Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca.


apocalipto-capa-e.jpg

Apocalypto interpreta a vida cotidiana dos Povos que habitaram a região da América Central e na Península de Yucatán no México e Guatemala antes da colonização Espanhola.

Uma tribo nativa vive em um dia normal, mas sente-se um mau presságio no ar.    De repente, durante a noite, o inimigo invade a tribo com muita selvageria.   Quem não morre na luta é capturado para ser levado à grande pirâmide de pedra “Chichén Itzá” com o objetivo de serem oferecidos em sacrifício ao deus sol em troca de chuva para as plantações.

Durante o trajeto da viagem vai tecendo-se em forma de visões e presságios proféticos a promessa de um libertador ou “Redentor em analogia ao Cristianismo” que os salvará daquele mal.

O “Apocalypto, palavra grega, não Yukateca que significa, minha revelação”, que não é compreendido e nem decifrado por ninguém durante o decorrer da estória no filme. Este ato selvagem criminoso e de grande repugnância para a nossa civilização de hoje, será interrompido por uma “intervenção Divina“, ou seja, um eclipse solar que naquele momento possibilita a fuga do “Garra de Jaguar” o libertador profetizado anteriormente, este faz uma fuga surpreendente em busca de salvar sua companheira prestes a dar a luz, que havia ficado dentro de um buraco ao lado da tribo atacada, são momentos de perseguição na floresta incríveis, onde apenas um homem movido pelo Amor e instinto de sobrevivência derrota sozinho os melhores guerreiros do Império Maya.  Após salvar sua amada de uma enchente e ter recebido seu novo filho contempla ao longe no mar a chegada das primeiras embarcações espanholas que vieram ao continente como a esperança de uma nova civilização.

Por outro lado, os Espanhóis vieram e colonizaram o Novo Mundo “O Eldorado“, levando as riquezas para seu país de origem.    Apesar de se intitular “A nova Civilização”, foi marcada também por uma ocupação sangrenta e escravagista equivalente à formação de um novo Império substituindo o Asteca que dominava a região na época.


Novo Filme Indiana Jones.


Um fato não abordado neste filme, foi o extermínio da civilização Asteca pelos Espanhóis  que a princípio haviam sido recebidos como deuses que eram aguardados como salvadores exatamente para aquela época da história, assim como hoje esperamos o retorno de Cristo, os Espanhóis foram recebidos e hospedados no palácio Asteca como este “Enviado divino” que havia retornado ao convívio de seu povo.    Os Espanhóis se aproveitaram disso, para estudarem o inimigo, que até então eram anfitriões, mas esta farsa não durou muito, e perceberam que alguma coisa estava errada, tentaram matá-los, mas conseguiram fugir com muitas baixas.   Cortez o Líder dos Espanhóis escapou com todo o conhecimento adquirido, reuniu novas tropas e retornou, agora não mais como “deus” nem como “Amigo”, mas como um neo-Imperador para conquistar a segunda maior cidade do mundo na época, “hoje cidade do México”.    Os Astecas tinham um exército numericamente infinitamente maior que Cortez  porém com pouco conhecimento na arte da guerra e armas meramente artesanais, foram derrotados facilmente pelos canhões e balas dos Espanhóis  sem mencionar os cavalos e os cães que eram usados nas batalhas  que levavam uma grande vantagem matando seu inimigo ali mesmo, enquanto que os Astecas, insistiam em capturar os Espanhóis com o objetivo de oferecê-los em sacrifício aos deuses mais tarde.   Somente após ter conquistado esta vitória sobre os Astecas os Espanhóis partiram para o encontro com os Mayas na Península de Yucatán.


Os fatos narrados neste filme foram muito criticados pelos descendentes Mayas e Astecas na Guatemala, como extremamente discriminatórios e selvagens, sem dizer o fato de não apresentarem os personagens como os verdadeiros Mayas se apresentavam na época retratada, porém, muitos historiadores concordam com a interpretação dos fatos, com poucas ressalvas  O que está em julgamento não é o comportamento de uma Civilização antiga e sim o comportamento da nova Civilização que ocupou o seu lugar e que em pouco se difere na prática da anterior.


Iazua Larios, Protagonista

Eles não conheciam o Deus Verdadeiro, nem Jesus Cristo o Crucificado, e não se falava em preceitos ou 10 Mandamentos, eram povos com culturas e religiosidade baseada em deuses pagãos totalmente oriundos da necessidade humana de preencher seu vazio interior, “na ausência da verdade, supre-se com fantasias advindas da própria mente humana”, justificando a extinção de várias civilizações anteriores  movidas pelo erro de sacrificar vidas semelhantes em troca de favores divinos, por isso houve uma grande resistência à colonização e a catequese da Igreja Católica.

Podemos até concordar que os fatos eram tão graves, que realmente Deus teria enviado sim os Espanhóis para finalizar aqueles atos tão desumanos contra os próprios irmãos semelhantes.

Para aqueles povos que foram dominados pelo poder das armas Espanholas, Cortez era apenas outro Imperador que assumira o poder na região, porém os Espanhóis passariam a impor outra cultura e outra religião totalmente diferentes da anterior, religião esta que, mesmo praticada exteriormente não implicava em uma aceitação de fé interior, os nativos resistiam em Crer no Deus Espanhol Dominante, pois suas práticas milenares não seriam esquecidas e substituídas assim de um momento para o outro.

Muita coisa havia mudado na maneira de viver e na maneira de prestar seus cultos que foram praticamente proibidos e substituídos por outras práticas totalmente desconhecidas para eles.



MAYAS – O Filme Apocalipto

Divulgou e acabou ajudando a eleição!

Pirâmide de Chichén Itzá, Capital do Império Maya, foi eleita uma das sete novas Maravilhas do Mundo.



O que Nossa Senhora de Guadalupe tem a ver com os Mayas.


Naquele dia na colina do Tepeyac, Maria pediu ao índio recém batizado Juan Diego que levasse um recado ao Sr. Bispo, mas esse recado na verdade seria para todos os nativos da região que também presenciaram o milagre da aparição da Virgem no manto do indígena.

O milagre de Maria fez mais efeito do que podia ser esperado, pois a evangelização que andava a passos lentos, levaram milhares de nativos a se converterem em massa devido ao significado do acontecimento com os milagres que se sucederam, se aproximaram da Igreja Católica de todo o coração, aboliram definitivamente os rituais de sacrifícios humanos, mesmo que fosse apenas uma memória dos atos praticados por seus antepassados .

A fé se espalhou e alcançou toda a América latina de língua espanhola, os fatos foram pouco divulgados no Brasil já que tinha estreitas ligações com os Jesuítas Portugueses, pouco conhecemos sobre os acontecimentos e milagres da Virgem de Guadalupe, porque ficamos um pouco isolados na cultura Portuguesa.

Os acontecimentos daquela época, em relação ao valor da vida, como apenas moeda de compra e venda ou simplesmente uma simples troca, nos mostra que o homem era considerado como um mero numero assim como nós hoje nos tornamos também.

Os fatos se assemelham  quando nos dias de hoje comercializamos a manipulação da vida Humana, como um comércio selvagem, sem respeito pelo nosso semelhante que vive ao nosso lado, em que o colocamos numa geladeira por anos e depois se descarta como se fosse apenas um cubo de gelo  sendo que esse ser humano ainda não tem voz para se defender sozinho.

Vemos os valores humanos decaírem drasticamente na civilização contemporânea  o desrespeito a vida, o aborto, a eutanásia, as pesquisas com embriões vivos, demonstram claramente que nosso respeito pela vida do outro diminui cada vez mais.

Acabaremos nós nos destruindo em sacrifícios como neste filme? Taxado de horrível e violento pelo nosso farisaísmo!

Digo que sim! Este é o caminho do Fim!

Já que a Igreja ficou de fora, não existindo um Jesus para testemunhar um novo modo de vida, já que não existe os mandamentos; não matar, não roubar, não cobiçar as coisas alheias e amar o próximo como a si mesmo, quem poderia segurar a carnificina humana?

No passado Civilizações inteiras desapareceram, e o mundo descartável está indo pelo mesmo caminho de destruição, ainda comprometendo todo o ecossistema Terrestre.

Deveriamos aprender com nossos proprios erros!


caveira-j30.jpg

Ampliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar fotoAmpliar foto

Fotos ampliables

12 fotos do filme na Época

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,GF39553-6025-0,00.html



APOCALIPTO 2 – Comentários e Clips Youtube.

SECULO XX – HITLER FEZ MUITO PIOR

SECULO XXI – TEM AINDA QUEM DUVIDE DESTA VERDADE!


holocausto-copia.jpg


Veja Também =>


Natal


51 Respostas

  1. qual foi o pais que dominou essas tribos?

    Curtir

  2. qual era a maior dessas tribos, ou seja, que dominava as outras menores?? quero resposta por favor!

    Curtir

    • A Resposta esta em outro Post, No Caso da sua resposta imediata seria a Tribo dos Astecas que habitava especificamente a região da cidade do México e foi totalmente destruída, mas eles não dominavam os Maias especificamente que é a tribo figurada no filme de Mel Gibson.

      Não copiei aqui, mas li toda a história que se refere aos Maias e aos astecas na América antes e durante a colonização.

      presentepravoce

      Curtir

  3. […] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. […]

    Curtir

  4. […] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. […]

    Curtir

  5. […] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. […]

    Curtir

  6. […] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. […]

    Curtir

  7. […] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. […]

    Curtir

  8. Todos os povos da terra iniciaram como tribos. Quase todos, em questões de religião eram “sanguinários”. Não esqueçam que o Cristianismo é fruto do Judaísmo, que também, em seus primórdios realizavam sacrifícios. Essa necessidade dos seres humanos em serem protegidos, abençoados e considerados como os “eleitos por seus Deus ou deuses” vêm de tempos imemoriais. por exemplo, os Astecas, que se engrandeceram após os Toltecas e mesmo, de pois dos Mayas, naquela região, se consideravam um “povo eleito”, tanto é que que acreditavam piamente nisso, que profetizavam que um dia viria um redentor, chamado de “Quetzal Coatl”, a serpente emplumada, para salvá-los e dar-lhes novas ordens universais – mas, quem veio foi Hernan Cortez. O mesmo ocorreu nos altiplanos peruanos com os Incas -e seu “deus”, Francisco Pizarro, no lugar de Viracocha.. Mesmo aqui no Brasil até há algumas dezenas de anos – isso mesmo, “pouco tempo” atrás, os ianomamis e os Waimiri-Atroarias se achavam também “povos eleitos”. Isso é normal, inerente à natureza humana e é fato incontestável. O mesmo poderia acontecer com os ditos “civilizados” atuais, meros herdeiros do conhecimento universal, realizado pelos outros, que se vislumbrassem algo “fora do padrão” à sua frente se abateriam em desespero e submissão, por ser exatamente diferente do seu cotidiano e duas crenças. Não se esqueçam amigos e amigas que o que se chama hoje de Mitologia Grega ou Greco-Romana, foi durante mais de um milênio, pura verdade aos povos mais inteligentes do Ocidente à época, uma verdade indiscutível para eles – mesmo Apolo “falava” pela boca de sua pitonisas… Hoje, tudo “lenda”, não é isso? E os espíritos das florestas, que são ouvidos pelos índios brasileiros? Essa é a eterna e quem sabe infinita busca do ser humano pela deidade.

    Curtir

  9. nossa,tem muita palavra errada nesse texto,eu nem terminei de ler ,pow erro de ortografia grotesco .

    Curtir

  10. gostei muitooo desse filme,no começo é muito horrivel pois matam muitas pessoas.mas depois eh muito massa.

    Curtir

  11. [...] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. [...]

    Curtir

  12. gente vcs me ajudaram mt mt mt mesmo eu faltei aula e dai perdi o filme mas ainda bem q existe esse site
    mt obrigado

    Curtir

  13. eu acho q o filme e bom e ele tinha q fazer uma adolecente ia ficar mais emocionante eu era pra ser o jaguar eu sou igual o personagem do filme.so dar uma chance.

    Curtir

  14. a historia do apocalipse maia e uma base de visao da epoca da quele povo.

    Curtir

  15. quero comprar o dvd apocalypto com mel gibson

    Curtir

  16. não gostei do filme pois tem muitas pessoas sofrendo e outras morremdo e na verdade eu não asisti o filme pois passei o tempo todo chorando!!!!!!!!!!!!

    resposta:

    Realmente, é verdade, mas o filme faz uma crítica à hipocrisia humana dos tempos modernos, pois todo mundo sabe que os Mayas e os Astecas foram praticamente exterminados pela invasão espanhola no México, e uma das jusificativas era a viol~encia e a crueldade que eles realizavam contra seus semelhantes, ou seu proprio povo, mas a verdade é que existia um Império, povos dominados pela força assim como na Europa existiram varios impérios, sendo que a opressão e a violência sempre foram os meios utilizados para a submisão do inimigo e neste caso o mundo moderno continua utilizando dos mesmos princípios e usam da hipocrisia quando criticam povos antigos que se utilizavam da violência contra eu povo, o que o filme mostra é um alerta para os nossos tempos, para que possamos ver o que acontece ao nosso lado e que esta violência humana continua tão ativa como antes. hoje se vê nas ruas grupos de pesoas agredindo outros grupos, sempre com uma justificativa idiota, como por exemplo, agredir negros, gays, índios, prostitutas ou até memo torcidas organizadas que inventam brigas só para poderem matar alguém, mesmo que este alguém nada tenha a ver com o evento, ou seja é apenas uma desculpa para ascender o estopim da fúria e permanecer impune depois disto.

    O filme deve formar uma conciência contra a violência humana e pedir um basta em tudo isso, principalmente para que acabem com a hipocrisia da sociedade que aprova e permitem que aconteçam esta explosões nas multidões, azar da vítima inoscente.

    Até quando nosso mundo será assim ?

    Paz de Cristo

    Sizenando

    Curtir

  17. NÂO VI O FILME MAS TENDO SIDO MUITO COMENTA DO COM CERTEZA E UM GRANDE FILME A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ULTIMOS DIAS USA UM LIVRO COM ONOME DE LIVRO DE MORMOM OS MESMOS AFIRMAM QUE ESE LIVRO FOI MOSTRA DO POR REVELAÇÃO QUE OS POVOS QUE JA EXISTIAM AQUI NAS AMERICAS ERAM DECENDENTES DOS DAS TRIBOS DE ISRAEL

    Curtir

  18. Mais uma palhaçada policiamente correta. Quantos filmes existem por aí retratando os europeus como vilões? E alguém reclama por ninguém mostrar o outro lado? Claro que não.

    Isso não faz sentido, o filme sequer entrou na discussão sobre o conflito entre europeus e nativos. O foco estava na situação anterior a guerra. O que foi mostrado era a realidade da época. Hoje em dia essas antigas civilizações tem o rótulo de “coitadinhas”, mas garanto que na época muita gente ficaria feliz com o fim delas. É o caso dos nativos de tribos menores.

    O maior mérito do filme foi arrancar esse falso véu de coitadismo dessas civilizações. Não existe santinho nessa história, ao contrário do que querem mostrar.

    Curtir

  19. [...] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. « Vem Espírito Santo, Ve…, em abril 6, 2010 às 7:15 pm Diz: [...]

    Curtir

  20. Porque todo cristão tenta defender o cristianismo usando civilizações pagãs como exemplo ?

    Porque não lembram que hitler era cristão fanático ?

    Se religião fosse sinônimo de bondade os EUA seria o melhor pais do mundo, ja que é o mais religioso do ocidente, porem, é o mais violento.

    Curtir

    • Olá Felipe

      É um prazer receber o seu comentário, mas na verdade não entendi bem a que CRISTÃO você se refere.

      Na minha opinião, apesar de Mel Gibson se achar um Católico tradicionalista ou até Tridentino, não tem demonstrado seu Cristianismo assim tão bem.

      Acho que ele gosta mesmo é de criticar a violência que o mundo pratica impunemente, percebemos que em todo filme dele existe violência injustificada, no caso da “Paixão de Cristo” ele aproveitou o prato cheio do sangue inocente de Jesus e o derramou nas telas para que todos pudessem ver, eu creio mesmo que seu objetivo era criticar os homens e não demonstrar o amor de Deus a ninguém, mas o resultado do filme acho que alcançou um objetivo não esperado e na verdade acho que apesar de tanta violência desperdiçada no Filme ele não teria atingido o que de fato aconteceu com o Cristo verdadeiro.

      Hoje a civilização moderna se mantém de pé graças aos princípios deste Cristo que morreu na cruz, o mundo só evoluiu graças ao que Cristo nos ensinou, afinal é o princípio de não matar, não roubar e não cobiçar que deu ao homem uma segurança em se estabelecer em um certo território sem que o vizinho lhe matasse e ficasse com o que era seu, afinal esta era a civilização vigente antes do Cristianismo se estabelecer na Europa até o final do Império Romano.

      No filme Apocalípto o início é justamente uma comparação banal da violência humana ser de sua natureza, se bem que eu não concordo com tal afirmação mas é a opinião que prevalece na maioria das pessoas, acham que o homem é um animal e é violento por natureza pois caça, mata e se alimenta da carne de suas vítimas.

      Uma civilização pagã, não recrimina esta violência contra si mesma e usa da violência para dominar seus semelhantes, usa da morte como forma de explicar o inexplicável e por isso muitas vezes chega à total extinção, a Civilização Maya enfrentava problemas climáticos e por serem problemas que um simples homem não poderia resolver, matavam si uns aos outros como forma de um pagamento para evitar o problema, que é claro jamais seria solucionado desta forma, mas como não havia controle da situação e uma ignorância completa de princípios de sobrevivência acabavam por comprometer a sua própria sobrevivência futura, por isso foram facilmente dominados pelos Espanhois que ajudaram acabar de vez com uma religiosidade pagã autodestrutiva.

      O Cristianismo por outro lado na sua doutrina pura ele não se auto-destrói e sim se preserva e se multiplica, ele não destrói o seu oponente e sim o conquista e o converte em seu aliado.

      O que acontece na verdade é que os homens que se dizem ter convertido ao Cristianismo, não se converteram de verdade e não vivem a doutrina de Jesus, por isso dão o péssimo testemunho que você critica, pois apenas vê o que na verdade acontece na prática e não o que teoricamente aconteceria se todos vivessem o que Cristo nos ensinou.

      Este sim seria o VERDADEIRO CRISTIANISMO e não o farisaísmo que você facilmente detectou naquele país que foi citado acima.

      O que devemos propor é que se viva o Cristianismo como Cristo gostaria que fosse vivido, este sim seria um mundo perfeito, mas o próprio Cristo já havia previsto que em seu campo onde Ele havia semeado o TRIGO o seu inimigo semeou o JOIO e é por isso que estas coisas acontecem.

      Mas suponhamos que não existisse Cristianismo na Terra, Existiria por acaso uma cidade como a nossa? Existiria ciência desenvolvida como a nossa? existiria escola? Computador ? telefone ? televisão ? etc…

      Acho que não, porque pelos princípios de sempre roubar o vizinho e nunca compartilhar o aprendizado com o vizinho, o mundo jamais seria o que é, isto ele deve inegavelmente a um Homem chamado jesus que morreu numa cruz defendendo os seus ensinamentos sobre seu Pai que era nada mais e nada menos do que o Próprio Deus Criador.

      Fique na Paz de Cristo.

      Sizenando

      Curtir

  21. Inquisição e colonização com fundamento católico, dois desastres para a América Latina. Ainda que em nome de “CRISTO”, não com os métodos dEle. Mas pelo contrário, um absurdo satânico em nome da religião.
    Felizmente, o julgamento virá! E aqueles que foram mortos na “santa” fogueira, ou enforcados, aprisionados, torturados e banidos, terão sua justiça quando “CRISTO” voltar.
    Como disse a Palavra de “DEUS”:
    – Minha é a ira e minha a vingança.

    Aguardemos.

    Alf

    Curtir

  22. [...] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteka veja Comentários. [...]

    Curtir

  23. esse eh o mundo q nos vivemos
    concerteza deus esta decepcionado com nos

    Curtir

  24. Enquanto você “ENOCH” se preocupa em criticar a religiões, existem muitas pessoas sofrendo sem conhecer a Cristo… Você se diz tão cheio do Espírito Santo de Deus e faz acusações de idolatria ao Ricardo, uma pessoa que vc nem conhece,…
    O acusador é o diabo, se vc acusa, ta servindo a ele…

    Curtir

  25. Na resposta sobre idolatria ,vemos claramente a falta de conhecimento da palavra de Deus ,se buscarmos na biblia vemos que um rei em Israel tirou todas imagens da cidade e Deus era com ele . E principalmente a cobra de bronze foi destruida por esse rei por que a idolatria era muito grande em Israel e Deus abomina a idolatria.

    Resposta:

    Você está totalmente correto,

    A IDOLATRIA EM ISRAEL ERA MUITO GRANDE NAQUELA ÉPOCA…

    Já lhe dissemos que a Igreja Católica não realiza nenhum culto de idolatria, nem os Católicos individualmente fazem isto, não existe idolatria na Igreja Católica, as imagens e estátuas não são feitas para serem adoradas, são confeccionadas apenas como arte sacra e como uma fotografia para relembrarmos a pessoa que ela representa, já que naquela época em que Deus mandou não fazer nenhuma imagem para ser adorada, Ele não disse que não poderia ser feita imagens para outras finalidades, caso contrário, deveríamos proibir todo tipo de pintura de obras de arte, ou escultura, ou fotografias até mesmo as digitais, televisão e internet. já que tudo isto são imagens feitas pelo homen.

    O seu problema é que quando você olha para a fotografia de sua Mãe, e admira a foto dela dizendo “Minha mãe como és bonita”, você na verdade a está adorando e lhe prestando um culto de idolatria e por isso acha que quando nós Católicos olhamos para a figura que representa a Mãe de Jesus, acha que estamos adorando esta imagem.

    Isto é um engano, e o engano é seu e de quem lhe ensinou esta inverdade e não nosso, se nós não cometemos idolatria, não precisamos destruir as nossas imagens, já que elas não nos farão mal algum.

    NÃO SE ESQUEÇA DISSO RICARDO
    OS CATÓLICOS NÃO ADORAM IMAGEM DE NINGUÉM.
    NEM MESMO A DE JESUS.
    ADORAMOS SOMENTE DEUS,
    E SOMENTE A ELE PRESTAMOS CULTO DE ADORAÇÃO.

    .
    JESUS TE AMA

    Curtir

  26. Farei um breve comentário a respeito do comentário que se segue, identifiquei ser este texto uma copia que está sendo espalhada em varios outros Blog’s, o nome citado acima “Enoch” é apenas um Fake, o nome do autor das cópias é Arnoldo, pessoa que mantém um Blog tradicionalista de linha mais dura e ataca evangélicos, eu prefiro não atacar ninguém, mas apenas me defender das acusações que nos são lançadas, porém o texto em si não está incorreto, apenas um pouco agressivo. Em relação aos dois negritos abaixo no primeiro parágrafo, saliento apenas que:
    Nem todo aquele que se declara Católico se julgando superior aos outros e não observando tudo que o Magistério atual da Igreja ensina, pode se declarar como totalmente verdadeiro.
    Por outro lado a Igreja Católica, segundo o Vaticano II declarou que não existe duas Igrejas e sim apenas uma Igreja de Cristo e que Ele é o Único Pastor de todas as ovelhas, sendo que todos os Cristãos são Irmãos em Cristo, apenas vivem separados por motivos de divergências doutrinárias que podem ser resolvidas a qualquer momento.

    Retirei apenas uma palavra agressiva que continha o comentário…
    No mais, todo comentário será bem vindo.
    Obs. Qualquer Critica, se dirija ao responsável pelo comentário abaixo.

    Comentário de “ENOCH”

    O documento que esta fazendo os evangélicos – protestantes – verem que os católicos estão certos e que eles, os protestantes, estão errados. Que nos somos os “verdadeiros” cristão e eles, os evangélicos, os “*,*” do cristianismo:

    .
    DEUS É IDOLATRA?

    .
    Não! Então, porque mandou que Moisés fizesse a imagem de uma serpente de bronze?
    “Moisés fez, pois, uma serpente de bronze, e fixou-a sobre um poste. Se alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, conservava a vida”. (Números 21, 4-9).
    “Como Moisés levantou a serpente no deserto. Assim deve ser levantado o Filho do Homem, para que todos que nele crer tenha a vida eterna”. (João 3, 14-21).
    Obs: Quem usa uma cruz vazia, sem Jesus Cristo nela, comete o erro de se negar a olhar para aquele a quem as Sagradas Escrituras falou que seria levantado, como o foi a serpente no deserto que todos olhavam para ser curado da mordida de cobra – picada – Olhe para Jesus na cruz, como os hebreus olhavam para a serpente de bronze que Moisés fez e fixou-a sobre o poste. Porque, a cruz vazia é apenas um instrumento de morte e maldição. Já a cruz com Jesus Cristo nela: é símbolo de nossa salvação. Pois, também está escrito: “Com efeito, a linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas para os que estão sendo salvos, para nós, ela é poder de Deus. Pois, está escrito; eu destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes”. (I Coríntios 1, 18-20).
    E mais tem a dizer a bíblia, para maior entendimento da palavra de Deus?
    “Nós, porém, pregamos um Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos, mas para os que são chamados, tanto judeus quanto gregos, ele é Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus”. (I Coríntios 1, 23-24).
    E para dissipar toda e, qualquer duvida a respeito da cruz de Jesus Cristo a bíblia declara?
    “Eu, por mim, nunca vou querer outro titulo de gloria que não seja a CRUZ de Nosso Senhor Jesus Cristo, por ela, o mundo está crucificado para mim, como eu para o mundo”. (Gálatas 6, 14).
    Vemos claramente, na passagem do livro de Gálatas, que não pode haver outro titulo de gloria para aquele que segue a Jesus, que a cruz onde ele pode ser visto, como era vista a serpente de bronze, pelos hebreus.
    Os irmãos protestantes – que no Brasil são conhecido como, evangélicos – devem também lembrar que Deus mandou que Moisés fizesse a imagem de dois anjos – querubins – para serem postas sobre a Arca da Aliança, onde estavam guardados Dez Mandamentos da Lei de Deus, como pode ser lido em Êxodos 25, 18. E, mais uma vez volto a perguntar? Deus é idolatra? Por ter ordenado que Moisés fizesse a imagem de uma serpente para curar os hebreus da picada de cobras e por ter mandado que ele fizesse a imagem de dois querubins para serem colocadas sobre a Arca da Aliança? Por certo que não! Pois, quando Deus falou para o povo hebreu que não adorasse a ídolos e não fizesse para si, imagens deles, estava se referindo unicamente aos falsos deuses do Egito. Tanto é verdade que ele advertiu ao povo, avisado para que eles não construíssem para si, imagem daquilo que estava nas nuvens do céu – uma clara referencia aos deuses do Egito, em forma de pássaros – que não fizesse para si, imagens das coisas que caminhavam sobre a terra – os deuses do Egito em forma de cabras, bois, gatos e outros mais – que não fizessem para si, imagens das coisas que se moviam nas águas dos mares – os desuses do Egito em forma de crocodilo, de hipopótamo e outras coisas mais. Os falsos deuses do Egito, que vocês poderão ver, nas fotos abaixo:
    “Não farás para ti ídolos ou coisas alguma que tenha a forma de algo que se encontre no alto do céu…”. (êxodo 20, 4):
    O íbis é uma ave pernalta de bico longo e recurvado. Existe uma espécie negra e outra de plumagem castanha com reflexos dourados, mas era o íbis branco, ou íbis sagrado, que era considerado pelos egípcios como encarnação do deus Thoth.
    O deus nacional do Egito, o maior de todos os deuses, criador do universo e fonte de toda a vida, era o Sol, objeto de adoração em qualquer lugar. A sede de seu culto ficava em Heliópolis (On em egípcio), o mais antigo e próspero centro comercial do Baixo Egito. O deus-Sol é retratado pela arte egípcia sob muitas formas e denominações. Seu nome mais comum é Rá e podia ser representado por um falcão.
    “…embaixo na terra…”. (Êxodo 20, 4):
    Boi sagrado que os antigos egípcios consideravam como a expressão mais completa da divindade sob a forma animal e que encarnava, ao mesmo tempo, os deuses Osíris e Ptá. O culto do boi Ápis, em Mênfis, existia desde a I dinastia pelo menos. Também em Heliópolis e Hermópolis este animal era venerado desde tempos remotos. Antiga divindade agrária simbolizava a força vital da natureza e sua força geradora.
    Uma gata ou uma mulher com cabeça de gata simbolizava a deusa Bastet e representava os poderes benéficos do Sol. Seu centro de culto era Bubástis, cujo nome em egípcio – Per Bast – significa a casa de Bastet. Em seu templo naquela cidade a deusa-gata era adorada desde o Antigo Império e suas efígies eram bastante numerosas, existindo, hoje, muitos exemplares delas pelo mundo. Quando os reis líbios da XXII dinastia fizeram de Bubástis sua capital, por volta de 944 a.C., o culto da deusa tornou-se particularmente desenvolvido.
    “…ou nas águas debaixo da terra.”. (Ê xodó 20, 4):
    Um crocodilo ou um homem com cabeça de crocodilo representava o deus Sebek, uma divindade aliada do implacável deus Seth. Seu centro de culto era Crocodilópolis, na região do Faium, onde o animal era protegido, nutrido e domesticado. Um homem ferido ou morto por um crocodilo era considerado privilegiado. A adoração desse animal foi, sobretudo importante durante o Médio Império.
    Tueris era a deusa-hipopótamo que protegia as mulheres grávidas e os nascimentos. Ela assegurava fertilidade e partos sem perigo. Adorada em Tebas, é representada em inúmeras estátuas e estatuetas sob os traços de um hipopótamo fêmea erguido, com patas de leão, de mamas pendentes e costas terminadas por uma espécie de cauda de crocodilo. Além de amparar as crianças, Tueris também protegia qualquer pessoa de más influências durante o sono.
    E, para que não haja mesmo qualquer dúvida de que Deus se referia aos falsos deuses do Egito, ao pedir que o povo não praticasse idolatria, apresentamos um trecho do livro de Josué, que foi quem substituiu Moises, após a sua morte:
    “Agora, pois, temei o Senhor e o servi-o com inteligência e fidelidade. Afastai os deuses aos quais vossos pais serviram do outro lado do rio e no Egito, e servi ao Senhor”. (Josué 24, 14”.)
    E para termos mais certeza de que Deus realmente falava dos falsos deuses do Egito, vejamos o que também fala, ( 8, 8-9-10:) acho que é Ezequiel.
    “Filho do homem, disse-me ele, fura a muralha “ quando a furei, divisei uma porta. “Aproxima-te, diz ele, e contempla as horríveis abominações a que se entregam aqui”. Fui até ali para olhar: enxerguei aí toda espécie de imagens de répteis e animais imundos e, pinturas em volta da parede, todos os ídolos da casa de Israel”.
    Como podemos verificar, nessa passagem bíblica? Os sacerdotes estavam a adorar os falsos deuses em forma de répteis e animais, que Deus havia proibido que fossem adorados. Tanto é, que Deus enviou o castigo e destruiu os sacerdotes e os que praticavam aquela adoração abominável.
    Por sempre fazer livre interpretação das Sagradas Escrituras, os protestantes – evangélicos – sempre cometem erros abomináveis, grotescos e perigosos, contra o Evangelho de Cristo. Errais, não compreendendo as escrituras, nem o poder de Deus”. (Mateus 22, 29).
    “Porque sabei-o bem: nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento – verdadeiros idolatras – terá herança no Reino de Cristo e de Deus.”. (Efésios 5, 5).
    Obs. Dissoluto significa: devasso, corrupto e libertino.
    O VINHO
    Os protestantes – evangélicos – costumam afirmar que é proibido beber vinho, e correm dele, como o diabo, da cruz. Será que eles, os protestantes, nunca leram que Jesus bebia vinho? E que o seu primeiro milagre foi transformar água em vinho? E que na Santa Ceia, Jesus Usou vinho? Não venham me dizer agora, os protestantes – evangélicos – que não sabiam dessas coisas. E que, não era do seu conhecimento que o vinho do tempo de Cristo embriagava, tal qual o vinho de hoje. Pois, como eles devem saber – se realmente se deram ao trabalho de ler a bíblia: – que Noé se embriagou, que Lot foi embriagado por suas duas filhas, que queriam engravidar dele, para deixar descendência sobre a terra, que Davi se embriagou e o próprio Jesus foi chamado de beberrão. Se Jesus aprovava o vinho e o bebia, porque então tem quem o chame de PROIBIDO? Porque você está proibido de beber vinho, se Jesus o bebia e a palavra de Deus diz que é proibido proibir?
    “Se em Cristo estais mortos aos princípios deste mundo, por que ainda voz deixais impor proibições, como se vivêsseis no mundo? Não pegues,! Não toqueis! Proibições estas que se tornam perniciosas pelo uso que dela se faz, e que não passam de normas e doutrinas humanas. Elas podem sem dúvida, dar a impressão de sabedoria enquanto exibem cultos voluntários, de humildade e austeridade corporal. Mas não tem nenhum valor, e só servem para satisfazer a carne”. (Colossenses 2, 20).
    Jesus na Santa Ceia tomou vinho. ( I Coríntios 11, 23-26).
    O primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho. (João 2, 1-12).
    Como pudemos ver: na época de Noé e de Jesus, como até aos dias de hoje, o vinho sempre embriagou.
    “Noé, que era agricultor, plantou uma vinha. Tendo bebido vinho, embriagou-se”. (Gêneses 9, 20).
    “Não continue a beber só água, mas toma também um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes indisposições”. (I Timóteo 5, 23).
    Uma recomendação bíblica que não pode ser deixada de lado, por se achar que é proibido beber vinho.
    JESUS TEVE IRMÃOS?
    É comum, entre os protestantes – evangélicos – afirmar que Jesus Cristo teve irmãos de sangue. Porém, Em nenhuma parte da bíblia se encontra escrito que Maria e José tiveram filhos – visto que Jesus era filho legitimo de Maria, mas, filho adotivo de José, pois fora concebido pelo Espírito Santo, pois não nasceu de homem – Em defesa da verdade e das Sagradas Escrituras, vamos mais uma vez usar a palavra de Deus, para mostrar que os apóstolos e os demais que seguiam a Jesus, jamais foram seus irmãos de sangue. Começaremos pelo apostolo Tiago, que os protestantes – evangélicos – e outros, teimam em afirmar ser irmão de sangue de Jesus:
    “Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estava numa barca, consertando as redes”. (Marcos 1, 14-20).
    Como pudemos ver, através dos textos bíblicos: Os apóstolos Tiago e João eram irmãos e filhos de Zebedeu. Portanto, eles jamais poderiam ser filhos de Maria e de José.
    “Tu és Simão, filho de João, será chamado de Cefas (que quer dizer pedra)¨. (João 1,42)”.
    Se a bíblia é clara quando afirma que os apóstolos Tiago e João têm como pai, Zebedeu e o apostolo Pedro, tem como pai, a João, se torna impossível que eles sejam irmãos de sangue de Jesus. E quem assim acredita e prega, estará contradizendo as Sagradas Escrituras, a bíblia. Mas então, porque Jesus falou que eles eram seus irmãos? Lendo Hebreus 2, 10-13, podermos descobrir o porque dele ter falado isto:
    “Aquele para quem e por quem todas as coisas existem, desejando conduzir à gloria numerosos filhos, deliberou elevar à perfeição, pelo sofrimento, o autor da salvação deles, para que santificador e santificados formem um só todo. Por isso Jesus não hesita em chamá-los de irmãos, dizendo: anunciarei teu nome a meus irmãos no meio da assembléia cantarei os teus louvores”. (Salmo 21,23).
    E outra vez: “Quanto a mim, ponho nela a minha confiança”. (Isaias 8,17). E: “Eis-me aqui, eu e os filhos que Deus me deu”. (Isaias 8, 18).
    O ARREBATAMENTO
    Os protestantes – evangélicos – costumam pregar que o arrebatamento acontecerá antes da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, o que é um engano, mais um ensinamento protestante, que não consta das Sagradas Escrituras. Vejamos o que diz a bíblia, a respeito do arrebatamento e como e, quando ele se dará:
    “Não queremos, irmãos, deixar-vos na ignorância a respeito dos mortos, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. Se, com efeito, nós cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também, aqueles que morreram, Deus, por causa deste Jesus, com Jesus os reunirá. Eis o que dizemos, segundo uma palavra do Senhor: nós os vivos, que houvermos ficado até a vinda do Senhor, não precederemos de modo nenhum os que morreram. Porque o Senhor em pessoa, ao sinal dado, à voz do arcanjo e ao toque da trombeta de Deus, descerá do céu: então os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; em seguida nós, os vivos que tivermos ficado, seremos arrebatados com eles sobre as nuvens, ao encontro do Senhor, nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, confortais-vos uns aos outros com este ensinamento.” (I Tessalonicenses 4, 13-18).
    Se meus olhos mostrassem a minha alma, todos ao me verem sorrir, chorariam comigo
    “Cristão é meu nome e Católico é meu sobrenome. Um me designa, enquanto o outro me especifica. Um me distingue, o outro me designa. É por este sobrenome que nosso povo é distinguido dos que são chamados heréticos.”
    (São Paciano de Barcelona, Carta a Sympronian, 375 D.C.)

    Curtir

  27. [...] EM PPS.Orações ao Espírito Santo.Wallpapers – Mensagens de Jesus.Oração de São Miguel Arcanjo.Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. Jesus é o mesmo ontem hoje e sempre, inconfudível e Imutável.Apos Apocalipto, Pirâmide MAYA [...]

    Curtir

  28. [...] do Papagaio Marrom.Oração de São Miguel Arcanjo.Wallpapers – Mensagens de Jesus.MENSAGENS EM PPS.Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. Jesus é o mesmo ontem hoje e sempre, inconfudível e Imutável.Apos Apocalipto, Pirâmide MAYA [...]

    Curtir

  29. seria ótimo se todo mundo soubesse o tamanho da ambição dos espanhois , quando tiraram dos maias o direito de viver ,eles tinham principios e suas própias culturas,uma riqueza épica que foi destruida por pura ambição.

    Curtir

  30. muito bom o filme adorei

    Resposta:

    A Violência do final do filme, do arrancar do coração humano em sacrifício que foi muito criticada por todos é um paralelo com a primeira cena do filme quando os caçadores dividem a presa entre si, todos consideram normal. E a nossa violência atual, as pessoas que morrem nas ruas, assacinadas, a guerra urbana, também seria normal ?

    Nós somos violentos e isto sim é condenável…

    Curtir

  31. [...] EM PPS.WALLPAPER’S DE MARIA SANTÍSSIMA, PARA SUA COLEÇÃO.Veja o exato Momento da Queda.Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. Orações ao Espírito Santo.Civilizações precolombianas na América.Jesus é o mesmo ontem hoje e [...]

    Curtir

  32. [...] mensagens Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. WALLPAPER’S DE MARIA SANTÍSSIMA, PARA SUA COLEÇÃO.MENSAGENS EM PPS.Wallpapers – Mensagens de [...]

    Curtir

  33. acho que o imperio dos maias comecou a ficar ganacioso de mais, mas como todos os ciclos da vida se renovam, as plantacoes tem seus periodos de chuva de seca, uma vida nasce e a outra morre. um imperio cresce e e dominado por outro. com os Estados Unidos nao vai ser diferente eles querem dominar (democratizar) o mundo por que acha que as outras culturas (islamicos etc) sao inferiores a deles, portanto eles acham que do jeito deles e melhor. pois bem, mas como os ciclos dao voltas… a ganancia do imperialismo ja esta com sua data marcada. como os maias ja preveram 21/12/2012 a terra se alinha com o centro da nossa via lactea. a terra ja esta avisando . os desastres ecologicos sao resultados do captalismo desenfreado que insiste em gerar lixo, poluicao dioxido de carbono na atmosfera. a crise economica ( a pior em 100 anos) e outro sinal de que estamos sendo muito ganaciosos e pensando somente em nossos humbigos. se a Groelandia derreter, os mares subirao 2 metros, adeus rio de janeiro. E um novo comeco pra terra. vai ser bom pra repensarmos no que vamos fazer nesse novo ciclo que vai comecar. espero que nao facamos o mesmo que os judeus estao fazendo. depois de terem sofrido tanto com os nazistas agora fazem o mesmo com os Palestinos. ja tomaram 80% do territorio deles mas ainda nao se contentam e comtinuam com o massacre. com a ajuda de quem?…. USA. por que ?….so pra testarem as suas armas e reafirmarem seu super poder. feliz e o ignorante que nao se da conta da loucura desse mundo.
    paz de cristo a todos voces. paz de universo, ala cristina, budha. chame do que quiser o amor e uma coisa so. amor e um verbo que se pratica nao adianta ficar so na fala.
    Fernanda Gerber, Londres 01/03/09

    Curtir

    • Olá Fernanda

      O mundo não vai bem, e os homens não querem e não sabem resolver o problema que eles mesmos criarão, porque ninguém quer perder o direito ao luxo, só que este luxo só gera lixo que vai se acumulando até que um dia retorna em forma de desastre ecológico.

      Só não vê quem não quer, mas o pior é quando dizem, o que é que eu tenho a ver com isso ?

      Imaginem só, um Tv de Plasma que custa R$ – 5.000,00 reais ser produzido de forma descartável.

      Aprovado pelo governo !
      Onde será jogado fora tantos aparelhos, que se tornam mera poluição ?

      E o custo tão alto de um produto que dura tão pouco tempo, além de não ser essêncial à vida ?

      Se os governos não frearem a ância de invensões que buscam o lucro fácil e imediato vendendo cada vez mais produtos descartáveis para se vender outro amanhã, o mundo só viverá na crise, porque só existirão Produtor e consumidor e quando o consumidor está na pior o Produtor vai a falência em meia hora.

      Foi exatamente o que aconteceu agora, se freou as engrenagens, porque elas estavm tão rápidas que faltou combustível para manté-las funcionando, que é o dinheiro fácil e inexistente.

      É isto mesmo, CRÉDITO é um dinheiro que não existe, seria apenas uma previsão de ganho futuro, e quando a tv ataca o futuro com suas profecias negativas, todo mundo acredita, aí então qualquer brisazinha se torna um furacão, porque a crise não era uma simples previsão mas foi causada pela própria previsão.

      Por isso sempre foi melhor confiar na poupança do que no crédito, Mas os EUA vivem de um dinheiro que não existe a muitos anos e contaminaram o mundo com sua ganância, agora experimentam o efeito da falta deste dinheiro que nunca existiu, porque era apenas um número numa apólise bancária sem fundos.

      Viva o Capitalismo selvagem, ainda acho que o Capitalismo “não este aí, selvagem” e a democracia sejam o melhor sistema de governo, mas deixar que os bancos e seus donos roubem o povo, destroi a confinaça e causa o caos de qualquer sitema de govêrno.

      Precisamos aprender com esta crise, me parece que os EUA aprenderam que não podem deixar o nosso dinheiro na mão de um gerente de Banco, porque ele nos rouba e se manda para o Caribe deixando o Banco sem o dinheiro que não era dele.

      Vivendo e aprendendo !

      Curtir

  34. [...] PARA SUA COLEÇÃO.Padre Leo Conta a estória do Papagaio Marrom.Wallpapers – Mensagens de Jesus.Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. Aqueles que Confiam no Senhor…Amor sempre Amor, Mensagens e Cartões para.Oração de São Miguel [...]

    Curtir

  35. [...] PARA SUA COLEÇÃO.Padre Leo Conta a estória do Papagaio Marrom.Wallpapers – Mensagens de Jesus.Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e Asteca. Aqueles que Confiam no Senhor…Amor sempre Amor, Mensagens e Cartões para.Oração de São Miguel [...]

    Curtir

  36. otimo muito bom.

    ==
    Resposta

    Muito Obrigado.
    Jesus te ama

    Curtir

  37. Caro Amigo Janir

    Não sei de onde você, qual país, pelas palavras, me parece Italiano, se você morasse na Guatemala, certamente você seria um descendente Maya, ou pelo menos teria um pouco deste sangue em suas veias.

    Existiram mesmo, e são muitos seus descendentes que habitam a região da Guatemala, México e outros países da América central, sem falar dos Incas que Habitam no Peru e que muitos peruanos também são seus descendentes, assim como nós Brasileiros temos muito do sangue indigena, os antigos habitantes desta terra.
    Que na verdade não foram dizimados por completo, mas se misturaram aos novos habitantes que vieram de fora.
    Porém, a cultura e a história Maya e Asteca, esta sim se perdeu, porque seus livros escritos a milhares de anos foram totalmente destruídos sem a menor preocupação quanto ao seu conteúdo e ou sobre seu conhecimento adquirido nos seculos que se passaram.
    Não queremos aqui afirmar que sua cultura seja superior a nossa, ou que sabiam mais do que nós, mas a verdade que na época, em relação à matemática, a astronomia e as construções civís eram muito mais avançados do que os Europeus seus invasores, em relação à arte da guerra, meios de transporte e comunicação eram inferiores, por isso perderam a guerra porque se enganaram a respeito do poder de seus inimigos, simplesmente por falta de conhecimento e prática a respeito do assunto.

    Mais uma coisa é certa, existiram e continuam existindo ainda hoje e muitos ainda guardam um pouco do que sobrou de sua cultura milenar, apesar de muitas coisas que praticavam terem sido totalmente erradicadas definitivamente, porque ficou comprovado que foi o motivo de sua derrota.

    A Igreja Católica até permitiu que se realizasse celebrações na linguagem Maya, para aqueles que sendo Católicos preservam sua linguagem materna.

    Obrigado por seu comentário.

    Curtir

  38. Isti es tuti uma farsa. Os mais nunca existiram.
    Vcs são loucos.

    ======
    resposta
    ======

    Curtir

  39. hã qué

    Curtir

  40. VI ESSES DIAS O FILME EM QUESTÃO , APRECIEI MUITISSIMO ,NO QUE TANGE A MOSTRAR QUE NA HISTORIA DA VIDA HUMANA NA TERRA, FORAM MARCADAS POR GRANDES HOLOCAUTOS DE HOMENS, ONDE SEMPRE QUEM MAIS PERDEU FORAM OS HEBREUS POR SEREM UM POVO ESCOLHIDO POR DEUS PARA PROPAGAR SEU REINO.

    NOS REPORTANDO AO DESCOBRIMENTO DA AMERICA, É INFALIVEL QUE DEUS MANDOU OS ESPANHOIS PRA AMERICA MESMO SABENDO O QUE ELES IRIAM FAZER E FISERAM MESMO, NÃO SÓ DEUS SENTIU O CHEIRO DE CARNE PODRE HUMANA, MAS TODA EUROPA E NAVEGADORES QUE IAM E VINHAM DAS INDIAS ORIENTAIS. E É CLARO RPOPAGAÇÃO DE MOSCAS E OUTROS INCETOS RELACIONADOS ERAM MUITOS , POREM OS ESPANHOIS CATOLICOS MOVIDOS PELO PROPRIO SACRIFÍCIO QUE ENCONTRARAM , RESOLVERAM SE TORNAR OS CARRASCOS DA GRANDE PIRAMIDE ASTECA-MAYA , E É CLARO , SE FORMOS ANALIZAR BEM E SERMOS SINCEROS COM NÓS MESMOS, AS GRANDES CONTRUÇOES ROBUSTAS DA EUROPA COMO A PROPRIA CATEDRAL DE SÃO PEDRO NO VATICANO TEM COM CERTEZA EM SUAS ESTUTRURAS A FINA ARREIA BRANCA DA AMERICA CENTRAL USADA NAS PIRAMIDES ASTECA-MAYA , BEM COMO TODOS OS CASTELOS DA EUROPA E INTEIRA JÁ QUE ESSAS CONTRUÇOES DATAM DO SECULO XVI AO CONTEMPORANEO ,ABRAÇO A TODOS

    ========
    Resposta
    ========
    Olá amgigo CHERUBA GIAMPAOLI

    Obrigado por seu comentário.

    Analizando seus escritos, eu já havia pensado em diversas possibilidades para justificar os acontecimentos no México e na América do Sul relacionados à extinção dos povos pre-colombianos. Sabendo que muita sabedoria e conhecimento acymulado por estes povos foi simplesmente perdido, foram tratados como gado no matadouro e nem tiveram chance de vencer as batalhas, tamanha era a diferença do poder bélico dos Espanhois, mas a história também diz que os Espanhois recuaram frente aos índios da America do Norte, aqueles que os ingleses acabaram vencendo mais tarde.
    Então porque estes mesmos Espanhois foram tão crueis com os Astecas e os Mayas ?
    No filme, Mel Gibson usa de um subterfúgio, até que foi explorado em outro filme “10.000 AC” “Exessivamente e descaradamente errado”, no Apocalipto ficou muito mais natural copmo deveria, o fato de ter colocado como justificativa e base de fundo da história uma profecia, na verdade neste filme poderiamos dizer que era apenas um preságio, que nem era interpretado pelos nativos, mas lendo a história dos Astecas e Mayas, de acordo como os Espanhois escreveram, existia entre estes povos a esperança de um Salvador que viria para libertar o povo. Muitas tribos na verdade eram escravizadas, dominadas como no Império Romano, a diferença é que os romanos matavam como punição ou para demonstrar poder e os Astecas matavam sem medida e sem nessecidade apenas para seus rituais religiosos, logicamente quem morria eram nativos das tribos dominadas, gerando é claro uma grande vontade de se libertar. E Assim os Espanhois foram acolhidos num primeiro momento como estes enviados “divinos”, e os mesmos se achavam como enviados de Deus para conquistar o novo continente e evangelizar até os confins do mundo. Houve muita morte, mas cessaram os sacrifícios humanos, houve muito roubo e pilhagem levando as riquezas para a Europa e como se diz elevando enriquecendo o continente.
    Mas podemos dizer que Houve a Mão de Deus nesta história sim e tudo que aconteceu neste continente foi permitido por Ele, apesar de tanto erro por parte de seus executores, um exemplo claro disso eram os Incas que edificaram uma cidade em cima de uma montanha, inespugnável e que nem foi encontrada pelos Espanhois da época, mas uma arma invisível que nem os seus donos sabiam que possuiam, alcançou aquela cidade e dizimou sua população deixando-a completamente esquecida e perdida por muitos anos.

    É podemos dizer que quando Jesus se ofereceu por sacrifício na Cruz de uma vez por todas, isto significaria que Deus não iria mais aceitar que ocorrese na terra estes sacrifícios humanos nunca mais, porque isto é abominável a seus olhos.

    Em tudo Deus está presente.

    Curtir

  41. “Durante toda a história um é uma cidade Mayan selvagem, sedentos do sangue, assassinando por prazer puro. A morte é principal das deformações grandes que o diretor (quem é também escritor) realiza da visão e dos Mayan filosofia.”

    Mas isso é uma aberração politicamente correta. Os Mayas eram povos dotados de elevado senso tecnológico, mas também eram escravagistas e matavam em rituais levados aos seus deuses.

    ======
    Resposta
    ======
    Olá Cacareco.

    Vejo que não és Brasileiro, criticas o autor do filme, mas como todos acabam concordando com o que se praticava naquela época pelos Sacerdotes Mayas.

    Nada justifica o masacre de vidas humanas pelos Mayas em seus rituais religiosos, e muito menos o massacre realizado pelos Espanhois em continente americano, que consideravam todos os habitantes desta terra como simples macacos organizados sem alma e ou dignidade.

    Sua cultura, conhecimento, organização social e religiosidade se perderam, pelo simples fato de que o império que os dominou, impós uma nova maneira de pensar e viver sem nem ao menos se interessar por aquilo que seus dominados sabiam ou viviam. Portanto, muitos conhecimentos que poderiam ser úteis hoje para nós, simplesmente se perderam como se nunca tivessem existido, hoje os estudiosos veem que não foi um simples massacre de vidas humanas, mas um verdadeiro suicídio coletivo de séculos de aprendizado e aperfeiçoamento humano.

    Por isso precisamos aprender a respeitar o desconhecido, e explorar não significa destruir o que já existe, mas aproveitar do que existe para fazer algo bem melhor.

    Hoje a pergunta mais normal é, existe vida em outros planetas ?
    Imagine se nós fossemos a um outro planeta, e lá encontrassemos uma civilização, inferior à nossa, isto não justificaria uma ivasão macisa como aconteceu na América, afinal de contas nós também não queremos que seres de outro planeta venham interferir em nosso modo de viver ou agir, mesmo que sua civilização seja um milhão de vezes mais desenvolvidas que a nossa.

    É o que Jesus disse, devemos Amar nossos irmão como nós mesmos, que não façamos aos outros aquilo que não queremos que os outros nos façam, é uma regra simples e responsável pela paz no mundo, porque a partir do momento em que não respeitamos a liberdade de nosso irmão é a mesma coisa que uma declaração de guerra e já não podemos exigir que nossa liberdade ou direitos sejam respeitados também.

    Uma equação matemática bem simples como 2 + 2 = 4, se não queremos morrer, também não devemos matar ninguém, mesmo que seja um embrião de uma célula apenas, porque uma véz fecundado o processo da vida já se iniciou e se tornará um homem capaz de amar como cada um de nós.
    Obrigado.

    Curtir

  42. RESUMO DO FILME:
    Em Apocalypto, Gibson e o co-roteirista Farhad Safinia se voltam para a civilização maia, que dominou o México e a América Central atuais entre 2.400 a.C. e o século 15 d.C. Passando por cima de seus avanços em planejamento urbano, matemática, arte, astronomia, agricultura e sistemas de escrita, eles optam por mostrar apenas sua barbárie. Homens caçam homens, violentam mulheres e sacrificam vítimas, arrancando corações de corpos ainda vivos.
    Mas Apocalypto não é um filme de exploração barata da violência, e sim um épico de primeira grandeza, que gira em torno da vontade de um homem de sobreviver para salvar sua família. Em outras palavras, obedecendo à boa tradição de Hollywood, tem herói, vilão, donzela esperando ser resgatada, indígenas exóticos e paisagens de tirar o fôlego e evocar espanto e terror.
    Não há dúvida de que Gibson sabe fazer um filme que prende a atenção o tempo todo – mas também é verdade que ele é um cineasta sádico.
    A história começa no momento em que a civilização maia vive seus últimos estertores. Numa floresta tropical tranquila, uma pequena comunidade de caçadores vive em harmonia com a natureza. Então a aldeia é atacada por mercenários em busca de vítimas para aplacar os deuses que lhes impuseram uma seca e uma praga.
    Os homens e algumas poucas mulheres, que serão vendidas como escravas ou concubinas, são brutalmente amarrados a longas varas e levados até a cidade maia. Ali, os homens são mortos no topo de uma pirâmide, onde são pintados de azul e colocados sobre um altar. Uma faca é mergulhada em seus peitos, e seus corações são arrancados com precisão cirúrgica, sendo atirados no fogo, enquanto as cabeças são decepadas, e os corpos, atirados para baixo, para a alegria dos moradores reunidos da cidade. Quem disse que os maias não sabiam festejar?
    A figura central é o pai de família Jaguar Paw (Pata de Jaguar), representado por Rudy Youngblood, um indígena americano carismático, dotado de considerável habilidade como atleta e ator. Pode-se afirmar, aliás, que a escolha do elenco é o que Apocalypto tem de melhor.
    Dalia Hernandez, uma dançarina e estudante mexicana, tem um rosto belíssimo que capta à perfeição o terror sentido por seu personagem, a mulher grávida de Pata de Jaguar, que fica para trás, escondida no poço da aldeia, que primeiro a protege e depois vira uma prisão para ela e seu filho.
    O canadense Jonathan Brewer faz um personagem chamado Blunted (Sem fio), que vira alvo de todas as piadas. O ator do Novo México Raoul Trujillo é o líder guerreiro inimigo Zero Wolf (Zero Lobo), que captura Pata de Jaguar. Sua crueldade é superada por seu subordinado sádico Snake Ink (Tinta de Cobra), o ator mexicano Rodolfo Palácios.
    Nos primeiros 85 minutos do filme, somos arrastados, junto com os cativos, para um mundo de caos e confusão. De repente, graças à intervenção divina representada por um eclipse solar, Pata de Jaguar escapa de seus captores. A partir desse momento, o filme vira uma história de perseguição, com Zero Lobo e seus homens caçando Pata de Jaguar na selva para matá-lo.
    Como foi o caso com Paixão de Cristo, Mel Gibson acha que os diálogos na linguagem antiga transportam o público para outro tempo e lugar. O roteiro foi traduzido para o dialeto maia falado na península de Yucatán hoje. Assim, os diálogos são legendados.
    Em muitos momentos, porém, Apocalypto parece uma palestra de história ilustrada – mas sem texto. Assistimos a todo tipo de fenômenos culturais e naturais estranhos, sem termos qualquer pista quanto ao que significam.
    Um abraço!!!

    Curtir

  43. No sé portugués, escribí con traductor, corrígelo si no se entiende:
    foi traduzido por tradutor Google.

    Atenção, contém revelações sobre o película:

    A película é “baseada” no Mayans, mas não é do Mayans, é fiction, carece o valor histórico.
    O argumento corresponde a um superprodução estadounidense: Efeitos digitais grandes, perseguiçãoes, assassinatos e bastante sangue, um personage central similar a um Rambo indígeno que funcione com o flechazo no flanco. A película não tem como o objetivo em nenhum momento que mostra a cultura Mayan, é tudo um pacote das ferramentas do marketing para fazer uma película da ação que é sucesso nas vendas.

    Durante toda a história um é uma cidade Mayan selvagem, sedentos do sangue, assassinando por prazer puro. A morte é principal das deformações grandes que o diretor (quem é também escritor) realiza da visão e dos Mayan filosofia.

    – Para Mayan a morte era a transformação. Sacrificados física preparada mentalmente e incorporam “o desengate”. Um exemplo está no jogo da esfera, o jogo dura entre 3 e 4 dias, ganhando foi sacrificado. O sacrifício para o Mayans era pergunta do valentía e dedicação. Chamanes na realidade eram guias da civilização Mayan.
    Na película aparece momentaneamente como ter ou idiotizado e com um ar do verdugo da idade média. Em Apocalypto os sacrifícios são feitos enquanto um jogo na parte elevada das pirâmides e na parte baixa toda a população grita como os assassinos macacos que esperam a queda do corpo sem cabeça e coração.

    – Uma das cenas deformadas mais (morbo puro) é esse do cemitério dos sacrificados, desde que suas imagens são similares às montanhas dos corpos dos photographies do holocausto judeu. Esta cena é absolutamente absurd, sacrificados Mayan ou foram enterradas com suas propriedades ou arrojados a o “cenotes” (as cavernas naturais, lugares sagrados para sua religião).

    – O herói é conservado dos agradecimentos da morte a um eclipse repentino; o detalhe que não ter em conta do diretor está aquele nesse tempo em que o europeu assim que realizar de quais a terra era redonda, o mayans soube já que a data exige os eclipses em seguida dos 10 séculos. Na película deram para compreender que o Mayans assombrados com o evento, quando se sabe por tudo que o Mayans era matemáticos grandes (descobriram o zero) e astrónomos (para essa razão construíram a pirâmide de Kukulkán). Por tal razão não poderiam assombrado, desde que souberam com exatidão o solar dê um ciclo e os anos do ano bissexto e eclipses.

    – Sua roupa era diferente, é bastante com visitar as zonas archaeological e ver pinturas para realizá-lo. Não usaram a pintura no corpo e não usaram piercings tampouco, mas na película vestiram-nos como pseudocannibals africanos.

    – O Mayans deteriorou perto de 600 anos antes da chegada dos espanholes. Na película os espanholes não somente para chegar ¿antes 600 anos?, mas isso que os apresentam quase como libertadores. Isso é não somente anacrônico, mas que os espanholes eram delinquentes (¿A quem deram à liberdade, se ao todo o aqueles que poderiam eles o matarem pelo ouro? Isso é hypocritical).

    – Embora Apocalypto seja uma película falada no yucateco mayan para ser mais “realístico”, a película tem pelo título “Apocalypto”, a palavra grega que me significa “mim revela” (ou “eu explico”), algo que manda pouco senso.
    É muito provável que é ânsia pura das vendas. O Mel Gibson tentou usar um título que o pessoa associasse com o palavra Apocalypse, (“Revelation” no grego) e isso é usado para a chegada de catastrophes grandes e o alvo do mundo. “Apocalypto” é grego, non yucateco mayan.

    Apocalypto es sobre nos “mayasgibson”, uma criação do Mel Gibson que desmerece à gran cultura Mayan. Em Guatemala (berço do Mayans, América Central) e em México (berço do Aztecas, América do Norte) causa muita controversia e recusa neste momento.

    Curtir

  44. [....] Apocalipto, Filme de Mel Gibson Retrata Civilização Maya e asteca, uma violência sem tamanho, mas um alerta para o mundo de hoje…. Holocasto de Hitles nunca mais…. [....]

    Curtir

  45. [....] Vemos hoje os valores humanos decaírem drasticamente na civilização conteporânea, o desrespeito a vida, o aborto, a eutanásia, as pesquisas com embriões vivos, demonstram claramente que nosso respeito pela vida do outro diminui cada vez mais, acabaremos nós nos destruindo [....]

    Curtir

    • Precisas estudar mais a história! Me irrita profundamente quando ouço alguém dizer que o mundo está perdido, que antigamente as coisas eram melhores, que os países estão em guerra, etc, etc, etc…
      Qualquer pessoa que conhece, minimamente a História, ou pelo menos não tenha faltado as aulas à partir da 5º série, sabe que não há nada mais distante da verdade do que estes comentários apocalípticos.
      Só para lembrar: Os Astecas Sacrificavam pessoas, tiravam o coração das vítimas ainda pulsando. Os Turcos empalavam seus inimigos, estes levavam horas e até um dia inteiro para morrerem, pois alguns conseguiam resistir à força da gravidade. A igreja queimava as pessoas por dizerem a verdade – que a terra é redonda, por exemplo. Na idade média as cidades eram fortificadas porque uma cidade atacava a outra e os vencedores matavam os homens, estupravam as mulheres e levavam as crianças como escravas. No Brasil até 1888 a escravidão era uma lei, e pior era considerada, pela maioria das pessoas, como uma coisa moral.
      Estude mais a História!

      Caro Amigo Max

      É bem verdade o que você afirma, mas você está muito preso a livros de história, você precisa ler mais as estatísticas policiais e ver que a violência do ser humano continua mesma, mudou apenas a forma de manifestá-la, os crimes hediondos acontecem todos os dias e até mesmo dentro de casa.

      A violência nas ruas mata muito mais que as guerras de hoje e o pior de tudo é que nas ruas não existe lei.

      Gostaria que realmente o homem estivesse sim seguindo os mandamentos de Cristo e amando muito mais uns aos outros ao invés de fazer inimigos cada vez mais.

      presentepravoce

      Curtir

      • Perfeito, Max. Natureza Humana- eis a questão incorrigível. Sempre será assim e essa luta eterna e infinita é inerente ao próprio Homem. na verdade, falta sim à maioria das pessoas, um maior estudo, por mais básico que seja, sobre Antropologia, Filosofia, História e Geografia, principalmente, e, e claro, viver a atualidade, o dia-a-dia. Mas, no fim, infelizmente, ou não, o ser humano é assim mesmo. Sempre houve guerras, por diversos motivos, mas o mais profícuo deles é a guerra político-econômica.

        Curtir

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69.282 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: