Viver para o Senhor Jesus!



“É nas dificuldades e nas tribulações que enfrentamos diariamente na vida que entendemos a verdadeira necessidade de realmente VIVER para O SENHOR”



Um acidente aéreo que ficou na história!


December 1972, Chile --- Sixteen survivors of a Uruguayan Fairchild F-227 plane crash survived for 70 days in the Andes, less than 160 km away from Santiago. The plane had been chartered by the rugby team of the Old Christian Catholic school of Montevideo and was carrying players as well as supporters on their way to a game against a Santiago team. --- Image by © Group of Survivors/CorbisSexta feira – 13/10/1972, um avião da Força Aérea Uruguaia estava levando uma equipe de rúgbi da faculdade para jogar uma partida no Chile. Enquanto voava sobre as montanhas dos Andes o piloto relatou sua localização para os controladores de tráfego aéreo e foi liberado para começar sua decida para o pouso no Chile. Devido à cobertura de nuvens, ventos contrários e erros de cálculo o procedimento foi iniciado muito cedo. Como resultado, o avião caiu em um pico sem nome perto Argentina. Doze pessoas morreram no acidente. Os sobreviventes tiveram de suportar a fome, com medo nas montanhas, e as temperaturas de 30 graus abaixo de zero-durante a noite. A maioria dos sobreviventes perderam a esperança quando eles ouviram pelo rádio que as buscas haviam cessado. Eventualmente, dois dos sobreviventes decidiram cruzar as enormes montanhas para chegar ao Chile. Em 22 de dezembro de 1972, depois de terem ficado isolados por 72 dias, o mundo descobriu que ainda restavam 16 sobreviventes que venceram a morte nas montanhas dos Andes. Aquelas poucas pessoas sobreviveram em circunstâncias aparentemente impossíveis para o homem. (fonte: Wikipedia)


tempestade-no-mar[1]


Enquanto você lê este texto eu sei que há algumas pessoas que estão enfrentando tribulações que parecem ser circunstâncias impossíveis de ter solução, sei disso, pois eu mesmo enfrento problemas desta natureza agora. Você pode estar enfrentando uma situação que parece não existir mais esperança de solução. Você olha para as suas circunstâncias atuais e sente que não há nenhuma rota de fuga, nenhuma luz no fim do túnel. Quando você examina suas opções você não sabe como você poderá sobreviver a tudo isso.

Gostaria de trazer-lhe algum incentivo hoje, um alívio constatando algumas verdades. Quando olhamos para a Palavra de Deus vemos que há esperança quando as coisas parecem estar totalmente sem esperança. As coisas podem parecer impossíveis para você, porém para Deus tudo é possível! Quando somos impotentes devemos lembrar que servimos aquele que é todo-poderoso. Mesmo quando não sabemos o que o futuro nos reserva, mas nós sabemos que Ele tem o futuro nas mãos!

Selecionamos um texto onde o Profeta Elias encontrou-se em uma situação difícil. Neste ponto de sua vida, teria sido fácil para ele ficar desanimado. Ele pode ter sido tentado a sentir pena de si mesmo. Quando ele olhou para suas circunstâncias Tenho certeza que ele ponderou o que Deus estava fazendo. Mas o homem de Deus foi fiel em meio à grande dificuldade. E Deus foi fiel para sustentá-lo e protegê-lo.

Se você está no meio de uma grande tempestade… Se você está hoje andando através de um profundo vale escuro…. Eu quero que você veja através da história de Elias apenas como você poderia ainda sobreviver. Vamos examinar estes versos e veja “Como sobreviver nestas circunstâncias”.

O primeiro passo para “Sobreviver na tribulação” é a “Viver para o Senhor”.


jesus-tempestade-07[1]


1 – Viver para o Senhor


Esta é a maneira de sobreviver em qualquer circunstância adversa, mas poderia ser também esta a própria causa de suas atuais dificuldades.

Este foi o caso do Profeta Elias:

Acab foi o sétimo rei de Israel. Sua esposa era Jezabel e ela tinha uma má influência sobre o Rei. Elias era um profeta de Deus nesta mesma época. O Senhor enviou-o a confrontar o Rei. Por causa da maldade de Acab o Senhor iria causar uma grande seca na Terra. Essa seca iria durar 3 anos e meio. O julgamento de Deus afetaria toda a nação. Havia muitas pessoas justas neste tempo (Elias sendo um deles) Mas o justo não seria imune ao impacto desta seca. Nem todas as questões de Elias que foram gravados nestes versos foram infligidas por Acab. Elias não estava sofrendo por causa de seu do pecado em sua vida. A razão que Elias se encontrava nesta situação é porque o Senhor concebeu dessa maneira, mas ele e a viúva de Sarepta foram preservados com o mínimo necessário durante todo este tempo.

Você e eu vivemos em um mundo corrompido pelo pecado e se desviando cada vez mais dos planos de Deus, é realmente uma geração decaída e corrupta. Mesmo que nós sejamos filhos amados de Deus e fieis à sua vontade não estaremos isentos de problemas e aflições. Nesta vida, sofremos as conseqüências devastadoras do pecado do homem, aquecimento global, guerras, enchentes, mudança de clima, crises, poluição, epidemias e tsunamis, tudo isso acaba por atingir tanto os maus como os bons.

Quando vivemos para o Senhor … Quando estamos totalmente entregues à vontade do Senhor… Poderemos enfrentar dificuldade também como um resultado direto de nossa obediência.

Saeed Abedini é um cristão convertido do islamismo que atualmente esta preso no Irã por pregar o evangelho de Cristo. Ele foi condenado a oito anos de prisão, supostamente sob a acusação de atentar contra a segurança nacional através de reuniões religiosas privadas em lares cristãos no Irã. (fonte Wikipedia) Este homem convertido ao cristianismo saindo do islamismo tem dedicado sua vida a promover o Evangelho. Ele não está na prisão por estupro, homicídio ou por traição. Ele está na prisão por ser cristão e assim como ele outros também sofrem o mesmo destino em outros países e ainda muitos são mortos em países na África apenas pelo fato de se declararem Cristãos. (*)Cristofobia

Há algumas pessoas que conheço que se encontram atualmente afastadas de seus Ministérios. Não porque fizeram algo errado, mas porque se recusaram a comprometer a Palavra de Deus! com alguma coisa incorreta e fora da vontade do Pai, desta mesma forma foram muitos os Santos que sofreram perseguições até mesmo de seus companheiros dentro da Igreja.

Alguns de vocês são 100% dedicados, foram comprados pelo sangue do cordeiro para serem autênticos servos de Cristo. Você é fiel no estudo da palavra, ora constantemente, faz caridade, dá testemunho de vida, adora a Deus e o serve. Você é obediente e está no centro da vontade de Deus. Mas você está também enfrentando grandes dificuldades na vida “comum” como descrevemos aqui. Você tem contas que você não consegue pagar. Você recebeu um diagnóstico terminal do médico. Alguns de seus filhos se rebelaram, outros filhos se viciaram em drogas. Seus filhos podem estar na cadeia ou enfrentam processos de prisão. Seus filhos podem ser consumidos pelo alcoolismo. Seus filhos podem estar envolvidos no homossexualismo. Você vive com uma pressão constante sobre a sua situação. Há algumas pessoas cristãs fiéis que leem agora este texto que passam por muitas dificuldades em seus matrimônios que estão falhando ou já ruíram completamente. Alguns de vocês tiveram que enterrar bebês e ou cônjuges. Alguns de vocês estão no meio de uma grande tempestade e você se encontra implorando a misericórdia de Deus… Por quê?

Talvez você tenha chegado ao ponto de culpar a Deus por causa de sua situação atual. Infelizmente, existem alguns que têm ido tão longe como a se rebelar e dar as costas ao Senhor. Caro amigo, a única esperança que você tem para “sobreviver nestas circunstâncias” é viver 100% para o Senhor.

Nós não estamos prometendo que, se vivemos para Ele não iremos enfrentar problemas, uma vez que a cruz é o nosso melhor instrumento de Salvação. Nós não temos nenhuma garantia de que, se vivemos para o Senhor, Ele irá remover o nosso problema. De fato, há prova bíblica que muitas vezes sofremos por causa da nossa posição para com o Senhor. Mas você pode ter certeza que se você viver para Ele, Ele te protegerá… Mesmo no vale das sombras da morte!! Você pode ser tentado a se virar contra o Senhor… Não!!! Não importa o que você esteja enfrentando, se você deseja sobreviver e ser vitorioso sobre estas circunstâncias … Deve viver para o Senhor!!!


– A segunda coisa que você deve fazer para “Sobreviver a estas circunstâncias” é:


cansado-de-ouvir-porcaria[1]


2 – Escutar o Senhor 


2. Em seguida, a palavra do Senhor foi-lhe dirigida nestes termos: 3. Vai-te daqui; retira-te para as bandas do oriente e vai esconder-te na torrente de Carit, que está defronte do Jordão.


Quando você viver para o Senhor, Ele vai falar com você! Ele vai levar você através do vale que você está dentro. O Senhor falou a Elias, e disse-lhe para onde ir e o que fazer. Quando você está enfrentando um momento de grande dificuldade que pode não ser fácil de ouvir o Senhor. Quando Ele fala, você pode até não gostar do que Ele disser!

  1. Ele pode dizer-lhe para ir a algum lugar que você não quer ir:

Deus disse a Elias para “ir e se esconder pelo ribeiro de Carit”. A palavra “Carit” significa “para cortar, cortar”.

– Carit era um lugar escondido. Por natureza, era um lugar de difícil acesso e solitário.

Nas circunstâncias difíceis da vida podemos encontrar-nos sozinhos. Mas tem sido bem dito que “quando Jesus é tudo que você tem, Ele é tudo que você precisa“!

– Todos nós temos sonhos e desejos nesta vida. Há certos lugares que queremos ir e as coisas que queremos fazer. Mas às vezes nossos planos são muito diferentes do plano de Deus.

Como Elias encontrou-se sozinho se acampando por neste riacho murmurante, ele estava em um lugar onde o Senhor poderia ensinar-lhe alguma coisa. Elias aprendeu sobre confiar em Deus. Ele aprendeu que, na pior das circunstâncias Deus ainda estava presente. E quando os recursos eram poucos, ele aprendeu que o Senhor proveria! Se você vai ser fiel e obediente você vai aprender essas mesmas verdades!

Houve uma ocasião na vida dos discípulos que Jesus disse-lhes para entrar no barco e navegar para o outro lado do lago sem Ele e que mais tarde depois de orar ao Pai seguiria ao encontro deles. Assim eles fizeram e acabaram no meio de uma grande tempestade. Jesus até pode nos enviar para o meio de uma tempestade ou para o meio de uma matilha de lobos famintos. Mas lembre-se sempre de que Ele pode andar em cima dos mares tempestuosos, Ele pode saciar a fome e segar os cães que estão à espreita afastando-os das ovelhas indefesas. Ele nunca vai deixar ou abandonar você, e quando Ele escolhe, Ele pode falar a paz esteja convosco e ainda acalmar a tempestade em sua vida. Lembre-se também que, quando Ele envia você dentro de uma tempestade, deve existir uma razão para isso!! Mesmo que nós não possamos compreendê-lo no momento, ele tem um plano para nossas vidas!!

– Não só vemos que o Senhor nos diz para ir para onde não queremos ir…. Nós também vemos que:

  1. Ele pode dizer-lhe para ficar num lugar que você não quer permanecer.

Talvez não tenha sido uma grande luta para Elias ir para o rio Carit, para começar. Mas ele pode ter atingido um ponto em que ele estava pronto para passar para outra coisa. Ele está sozinho, ele não tem posses e foi sobrevivendo com as necessidades básicas. Alguns de vocês têm lutado batalhas por um tempo muito longo. Algumas de suas lutas tem sido sobreviver no meio de circunstâncias difíceis por muitos meses ou mesmo anos. Você está exausto e cansado… Você está frustrado e desanimado… Você está pronto para receber algum alívio e você quer que seus problemas terminem.

São Paulo estava em uma situação similar. Ele foi para o Senhor 3 vezes e pediu a Ele que removesse um “espinho na carne”.  Deus disse a Paulo em – (2 Coríntios 12, 9) … A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.

– Hoje o Senhor pode estar dizendo para você ficar em algum lugar que você não quer ficar. Você pode reivindicar essa mesma promessa… Deus está lhe dizendo que Sua graça é suficiente para você!!! Você ainda está onde você está porque Ele ainda está trabalhando em você! Ele ainda está ensinando, formando e purificando você! Você pode não gostar, mas Ele pode ter planos para deixar você por nesse riacho um pouco mais. Se você deseja sobreviver nestas circunstâncias você deve estar disposto a ouvir, mesmo quando você não gosta do que Ele esteja falando!


– Vemos também através da história de Elias que, a fim de sobreviver nas tribulações, devemos:


Jesus_crucificado_visao_pe_da_cruz



3. Olhar para o Senhor



– v4 Beberás da torrente, e ordenei aos corvos que te alimentem.


Deus foi fiel em sua promessa. Ele sustentou seu profeta. Todos os dias os Corvos lhe traziam pão e carne e bebeu a água do riacho. Estou certo de que Elias se cansou de pão, carne e água. Eu não ficaria surpreso se ele desejasse uma mudança de cenário. Mas Elias resistiu à tentação de tomar o assunto em suas próprias mãos. Ele não saiu para caçar. Ele não procurou outro riacho. Ele não olhou para outra morada. Se ele tivesse ido a qualquer outro lugar, ele teria morrido de fome. Deus havia ordenado provisões para Elias, mas Ele lhes havia ordenado a ser entregue naquele lugar e não noutro.

Há alguns de vocês que estão bem no centro da vontade de Deus e você está enfrentando circunstâncias difíceis. Mas há alguns de vocês que estão enfrentando circunstâncias desastrosas e a razão é porque você tomou o assunto em suas próprias mãos e você não está onde Deus quer que você estivesse. Se você não está onde Ele quer que você esteja… Você não pode contar com a Sua proteção ou Suas provisões! Se você estiver indo para sobreviver e vencer as dificuldades… você deve olhar para o Senhor e só Ele !!! — Junto com escuta e olhando para o Senhor, devemos também:


Jesus-ajudando-um-menino[1]


4 – Apoiar-se no Senhor 

– v5 – Elias partiu, pois, segundo a palavra do Senhor, e estabeleceu-se junto à torrente de Carit,


Sobreviver com os problemas na dificuldade exigirá muita fé. O Senhor disse a Elias para onde ir e o que fazer e foi exatamente o que ele fez.  

– Essa seca devastou a terra. A água secou. Não houve chuva ou orvalho. Toda a grama morreu. Da mesma forma as plantas e culturas murcharam. Sem dúvida, muitos dos animais morreram de fome. A única esperança que Elias tinha era a de confiar no Senhor.

Meu amigo, não importa o que você está enfrentando, a sua única esperança para sobreviver aos seus problemas é “apoiar-se no Senhor” !!! Como Elias, você pode estar sozinho nesta tempestade. Sua família, não pode ajudar, seus amigos não podem ajudar, o Padre, o pastor ou os irmãos da igreja não podem ajudar. Olhe para a única pessoa que pode ajudá-lo! Renda-se ao Senhor inteiramente, quem sabe por que você está lá! (Ele te colocou ali por um motivo !!) Confie somente n’Ele que irá prover para você o necessário, enquanto você permanecer lá! Confie somente naquele que irá protegê-lo enquanto você está aí!

Confie n’Ele quando as dúvidas sombrias lhe atacarem, Confie n’Ele quando a tua força diminuir, Confie nEle quando simplesmente só lhe restar esta opção, parece ser esta a coisa mais difícil de todas.

Confie nEle, Ele é sempre fiel, Confie nEle, pois sua vontade é o melhor para você, Confie nEle, pois o coração de Jesus é o único lugar de descanso.

Essa seca durou 3 anos e meio em Israel. Deus não deu a Elias uma agenda detalhada do que iria ocorrer. Deus simplesmente disse a Elias para obedecer e foi isso que ele fez. Deus não vai nos contar todo o futuro que esta reservado. Ele não nos dá um cronograma de eventos antes do tempo. Mas Ele nos dá uma direção e se nós estamos indo para sobreviver nas dificuldades, devemos apoiar-se totalmente n’Ele !!


Jesus_ensinando_sinagoga_1800x1200


Há uma verdade final sobre a sobrevivência nas tribulações que eu gostaria de considerar. Nos versos 6-7, vemos que devemos:


  1. Aprender do Senhor

    – v6 E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã, como também pão e carne à tarde; e ele bebia do ribeiro. 7 E aconteceu que depois de um tempo, o ribeiro secou, ​​porque não tinha havido chuva na terra.


Ao longo do tempo a seca piorou, o ribeiro secou. A fonte de vida sustentável ​​de água para Elias tinha ido embora. Mas Elias não se mexeu até que a Palavra do Senhor veio para dizer-lhe o que fazer. Lembre-se disso, Deus não ficou surpreso quando o riacho secou. Era tudo parte de Seu plano. Mesmo antes de o ribeiro secar Deus sabia o próximo passo a ser dado por Elias. E quando as circunstâncias parecem estar sem esperança, ele não foi SURPREENDIDO … Ele tem um plano !!

Você pode não saber o futuro, mas Deus sabe o próximo capítulo na sua história! Alguém disse com razão que “a vontade de Deus nunca irá levá-lo onde a graça de Deus não pode mantê-lo”. Não importa o quão ruim as coisas poçam ficar … se você é um filho de Deus, Ele estará sempre lá com você! E Ele nos deu uma grande promessa em – (Romanos 8,28).  “E sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

– Essa é uma promessa que nós podemos nos agarrar sempre nela !!

Até este ponto Elias tem sido fiel. Mas há uma mudança em suas circunstâncias aqui no versículo 7. O riacho seca! Se Elias tinha sido um mau cristão Eu acho que é assim que ele teria respondido.

Você até pode ouvi-lo murmurar:?!?!

“Senhor, eu tenho sido fiel a Ti a minha vida toda… como você pôde deixar isso acontecer comigo? Eu fiquei neste riacho murmurante porque você me mandou vir para cá e eu comi carne com mal cheiro entregues a mim por essas aves desagradáveis! Dia após dia eu tenho sofrido frio e calor e comido este pão seco e bebido dessa água impura!! Agora o que aconteceu?!?! Como vou sobreviver?!?! Por que você fez isso comigo Senhor?!?! Onde está o benefício em servi-lo?!?!

Eu desisto, vou cair fora dessa vida !! ..

Eu só vou cuidar de mim mesmo a partir de agora !! “

Isso não vos soa muito familiar? Soa familiar para mim e para alguns de vocês, porque essa era a nossa resposta às nossas dificuldades. E, em vez de aprender com o Senhor, você está agora sofrendo as conseqüências de sua rebelião! Mas Elias não respondeu dessa maneira. A razão é que ele tinha aprendido com o Senhor. Ele tinha visto que Deus foi fiel lhe protegendo e fornecendo o necessário. E embora ele não estivesse comendo bife à milanesa com batata frita e bebendo champagne em taças de cristal, Deus havia sofrido junto com ele até agora e Elias confiava nele para conduzir e prover no futuro.

O que Elias não sabia era que Deus estava o preparando para algo especial. Houve uma grande missão no horizonte para este homem fiel de Deus. Num futuro próximo, Deus voltaria a enviar Elias para confrontar Acab. Há em Mt. Carmel houve um grande confronto. Elias orou e Deus enviou fogo do céu. No final, Elias matou 45 dos profetas de Baal. E, finalmente, por causa da ousadia e fidelidade a Deus, Elias recebeu a glória!

Deus pode ter colocado você em uma situação muito difícil. Você pode ter estado em um vale tenebroso por um longo tempo … … Muito tempo! Você pode ter tido que ir onde você não queria. Você pode ter tido que ficar muito mais tempo do que você queria ficar onde não queria. Você pode ter tido que suportar coisas que você nunca quis suportar. E depois de tudo isso, parece que o seu riacho murmurante está secando de vez. Você não sabe se você pode dar mais um passo. Você não sabe como é que vai passar mais um dia. Sua situação parece sem esperança e você se sente impotente. Você está implorando a Deus: “Como posso sobreviver nestas minhas circunstâncias atuais” ???

A resposta é clara – viver para o Senhor, escutar o Senhor, olhar para o Senhor, Confiar no Senhor e aprender com o Senhor! Quando é o momento certo você vai ver que vale a pena obedecer. E você vai ver que você realmente PODE SOBREVIVER e vencer as TRIBULAÇÕES DO VIVER.

http://www.sermoncentral.com/sermons/how-to-survive-your-circumstances-kevin-l-jones-sermon-on-trials-and-difficulties-196291.asp


http://www.youtube.com/watch?v=iWLRKQyzbQQ


Salva_me_Senhor
Consertar_o_mundo Tende_Misericordia_Senhor

Tudo que você sempre quis!


Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”

(I Coríntios 2,9.)


Como a corça anseia pelas águas vivas, assim minha alma suspira por vós, ó meu Deus. Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei contemplar a face de Deus? ” (Salmo 41 2)


Sempre_quis


Sempre_quis3


Sempre_quis2


.


Tocar_o_Senhor seminario[1]
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg?w=130&h=120 sede_de_Agua_viva

Sobre estes anúncios

Ocasionalmente, alguns dos seus visitantes podem ver um anúncio aqui.

Conte mais | Ignorar esta mensagem


Dom de Milagres.

 Dons Carismáticos Extraordinários – SVE II.

Dom de Milagres


“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Estes MILAGRES acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados.”

 (São Marcos 16, 15 a 18)


 
Deus_faz_um_Milagre

Jesus Jesus


RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA – BRASIL

SECRETARIA PAULO APÓSTOLO

Módulo Básico – Apostila 02 – 2ª Edição

Carisma dos Milagres


  • De todos eles se apoderou o temor, pois pelos apóstolos foram feitos também muitos prodígios e milagres em Jerusalém e o temor estava em todos os corações.  

  • (Atos dos Apóstolos 2, 43)  e   (Atos dos Apóstolos 4, 30)
  • Estendei a vossa mão para que se realizem curas, milagres e prodígios pelo nome de Jesus, vosso santo servo! 


1. Introdução

O dom de milagres sempre esteve presente na história da salvação, desde o Antigo Testamento, provando a presença viva de Deus junto ao seu povo eleito. Muitos milagres foram operados através dos patriarcas (cf. Ex 7, 8-13), dos profetas (cf. 1Rs 17, 7ss; 1Rs 18, 20ss; 2Rs 2, 19ss) e outros tantos narrados na Bíblia.

Os milagres atestavam a divindade do Deus da Aliança, sua predileção por seu povo escolhido, sua assistência divina, seu poder glorioso. Eram sinais e prodígios que confirmavam a fé do povo no único Deus verdadeiro.

2. Conceito

O dom de milagres pode ser definido como uma ação do poder de Deus intervindo extraordinariamente em determinada situação. Algumas curas são milagres, mas esse dom não se limita à ação de Deus na restauração da saúde. Quando acontece uma cura instantânea, é milagre porque o fator intervenção de Deus é óbvio a ponto de não ser refutado.

Em alguns casos, a ação de Deus é súbita e extraordinária. “O milagre é um acontecimento ou evento sobrenatural, ou a execução de algo que seja contrário às leis da natureza; é um fenômeno sobrenatural, que desafia a razão e transcende as leis naturais; este dom é simplesmente a habilidade dada por Deus de cooperar-se com Ele, enquanto Ele executa os milagres através de um ato cooperativo com os homens”.

Todo milagre cristão autêntico aponta para a cruz e a ressurreição, começando com o milagre inicial da salvação e continuando através de todos os grandes e pequenos milagres subsequentes.

Os milagres são intervenções diretas de Deus na natureza do homem ou na ordem da criação. Os milagres provam o poder de Deus agindo na vida dos homens, levando-os a uma fé sempre mais crescente.

cura+do+cego+2[1]

3. Jesus e os milagres

Os evangelistas usam três termos ao referirem à intervenção de Deus: falam de fatos miraculosos, de demonstração de força e de sinais; geralmente, a palavra “milagre” vem acompanhada de um ou outro termo (revelando ser o milagre uma manifestação de força divina e sinal da ação de Deus). O que mais se realça nos milagres de Jesus é seu caráter extraordinário: cura instantânea de doenças incuráveis, ressurreição dos mortos, multiplicação dos pães, o que faz o povo se maravilhar. O escopo evangélico é o de ressaltar a manifestação da força e o caráter sinal. Este é o sentido dos milagres de Jesus: abrir os olhos sobre o mistério de sua Pessoa!

As curas e milagres estavam profundamente relacionados com a Pessoa Divina de Jesus, para a abertura da fé e confirmação de sua união com o Pai (cf. Jo 6, 28-29; 11, 40-42; 14, 11 ); estavam relacionados com o poder que Ele tinha como Filho de Deus (cf. Mc 2, 10; At 10, 38) e estreitamente ligados, combinados com a evangelização que proclamava. Evidenciava-se, assim, sua divindade de Messias, de Ungido do Pai pelo Espírito Santo (cf. Lc 4, 14; 10, 21).

Muitas vezes, apesar dos milagres e por causa da sua obstinação, os judeus não acreditavam em Jesus (cf. Mt 13, 58; Mc 6, 4-6; Jo 12, 37). Mas, freqüentemente, Jesus operava milagres, deixando-se levar pela compaixão diante do sofrimento humano (cf. Mt 9, 36; 14, 14; Mc 8, 2; Lc7, 13).

Os milagres eram também um meio do povo glorificar a Deus: ao ver a cura da mulher que vivia encurvada fazia dezoito anos (cf. Lc 13, 10ss), o povo foi levado ao entusiasmo; ao presenciar a cura de um cego em Jericó (cf. Lc 18, 35ss), o povo deu glória a Deus; diante da cura do paralítico em Cafarnaum (cf. Mt 9, 1ss), o povo glorificou a Deus por ter dado tal poder aos homens; ante o espetáculo dos mudos que falavam, dos aleijados que eram curados, dos coxos que andavam, dos cegos que viam (cf. Mt 15, 29-31), o povo glorificava o Deus de Israel.

Neste sentido, o milagre não apenas revelava a bondade de Deus e sua compaixão pelos homens ao curá-los, mas “efetuava também a salvação de Deus. É um ato de força, de poder, para repelir os adversários de Deus: uma irrupção do divino neste mundo, e ao mesmo tempo um sinal do mundo vindouro”. Sinalizava-se deste modo a presença salvífica de Deus em meio aos homens, e a implantação do seu Reino ( cf. Mc 6, 7; 7, 26; Lc 7, 22; 9, 1-6; Mt 12, 28; Lc 7, 18ss).

Os milagres de Jesus confirmavam à sua doutrina – é o que os Evangelhos afirmam em tantos relatos que trazem. A evangelização de Jesus era acompanhada de sinais prodigiosos, de milagres, confirmando sua eficácia, seu poder. O mesmo aconteceu com os apóstolos na Igreja Primitiva: “O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam” (Mc 16, 20).

4. A Igreja e os milagres

Jesus não guardou somente para si esse poder que Ele tem como Filho de Deu nem o restringiu somente à ação, aos seus gestos e ao tempo em que viveu no mundo. Jesus quis que a Igreja também fosse participante desse poder, para continuar a atrair para Ele os homens de todos os tempos. Assim, após a ressurreição, Ele deu aos apóstolos a mesma missão que teve: “Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio” (Jo 20, 21); “Quem vos ouve, a mim ouve” (Lc, 10); “Quem vos recebe, a Mim recebe, e recebe Àquele que Me enviou” (Mt 10, 40).

Ao escolher os apóstolos, conferiu-lhes poder de expulsar os espíritos imundos e curar todo o mal e toda a enfermidade; de anunciar o Reino de Deus e de curar os doentes; de ressuscitar, de purificar os leprosos” (Mt 10, 1-8). E os apóstolos “partiram e percorriam as aldeias, pregando o Evangelho fazendo curas por toda a parte” (Lc 9, 1-6).

O anúncio do Evangelho e os milagres acompanharam os apóstolos, mesmo depois da ascensão de Jesus ao Pai. Jesus lhes prometera o Espírito Santo, que lhes daria força” (cf. At l, 8), que os “revestiria da força do alto” (cf. Lc 24, 49), para que cumprissem plenamente a missão que Jesus lhes dera, de testemunhá-Lo ante os homens de todos os tempos e nações, “até os confins do mundo”.

A Igreja Primitiva entendeu que a fé em Jesus, tanto dos apóstolos quanto dos seus ouvintes, provocaria milagres como confirmação da ação de Jesus, pela força do Espírito Santo (cf. Gl 3, 5). É o que se pode ver, por exemplo, na cura do coxo junto à Porta Formosa do Templo ( cf. At 3, 1ss), realizada por Pedro e João.

No Concílio de Jerusalém, Barnabé e Paulo contaram à assembléia quantos milagres e prodígios Deus fizera por meio deles entre os gentios (cf. At 15, 12). Deus “fazia milagres extraordinários por intermédio de Paulo, de modo que lenços e outros panos, que tinham tocado seu corpo, eram levados aos enfermos; e afastavam-se deles as doenças e retiravam-se os espíritos malignos” (cf. At 19, 11-12).

Assim como Jesus, ao fazer o milagre em Caná, “manifestou sua glória e os discípulos creram nEle” (cf. Jo 2, 11), a glória Deus continuaria sendo manifestada pelos “sinais miraculosos”, edificando e fazendo crescer a fé dos ouvintes.

Na comunidade cujos membros se deixam guiar pelo Espírito Santo (cf. Rm 8, 9.14; Gl 5, 16.25), os milagres se tornam presentes, pois são promessas de Jesus a toda sua Igreja: “Quem crê em mim, fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque eu vou para o Pai” (Jo 14, 12).

Cabe, pois, a cada cristão, abrir-se sempre mais a esse dom que é também necessário nos dias de hoje. Há, efetivamente, nos tempos atuais, um reflorescimento dos dons carismáticos na Igreja; o dom de milagres continua sendo necessário para o surgimento e fortalecimento da fé em Deus.

Assim, “os casos de curas e de milagres são de todos os tempos, e ninguém que tenha fé em Deus, duvida que Ele tenha operado as curas, os milagres que por meio de pessoas, quer diretamente, em resposta à oração de seus santos, da Igreja triunfante ou da Igreja militante”,

5. Conclusão

O dom de milagres estará sempre presente na Igreja, manifestando a santidade de Deus e sua ação no mundo, provando seu amor. Deus continuará agindo de forma extraordinária, como agiu no Antigo Testamento, no Novo Testamento com Jesus e sua Igreja.

Ele quer operar hoje, por meio de cada batizado. Sua vontade não mudou. E quando se reúnem pessoas para louvar a Deus e proclamar sua glória, não é de estranhar que milagres aconteçam realmente.

Jesus prometeu sua presença (cf. Mt 18, 20): “se dois de vós se reunirem sobre a terra, para pedir seja o que for, conseguí-lo-ão de meu Pai que está no céu” (Mt 18, 19). Onde está a Igreja reunida na fé, na esperança, no amor, no louvor, na ação de graças, Jesus se torna presente como Aquele sobre o qual coloca sua complacência (cf. Mt 3, 17)

Toda vez que se reúnem em nome do Senhor Jesus, “tendo por Ele acesso junto ao Pai, no mesmo Espírito” (Ef 2, 18), os milagres podem acorrer de forma natural, fortalecendo a fé de todos.

Assim é preciso acreditar mais e mais neste Dom de milagres no coração da Igreja. Por meio dele, pode-se de forma mais convincente publicar as “maravilhas de Deus” hoje e sempre. Amém!


.


Segue em outro post o Dom da Fé:


Dom_Fé_Milagres


Milagre_lk Milagres lanciano-1 gloria-polo-2

Jesus Jesus



Assim, após a ressurreição, Ele deu aos apóstolos a mesma missão que teve:

“Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio”

Dom da Fé.

 Dons Carismáticos Extraordinários – SVE II.

O Dom da Fé.


“Em verdade vos digo: se tiverdes fé, como um grão de mostarda, direis a esta montanha: Transporta-te daqui para lá, e ela irá; e nada vos será impossível.”

 (São Mateus 17, 20)


 
Presentepravoce

Jesus Jesus


RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA – BRASIL

SECRETARIA PAULO APÓSTOLO

Módulo Básico – Apostila 02 – 2ª Edição

Carisma da Fé


“Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, pois para se achegar a ele, é necessário que se creia primeiro que ele existe e que recompensa os que o procuram” (Hb 11, 1-3.6).


1. Introdução

O cristão pode ter ousadia em sua vida sabendo que é uma pessoa de fé. Pode reivindicar a fé necessária para qualquer situação. Que benção é poder ter certeza que a fé é dom derramado! “Porque é gratuitamente que fostes salvos mediante a fé. Isto não provém de vossos méritos, mas é puro dom de Deus” (Ef 2, 8).

2. Conceito

A Carta aos Hebreus apresenta em seu capítulo 11 um dos textos mais expressivos a respeito da fé. Diz o texto sagrado: “A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê. Foi ela que fez a glória de nossos antepassados. Pela fé reconhecemos que o mundo foi formado pela palavra de Deus e que as coisas visíveis se originaram do invisível. (…) Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, pois para se achegar a ele, é necessário que se creia primeiro que ele existe e que recompensa os que o procuram” (Hb 11, 1-3.6).
A fé é, em última análise, um dom que o Espírito Santo colocou à disposição do homem para que ele possa experimentar concretamente da onipotência de Deus.
A fé, no mundo de hoje, é um grande desafio, pois muitos só creem em si mesmos, nas suas próprias capacidades, nos seus próprios talentos, no seu dinheiro, nos seus planos. Já não acreditam nos outros irmãos e a fé em Deus está muito fragilizada. Algumas vezes trata-se de uma fé tradicional, vaga, confusa, subjetiva, superficial, fria, indiferente.
A fé é como um raio de luz que parte de Deus para a alma. O Espírito Santo, que é o autor da fé, vem ao mundo de hoje reavivar, dando assim sentido à vida cristã de muitos batizados que viviam indiferentes ao seu estado.
Para compreender bem o que é o dom carismático da fé, é necessário fazer a distinção entre: a fé teologal ou doutrinal, a fé virtude ou fruto do Espírito Santo e o dom carismático da fé:

a) Fé teologal ou doutrinal (fé que acredita)

Por ela o cristão acredita nas verdades reveladas por Deus sobre si mesmo e sobre o homem e que são definidas pela Igreja.
A fé teologal faz o homem crer firmemente em Deus como seu Pai, que se importa com sua vida. Crer em Jesus Cristo como o enviado do Pai, o Filho de Deus, o salvador do mundo. Crer também no Espírito Santo que edifica a Igreja de Cristo e a santifica. Crer que o Espírito Santo é o poder de Deus. E porque crê nas três pessoas da Santíssima Trindade, o homem não só crê intelectualmente, mas adere profundamente às suas verdades, que se tornam luz e amor para seu caminho. Essa fé teologal é necessária para a salvação (cf. Gl 2, 15s).
A fé teologal vem em conseqüência do batismo, do anúncio de Cristo, do testemunho, da catequese. É ela que aprofunda a esperança e faz o homem agir na caridade (cf. Gl 5, 6). Fundamentada na Palavra de Deus, nos sacramentos, na vida de oração e na vida comunitária, a fé teologal é um grande sustento para o cristão do mundo de hoje, onde os homens “não suportam a sã doutrina” ( cf. 2Tim 4, 3-4).


Tua_fé_te_Salvou


b) Fé virtude (fé que confia)

Leva o homem a confiar plenamente na realização das promessas de Deus. Impulsiona-o a ir além do ato de aderir às promessas de Deus, conduzindo-o a uma entrega total a Deus e à sua providência (cf. Mt 6, 25).
Pela fé virtude, o homem se abandona à providência divina, pratica a Palavra de Deus, vive segundo a mentalidade de Jesus Cristo; não só conhece os mandamentos com sua inteligência, mas interioriza-os no coração, vive os ensinamentos de Deus não como obrigação, mas por amor, experimenta e crê na bondade e misericórdia de Deus.
Por esta fé o homem prova a si mesmo e ao mundo que a Palavra de Deus não é uma utopia, mas forte impulso interior, ao qual adere a sua vontade, uma vez que a fé está gravada no mais profundo do seu coração (cf. Rm 4, 19-21; 1, 17).
Esta fé virtude leva o homem a crer e experimentar a bondade, a misericórdia e o amor de Deus na sua vida (cf. 1Jo 4, 16), tornando sua oração um ato confiante: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8, 31-34).
“Porque nele se revela a justiça de Deus, que se obtém pela fé e conduz à fé, como está escrito: O justo viverá pela fé. Abrão não vacilou na fé, embora reconhecendo o seu próprio corpo sem vigor – pois tinha quase cem anos – e o seio de Sara igualmente amortecido. Ante a promessa de Deus, não vacilou, não desconfiou, mas conservou-se forte na fé e deu glória a Deus” (Rm 1, 17; 4, 19-21).

c) O dom carismático da fé (fé expectante)

A fé carismática se manifesta quando uma pessoa é movida a ter uma confiança íntima de que Deus agirá de forma atual. Essa confiança leva a uma oração convicta, a uma decisão, a uma firmeza de atitude ou a algum ato que libera a bênção de Deus (cf. Mc 11, 22-23; Mt 11, 24; Ex 14, 13-14; 1Rs 18, 20-40).
Essa certeza é tão especial que Deus age, e o resultado manifesta a glória de Deus. O padre Ovila Melançon ensina que este dom é dado em vista de ajudar a orar “com absoluta confiança e sem duvidar”.

3. O dom da fé na Palavra de Deus

Na Palavra de Deus existem vários episódios que descrevem a ação poderosa de Deus movida pela fé:

. (Rm 4, 23-24)
. Ex 14, 10 – Moisés diante das murmurações do povo, ao ver os egípcios se aproximarem.
. Ex 14, 13-14 – resposta de Deus.
. Ex 14, 16-21 -Moisés estendeu a mão sobre o mar, confiante que Deus iria operar maravilhas.
. 1Rs 18, 20-40 – Elias e os profetas de Baal – usou Elias o dom carismático, pois agiu com muita autoridade e confiança. A fé deu-lhe a certeza antecipada de que o Senhor agiria em seu favor.

Milagres realizados por Jesus em razão do dom carismático da fé:

. Mt 8, 5-13 – centurião
. Mt 15, 21-28 – cananéia
. Mc 5, 25-34 – hemorroíssa
. Lc 5, 21 – paralíticos e os amigos
. Jo 11, 1-44 – ressurreição de Lázaro.

4. O exercício do dom carismático da fé

O dom carismático da fé consiste em sempre crer incondicionalmente no poder de Deus; crer é saber que Ele agirá “aqui e agora” para o bem do povo, curando, libertado e realizando milagres que levem à edificação do Reino. Jesus diz: “Se creres, verás a glória de Deus” (Jo 11, 40}.
Não é preciso “fazer força” para ter fé, nem “forçar” Deus agir com “palavras de fé”. A fé é um dom gratuito e o cristão deve, com muita tranqüilidade, sempre crer que Ele faz o melhor e nunca decepciona aquele que nele confia, como diz Jesus: “Se vós que sois maus sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas ao que lhe pedirem” (Mt 7, 11)

5. Conclusão

O dom da fé é um presente que Deus dá para o bem da comunidade, assim como os demais dons. Nunca é demais notar que esse dom está profundamente associado com a caridade. Como os dons são dados para o bem comum, sua prática reflete a caridade. Assim também acontece com o dom da fé.

Portanto, como diz São Paulo, o cristão deve se empenhar em procurar a caridade, mas deve também aspirar igualmente aos dons espirituais (cf. 1Cor 14, 1). Assim, é bom e necessário pedir com insistência ao Pai o dom da fé, para realizar as obras que constroem o Reino e edificam a Igreja.

Segue em outro post o Dom de Milagres:


Dom_Fé_Milagres


Desafio_fé Fé_ciência Presentepravoce Fé_reveses_vida_2

Jesus Jesus



Vinde e Vêde !



Eu só acredito naquilo que vejo, não adianta explicar e nem insistir, quero ver para crer !

“No dia seguinte, estava lá João outra vez com dois dos seus discípulos. E, avistando Jesus que ia passando, disse: Eis o Cordeiro de Deus. Os dois discípulos ouviram-no falar e seguiram Jesus. Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: Que procurais? Disseram-lhe: Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras? Vinde e vede, respondeu-lhes Ele.”

Evangelho de Jesus narrado por São João – 1, 35-39.


jesus_pedro_andre



Tem que ver pra crer.


Neste mundo materialista em que vivemos hoje poderíamos dizer que esta seria a atitude mais sensata a se tomar.   Uma vez que João Batista havia afirmado que aquele homem era o Filho de Deus, seria preciso comprovar  se realmente isto seria verdade ou não.

Jesus sentiu que curiosos o seguiam, não com o interesse de buscarem alguma coisa mais séria, mas queriam apenas aplacar sua curiosidade, será que seria Ele mesmo este Cordeiro de Deus? Afinal já era uma promessa tão antiga que poucos ainda se lembravam dela e de repente aparece o Cristo  “Messias” assim em nossa frente.

Mas se Ele era realmente o Filho de Deus, Como parecia um homem tão comum?  Com uma aparência tão humilde, por acaso este Filho de Deus não deveria ter nascido em um grande e majestoso Palácio?

Sendo assim, Jesus aceita o desafio e Ele mesmo os convida para experimentarem a verdade, não de longe, mas bem perto, o mais perto possível, em sua própria casa, em seu próprio coração.

Afinal de contas já era hora de se revelar ao mundo anunciando a boa nova do Reino de Deus.    Já era hora de formar o seu grupo de discípulos e prepará-los para formarem a Igreja que levaria este Reino a todos os homens.

Este mesmo convite Jesus fez a outras pessoas, muitos o seguiram, mas também teve alguns que não se interessaram em conhecê-lo de perto, nem por isso Jesus os obrigou ou ameaçou de condenação eterna caso não o seguissem, isto porque a nossa opção deve ser livre, caso contrário não seria a nossa vontade e como se diz, só se entra no céu com seu próprio esforço pessoal.

“Eis que estou a porta e bato, quem abrir a porta entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo…”

Eu faria uma simples pergunta, se o Papa estivesse em minha cidade e de repente aparecesse batendo em minha porta pedindo para entrar:

O que faria eu ?

Fosse Católico, Evangélico, Cético, Ateu, Muçulmano ou de uma outra religião qualquer:

Sera que eu não o convidaria para entrar ?

Mesmo não sendo de sua Religião, seria uma pessoa conhecida e uma boa visita para se contar aos amigos, ou apenas para se trocar algumas palavras sobre coisas que gostaríamos de saber sobre ele.

E Jesus, não seria uma pessoa muito mais interessante e conhecida hoje?  Eu lhe digo, talvez não, talvez seria da mesma forma de quando Ele andava pelas ruas deste mundo, talvez seja tal como quando Maria e José procuraram um refúgio para passar a noite no dia que Ele nasceu, isto porque, posso dizer com certeza, não o conhecemos como achamos que deveríamos conhecê-lo e por isso este seu convite é sempre atual e aguarda a nossa atitude de resposta.


Vinde e vede !


Vinde e vede



VINDE E VEDE!


           Este post nasceu do exercício prático desta sugestão ou convite de Jesus, nesta ultima quinta feira visitei um grupo de oração para compartilhar com eles a palavra de Deus, mas antes da reunião havia uma celebração da palavra que sempre é efetuada por um dos ministros da Capela, porém lá chegando estava um Frei Franciscano da Paróquia executando a celebração, durante a homilia o Frei se referiu a esta frase “Vinde e Vede” e citou que hoje se fizermos uma busca na internet sobre este tema, não encontraríamos Católicos falando sobre isso, mas encontraríamos vários sites evangélicos pregando em nome de Jesus, enquanto que os Católicos não têm muito costume de pregar a palavra e nem de buscá-la como deveriam.

No fundo eu aceitei o que ele disse, porque eu mesmo já procurei temas para aprofundar ou buscar outras experiências e não encontrei, este foi um dos motivos pelos quais aqui estou, porque encontrei tanta coisa errada e opiniões divergentes à nossa verdade que justificaria realmente uma dedicação maior ao estudo da Palavra e compartilhar as experiências vividas com as pessoas que como eu, estão à procura do conhecimento da palavra de Deus, principalmente no meio Católico que a cada dia cresce mais o interesse por este tipo de busca, tanto é que alguns evangélicos mais exaltados aproveitam da situação e fazem verdadeiras armadilhas com temas como:

“Por amor aos Católicos Romanos”

“O Batismo da Igreja Católica”

“Por amor a Maria Mãe de Jesus”

E outros temas sugestivamente Católicos, usam destes temas de nosso interesse, mas falam diretamente contra a nossa doutrina e muitas vezes até de forma provocativa.

Por outro lado, sei também que existem hoje muitos sites e Blog’s Católicos que buscam compartilhar, debater e aprender as verdades da nossa Igreja, muitos dos quais já conheço e compartilho as experiências vividas a cada dia.   Estes blogs também podem ser encontrados lado a lado com os evangélicos e muitas vezes até mesmo antes dos evangélicos que são muito mais numerosos.

Fiz a pesquisa citada pelo Frei e realmente constatei que ele citou a frase, mas não havia feito uma pesquisa real, que para minha alegria, na primeira página da pesquisa havia somente um site que não era Católico e sei que este texto será o primeiro assim que for publicado, isto porque nós Católicos  começamos a ocupar nosso próprio espaço que já deveríamos ter ocupado a muito tempo, já que somos o maior País Católico do mundo.   Realmente deveríamos estar bem na frente daqueles que dividem o segundo lugar.

Temos mesmo que tomar esta iniciativa dos primeiros discípulos de Jesus, se Jesus passar por nós, temos que segui-lo imediatamente, não tem essa de ficar espreguiçando, enrolando e deixando pra depois.

Temos que ir ao encontro do Mestre e comprovar que Ele é realmente o Filho de Deus, este “vinde e vede” é uma experiência pessoal com Jesus, não basta aceitarmos o que João Batista nos diz, precisamos ver realmente de perto e comprovar que Jesus é o Filho de Deus que foi enviado para nos salvar.

É POR ESTE MOTIVO QUE EU REPITO O MESMO CONVITE FEITO POR JESUS, PARA QUE VOCÊ MESMO POSSA VER COM SEUS OLHOS E COMPROVAR A VERDADE.


VINDE E VEDE !!!


PRESENTEPRAVOCE