A Antiga Aliança…



A criação do Pai é perfeita e maravilhosa, incluindo o próprio homem que somos nós.   O contato íntimo entre Pai e Filho faz parte do plano de aperfeiçoamento do homem interior, e que apesar de  seu afastamento do Pai pelo “PECADO”, o homem jamais foi abandonado pelo Pai porque o ama.   Deus fez diversas alianças com os homens com o objetivo de reconduzi-los ao caminho de salvação e santificação plena. Podemos dizer que esta foi a primeira parte do “PLANO DE DEUS”.




HISTÓRIA


No principio Deus criou o céu e terra … (Gênesis – Criação)

Criou também o homem e a mulher, segundo a sua imagem e semelhança

Incluindo também aqui as virtudes Divinas invisíveis aos olhos humanos; o raciocínio; a consciência; a inteligência; a liberdade; a capacidade de amar e outras… Que são os Dons “presentes” mais preciosos de Deus para nós.

Deus olhou para a sua obra e viu que tudo era bom.

Muitas vezes nós “homens” criticamos a obra Divina colocando defeito na Natureza, Clima, Calor, etc. e culpamos o Criador pelas consequências da degradação promovida pela civilização moderna no meio ambiente onde vivemos.  Os problemas observados são na maioria consequências do pecado coletivo da sociedade, mas aos olhos de Deus não havia defeito nenhum na  sua Criação.

Todo Recém nascido é incapaz de andar, falar ou sobreviver sozinho. Nenhum homem ou mulher é capaz de deixar seu filho recém nascido sozinho, pois sabe que para sobreviver ele precisa de auxilio, se for deixado só, ele certamente morrerá.

http://presentepravoce.files.wordpress.com/2008/03/sagrada-familia-jmj.jpg?w=99&h=110Assim também não foi por acaso que Deus escolheu uma família para que Jesus viesse ao mundo e lá Ele cresceu, se formou e se preparou para sua missão até seus 30 anos de idade.

Deus havia traçado um caminho de crescimento para o homem, pois apesar de ser semelhante ao Pai era necessário aprender e se desenvolver em todos os sentidos da Vida como um recém nascido aprende tudo que sabe com sua Família.

Semelhante não significa pronto, completo e muito menos igual.

(Gn 3, 8,11) – A fim de atingir este objetivo o Pai mantinha um contato intimo com sua Criação no paraíso.  Ali, Ele lhe transmitia diretamente tudo aquilo que era necessário para a vida.  Diariamente lhe transmitia seu amor e seus ensinamentos pois estava sempre presente.


Que criança não se esconderia com medo de seu pai logo após ter desobedecido ou praticado uma arte e um “pecado” grave ?


Apesar deste contato intimo com o Pai o homem caiu no pecado, mas ao invés de se arrepender e pedir seu perdão preferiu se afastar se escondendo entre as árvores do jardim, criando assim o principal problema de relacionamento entre duas pessoas, que seria, a distância.

A partir do primeiro pecado rompeu-se este relacionamento, e com o distanciamento do Pai tornou-se mais difícil a comunicação entre “Deus e o Homem” e o caminho para alcançar os planos de amadurecimento do Homem que é sua santificação e semelhança com Deus ficou mais complicado e muito mais longo, pois o homem preferiu se esconder e se afastar do Pai, ao invés de se reconciliar através da confissão assumindo seu pecado e recebendo o perdão do Pai, criando assim um muro, um abismo e uma barreira entre Deus e sua criação. Tornou-se necessário a adoção de leis e regras para que o homem continuasse o seu caminho de crescimento e aperfeiçoamento na presença de Deus até atingir a estatura de Homem pleno, pois até então era apenas uma criança.

Conclusão:

Podemos então dizer que a partir deste momento começou a nossa verdadeira história, a caminhada rumo ao nosso grande objetivo que é; Ser Santo como o Pai é Santo, ou seja, ser realmente semelhante ao Pai em toda sua plenitude, pois até então éramos apenas uma simples imagem.

Se diz que o filho é a cara do Pai, mas ele não é o Pai, se assemelha, mas só será mais semelhante ao Pai quando crescer e aprender a viver como ele vive, reagindo e agindo como ele.

A imagem, estatua, fotografia ou vídeo em movimento, não é o ser que ela retrata, apesar de ser idêntica, mas é apenas um reflexo, uma lembrança um indicador da aparência daquele que realmente É.

Deus com todo amor do seu coração fez de tudo para conduzir o homem no caminho certo, mostrou a sua vontade,  ofereceu seu perdão, mas o pecado levava o homem cada vez mais para longe da presença do Pai.

Quando Deus viu que o mal continuava seduzindo cada vez mais o coração humano, já quando tudo parecia perdido, Deus decidiu acabar com toda aquela criação, que um dia tinha declarado ser BOA, Porém, viu que ainda existia esperança, pois havia pelo menos um homem fiel na face da terra e por este motivo a sua criação não estaria totalmente perdida.



AS ALIANÇAS DE DEUS.


Uma Aliança é um compromisso feito entre duas partes, um contrato que ambos se comprometem a cumprir sendo fieis e obedecendo a todos os termos do acordo.  Que inclui também direitos e deveres.


Era composta basicamente de três coisas.

Sinais

Promessas

Deveres


Lembra-se do juramento feito no ato Matrimonial.



Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe.


Este é o melhor exemplo de um pacto simples especificando igualdade de condição a ambos os lados que se comprometem a honrar a aliança estabelecida, que no caso em questão, finaliza com a morte de um dos dois contratantes e é indissolúvel. 

O sinal da aliança no dedo, o que significa ?

Será apenas um sinal ?

Este sinal representa um compromisso entre duas pessoas, que apesar de ser invisível aos olhos e não ser material é tão real como eu ou você.

Mesmo se uma pessoa casada que usa aliança retirar do dedo esta aliança, mesmo assim ainda é visível o sinal de sua presença e que tem o mesmo significado apesar da ausência do artefato visível.



ARCA DE NOE


1. Aliança com Noé;


Esta foi a primeira aliança que Deus fez com o homem.

O Pai prometeu jamais destruir a sua criação.

Noé deveria, com seu exemplo, guiar toda sua descendência nos caminhos de Deus. Para que ele não se esquecesse desta ALIANÇA Deus colocou o arco íris nas nuvens como SINAL permanente para todas as gerações futuras.

Apesar de Noé ter sido um homem fiel, e do dilúvio ter lavado o pecado que contaminava a face da terra, as gerações seguintes continuaram a se afastar do caminho SANTO, e o mal continuava se multiplicando entre os homens.

Deus decide então separar seu povo do meio deste pecado.



2. Aliança com Abraão;


Ele, um homem fiel, deveria ser o PAI de uma grande nação de propriedade exclusiva de Deus, que seria conduzida e guiada pela lei de Deus e se multiplicaria como as estrelas do céu.

Deus diz a Abraão, sai da tua casa e tua terra e vai para o lugar onde Eu te indicar, e te darei tudo aquilo que seus olhos puderem ver e a planta de seus pés pisarem.

Nesta Segunda aliança, Deus promete dar para os filhos desta nação, todos os seus dons e uma vida prospera numa terra maravilhosa que mana leite e mel.

Este povo seria um testemunho para todos os povos da terra de vida plena na presença de Deus.

Como sinal desta aliança, todo homem deveria ser circuncidado ao sétimo dia de vida, este sinal na sua própria carne seria bem mais visível de que um arco nas nuvens que só aparecia de vez em quando, diariamente todo homem tieria a oportunidade de se lembrar desta aliança celebrada com Deus.

As promessas do Pai não foram o suficiente para mantê-los totalmente fieis a Deus e porque continuaram no pecado acabaram sendo escravos por 400 anos no Egito.


3. Aliança com Moisés;


Deus chamou Moisés para Libertar seu povo do Egito e liderar o povo escolhido reconduzindo-os àquela terra maravilhosa da promessa com uma nova lei que serviria como luz para guiá-los, passo a passo rumo ao caminho certo, à santificação e à salvação. A Lei seria não apenas um sinal, mas também seria um caminho a ser seguido na direção da vontade de Deus.


moises_10m.jpg


Moisés e os Dez Mandamentos


Tudo isso foi realizado com Deus seguindo á frente de seu povo, guiando e realizando grandes sinais e milagres, para que ficasse bem claro que só existe um Deus neste mundo e que está acima de todos os outros deuses criados pelas mãos humanas, por este motivo deveriam aprender que somente seguindo estes mandamentos estariam no caminho da salvação e da vida eterna.

A Ação de Moisés termina com o povo entrando para a terra prometida e recebendo das mãos de Deus todas as promessas de sua aliança totalmente cumpridas, Daqueles que saíram do Egito apenas Josué entrou na terra prometida e pode escrever como testemunho para todas asa gerações que realmente nenhuma das boas palavras do Senhor havia falhado.


A AÇÃO DE DEUS CONTINUA.

Acrescentar a promessa da nova aliança para finalizar: (Jeremias 31, 31)


Deus por muitas vezes escolheu e ungiu homens fieis (como juízes, Reis, sacerdotes e profetas – At 13 – 16 a 32) para conduzir seu povo eleito, porém eles continuavam a se desviar Deste caminho sobremodo excelente.

O REBANHO SEM PASTOR

Palavras de Jesus

Esta escolha realizada por Deus tinha o objetivo de colocar alguém na frente para guiar este rebanho que pareciam cegos e perdidos, quando Deus escolhia alguém, diz a bíblia (*1) Ele ungia com seu óleo para que esta pessoa fosse preparada e recebesse do próprio Deus as instruções necessárias para conduzir o seu povo.

(*1) – Samuel – 1 Sm 1: 28 – 1 Sm 3, 1 – 18 – Saul – 1 Sm 10. 1-8 – Davi 1 Sm 16, 1-13

(Hebreus, 8: 1 a 7) – O ponto essencial do que acabamos de dizer é este: temos um Sumo Sacerdote, que está sentado à direita do trono da Majestade divina nos céus, 2 – Ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo, erigido pelo Senhor, e não por homens. 3 – Todo pontífice é constituído para oferecer dons e sacrifícios. Portanto, é necessário que ele tenha algo para oferecer. 4 – Por conseguinte, se ele estivesse na terra, nem mesmo sacerdote seria, porque já existem aqui sacerdotes que têm a missão, de oferecer os dons prescritos pela lei. 5 – O culto que estes celebram é, aliás, apenas a imagem, sombra das realidades celestiais, como foi revelado a Moisés quando estava para construir o tabernáculo: Olha, foi-lhe dito, faze todas as coisas conforme o modelo que te foi mostrado no monte (Ex 25,40). 6 – Ao nosso Sumo Sacerdote, entretanto, compete ministério tanto mais excelente quanto ele é mediador de uma aliança mais perfeita, selada por melhores promessas. 7 – Porque, se a primeira tivesse sido sem defeito, certamente não haveria lugar para outra.


(II Coríntios, 3: 7 a 9) – Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, se revestiu de tal glória que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos no rosto de Moisés, por causa do resplendor de sua face (embora transitório), 8 – quanto mais glorioso não será o ministério do Espírito! 9 – Se o ministério da condenação já foi glorioso, muito mais o há de sobrepujar em glória o ministério da justificação !



About these ads

5 Respostas

  1. […] A Antiga Aliança… em Ministros da nova aliança do… […]

    Curtir

  2. […] A Antiga Aliança… | Enchei-vos do Espírito Santo de Deus …, on 27/08/2014 at 13:21 said: […]

    Curtir

  3. [...] O que foi a Antiga Aliança? Deus havia feito uma aliança com seu povo, a qual não foram fieis, por isso cedeu lugar à uma nova aliança.[...]

    Curtir

Deixar um Comentério aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69.434 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: