Meu Corpo, Minhas Regras.


My Body, My Rules.


censura[1]

E AGORA QUE A CENSURA FOI CENSURADA SE PODE DIZER QUALQUER COISA, ATÉ MESMO FAZER APOLOGIA A UM CRIME HEDIONDO E FICAR TOTALMENTE IMPUNE.


Esta frase por si só deveria ser PROIBIDA, pois faz apologia contra a obediência à grande maioria das leis existentes, não somente às leis Divinas como e principalmente às leis que regem à sociedade, pois coloca o ser individual particular acima do bem da coletividade como um todo.



ESTE É O TÍTULO DE UM FILME A SER VEICULADO NO BRASIL E QUE ESTÁ SENDO DIVULGADO POR UM VÍDEO DE MESMO NOME ONDE DIVERSOS ARTISTAS GLOBAIS EXPRESSAM SUAS OPINIÕES, OPINIÕES ESTAS QUE FICA BEM EVIDENCIADO QUE NÃO LHES PERTENCE POIS DIVULGA MENTIRAS, JÁ QUE AQUELAS PESSOAS NÃO SABEM DO QUE ESTÃO FALANDO E SIM APENAS REPETINDO UM TEXTO PRÉ-ELABORADO POR OUTRA PESSOA E GRAVADO DE ACORDO COM A VONTADE DE UM DIRETOR, LOGO ENTÃO SE PERCEBE QUE SE TRATA MESMO DE UM COMERCIAL E QUE COMO TODO COMERCIAL SEMPRE SE DIVULGA MENTIRAS PARA VENDER UM PRODUTO, SE O COMERCIAL DAS CERVEJAS USASSEM AS PESSOAS QUE DÃO ENTRADA NO PROTO SOCORRO TODAS ENSANGUENTADAS, QUEBRADAS E SEQUELADAS CERTAMENTE NÃO VENDERIAM NEM UM POR CENTO DO QUE A ALINE RISCADO VENDE MOSTRANDO O SEU CORPÃO DE VERÃO BRONZEADO NA TV E OLHA QUE CERVEJA NÃO TEM NADA A VER COM SEXO, POIS GERALMENTE AQUELE QUE MAIS TOMA CERVEJA É AQUELE QUE MENOS PRATICA SEXO JÁ QUE ESTARÁ SEMPRE DORMINDO E INCAPAZ DE TER UMA BOA PERFORMANCE SEXUAL.



A verdade é que uma propaganda de divulgação nem sequer exprime a opinião própria da pessoa e sim do patrocinador onde apenas a pessoa se faz instrumento em troca de dinheiro.

Neste caso, todos nós também temos o mesmo direito de expressar a nossa opinião sem ser ridicularizado como fazem com a Igreja que não aceita o aborto e agora até ridicularizaram o nome da mãe de Jesus usando expressões de ensinamento Cristão e deturpando traduções Bíblicas, sendo que nenhuma daquelas pessoas jamais estudou Aramaico, Latim ou Grego e agora querem opinar sobre a tradução daqueles que não apenas estudaram, mas também testemunharam o que viram e ouviram e que ficou escrito não apenas em um pedaço de papel e sim em varios livros e cópias que se difundiram em todo o mundo.

A opinião de nosso Blog será sempre contra o Aborto e agora ficamos estupefatos de ver que se é permitido no Brasil fazer campanha a favor de crimes, pois se o Aborto é um crime, logo, fazer campanha a favor ou divulgar ideias que colaboram com o abortismo seria um crime maior ainda, pois incentiva o crime e que no caso se equivaleria a permitir que qualquer um a qualquer momento mate o seu próprio filho ou o filho de outra pessoa sem responder criminalmente por este fato.  Equivaleria também a permitir que as pessoas que são contra o aborto se manifestassem radicalmente contra aqueles que são a favor, já que a ideia veiculada é que eu posso e devo fazer o que bem entender com o meu corpo, mesmo que a minha vontade seja contra e prejudique outra pessoa.

SE ESTA MODA PEGAR, ONDE É QUE IREMOS PARAR?

Veja o vídeo e manifeste também a sua indignação através de comentário abaixo e na pagina do YOUTUBE.

pelo que vemos até o momento o numero de comentários contra o vídeo é muito maior do que aqueles que são a favor.



Marcação atual. em 05/11/2015 13:55

168.144 visualizações e 2,280 like’s  e 10.378 rejeições




Meu Corpo, Minhas Regras – Olmo e A Gaivota

My Body, My Rules – Olmo and The Seagull



A_ameaça_do_genero Aborto_não_façam_o_mesmo_Pque_eu
MILAGRE DE LANCIANO

A Lei da Homofobia será contra os Normais ?

Ps: Isto não é um ato discriminatório.

Gostaria de reproduzir aqui um ótimo comentário de Jorge Ferraz no Deus Lo Vult sobre a polêmica gerada sobre a declaração de um Cardeal a respeito  da relação entre os gays e o Reino dos Céus.

http://www.deuslovult.org/

A Lei da Homofobia como está sendo proposta poderá se tornar crime  ser uma pessoa normal ou ser simplesmente aquilo que nasceu para ser.  A moda agora é obrigar as pessoas fazerem uma escolha anormal a respeito de seu sexo já definido no nascimento, só para justificar o orgulho de alguns que não se adaptaram ao modo normal de ser alguém.

Vamos ao Texto:

Não achei em ZENIT, nem no site do Vaticano, nem na Radio Vaticana, nem em lugar nenhum. Mas saiu em R7 e no Estadão: “Cardeal diz que homossexuais ‘não entrarão no reino dos céus’”.

O cardeal é S.E.R. Javier Lozano Barragan, “[ex]-presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral no Campo da Saúde”. Segundo a mídia secular, as declarações foram feitas ontem, quarta-feira, 02 de dezembro, à agência de notícias italiana Ansa.

Do Cardeal Barragán, não conheço quase nada. Encontrei no google uma mensagem proferida na Jornada Mundial contra a AIDS, em 2005; outra por ocasião do 56º dia mundial dos Doentes de Lepra, em 2009. Não sei em qual contexto foram feitas as declarações à Ansa; no entanto, sei que as palavras do cardeal podem ser e serão (se é que já não foram…) distorcidas, de modo que gostaria de tecer alguns comentários ligeiros.

Antes de mais nada, o cardeal está certo, objetivamente. É óbvio que os pecadores não entrarão no Reino dos Céus, por definição: o Céu é o lugar onde não existe pecado. Se isto for considerado “discriminação”, e se é insuportável à mentalidade igualitarista dos nossos dias, paciência. O Céu discrimina: n’Ele, só entram os justos. Nosso Senhor discrimina: separa os justos dos pecadores, as ovelhas dos bodes, o trigo do joio.

Ademais, a passagem bíblica referida por Sua Eminência é a epístola de São Paulo aos Romanos, Capítulo 1, versículos 26ss; “paixões vergonhosas”, “relações contra a natureza”, “torpeza” e “desvario” são expressões utilizadas pelo Apóstolo. Portanto, se há “homofobia”, ela está nas Escrituras Sagradas, e não no discurso do cardeal mexicano!

Esta é a verdade, e ela não pode ser mudada em atenção aos melindres dos que não acreditam em Deus. Os atos homossexuais, desordenados objetivamente, são pecaminosos. Não há espaço para o pecado na presença do Deus Altíssimo. A conclusão que se impera é imediata: não, não há lugar para os homossexuais no Reino dos Céus. Nisto, está certo o cardeal mexicano. Há, no entanto, uma ressalva – óbvia para os católicos – que precisa ser feita, para evitar as distorções dos anticlericais de todos os naipes.

Não há espaço no Reino dos Céus para homossexuais ou para adúlteros, para prostitutas ou para ladrões, para assassinos ou para idólatras; mas há espaço – e muito! – para os penitentes e os arrependidos. Assim, a resposta à pergunta “o que é ser homossexual?” tem uma importância fundamental para que se entenda o que disse o cardeal Barragán.

Se “homossexual” for o indivíduo praticante que comete os seus atos desordenados sem se arrepender deles, então a sua entrada na Vida Eterna – como a de qualquer pecador – está condicionada ao arrependimento de suas faltas. No entanto, se “homossexual” for o indivíduo que tem tendências a se afeiçoar por pessoas do mesmo sexo e, mesmo assim, heroicamente, luta contra as suas más inclinações e se esforça por levar uma vida reta e agradável aos olhos de Deus, então é deste que é o Reino dos Céus. E estes, como as prostitutas arrependidas, preceder-nos-ão no Reino. Outro sentido às Escrituras Sagradas não pode ser atribuído levianamente. Tachar a Verdade de “homofóbica” não a torna menos premente.

Outras Matérias citadas como apoio ao texto:

Agência Ansa Itália:

Pontifex.Roma:

Minhas Observações sobre o texto:

Sizenando says:

December 5th, 2009 at 8:18 am

Querem colocar a lei dos homens acima da lei de Deus, mas isto não é novidade nenhuma, porque já está escrito nas profecias Bíblicas, isto só prova que o Mestre Jesus está chegando por aí.

Mas, voltando à terra dos homens, a porta de entrada da Igreja sempre foi a conversão do homem e o abandono de todos os seus erros,  preconceitos, vícios e pecados.

Será uma adesão única e incondicional à lei de Deus e não à lei dos homens, colocando esta lei em primeiro lugar  e acima de qualquer outra coisa nesta TERRA, mas nos parece que os Gay’s resolveram dobrar a lei Divina a seus pés e a mínima inconformidade com seu erro se tornará um crime para nós que cremos em Deus, isto seria liberar o que é anormal e proibir a Fé de se manifestar em favor do Amor, do bem e da Paz neste mundo.

Jesus já não será mais o Senhor do Céu e da Terra, mas será subjugado à má vontade humana.

O que se vê aqui não é uma luta contra o preconceito ou a homofobia e sim uma inversão de papeis e valores, se colocará a lei a favor daquela minoria que erra e se punirá todos aqueles que desejam viver a vida que Deus lhe deu, quem nasceu macho e quiser viver como macho e quem nasceu fêmea e quer viver assim terá que pedir permissão para escolher ser o que sempre foi, se este é o princípio natural, para que fazer uma lei obrigando se viver de uma forma diferente e contrária à própria natureza, e o pior  de tudo, colocando na cadeia aqueles que desejam ser nada mais e nada menos aquilo o que sempre foram.

Esta é a maneira de se criar uma verdadeira discriminação contra “Os Normais” que esperavam viver uma vida digna para si e seus filhos.

Deus É o que É, e não se curvará aos homens que criou, porque o homem não pode aceitar a sua condição natural assim como Deus aceita e permanece “na sua” imutavelmente eterno ?

Sizenando

+++

Sizenando says:

December 5th, 2009 at 6:51 pm

Meus caros Amigos

“A Lei do Livre Arbítrio.”

Não existe nenhum preconceito nas Palavras do Cardeal, na Igreja, nem mesmo no Senhor nosso Deus que já havia ditado a sua Lei mesmo antes do movimento Gayzista existir.

Deus Pai ama a todos Nós, incluindo todos  os pecadores.  Seu Amor por nós é tão grande que foi capaz de enviar seu filho Jesus ao mundo não para nos discriminar ou condenar, mas para morrer por nossos pecados e nos purificar de toda impureza, para que assim pudéssemos entrar no reino dos Céus puros e imaculados, Santos e irrepreensíveis.

Podem então dizer … !!!

Quem então alcançaria esta Graça Utópica ?

Ninguém então conseguiria entrar no Reino de Deus ?

.

A Escolha é pessoal e intranferível.

.

Jesus já dizia que seria mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino do céu, não falava das riquezas em si mesmas, mas do apego pessoal de cada um às coisas passageiras deste mundo que não estarão presentes no seu Reino eterno, este caminho é estreito e são poucos os que conseguem seguí-lo, porque preferem trilhar o caminho mais espaçoso e largo, onde tudo é permitido, onde todos estão conformados com seus erros e pecados, sim, muitas são as Virgens que dormem ao esperar o noivo e quando Ele chegar, por estarem distraídas, acabarão ficando nas trevas.

Já foi dito por Jesus que os “ADJETIVOS” e apetrechos, riquezas e orgulho humano não entrarão no Reino de Deus….

Lá só entrará os convertidos e aqueles que renunciaram a seus “ADJETIVOS” pessoais, seus títulos de honra, sua própria sabedoria, seus pecados de estimação, suas justificativas e etc…

Deus ama a cada um de nós assim como Ele nos Criou, os adjetivos e apetrechos do mundo não são amados por Deus, o corpo veio do pó e ao pó voltará, o homem veio ao mundo sem nada e para Deus retornará sem nada deste mundo, levará apenas seu aprendizado e seu crescimento espiritual, quem não busca este crescimento espiritual, quem não pretende viver a lei de Deus, então porque entram em discussão contra os Cristãos querendo também seu espaço em um Reino que jamais admitiram existir ?

Se você não aceita a lei de Deus e não pretende arrepender-se de seu pecado para se salvar e entrar no céu, para que ficar criticando a lei Divina ? Ela não mudará jamais e só entrará no céu e participará da vida eterna aquele que tiver a coragem de renunciar-se a si mesmo, incluuindo os orgulhosos, os pecadores e os homossexuais, porque só entrará no Céu aquele que for Santo e ninguém mais.

Neste mundo, por incrível que pareça, os Santos são os mais discriminados, rejeitados, abandonados, perseguidos, maltratados, desprezados, assassinados inocentemente e para eles nunca ninguém sequer quis fazer uma lei para protegê-los de serem crucificados em nosso lugar.

Por favor senhores ateus, nos poupem de seus comentários discriminatórios contra Jesus, por sinal a grande maioria daqueles que são homossexuais são mesmo ateus e não acreditam que Deus exista realmente, logo… estão se lixando se vão morar no céu ou se vão para o inferno, já que para eles nada disso existe mesmo, como afirmou um certo “profeta do profano says:” em outro comentário “sit.”.

São João Batista já proclamava às margens do Rio Jordão que todos deveriam morrer para seu velho homem e se revestir do verdadeiro homem criado segundo a imagem de Deus, logo não se justifica alguém que não aceitou esta proposta e não entrou no Rio afogando-se nas águas vivas do Batismo no Espírito Santo, querer ter o direito de receber o prêmio daquele que aceitou esta proposta.

É a mesma coisa que se eu fosse ao Planalto Federal no final do mês receber o salário de Presidente, sendo que jamais fui candidato, jamais fui eleito, jamais me assentei na cadeira do presidente e jamais assinei uma lei sequer para este País, eu não sou merecedor deste Salário e jamais serei digno de recebê-lo.

Quem não segue a Lei de Deus, seja ela qual for, não entrará no Reino de Deus, a lei Humana terá vigor apenas na terra e no País que foi promulgada, jamais regerá a morada Celestial e lá entrará todos aqueles que escolheram e aceitaram a vontade de Deus sobre suas vidas nesta terra.  Logo, não existe nenhum preconceito em apenas diagnosticar uma verdade de aceitação voluntária, já que a escolha da opção (C) exclui a opção (A) não escolhida e escolher ser homossexual  nesta terra automaticamente se excluirá a opção de se salvar e habitar no Reino de Deus, a menos que se converta no último momento como o ladrão que morreu na Cruz ao lado de Jesus.

Não se aflija, porque o que é impossível ao Homem é possível para Deus, basta crer e confiar, mas a sua escolha terá que ser feita e a opção escolhida excluirá as demais.

Paz para todos.