Enchei-vos do Espírito Santo !



Acontecerá

nos últimos dias

é Deus quem fala,

que derramarei do

meu Espírito

sobre todo ser vivo:

Atos dos Apóstolos, 2,17a

.


ENCHEI-VOS DO ESPÍRITO DE DEUS !


Este texto é uma sequencia de:

Batismo no Espírito Santo ?

O Sacramento do Batismo nos torna filhos de Deus e membros da Igreja, isto significa sermos herdeiros de Deus e Co-herdeiros com Cristo dos benefícios das promessas do Pai, poderíamos dizer que um filho recém nascido nada possui se nem ao menos sabe falar ainda como poderia tomar posse ou usufruir de sua filiação Divina uma vez que nem conhece os seus direitos “nem os deveres” de filho de Deus.

Com o nascimento nos tornamos semelhantes a Jesus, porém somente com o tempo e o aprendizado estas feições vão tomando as características concretas de um Filho de Deus autêntico, é nesta caminhada que mais precisamos do auxílio de nossos Pais, pois qualquer criança abandonada no mundo certamente morreria logo após o nascimento, sendo assim, Jesus nos enviou seu Próprio Espírito para nos conduzir e guiar nesta caminhada tão difícil rumo à Santidade que é o aperfeiçoamento de nossas características Divinas.

É portanto necessário permanecer na Igreja e nas promessas de Deus para podermos realmente viver aquilo que nos foi proposto no Batismo.

Isto seria semelhante a termos recebido um cheque de um milhão de reais assinado por Deus, porém ter um cheque assinado e preenchido com um milhão de reais não quer dizer que você tenha um milhão de reais, só quer dizer que lá no banco tem um milhão que será seu se você for lá buscá-lo, o Batismo no Espírito Santo então seria o exato momento em que você recebe do banco este dinheiro que lhe pertence.   Não é mais apenas uma promessa ou algo que irá acontecer no futuro, mas algo concreto em suas mãos naquele exato instante.

O Sacramento da Confirmação ou Crisma, tem todos os elementos que configuram o Batismo no Espírito Santo, porém a Igreja não o define como sendo exatamente o que está descrito na Bíblia, o Crisma segue os Atos dos Apóstolos descrito no (Cap. 8,15) que após o Pentecostes ou a primeira experiência do Batismo no Espírito Santo, tornou-se a maneira comum de se confirmar a fé e o Batismo daqueles que estavam realmente vivendo as palavras de Jesus na Igreja.



São Paulo em muitas ocasiões nos exorta a permanecer em oração buscando sempre estar cheios do Espírito Santo como um Pentecostes permanente, nos Atos dos Apóstolos também mostra que depois do primeiro Pentecostes em muitas outras ocasiões aquele fato se repetiu, quando unidos em oração pediram para se encher novamente com a presença de Deus, portanto também se tornou uma prática da Igreja momentos de oração e de louvor onde se invocava a presença do Espírito Santo visando buscar novamente uma nova imersão naquele grande amor do Pai.  Isto nunca foi considerado uma repetição do Sacramento nem um segundo ou até mesmo um outro oitavo Sacramento e sim apenas uma permanência no mesmo Sacramento.

Podemos comparar este fato com aquele milhão que você recebeu no Banco, certamente andando pelo mundo com um milhão de reais no bolso, você provavelmente gastaria alguma coisa, talvez até perdesse algumas notinhas de Real por aí, este momento de oração para se manter cheio do Espírito Santo seria como se aquele cheque que você recebeu continuasse tendo o mesmo valor, e toda  vez que você voltasse ao Banco receberia todo aquele dinheiro novamente, é isto que nós cremos e era isto que os Apóstolos buscavam e recebiam naquelas reuniões de oração, não somente se completavam como transbordavam do Espírito de Deus, Jesus exemplificava isto dizendo que, quanto mais nós repartíssemos, mais teríamos para repartir, portanto não distribuir seu milhão, não iria economizá-lo, porque você sempre receberia o dobro daquilo que distribuiu.


  • Dai, e dar-se-vos-á. Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada e transbordante, porque, com a mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.

(São Lucas 6,38)



Recebestes de graça, de graça dai!


Assim também a Parábola do filho Pródigo nos diz a mesma coisa, aquele filho saiu pelo mundo e gastou todo o seu dinheiro, mas quando voltou para a fonte que era a casa do Pai, recebeu tudo de volta.

Tudo o quê ?

Ele já não havia gasto toda a sua parte da herança ?

Permanecei em Mim e eu permanecerei em vós …

Enchei-vos do Espírito Santo …

Se vivemos pelo Espírito, andemos também de acordo com o Espírito. (Gálatas 5,25)

Buscai as coisas lá do alto,

Vemos através destes textos acima que era muito mais do que normal esta exortação de permanecer sempre buscando a plenitude da graça de Deus ou se manter sempre cheio do Espírito Santo, Batizado, coberto, Purificado, lavado, mergulhado, plenamente submerso, repleto e acima de tudo Fonte desta mesma graça.

Enquanto que no Batismo de João, o Batizado saia da água para uma nova vida, no Batismo no Espírito Santo a proposta seria uma permanência continua na submersão desta água viva que é o Espírito Santo de Deus, portanto um Batismo permanente, porque Ele não nos sufoca ou afoga tirando a nossa vida e sim nos dá uma vida plena em abundância, mas já que o cotidiano não nos permite esta continuidade, convém sempre que possível voltarmos ao mergulho no Amor de Deus para recuperarmos a plenitude.  Os Sacramentos, as reuniões em comum “Missas”, as orações e outras atividades são instrumentos para podemos alcançar esta plenitude.


Por favor não leve esta foto ao pé da letra é apenas figuração.


Seria mais ou menos isso, mas não dentro d’água e sim envolto completamente pelo Espírito Santo de Deus.

Batismo como o primeiro Sacramento.



http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120 http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/frutos-do-espirito.jpg?w=130&h=120 //mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/pentecostes-ico.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

About these ads

15 Respostas

  1. Sizenando, bom dia!

    Estou a te escrever depois de verificar que muito sem-vergonha da Montfort faz de seu blog uma plataforma de propaganda para as doidices do Fedeli. Favor, fica de olho e não permita isso.
    Alias, acho bom o sr. ficar de olho, pois agora eles avisam que vão para o Rio de Janeiro. Acho bom o sr. dizer a d. Wilk que avise d. Orani. Ele já teve problemas em Belém com eles. O local é uma igreja, por tanto, local propriedade da diocese… Veja a notícia: http://blog.legadomontfort.com.br/?p=1154
    A nossa RCC não pode ficar inerte diante deste pessoal. Acho muito bom o seu blog.
    Ana Paula

    Salve Maria Puríssima

    1.

    Sizenando
    O seu comentário está aguardando moderação.
    27 de fevereiro de 2010 às 19:39

    +

    Alguém aí sabe me dizer a que se refere este comentário que recebi

    ?

    Sizenando, bom dia!

    Estou a te escrever depois de verificar que muito sem-vergonha da Montfort faz de seu blog uma plataforma de propaganda para as doidices do Fedeli. Favor, fica de olho e não permita isso.
    Alias, acho bom o sr. ficar de olho, pois agora eles avisam que vão para o Rio de Janeiro. Acho bom o sr. dizer a d. Wilk que avise d. Orani. Ele já teve problemas em Belém com eles. O local é uma igreja, por tanto, local propriedade da diocese… Veja a notícia: http://blog.legadomontfort.com.br/?p=1154
    A nossa RCC não pode ficar inerte diante deste pessoal. Acho muito bom o seu blog.
    .
    Ana Paula

    Isto é mesmo apenas mais um Marketing ?

    O que me interesaria esta BOA ou MÁ notícia ?

    In Corde Jesu, Semper.

    Curtir

  2. Contentes com pouco!

    Jesuítas em Portugal estão “bem”(?)

    Numa matéria publicada hoje no site “DN Portugal” há um título que me causou até, digamos, tristeza. Diz o site:

    Entraram 25 pessoas para a Companhia de Jesus nos últimos cinco anos, tornando-a numa das ordens mais procuradas.

    E as palavras do Pe. Nuno da Silva, provincial português da Companhia de Jesus:

    “No panorama dos institutos religiosos masculinos a Companhia de Jesus é das que está melhor”

    Alegrar-se com pouco, acredito eu, é uma qualidade. Ouso dizer que é uma qualidade evangélica. Mas esse pouco, no caso dos jesuítas, é justamente um sintoma do seguimento de um outro Evangelho, que não é de Cristo.

    Há poucos seminaristas, porque a figura do padre mudou. Padre, hoje, é um membro de uma imensa ONG que não pode casar. A dimensão do sacerdócio foi quase aniquilada, por isso não há vocações.

    Os Jesuítas, e outras ordens e congregações, rejubilam-se com cinco noviços por ano quando, num passado não tão distante, gozavam de uma verdadeira legião de vocacionados.

    “Os dados da Conferência Episcopal Portuguesa mostram que, entre 2000 e 2006, o número de sacerdotes diocesanos baixou de 3159 para 2894″.

    Que dizer dos Institutos Tradicionais que, duas ou mais vezes no ano, recebem dez ou mais vocacionados, de uma vez? Que dizer do IBP que recentemente recebeu treze novos seminaristas?

    São todos “desajustados”? Recentemente, também, um blog francês (falha-me a memória…) escreveu justamente questionando o fenômeno da Tradição. Antes os bispos podiam ignorar com todas as forças os católicos tradicionais, mas hoje, especialmente na Europa, eles são a única força viva da Igreja. Ontem, rejeitados, hoje, temidos.

    Há grupos se alegrando com pouco quando poderiam ter tudo, para a maior glória de Deus!

    http://igrejauna.blogspot.com/2010/02/contentes-com-pouco.html

    Resposta:

    Salve Maria

    Olá Renato

    Veja só que engraçado, nossa Diocese enviou

    37 novos seminaristas

    esta semana para iniciarem este ano o seminário, totalizando 85 seminaristas ao todo sob responsabilidade desta Diocese, sendo que dentro de tres meses 6 deles serão ordenados Sacerdotes, acho que o problema da Igreja na Europa é porque acreditam que o Espírito Santo cessou a sua manifestação na face da terra e na Igreja, mas no Brasil graças a Deus a Igreja já descobriu o mover do Espírto e sem Ele, é claro que não existe nenhum chamado e nenhuma vocação.

    Vem Espírito Santo, Vem Espírito Santo e Renova a face da Terra, derrama seus Dons em plenitude dentro do coração dos homens e restaura a tua Igreja.

    In corde Jesu, Semper.

    Curtir

  3. Devo pregar na RCC combatendo seus erros?
    PERGUNTA
    Nome: Samuel Rodrigues
    Enviada em: 05/02/2009
    Local: São Paulo – SP, Brasil
    Religião: Católica

    VEJA A NOSSA RESPOSTA ABAIXO DO TEXTO….
    ——————————————————————-

    Caríssimo Sr. Orlando Fedeli,
    Salve Maria Imaculada!

    Gostaria de primeiramente parabenizá-lo por todo o empenho do senhor e de toda a Monfort
    na defesa da Fé Católica.

    Participei da RCC por alguns anos. Dentro da RCC conheci algumas pessoas
    profundamente fiéis a Igreja, que muitas vezes buscavam corrigir os erros da própria RCC através de suas pregações e ensinos.

    Porém também presenciei muitos absurdos, frutos de uma péssima formação católica, e de influências claríssimas de protestantismo, além de abusos grosseiros na Santa Missa, e posso sem dúvida nenhuma dizer que isto infelizmente acontece em grande parte dos casos.

    Minhas perguntas são: Eu tenho um grande desejo de ser um pregador da Igreja. Isto é possível?
    Enquanto leigo posso pregar? Eu, gostaria de pregar a verdade da Igreja, a Doutrina Católica, a
    devoção à Santíssima Virgem, o Santo Rosário, pregar sobre o Santo Sacrifício da Missa, sobre a Presença Real do Senhor no Santíssimo Sacramento, denunciar os erros, exortar…

    Dentro da RCC sei que há possibilidade de um leigo pregar, pois já fazia isto. Pergunto-lhe então: o senhor pensa que seria uma contribuição para a fé, ainda que por isso eu seja perseguido, pregar dentro da RCC a Doutrina Católica e combater os erros denunciando-os? Pensa que se poderia com isso, pela graça de Deus conseguir o feliz êxito de que estas pessoas que lá se encontram, manifestando sede de Deus, sejam corretamente formadas e levadas a abandonar os erros de influência ou essência protestante, podendo este grupo vir a se tranformar em um autêntico grupo de oração católico, onde se reze o rosário, onde se adore o Santíssimo Sacramento, onde se encontre o sólido alimento da doutrina católica em oposição à superficialidade e sentimentalismo
    protestante?

    Claro que não falo de uma forma inocente, como quem desejasse ser uma espécie de salvador da RCC, mas o que gostaria mesmo de saber é se o senhor pensa, que havendo pregadores de correta formação, que denuncie os erros e anuncie a verdade dentro mesmo da RCC, pagando o preço da perseguição, poderia se contribuir para a Fé Católica? Porque as vezes penso que se me recusasse
    a pregar lá, se é que me é lícito como leigo pregar, estaria sendo omisso, simplesmente “lavando as mãos” diante dos inúmeros erros que lá vejo.

    Agradeço desde já, e desejo que o Senhor por intercessão da Santíssima Virgem Maria lhe conceda
    cada dia mais coragem e fortaleza para defender a fé e a Santa Igreja Católica!

    Samuel Rodrigues

    RESPOSTA

    Prezado Samuel, salve Maria!

    O termo “pregação” não é um termo conveniente para um leigo, pois essa função – a de pregador – é própria do estado clerical, ou de quem possui mandato ou jurisdição para tanto. Malditamente, essa terminologia se espalhou feito erva daninha – a princípio pelos protestantes que se arrogam ilicitamente os poderes dados somente à Igreja Católica, por Nosso Senhor – e, depois, como conseqüência natural, nos meios católicos por meio da irracional e protestantóide RCC e suas infinitas secretarias, que mais parecem comissões governamentais de jardinagem. Hoje esse termo é utilizado cansativamente nas sacristias infestadas de gerentes e pastorais.

    Um leigo pode e deve fazer apostolado, isto é, praticar caridade espiritual e material repetindo o que a Igreja Católica ensina através de seu Magistério, trazendo, assim, algum amigo para Deus. Porém, para se fazer um apostolado que se aproveite, é necessário rezar e estudar a doutrina católica; amar a Verdade e sofrer por ela.

    Você nos pergunta se seria lícito permanecer na RCC e combater contra ela. Respondo que não. Pois, mesmo que se queira atingir um fim justo, não se pode empregar meios contraditórios. Não é conveniente, nem prudente permanecer amigado a um meio que você combate. Seria uma contradição flagrante. E depois, em se ficar em meios sentimentais como os da RCC, acaba-se influenciando com muitos erros e modos ruins, os quais não se pode tolerar.

    Da RCC liberanos Domini!

    Comece seu apostolado compreendendo os terríveis erros da RCC e seus efeitos nefastos para a Fé Católica e se apartando de seus grupos e reuniões. Explique com caridade, a quem lhe questionar, o que subjaz à doutrina carismática e porque ela é tão maléfica para as almas.

    Que Deus o ajude e escreva-nos quando quiser.

    André Roncolato Siano,

    COPIADO DO SITE MONTFORT POR RENATO LIMA

    Curtir

    • A RESPOSTA DESTE BLOG ESTÁ EM CADA PARAGRAFO

      PERGUNTA DE:
      Nome: Samuel Rodrigues
      ———————————————————————————–
      Devo pregar na RCC combatendo seus erros?
      ———————————————————————————–

      Caríssimo Sr. Orlando Fedeli,

      LAMENTAVEL ESTA PERGUNTA NÃO FOI DIRIGIDA A ESTE BLOG, PORTANTO O SAMUEL PODE NÃO LER A MINHA RESPOSTA, MAS VAMOS A ELA.

      Salve Maria Imaculada!

      Gostaria de primeiramente parabenizá-lo por todo o empenho do senhor e de toda a Monfort
      na defesa da Fé Católica.

      1ª Obs. Há controvérsias nesta afirmação e nenhum órgão da Igreja Católica Apostólica Romana OFICIAL daria uma carta de CRÉDITO OU RECOMENDAÇÃO a esta entidade “CULTURAL” não “RELIGIOSA” que ensina apenas história e não um ensino CATEQUETICO de FÉ CATÓLICA, Eu pediria que fosse exibido ou colocado à disposição dos ouvintes e leitores de tal site um documento qualquer que comprove ser este site aceito e aprovado pela Santa e amada Igreja Católica, caso contrário continuará a dúvida ou a verdade daquele que; “quem se cala e não comprova outra verdade, consente na verdade que outro.apresentou”.

      Segundo declarações do próprio Professor Orlando Fedeli em seu site Montfort, Ele não tem autorização para falar em nome da Igreja e nem dar aulas de Catequese, afirma também que não assume nenhum posto “ou cargo” na Igreja, porque ele não aprova e é contra tudo que existe na Igreja hoje, ele não recomenda que um Católico freqüente Missa Dominical, porque a mesma é um reflexo do pensamento protestante que influenciou os Bispos no Concílio Vaticano II e etc.

      Que Fé Católica é esta que ele defende que não obedece e não está de acordo com o Santo Magistério da Igreja representado pelo Papa Bento XVI ?

      Participei da RCC por alguns anos. Dentro da RCC conheci algumas pessoas
      profundamente fiéis a Igreja,
      que muitas vezes buscavam corrigir os erros da própria RCC através de suas pregações e ensinos.

      1º – Em nossa cidade todos os membros da RCC seguem esta característica e se alguém não é Católico ou ensina coisas diferentes do catolicismo é convidada gentilmente a fazer sua decisão definitiva, retornar à fé Católica ou afastar-se do grupo de oração, todos os que permanecem na RCC estão comprometidos com a defesa de nossa fé.

      2º – Nosso amigo declara que conheceu muitos fiéis Católicos dentro da RCC, que estão imbuídos de corrigir seus erros, fieis no meu entender, seria um Católico fiel e exemplar.

      3º – Erros e pecados são encontrados em todos os lugares, inclusive no site Montfort que acusa a Igreja Santa e infalível de ter produzido um “Concílio protestante e maçônico”, eles não adimitem que se aponte erros na Igreja antes da aprovação do Concílio Vaticano II, negam a inquisição, negam a venda de indulgências, fatos que foram reconhecidos como enganos do clero Católico no passado e o Papa João Paulo II pediu perdão à toda humanidade por estes erros cometidos, porém se houveram erros, todos foram cometidos em busca do acerto e não propositalmente, o maior erro é não reconhecer um erro, diz-se que somente um pecado não pode ser perdoado, aquele que não for admitido, confessado e redimido, todos os outros podem ser reparados e perdoados.

      4º – Se existe erro na RCC, como em qualquer lugar existe, precisamos corrigi-los e não acabar com a RCC.

      5º – Se um doente vai ao médico e o médico faz um diagnóstico que ele está mesmo doente, então devemos mandar mata-lo, porque sua doença pode se espalhar contaminando o mundo !. Mas então para que existiria a medicina ? Se não for para curar o doente em sua necessidade ? Para que o doente procurou o médico ? Mão foi para ser curado ? Se você corta a ponta do dedo, certamente irá cura-lo e não arranca-lo inteiramente fora !

      6º – Para que servem as pregações e os ensinos ? Servem para ensinar o povo como caminhar no caminho certo, Servem para catequizar e ensinar a Doutrina Católica. Precisamos sim conhecer a nossa doutrina e os documentos da Igreja, principalmente o que diz o Concílio Vaticano II que é o nosso último documento que não contradiz nenhum dos anteriores e ainda os completa soberanamente.

      O verdadeiro Magistério da Igreja está “VIVO E NÃO MORTO”, ESTÁ presente na pessoa do Papa Bento XVI e os Bispos que a ele estão ligados através da hierarquia Católica dentro da comunhão plena e não devemos seguir bispos e Padres que estão desligados desta hierarquia, como por exemplo, Dom Marcel Lefebvre “excomungado” e os Bispos da FSSPX & CIA, onde a “CIA” são aqueles que seguem o mesmo princípio sem nem mesmo estar a caminho de uma comunhão, além de fomentarem um ambiente propício ao cisma e ao SEDEVACANTISMO.

      A RCC hoje disponibiliza diversos livros de ensino catequético, estudos da doutrina Católica e também ensinos Kerigmáticos, tudo isso para evitar que outros livros acabem caindo nas mãos de nosso povo sedento da Palavra de Deus, me lembro muito bem que quando comecei na RCC, não existiam livros e nem músicas Católicas disponíveis no mercado para quem quisesse aprender alguma coisa, por isso muitos acabaram comprando livros evangélicos que falavam de Deus, mas hoje o Católico não precisa mais recorrer a esta literatura porque a RCC incrementou a literatura Católica com diversos livros aprovados pelo Magistério escrito tanto por leigos como também por Padres e Bispos devidamente em comunhão e não excomungados da Igreja Verdadeira.

      Porém também presenciei muitos absurdos, frutos de uma péssima formação católica, e de influências claríssimas de protestantismo, além de abusos grosseiros na Santa Missa, e posso sem dúvida nenhuma dizer que isto infelizmente acontece em grande parte dos casos.

      Péssima formação Católica: Esta formação não está a cargo da RCC, a RCC nunca esteve responsável diretamente pela formação Católica na Igreja, se a Formação Católica é uma responsabilidade dos Pais e Padrinhos, dos Catequistas e Padres na Missa, não se pode atribuir culpa à RCC por uma má formação de Doutrina Católica.

      Influências Protestantes: Toda Religião influência uma a outra, os evangélicos também reclamam de sua má formação evangélica, porque muitos evangélicos apesar de convertidos continuam praticando o Catolicismo, conheço evangélicos que até rezam ave Maria, cantam as musicas do Pe. Zezinho e etc.

      Estas influências são adquiridas através de livros, de notícias, de conversas, de filmes, de revistas, de músicas, de amigos e de muitas outras maneiras, o que precisamos é ensinar os nossos pregadores como pregar a nossa identidade sem se contaminar com a identidade dos evangélicos e que hoje na verdade muitas semelhanças são inevitáveis porque seguimos fatos bíblicos e o que está na Bíblia não é “PROTESTANTE”, ANTES SIM, SERIA “PLENAMENTE CATÓLICO”, sendo assim “O PENTECOSTES É CATÓLICO ANTES DE SER PROTESTANTE”. Os primeiros Cristãos que eram apenas Católicos, já que não existiam protestantes naquela época, todos falaram em Línguas, muitos profetizaram e curaram os doentes, logo nada disso é novidade criada por evangélicos e sim apenas copiada das primeiras ações Católicas, porque tudo isso foi escrito e testemunhado nos Atos dos Apóstolos. Acho que se os primeiros Católicos não tivessem escrito sua história e formado a Bíblia, não teria como existir Protestantismo no “Sola Scriptura”, porque na verdade iriam copiar o que, creio também que copiar as ações dos primeiros Apóstolos na verdade seria ser um autêntico Católico, o problema é que eles só vivem parte do que lêem e mudam o sentido da outra parte para fugir da semelhança Católica.

      Levantar as mãos, impor as mãos, curar doentes, bater palmas, cantar louvores, recitar hinos e cânticos espirituais, se encher do Espírito Santo, são fatos comuns e cotidianos na Igreja desde o seu início, infelizmente estes detalhes ficaram mais escassos a ponto de que alguns Doutores e Santos da Igreja começassem a ensinar que tinham se findado sua ação na Igreja.

      Na verdade não se findaram, de acordo com São Paulo em diversos textos, principalmente ao lermos que os Dons são totalmente provisórios e que um dia se extinguirão por completo, neste dia porém teremos alcançado a plenitude da perfeição, mas como todos nós sabemos, a Igreja ainda não alcançou esta plenitude e então podemos garantir que os Dons devem continuar se manifestando como sempre deveriam ter se manifestado.

      Santa Missa: O Culto Católico também não está submisso ao movimento RCC, cada Padre executa e faz o que ele pode fazer de acordo com permissão de seu Bispo diocesano, a RCC não interfere na regra ou na Liturgia, fazemos apenas aquilo que temos permissão para fazer, ou então poderíamos dizer que a “Santa Missa Verdadeiramente Carismática”, seria alguma coisa bem diferente das Missas que costumamos ir, mas este ainda é um sonho que um dia realizarei num futuro próximo, se Deus assim o permitir.

      Minhas perguntas são: Eu tenho um grande desejo de ser um pregador da Igreja. Isto é possível?

      É claro que é possível, temos muito que ensinar, temos muito que construir.

      O Profeta Jeremias dizia que sentia um fogo que ardia em seu peito.
      São Paulo dizia: “Ai de mim se não pregar o evangelho”
      Diz Também: “A fé vem de ouvir a palavra de Deus, mas como ouvirei se não houver quem pregue, como pregar se não for enviado “”

      Jesus nos deu uma ordem explícita:
      “Ide e anunciai a toda criatura o que Eu vou tenho ensinado, Marcos 15”
      “O Dom de Línguas estranhas doado por Deus às 120 pessoas que estavam presentes no Cenáculo no dia de Pentecostes mostra exatamente esta vontade de Deus para nós, devemos ir ao mundo e anunciar a palavra de Deus, não somente em sua casa, mas na casa do vizinho, na Igreja, no trabalho, na Rua, nas praças, no Rádio, na Tv, no Palco cantando ou tocando, na cidade vizinha e até no Japão, veja como você nem pode imaginar o alcance de suas palavras, pessoas que um dia me ouviram pregar já estiveram sentadas ao lado do Papa varias vezes e é assim que a sua fé e o seu testemunho pode mudar o mundo, quando você não se acomoda em sua cadeira e nem dentro de quatro paredes.

      Ainda ontem durante a Missa, um jovem recebeu o envio na comunidade para ir para o Seminário no Rio de Janeiro, este jovem esteve presente em um de nossos encontros a dois anos atrás, neste encontro falamos sobre Dons e Frutos do Espírito Santo e para exemplificar o que seria FRUTO eu comprei varias frutas e colei o nome de um Dom ou Fruto do Espírito conforme Gálatas 5, 22 e distribuí a cada pessoa, para que experimentassem comer o fruto pensando e interiorizando a palavra que nele estava escrito, no caso particular deste jovem que por sinal é meu vizinho e se formou na faculdade junto com meu filho, ele recebeu uma maça que estava escrito “CASTIDADE”, eu não fiquei vigiando ou escolhendo o nome que cada um escolhia, mas sei que Deus falou muito alto através desta simples palavra a este jovem e agora ele se decidiu a ser um Sacerdote para continuar ensinando e pregando a palavra de Deus.

      Enquanto leigo posso pregar? Eu, gostaria de pregar a verdade da Igreja, a Doutrina Católica, a devoção à Santíssima Virgem, o Santo Rosário, pregar sobre o Santo Sacrifício da Missa, sobre a Presença Real do Senhor no Santíssimo Sacramento, denunciar os erros, exortar…

      Veja meu amigo, nós somos comparados a ovelhas ! Certo ?
      Toda ovelha gera outra ovelhinha, que deve amamenta-la e alimenta-la até que esteja grande e possa se virar sozinha, é nesta hora que o pastor assume o dever de levar todas as ovelhas a boas pastagens e cuidar para que nenhuma se perca, mas este Pastor, por melhor que seja jamais poderá gerar uma ovelha, esta obrigação é inteiramente nossa.

      O Próprio Jesus, que é Deus, quando se fez homem e nasceu entre nós vindo através do ventre de Maria, Ele foi alimentado e ensinado por Maria, aprendeu a andar e a falar tudo que sua Mãe lhe ensinou, imagine só que pretensão a nossa, eu um pobre ser humano, ensinando o próprio filho de Deus e hoje quando eu vejo que jovens que nos ouviram pregar se tornaram Padres e Bispos, podem até se tornarem Papas, foi ai então que eu entendi a palavra que nós seriamos levados na presença de Reis e Sacerdotes e que jamais precisaríamos nos preocupar com o que deveríamos falar, já que seria o Espírito Santo que iria nos inspirar, veja que estas palavras se concretizam literalmente, porque não foi nem uma e nem duas vezes que vi Bispo, Padre e Prefeito me ouvindo falar de Deus, pelo menos nenhum deles jamais me proibiu de pregar, falar ou anunciar o evangelho. Nosso Bispo Dom Manuel Pestana Filho que era tradicionalista ao extremo foi o primeiro que nos deu aula dentro da RCC em Anápolis para aprendermos como pregar em publico, logicamente ele nos ensinou também o que deveríamos ensinar dentro da Doutrina Católica Autêntica.

      Se um Bispo Tradicionalista veio ao meio da liderança da RCC de sua diocese e ele mesmo nos ensinou a pregar e a ensinar em nossos grupos, como porém uma pessoa qualquer que nem representante da Igreja é ensina algo contrário ao que o Magistério ensinou ?

      Dentro da RCC sei que há possibilidade de um leigo pregar, pois já fazia isto. Pergunto-lhe então: o senhor pensa que seria uma contribuição para a fé, ainda que por isso eu seja perseguido, pregar dentro da RCC a Doutrina Católica e combater os erros denunciando-os? Pensa que se poderia com isso, pela graça de Deus conseguir o feliz êxito de que estas pessoas que lá se encontram, manifestando sede de Deus, sejam corretamente formadas e levadas a abandonar os erros de influência ou essência protestante, podendo este grupo vir a se transformar em um autêntico grupo de oração católico, onde se reze o rosário, onde se adore o Santíssimo Sacramento, onde se encontre o sólido alimento da doutrina católica em oposição à superficialidade e sentimentalismo protestante?

      Pregar e ensinar a palavra de Deus sempre será possível, não somente dentro da RCC como também em vários outros movimentos dentro da Igreja Católica, menos dentro da Igreja Tridentina e Montfortista Fedelista que não existe espaço para que um leigo ensine qualquer coisa, porque dentro desta instituição o princípio de ensinamento válido é o seguinte “Fedeli Locuta, Finita est”, não se pode ler a bíblia, não se pode pregar a palavra apenas obedecer cegamente o Líder ditatorial Fedeli.

      Toda Pregação sincera e correta é sim uma grande contribuição para a fé, só não sei dizer se sua pregação está dentro dos padrões que poderiam ser recomendados, já que muitos querem pregar, mas nem todos possuem este Dom e outros na verdade querem mesmo é só aparecer, não tenho como julga-lo, porque não conheço o seu conteúdo e para ser um bom pregador hoje na RCC é necessário formação, e nesta formação que fazemos com nossos pregadores ensinamos claramente que somente pode ensinar nos grupos da RCC que for fiel à doutrina Católica de sempre, sem confundir os extremistas radicais tradicionalistas como uma voz de Roma e sim os colocando em sus devidos lugares juntamente com Leonardo Boff, Frei Betto e Dom Marcel Lefebvre.

      Perseguido dentro da RCC, o verdadeiro cristão será perseguido em qualquer lugar que estiver, porque a verdadeira Palavra de Deus exige de nós compromisso e as pessoas tendem a se acomodar e quando uma palavra os incomoda, “tenta tirar do comodismo” eles revidam para manter as aparências, mas a proposta da RCC é uma incomodarão permanente, se a palavra de Deus deixar de nos incomodar, devemos abrir os olhos porque alguma coisa está errada.

      Autêntico grupo de oração Católico:
      Existem diversos movimento e diversos grupos autênticos Católicos, porém cada movimento segue a sua espiritualidade, você que participa do apostolado da oração rezará o seu terço conforme a regra do movimento, assim também a RCC tem a sua maneira de ser, e não seria igual ao ECC, Cursilho, Focolares, Vicentinos ou outro movimento, se assim fosse, não seria RCC e sim apostolado da oração. Se a sua pretensão é rezar o terço e adorar ao Santíssimo, creio que encontrará um outro movimento que faça exatamente o que você quer, mas quem vem para o grupo da RCC, vem para cantar e louvar o Senhor, Sorrir, bater palmas, orar uns pelos outros, receber orações, fazer louvores espontâneos, ler a palavra de Deus, fazer uma oração na palavra, dar um testemunho, ouvir uma pregação e etc., porque cada grupo as vezes tem uma rotina diferente um do outro, já que é uma das regras da RCC não existir uma regra rígida para uma reunião de oração.

      Rezar o terço e adorar o Santíssimo, também faz parte de nossa rotina, hoje por exemplo a nossa reunião será uma reunião somente de adoração ao Santíssimo e rezar o terço também rezamos no início de todas as nossas reuniões.

      Em nossa Paróquia temos a honra de participar de tudo o que você disse em diversos momentos diferentes que não são propriamente o grupo da RCC, porque a Igreja Matriz sim tem por obrigação acolher todas as vertentes da Fé que nos aproximam mais do Senhor Jesus sem obrigar que cada movimento seja igual ao outro movimento. Afinal fazemos parte de um só corpo, mas não somos todos o mesmo membro deste Corpo. I Coríntios 12.

      Claro que não falo de uma forma inocente, como quem desejasse ser uma espécie de salvador da RCC, mas o que gostaria mesmo de saber é se o senhor pensa, que havendo pregadores de correta formação, que denuncie os erros e anuncie a verdade dentro mesmo da RCC, pagando o preço da perseguição, poderia se contribuir para a Fé Católica? Porque as vezes penso que se me recusasse a pregar lá, se é que me é lícito como leigo pregar, estaria sendo omisso, simplesmente “lavando as mãos” diante dos inúmeros erros que lá vejo.

      Claro que é lícito a sua pregação, só que sua pregação deve estar de acordo com o Magistério Atual da Igreja e não um pseudo-magistério paralelo que ensina o tradicionalismo e a desobediência ao Papa entrando em conflito não apenas com a RCC com todos os outros movimentos existentes atualmente na Igreja, porque afinal eles são a favor do silêncio absoluto e de apenas ouvir a voz do padre, mas esta é uma mentira que foi desmascarada pelo Padre Perrel quando encerrou as atividades do IBP no Brasil, porque se sentia manipulado pela Montfort e que os Fedelistas não ouviam e nem aprendiam os seus ensinamentos de Pai e Pastor, ou seja, a voz do Padre para eles não tinha nenhum efeito, o Padre para eles era apenas mais um escravo que os alimentava com o pão do Céu e nada mais.

      Agradeço desde já, e desejo que o Senhor por intercessão da Santíssima Virgem Maria lhe conceda
      cada dia mais coragem e fortaleza para defender a fé e a Santa Igreja Católica!

      Samuel Rodrigues

      RESPOSTA

      Prezado Samuel, salve Maria!

      O termo “pregação” não é um termo conveniente para um leigo, pois essa função – a de pregador – é própria do estado clerical, ou de quem possui mandato ou jurisdição para tanto.

      Veja que nosso amigo condena a arte e o Dom da Pregação da palavra de um reles leigo, ele porém como leigo se arvora a ensinar em nome de Deus, o Senhor Fedeli não apenas ensina e prega por todo o Brasil Doutrina católica sem permissão como contra a proibição dos Bispos locais e agora desaconselha um servo de Deus a exercer o seu chamado de coração.

      Ou seja se coloca como uma barreira ao chamado Divino, se coloca como um obstáculo à vontade de Deus.

      Hoje como existe falta de Padres no mundo, as ovelhas padecem de fome da palavra e não são ouvidas quando precisam de um apoio sacerdotal, porque um Pastor não consegue atender 10000 ovelhas quando todas precisam do mesmo carinho e apoio, e é por isso que os lobos atacam e roubam as ovelhas que ficam nos flancos mais afastadas do Pastor.

      Este conselho também é um enorme empecilho para que um jovem compreenda que seu chamado para evangelizar pode até se tornar um chamado para ser Sacerdote e etc.

      Malditamente, essa terminologia se espalhou feito erva daninha –

      Jesus disse que quem não ajunta espalha e quem não espalha ajunta, logo Ele quis dizer que todos aqueles que falam de Deus, bem ou mal, acabam ajudando na construção do Reino de Deus, São Paulo também foi interpelado a respeito de pessoas que pregavam em nome de Jesus sem ser aquelas comunidades que Paulo havia criado.

      São Paulo respondeu que quantos mais anunciassem o evangelho mais ele se gloriaria no Senhor. Logo não maldisse os pregadores do evangelho e sim os abençoou, logicamente estamos falando de pregações de acordo com a Bíblia e o Magistério de Bento de XVI e não de Fedeli ou Lefebvre.

      a princípio pelos protestantes que se arrogam ilicitamente os poderes dados somente à Igreja Católica, por Nosso Senhor – e, depois, como conseqüência natural, nos meios católicos por meio da irracional e protestantóide RCC e suas infinitas secretarias, que mais parecem comissões governamentais de jardinagem. Hoje esse termo é utilizado cansativamente nas sacristias infestadas de gerentes e pastorais.

      Veja que o nosso amigo é contra toda e qualquer “atividade na Igreja” que não seja executada por um Padre, nem ministros e nem leigos devem fazer nada na Igreja, nem pregar e nem lavar as roupas do Padre, veja que uma Igreja nestes moldes hoje é impossível sobreviver, é por isso que os Bispos resistem aos tradicionalistas, já que os leigos fazem quase tudo na Igreja hoje ficando para o Padre somente o essencial.

      As finanças e até as construções são coordenadas e dirigida pela comunidade, o Padre é responsável para que as ovelhas façam as coisas corretamente e mantenham-se unidas na Comunidade de amor de acordo com seus ensinamentos de pastor e guia inspirado pelo Espírito Santo e em comunhão com a hierarquia da Igreja católica.

      Um leigo pode e deve fazer apostolado, isto é, praticar caridade espiritual e material repetindo o que a Igreja Católica ensina através de seu Magistério, trazendo, assim, algum amigo para Deus. Porém, para se fazer um apostolado que se aproveite, é necessário rezar e estudar a doutrina católica; amar a Verdade e sofrer por ela.

      Disse correto, veja que repetir o que a Igreja ensina pode ser considerado uma “PREGAÇÃO” e nem sempre aquilo que chamamos de pregação no grupo de oração poderia ser chamado de pregação, porque na verdade é um simples ensino, mesmo, que é a maneira correta de ser chamado aquele momento da palavra de Deus no grupo de oração.

      Você nos pergunta se seria lícito permanecer na RCC e combater contra ela. Respondo que não. Pois, mesmo que se queira atingir um fim justo, não se pode empregar meios contraditórios. Não é conveniente, nem prudente permanecer amigado a um meio que você combate. Seria uma contradição flagrante. E depois, em se ficar em meios sentimentais como os da RCC, acaba-se influenciando com muitos erros e modos ruins, os quais não se pode tolerar.

      Veja que conselho oposto ao ensinamento da palavra de Deus.
      Jesus nos envia para o mundo.
      Jesus nos envia como ovelhas no meio de lobos.
      Jesus diz que somos a luz que ilumina as trevas.
      Jesus diz que somos o sal que dá sabor ao alimento.
      Jesus Diz que somos o fermento na massa.
      Jesus diz que somos o exemplo para os pecadores.
      Jesus diz que temos que acolher os pecadores.
      Jesus não deseja nos afastar do mundo.

      Nosso conselheiro Monfortista ensina que você é um fraco, medroso e incapaz de vencer o pecado do mundo e será contaminado por ele.

      Logo você deve permanecer em seu trono de Santidade e deixar que os pecadores morram em sua latrina e você será um omisso que perderá o reino dos céus porque não ajudou o mundo a se salvar do mal que nele existe. Jesus é o nosso exemplo e Ele mesmo sendo Deus, abdicou-se de sua igualdade com Deus, desceu da sua glória e se fez homem fraco como nós, mas mesmo assim vivendo no meio do mundo Ele jamais cometeu nenhum pecado e sendo Ele a luz iluminou todas as trevas por onde quer que Ele fosse.

      Se eu sou a luz, eu iluminarei as trevas, porque então deveria temer a escuridão ?
      Porque eu deveria temer os lobos deste mundo ?
      Sendo eu o fermento porque deveria eu ME AFASTAR DA massa ?
      Não é com esta finalidade que existe o fermento, para fazer com que a massa cresça e se transforme em alimento?
      Nosso amigo tem medo da RCC, ele tem medo do Espírito Santo e teme que você que é Santo se torne um pecador, se Jesus tivesse obedecido este conselho Ele jamais teria vindo a este mundo.

      A menos que a RCC é que seja a Santa Luz e ele sabendo muito bem disso quer te afastar da luz de Cristo lhe mantendo na completa escuridão.

      Da RCC liberanos Domini!

      Comece seu apostolado compreendendo os terríveis erros da RCC e seus efeitos nefastos para a Fé Católica e se apartando de seus grupos e reuniões. Explique com caridade, a quem lhe questionar, o que subjaz à doutrina carismática e porque ela é tão maléfica para as almas.

      Na verdade, nosso amigo deveria ter dirigido suas perguntas ao Magistério oficial da Igreja e não a um site amador sem autorização do Magistério e nem reconhecimento por Parte de qualquer órgão ligado à Igreja. A Associação Cultural Montfort ao ser inquirida sob qual Bispo eles prestariam obediência, fazem questão de não citar nenhum nome, ao se perguntar qual Bispo os apoiaria, acabam citando um único nome de um Bispo Emérito que se arrepende amargamente de ter apoiado a tal Montfort qual não conhecia suas verdadeiras intenções.

      Vejamos, mais um conselho totalmente errado, como você falará a alguém se você foi retirado do meio em que vive, quem não faz parte do grupo não será ouvido e nem será aceito em seu meio, se você se afasta da Igreja, você não pertence mais a ela como os protestantes se afastaram e os sedevacantistas se afastam, estes senhores também aconselham a se afastar das missas dominicais e a participar apenas de missas tridentinas que não existem em sua paróquia, logo, você deixa de ser Católico além de cometer pecados contra a Igreja e contra Cristo.

      Que Deus o ajude e escreva-nos quando quiser.

      André Roncolato Siano,

      TEXTO COPIADO DA MONTFORT POR RENATO LIMA

      É insustentável ouvir tamanho desserviço à nossa Fé Católica, porque se não anunciamos e pregamos o evangelho, certamente nossa Igreja está fadada a desaparecer, porque, enquanto nos calamos os Protestantes irão continuar pregando e arrastando as nossas ovelhas para suas denominações.

      Esta história de combater a RCC como pecadores, profanadores e hereges também seria insustentável, porque ele quer nos converter gritando e atirando pedras de longe, mas jamais se aproxima de nós para nos acolher como leprosos que somos e curando nossas feridas como Jesus sempre fez, neste caso fica evidente que jamais converterão ninguém, porque fazem e executam exatamente tudo ao contrário do que Jesus fazia e ensinou, pelo que eu saiba quem faz as coisas contrárias ao que Jesus fez, só pode ser aquele que semeia o joio no meio do Trigo.

      Leia o texto Bíblico a seguir e veja como o Professor Orlando Fedeli age contrário aos ensinamentos do Apóstolo São Paulo:

      Este é o trecho de minha carta que Fedeli não publicou.

      O Espírito diz expressamente que, nos tempos vindouros, alguns hão de apostatar da fé, dando ouvidos a espíritos embusteiros e a doutrinas diabólicas, 2- de hipócritas e impostores que, marcados na própria consciência com o ferrete da infâmia, 3 – proíbem o casamento, assim como o uso de alimentos que Deus criou para que sejam tomados com ação de graças pelos fiéis e pelos que conhecem a verdade. 4 – Pois tudo o que Deus criou é bom e nada há de reprovável, quando se usa com ação de graças. 5 – Porque se torna santificado pela palavra de Deus e pela oração. 6 – Recomenda esta doutrina aos irmãos, e serás bom ministro de Jesus Cristo, alimentado com as palavras da fé e da sã doutrina que até agora seguiste com exatidão. 7 – Quanto às fábulas profanas, esses contos extravagantes de comadres, rejeita-as. 8 – Exercita-te na piedade. Se o exercício corporal traz algum pequeno proveito, a piedade, esta sim, é útil para tudo, porque tem a promessa da vida presente e da futura. 9 – Eis uma verdade absolutamente certa e digna de fé: 10 – se nos afadigamos e sofremos ultrajes, é porque pusemos a nossa esperança em Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, sobretudo dos fiéis. 11 – Seja este o objeto de tuas prescrições e dos teus ensinamentos. 12 – Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade. 13 – Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino. 14 – Não negligencies o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembléia dos anciãos te impôs as mãos. 15 – Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento. 16 – Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirem.
      I Timóteo, 4

      Curtir

  4. A ABERTURA DA IGREJA AO MUNDO MODERNO TEM SIDO UMA POSTURA EQUIVOCADA

    “A abertura da Igreja ao mundo moderno, que pretende prolongar o diálogo com o mundo iniciado por João XXIII e Paulo VI, tem sido uma postura equivocada que é preciso reconsiderar. Há que buscar ‘um novo equilíbrio’ depois dos exageros de uma abertura indiscriminada ao mundo, depois das interpretações demasiado positivas de um mundo agnóstico e ateu. O encontro da Igreja com o mundo é necessariamente conflitivo. Uma abertura sem reservas é ingênua e irresponsável. Reflete uma visão de ‘um otimismo fácil’, ‘pouco crítico e realista’, ‘que tem confundido o progresso técnico atual com um progresso autêntico e integral’ “(RATZINGER, J. Informe sobre la fe. BAC, Madrid, 1985, p. 35)

    Comentário:

    Jesus nos enviou ao mundo a evangelizar, levar a sua palavra e suas promessas do Reino, não que o Cristão se torne apenas mais um neste mundo, mas para que o mundo se torne Cristão a partir de nossa influência e testemunho, acontece que uma religião onde os homens se acomodam e não mais trabalham com afinco tende a enfraquecer e a perder as batalhas.

    É o que acontece hoje, os Cristãos estão perdendo a batalha para o mundo porque não vivem mais integralmente o seu Cristianismo, preferem se acomodar à modernidade e à tecnologia e se esquecendo que nosso mundo vive de aparências e em breve a sujeira escondida debaixo do tapete irá aparecer, e o que parecia lindo e prospero se revelará o caos.

    A proposta de evangelizar e cristianizar o mundo continua valendo como sempre, afinal não atingimos ainda o nosso objetivo e em alguns continentes, principalmente aqueles que já estiveram bem mais Cristianizados parece-nos que andaram para trás e perderam muito daquilo que já haviam aprendido.

    O Cardeal Ratizinger tem Razão, precisamos uma nova força par evangelizar e transformar este mundo que nos cerca e não permitir que o pecado do mundo invada a nossa vida e a nossa Igreja.

    Jesus disse que nos enviava como ovelhas ao meio de lobos, porque realmente esta tarefa não seria fácil de ser realizada, ele também pediu ao Pai que nos preservasse, “nos defendesse de todo mal”, nos ajudasse nesta empreitada para que pudessemos vencer todas as barreiras, muitas pessoas pensam que seria bem mais fácil retirar os seus escolhidos deste mundo, mas se nós fossemos retirados deste mundo, quem contagiaria os outros, quem evangelizaria aqueles que ainda não conhecem o Deus verdadeiro, por isso Jesus não pediu para sermos retirados do mundo, mas que fossemos santificados e fortalecidos, para sermos exemplos e espelhos para o mundo.

    O problema de nós Cristãos é que não vivemos a nossa fé como deveríamos viver para realmente convencermos o mundo que ser Cristão seria muito melhor que ser um ateu sem futuro.

    Vinde Senhor Jesus e renove a face da terra.

    Sizenando.

    Curtir

  5. A IGREJA DEVE RECONCILIAR-SE COM O MUNDO MODERNO OU É O MUNDO MODERNO QUE DEVERIA SE RECONCILIAR COM A IGREJA?

    Resposta:

    A Igreja foi enviada para evangelizar o mundo, logo a Igreja não existe sem o mundo, uma vez que o mundo é a sua missão.

    Não devemos confundir, porém, evangelizar com ser contaminados.

    O Santo santifica o mundo ou o Santo se contamina com o mundo, sabemos que a santidade vem de Deus e o mal vem do mundo, mas Deus nos mostrou através de seu filho Jesus que é perfeitamente possível estar neste mundo e não se contaminar com ele e ao mesmo tempo transformá-lo pela evangelização.

    Portanto a ordem de Cristo continua valendo.

    Ide e pregai o evangelho a toda criatura, fazei de todos meus discípulos, o problema é que os Cristãos Batizados se acomodaram e deixaram de viver a novidade do Batismo no Espírito santo e passaram a ser apenas Fariseus, vivendo uma religião de aparências.

    A Igreja hoje precisa de uma completa renovação em seu ânimo, em sua maneira de ser e agir, precisa sair de seu comodismo e sair para evangelizar, ir ao mundo em missão e não ficar parada dentro de casa esperando que o mundo venha até nós, certamente ele virá, mas não para ser evangelizado, virá sim como inimigo para roubar as ovelhas indefesas.

    A melhor defesa é o ataque, será que nós estamos preparados para atacar este mundo com a palavra de Deus ?

    Sizenando

    Curtir

  6. quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

    “Há Dogmas Católicos que Eu Abomino!”
    Como os católicos brasileiros não são católicos.

    Comentário copiado de outro Blog, fora do contexto, com um pouco de lógica mas cheio de enganos vamos a eles….

    Yashá, no seu blog Construindo o Pensamento, nos coloca um bom ponto de partida para uma reflexão – o que é o católico brasileiro?
    Ontem, chegando em casa após um belo e intenso dia trabalhado (sou da casta dos dalitis do proletariado, companheiros!), me deparo com uma senhora, cujo nome não lembro, dando uma entrevista na TV Assembléia de São Paulo. Peguei apenas dois ou três minutos no máximo, mas as palavras da senhora me ecoam até agora. Dizia ela…

    “Eu fui criada num ambiente profundamente católico. Era vizinha da Igreja e até prensava hóstia (…). Eu sou católica, mas… há dogmas católicos que eu abomino! Por exemplo… recentemente falar que a camisinha não protege 100% contra a AIDS… isso é, é um absurdo em pleno século 21 onde tudo é sexo, pregar algo assim”.

    Em primeiro lugar isto a que ela se refere não é um Dogma e sim uma maneira disciplinar de se viver a vontade de Deus da castidade e da Fidelidade no Matrimônio fugindo do pecado e da impureza, a Aid’s é fruto do pecado e da promiscuidade, e a camisinha não protege 100% contra a Aid’s e nem outras doenças, isto não é a Igreja quem diz, são os testes de laboratório e as milhares de crianças que nascem de relações com camisinha, A Igreja apenas Repete uma verdade comprovada pela Ciência humana e que os propagadores do pecado omitem em prol de suas vendas vultosas.

    É claro que as palavras não foram exatamente essas, porque eu não estava preparado para transcrever o que ela dizia, mas o sentido é exatamente este.

    O catolicismo brasileiro é muito interessante e triste. De um lado encontram-se o libertadores marxistas, com toda a sua ótica de salvação pelos pobres, de luta contra injustiças e pelo meio ambiente, fazendo do Deus verdadeiro uma caricatura de péssimo gosto e herética, enfim, blasfemando que o nosso Deus não é o único verdadeiro, como escreveu o mumificado Dom Casaldáliga numa circular publicada recentemente na Montfort.

    O problema dos marxistas não é lutar pelos pobres contra a injustiça e a favor do meio ambiente e sim apenas o de serem ateus e até anticristos as vezes. a minha pergunta é porque quem defende a Igreja não lutaria pelos Pobres e contra as injustiças e ainda permitiria que o planeta se sucumbisse numa montanha de lixo ?

    Fico pensando se este comentarista é a favor dos pobres ou contra eles ?

    Do outro lado da quadra está o pentecostal que, nutrindo certo receio, não possui a coragem para ser protestante de fato e teima em dizer que é católicos. Não o são. E não é católico porque eu o digo, mas porque não professam a fé católica recebida dos apóstolos que, sem dúvida, não faziam shows milionários ou promoviam pitorescos festivais.

    Pentecostal: Palavra derivada de Pentecostes, uma festa Judaica que depois se tornou uma festa Cristã devido Jesus ter escolhido esta data festiva “Maior FESTA do Judaísmo que comemorava os bons frutos da colheita”, para cumprir a sua promessa para nós.

    Diz-se que neste dia começou o Cristianismo.
    Neste Dia Jesus Batizou seus Discípulos no Espírito Santo.
    Neste dia desceu uma chama sobre cada um dos discípulos incluindo Maria e todos começaram a falar em línguas.

    Pentecostalismo é o uso dos Dons espirituais que Jesus derramou sobre os seus Discípulos que se tornaram os primeiros Cristãos.

    Ser Pentecostal não é ser Protestante, porque todos os primeiros Cristãos foram Pentecostais, incluindo Maria Mãe de Jesus, a pergunta correta seria, quando foi que os Católicos deixaram de ser Pentecostais e porque isto aconteceu ?

    oh insensatos Gálatas, quem vos fascinou ante cujos olhos foi apresentado Jesus Crucificado… vós que começastes no Espírito agora vos estejais aperfeiçoando na carne ? Gal 3

    A Igreja que nasceu era Pentecostal, isto não resta Dúvida nenhuma, mas que Igreja Católica é esta que não vive o que os Apóstolos ensinaram ?

    Eu não a conheço, porque só conheço uma Igreja Católica que nasceu do Pentecostes e é totalmente Pentecostal mesmo que não manifeste seus Dons Pentecostais visivelmente para que todos os vejam.

    Se você não considerar Jesus pregando para 5.000 pessoas e depois alimentando-os com o milagre pão repartido em comum União como um grande evento para a época, tente reunir hoje 5000 pessoas e veja se não será um grande evento.

    Jesus nos mandou ir ao mundo e pregar por cima dos telhados, gritar e proclamar o evangelho, não fez limitações à nossa evangelização, muito pelo contrário nos deu poder para repetir os seus milagres e atrairmos milhões de pessoas para Ele.

    Que sobra? Nada. O Brasil está vazio de qualquer traço de catolicismo. Alguns argumentarão sobre os milhões que participam de encontros, retiros, acampamentos, etc. Mas o que é pregado nesses mesmos encontros é católico?

    Enquanto você reclama de nosso Catolicismo Brasileiro, os tradicionalistas que dominaram a Europa por mais de dois mil anos estão perdendo o continente para os ateus e os mulçumanos e em breve será declarado que a Europa está na era pós cristã, sabia você que lá na Europa a RCC foi totalmente aplacada e apagada e não se desenvolveu, então não reclame que lá não há mais Catolicismo por nossa culpa, mas podemos acusar os tradicionalistas que sempre estiveram por lá apagando o Espírito Santo de Deus e o impedindo de realizar a sua vontade.

    É muito fácil ser católicos a la brasileira porque não há compromisso com uma transformação autêntica de vida, exatamente como ilustra essa senhora devota que “abomina” alguns dogmas. O católico brasileiro, do marxista ao carismático, sempre será incapaz de assumir totalmente os dogmas católicos. Professar que Jesus Cristo é o Deus é complicado para o marxista, mas fácil para o carismático, mas professar que Ele deixou na Sua Igreja o depósito infalível da fé e da moral é improvável para um marxista “católico” (isso não existe) e muito mais difícil para alguém que teima em viver 95% do catecismo.

    Ou tudo, ou nada.

    Declaramos para os devidos fins que Jesus é 100% o nosso Senhor e que nos submetemos à sua vontade em primeiro lugar e esta vontade de Jesus suplanta a nossa própria vontade, suplanta a religião farisaica que finge ser Católica e não é.

    Você está mesmo a fim de deixar todo o seu passado e buscar uma nova vida em Jesus se tornando uma criança e nascendo novamente ?

    Não faça como Nicodemus, mas DÊ UMA CHANCE A JESUS.

    Leia Ezequiel 34 e me diga porque este rebanho Brasileiro é tão desprezado e apenas criticado ?

    Poucos são os católicos comuns, as donas Margaridas, que podem dizer “Eu sou 100% católico”. É só começar a questionar sobre temas de moral e você verá o resultado. “Ah dona Margarida, mas a senhora é pró-camisinha ou não?” e ela responde “bom, o mundo de hoje é muito sexualizado, marcado por doenças…a AIDS, ai meus Deus!… Não dá pra fechar os olhos pra isso! Precisamos ser responsáveis…”. É o raciocínio da massa alienada, vítima de 40 anos de maus padres e péssimos bispos.

    No Brasil nestes 40 anos em que você acusa a Igreja de gerar maus Padres e péssimos Bispos “Q. acusação vergonhosa”, pelo menos em nossa cidade temos Igrejas lotadas e todas em ampliação, formamos o ano passado 10 novos Sacerdotes e neste ano estão indo 35 novos seminaristas para o seminário, “recorde nacional”, enquanto que na França, berço destas idéias que você acredita uma missa de Domingo não tem nem trinta pessoas, digo isto porque nosso Padre que costumava celebrar para 5000 pessoas agora celebra para 30, 12 e no máximo 150 num Domingo numa Catedral que cabe mais de 2000 pessoas.

    Devemos salientar que lá não tem RCC e todos pensam como você, só que os novos Jovens que foram batizados não querem nem saber de Igreja porque não se sentem atraídos por ela e não precisam dela para nada, você por acaso sabe como vencer esta barreira ? Pode se mudar para a França e evangelizar aqueles que lá moram, depois me diga quem era na verdade mais Católico!

    É fácil professar a assunção de Maria, sua pureza do pecado original, a encarnação do Verbo e outros dogmas que, de certa forma, são de natureza mais religiosa e espiritual. Agora, quando entramos no campo da vida diária, dos costumes e da vivência dessa espiritualidade vemos que rezar o terço todo dia ou peregrinar até Aparecida (com uma esticadinha na Meca Pentecostal em Cachoeira Paulista) não faz um católico se este defende coisas que a Igreja condena.

    A Meca Pentecostal a que você se refere é hoje no mundo o maior templo Católico onde se reúnem o maior numero de pessoas louvando e bendizendo o nome de Deus ao mesmo tempo, a Catedral de São Pedro cabe menos da metade que cabe Na Canção Nova, é o veículo de comunicação que mais cresce em todo o mundo, não só apenas no Brasil, mas com o aval do Vaticano no reconhecimento Pontifício ela entra em Portugal, Espanha, França, Itália e etc.

    Acho que criticar a Canção Nova, não é coisa de Cristão, porque quem mais perde com a evangelização que a Canção Nova faz é o inimigo de Deus e mais ninguém.

    A Igreja representada pelo Magistério verdadeiro do Papa Bento XVI não condena nada na Canção Nova, por isso lhe deu o Reconhecimento Pontifício para desmentir os mentirosos como A Montfort & Cia.

    Alguns dogmas são abominados pela maioria dos católicos brasileiros. O texto de Yashá, embora refletindo sobre a abominação que atende pelo nome de Frei Betto, é um alerta para que os católicos brasileiros tomem juízo, como diria alguma boa avó. Já ultrapassamos o limite do mentalmente saudável! Lemos coisas assim e não nos chocamos (nós não, estou falando da massa…as Margaridas)

    Digo que, se você não consegue encontrar nada de mais num texto de Betto, então já não é mais católico. O desespero contido em cada linha do anti-católico Betto é patente, visível e palpável. Do mesmo modo Casáldaliga (que não pode mais ser chamado de bispo e, sinceramente, duvido que qualquer ordenação sacerdotal conferida por ele tenha alguma validade…), Boff e sua ecologia alienante, Demétrio Valentini (que caminha na mesma trilha esclerosada do prelado do Araguaia) e tantos outros, são sinal para nos fazer acordar.

    Você citou um monte de nomes que já não estão mais em evidência, porque a prática dos seus ensinamentos foram condenados por não surtirem nenhum efeito na evangelização e se tornarem meramente políticos e materialistas.

    O Brasil é o maior país de católicos parciais do mundo!

    Mas continua sendo o País onde estão a maioria dos Católicos do Mundo, parcial hoje pode se tornar 100% amanhã apenas com uma boa pregação, o pior é um País que já não tem mais Católicos, não tem mais Vocações e os Católicos que lá existem não passam de Fariseus inúteis que pensam apenas em uma Religião alienante e aparente, por isso não convence ninguém a segui-los.

    Prefiro o meu Brasil, pelo menos sei que os Católicos que aqui existem são todos pecadores e precisam de médico e é o que podemos Fazer, curá-los por Jesus.

    “IDE E EVANGELIZAI OS BATIZADOS”

    http://igrejauna.blogspot.com/2010/01/ha-dogmas-catolicos-que-eu-abomino.html

    Curtir

  7. Decida-se Sizenando!

    O SENHOR DISSE QUE TODAS AS MINHAS CARTA VÃO PARA O SPAM, e você disse também que não as lê. Mas parece que você mente e muito hein!

    Além de ler as cartas que te mando, o senhor também as responde!

    Em relação ao socialismo que você deu uma resposta confussa (o que era de se esperar de um carismático!), diz a Santa Igreja Católica:

    Do comunismo, Pio XI ensinou que ele é “intrisecamente mau” (Encíclica Divini Redemptoris) e do socialismo ensinou Pio XI que ele é inconciliável com o catolicismo, dizendo que “socialismo e catolicismo são termos contraditórios”, e que “ninguém pode ser, ao mesmo tempo, católico e socialista” (Encíclica, Quadragesimo anno).

    O senhor não é católica senhor Sizenando!

    Convertasse!

    PS: Por que não colocas as notícias que mando para o senhor?

    Tenho certeza que muitos carismáticos mal-informados, e que são alvos fáceis dos líderes carismáticos que omitem essas informações deles, irão começar a ver como esse movimento protestante, e que agora o senhor mostrou ser socialista também, é verdadeiramente anti-católico.

    Rezo para Nossa Senhora que você se arrependa dos seus erros infantis senhor Sizennando.

    Resposta:

    Olá Renato

    Até que enfim escreveste alguma coisa de próprio punho e não copiaste nada de ninguém, vejo que estamos melhorando um pouco sua espiritualidade.

    Se eu disse que seus comentários vão para o Spam é porque vão para o Spam, porque assim está programado que todos os textos copiados sejam considerados como Spam e não entrem como comentários aprovados antes que eu os veja.

    Mas quando começam a aparecer muitos Spans, eu dou uma olhadinha para ver do que se tratam, no caso de textos que não sejam ofensivos ou ridículos, posso até ler e preservá-los, se assim eu achar que estão de acordo com o objetivo deste Blog ou do assunto no qual ele foi copiado.

    Porque você copia qualquer coisa em qualquer lugar e nem sequer lê o título do Post, você reclama que os Carismáticos não leem as notícias do Vaticano, em compensação você as lê o dia inteiro e não vive nada do evangelho em sua vida prática, já que sua prática é só ler e copiar.

    Sabe Renato, o mundo precisa de pessoas que vão ao encontro do pecador para levar a eles o amor de Deus e se você fica lendo notícias o dia todo, os pecadores irão morrer em seu pecado porque você não fez a sua parte de evangelização.

    Você, disse que eu leio e respondo,….
    É verdade… Quantas eu lhe respondi e você jamais disse sequer uma palavra ?

    Acho que foram todas até agora.!!!!

    Outra coisa é que você só lê o que te interessa e jamais lê o que eu lhe escrevo, porque tem medo de que eu arranque de seu peito o coração de pedra resistente ao Espírito Santo, mas pode ficar tranqüilo Renato, eu não pretendo lhe converter, porque eu preciso de você como Tridentino para converter os Tridentinos ao Senhor Jesus.

    Sobre a pergunta sobre o socialismo, vejo que você é partidário do Capitalismo selvagem, “Sabia Renato que é sobre este Capitalismo que o Apocalipse escreve dizendo que irá mandar matar todos aqueles que declararem que “Jesus é o Senhor”, pelo que vemos na Europa Jesus já não entra nas repartições públicas e agora o Lula “Que é um Católico fiel, levou até sua esposa com véu na cabeça na presença do Papa demonstrando todo o seu tradicionalismo”, também aqui no Brasil ele pretende impedir Jesus de freqüentar as repartições publicas Federais.

    Você disse que não entendeu a minha resposta, é claro que não entendeu, porque você não conhece a Bíblia e não leu o versículo que eu citei como exemplo, mas eu vou escrevê-lo aqui na sua língua, para que você o leia no original.


    LEIA O TEXTO
    42. erant autem perseverantes in doctrina apostolorum et communicatione fractionis panis et orationibus
    43. fiebat autem omni animæ timor multa quoque prodigia et signa per apostolos fiebant in Hierusalem et metus erat magnus in universis
    44. omnes etiam qui credebant erant pariter et habebant omnia communia
    45. possessiones et substantias vendebant et dividebant illa omnibus prout cuique opus erat
    46. cotidie quoque perdurantes unianimiter in templo et frangentes circa domos panem sumebant cibum cum exultatione et simplicitate cordis
    47. conlaudantes Deum et habentes gratiam ad omnem plebem Dominus autem augebat qui salvi fierent cotidie in id ipsum

    Você entendeu agora o que é COMUNIDADE CRISTÃ.

    Quem segue os ensinamentos de um homem que morreu na excomunhão realmente é difícil entender a linguagem de Jesus quando diz que quer que todos sejam um, isto não é socialismo, é sim COMUNIDADE.

    LEIA A BÍBLIA RENATO E VEJA QUE O QUE NÓS ENSINAMOS ESTÁ TUDO LÁ DENTRO.

    E ME DIGA ONDE ESTÃO AS OUTRAS NOTÍCIAS QUE VOCÊ NÃO SE INTERESSA ?

    Aliás, todas as boas notícias sobre o Concílio Vaticano II são descartadas totalmente por você, não é mesmo, Olha no espelho Renato e veja o tamanho do cisco em seu próprio olho e lei na Bíblia o que Jesus fala sobre isto.

    Obrigado por seu comentário

    Que Deus te abençoe.

    Curtir

  8. O Cardeal Martini lança nova promoção ao espírito do Concílio. Com o apoio da Rádio Vaticano.

    Os cardeais jesuítas, Carlo Maria Martini e Roberto Tucci, acabam de lançar um portal na Internet intitulado «Viva il Concilio ». Os dois senis bispos, com outros companheiros de alcatéia, pretendem relançar o chamado de Paulo VI de ‹‹ “fidelidade ao Concílio”, pois que, tratando-se de um evento que envolve a responsabilidade apostólica, primeiro, “devemos compreendê-lo”, depois “devemos segui-lo” ›› .

    A Fé à luz do Vaticano II.

    Em completa miopia, na contramão do atual momento histórico e em oposição ao magistério de Bento XVI, os cardeais pretendem ‹‹ estimular o povo de Deus a ler e interpretar “no cone de luz do Concílio” (Paulo VI) o agir e o testemunho eclesial no hoje da história ›› .

    Alvo: os jovens.

    « Este site tem por objetivo promover o Concílio Vaticano II, em particular entre as gerações mais jovens, no momento em que alguns querem colocá-lo em cheque », disse o Padre Gilles Routhier, da Universidade de Laval. Sim, aos jovens, cada vez em maior número, que hoje rejeitam os frutos pós-conciliares para se vincular ao patrimônio da Igreja que estes mesmos promotores do “espírito” do Concílio pretendem destruir. Mais obtusos, impossível.

    “Rompeu com quatro séculos de Igreja tridentina”.

    Para o serviço brasileiro da Rádio Vaticano, da qual o Cardeal Roberto Tucci é Presidente emérito, o Concílio Vaticano II “foi um concílio ecumênico que superou todas as expectativas, já que rompeu com quatro séculos de Igreja tridentina e mudou suas relações com a sociedade e com as outras religiões”. Ele “reformou a liturgia, cuja mudança mais visível foi a adaptação da liturgia às línguas vernáculas [...], relegando o latim a um segundo plano”. Através da Gaudium et Spes “se passava de uma Igreja fechada em si mesma a uma Igreja livre, sem teocracia, que se sentia parte do mundo, que se abria a seus problemas”.

    Apoio cardinalício.

    O sítio “Viva il Concilio” é apoiado por um comitê, que, dentre seus membros, conta com quatro cardeais: Roger Etchegaray, Presidente emérito do Conselho Pontifício Justiça e Paz, Silvano Piovanelli, Arcebispo emérito de Florença, Achille Silvestrini, Prefeito emérito da Congregação para as Igrejas Orientais e Dionigi Tettamanzi, Arcebispo de Milão, bem como Monsenhor Piero Coda, popular nos meios romanos.

    http://fratresinunum.com/2010/01/26/o-anti-papa-martini-lanca-nova-promocao-ao-espirito-do-concilio-com-o-apoio-da-radio-vaticano/

    Sei que carismáticos como você Sizenando, não gosta de colocar notícias como essa que abalariam os carismáticos que são enganados por pessoas como você. E que também não tem contato com essas notícias devido a censura que os líderes carismáticos fazem questão de não mostrar!

    Que Nossa Senhora abra os teus olhos e você reconheça que está errado!

    Curtir

    • Caro Renato

      Meu Blog não é um Noticiário, creio que já existem diversos sitios dedicados inteiramente a este serviço, nos quais destacaria o Zenit.

      Este Blog está a serviço do Espírito Santo de Deus e Não da RCC, muito menos a serviço de Fedeli & cia.

      Tenho por objetivo divulgar assuntos relacionados à renovação Espiritual que a Igreja experimenta neste exato momento de sua história e sei que todos aqueles que desaprovam esta renovação acabarão aderindo a ela mais cedo ou mais tarde.

      Esta renovação não é vontade de um movimento e nem do Papa e sim uma manifestação direcionada e dirigida pelo Próprio Deus e contra Ele espero que ninguém se coloque à sua frente.

      Estes nomes acima citados não tem nenhuma relação com a RCC e por outro lado, a RCC não censura nenhum tipo de informação, principalmente informações que já estão disponíveis na net, que você apenas copiou de um lugar para outro.

      Perguntaria eu a você caro Renato.

      Porque você também não divulga as verdades do evangelho, as verdades da promessa de Deus aos homens, fica apenas preocupado com picuinhas de gente grande, principalmente relacionada a seguir ou não seguir o CV II, isto já é uma questão superada e ultrapassada porque em breve já estaremos realizando o Concílio Vaticano III e este assunto será totalmente encerrado. Por enquanto cabe a todos é mesmo obedecer o Santo Magistério da Igreja que aprovou e recomenda o Concílio Vaticano II na sua totalidade, quem não o segue e não o reconhece será como você e Orlando Fedeli, apenas mais um cismático fora da Comum-união com a Igreja Verdadeira como Dom Marcel Lefebvre.

      Pensou no assunto que eu lhe escrevi, já se decidiu a falar suas proprias palavras e deixar de copiar as coisas como uma fotocopiadora sem coração ?

      Que Deus te Abençoe e te guarde, te proteja do mal e te livre de toda má influência.

      Sizenando

      Curtir

  9. Audiência geral do Papa Bento XVI: a renovação da Igreja não se dá “sem ou contra o Papa, mas só em comunhão com ele”.
    com um comentário

    O sonho de Inocêncio III – Giotto
    “Vai, Francisco, e restaura a minha Igreja em ruínas.”

    Este simples evento da palavra do Senhor ouvida na igreja de São Damião esconde um profundo simbolismo. Imediatamente, São Francisco é chamado a restaurar aquela igrejinha, mas o estado de ruínas daquele edifício é um símbolo da situação dramática e preocupante da própria Igreja naquele tempo, com uma fé superficial que não forma e não transforma a vida, com um clero pouco zeloso, com o arrefecimento do amor; de uma destruição interior da igreja, que envolve também uma decomposição da unidade, com o surgimento de movimentos heréticos.

    Todavia, no centro daquela igreja em ruínas está o Crucifixo e fala: convida à renovação, convida Francisco ao trabalho manual para restaurar concretamente a igrejinha de São Damião, símbolo do chamado mais profundo a renovar a própria Igreja de Cristo, com a sua radicalidade de fé e com o seu entusiasmo de seu amor por Cristo.

    Este acontencimento, ocorrido provavelmente em 1205, traz à mente um outro incidente semelhante ocorrido em 1207: o sonho do Papa Inocêncio III. Ele vê em sonho que a Basílica de São João de Latrão, a igreja mãe de todas as igrejas, está desmoronando e um pequeno e insignificante religioso sustenta em seus ombros a igreja para que não caia.

    É interessante notar, por um lado, que não é o Papa que dá o auxílio para que a igreja não desabe, mas um pequeno e insignificante religioso, que o Papa reconhece em Francisco que lhe visita.

    Inocêncio III foi um Papa vigoroso, de grande cultura teológica, como também de grande poder político, no entanto não é ele que renova a Igreja, mas o pequeno e insignificante religioso: é São Francisco, chamado por Deus.

    Por outro lado, contudo, é importante notar que São Francisco não renova a Igreja sem ou contra o Papa, mas só em comunhão com ele. Os dois realmente caminham juntos: o Sucessor de Pedro, os bispos, a Igreja fundada sobre a sucessão dos Apóstolos e o carisma novo que o Espírito Santo cria naquele momento para renovar a Igreja. Ao mesmo tempo cresce a verdadeira renovação.

    O Pobrezinho de Assis havia compreendido que cada carisma é dado pelo Espírito Santo a serviço do Corpo de Cristo, que é a Igreja; por isso agiu sempre em plena comunhão com a autoridade eclesiástica. Na vida dos santos não há contradição entre o carisma profético e o carisma de governo e, se alguma tensão vem a se criar, eles sabem esperar com paciência o tempo do Espírito Santo.

    [...]

    Em 1219, Francisco obtém permissão para ir falar, no Egito, com o sultão muçulmano Melek-el-Kamel, para pregar também lá o Evangelho de Jesus.

    Desejo enfatizar este episódio da vida de São Francisco, que tem uma grande atualidade. Numa época em que estava em curso um confronto entre o Cristianismo e Islã, Francisco, armado voluntariamente apenas de sua fé e de sua mansidão pessoal, percorre com eficácia a via do diálogo.

    As crônicas nos falam de uma acolhida benévola e cordial por parte do sultão muçulmano. É um modelo ao qual ainda hoje devemos inspirar as relações entre cristãos e muçulmanos: promover um diálogo na verdade, no respeito recíproco e compreensão mútua (cf. Nostra Aetate, 3).

    [...]

    Francisco sempre mostrava uma grande reverência para com os sacerdotes, e recomendava respeitá-los sempre, mesmo no caso em que fossem pessoalmente pouco dignos. Trazia como razão para este profundo respeito o fato de terem recebido o dom de consagrar a Eucaristia. Caros irmãos no sacerdócio, não nos esqueçamos nunca deste ensinamento: a santidade da Eucaristia nos chama a ser puros, a viver de forma coerente com o mistério que celebramos.

    http://fratresinunum.com/2010/01/27/audiencia-geral-do-papa-bento-xvi-a-renovacao-da-igreja-nao-se-da-sem-ou-contra-o-papa-mas-so-em-comunhao-com-ele/

    Se arrependa senhor Sizenando. O carismatismo vai cair.

    Seja honesto consigo mesmo e reconheça que esse movimento não é católico!

    Rezo que Nossa Senhor interceda por você diante de Deus, e que você reconheça que o movimento carismático é diabólico.

    VIVA O SANTO PAPA BENTO XVI!

    Curtir

    • Olá Renato Lima

      Me parece que você desta vez leu alguma coisa sobre São Francisco, acho que deve ter lido o meu e_mail, apesar de não ter respondido como sempre.

      Me lembro de ter dito neste e_mail hoje a tarde que você jamais aprovaria as atitudes de São Francisco de Assis e agora você me envia este texto com esta observação ridícula ?

      Você bem sabe que sou um grande fã de São Chico, principalmente de sua atitude corajosa de rasgar as suas roupas dentro da Igreja e entregá-las a seu Pai rico e famoso em troca de sua vida humilde para obedecer a voz de Deus.

      A renovação verdadeira é muito mais do que esta que você pensa e você mesmo fica escrevendo RCP prá cá e prá lá e agora você mesmo declara que São Francisco já havia começãdo esta Renovação Carismática Católica lá pelos anos de 1207, porque A Renovação é algo permanente já que os homens tem mania de se acomodar depois de uma saculejada geral, Carismática também não resta Dúvida, porque quem já leu a história de São Francisco sabe muito bem que ele usava Dons Carismáticos o tempo todo, o homem falava em Línguas e até falava com os animais, chegava a flutuar quando estava em oração.

      Lhe aconselho Renato a ler mais sobre este Santo da Igreja Católica e aprender um pouco mais sobre a verdadeira Renovação do Espírito Santo que você não conhece.

      Você escreve absurdos, como se pode dizer que algo que vem de Deus é diabólico ?

      Mas com mais este elogio seu me sinto mais próximo de Jesus, afinal os fariseus como você também acusaram Jesus de expulsar demônios em nome de belzebu.

      ao invés de gritar vivas a Bento XVI, diga assim.

      Eu a partir de hoje, também irei obedecer o Magistério aprovado apenas por Bento XVI, inclusive o Concílio Vaticano II que ele aprovou e recomendou a todos os Católicos verdadeiros, jamais seguirei os conselhos de quem quer que seja que não obedeçam ou estejam fora da comunhão plena com a Igreja de Bento XVI.

      Serei Fiel apenas ao Papa Bento XVI e me afastarei de toda má influência Fedelista e Lefebvrista.

      Deus seja Louvado

      Curtir

  10. Profanação eucarística cometida por Pe. Joãozinho
    PERGUNTA
    Nome: Roberto Gomes
    Enviada em: 25/08/2009
    Local: São Paulo – SP, Brasil
    Religião: Católica

    ——————————————————————————–

    Caro Professor:

    Não se dirige ao moderador deste Blog e sim a Orlando Fedlei

    Em evento carismático chamado “Alegrai-vos”, em 1996, diante de 10 mil pessoas no Ginásio do Ibirapuera, o padre Joãozinho celebrou a missa e disse, antes da comunhão. “Se você está com pecado mortal, faça um ato de contrição perfeita e comungue”, passando por cima das orientações da Igreja, que determina a confissão individual para retornar ao estado de graça e, só depois, comungar.

    Obs. Existe uma prova do que está sendo escrito aqui, principalmente uma acusação depois de 14 anos passados, será que a memória deste rapaz é tão boa assim ou teria se confundido “Venial com Mortal”, pelo que eu saiba confisão comunitária é permitida em várias dioceses e se assim não fosse seria de responsabilidade do bispo local tomar as devidas providências, lamento que tão grave denuncia tenha ficado 14 anos sem nem ao menos ter sido veiculada, uma vez que o erro denunciado além de não ser corrigido ainda poderia ter continuado a ser executado em outros lugares, este é um pecado de omissão mais grave que o pecado cometido, já que poderia ter sido um engano e ter se corrido no momento da execusão.

    RESPOSTA

    Muito prezado Roberto,
    Salve Maria.

    Que coisa horrível você me conta! Mas isso é o que se podia esperar de um padre que mostra pelas suas palavras que, de fato, não crê na presença real de Cristo na Eucaristia.

    Veja que interessante, alguma coisa esta errada nesta carta, ou é a data do evento citado ou a data de envio da mesma, seria muita coicidência alguém mandar uma carta dsta agora que Fedlei e Padre Joãozinho estão no maior pé de guerra, seria mais simples pensar que o Fedeli a havia desprezado e agora resolveu ressuscitar este esqueleto antigo, mas isto não importa,

    o interessante é que qualquer acusação ou difamação sem a menor comprovação contra um Padre da RCC

    já é o suficiente para que seja uma verdade absoluta e motivo de condenação

    O incrível é que tenha sido isso diante de uma multidão e ninguém denunciou e nenhuma autoridade eclesiástica tomou providências para fazer esse sacerdote não dizer coisas tão más.

    Quanto ao Bispo ter tomado alguma providência ou não a respeito do assunto, não é de conhecimento do proponente, muito menos de Orlando Fedeli, no entanto, mais uma vez ele impõe culpa também ao Bispo diocesano que seria responsável pela região, isto sem nenhuma prova sobre a veracidade de tal fato.

    O caso desse pade ilustra bem o desastre que foi a reforma da Missa e o mal produzido pelo Concílio Vaticano II: a deformação do clero pela má doutrina que se dá nos seminários.

    Para não terminar o assunto em meras acusações, decide então jogar a culpa em cima do Concílio Vaticano II como sempre, na verdade ele declarou que a culpa não é do Bispo acusado anteriormente e nem do Padre Joãozinho, porque isto seria uma heresia da propria Igreja e na formação de nossoa Padres na atualidade, logo a culpa é do Magistério tão defendido por ele próprio.

    Fedeli não sabe o que diz e usa de acusações falsas apenas para criar polêmicas em cima de um assunto que já foi resolvido a muito tempo, quem é o Papa legítimo da Igreja Católica e responsável pelo Magistério é Bento XVI e seus Bispos oficialmente escohidos e não Orlando Fedeli que nada tem a ver com a Igreja, é um simples professor de história e nada mais.

    Rezemos pelo papa que tem que lidar com tais sacerdotes.

    Precisamos apoiar nosso verdadeiro Papa neste momento da história, que é Bento XVI e não São Pio X

    In Corde Jesu, semper,
    Orlando Fedeli

    http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20090825152317&lang=bra

    Curtir

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69.315 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: