Podemos Bater Palmas Na Missa !


Preferi usar neste Título um ponto de exclamação! Pois exprime não uma interrogação, nem uma afirmativa, mas o espanto de uma nova descoberta para a maioria de nós Católicos:




Que descoberta ?


Podemos sim bater palmas nas Missas?   É uma pergunta recentemente discutida em toda parte e muitos gostariam de imputar um silêncio fúnebre como velório na maior celebração da vida que conhecemos, pois na Santa Missa se relembra sim o momento que Jesus morreu na cruz, mas acima de tudo celebramos o fato que dividiu a historia em duas partes.  A verdade de um homem ter voltado dos mortos depois de ter sido declarado morto e sem nenhuma gota de sangue correndo em suas veias conforme a visão profética de Ezequiel 37.

As palmas nada mais são que um acompanhamento rítmico e cadencial das musicas que no contexto Litúrgico seriam apenas um instrumento musical tanto quanto um violão ou um tambor que sempre foram utilizados nos cultos a Deus como instrumentos de Louvor como declara o Rei Davi em diversos de seus Salmos.

(Salmo 150) 1 – Aleluia. Louvai o Senhor em seu santuário, louvai-o em seu majestoso firmamento. 2. Louvai-o por suas obras maravilhosas, louvai-o por sua majestade infinita. 3. Louvai-o ao som da trombeta, louvai-o com a lira e a cítara. 4. Louvai-o com tímpanos e danças, louvai-o com a harpa e a flauta. 5 .Louvai-o com címbalos sonoros, louvai-o com címbalos retumbantes. Tudo o que respira louve o Senhor!

Sendo assim, todo instrumento musical incluindo o som de nossas mãos batendo uma contra as outras em forma de louvor podem e devem fazer parte do nosso culto de louvor a Deus, desde que seja no momento Litúrgico oportuno e Não bater palmas nos momentos inoportunos ou em épocas ou dias que realizamos uma Liturgia mais voltada ao Silêncio e à Meditação.

Jamais podemos esquecer de que os dois pontos máximos de nossa Fé devem se expressar na Liturgia totalmente voltada para a alegria, Pois no Natal comemoramos a alegria do nascimento de Jesus e na Páscoa comemoramos a alegria da Ressurreição de Jesus.

Observação 1 – Uma coisa deve ficar bem clara, as palmas que acompanham musicas não devem ser confundidas com aplausos, parabenizações, comemoração ou barulho de qualquer outra natureza que atrapalhe o sentido litúrgico do momento e sim apenas como um instrumento de louvor ao Pai.

Até bem pouco tempo atrás estaria terminantemente proibido o uso de palmas de qualquer espécie na Liturgia da Santa Missa Católica, mas seria mesmo proibido ou seria apenas um desuso momentâneo e uma má interpretação do que realmente significa cada parte de nossa verdadeira Liturgia?

A Liturgia do Rito Romano utilizado na Igreja Católica é composto de várias partes distintas com objetivos distintos e complementares, assim como a vida e a ação de Jesus neste mundo não se expressa em apenas uma frase, ou em apenas um só de seus atos ou milagres, também a Liturgia serviria para nos situarmos e relembrarmos cada fase do que seria necessário para nossa Salvação plena, sendo assim, ela é composta de momentos de acolhida, perdão, cura, libertação, suplica, alimento corporal, alimento espiritual, meditação da vida morte e Ressurreição de Jesus, louvor, adoração, confraternização, avisos, comentários e despedidas; Partes que se expressam particulares dentro de um todo e que em si mesma “EM SEPARADO” teriam as suas particularidades e que dentro do todo deveriam ser bem expressas e não suprimidas por uma outra parte qualquer.  Isto significa que uma acolhida deve ser sempre feita com alegria para se cativar o visitante que chega, para que ele se sinta bem recebido na casa de Deus.   Da mesma forma o momento em que meditamos a morte de Jesus deve ter um ar de respeito e silêncio de meditação até o momento em que o Sacerdote levanta o Pão e o Vinho o Consagrando a Deus.   Neste exato momento a nossa Fé reconhece o Jesus Ressuscitado, pois acontece ali o milagre da Transubstanciação e o pão se torna Verdeira Carne do Cristo Vivo e presente no meio de nós, neste momento aquele que estava morto volta à vida e a nossa tristeza deve se transformar em verdadeira alegria como profetizou Jesus Em (S. João 16, 20).



Jesus ressuscita para a Vida eterna frente a nossos olhares e assim se doa como um presente a nós para que também nos tornemos participantes de sua VIDA plena, não existe um momento para expressarmos a nossa alegria plena melhor do que este, não existe ninguém que não se alegre e faça uma festa quando recebe uma vida nova, logo não existe motivo para chorar ou ficarmos de luto e sim para soltarmos fogos e por que não aplaudirmos aquele que agiu para conosco com tamanha Misericórdia?

Não podemos compreender o mistério da vinda de Jesus a este mundo apenas por seu nascimento, nem apenas por sua morte e muito menos apenas por sua Ressurreição, mas é a união destes momentos de extrema alegria, tristeza e depois Alegria extravasante em uma só celebração que nos faz compreender por completo qual foi a grande obra do amor de Deus neste mundo.



Eu também poderia ter colocado o título deste post usando um ponto de interrogação:

Podemos Bater Palmas Na Missa ?

Como se eu não soubesse a verdade sobre este assunto ou na verdade estaria usando um truque Psicológico de se quebrar um “PARADIGMA“, ou seja, melhor explicando, “Blefar em um jogo de cartas e esperar a reação do oponente”, sendo assim a verdade se tornaria apenas um jogo de “BLEFE” e não uma “VERDADE ABSOLUTA”, Isto seria uma opinião especulativa e não uma resposta definitiva sobre o tema, uma mera forma de ensinar a minha maneira de pensar e induzir as outras pessoas a pensarem o mesmo que eu penso.   Poderia ainda usar o texto de alguém no passado e desprezar outro texto que expressa um pensamento diferente, até mesmo escrito por um Santo de maior Renome Teológico, desde que este texto dissesse o que eu queria dizer e não o que eu não gostaria que soubessem, mas, bem sabemos que sobre este assunto muitos expressaram suas opiniões, mas ninguém jamais quis fazer delas uma regra eterna acima da vontade Divina.

Poderia também lhes responder porque Sim e NÃO porque Não. contestando aqueles que difundem a ideia do “Porque NÃO” e nem sequer aceitam discutir teologicamente o “Porque SIM”

Poderia Também usar um ponto no final desta frase e simplesmente afirmar que sim e pronto.

PODEMOS BATER PALMAS NA MISSA.

Outros Textos em sequencia a este:

A CNBB Esclarece como se deve Utilizar as Palmas na Santa Missa.

Papa Proibe Bater Palmas na Santa Missa.

A verdade porém é que existe uma controvérsia sobre este assunto em particular e por muitos e muitos anos prevaleceu a execução de um Rito humano em que se preferia não Louvar a Deus com Palmas e sim apenas com o SILÊNCIO.   Da mesma forma que poderíamos interpretar mal um bater de palmas rítmico em acompanhamento aos louvores musicais com um simples aplauso à um ser humano qualquer, poderíamos também interpretar o silêncio como uma ausência completa de louvor e também uma ausência completa de Fé, simplesmente pelo fato de que ninguém saberia o motivo pelo qual se estaria em Silêncio uma vez que todos estariam sempre em silêncio e não se pode ensinar nada apenas através do Silêncio pois a própria palavra de Deus afirma em (Rom. 10) que nossa fé vem de ouvir a Palavra de Deus, se não ouvimos e não expressamos o nosso louvor de forma audível não podemos avaliar o grau de perfeição deste Louvor, se bem que o próprio Jesus se manifestou a este respeito quando descia do Monte das Oliveiras se direcionando a Jerusalém naquele Primeiro domingo de Ramos da História:

(São Lucas 19, 37) – Quando já se ia aproximando da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, tomada de alegria, começou a louvar a Deus em altas vozes, por todas as maravilhas que tinha visto. 38. E dizia: Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória no mais alto dos céus! 39. Neste momento, alguns fariseus interpelaram a Jesus no meio da multidão: Mestre, repreende os teus discípulos. 40. Ele respondeu:

Digo-vos: se estes se calarem, clamarão as pedras!

Lamentavelmente existem ainda muitos Fariseus e Tridentinos neste mundo que querem calar a voz daqueles que Louvam a Deus de todo Coração pela Alegria de nos ter enviado seu Filho Amado Jesus.

É uma pena, porque para eles as pedras clamarão e louvarão a Deus, pois ainda existem homens que possuem coração mais duro do que as pedras, é uma pena também porque não poderemos identificar estes homens como filhos de Deus e herdeiros dos céus, pois preferem o silêncio  e as trevas de seus segredos e pecados do que a graça de se manifestarem visivelmente como um filho que ama a Deus de todo coração.

A maneira correta de usarmos as Palmas em uma celebração Litúrgica é exatamente observarmos os momentos em que deveríamos expressar a nossa alegria e jamais bater palmas nos momentos de pesar, pois é por não saber observar estes momentos e abusarem da distração do Sacerdote, que alguns ministros de música podem cometer erros graves, mas tudo isso é apenas uma questão de aprendizado e aperfeiçoamento e não de proibição irrestrita.

O texto abaixo foi utilizado como resposta a um Blog defensor do “NÃO BATER PALMAS DE FORMA ALGUMA NA MISSA”, inclusive desobedecendo as regras Litúrgicas utilizadas pela Igreja Católica atualmente depois do Concílio Vaticano II em defesa de regras utilizadas no Rito Tridentino que deixaram de ser utilizadas como Rito “ORDINÁRIO” a mais de meio século.



Segue o texto:

Salve Maria

Deus seja Louvado

Caro Irmão, bem vejo a sua boa intenção em ensinar a verdade e propagar o respeito à santíssima Missa Católica, mas não podemos apenas observar que Maria derramou suas lágrimas pelo sofrimento de seu amado filho Jesus e uma espada transpassou seu coração com a dor mais terrível da terra e não somente ela pôde sentir esta dor, até mesmo seus discípulos presenciaram o apagar de uma luz, até mesmo da luz do sol que brilha ao meio dia e a esperança de Salvação para este mundo, tanto é que após a morte de Cristo nada mais se poderia fazer pela Salvação deste planeta e por isso alguns discípulos se dispersaram e voltaram para suas casas em Emaús tristes e abatidos e até compartilharam sua tristeza com um peregrino que encontraram pelo caminho, só restava agora morrer de tristeza.    O que eles não sabiam, porque sua falta de Fé os cegava, era que aquele peregrino era já o próprio CRISTO VIVO E RESSUSCITADO NO MEIO DELES.  Como podemos nos entristecer pela morte daquele que está vivo?  Como podemos fazer um velório de alguém que não morreu? como podemos permanecer tristes e abatidos sabendo que a fonte de nossa alegria é eterna? como podemos não manifestar a nossa alegria através de nossos aplausos e cânticos de júbilo em louvor àquele que morreu por nós ou antes, Daquele que ressuscitou dos mortos para nos dar a certeza da vida eterna ?   Não se esqueça que a Igreja Santa Católica e Apostólica Romana deve acreditar que Jesus está realmente vivo e presente na Ostia Consagrada, logo, mesmo que por um curto espaço de tempo Jesus tenha estado morto, em seu CORPO FÍSICO CARNAL, ELE NA VERDADE NUNCA ESTEVE MORTO PARA QUE PUDÉSSEMOS TEMER PELA PERCA DE NOSSA SALVAÇÃO.  JESUS MESMO DECLARA QUE quando Ele anunciou a sua morte, os corações de seus Discípulos se entristeceram e Ele mesmo os conforta dizendo que este momento seria breve e foi tão breve, que nem podemos comparar miseras 39 horas com uma eternidade que desfrutaremos a presença de Jesus em nossas vidas presentes e futuras.  Se portanto, agora seu coração se entristece por saber que Jesus morreu, muito mais há de se alegrar em saber que Jesus NÃO MORREU e jamais morrerá, pois Ele é Deus e é eternamente presente no meio de seu povo.

In Corde Jesu at Mariae, Semper



38 Respostas

  1. Nada de palmas na missa e acabou cambada de safados.

    Curtir

    • Olá Jrf

      Paz de Cristo.

      Eu fico sem entender porque um Católico Apostólico Romano defensor de sua fé se acovarda a tal ponto de enviar um comentário anônimo e um e_mail Fake e se aproveitando deste anonimato distrata as outras pessoas como se ele o grande covarde fosse o detentor de toda a verdade.

      É exatamente por este motivo que existe este Post, para que os Verdadeiros Católicos saibam que são livres para louvar o Senhor nosso Deus com toda alegria de seus corações e que bater palmas em acompanhamento musical em uma missa está totalmente dentro da vontade de Deus e não existe nenhum documento na Igreja Católica que proíba ou iniba esta atitude, apenas existe documentos que indicam o momento certo e o que não seria recomendado, basta agir corretamente conforme o momento litúrgico.

      As ameaças usando o nome de Bento XVI acabaram, porque Ele mesmo sendo um bom Papa e excelente Teólogo jamais em toda sua vida foi Padre em uma Paróquia, sempre foi assessor de gabinete do Vaticano e é por isso que o Papa Francisco incentiva muito mais a pastoral e a evangelização nas ruas e não nas Igrejas, isto porque documentos lindos e maravilhosos não abraçam as pessoas, não dão pão a quem tem fome e ficarão mofando nas bibliotecas das igrejas e conventos sem o menor fruto nas casas e ruas de nossas cidades, é por isso que Padres e Bispos agora terão que sair de suas paróquias e ir para as ruas e casas evangelizar face a face as ovelhas que teoricamente seriam Católicas. mas que na prática foram catequizadas pela TV GLOBO que esta presente em cada lar e não nas bibliotecas dos conventos.

      Assuma a realidade e veja que o povo não é uma teoria e que temos que ir ao povo de uma forma que ele nos receba e nos compreenda e se sinta convidado a seguir Jesus, caso contrário você continuará sendo participante de uma Igreja apenas teórica, mas não Real.

      Que deus te abençoe.

      presentepravoce

      Curtir

  2. este é um texto contraditório no que nos diz o Santo Padre o Papa João Paulo II em sua Carta Apostólica Domenica Caena de 24/02/1980…

    Curtir

  3. É pena que a nossa igreja se encontra tão dividida .Na minha opinião , devemos obediencia ao Papa , ou com nossas opiniões diferentes logo fundaremos outra Igreja ou denominação . Palmas deveria sómente acompanhar os encontros e grupos de oração de louvor em salões, ginásios e estádios e não nas celebrações da Santa Missa dentro das Igrejas é a minha opinião.
    Até o Órgão litúrgico que é o instrumento próprio para a música Sacra e Litúrgica que nos ajuda na interiorização e adoração quase foi banido de nossa Igreja . É no silêncio que ouvimos à Deus e não no barulho das músicas tocadas por instrumentos amplificadíssimos, altíssimos e ensurdecedores . A seriedade precisa ser resgatada em nossa Igreja que não é palco de apresentação de shows de músicos . Já participei destas celebrações na qual dizem ser de cura e libertação, mas fico com a linha tradicional da nossa Igreja , pois toda Missa é de cura e libertação , mas devemos obediencia ao Papa pois toda autoridade é constituída por Deus e não permaneço mais em Igrejas aonde o pároco é desobediente e incentiva os fiéis a baterem palmas nas celebrações.

    Curtir

    • Cara Sonia

      Paz de Cristo

      Concordo inteiramente com você, realmente é um absurdo esta situação de Divisão na Igreja de Cristo, esta situação acontece porque houve muito abuso de poder no passado e as pessoas eram obrigadas a seguir regras e não dar nenhuma opinião mas esta situação mudou com a abertura da Igreja no Concílio Vaticano II e é por este motivo que os tradicionalistas com o absolutismo continuam lutando para que a nossa Igreja permaneça em um sistema absolutista, mas a nossa realidade mudou, o mundo não é mais absolutista e neste mundo as pessoas tem vez e tem voz, é por este motivo que todos querem expressar as suas opiniões, mas o que acontece é que a VERDADE DIVINA não pode ser alterada e a mensagem de Jesus será sempre a mesma, mesmo que os homens não concordem com ela e tentem amenizar o compromisso que Cristo pede de nós, que é 100% de nossas vidas, isto significa que devemos ser guiados e conduzidos inteiramente pelo Espírito Santo de Deus, mas muitas pessoas preferem ser guiadas pela letra da lei de Moisés, por ser mais comoda e mais fácil de ser manipulada pela vontade humana, por isso, de um mesmo texto os tradicionalistas dizem uma coisa e os da teologia da libertação dizem outra.

      Porém o nosso texto aqui se trata de uma grave MENTIRA, isto porque os tradicionalistas copiaram um AVISO veiculado em uma missa festiva realizada em praça publica com milhares de pessoas em um pais Europeu com pessoas de diversos países no local e querem dizer que este simples aviso é uma ordem do Papa, fazendo pessoas acreditarem que o Papa é contra a RCC ou ao modo como se usam Palmas dentro da liturgia no Brasil, tudo que acontece aqui no Brasil é perfeitamente permitido pelo missal Romano e existe varias explicações para este fato, mas o tradicionalismo não quer nem saber de alterações na liturgia que foram permitidas depois da reforma Litúrgica executada pelo Papa Paulo VI isto caracteriza que os desobedientes são eles e não nós, porque na verdade eles nem sequer aceitam o Concílio Vaticano II e nem o nosso C.I.C. porque seguem a linha de ensinamentos do famoso Bispo Dom Marcel Lefebvre que foi excomungado de nossa Igreja por desobediência e mesmo o Papa Bento XVI perdoando os Bispos cismáticos que foram excomungados em troca de obediência ao CV II isto não ocorreu até os dias de hoje, portanto criaram vários sites na internet e interferem na vida da Igreja passando por cima da autoridade dos Bispos através de contra ordens dadas pelo Vaticano dizendo que o Papa disse isto ou aquilo, que o Papa permite isto e não permite aquilo, sendo que o Papa nada disse a este respeito. Você pode até ler em um comentário aqui acima neste mesmo post que o Fabio Pates disse que o Papa […] irá retornar a missa Tridentina com os padres rezando em Latim e de costas para o povo,[…] isto não passa de uma MENTIRA, pois a primeira versão desta história foi veiculada assim […] “Recebi informações de conhecidos no Vaticano que escutaram nos corredores de Roma que Bento XVI pretenderia retornar as missas tridentinas em todo mundo” […] e desta forma uma mentira em forma de fofoca foi absorvida como verdade, da mesma forma este aviso dado em uma missa tem a proposta de se tornar a vontade do Papa quando na verdade foi apenas um aviso dado pelos organizadores do evento, assim como em cada missa realizada no Brasil se dão diversos avisos paroquiais e diocesanos, mas que tem efeito apenas para aqueles que assistiam a missa local e um aviso veiculado em Goiânia não faria o menor sentido em São Pulo, principalmente aquele que diz “A Partir de agora façam silêncio por favor”.

      Enquanto que uma ordem do Papa para todo o mundo é feita em forma de carta e enviada oficialmente para todos os Bispos e só depois é direcionada aos Leigos em forma de documento, muitas destas cartas só são entregues para os Bispos e eles se incubem de levá-las ao conhecimento do povo, ao dizer que o Papa mandou parar de bater palmas e os Bispos continuam permitindo isto no Brasil é a mesma coisa que dizer que todos os Bispos são desobedientes e assim criando um clima de discórdia na Igreja, mas a verdade é que não existe este documento e nem nunca existiu, o Papa jamais se manifestou a este respeito e portanto não existe nenhum motivo para ter sido veiculado tal notícia no Brasil.

      Percebo que muitas pessoas dão crédito a estas mentiras e por isso acreditam que realmente o Papa é um tradicionalista e pretende mesmo tornar as missas tridentinas, mas lamentavelmente para aqueles que assim acreditam e espalham estas falsas notícias o Papa não é tradicionalista e jamais dará passos para trás nas reformas que a própria Igreja implementou na Liturgia, sendo assim é bom nos acostumarmos com o que a Igreja realmente é e não com falsas esperanças que já transcorrem a 50 anos de alguns tradicionalistas que na verdade estão todos já a beira da morte

      A regra básica para toda e qualquer evangelização ou catequese é sempre dizer a verdade, por que os tradicionalistas usam de mentiras para ensinar a sua desobediência?

      Nós não precisamos mentir porque temos o Papa do nosso lado e estamos sempre em obediência à Igreja e com a Igreja e vemos que nossa Igreja está crescendo e recuperando muito espaço perdido aqui no Brasil enquanto que em países que mantiveram o tradicionalismo cego já perderam 70% dos fiéis nestes mesmos 50 anos, é o caso da Espanha e da França na Europa.

      Só gostaria de deixar bem claro que um aviso dado em uma missa só porque o Papa estava presente não se torna automaticamente uma vontade do Papa, se assim fosse todos os outros avisos deveriam fazer o mesmo efeito e veja que existem muitos avisos e até mesmo na própria voz do Papa que aprovam como a Igreja Brasileira esta agindo.

      Que Deus nos abençoe.

      Paz de Cristo

      Sizenando.

      Curtir

      • Muitos católicos se esquecem, com muita facilidade, que o Concílio Vaticano II não revogou todos os outros Concílios da Igreja!

        São rápidos em jogar fora toda uma rica e santa Tradição de dois mil anos para ficar apenas com meia dúzia de palavras do último Concílio, que usam como desculpa para todo tipo de abuso.

        Com a mesma desculpa, virou a regra receber a Hóstia na mão, o que deveria ser uma exceção, e o Papa já falou sobe isso diversas vezes… Mas quem se importa? Com essa prática, entre outras coisas, facilita-se o trabalho de todo tipo de praticantes de rituais pagãos e de magia negra, que ao invés de consumir, levam a Hóstia para usá-la em rituais macabros, muitas vezes envolvendo bacanais e outras barbaridades. Pesquisem e descobrirão casos horripilantes. Porque não se obedece, simplesmente, ao Papa, que é a obrigação de todo bispo e todo padre?

        O que vemos na maioria das Missas no Brasil não são pessoas batendo palmas apenas para acompanhar os cânticos, e sim um verdadeiro circo, em que se aplaude a toda hora, se dança, se faz batucada, etc… Isso sem falar na tal “missa-afro”, totalmente descaracterizada, que nada tem a ver com catolicismo e nem mesmo com a realidade brasileira.

        Hoje, em cada paróquia, cada padre é o “astro”, e cada um inventa o seu “rito próprio”. E a desculpa é sempre a mesma: o Vaticano II Serão esses os frutos do Concílio?

        Para finalizar, nunca é demais lembrar que o Vaticano II foi um Concílio meramente pastoral, e não dogmático. Infelizmente, no Brasil e na América Latina, o que vemos é o surgimento de um novo cisma, uma nova divisão na Igreja. Já se fala em Igreja Católica Apostólica Romana e igreja católica do Brasil ou igreja da América Latina… Lamentável.

        Curtir

    • deixa de ser ridícula prefere sair da Igreja e não receber Jesus somente por causa das palmas???
      para de ser ritualista!!
      se dependesse de você a Igreja teria parado no século retrasado.
      ou seja teria fechada as portas. Viva o Concílio vaticano II.
      conheço pessoas como vocês não batem palmas, porém cometem pecados horrorosos. vão se confessar.

      Curtir

  4. a paz do senhor
    irmao o senhor falou muito do silencio…mas o silencio é a forma mais perfeita de chegar a Deus
    antes de Deus dizer amarás o senhor teu Deus com todo o teu coração,com toda a tua alma,com todas as tuas forças.
    antes ele fala ouve israel…so escutamos a Deus quando fazemos silencio.
    a parte do barulho vem a partir quando saimos da igreja,pois devemos demonstrar o quanto amamos a Deus com atitudes de amor ao proximo,evangelizando…
    a igreja é lugar de silencio e contemplação
    se fizéssemos isso e tivéssemos mais respeito as pessoas iam entender bem melhor o sentido da missa
    mas o que realmente se ver nas paroquias é o povo na sua grande maioria seguindo algo porque é obrigado ir todo domingo a missa e nem sabem o que ta acontecendo la na frente.
    e as palmas fogem,tira a atenção do momento liturgico vivido e daquela grande realidade da santa missa que está alem dos nossos olhos.
    paz e bem irmão

    Resposta:

    Caro Irmão

    Eu concordo com sua opinião que precisamos fazer Silêncio para ouvir a Deus, não só concordo como promovo em nossas reuniões logo após o Louvor um momento de Silêncio para se ouvir a voz de Deus em nosso Coração… Oh! e como Ele fala, tivemos neste domingo uma prova incontestável desta VERDADE.

    Por outro lado você diz uma coisa e ao mesmo tempo justifica algo que é exatamente pela falta de alguém que FALE, pois se todos permanecerem em silêncio, ninguém ouvirá nada e assim será muito difícil adivinhar as coisas de Deus, tanto porque, O Próprio Deus nos mandou ir e evangelizar a toda criatura, mas se sairmos por ai em silêncio, acho que ninguém irá conhecer este Deus, São Paulo também diz em sua carta aos Romanos (10) que a Fé vem de ouvir a palavra de Deus, e como ouvirão se não houver quem pregue? sendo assim, é necessário sim falar, orar e louvar a Deus com hinos e cânticos espirituais com toda a alegria de nosso coração e como está escrito nos Salmos (150), devemos também usar palmas e instrumentos musicais e depois sim devemos fazer o nosso momento de silêncio. fica claro que: o silêncio é necessário, mas o louvor também é necessário, todos fazem parte de um só culto agradável a Deus, se assim não fosse verdade Jesus teria permitido que seus Discípulos mandassem que se calassem aqueles homens que gritavam nas ruas de Jerusalém saudando Jesus o Filho de Davi uma semana antes da páscoa quando Jesus foi morto em Jerusalém.

    Mas se assim Jesus não os permitiu, espero que você entenda também o por que, Porque, se nós homens não louvarmos a Deus como Ele é digno de ser louvado, deveremos ceder nosso lugar às pedras, se você assim preferir ficar mudo, surdo e inerte como uma pedra sem vida, que esta seja a sua opção, mas por favor,… não impeça aquele que é uma nova criatura renovada pelo Espírito Santo de manifestar a sua alegria por estar cheio do amor de Deus em seu coração, porque a Bíblia diz que são estes os adoradores que o Pai procura.

    Que Deus seja Louvado.

    presentepravoce

    Curtir

  5. O Missal Romano é a norma! Fora daquilo é abuso. Palmas não é inculturação, pois quebra todo o sublime clima que uma Missa deve ter. Quando alguém viu bateção de palmas nas Missas da Basílica de São Pedro?

    E outra, o Concílio Vaticano não tem caráter infalível em absolutamente nada, em nenhum dos documentos. E Bento XVI já começou a peneirar os erros que fizeram adentrar a fumaça do inferno dentro da Igreja, a começar pelo “poder” demasiado nas mãos dos leigos, sobretudo, nas Missas.

    Resposta:

    Salve Maria

    Mais uma vez você está inteiramente correto, devemos fazer aquilo que está no missal Romano e o missal Romano Diz claramente que o responsável pela Liturgia é o Bispo local de cada Diocese e que portanto é Ele que representa a autoridade do Vaticano em cada localidade e que portanto, nós leigos devemos participar da Missa conforme o nosso Bispo local determine, se Ele liberou as palmas e se acha que elas não atrapalham a Liturgia, devemos segui-lo e não ficar nos reprimindo porque um leigo de não sei onde e que nem participa da Santa missa Dominical só porque se trata da “Missa Nova” e não reconhece a Reforma Litúrgica como válida como você se referiu denegrindo a imagem do maior documento da Igreja Católica de todos os tempos “Que é o Concílio Vaticano II”, lembrando também que se entrou alguma fumaça demoníaca na Igreja, esta entrou sim na FSSPX, Igreja dissidente da Igreja Católica que causou até a excomunhão de Dom Marcel Lefebvre seu fundador da Igreja Católica.

    Por outro lado, não existe nenhuma restrição do uso das Palmas escrito por sua Santidade o Papa Bento XVI e se Ele está peneirando alguma coisa é exatamente a intromissão dos tradicionalistas em assuntos do Magistério da Igreja, pois pelo que eu saiba, você não é nem Padre e nem Bispo, muito menos um representante do Magistério oficial da Igreja para ficar dando ordens aos leigos Católicos, caso contrário, inclua aqui as suas credenciais e autorização Papal para ser seu representante perante os Bispos do Brasil, caso contrário, permaneça em sua Igreja Tridentina tocando seu sininho e deixe que os Católicos batam suas palmas de acordo com a instrução de seu Próprio Bispo local, porque este sim é o único que pode dizer sim ou não a este respeito dentro de sua própria Diocese.

    Ps. Quando eu estive no Vaticano assistindo a Santa Missa Com o Papa, vi sim em diversas ocasiões as pessoas batendo Palmas e isto pode ser observado até pela televisão, mas isso também não vem ao caso, pois a Reforma Litúrgica deixa claro que a liturgia deve ser de acordo com a localidade de cada nação e que não se exige uma uniformização, tanto porque cada povo e nação compreende melhor a palavra e a vontade de Deus se a p´regarmos de acordo com nossos costumes e em nossa própria língua, porque se falarmos em latim, ninguém irá entender e o nosso objetivo é evangelizar e não complicar ou esconder a verdade.

    In Corde Jesu, Semper.

    Presentepravoce

    Curtir

  6. Bom, não posso ficar indiferente a este assunto.
    Seus argumentos são bons, pois desvia a questão dos aplausos para as palmas ritmadas pela música.
    Contudo, eles se quebram facilmente, quando diz com todas as letras que a Santa Missa não compõe um todo, mas sim partes separadas, e que, em cada parte há a sua particularidade e tem como ponto alto o Sacrifício de Cristo, expresso na chamada “consagração”.

    Pois bem, caro amigo:
    Segundo o IGMR, divide a Missa em apenas 2 partes – Liturgia da Palavra e Eucarística, intimamente ligadas entre si.
    E se, você diz que quando louvamos, nos alegramos, como nos Salmos, podemos exaltar, deixo-te a pergunta: Por que na Oração Eucarística, que como a IGMR, define como “centro e ápice de toda a celebração, prece de ação de graças e santificação. O sacerdote convida o povo a elevar os corações ao Senhor na oração e ação de graças e o associa à prece que dirige a Deus Pai, por Cristo, no Espírito Santo, em nome de toda a comunidade. O sentido desta oração é que toda a assembléia se una com Cristo na proclamação das maravilhas de Deus e na oblação do sacrifício. A oração eucarística exige que todos a ouçam respeitosamente e em silêncio”.

    Ora se a Oração Eucarística, que é o ponto alto de toda “Ação de Graças”, de toda a celebração, o maior Louvor já dirigido ao Pai por meio do seu próprio Filho, imolado, em comunhão com o Espírito Santo, que nos ensina a clamar: Abba, ó Pai, o Missal pede-nos que a ouçamos respeitosamente e em silêncio?

    Outra, você mesmo diz que as palmas funcionam como uma percussão, mas, como o Missal prevê outros instrumentos para a celebração da Missa, não seria desnecessário, visto que há instrumentos para isso? E outra, Santa Cecília declarou que o melhor instrumento para se louvar a Deus é a VOZ do ser humano, preenchida pelo Espírito Santo.

    Outra coisa que você peca é falar da diferença entre o Deus morto-crucificado e o Deus ressuscitado. Não se esqueça que o Apóstolo Paulo, anuncia a crucificação, pois sem ela não haveria ressurreição e sem ressurreição, não haveria crucificação. A Teologia Oficial da Igreja, inclui em seus Símbolos, a crucificação e a ressurreição. Afinal, vale lembrar da resposta de fé do “Eis o Mistério da Fé” – Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição, vinde, Senhor Jesus! Não se fatos isolados, mas intimamente ligados como a Liturgia da Palavra e da Eucaristia.

    Mas veja bem, não estou defendendo a extinção das palmas na Santa Missa, apenas quero que você entenda que seus argumentos são falhos, você poderia optar por aquilo que o IGMR fala que as Conferências Episcopais devem analisar as índoles do povo, ou seja, “a cultura” local, pedir autorização para a Santa Sé e isso ser incorporado à liturgia, como é o caso da cor litúrgica AZUL para a Espanha.

    Enfim, outra coisa que deve parar de acontecer é confundir PARTICIPAÇÃO da missa como prevê a Sacrosanctum Concilium com EXASPERAÇÃO. Quando a SC, fala de uma participação ativa, consciente e frutuosa, ela está chamando atenção para a celebração em si da Eucaristia, pois uma vez que ela está na língua vernácula, é para entendermos cada palavra, cada gesto e fazer disso a nossa oração. Aí sim, nossa PARTICIPAÇÃO alcançará os FRUTOS desejados pelo Espírito Santo. Não se esqueça, a espiritualidade católica primitiva está fundada na celebração da Eucaristia, é de lá que devemos colher os frutos da nossa redenção.

    Encerro, pois o texto já se encontra demasiadamente longo e, rogo a Deus, Trindade Santa, que possamos chegar ao pleno entendimento de que a Liturgia pertence à Ele, como um presente para a humanidade, para saborear aquilo que nos espera no céu e não como um mero instrumento do homem para realizar suas satisfações.

    Em Cristo Jesus, o Bom Pastor

    Curtir

    • Olá Pe. Artur

      Peço-lhe a sua benção.

      Como vai a diocese de Limeira, tudo bem por aí?

      Agradeço pelo vosso comentário e agradeço ainda mais pelo reforço sobre a presença das palmas na Santa Missa.

      Creio que o tema seja polêmico e carece ainda de um pouco de estudo, é bem evidente que Jesus quando estabeleceu o seu desejo de que nós celebrássemos a Santa Missa em sua memória não estabeleceu muitas regras ou métodos e que a Santa missa é hoje o fruto de muitos anos de aperfeiçoamento, escolhas, transformações sem dizer nas diversas adaptações culturais para que seja melhor compreendida em cada localidade, bem sabemos que. por mais que nos esforcemos jamais conseguiremos um Rito uniforme em toda terra, isto porque é o próprio Deus que prefere que nosso louvor seja algo que brote do coração e não apenas seja um movimento repetitivo e uniforme como o programa de uma máquina sem vida.

      O Sr. Diz que eu pequei ao dizer que nossas palmas se juntam ao cântico de louvor como um instrumento musical e que para tanto existem os instrumentos musicais que o ser humano criou. A palavra de Deus nos diz em diversos Salmos e principalmente no Salmo 150 que devemos louvar a Deus de todo nosso ser, toda nossa alma, todo o nosso coração e todo o nosso corpo, sendo assim as mãos fazem parte deste corpo criado por Deus e portanto é o mais perfeito instrumento musical que possamos ter, pois foi criado pelo próprio Deus e através das mãos podemos expressar diversas formas de louvor a Deus e de acordo com a mesma Palavra de Deus não só podemos como devemos nos utilizar de nosso corpo para demonstrar o nosso louvor ao Pai e por outro lado, para se utilizar de um instrumento musical, sempre seria necessário um dom especial, um aprendizado e mesmo assim não seria utilizado uniformemente por toda a assembléia, mas no caso das palmas sim, todo o povo pode ao mesmo tempo elevar um aplauso às maravilhas do Pai ou simplesmente acompanhar uma canção ritmando e cadenciando sem a necessidade de nenhum outro instrumento musical.

      Podemos dizer também que: quando Jesus descia o monte das oliveiras rumo à cidade Santa onde conheceria a sua morte poucos dias depois, Ele foi aclamado em alta voz e aclamado como Rei, mas nesta oportunidade alguns de seus discípulos o interpelaram para acabar com este barulho e alvoroço que poderia ser confundido com baderna e bagunça sem a menos organização, mas Jesus ao invés de mandar que se calassem, disse exatamente o contrário, pois adverte que não os interrompa e se por acaso isto acontecesse as próprias pedras clamariam, sendo assim eu creio que Jesu não esteja muito preocupado com o fato de batermos palmas ou não, pois Ele sempre esteve mais preocupado foi mesmo com a sinceridade de nossos corações, porém fica evidenciado de que: se nós que somos seus filhos não lhe prestarmos o louvor que lhe é devido Ele tem o poder de convocar até mesmo os seres sem vida para que tomem o nosso lugar neste louvor e adoração.

      O fato que O sr. sugeriu a respeito da Permissão para se utilizar as Palmas na Santa Missa é referido pelo Padre Rafael no Link disponível neste texto acima, mas ali o Pe. Rafael afirma que nem mesmo autorização seria preciso pedir, pois a santa Igreja deixa claro que as palmas neste caso seria apenas uma cultura do povo Brasileiro e de outros povos e que por este motivo já teria o direito de ser utilizada nesta celebração, logicamente com os devidos critérios do bom senso e evidentemente eu jamais defendi o uso e abuso das palmas em qualquer momento da Santa Missa, apenas defendo o seu uso com os critérios litúrgicos que já são adotados por todos aqueles que ensinam sobre liturgia, se alguém anda abusando é porque não lhe foram ensinados os bons critérios que deva seguir para se fazer uma boa Liturgia.

      Nós aqui em Anápolis começamos a utilizar Palmas em uma Santa Missa Dominical e Paroquial comum não extraordinária em um evento específico à exatamente 25 anos atrás, naquela época enfrentamos muita resistência, mas como assumimos apenas um horário das missas na Catedral, ficou como opção para quem gostasse daquela novidade enquanto nos outros horários as missas eram celebradas como antes e até temos Missas Tridentinas em nossa cidade para todos aqueles que preferem algo bem mais Tradicional e podemos dizer que os anos se passaram e durante todos estes anos nunca vi nenhum abuso grave referente ao uso de palmas na Santa Missa e até servimos de exemplo hoje para outras Paróquias, pois o Bispo promove um rodízio de Padres que celebram a missa em nosso horário e nunca vi nenhum deles sair reclamando de nossa maneira de participação Litúrgica.

      Poderia lhe testemunhar mais a este respeito, principalmente nas mudanças que aconteceram com o tempo, mas o mais importante mesmo é que começamos com uma Missa que se participavam no máximo 100 pessoas no início e que se limitou pelo tamanho da Igreja em mais ou menos 400 pessoas para 1200 depois de uma grande reforma na Catedral que infelizmente não cabe o numero de pessoas que gostariam de participar da Santa Missa aqui e não temos espaço físico no centro da cidade para expandir mais a nossa Catedral. Cabe também lembrar que o nosso objetivo não é satisfazer os homem em suas vontades pessoais e sim de deicha-los satisfeitos na Santa presença de Deus, porque só Deus nos completa plenamente e se estivermos felizes na presença de Deus certamente não existirá espaço para que estes homens busquem a satisfação pessoal em outras opções que este mundo ofereça.

      Muito Obrigado, e para finalizar peço-lhe a benção novamente.

      Amem.

      Sizenando
      Presentepravoce

      Curtir

      • Pode parar Pe. Artur isso é o que se chama de ignorância invencível. Nem o Papa falando eles ouvem, não adianta.

        Resposta:

        Caro Junior

        Salve Maria

        Eu não considero a voz de um grupo extremista seguidor de um Bispo excomungado por desobediência como a palavra do Papa, uma porque ficou provado que o Papa não disse nem uma vírgula daquilo que os tradicionalistas publicaram e outra que os tradicionalistas é que não ouvem a voz do Papa quando desobedecem os documentos do Concílio Vaticano II. E agora? Quem é que não obedece a voz do Papa?

        Em relação ao comentário, releia o que foi dito…

        Padre Artur não disse nada de mais:

        […] (sit) Mas veja bem, não estou defendendo a extinção das palmas na Santa Missa, apenas quero que você entenda que seus argumentos são falhos, você poderia optar por aquilo que o IGMR fala que as Conferências Episcopais devem analisar as índoles do povo, ou seja, “a cultura” local, pedir autorização para a Santa Sé e isso ser incorporado à liturgia, […]

        muito pelo contrário, confirma o que Pe. Rafael Fornasier disse a respeito do IGMR no Link apresentado que vou transcrever aqui o paragrafo mais importante:

        […](sit) Ainda que haja palmas para diferentes situações, como já foi acima mostrado, é no âmbito da música litúrgica que justamente elas poderão assumir uma razão de ser e um sentido, os quais não ofendem a liturgia da Igreja em suas rubricas, e menos ainda o centro do mistério celebrado. Ademais isto também não significa que se estaria a forçar uma introdução das palmas no rito romano ou que se precisaria de uma autorização expressa, haja vista que os documentos da Igreja já dão uma margem para tanto.[…]

        Para confirmar veja o Link: https://presentepravoce.wordpress.com/2012/09/16/a-cnbb-esclarece-como-se-deve-utilizar-as-palmas-na-santa-missa/

        A Unica diferença entre as duas opiniões é que para Pe. Artur precisaríamos de pedir uma autorização para incorporar as Palmas na Missa e segundo Pe. Rafael, nem isso seria preciso pois “PALMAS” é aceito como cultura local e só isso seria o suficiente para ser incorporado na Liturgia, ficando os detalhes de como usá-las um caso a parte, mas jamais seria proibido ou incorreto o seu uso.

        Veja que no Texto de Pe. Artur ele concorda que este seria o melhor argumento para a defesa da presença de palmas Rítmicas na Santa Missa pois o IGMR já estabelecia esta possibilidade mesmo antes da RCC incorporar este costume nas Celebrações mais alegras que temos nos dias de hoje.

        Se a IGMR já deixa claro que é permitido esta inclusão de “PALMAS” na Liturgia da Santa Missa, eu creio que o Santo Padre também concorda com isso, pois Bento XVI não poderia desdizer o que João Paulo II e Paulo VI já haviam concordado antes, esta sim é verdadeiramente a Voz da Igreja e do Papa não este eco de Dom Marcell Lefebvre.

        Que Deus seja Louvado.

        Sizenando
        Presentepravoce

        Curtir

      • Errado! Missa é a celebração do sacrifício de Cristo, e não da ressureição do Mesmo! O Papa desaprova palmas, na Santa Missa, acaso você sabe mais que ele ? Continue aplaudindo os algozes e desobedecendo o Santo Papa, meu caro!

        A resposta para suas falsas afirmações já esta postado aqui neste Blog em dois outros artigos, leia antes de dizer o que disse, mas já que escreveu agora você precisa conhecer as respostas da própria Igreja.

        Outros Textos em sequencia a este:

        A CNBB Esclarece como se deve Utilizar as Palmas na Santa Missa.

        Papa Proibe Bater Palmas na Santa Missa.

        Presentepravoce

        Curtir

    • para de ser ritualista!!
      se dependesse de você a Igreja teria parado no século retrasado.
      ou seja teria fechada as portas. Viva o Concílio vaticano II.
      conheço pessoas como vocês não batem palmas, porém cometem pecados horrorosos. vão se confessar

      Curtir

  7. Não batam palmas na santa missa,não transformem a santa igreja de Cristo em um culto dos Hereges protestantes, viva o latim, viva a missa Tridentina! abaixo os modernistas!

    Resposta:

    MUITO legal o seu comentário, pena que demonstre exatamente o contrário de tudo aquilo que os verdadeiros Católicos procuram, porque todos já sabem que aqueles que são favoráveis ao Tridentinismo, são contra o Concílio Vaticano II e portanto são desobedientes ao Papa Bento XVI e seguem verdadeiramente Dom Marcel Lefebvre, Bispo que foi excomungado por Bento XVI e por João Paulo II, logo se vê que você fala em nome de São Pio X um Papa que já morreu a muitos anos.

    Que Deus lhe abençoe irmão, para que você entenda de uma vez, que o tempo do Latim já foi, tudo isso é passado e hoje se vive o presente e certamente o futuro ainda será bem diferente.

    Presentepravoce

    Curtir

    • de um RCC nao se pode esperar outra coisa a não ser um pensamento de insobordinação a santa Igreja e ao santo Padre… se Ele proprio pede pra nao fazer baderna na celebração , quem são vcs pra falar o contrario.. vcs são protestantes incultos.

      Resposta:

      Salve Maria

      Caro Neivaldo

      Existe um engano em suas palavras, pois eu não sou um “RCC”, antes, sim sou Católico Apostólico Romano e antes ainda sou um filho de Deus desde o meu Batismo e por ser filho de Deus, recebi o Espírito Santo em meu coração como penhor da promessa da nova aliança como um selo de autenticidade, e esse sim me dá a identidade de CARISMÁTICO, que eu não considero algo diferente dos demais pois todo aquele que é nascido do Espírito é CARISMÁTICO, isto é, todo aquele que é Batizado na água e no Espírito será herdeiro dos céus e é por este motivo que todos somos filhos de Deus e Carismáticos, que significa que nada fazemos por nós mesmos e sim que: QUEM nos dá a força e o poder é o Espírito Santo de DEUS, isto significa também que: “Quem não recebe o Espírito Santo em seu Coração, não é Carismático, porém, quem não o receber, não poderá entrar no reino dos céus, é exatamente isso que Jesus disse à Nicodemus” em São João Cap 3.

      São Paulo também afirma aos Corintios (I Cor. 12) que é impossível ao homem falar “JESUS É O SENHOR” SE NÃO FOR pela força do Espírito Santo que HABITA e age em seu coração, sendo esta a prova que se pede quando uma pessoa foi liberta de uma possessão maligna, pois se ela confessar com sua boca que Jesus é o Senhor é por que ela está livre do mal, e é este simples fato, de ser conduzido e guiado pelo Espírito de Deus que nos dá o direito de ser chamados de Carismático, pois todo aquele que é Batizado recebe o Espírito de Deus e todo aquele que deixa este Espírito tomar posse de seu coração é Carismático, mas todo aquele que impede a ação do Espírito Santo em sua vida não passa de um Fariseu como Nicodemos.

      Esclarecendo este engano, vamos ao fato descrito acima:

      INSUBORDINAÇÃO: Não existe nenhum documento que comprove esta falsa notícia que os tradicionalistas estão veiculando, vocês deveriam ter vergonha em usar um simples aviso proferido por um locutor de um evento publico como se fosse uma norma técnica válida para toda a Igreja, por outro lado, o mesmo vídeo que foi traduzido apenas a parte que você conhece e tem interesse em conhecer diz em Italiano o seguinte logo apos o aviso que virou encíclica na boca dos tradicionalistas “AVISO VEICULADO PELOS ORGANIZADORES DO EVENTO”, Da pra ver no vídeo que o Sumo Pontífice permanecia em silêncio e nada disse ou confirmou para que se coloque em sua boca ou em papel timbrado do Vaticano estas palavras que se referiam à outras coisas bem diferentes.

      A Insubordinação é cometida por aqueles que colocam na boca do Papa normas e regras que ele nunca pronunciou ou escreveu, muito menos assinou como Sumo Pontífice e assim começam a obrigar a Igreja Católica a seguir os seus preceitos como se fossem eles o PAPA, pois usam de mentiras e falsidades para atacarem a RCC que sempre obedece somente o que o Papa define Oficialmente e não baseado em fofocas de comadres TRADICIONALISTAS.

      Outra coisa: BADERNA: O que ACONTECEU naquela praça em que foi realizado aquele vídeo, não era baderna e sim simplesmente uma manifestação de apoio e carinho do povo a seus representantes eclesiásticos que se apresentavam ao Papa, foi feito o pedido de silêncio porque aquele momento tinha finalizado e porque a missa iria prosseguir em outro momento Litúrgico, agora não caberiam mais momentos de aplausos e agitação, leva-se em consideração que até aquele momento em que se apresentavam as autoridades, nada havia sido dito, logo todo aplauso fora permitido, sendo assim nada foi proibido e sim apenas esclarecido à uma multidão dispersa que agora, a partir deste momento estaríamos entrando na parte de mais respeito da celebração, nada de mais e nada de proibição, principalmente com respeito às PALMAS que utilizamos como acompanhamento musical e sim apenas com aplausos à personalidades humanas presentes na Celebração.

      Baderna mesmo fazem aqueles que apesar de traduzir as coisas corretamente, preferem dar conotação completamente desviada, isto para tentar proibir os Carismáticos de demonstrar a sua alegria de estar cheios do Espírito Santo na presença de Deus.

      Fique com seu Cristo que morreu na sexta feira que nós preferimos caminhar com o Cristo que Ressuscitou no Domingo da Páscoa para nunca mais morrer, afinal é por este motivo que o DOMINGO chama-se DOMINGO “DIA DO SENHOR” ou então estaríamos vivendo o SÁBADO JUDEU ATÉ HOJE, velando o Jesus morto como fizeram os Discípulos de Emaús, meu caro amigo, já passou do tempo de abrir os vosso olhos, cante Louvores, pois o vosso REI não está morto, ELE ESTÁ VIVO, Hoje a Igreja Celebra a festa da VITÓRIA DE CRISTO SOBRE A MORTE no Domingo de Páscoa e não a derrota “aparente” da cruz na Sexta Feira da Paixão, porque este é o detalhe que mudou a história, aquele que morreu, não permaneceu morto, mais está VIVO no meio de nós.

      VIVA CRISTO

      In Corde Jesu at Mariae, Semper.

      Presentepravoce

      Curtir

    • para de ser ritualista!!
      se dependesse de você a Igreja teria parado no século retrasado.
      ou seja teria fechada as portas. Viva o Concílio vaticano II.
      conheço pessoas como vocês não batem palmas, porém cometem pecados horrorosos. vão se confessar
      tridentinos separatistas, excomungados.

      Curtir

      • Somente um detalhe importante,
        Na Europa não se bate palmas em nenhuma Missa, no entanto também é muito difícil encontrar muitas pessoas assistindo missa, ou seja, são contra as mudanças do Concílio, mas ao mesmo tempo não suportam a Igreja que não se renova e por isso abandonam a fé, pois é mais cômodo permanecer no orgulho do que aceitar a renovação do Espírito.

        Curtir

  8. Interessante, se devemos ficar “em luto” durante a Missa inteira, porque temos Glória, e Aleluia?? Se for pra ser assim, é melhor completar voltando com as músicas antigas e com a Missa rezada em latim pra ninguém entender… Que tal?? Devemos respeitar cada momento da Liturgia, mas tbm nos alegrar com o Deus vivo!!

    Resposta:

    Olá Dyane

    Muito boa a sua observação, aliás este é o motivo deste Post.
    Existe uma corrente Tridentina bem armada e preparada para atacar toda a net e o alvo principal deles agora é atacar as palmas na missa, na verdade este é um ponto mínimo para se atacar, mas eles, em sua estratégia falida, acham que derrubando esta atitude, irão conseguir aplacar o fogo do Espírito que está já incendiando esta nação.

    Eu que participo de missas todos os dias estou percebendo o esfriamento devido esta campanha que tem sortido efeito, mas lamentavelmente são poucos os que defendem a verdadeira alegria no culto Católico, devido a anos e anos de um rito que retirou toda a alegria da MISSA e que graças ao Espírito Santo, este Rito deixou de ser usado “NÃO PROIBIDO” a partir do Vaticano II, mas lamentavelmente alguns grupos aproveitaram a abertura da liturgia e inventaram diversas coisas erradas e neste caso a única solução seria mesmo uma correção e uma normatização que caminha a passos lentos, mas a verdade é que a Igreja está sentindo o vigor desta nova liturgia e prefere não interferir naquilo que está dando certo, mas enquanto isso, os grupos tradicionalistas agem por si mesmos, mas o pior de tudo é que esses grupos, dotados de muito conhecimento dos antigos documentos da Igreja os colocam como normas atuais da Igreja Católica imutáveis e até usam o nome do Papa, sendo que o Papa Bento nada disse a este respeito. NA VERDADE o Papa que eles citam é Pio X que já morreu a muitos anos e até foi considerado Santo da Igreja, mas que porém, não é mais Papa e é a Bento XVI que devemos seguir, pois Ele sim, é o Papa atual da Igreja.

    O que eles mais dizem é que a Santa Missa é o Sacrifício de Jesus na Crus, só que isto é uma meia verdade, porque a verdade é que a renovação do Sacrifício de Jesus na Cruz é apenas uma parte da Missa e esta parte é exatamente o momento que o Padre eleva o Corpo e o Sangue de Jesus e o Consagra, este é o exato momento em que se deve guardar profundo silêncio, porque logo após este momento ninguém pode afirma que Jesus esteja morto, pois é a própria confissão de fé Católica que declara que Ele está vivo na Eucaristia e portanto ninguém pode estar em um enterro ou permanecer triste, porque devemos expressar a maior alegria de nossas almas pois estaremos recebendo Jesus em nosso coração, e não existe maior alegria do que esta.

    Portanto, eu nem me preocupo com esta campanha, pois quanto mais longe ela chegar, maior será o retorno quando acharem que alcançaram a vitória, pois uma coisa é certa, ninguém jamais poderá esfriar a nossa alegria de ter Jesus conosco ou apagar o fogo do Espírito Santo que desce sobre nós como penhor da Nova e eterna Aliança.

    VIVA CRISTO, VIVA CRISTO RESSUSCITADO, VIVA JESUS EM NOSSOS CORAÇÕES, VIVA JESUS NO MEIO DE NÓS, VIVA, VIVA E VIVA, PORQUE MEU CRISTO NÃO ESTÁ MORTO.

    ALELUIA!!!!!

    Sizenando

    Curtir

    • Quanta ignorância! Parecem protestantes que a todo custo tentam manipular palavras para encaixar suas aberrações profanas. O Rito Tridentino não morreu e palmas não é cultura local, é abuso.

      Resposta:

      Salve Maria

      Realmente Alex, você está totalmente correto, pois é exatamente a respeito desta ignorância por parte dos Tridentinos que se trata este post, pois não teria razão de existir se não fosse a mentira e a manipulação de palavras comumente usadas por esta ala tradicionalista que tenta a todo custo transformar a Santa Missa em um velório permanente. Veja Bem, aquele mesmo Jesus que morreu na cruz não permaneceu morto, pois se assim tivesse ocorrido não existiria Igreja nenhuma e se hoje existe Igreja é justamente para anunciar com toda ALEGRIA a todas as nações que aquele Jesus que foi executado pelos Fariseus e os Romanos não permaneceu no Túmulo e sim está Vivo! Ou Você ainda não acredita que logo após o elevar do Cálice aquele vinho é transsubstânciado no sangue de Cristo e que aquele pão se torna o corpo vivo de Jesus para nosso sustento espiritual, me parece que você é daqueles que ainda não acredita que Jesus esteja VIVO para nunca mais morrer e segundo Ele mesmo disse não existe motivo de tristeza e sim de alegria eterna e a melhor maneira de expressar a nossa alegria “NOS DIAS DE HOJE” é mesmo a ação de aplaudir e de bater palmas.

      Só para seu conhecimento, Bater palmas é uma forma de manifestar uma cultura local sim e então portanto é justificável o seu uso durante a Santa Missa seja para aplaudir ou seja para apenas acompanhar as musicas em louvor a Deus.

      E Neste caso em Particular, a missa em que se aplaudia não era uma missa local abrasileirada, mas era uma missa celebrada pelo próprio Papa e em diversos lugares acontece sempre o mesmo, a unica coisa que foi pedido no aviso é que cessassem as palmas durante a consagração, outra que a introdução de palmas na Santa Missa não partiu da RCC e sim da própria reforma Litúrgica que aposentou o Rito Tridentino que não se bate palmas mas em compensação se bate um sino de 5 em 5 minutos.

      In Corde Jesu, Semper

      Presentepravoce

      Curtir

  9. A missa é O Sacrificio de Cristo e não se bate palmas enquanto alguém é sacrificado, não é motivo de aclamação e sim de interiorização, adoração, reflexão… Até mesmo com A Palavra, deve-se haver o mesmo respeito , pois ninguem aplaude os salmos, a 1ª ou a 2ª leituras, depois de serem lidas, e são elas Palavras do Senhor, como é o Evangelho…. mas elas tambem são palavras de salvação…
    Mas, com mais respeito ainda, ao Santo Papa S S Bento XVI, que deve ser ouvido, respeitado e obedecido, por ser nosso Pastor e porta-voz de Deus, que pediu para não bater palmas durante as missas… escrevo estas palavras …
    Espero que possa atraves deste e-mail abranger as ideias que não são expostas nestes artigos, tão bem escrito, tão bem apresentado, bem intencionados, mas, infelizmente não coerente com a grandeza e imperialidade da Missa diante dos exemplos que foram sugeridos durante o texto do artigo … O sacrificio não foi tomado em nenhum destes exemplos, nem mesmo no sacrificio dos cordeiros, quanto mais no Sacrificio “Do Cordeiro de Deus” …
    Com verdadeiro amor e caridade, em Cristo
    Regina Silva Molina

    Resposta:

    Olá Regina

    Salve Maria

    Você diz que a Santa Missa representa o Sacrifício de Jesus Na Cruz, é evidente que sim, mas a Santa Missa Católica é um culto dividido em varias partes, como expliquei acima, e em cada parte deste existe um objetivo específico que somado aos outros representa não somente o Sacrifício de Jesus na Cruz, mas também e principalmente a sua vitoria sobre a morte, veja que sem a ressurreição, não existiria vitória sobre a morte e o que seria amorte de Jesus sem a sua Ressurreição ? Nada, não significaria nada mesmo, a Igreja só existe hoje, porque os Discípulos de Jesus sairão pelo mundo pregando que um homem morto e sepultado havia sido ressuscitado, imagine se alguém lhe dissesse que alguém morreu, que novidade existiria nisso? porque todos morrem, mas somente Jesus Ressuscitou, a morte de Jesus significa a consumação da velha aliança e com Ele morre todo o passado e com a sua ressurreição inaugura-se a Nova e eterna Aliança e é baseado nesta nova Aliança que nasceu da morte da anterior que nós aqui estamos hoje, não para lamentar eternamente o fim da antiga aliança que era provisória e sim para comemorar o nascimento da nova aliança que será eterna.

    Assim como você mesmo disse, que não devemos nos alegrar com amorte de Jesus, é bem verdade, eu até concordo, mas não existe motivo de alegria maior do que esta porque é pela morte de Jesus que eu recebi a vida eterna, é pela morte de Jesus que eu também recebi a vitória sobre o pecado, é pela morte de Jesus que eu recebi a cura de minhas enfermidades, não existe motivo de tristeza para nós e sim motivo de alegria, pois até poderiamos nos sentir tristes como os Discípulos de Emaús por um curto espaço de tempo, o tempo suficiente para recebermos a notícia de que ao partir do Pão Jesus se revela VIVO entre nós.

    Quem lhe disse que Jesus está morto e que precisa ser respeitado em seu sacrifício? Muito mais motivo temos para comemorar a sua ressurreição, pois Jesus sofreu todas as dores em tres dias e permaneceu morto apenas por apenas 39 horas, depois disso Ele mesmo disse aos Discípulos que deveriam se alegrar, São Paulo exorta a que devamos nos alegrar e onde está escrito que devemos nos entristecer e lamentar? Onde ?

    JESUS ESTÁ VIVO E O LUGAR ONDE ENCONTRAMOS COM ESTE JESUS VIVO É NA MISSA, POIS É NA SAGRADA EUCARISTIA QUE O RECEBEMOS EM NOSSOS CORAÇÕES, SE VOCÊ NÃO FICA FELIZ COM ESTA VERDADE, LAMENTO MUITO, MAS EU PREFIRO CONTINUAR FELIZ E CONTENTE, CANTANDO LOUVORES AO MEU JESUS QUE ESTÁ VIVO.

    Fique com Deus
    Paz de Cristo
    presentepravoce

    Curtir

  10. ?????????????????????/

    Curtir

  11. O TEMPO QUE VOCÊS ESTÃO AÍ DISCUTINDO SOBRE PALAUSOS E DANÇA, VOCÊS DEVERIAM ESTUDAR MAIS A BÍBLIA, PARA VER SE CAEM AS ESCAMAS DOS OLHOS, POR QUE A PALAVRA DE DEUS FALA EM (Êxodo 20:4-5) ” NÃO FARÁS PARA TI IMAGEM DE ESCULTURA , NEM SEMELHANÇA ALGUMA DO QUE HÁ EM CIMA NOS CEUS NEM EMBAIXO NA TERRA , NEM NAS ÁGUAS DEBAIXO DA TERRA . NÃO ADORARÁS, NEM LHES DARÁS CULTO PORQUE EU SOU O SENHOR TEU DEUS , DEUS ZELOSO”. ENTENDERAM ISSO? E NO ENTANTO VCS ANDAM FALANDO MAIS DE IMAGENS E PRESTANDO CULTO ÁS IMAGENS MAS DO QUE O QUE PREGAM O CRISTO RESSURRETO ACORDEM ! PORQUE DEUS NÃO DIVIDIDE A GLÓRIA DELE COM NINGUÉM MUITO MENOS COM IMAGENS FEITAS POR MÃOS DE HOMENS.

    Resposta:

    Olá Irmã

    Suzzy Eli

    A Paz de Senhor Jesus

    Gostei de seu comentário, bem sabemos que hoje neste mundo as pessoas dão mais valor aos ídolos mudos criados e manipulados pelas mãos humanas, na maioria deles são usados por um grupo como objeto de dominio de uma grande maioria sem vez e sem voz e que mal sabe distinguir a mão direita da esquerda.

    Podemos classificar como “idolatria” todo tipo de coisa que se coloca no lugar do DEUS verdadeiro e hoje principalmente os grandes e principais ídolos não são mais representados por estátuas fabricadas por mãos humanas, muitas vezes são as próprias pessoas que se colocam como ser superior e decidem o que seu grupo devria fazer, vemos aí alguns casos que pessoas até se suicidam conduzidas por uma liderança que jamais praticaria este ato e que jamais seriam capazes de realizar o grande sacrifício que Jesus realizou na cruz, está aí a grande prova de que seus ideais e sua religião não passa de uma idolatria, mas desta mesma forma são muitos aqueles que agem em nome do Deus vivo, sendo que Deus jamais os instruiu ou autorizou a fazer o que fazem, no entanto estão aí se multiplicando nas telas da tv os pastores digitais que visam apenas arrecadar fundos para satisfazerem os seus apetites humanos, vemos então que uma simples estátua de Maria, feita de gesso e oca por dentro não pode fazer mesmo nenhum bem para qualquer ser humano e da mesma forma não pode matar e nem explorar a fé de seus fiéis, sendo assim o perigo não reside na estátua em si mesma e sim naqueles que instruem o povo a caminharem pelo caminho errado quando deveriam ensiná-los a andarem pelo caminho reto.

    Avalie agora as atitudes de um homem de carne e osso que pretende construir um templo conforme os padrões do templo de Salomão onde se recostruirá o Santo dos Santos e se colocará uma Arca da Antiga Aliança que já morreu na cruz de Cristo a 2012 anos atras, se reconstituirá o véu que se rasgou e se aprisionará o deus todo poderoso naquele minúsculo espaço impedindo o povo que se tenha acesso ao Deus todo poderoso e ficando completamente dependentes de um intercessor meramente humano como no passado, veja que reestabelecer a antiga aliança nesta terra não consta nos planos de Deus, basta ler (Jeremias 31, 31) e (II Coríntios 3, 3), mas mesmo assim a moda de se carregar em procissão a antiga arca da Aliança e de se ajoelhar em sua presença está se difundindo cada vez mais entre os evangélicos de respeito, mas contra estes absurdos eu não vejo nenhuma letra impressa em lugar algum nem mesmo entre aqueles que acham que nós Católicos adoramos imagens, veja que estes acontecimentos no meio evangélico caracteriza um retrocesso ao antigo testamento, pois se fala de (Êxodo 20:4-5) mas Não se Fala em (Hebreus 8) e nem em (Gálatas 3, 3).

    Que Deus possa derramar seu Poderoso Espírito sobre todos nós e converter nossos coraçõs para que possamos fazer unicamente a sua vontade e não a vontade do Homem independentemente de suas vestes.

    Como Jesus Disse a Nicodemos (João 3,3) devemos atingir o objetivo proposto por Paulo, pois todo aquele que nasce do Espírito deve também ser guiado por Ele e apenas caminhar em seus caminhos, para que assim possamos proclamar como Paulo: “Já não sou eu quem vivo, é Cristo que vive em Mim…”

    Paz de cristo e que Deus vos abençoe.

    Sizenando

    Curtir

    • Bom em momento algum eu citei algo relacionado a lideres religiosos ou religião o que fiz foi uma citação biblica que é a palavra de Deus e a palavra de Deus é absoluta (Êxodo 20:4-5) ” NÃO FARÁS PARA TI IMAGEM DE ESCULTURA , NEM SEMELHANÇA ALGUMA DO QUE HÁ EM CIMA NOS CEUS NEM EMBAIXO NA TERRA , NEM NAS ÁGUAS DEBAIXO DA TERRA . NÃO ADORARÁS, NEM LHES DARÁS CULTO PORQUE EU SOU O SENHOR TEU DEUS , DEUS ZELOSO”. não fazer é não fazer mesmo , a não ser que não compreendam ainda o significado do verbo fazer e no entando ,fazem colocam nas igrejas e na pior das hipoteses adoram, pois só ha um intercessor entre Deus e os homens Jesus o resto foram todos pecadores como eu e como vc meu irmão

      Curtir

      • 1) Quer ler a Bíblia? Aprenda primeiro INTERPRETAÇÃO DE TEXTO (conteúdo do ensino fundamental). Pois você não entendeu 1 linha sequer do que foi escrito na resposta acima.
        2) Idolatria é colocar algo acima de Deus. QUALQUER COISA!
        3) A adoração a imagem de outros deuses não se encaixa nas imagens que ornam as Igrejas católicas. Umas vez que os homens e mulheres ali representados, nada mais são do que servos do único Deus Vivo
        4) Pare de dar ouvidos ao seu pastoreco, e volte rápido para a verdadeira Igreja. Afinal os sinais dos tempos estão aí, e o segundo advento do nosso Senhor e Salvador não demora

        Curtir

    • “SANTA MISSA É SACRIFÍCIO! QUEM BATE PALMAS NA SANTA MISSA ESTÁ APLAUDINDO OS ALGOZES!” (Papa Bento XVI).

      Resposta:

      Olá Eaden Neto
      Tens completa razão, a Santa Missa é o Sacrificio de Jesus na Cruz e quem bate palma na Missa aplaude os Algozes e quem não bate palma, quem seria? Como está na frase, devem ser os próprios Algozes se formos seguir a mesma linha de dedução, se estamos matando Jesus outra vez no altar da Missa, que o onus desta morte fique com aqueles que aceitam esta situação, pois para mim, prefiro aplaudir o Cristo que ressurgiu ao elevar do Cálice, ou você AINDA NÃO ACREDITA que aquela eucaristia seja VERDADEIRAMENTE o corpo VIVO de Cristo? se está VIVO, logo não está morto e se não está morto, não existe motivo para tristeza, e se Ele esta vivo para nunca mais morrer, estamos aplaudindo então a vitória de Cristo sobre a morte e o pecado e não seus algozas que preferem que ninguém se manifeste neste momento. assim como o proprio Cristo afirmou, por um momento não estarei convosco, e vós ficareis tristes, mas depois de um tempo estarei novamente convosco para sempre através de meu Espírito que permanecerá em vós, sendo assim, só quem terá motivo para permanecer triste são os Discípulos de Emaus que foram embora do Calvário antes de VEREM o final da história, pois o Cristo que morreu RESSUSCITOU AO TERCEIRO DIA, se a missa é um Sacrifício, não se esqueça que a morte de Cristo na Cruz não vem desacompanhada de sua ressurreição ao terceiro dia e se celebramos a morte de Cristo que carregou o nosso Pecado, muito mais celebramos a sua ressurreição que nos deu uma vida nova, não existe morte sem ressurreição, e se Jesus estivesse permanecido morto, não existiria nenhum motivo para celebrar missa nenhuma, a celebração maior é a Páscoa, a vida nova e a alegria de recebermos o Cristo VIVO em nossos corações.
      Permaneça triste e abatido com seu Cristo morto, que eu permanecerei cheio de alegria com meu Cristo VIVO. Paz de Cristo

      Curtir

      • Errado! Missa é a celebração do sacrifício de Cristo, e não da ressureição do Mesmo! O Papa desaprova palmas, na Santa Missa, acaso você sabe mais que ele ? Continue aplaudindo os algozes e desobedecendo o Santo Papa, meu caro!

        Resposta:

        Se você prefere velar o cristo morto para toda a sua vida, fique a vontade, eu prefiro comemorar a Vitória de Cristo sobre a Morte, pois afinal só existe Igreja Católica porque Cristo Ressuscitou caso contrário ele seria apenas mais um profeta Judeu morto e isto não significa nada para o CRISTIANISMO, muito menos para o Catolicismo, porque nós pregamos um Cristo Vivo desde o Princípio e somente por este fato jamais celebramos a morte de Cristo e sim a Ressurreição, porque se Cristo não tivesse Ressuscitado vã seria a nossa Fé, é assim que nos ensina São Paulo em:

        (I Coríntios 15, 11) – Então, ou seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim haveis crido.
        Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como dizem alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos?
        E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou.
        E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.
        E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam.
        Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou.
        E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados.

        Percebe a gravidade do que você diz, coloca como ponto central de nossa Fé a morte, sendo que desde o princípio a Igreja sempre celebra a Vitória de Cristo sobre a morte como ponto central de toda nossa pregação e de todo nosso culto a maior prova disso é que A COMUNHÃO QUE VOCÊ RECEBE EM SUA BOCA não é o corpo de um CRISTO morto e sim o CORPO DO CRISTO VIVO, isto porque Jesus está vivo na Eucaristia e onde um ou mais se reúnem em nome d’Ele, Ele mesmo se faz presente entre nós e se Ele está vivo, não existe motivo para chorar e aplaudir Jesus vivo no meio de nós jamais pode ser considerado como aplaudir aqueles que mataram Cristo na Cruz, muito pelo contrário, demonstra que estamos felizes e alegres por recebê-lo no meio de nós como amigo e irmão, sei que você pode até preferir ter um Cristo morto pregado numa cruz, que nada seria capaz de fazer, mas eu prefiro este Cristo Poderoso que é capaz de transformar a minha vida.

        Vã é vossa Fé, pois para vós Jesus permanece MORTO.

        Quando você utiliza o nome do Papa para dizer que Ele não aprova palmas na missa, gostaria de lhe dizer que está é a maior mentira que você acredita, porque Bento XVI jamais disse isto em lugar algum e eu gostaria que você me mostrasse o documento oficial da Igreja assinado por Bento XVI que afirma esta mentira, caso contrário é você e todos os tradicionalistas que estão a desobedecer a Igreja como sempre fizeram desde o Vaticano II que vocês jamais aceitaram.

        Que Deus vos abençoe

        Presentepravoce

        Curtir

  12. O PIOR É QUE NÃO É SOMENTE PALMAS,HOJE EM DIA ATÉ DANÇAM NO SACRIFÍCIO DA MISSA E AS TAIS MISSAS DE “CURA E LIBERTAÇAO”? A MISSA SENDO O SACRIFÍCIO DE CRISTO JA NOS CURA E NOS LIBERTA.SOMOS CATÓLICOS PORTANTO REPETIMOS O QUE É NOSSO E NÃO COPIAMOS O QUE É DOS OUTROS.SHALOM

    Resposta:

    O Bispo de Goiânia proibiu celebrar Missas de Cura e libertação e segundo a sua afirmação, toda Missa é uma Missa de Cura e Libertação porque Jesus veio Salvar e libertar o oprimido, sendo assim, ele então teria proibido de se Celebrar uma verdadeira Missa em Goiânia?
    É incrível a constatação controversa que uma mesma pessoa é capaz de dizer, veja o resultado de suas palavras controversas…

    Pelo menos uma coisa ficou bem clara nesta atitude do Bispo.

    “NINGUÉM PODE PROIBIR JESUS DE REALIZAR CURAS NO MEIO DE SEU POVO OPRIMIDO, POBRE E NECESSITADO…”

    Eu tenho muita pena do homem que entra na frente do Senhor todo poderoso e o impede de realizar a sua Misericórdia nesta terra…

    Assim também soa muito mal quando os Discípulos de Jesus pedem que Jesus impeça o Povo de Louvá-lo, Glorificá-lo, Exaltá-lo com palmas e gritos de Jubilo, a resposta clara e até “INDISCRETA” foi que “SE ELES SE CALAREM… AS PEDRAS CLAMARÃO…” Isto porque é imprescindível que Jesus seja visto e Glorificado no meio dos Homens e esta timidez e temperamento de velório não comove ninguém, pois o que importa é se alegrar com a Vitória de Jesus sobre a morte e não se acomodar com sua morte como se nossa esperança tivesse morrido naquela cruz.

    IMPORTA QUE O FILHO DO HOMEM SEJA EXALTADO E GLORIFICADO, PARA QUE TODOS OS POVOS O LOUVEM E O GLORIFIQUEM EM SUAS VIDAS.

    Curtir

  13. Estava procurando e achei – video da Missa celebrado pelo Papa onde se pede para NÃO bater palmas.

    http://igrejadobompastor.blogspot.com.br/2012/03/artigo-n-9516-palmas-na-missa.html

    Resposta:

    Cara amiga Rose, preste bem atenção no texto e na recomendação:

    O texto se refere à APLAUSOS durante a missa e não à palmas como acompanhamento RÍTMICOS das musicas.

    Principalmente se referindo à aplausos de pregação ou homilia quando as pessoas aplaudem o pregador ou o apresentador devido à uma boa pregação, ao mesmo tempo que desentoa a continuidade da Santa Missa, atrasam o tempo da missa.

    Quando digo Bater Palmas em acompanhamento às músicas, isto não é considerado aplauso e sim apenas um acompanhamento RÍTMICO da musica, quase que a mesma coisa que uma bateria ou uma tambor que acompanha a melodia.

    Bater palmas durante a execução de uma musica não é aplauso e nem sequer aplaudir aqueles que mataram Jesus na Cruz, também não parabenizar aquele que canta e sim somente um ato de louvor e acompanhamento da multidão que canta louvores a Deus, o ato de bater palma durante a musica é apenas um ato de LOUVOR e não de parabenização, a liturgia da missa abre espaço para este tipo de acompanhamento, não em todo o tempo da Missa, mas em momentos específicos.

    Como diz o Salmista, devemos louvar a Deus com alegria e São Paulo nos fala claramente que devemos nos alegrar quando prestarmos louvores a Deus, é bem verdade que Jesus Morreu, mas a maior verdade é que Cristo Ressuscitou e é graças a esta verdade que os Discípulos de Jesus correram o mundo para anunciar esta alegria, pois a outra opção logo após a morte de Jesus na cruz era apagar a esperança como os Discípulos de Emaus e se esta fosse a atitude daqueles que assistiram Jesus morrer na cruz, hoje não existiria mais Cristianismo na terra.

    Maria chorou a morte de Jesus junto com os Discípulos e é bem verdade que ela não aplaudiu aqueles que mataram Jesus, mas é bem verdade também que Maria se alegrou muito mais que qualquer outra pessoa neste mundo ao ver Jesus VIVO e é bem provável que neste momento foram muitas as palmas e os louvores ao Senhor, porque não existe alegria que se contenha dentro do peito ao saber que Jesus não está morto e sim vivo e é esta a notícia que a Igreja deve anunciar… e desde quando se anuncia uma verdade que Jesus está vivo e ressuscitado com luto e cara de enterro, chorando as náguas, não, para que o mundo creia em nossa verdade, precisamos sim expressar a nossa verdadeira alegria ou jamais acreditarão que Jesus está VIVO, principalmente porque aqueles que o seguem vão ao enterro de seu mestre e não à sua festa de CASAMENTO, que é o que nos diz o APOCALIPSE.

    Me responda apenas uma coisa…
    O seu Jesus está MORTO ou está vivo ?
    Como é que se anuncia a Vida?
    Com Alegria ou com luto e choro ?
    A Boa Nova de Jesus não é a sua morte de Cruz na sexta feira e sim a sua ressurreição no Domingo e é por isso que hoje vamos a missa aos DOMINGOS e não aos Sábados como no antigo testamento.

    Enquanto alguns anunciam a morte de Jesus como os Discípulos de Emaús Maria Madalena grita e faz alvoroço na cidade anunciando que Jesus está VIVO.

    “Alegrai-vos, mas uma vez eu digo, alegrai-vos…”
    “O Espírito virá para que a vossa alegria seja eterna…”

    Que Deus te abençoe.

    Sizenando / presentepravoce

    Curtir

  14. Poderia me indicar qualquer documento da Igreja Católica onde se permita bater palmas, a não ser que você não esteja falando da Igreja Católica, Apostólica, Romana? Sua opinião foi muito bem explicada, porém parece ser somente isso: uma opinião sua, não uma das muitas regras da Igreja. Não parece ser baseada nem no Missal Romano, nem na IGMR- 2002, nem nos Cânones, nem no Catecismo Católico. Se puder me mostrar de onde você tirou que temos permissão para bater palmas na missa, ou simplesmente que não é errado fazê-lo, eu ficaria muito grata.

    “Provavelmente você não encontrará este texto que procura, pois as palmas Rítmicas sempre foram permitidas como acompanhamento musical e como se a IGREJA precisasse de fazer uma lista de todos os instrumentos musicais que poderiam ou não poderiam ser tocados em uma musica, só porque um determinado instrumento não seja comum isto não significa que ele não possa ser usado (???), assim como usar ou não usar palmas como acompanhamento musical nunca foi uma preocupação da Igreja e neste caso é uma preocupação sim dos anti-carismáticos que colocam palavras na boca do Papa em oposição à RCC e por não encontrar uma permissão para se bater palma durante uma musica agora querem usar isto como pretexto para se proibir, não é porque não existe permissão que isto se torna uma proibição. “ASSIM COMO VOCÊ ME DESAFIOU A LHE MOSTRAR O DOCUMENTO QUE PERMITE USAR PALMAS NA MISSA EU LHE DESAFIO A ME SITAR AQUI O DOCUMENTO QUE PROIBA USAR PALMAS COMO ACOMPANHAMENTO MUSICAL EM UMA MISSA”

    O próprio Papa proibiu de se bater palmas nas missas que ele preside, um anúncio pedindo que não se bata palmas é feito antes de cada missa ser iniciada. Estaria por ventura o Papa errado em suas celebrações?

    “APLAUSO FORA DE HORA QUE ATRAPALHA O ANDAMENTO DE UMA CELEBRAÇÃO NÃO É “PALMA RITIMICA DE ACOMPANHAMENTO MUSICAL”, POR ISSO ESTA PROIBIÇÃO SE REFERE A OUTRA COISA E NÃO A PALMAS DE ACOMPANHAMENTO MUSICAL.

    A missa É A RENOVAÇÃO DO SACRIFÍCIO DO CALVÁRIO. Isso é o significado de “Fazei isso em memória de mim”. O dar o Corpo e o Sangue é o Sacrifício, a Paixão, a Morte.

    LOGO APÓS o CALVÁRIO vem a ressurreição, a missa não teria o menor sentido se o JESUS oferecido na EUCARISTIA fosse um JESUS MORTO, mas a Igreja acredita e afirma que JESUS ESTÁ VIVO NA OSTIA CONSAGRADA, logo o momento do Calvário passou e já estamos celebrando a VITÓRIA de JESUS sobre a morte.

    O MOMENTO DO SACRIFÍCIO É O MOMENTO QUE A OSTIA NÃO CONSAGRADA É COLOCADA SOBRE A PATENA “a oferta do cordeiro” e no momento que a OSTIA é elevada ao céu, ocorre a consagração, a transubistanciação e o Cristo que foi oferecido sobre o Altar já não está mais MORTO e sim RESSUSCITADO que se oferece a nós para nos dar uma vida nova e isto não é momento de dor e tristeza, pois é um motivo de alegria e vida.

    Haveria, portanto, um momento oportuno para se bater palmas durante o Sacrifício De Cristo no Calvário? Esse momento seria quando Ele era açoitado, flagelado, humilhado? Quando os pregos entraram em seu corpo, ou quando a lança o transpassou? Ou quando Ele exalava seu último suspiro?

    Você sabe me dizer qual é este momento na missa ?

    A Santa Missa é dividida em vários momentos específicos.

    ACOLHIDA – ACOLHIMENTO DOS IRMÃOS
    ATO PENITÊNCIAL – PERDÃO DOS PECADOS
    LEITURA DA PALAVRA – SALMO DE LOUVOR
    HOMILIA
    LOUVOR – O SANTO
    ORAÇÃO DOS FIEIS
    OFERTÓRIO
    CONSAGRAÇÃO
    COMUNHÃO
    ATO DE MEDITAÇÃO – SILÊNCIO – INTERIORIZAÇÃO
    RITOS FINAIS – AVISOS E DESPEDIDAS
    CANTO FINAL

    ESTES MOMENTOS SÃO INTERCALADOS E NORTEADOS COM MUSICAS QUE FINALIZAM UMA PARTE E ENTRAM EM OUTRA PARTE QUANDO TAMBÉM PODEM SER TAMBÉM UMA PARTE INTEGRAL COMO UM RESUMO DE UM GRANDE CULTO REALIZADO EM UM CURTO ESPAÇO DE TEMPO.

    PORTANTO, PODEMOS VER QUE A ÁPICE DA SANTA MISSA PODE SER REALMENTE O SACRIFÍCIO DE JESUS NA CRUZ, MAS AS OUTRAS PARTES SÃO COMO UMA PREPARAÇÃO PARA ESTE MOMENTO EXATO E QUE PORTANTO TEM AS SUAS CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS, SENDO ASSIM É NOS PEDIDO COMO MINISTROS DA LITURGIA QUE CANTEMOS UMA MUSICA SUAVE E PROFUNDA EM DOIS MOMENTOS ESPECÍFICOS, DURANTE A CONSAGRAÇÃO E LOGO APÓS A COMUNHÃO, MAS NOS OUTROS MOMENTOS AS MUSICAS PODEM SER MAIS ALEGRES E ATÉ ACOMPANHADAS DE PALMAS SE FOR O CASO.

    Assim é a Igreja Católica. Nem todos são obrigados a seguir os ensinamentos da Igreja – cada um é livre para procurar outras igrejas que tenham mudado de acordo com a moda – têm tantas por aí! A Santa Missa é sacrifício, não festa. Pensem bem.

    EU CONCORDO COM VOCÊ, Você pode ir à sua missa como você gosta ou acha que seja o correto e não se preocupe se nós estivermos indo à uma outra missa em uma outra Igreja Católica, afinal todos são livres para escolher em qual Igreja assistir sua missa, graças a Deus desde que passamos a celebrar uma missa com mais alegria só temos mais prazer em perceber que nossa Igreja encheu, cresceu, aumentou a frequência e jamais esteve VAZIA como a sua, portanto se preocupe com a sua Igreja Católica antes do CVII e não com a nossa Igreja Católica pós CVII”

    Não foi através da Ressurreição que Jesus Cristo nos salvou – foi através da Paixão e Morte de Cruz! A Ressurreição foi a vitória sobre a morte, mas não foi ela que nos salvou. Se somente a Ressurreição fosse necessária para salvação da humanidade, Jesus não teria que ter sofrido tanto, teria tido uma morte menos penosa!

    De que me vale uma morte sem Ressurreição ?
    Todos morrem… e daí ????
    Mas só Jesus Ressuscitou ?
    O que existe de diferente em morrer crucificado, naquele mesmo dia dois outros ladrões morreram ao lado de Jesus, durante toda a historia foram milhares de pessoas que sofreram uma morte horrível como a de Jesus, mas me diga qual deles ressuscitou ????? A Morte de Jesus levou a dispersão de seus discípulos, mas a ressurreição os uniu novamente em torno do anuncio de sua ressurreição.

    A boa nova de Jesus não é sua morte e sim a sua Ressurreição e a nova vida que Ele nos deu com este ato.

    SE VOCÊ DISCORDA QUE A SANTA MISSA É A RENOVAÇÃO DO SACRIFÍCIO DE CRISTO, se acha que é somente uma celebração de alegria pela Ressurreição, VOCÊ ESTÁ INDO À IGREJA ERRADA, POR QUE MISSA SENDO A RENOVAÇÃO DO SACRIFÍCIO É O QUE A IGREJA CATÓLICA SEMPRE NOS ENSINOU!

    Cara amiga Rose, eu não discordo de nada que esteja escrito em documentos eclesiásticos ou do que você disse, aliás eu não sou Padre, nem Bispo e nem mesmo alguém que tenha poder para mudar qualquer documento da Igreja e nem pretendo mudar nada, deixo este assunto para os Conciliares do Concílio Vaticano III, você também deveria deixar de se preocupar com isso, porque nós como leigos o que podemos fazer é apenas ir onde nos sentimos melhor. faça como eu, vá na missa onde você se sente bem e louve a Deus de todo seu coração, pois no final das contas é isto que Deus estará olhando, se você realmente o adora em Espírito e em verdade, os seus atos externo pouco importa para Deus, importa somente para os fariseus que não amam a Deus de verdade e ficam fofocando sobre as coisas externas que acontecem numa missa.

    Se alguém tiver interesse, talvez esse outro blog lhe seja interessante:

    http://www.salvemaliturgia.com/2012/03/podemos-bater-palmas-nas-missas-da.html que termina com uma pergunta:

    “Já imaginastes Nossa Senhora batendo palmas enquanto seu Santíssimo Filho era brutalmente crucificado? Não dá para imaginar não é mesmo? A Missa não é festa, a Missa é Sacrifício!”

    PENSE TAMBÉM NESTA AFIRMAÇÃO:

    “NOSSA SENHORA ESTAVA TRISTE E ABATIDA, MAS QUANDO REENCONTROU O SEU FILHO RESSUSCITADO EXALTOU DE ALEGRIA, NESTE MOMENTO NÃO DÁ PARA IMAGINAR UMA MULHER CHORANDO E NEM MESMO DE LUTO OU PRANTO, PORQUE A ALEGRIA DE VER SEU FILHO VIVO A FEZ ESQUECER TODO O SOFRIMENTO ANTERIOR” A NOSSA HISTÓRIA NÃO ESTÁ PARALISADA ÀS TRÉS HORAS DA TARDE DA SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO E SIM ELA CONTINUA NO DOMINGO DE PÁSCOA QUE É O ÁPICE DE NOSSA FÉ.

    “Que Maria Santíssima, a Senhora do Rosário, te cubra com seu manto tecido de amor e te abençoe sempre!”

    Ficarei ansiosamente esperando uma resposta quando à referência de documentos da Igreja comprovando sua afirmação de que podemos bater palmas na Missa.

    QUANDO VOCÊ DER A REFERÊNCIA DO DOCUMENTO QUE PROÍBE O ACOMPANHAMENTO DE PALMAS NAS MUSICAS DA SANTA MISSA EU LHE DAREI A MINHA REFERÊNCIA, PORTANTO QUEM AGUARDA SOU EU, POIS ATÉ HOJE NÃO VI NENHUMA REFERÊNCIA SOBRE ESTE ASSUNTO, PRINCIPALMENTE NO FATO DE SE USAR UMA CENSURA A APLAUSO EM UMA MISSA CAMPAL QUE EXCEDEU O DECORO COMUM E PRÓPRIO DO MOMENTO COM UMA MISSA NO ESTILO CARISMÁTICO.

    Fiquem na Paz de Cristo e no Amor de Maria!🙂

    JESUS TE AMA

    Curtir

  15. Me desculpe, mas eu penso que o único, nascimento do Senhor Jesus, que podemos comemorar, é o nascimento dele em nossos corações. Haja visto que não há nenhum registro do dia do seu nascimento, para a vida como homem.

    Curtir

    • Resposta:

      E qual seria o dia de seu novo nascimento ?

      Basta lembrar que este dia não existiria se Jesus não tivesse Ressuscitado dentre os mortos, logo o fato de que um homem renasceu das cinzas é um grande motivo de alegria e de comemoração, haja visto que nenhum outro tenha ressuscitado até agora.

      Curtir

      • Lázaro também ressuscitou.

        Resposta:

        A Bíblia diz que:

        “Se estivesse estado aqui, meu irmão não teria morrido…”
        e depois ainda diz.

        “Não Senhor, já fazem quatro dias que meu irmão está sepultado”

        E Jesus Ressuscitou Lázaro, logo ele não ressuscitou por si mesmo e sim foi ressuscitado por Jesus, outra diferença se encontra que Jesus ressuscitou e depois subiu para o céu e Lázaro veio a morrer novamente e como jesus não estava aqui para ressuscitá-lo novamente, permaneceu morto.

        ENTENDEU A DIFERENÇA ?

        JESUS TE AMA

        Sizenando

        Curtir

  16. Se a Santa Missa é O Santo Sacrifício de Cristo, como se pode legitimar palmas na mesma? Acaso seria plausível que diante da cruz se batessem palmas?

  17. A FÉ Cristã não se resume na meditação da “MORTE” de CRISTO e sim principalmente no fato de que aquele que morreu na cruz não permaneceu morto e sim ‘RESSUSCITOU”. Eu Faria também duas perguntas legítimas: Por acaso Maria Chorou no momento que Jesus Nasceu ? Por acaso Maria, aquela que teve o peito transpassado pela lança de dor chorou no momento em que recebeu a notícia de que seu Filho estava VIVO ? A Páscoa é o centro de nossa Fé e não a Morte, porque todos morrem, mas nem todos Ressuscitam, você por acaso é capaz de Ressuscitar por si mesmo ? Mas é exatamente isto é que deve ficar bem claro para todos nós, aquele Jesus que veio ao mundo para nos dar Salvação, morreu sim, mas assim permaneceu por apenas 39 horas e depois ressuscitou para nunca mais morrer e vivo está no meio de nós através do Sacramento da Comunhão. Lhe faço uma outra pergunta também, Quando o Sacerdote eleva o Pão e o Calice e os Consagra, por acaso temos ali um Cristo Morto ou um Cristo Vivo, você comunga do Corpo e Sangue de um Cristo morto ou de um Cristo Vivo ? O meu Cristo está Vivo e se você prefere um Cristo Morto, ausentem cego, mudo o problema é somente seu, faça como você quizer.
  18. Nossa Senhora e São João não bateram palmas diante do Sacrifício de Cristo.

  19. Qual seria o momento exato da Liturgia em que se representa Cristo Morto? Podemos dizer que este momento seria aquele imediatamente antes da Consagração, porque há outros momentos que representam outras partes da vida de Jesus, como seu nascimento, seu ministério e sua acolhida em Jerusalém e principalmente a sua ressurreição e em cada parte devemos nos comportar como os Discípulos se comportaramna época, momentos de alegria e contição, de aplausos e de festa, de dor mas sobretudo de alegria eterna, assim é a verdadeira Santa Missa.
  20. Uma coisa é se alegrar outra é se agitar.

    No texto acima não há qualquer respaldo litúrgico a legitimar palmas.

    Em recantos carismáticos percebemos mais barulhos musicais e vozes elevadas do que uma espiritualidade católica.

  21. Em recantos Carismático também não estamos participando de uma missa o dia todo e sim de outros momentos que estão totalmente fora da Liturgia, há sim em cada encontro o momento reservado para a Santa Missa, como também existem momentos de adoração e momentos de Louvor, não podemos generalizar, pois o encontro Carismático não se realiza da forma como os tridentinos apregoam, pois no Momento da Santa Missa não existe pessoas rebolando e nem se extrebuchando pelo chão, isto é pura fantasia e exagero daqueles que apregoam mentiras sobre os Carismáticos.”
  22. Nas missas celebradas pelo santo padre o papa, não escutamos os barulhos das palmas, não vemos o santo padre bater palmas, por que será? Será a missa celebrada pelo papa uma missa sem alegria?

    São Pio, indagado sobre de que forma devemos assitir a Santa Missa respondeu: “Como a assistiam a Santa Virgem Maria e as Santas mulheres. Como São João assistiu ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrificio sangrento da cruz “.

  23. Esta é a diferença, vocês apenas assistem à uma missa, mas não participam dela, você estão na Igreja de corpo presente e alma ausente, é como um espetáculo que acontece a seus olhos, mas nós somos convidados a fazer parte do Corpo de Cristo, como São Paulo e São Pedro declaram, Nós somos o corpo de Cristo ou nós somos os edifícios espirituais de Cristo, todos os Batizados e cada um de nós que cremos somos chamados a assumir o nosso lugar, tanto para sofres as dores de Cristo como para se alegrar com Ele e creio eu que a Igreja hoje tem mais motivos para se alegrar do que para se entristecer pois a Igreja é e será vitoriosa frente ao pecado e aquele que se entrega a Tristeza perde as suas forças e a esperança de lutar, por isso muitos já morreram e abandoram a fé, sobretudo na Europa onde a RCC ainda não se alastrou como no Brasil, pois recebe forte pressão dos Tradicionalistas.
  24. Padre Pio não batia palmas na Missa, o papa não bate palmas na Missa, padres sérios e católicos sérios não devem bater palmas nas missas.

    Curtir

    • Enquanto os “católicos sérios” não batem palma, as igrejas protestantes vão se enchendo cada vez mais. Se você celebra a morte de Jesus na Santa Missa, é uma pena, pois eu celebro a ressurreição, por isso não preciso ficar de luto. “Povos, aplaudi com as mãos, aclamai a Deus com vozes alegres, porque o Senhor é o Altíssimo (…) Subiu Deus por entre aclamações, o Senhor, ao .om das trombetas. Cantai à glória de Deus, cantai; cantai à glória de nosso rei, cantai.” Salmo 46. “E diziam: ‘Bendito seja Aquele que vem como Rei, em nome do Senhor! Paz no Céu e glória no mais alto do Céu’. No meio da multidão, alguns fariseus disseram a Jesus: ‘Mestre, manda que os teus discípulos se calem’. Jesus respondeu: ‘Eu digo-vos: se eles se calarem, as pedras falarão’.” Lucas 19, 38-40. Infelizmente existem ainda muitos fariseus e tridentinos tratando a Santa Missa como um ato de tristeza. Menos Tradicionalismo e mais RENOVAÇÃO!

      Curtir

      • Concordo plenamente.O problema que no rito tridentino,existe uma influencia muito grande,que é o dolorismo medieval,antibíblico.Fazer do sofrimento,o ideal de vida,é medieval,naõ atual.

        Curtir

      • Não vou fazer o que está errado porque a maioria o faz. As igrejas protestantes podem estar cheias, mas o inferno também está. Não vou querer ir para o inferno só por que lá tem mais gente!!!!

        resposta:

        Olá Rose

        PODE FICAR TRANQUILA MINHA IRMÃ, Deus não mandará ninguém para o inferno apenas por ter batido palma em uma missa, existe um pecado muito maior do que este e que certamente mandará um monte de fariseus para o inferno é ficar se preocupando com a vida alheia e não se preocupar com a sua própria vida.

        Eu não tenho o menor medo de ir para o inferno, principalmente por fazer algo que eu creio ser o correto, tenho visto a nossa Igreja encher cada vez mais e creio que estas pessoas estão sendo salvas, já que aqueles que não vão a Igreja porque acham que ela é chata e mandona, esses sim irão para o inferno porque não estão participando da missa, mas aqueles que estão vivendo os sagrados sacramentos da eucaristia na santa Missa, com ou sem palmas, esses não irão para inferno nenhum, pois confiam em Jesus, e é isso que importa.

        VIVA SUA FÉ e deixe que eu viva a minha, se eu for para o inferno, o problema é apenas meu e não seu, portanto siga o que o Apocalipse ensina:

        “Aquele que está de pé, cuide-se para que não caia….”

        Jesus te ama

        Sizenando

        Curtir

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: