também para os maus, os doentes, os rejeitados, os bandidos, os esquecidos, os moribundos, os inimigos, enfim todos aqueles de quem as vezes queremos fugir e não nos aproximar, ainda diz Jesus, mesmo que seja apenas um copo d’água a ser oferecido e entregue a qualquer um destes pequeninos, serão dados a mim mesmo.Como perdoar e aceitar aquele que nos ofende ? O Pai perdoou seu filho, nos mostrando claramente o que é o verdadeiro perdão. Perdoar e esperar e receber com alegria e com festa aquele que me ofendeu, é lhe restituir a dignidade e devolver o lugar que lhe pertence dentro do seu coração.

Estava vendo um clip de uma Santa Missa no Vaticano, com milhares de pessoas, selecionaram alguns privilegiados, e estes iriam comungar diretamente com o Próprio Papa, é uma honra tamanha e digna de se guardar na memória, tanto é assim que foi fotografado, um a um, e três câmeras em ângulos diferentes registravam aquelas cenas que jamais se repetiriam.

Quem não gostaria de estar naquela fila ? Quem não gostaria de receber o Papa em sua casa ? Quem não lhe daria um copo d’água se ele lhe pedisse? Quem não lhe hospedaria e moveria mundos e fundos, mesmo que não tivesse dinheiro, para lhe fazer um grande banquete digno de uma personalidade tão ilustre?

Diríamos, “Estou recebendo o próprio Cristo na Pessoa do Papa”, seria a mais pura verdade, mas devemos relembrar o fato de que Jesus no ventre de sua Mãe não foi recebido em nenhuma casa no dia que chegou a este mundo.

Porque não foi reconhecido ?

Porque não sabiam que era Ele ?

Porque então o mataram se sabiam que era Ele ?

É melhor não saber quem é Jesus e fazer o que for preciso para qualquer um o que pretenderíamos fazer para o próprio Jesus, ele é muito modesto e lhe pede apenas um copo d’água, não pede um grande banquete, nasce numa manjedoura e prefere duas moedinhas do que um saco cheio de dinheiro, nem vou dizer que a recompensa por estes simples gestos, será um grande banquete celestial e uma vida eterna ao lado do Pai de Amor.


Escorpião na mao



O Alpinista


PARA VER OS EFEITOS BAIXE O POWER POINT NO SLAIDSHARE



Trocando as Pilhas.

MEDITAÇÃO SOBRE A VIDA HUMANA CADA VEZ MAIS DESCARTÁVEL.

Se você não fizer nada agora,

lamentavelmente este poderá ser o seu futuro.

Trocando_pilhas

Quando você envelhece e alcança uma idade que você mal consegue se mover sozinho(a), tudo que você mais espera é a presença de seus filhos que foram criados com muito sacrifício nos seus anos de vida mais saudáveis e de repente em uma data muito importante para sua vida como um aniversário ou uma noite de natal ao invés da casa cheia de filhos e netos você recebe apenas uma embalagem pelo correio com algumas palavras frias e sem vida de um bilhete lhe informando que o conteúdo desta caixa será sua unica companhia nesta data tão importante.

Me desculpe Mamãe, Este ano não poderei estar ai presente novamente mas mando um pequeno presente para lhe fazer companhia e lhe ajudar em seus afazeres diários.

Assista a esta triste história de animação em 3D de MMU, na Malásia.

O título é “Troca de Pilhas” – Resumo:

Uma senhora solitária ganha de presente de seu filho um robô para lhe fazer companhia e ajudar com as tarefas de casa. Toda vez que o robô para suas atividades é hora de trocar a bateria e está resolvido o problema.  Mas, o ser humano não é uma máquina, a solução de suas necessidades não se resume em uma simples troca de pilhas.

Se você não fizer nada agora, este poderá ser o seu futuro.


Titulo Original: Changing batteries

Ano: 2013 (Melhor animação Digicon Malaysia)

Diretor: Shu Gi, Casandra Ng, JiaHui and Bahareh Darvish.

Personagens: Robo, senhora…

País: Malásia



UMA PEQUENA REFLEXÃO SOBRE O VÍDEO.


Este vídeo faz-nos refletir não apenas sobre o poder da amizade entre duas pessoas, mas da simbologia universal da bateria como representação desta força vital, da energia que nos mantém vivos, nos faz mover, viver e renovar a esperança na vida, no trabalho, na amizade, no amor e tudo mais…

Impossível não pensar no modo de vida atual em que pessoas solitárias se integram nas redes sociais e se relacionam cada vez mais com outra pessoas também “virtuais”. Que muitos perfis falsos nas redes sociais são inclusive computadores robôs que servem para disseminar propagandas ou vírus na rede. Muitas pessoas até reagem como autômatos diante de um telefone celular, um tablet, notebook, quando conectados ao mundo digital. O mais comovente na história é esta sutil ironia da máquina ter a consciência de que todos somos alimentados por baterias e que quando a dele acaba basta uma troca.   A sua amiga idosa sempre lhe trocava a pilha gasta por uma nova permitindo-lhe que viva eternamente. Entretanto, quando a situação se inverte é tocante ver uma máquina colocando suas pilhas novas e usadas no bolso da idosa tentando deliberadamente repor-lhe a vida que se foi. O pequeno robô age como uma ingênua criança descobrindo os mistérios da vida.

Quantas pessoas hoje em dia têm como melhores amigos seus equipamentos eletrônicos? Quantos vivem como robôs, de forma mecânica? Quantos humanizam suas máquinas e objetos, através das trocas – não de bateria, mas – de experiências de vida virtual em rede?

Há que se pensar também na educação mecanizada, quando esta é calcada apenas na distribuição de equipamentos eletrônicos, vídeos, Link’s na rede – babás digitais – para substituir o papel social do educador, seja pai ou professor.   Até prova em contrário, as máquinas não têm alma, mas necessitam da troca ou recarga de baterias para continuarem se movendo e atuando.

As pessoas, que possuem ALMA & VIDA, necessitam muito mais do que simplesmente uma reposição energética como a troca de uma pilha exemplificada na animação.

A Vida é muito mais do que isto, para que se mantenha uma vida plena precisamos muito mais de uma atenção espiritual, de amor, de carinho, da presença de alguém que simplesmente nos toque e satisfaça as necessidades de nossa alma do que simplesmente a reposição das energias corporais que obtemos através da alimentação, por isso a energia do toque físico de alguém próximo nos faz tanta falta e na sua falta caímos em “DEPRESSÃO” que é a falta de esperança na vida futura. Podemos até afirmar com todas as letras que o recém nascido não pode sobreviver sozinho porque o ser Humano não foi criado para viver na solidão e sim em “FAMÍLIA”, como está escrito em (Gênesis 2,18) “Não é bom que o Homem esteja só…”.

Portanto, é um belo vídeo para se refletir sobre o valor da amizade entre as pessoas, a falta de carinho dos filhos para com seus Pais Idosos, a Eutanásia, o abandono dos velhos nos abrigos feito sociedade e governantes e enfim se contentar com a distração que um robozinho infantil acabe por ocupar o espaço de um neto ou de um filho no coração de um idoso abandonado.

Podemos dizer que o mundo caminha para este objetivo e quanto mais confundirmos “VIDA com MOVIMENTO”, “REAL com VIRTUAL”, “PERENE com DESCARTÁVEL, “ETERNO com PASSAGEIRO” estaremos nos condenando a ser infelizes nos momentos em que mais necessitarmos do carinho das pessoas com quem convivemos diariamente em nossas vidas.


Lembre-se:

“O SER HUMANO NÃO É UMA SIMPLES MÁQUINA DESCARTÁVEL QUE SE LIGA, DESLIGA e RELIGA COM O APERTAR DE UM BOTÃO. A VIDA É MUITO MAIS DO QUE UM SIMPLES MOVIMENTO PROGRAMÁVEL OU UMA LUZ QUE PISCA. ESTAR LIGADO NÃO SIGNIFICA ESTAR VIVO E BASTA UMA MINÚSCULA SEMENTINHA INERTE OU UM ÓVULO FECUNDADO NA GELADEIRA PARA CONTER TODO O ESPLENDOR DE UMA VIDA QUE NÃO TERMINA COM A MORTE OU O DESLIGAMENTO, POIS O MAIOR SEGREDO DA VIDA É QUE ELA SE REFAZ E RENASCE REVELANDO SUA ETERNIDADE E NÃO SE LIMITANDO AO PLANO FÍSICO MATERIAL QUE NOS CERCA.   A VIDA VERDADEIRA, ESSA SIM, CONTINUA MESMO APÓS A MORTE POR ISSO É QUE DEVEMOS LEVAR O AMOR QUE É A FONTE DA VIDA A TUDO QUE FAZEMOS E CONTAGIAR  A TODOS QUE NOS CERCAM E ATÉ MESMO OS SERES INANIMADOS QUE NA FICÇÃO DA ESTÓRIA TROUXE VIDA E FELICIDADE AO ROBÔ QUE FICOU SEM BATERIA.”


LIÇÃO DA ESTÓRIA


NÃO ADIANTA COLOCAR PILHA NOVA NA VELHINHA MORTA.


POR QUE ?


“O SER HUMANO NÃO É UM OBJETO DESCARTÁVEL”




Bilhete_Mãe_3 Bilhete_Mãe_3

Jardim da vida…


sally_swatland_s1038_garden_at_southampton


Uma criança brincava no parque com sua mãe, quando avistou próximo dali um lindo jardim. Flores coloridas, brancas, vermelhas, rosas e amarelas a convidavam a brincar.

A criança, sem pensar, olhou para aquelas belas flores e saiu correndo pelo parque em busca do jardim. Só que, no caminho, tropeçou em uma pedra e caiu, e ao cair chorou, e ao chorar teve socorro.

Um senhor que estava ali, vendo a criança em desespero, aproximou-se e sentou-se carinhosamente ao seu lado.

– Você está bem? – disse o homem.

– Eu caí quando tentava chegar ao jardim. Caí e estou triste, acho que vou desistir de ir para lá.

– Disse a criança chorando.

O homem olhou penalizado e com doçura disse:

– Meu bem, um dia, há muito tempo, eu também caí ao buscar o jardim. Caí, e não mais me levantei, eu desisti.

Desisti do motivo maior que me impulsionava. A chama que havia em meu peito gritava: “Vá, acredite!” Mas eu não fui.

Caí e desisti. Abandonei o que minha alma tanto buscava.

Sofri e aprendi.

Ouça: Ali na frente, você vê um jardim. Você sente que é lá que você prefere estar. Uma voz dentro de você diz: “Seja, vá, acredite!” Mas, lembre-se filho, sempre haverá pedras em seu caminho.

A criança, mais calma, olhou para o homem e perguntou:

– Porque as pedras?

O caminho não poderia estar livre?

O homem olhou nos olhos da criança, um olhar tão sincero e sereno que a criança sentiu-se amparada e protegida, então o homem falou:

– Todos podem chegar ao jardim…

Todos. Mas as flores são sensíveis e delicadas.

Por isso precisam ser protegidas de pessoas despreparadas que poderiam destruí-las.

A natureza colocou pedras no caminho para permitir que só aqueles que tiverem a sensibilidade de entender que as pedras não foram feitas para impedir a chegada, mas para serem contornadas, cheguem até lá!

A criança enxugou as lágrimas, levantou-se e continuou em busca do jardim.

(Autoria por mim desconhecida)

PAI TÔ COM FOME!


Ricardinho não agüentou o cheiro bom do pão quentinho e falou:

– Pai, tô com fome!!!

O pai, Agenor , sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o filho e pede mais um pouco de paciência….

– Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu tô com muita fome, pai!!!

Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, Agenor pede para o filho aguardar na calçada enquanto entra na padaria a sua frente…

Ao entrar dirige-se a um homem no balcão:

– Meu senhor, estou com meu filho de apenas 6 anos na porta, com muita fome, não tenho nenhum tostão, pois sai cedo para buscar um emprego e nada encontrei, eu lhe peço que em nome de Jesus me forneça um pão para que eu possa matar a fome desse menino, em troca posso varrer o chão de seu estabelecimento, lavar os pratos e copos, ou outro serviço que o senhor precisar!!!

Amaro , o dono da padaria estranha aquele homem de semblante calmo e sofrido, pedir comida em troca de trabalho e pede para que ele chame o filho…

Agenor pega o filho pela mão e apresenta-o a Amaro, que imediatamente pede que os dois sentem-se junto ao balcão, onde manda servir dois pratos de comida do famoso PF (Prato Feito) – arroz, feijão, bife e ovo…

Para Ricardinho era um sonho, comer após tantas horas na rua….

Para Agenor , uma dor a mais, já que comer aquela comida maravilhosa fazia-o lembrar-se da esposa e mais dois filhos que ficaram em casa apenas com um punhado de fubá…

Grossas lágrimas desciam dos seus olhos já na primeira garfada…

A satisfação de ver seu filho devorando aquele prato simples como se fosse um manjar dos deuses, e lembrança de sua pequena família em casa, foi demais para seu coração tão cansado de mais de 2 anos de desemprego, humilhações e necessidades…

Amaro se aproxima de Agenor e percebendo a sua emoção, brinca para relaxar:

– Ô Maria!!! Sua comida deve estar muito ruim… Olha o meu amigo está até chorando de tristeza desse bife, será que é sola de sapato?!?!

Imediatamente, Agenor sorri e diz que nunca comeu comida tão apetitosa, e que agradecia a Deus por ter esse prazer…

Amaro pede então que ele sossegue seu coração, que almoçasse em paz e depois conversariam sobre trabalho…

Mais confiante, Agenor enxuga as lágrimas e começa a almoçar, já que sua fome já estava nas costas…

Após o almoço, Amaro convida Agenor para uma conversa nos fundos da padaria, onde havia um pequeno escritório…

Agenor conta então que há mais de 2 anos havia perdido o emprego e desde então, sem uma especialidade profissional, sem estudos, ele estava vivendo de
pequenos ‘biscates aqui e acolá’, mas que há 2 meses não recebia nada…

Amaro resolve então contratar Agenor para serviços gerais na padaria, e penalizado, faz para o homem uma cesta básica com alimentos para pelo menos 15 dias…

Agenor com lágrimas nos olhos agradece a confiança daquele homem e marca para o dia seguinte seu início no trabalho…

Ao chegar em casa com toda aquela ‘fartura’, Agenor é um novo homem sentia esperanças, sentia que sua vida iria tomar novo impulso…

Deus estava lhe abrindo mais do que uma porta, era toda uma esperança de dias melhores…

No dia seguinte, às 5 da manhã, Agenor estava na porta da padaria ansioso para iniciar seu novo trabalho…

Amaro chega logo em seguida e sorri para aquele homem que nem ele sabia porque estava ajudando…

Tinham a mesma idade, 32 anos, e histórias diferentes, mas algo dentro dele
chamava-o para ajudar aquela pessoa…

E, ele não se enganou – durante um ano, Agenor foi o mais dedicado trabalhador daquele estabelecimento, sempre honesto e extremamente zeloso com seus deveres…

Um dia, Amaro chama Agenor para uma conversa e fala da escola que abriu vagas para a alfabetização de adultos um quarteirão acima da padaria, e que ele fazia questão que Agenor fosse estudar…

Agenor nunca esqueceu seu primeiro dia de aula: a mão trêmula nas primeiras letras e a emoção da primeira carta…

Doze anos se passam desde aquele primeiro dia de aula…

Vamos encontrar o Dr. Agenor Baptista de Medeiros , advogado, abrindo seu escritório para seu cliente, e depois outro, e depois mais outro…

Ao meio dia ele desce para um café na padaria do amigo Amaro, que fica impressionado em ver o ‘antigo funcionário’ tão elegante em seu primeiro terno…


Mais dez anos se passam, e agora o Dr. Agenor Baptista, já com uma clientela que mistura os mais necessitados que não podem pagar, e os mais abastados que o pagam muito bem, resolve criar uma Instituição que oferece aos desvalidos da sorte, que andam pelas ruas, pessoas desempregadas e carentes de todos os tipos, um prato de comida diariamente na hora do almoço…

Mais de 200 refeições são servidas diariamente naquele lugar que é administrado pelo seu filho , o agora nutricionista Ricardo Baptista…

Tudo mudou, tudo passou, mas a amizade daqueles dois homens, Amaro e Agenor impressionava a todos que conheciam um pouco da história de cada um…

Contam que aos 82 anos os dois faleceram no mesmo dia, quase que a mesma hora, morrendo placidamente com um sorriso de dever cumprido…

Ricardinho , o filho mandou gravar na frente da ‘Casa do Caminho’, que seu pai fundou com tanto carinho:

‘Um dia eu tive fome, e você me alimentou. Um dia eu estava sem esperanças e você me deu um caminho. Um dia acordei sozinho, e você me deu Deus, e isso não tem preço. Que Deus habite em seu coração e alimente sua alma. E, que te sobre o pão da misericórdia para estender a quem precisar!!!’

(História verídica)

A Procura da Felicidade é uma história semelhante, um filme muito bom que mostra a garra e a perseverança de um Pai que luta contra as adversidades da vida em busca de uma vida feliz para seu filho e sua Família.

Não perca a oportunidade de ver este filme…


Veja Mais:

Filme: À Procura da Felicidade

presentepravocewordpres.com




As aparências enganam!

Este é o depoimento de uma monitora de adolescentes carentes que sofreram qualquer tipo de violência e ou privação doméstica, portanto cheios de problemas e frustrações pessoais, potencialmente causadores de problemas futuros de maior vulto.

Tudo começou quando ela viu o video de Susan Boyle sendo avacalhada em público devido a sua aparência humilde e descuidada, no final o mesmo publico a aplaudiu vigorosamente em sinal de reconhecimento de seu talento nato e praticamente lhe pedindo perdão por terem lhe julgado tão mal.

Poderíamos dizer que foi o sucesso mais alucinante que se conhece até hoje, em um segundo era totalmente desconhecida e no segundo seguinte seu nome se espalhou por todo o planeta e instantâneamente se tornou uma grande celebridade.

Ela não imaginava e nem estava preparada para isso, creio que nenhum de nós esteja e nem queira de verdade ser um tipo de celebridade que nem possa aparecer numa janela.

*obs. Não foram citados nomes, para preservação dos mesmos.

menina rosa

Você também tem julgado o livro pela capa?

Sabe, eu tenho vivido momentos tão ímpares com O Senhor… que nem mesmo a melhor faculdade do mundo poderia me ensinar… e a cada dia que passa, creio que a obra será – e já está sendo – tremeeeenda em minha vida!!!

Trabalho com crianças e adolescentes que sofreram algum tipo e violência… (qualquer tipo de violência… moral, doméstica… etc…); crianças que, com tão poucos anos de vida e já passaram – e ainda passam – por coisas tão terríveis…

Eu sempre fui muito observadora… procuro conversar com as pessoas e analizando-as o tempo todo… mania mesmo… e lá onde trabalho muitos olham e tratam aqueles jovens de maneira tão fria… olham para elas mas, não conseguem ver… olham o exterior… olham para o hoje delas… olham para a realidade delas… olham para a maneira como elas agem, afim de tão somente se defenderem… e permanecerem em segurança…

Um dia, ministrando uma de minhas aulas de teatro, uma adolecente se recusou a fazer minha aula… resistia a tudo que eu pedia para que fazesse… emburrada… tentando dispersar os demais alunos com seu jeito debochado de falar… a minha natureza humana queria mesmo era colocar aquela menina petulante para fora da sala… não conseguia dar aula devido aos seus “caprichos”.

Imediatamente, O Espírito Santo de Deus falou ao meu coração para que eu olhasse para ela como Ele a olhava… Ele não somente olhava, mas via tudo… então, mesmo ela agindo a aula toda daquele jeito, resolví deixá-la na liberdade e não cobrei mais nada dela… e ao mesmo tempo que eu ministrava a aula às demais colegas, eu a observava… e orava em espírito, para que Deus desse a mim sabedoria, já que Ele havia me advertido, para conversar com ela, no final da aula, com mais amor.

Faltando 10 minutos para o término da aula, dispensei a classe, ficando somente nós três: Eu, minha aluna e O Senhor.
.

Uma vida totalmente destroçada.

Uma vida totalmente destroçada.

.

Sentei com ela e comecei a falar o que Deus queria que eu falasse…

Perguntei, na linguagem dela, depois de algumas paavras:

“-…, o que está acontecendo com você?   Você é tão inteligente… tão esforçada… por que você não quer fazer as minhas aulas hoje… estou triste com você… o problema é comigo?”

“-Não, professora”

“-O problema é com a direção da escola?”

“-…Nâo, profesora”

“-É comigo mesma !”   e… (…silêncio…)

De repente, ela começou a chorar e tentando falar, em meio aos soluços, ela disse que sua mãe estava presa… e que o policial não havia liberado sua mãe para ficar com ela e seus irmãos, já que no próximo domingo seria o dia das mães… (conversavamos numa quarta-feira).

Então, Deus começou a colocar as palavras em meu coração… e com muito cuidado, comecei a falar-lhe… ela chorava muito e eu, como boa chorona que sou, me segurei – só Deus para me ajudar, viu – para não chorar junto com ela…

Foi difícil, porque não temos tanta liberdade para falar de Jesus alí;´”regras da empresa”… mas, com toda a sabedoria vinda do Senhor Jesus, pude falar a ela o quanto Deus a amava… que Ele estava cuidando dela, mesmo nos momentos de tristeza que ela passara. Que Jesus a amava muito e que tinha um plano lindo na sua vida… enfim… O Senhor falou alí… e eu me calei… glória a Deus!

Depois, fizemos uma oração… pedindo a Deus que cuidasse sempre dela… e cuidasse e trabalhasse na vida de sua mãe, que estava presa.

No término da oração, “…” ela se acalmou, como se nada tivesse acontecido… voltou a ser aquela menina meiga e esperta de antes…

3621028784_e648cbe896_o[1]


Disse que ela era muito especial para Deus… para mim também… e que eu a amava muito! Ela me deu um grande abraço (daqueles de quebrar costelas, sabe?)

Eu sabia que a realidade lá seria beeem diferente daquele momento de oração… eu sabia que ela voltaria para a sua realidade… mas, desta vez, diferente… ela voltaria com O Senhor Jesus no coração…

Você pode estar no deserto… no meio da tempestade… no vale escuro… não importa… mas, se O Senhor estiver junto com você, estará tudo bem… mesmo que a realidade seja terrível… O Controle está lá… com vc… e eu orei assim… que O Controle… que Jesus!!! Estivesse com ela em todos os seus momentos… Principalmente os mais difíceis…

Que mesmo ela sendo tão novinha de idade, possa lembrar das palavras que O Senhor Jesus falou a ela… que, ao trazer à memória, possa injetar em si mesma, esperança…

Voltamos para o refeitório… com todas aquelas crianças… e adolescentes… eu observava cada uma delas… e observava também cada professor… monitor… como eram tratadas… como eles as olhavam…

Quem sabe em seus pensamentos: “Essas crianças não tem nenhum futuro promissor… não tem jeito para elas… serão sempre isso que são”.

Mas, Jesus não… Ele não só olha… Ele vê! E sonda… e sabe ir na raíz do problema… e tem o consolo… a resposta… a alegria… a paz…

Aleluia!

Confesso que entrei no banheiro pra chorar… para pedir perdão a Deus por muitas vezes ser tão insensível a voz de d’Ele… por ser como todo mundo, muitas das vezes, quando Deus me escolheu para fazer a diferença… e fazer a diferença não é só louvando… no meio de muita gente não… ou pregando para multidões… é nestas horas alí… nos bastidores… quando ninguém vê… sendo sensível a Deus e estar no centro de Sua vontade… e por ser mais grata a Deus pelo seu cuidado… por ter visto a minha condição, escravisada neste mundão… e ter dado a mim o direito de ser filha!!! Sua filha…

E pra cada uma daquelas crianças e adolescentes dalí, Deus tem um plano lindo… tenho orado assim… profetizado em suas vidas…

Estava vendo este vídeo acima… o mundo… até mesmo aqueles que acreditam em Deus olham, mas não vêm…

Quem poderia adivinhar o tamanho talento daquela mulher? Que voz… que dom… uma pérola, num vaso beeem rústico de barro… Mas que continha o oléo precioso…

Desde o começo do vídeo, a platéia zombava indiscretamente… e até mesmo os jurados não davam nada por ela… uma pessoa que mal sabia dizer de onde vinha… com 47 anos… sem uma aparência de se admirar…

(Não sei se Susan Boyle ganhou o primeiro lugar… não pude acompanhar …)… pena que só ficou  em segundo depois de terem criado a falsa expectativa de vitória certa…

Eu, em determinado site, fui abordada de maneira semelhante… algumas pessoas haviam falado que, olhando minhas fotos, eu parecia isso e mais isso… e mesmo eu falando que as aparências enganam, as pessoas insistiram nos julgamentos… isso me aborreceu muito… e fiquei até um pouco triste… (Pensei:”Como pode uma pessoa te julgar e já condenar, pela sua aparência… pelo seu cabelo… como pode? Como?”) mas, depois me refiz… afinal, Deus nos conhece… (Fico feliz por ter sido canal de benção nas vidas de alguns deles… O próprio Deus nos justifica…)

Deus te conhece… Eu e você somos o que a Bíblia diz quem somos… até o inimigo sabe quem somos… só nós, muitas das vezes, nos esquecemos quem somos… que bom que O Espírito Santo sempre nos lembra o que e quem somos… vencedores em Cristo Jesus… meninas dos olhos de Deus… eleitos!! Escolhidos!!! E mesmo que o mundo… sua família… seus amigos… te olhem apenas, Jesus sempre vai ver… o quanto somos especiais… e preciosos … porque eu e você, custamos um preço muito alto!!!

Preço de sangue!

Que Deus te abençoe… que Ele possa ser cada vez maior na tuda vida… que você seja mas e mais sensível a Sua voz… à Sua vontade Santa… que você não apenas olhe, mas veja com os olhos do Senhor…

Para meditação João 9 – 1 ao 9

*obs. Não foram citados os nomes, para preservação dos mesmos..

3621028784_e648cbe896_o[1].

Estou editando um outro Post, que se trata exatamente deste assunto, por isso estou publicando este depoimento que encontrei em Menina Rosa http://www.flickr.com/photos/meninarosabyrosaalberti/3619537657/

que é um testemunho real da situação descrita e exemplifica a atitude correta de alguém que se propõe a ser aquilo para o qual Deus lhe chamou.

Mascaras

.


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg FOI DEUS O ALPINISTA EXTRAORDINÁRIO.

http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/aguia.jpg O Buda de Ouro

O Monge e o Escorpião.



Amar seu ofensor é uma questão de natureza !


monge-e-menino.jpg


Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então à margem, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

– Mestre deve estar muito doente!

– Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso?

– Que se afogasse!

– Seria um a menos!

– Veja como ele respondeu à sua ajuda, picou a mão que o salvara!

– Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:

– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.


o-monge-e-o-escorpiao.jpg





Amai os vossos Inimigos…

(São Mateus 5,44)

Esta historinha tão simples nos diz exatamente o que está dizendo, não importa quantos problemas enfrentarmos no mundo ou quantos inimigos encontrarmos pela frente, a nossa atitude deverá sempre refletir o nosso eu interior, ou seja, aquilo que somos de verdade.

Por isso muitas vezes em situações extremas acabamos revelando em nós uma pessoa que não conhecíamos e depois não conseguimos o perdão daqueles que possam ter sido ofendidos pela nossa explosão.

Precisamos controlar nossas atitudes e principalmente nosso temperamento explosivo, para isso acontecer precisamos aceitar em primeiro lugar está hipótese acima, “É meu dever salvar meu inimigo quando ele estiver em dificuldades, não por ele, mas por mim mesmo, que salvaria a qualquer um, por ser a minha natureza.” Quando aceitarmos realmente esta condição e provarmos para nós mesmos que esta é a maneira mais correta de agir, mesmo que você não fale ou comente com ninguém, quando a situação ocorrer, você a executará automaticamente sem perceber, e aquela opinião, “Se meu Inimigo estiver se afogando, devo afundá-lo ainda mais…” deverá ser apagada completamente de seu Coração definitivamente.

Esta atitude, é o que Cristo nos ensina com a História do filho pródigo, Jesus quis falar para os Judeus que eles deveriam receber seus irmãos que haviam se afastado, ficando de fora da promessa do Pai, porque, como cremos, Jesus estava prometendo seu Espírito Santo não somente para os Judeus, que eram, até aquele dia, o povo de propriedade exclusiva de Deus e únicos herdeiros da promessa. Em varias outras passagens Jesus demonstra que seu reino é para todos “Também os não Judeus e não Circuncidados” isto significa que este presente do Pai: é para mim e também para você.

Aquele Irmão mais velho demonstrou uma atitude de ódio e não queria perdoar seu irmão “pródigo”, a parábola termina sem uma definição da história, não mostra se o filho mais velho entrou ou não em casa para festejar com seu irmão, isto porque esta atitude deverá ser tomada por mim e por você no dia de hoje.

Vemos nas cartas de São Paulo, que muitos discípulos queriam ensinar as palavras de Jesus somente para os Judeus “Os Santos”, outros queriam Circuncidar os convertidos os transformando primeiro em Judeus, para depois os Batizar tornando-os herdeiros das promessas Divinas, uma atitude clara de que não haviam entendido ainda a parábola do filho pródigo, e apesar de serem convertidos e cheios do Espírito Santo, continuavam agindo com ódio e rancor em seus corações, evitando evangelizar os escorpiões, que também mereciam ser salvos.


 porcoespinhoComo perdoar e aceitar aquele que nos ofende ? O Pai perdoou seu filho, nos mostrando claramente o que é o verdadeiro perdão. Perdoar e esperar e receber com alegria e com festa aquele que me ofendeu, é lhe restituir a dignidade e devolver o lugar que lhe pertence dentro do seu coração.

Uma grande novidade do evangelho de Jesus é justamente esta, o bem é para ser dado também para os maus, os doentes, os rejeitados, os bandidos, os esquecidos, os moribundos, os inimigos, enfim todos aqueles de quem as vezes queremos fugir e não nos aproximar, ainda diz Jesus, mesmo que seja apenas um copo d’água a ser oferecido e entregue a qualquer um destes pequeninos, serão dados a mim mesmo.

Estava vendo um clip de uma Santa Missa no Vaticano, com milhares de pessoas, selecionaram alguns privilegiados, e estes iriam comungar diretamente com o Próprio Papa, é uma honra tamanha e digna de se guardar na memória, tanto é assim que foi fotografado, um a um, e três câmeras em ângulos diferentes registravam aquelas cenas que jamais se repetiriam.

Quem não gostaria de estar naquela fila ? Quem não gostaria de receber o Papa em sua casa ? Quem não lhe daria um copo d’água se ele lhe pedisse? Quem não lhe hospedaria e moveria mundos e fundos, mesmo que não tivesse dinheiro, para lhe fazer um grande banquete digno de uma personalidade tão ilustre?

Diríamos, “Estou recebendo o próprio Cristo na Pessoa do Papa”, seria a mais pura verdade, mas devemos relembrar o fato de que Jesus no ventre de sua Mãe não foi recebido em nenhuma casa no dia que chegou a este mundo.

Porque não foi reconhecido ?

Porque não sabiam que era Ele ?

Porque então o mataram se sabiam que era Ele ?

É melhor não saber quem é Jesus e fazer o que for preciso para qualquer um o que pretenderíamos fazer para o próprio Jesus, ele é muito modesto e lhe pede apenas um copo d’água, não pede um grande banquete, nasce numa manjedoura e prefere duas moedinhas do que um saco cheio de dinheiro, nem vou dizer que a recompensa por estes simples gestos, será um grande banquete celestial e uma vida eterna ao lado do Pai de Amor.





buda-barrouro o-maior-tesouro-do-mundo Amigo Fiel
MILAGRE DE LANCIANO JESUS FALA COM NICODEMOS.

MENSAGEM NO SLAIDSHARE – BAIXE PARA VER OS EFEITOS.



Campanha de natal dos Correios.

natalcampanhagr1

.

Neste Natal seja o Papai Noel de uma criança carente.

02-carro_correiosgif

CLICK E SAIBA MAIS NO SITE DOS CORREIOS

Seja um Papai Noel neste Natal!

O Projeto “Papai Noel nos correios” traz a alegria da comemoração do Natal para todos os pequeninos que enviam milhares de cartas endereçadas ao Papai Noel.

Seja um Padrinho

Quem quiser se tornar padrinho ou voluntário, deve ligar para o telefone 0800-570-0100 ou comparecer a uma agência dos Correios. As cartas ficam disponíveis em uma cesta em cada unidade dos correios. Quem escolher uma correspondência para adoção deve levar a carta até o balcão, fazer um registro com seu nome e o código referente à carta que vai levar. Depois, a doação do presente deve ser levada para a mesma agência.

Juntos podemos realizar um simples sonho e tornar o Natal desses pequenos um pouco melhor.
Participem!!!



PRESENTEPRAVOCE
https://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/12/sag-fam-lk.jpg?w=130&h=120

.

.